Anda di halaman 1dari 50

Distúrbios Cardiológicos com

Ênfase em Hipertensão
 
 
Prof. Dr. Aníbal de Freitas Santos Júnior
PROF. DR. ANÍBAL DE FREITAS SANTOS JÚNIOR

- Farmacêutico, pela Universidade Federal da Bahia – UFBA e Químico,


licenciado pela Universidade do Estado da Bahia.
- Doutor em Química (UFBA), Área de Concentração: Química Analítica.
Mestre em Química (UFBA), Área de Concentração: Química Analítica.
- Professor Titular, da Universidade do Estado da Bahia (UNEB)
- Consultor Acadêmico do Curso de Especialização em Farmacologia Clínica,
na Atualiza Cursos.
- Consultor Acadêmico do Curso Racine de Pós-Graduação em “Manipulação
Magistral Alopática” e “Farmacologia Clínica e Toxicologia”.
- Consultor Acadêmico do Curso de Especialização em Enfermagem em
Centro Cirúrgico, Recuperação Anestésica e Centro de Material e
Esterilização; Enfermagem em Terapia Intensiva e Alta Complexidade;
Enfermagem em Cardiologia e Hemodinâmica, da Bahiana.
- Experiência na área de Farmácia, com ênfase em Farmacologia Básica e
Clínica, Farmacocinética, Biossegurança e Análise e Controle de
Medicamentos.
PROGRAMAÇÃO

– Introdução ao Estudo da Farmacologia Cardiovascular: Abordagem


Anatômica e Fisiológica do Sistema Cardiovascular / Principais
enfermidades associadas ao Sistema Cardiovascular;
– Aspectos Farmacológicos e Segurança no uso dos Fármacos: anti-
hipertensivos, vasoativos, inotrópicos, digitálicos, vasodilatadores,
diuréticos, antilipidêmicos, antiarrítmicos e terapia antiplaquetária;
– Análise de Casos Clínicos, Diretrizes e Artigos Científicos;

PROF. DR. ANÍBAL DE FREITAS SANTOS JÚNIOR


OBJETIVOS

– Promover a apropriação de ferramentas teóricas que


permitam o/a farmacêutico/a desenvolver boas práticas de
cuidados ao indivíduo com alterações cardiovasculares em
uso de fármacos.
– Discutir os diversos tipos de fármacos utilizados na
Cardiologia.
– Apresentar os principais fármacos utilizados no atendimento
à pessoa com alterações cardiovasculares, discutindo a
farmacodinâmica, as possíveis complicações.

PROF. DR. ANÍBAL DE FREITAS SANTOS JÚNIOR


PROPOSTA DE TRABALHO

– Apresentar a temática “Farmacologia Aplicada à Cardiologia -


Distúrbios Cardiológicos com Ênfase em Hipertensão” em
exposição participativa;
– Analisar Casos Clínicos para melhor entendimento das
temática, em atividades coletivas;

PROF. DR. ANÍBAL DE FREITAS SANTOS JÚNIOR


Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

Anatomia e Fisiologia do Coração

* Músculo com aprox. 250 – 400 g (cerca de 0,5% do peso corporal)

* Recebe cerca de 5% do débito cardíaco

* Contrai-se aprox. 3 bilhões de vezes durante a vida, com alto


gasto energético (possui 10 vezes mais mitocôndrias que o
músculo esquelético) e utiliza múltiplas fontes de energia (ácidos
graxos, ácido láctico e glicose)

* Não há regeneração celular na vida adulta


Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

Anatomia e Fisiologia do Coração

Órgão muscular oco que se localiza no meio do peito, sob o


osso esterno, ligeiramente deslocado para a esquerda
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

Camadas do Coração Pericárdio: reveste o coração


externamente, protegendo a sua parte
realmente funcional contra eventuais
atritos.

Miocárdio: representa a parte funcional


do coração, responsável pelos seus
movimentos e ação de “bomba
impulsionadora de sangue”, através de
contrações e dilatações de suas fibras
musculares.

Endocárdio: membrana impermeável


que reveste a parte interna do coração,
que aliás, é dividida em
compartimentos: os átrios e os
ventrículos.
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

Miocárdio

• CONTRATILIDADE
• EXCITABILIDADE
• CONDUTIVIDADE
• AUTOMATICIDADE
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

Átrios e Ventrículos

* Átrio direito: nele desembocam a veia cava


caudal, a veia cava cranial, e a veia ázigos,
trazendo sangue dos tecidos para o coração.

* Ventrículo direito: se comunica com o átrio


direito, e dele parte o tronco pulmonar, que se
dividirá em artérias pulmonar direita e esquerda,
levando o sangue que chegou do átrio direito
para os pulmões.

* Átrio esquerdo: as veias pulmonares (cujo


número varia, dependendo da espécie, de
quatro a oito) trazem a ele o sangue que
foi oxigenado nos pulmões.

* Ventrículo esquerdo: se comunica com o


átrio esquerdo; propele o sangue para a artéria
aorta, e daí ele se distribui a todo o organismo.
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

Evitam o refluxo de sangue em


Válvulas/Valvas Cardíacas diferentes momentos do ciclo cardíaco
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

* Valva atrioventricular direita: localizada entre o


átrio direito e o ventrículo direito, evita o refluxo de
sangue do ventrículo para o átrio no momento de
contração do ventrículo (sístole ventricular). É
composta de três folhetos (válvulas), sendo também
chamada de valva tricúspide.
* Valva atrioventricular esquerda: localizada entre
o átrio esquerdo e o ventrículo esquerdo, impede o
refluxo do ventrículo para o átrio, se fechando no
momento da contração ventricular. É composta de
dois folhetos, sendo também chamada de valva
mitral ou bicúspide.
* Valva semilunar pulmonar: encontra-se no tronco
pulmonar, e se fecha evitando o refluxo de sangue
deste vaso para o ventrículo direito no momento do
relaxamento (diástole) do ventrículo. Também
chamada de válvula sigmoide.
* Valva semilunar aórtica: encontra-se na artéria
aorta e impede o refluxo de sangue desta artéria
para o ventrículo esquerdo no momento da diástole
ventricular. Também chamada de válvula sigmoide.
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

Prendendo as valvas atrioventriculares à parede cardíaca existem as cordas


tendíneas, que mantém as valvas abertas quando da passagem do sangue
dos átrios para os ventrículos.
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

Compreende uma sístole (contração) e


CICLO CARDÍACO
uma diástole (relaxamento)

A contração e o relaxamento das várias câmaras do coração resultam nas alterações de


pressão no interior destas, que provocam:

 O enchimento e ejeção de sangue destas câmaras;


 Os movimentos de valvas característicos no ciclo cardíaco

Diástole Sístole
Pulsação: movimento ritmado de contração e relaxamento constantes
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

CICLO, FREQUÊNCIA E DÉBITO


CARDÍACOS

 Ciclo cardíaco: ciclo completo de contração


(sístole) e relaxamento (diástole) das câmaras
cardíacas  corresponde a um batimento cardíaco.

 Frequência cardíaca: quantidade de ciclos ou


batimentos por minuto.

 Débito cardíaco: volume de sangue bombeado pelo


coração por minuto  aproximadamente 5
litros/minuto em um adulto em repouso (também
chamado volume-minuto cardíaco).
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

ATIVIDADE ELÉTRICA CARDÍACA

* Aglomerado de células
musculares especializadas -
frequência rítmica de
aproximadamente 72
contrações por minuto

* Sistema de Purkinje ou fascículo


átrio-ventricular: sistema especial
de condução, composto de fibras
musculares cardíacas
especializadas, que transmitem os
impulsos com uma velocidade ~6
vezes maior do que o músculo
cardíaco normal.

Os impulsos gerados no nó sino-atrial determinam a frequência


cardíaca: miocárdio atrial nó átrio-ventricular feixe de His e seus ramos
miocárdio ventricular através do sistema de Purkinje
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

Propriedades Cardíacas

* Ação cronotrópica (cronotropismo):


Influencia a frequência cardíaca;

* Ação inotrópica (inotropismo): Influencia


a força contrátil, velocidade de
desenvolvimento de pressão pelo
miocárdio e a velocidade de ejeção;

* Ação dromotrópica (dromotropia):


Atua sobre a velocidade de
condução;

* Ação batmotrópica (batmotropia): Tem


influência sobre a excitabilidade
(limiar de estimulação).
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

CONTROLE NERVOSO DO CORAÇÃO

CONTROLE NERVOSO
DO CORAÇÃO

SISTEMA NERVOSO SISTEMA NERVOSO


PARASSIMPÁTICO SIMPÁTICO

NEUROTRANSMISSOR: NEUROTRANSMISSOR:
acetilcolina noradrenalina

Fibras colinérgicas Fibras adrenérgicas

diminuição da aumento da
freqüência cardíaca freqüência cardíaca
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

Reflexos Baro e Quimioceptores


Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

CIRCULAÇÃO PULMONAR E SISTÊMICA

 CIRCULAÇÃO PULMONAR OU PEQUENA


CIRCULAÇÃO: Coração - Pulmão - Coração

Ventrículo direito  artéria pulmonar  pulmões


 veias pulmonares  átrio esquerdo

 CIRCULAÇÃO SISTÊMICA OU GRANDE


CIRCULAÇÃO: Coração - Corpo - Coração

Ventrículo esquerdo  artéria aorta  sistemas


corporais  veias cavas  átrio direito
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

Vasos sanguíneos
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

Retorno venoso
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

CIRCULAÇÃO CORONARIANA
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

Diferentes valores pressóricos


Sistema vascular
Sistema vascular - Funções

SISTEMA
Transporte de nutrientes Transporte de gases; O2
CIRCULATÓRIO
absorvidos pelo trato dos órgãos respiratórios
gastrintestinal para o para os tecidos e CO2 no
resto do corpo. sentido oposto.

Transporte de produtos de Transporte de hormônios e


excreção das células ou produtos metabólicos de
órgãos onde são formadas uma parte do corpo para a
para os órgãos excretores. outra.

Regulação da temperatura Defesa contra agentes patogênicos,


corpórea (principalmente nos permitindo a ação de processos
endotérmicos), transferindo imuno-celulares desempenhados
calor das partes mais internas pelo sangue por todo organismo e
para a superfície, onde o coagulação sangüínea
mesmo pode ser dissipado.
Prof. Aníbal de Freitas Santos Júnior

CONTROLE DO CORAÇÃO