Anda di halaman 1dari 16

Esbats

Esbat de Janeiro – Lua da Benção


O Esbat é o primeiro do ano, o começo do Ciclo das Treze Luas. Esse Esbat, assim como os
outros, recebe diferentes nomes de acordo com a tradição. É chamado de Lua do Feno, do
Lobo ou dos Ancestrais. Na última Lua agradecemos por tudo que nos foi dado, nessa Lua
iremos planejar as bênçãos que queremos receber nesse ano que se inicia.

Ritual da Lua do Lobo, Ancestrais ou do Feno:

Você já deve estar acostumado a essa altura a todo o ritual que precede os “rituais” (a
escolha do local, a purificação do local e de si mesmo). Para decorar o altar ou demarcar o
circulo use madressilva, a flor símbolo dessa Lua, no centro do circulo deixe seu Livro das
Sombras aberto em uma página em branco. É interessante neste Esbat usar branco, símbolo
de que você está recomeçando um ciclo, revendo seus conceitos, uma folha em branco
pronta para ser reescrita nesse ano.
Você pode abrir o circulo como de costume e fazer as invocações aos Elementais e aos
Deuses. Agora você vai pedir iluminação aos deuses e vai escrever em seu Livro das
Sombras no cabeçalho de uma página em branco e vai traçar todas as realizações que você
deseja alcançar este ano, sempre meditando as possíveis e necessárias. Terminado de fazer
seu planejamento fale aos deuses seus propósitos um a um e os peça que lhe concedam força
e capacidade para alcança-los esse ano, seja sincero, fale de coração. Ao terminar coloque o
Livro das Sombras novamente no chão e dobre a página do Livro das Sombras na vertical,
ela vai ficar selada no seu Livro das Sombras até a próxima Lua de Contar
Bênçãos. Agora você pode fazer o ritual de puxar a Lua, com a energia obtida do ritual você
pode realizar algum feitiço relacionado ao sucesso futuro, a busca de realizações futuras, ou
simplesmente transfira a energia para o seu Livro das Sombras, podem ainda fazer um
amuleto conhecido como olho da sorte, vocês pegam uma Ônix e a consagram pedindo a
deusa que aquele seja o vinculo entre a ação e a oportunidade, a proteção para os desafios
desse ano, isso irá lhe atrair muitas chances durante o ano e sempre que estiver precisando
de uma oportunidade em algo escreva num papel e coloque sob o amuleto de Ônix. Pronto,
agora é só agradecer a presença dos Deuses e dos Elementais e fechar o círculo.

Página 1 de 16
Esbats

Esbat de Fevereiro – Lua da Colheita

Também conhecida em algumas tradições como Lua do Milho ou Lua da Busca do


Conhecimento, esse Esbat marca justamente a época da primeira colheita, tempo de
colhermos tudo que plantamos e nos abastecer interna e externamente.
Esse é um Esbat para aguçarmos nossa sabedoria, para buscarmos a sabedoria oculta dentro
de nós, até por isso em muitas tradições ele é dedicado a Deusas protetoras da sabedoria
como Atena.

Ritual do Esbat:

Antes do ritual prepare um chá de artemísia, alecrim ou então separe algumas amêndoas
para o ritual. Nessa noite, especialmente, você pode decorar seu altar com flores que
simbolizam a sabedoria como a flor de lótus ou a orquídea, você também pode optar por
enfeitar o altar com folhas de Louro. Você pode demarcar o espaço do circulo com velas
amarelas ou brancas, representando a sabedoria. Você pode abrir o circulo como de costume,
fazer a invocação aos Elementais e aos Deuses (nesse caso seria bom você invocar o aspecto
da Deusa representado por uma Deusa da sabedoria como Atena). Faça uma oração à Deusa
pedindo sabedoria ou um conselho em alguma situação.

Agora eu deixo a dica de um ritual para busca de sabedoria: Você vai precisar de 9 Velas
brancas ou amarelas (que devem ser usadas ao redor do circulo demarcando o mesmo), uma
pedra que represente sabedoria (pode ser uma ametista, um quartzo azul e etc.), azeitonas
(nesse caso você não irá necessitar das amêndoas ou dos chás), azeite de oliva, folhas de
oliveira (as folhas de oliveira podem ser substituídas por folhas de louro), 1 pena (de
preferência de coruja), alecrim, um saquinho de pano branco ou amarelo, um cordão
prateado e vinho tinto (pode usar suco de uva concentrado).
Visualize Atena, a Senhora da Sabedoria. Veja-a vestida de branco com armadura e
capacete, sua lança e a coruja pousada em seu ombro. Converse com a Deusa, diga de seus

Página 2 de 16
Esbats

esforços no estudo e peça a Ela que aumente sua capacidade de memorização, sua
capacidade de compreensão e de raciocínio. Também peça a Ela que conceda a você a
capacidade de comunicar com clareza e precisão seu conhecimento. Por fim, peça a Ela
tranquilidade, calma e perseverança nos seus aprendizados. A cada pedido faça uma pausa e
escute o que a Deusa vai te aconselhar. Veja que a Deusa Athena manda sua coruja pousar
em você e quando ela sai de seu ombro deixa uma pena. Você pega a pena. A Deusa sopra a
energia Dela no cristal e entrega a você. Ela beija sua testa e você sente a energia dela em
você. Sua testa brilha com a energia da Deusa. Pegue os materiais do feitiço e coloque a
pena, os cristais e as ervas dentro do saquinho, energize colocando na testa, passando ao
feitiço a energia que você captou da Deusa Athena e amarre com 4 nós (para concretização).
Trace um pentáculo de invocação da Terra sobre o saquinho com o azeite de oliva. Coma
algumas azeitonas ritualmente, agradecendo a Deusa e faça oferenda de algumas sobre a
Terra. Consagre beba o vinho, ofertando um pouco para a Terra. Agradeça aos Deuses pela
presença e pela ajuda e também aos Elementais. Encerre o circulo como de costume. Use o
saquinho sempre perto de você, especialmente quando você estiver estudando ou testando
sua sabedoria em algo. Esse saquinho pode ser reenergizado no Esbat do ano que vem e
guardado por bastante tempo.

Para aqueles que vão optar por outro ritual de sabedoria, basta seguir a mesma linha: Abrir
o círculo, fazer as invocações, fazer uma oração de sabedoria, realizar o ritual escolhido
(esse Esbat é bom não só para buscar a sabedoria, mas também para fortalecer as amizades),
comer as amêndoas ou tomar o chá, ambos consagrados em honra da sabedoria dos Deuses e
encerrar o ritual como de costume. Isso é tudo, tenham um Esbat abençoado e que os Deuses
iluminem suas mentes com a luz da sabedoria.

Página 3 de 16
Esbats

Esbat de Março – Lua da Cevada

Conhecida em muitas tradições como Lua da Colheita, de Tempestade, do Olho Interior ou


ainda Lua da Cevada. Esse Esbat marca a segunda colheita e é a última Lua antes do outono
no hemisfério sul.
É tempo de buscarmos equilíbrio em qualquer setor de nossas vidas, usar nosso olho interior
para examinar nossos sentimentos, conhecimentos e resolver todas as pendencias. É um
Esbat que possui muitas vibrações positivas relativas a sabedoria e boas uniões. É também
propício para pedir à Deusa o dom do conhecimento do que é oculto.

Ritual do Esbat:

Nessa noite, decore o altar e demarcar o circulo com grãos, especialmente o trigo ou a
cevada representando a segunda colheita, a mais farta de todas. Abra o circulo como de
costume invocando primeiro os Elementais e Depois os deuses, depois faça uma pequena
oferenda aos Deuses cavando um buraco no centro do circulo e lá depositando algumas
sementes – devolvendo assim a fartura que recebemos nas colheitas. (Se você estiver
fazendo dentro de casa, coloque no centro do circulo um vaso com terra e faça o mesmo
procedimento). Faça um exercício de visualização, deite-se e vislumbre o céu (se estiver em
casa olhe-o pela janela), peça à Deusa um sinal de algo que esteja precisando e com certeza
ela lhe mostrará algo. Agora é a hora de realizar algum ritual envolvendo a busca de um
amor ou outra união (respeitando sempre o livre arbítrio), ou a busca de um dom de
vidência, por exemplo, ou de harmonização. Terminado o ritual agradeça os Deuses pela
presença e depois aos Elementais, feche o circulo – se você estava fazendo com o vaso de
terra, guarde-o até que surja uma oportunidade de jogar na terra com as sementes ao ar livre.

Ritual para Harmonia nos Laços Afetivos:

Pegue um copo e fixe uma vela branca dentro dele, preencha aos poucos o copo dizendo:
Deusa, sabes que minhas lágrimas já rolaram por falta de harmonia... (diga no que lhe falta

Página 4 de 16
Esbats

harmonia), sabes que meu fogo já não suporta mais a umidade das tristezas, por isso lhe
peço agora (levante um copo de açúcar e comece a colocar delicadamente na agua ao redor
da vela) adoce minhas lágrimas e as transforme em lágrimas de alegria, lágrimas de
harmonia, lágrimas doces aos meus olhos e ao meu coração. Esse é o meu desejo e que
assim seja. Você pode deixar a vela queimar até onde ela conseguir, depois retire a vela e
descarte a água, coloque novamente a vela no copo e a deixe queimar completamente e
guarde o copo como um potinho de desejos de alegria onde você escreve em pedaços de
papel o que lhe faz feliz e o guarda em algum lugar para atrair os mesmos.

Lua de Abril – Lua de Sangue

Conhecido mais popularmente como Lua de Sangue (a última antes do Samhain no


hemisfério sul) e em certos Covens, como Lua de Cura, esse é o Esbat de Abril. Esta
lunação marcava o inicio do tempo de caça e estoque de comida para o inverno. É um
momento para celebrar os ancestrais e meditar sobre o tema morte e renascimento,
antecipando a mudança que ocorrerá em Samhain. É o Esbat propicio para se livrar de
hábitos e coisas ruins em nossas vidas, logo todo feitiço ou ritual de banimento se
beneficiará das energias dessa Lua.
Essa Lua é associada à cor vermelha (sangue), exatamente por ser a Lua da Caça, da
Fecundidade, da Menstruação e da Maternidade, rituais com esses significados também são
bem vindos.

Ritual do Esbat:

Procure nesse Esbat usar incenso de cipreste ou qualquer outro que esteja aliado à
feminilidade e a fertilidade. Antes de iniciar o ritual faça um exercício de controle de
respiração, tente relaxar, medite um pouco sobre o ciclo de suas vidas. Feito isso abram o
círculo como de costume, antes de iniciar qualquer ritual façam uma homenagem aos
Deuses, dance, cante em volta do caldeirão cheio de água e flores silvestres, sintam a
liberdade e a Deusa dançando junto a você. Você pode realizar hoje um ritual de cura, ou em
busca de harmonia ou até mesmo um ritual de banimento de energias negativas. Terminado
o ritual que você escolheu, coloque o dedo indicador da sua mão de poder dentro do
caldeirão e em seguida desenhe o símbolo da Lua Cheia em sua testa, erga um cálice
contendo vinho ou qualquer bebida de tom avermelhado e sinta a energia dos raios lunares
chegando até você e até o cálice, o poder da Deusa tocará em você suave como seda, peça
que Ela abençoe seus projetos e os conceda fertilidade, que Ela extermine as coisas ruins da
sua vida e que você esteja renovado para o começo do novo ciclo em Samhain. Beba e
agradeça a deusa pelas bênçãos concedidas. Agora você pode encerrar a celebração como de

Página 5 de 16
Esbats

costume e a água do caldeirão pode ser utilizada para energizar suas pedras ou amuletos.

Sugestão de ritual de cura:

Você vai precisar fazer dentro do seu circulo mágico um pequeno circulo de sal, e colocar
dentro dele: uma vela branca e um athame, no centro. Em frente à vela, coloque a foto da
pessoa que necessita de cura. Descreva círculos maiores sobre o circulo de sal utilizando sua
varinha mágica ou equivalente e diga algo mais ou menos assim: “Deusa da vida, do amor e
da bondade, nessa noite de grande força invoco teus poderes para o bem de (nome da
pessoa) e que ele(a) possa ser curado(a) de qualquer enfermidade física e/ou espiritual.”
Feche os olhos e visualize um raio de luz branca descendo do céu para a ponta do athame e
então para seus braços e corpo, preenchendo-a com uma sensação confortável, intensa,
fulgurante. Continue a visualização e, quando começar a sentir o divino poder curativo da
Deusa acumulando dentro de si, comece a visualizar a pessoa que precisa ser curada.
Concentre-se bastante e veja a pessoa em seu olho mental completamente curada, em
perfeita saúde. Pegue o athame e o aponte para a fotografia (ou para a pessoa, caso ela esteja
presente no ritual). Dirija e então libere a energia curativa acumulada para a pessoa
enferma. Continue até que toda energia tenha sido usada. Relaxe por alguns minutos (esse
ritual pode ser fisicamente exaustivo) e depois agradeça à Deusa por sua presença e ajuda.
Deixe que a vela queime até o fim.

Página 6 de 16
Esbats

Esbat de Maio – Lua Escura

Nesse período em que a Terra inicia seu descanso, reunindo energias para despertar a vida
na primavera, é que nós comemoramos a Lua Escura, uma lunação de preparação e
transformação para a chegada do inverno. É a Lua ideal para conectar-se com as forças
divinas, buscar o entendimento junto com os deuses, buscar a paz interior e com as pessoas
ao seu redor, já que nos tempos escuros precisamos mais do que nunca da união.

Ritual do Esbat:

Acenda incenso de cedro ou qualquer outro que esteja aliado à paz, harmonia e união. Faça
um exercício de controle de respiração, relaxe, medite um pouco sobre como está seu “clã”
antes desse inverno, suas relações familiares, amorosas e afetivas como estão? Você está
realmente se esforçando por essas relações, pela união e harmonia delas? Lembre que mais
importante do que suprimentos para a sobrevivência no inverno os celtas tinham que manter
todos unidos e em harmonia, esse era o segredo para sobreviver nos tempos mais escuros.
Feito isso abra o circulo como de costume, antes de iniciar qualquer ritual faça uma
homenagem aos Deuses, dance, cante em volta do altar, do caldeirão ou simplesmente no
perímetro do circulo, sinta a liberdade e a Deusa dançando junto a você, o poder da Lua,
seus raios luminosos penetrando e abençoando a atmosfera a seu redor. Nesse Esbat você
pode fazer um ritual para afastar a negatividade do seu lar e atrair a paz e a união, manter o
“clã” unido. Terminado o ritual escolhido consagre um amuleto ou joia para que ele sirva de
comunicação e fortalecimento, do vinculo entre você e a Deusa, por isso escolha alguma
pedra ou joia com formatos que simbolizem a deusa, você então vai untar o amuleto com
óleo aromático e pedir à Deusa que use aquele amuleto como um elo entre seus corações,
que ela derrame bênçãos e que sempre que seu coração pedir a união com o coração dela ela
se apresente através do amuleto lhe concedendo a ajuda no momento. Encerre o ritual como
de costume.

Página 7 de 16
Esbats

Sugestão de ritual de harmonia nas relações afetivas:


Coloque seu caldeirão no centro do circulo, ao redor ponha cinco velas rosa, como num
desenho de um pentagrama, dentro do caldeirão acenda uma vela branca e queime cinco
folhas de louro na chama da vela mentalizando o afastamento de todas as coisas ruins das
suas relações afetivas, assim que queimar as folhas vá apagando cada vela rosa com o dedo
sempre mentalizando a relação afetiva e a harmonização chegando sobre ela, os conflitos se
dissipando e a união permanecendo forte, por fim tire a vela branca de dentro do caldeirão e
diga elevando a: “Que assim seja e assim se faça” e apague a vela dentro do caldeirão.

Esbat de Junho – Lua do Carvalho

Este é um Esbat de renascimento espiritual, se em Samhain nós renascemos em busca de


esperança, agora é a hora de pensar sobre o nosso equilíbrio espiritual e como esse
renascimento o beneficia. O carvalho é a árvore da sabedoria cósmica, que guarda todos os
mistérios e portais encerrados em seus sábios enigmas. Nessa noite você deve se preparar
para o solstício de inverno, faça uma introspecção e conheça melhor os caminhos do seu
coração e da sua alma e onde eles almejam chegar, é uma noite para buscar o equilíbrio e
orientações aos deuses.
Por a Lua de Carvalho ser tão introspectiva o ritual dela é menos litúrgico, geralmente,
tanto covens quanto bruxos solitários realizam introspecções e meditações baseadas em três
focos básicos: VIDA, FORÇA E PODER.

Ritual do Esbat:

Inicie o ritual como de costume, demarque o espaço do círculo com velas vermelhas ou
brancas, ou ambas alternadas. No centro do circulo acenda uma vela vermelha dentro de um
copo de cristal (se você puder faça esse ritual ao ar livre e faça como centro do circulo
alguma árvore de preferência que se assemelhe ao carvalho). Invoquem os Deuses e os
elementais, comece agradecendo pela sabedoria que você adquiriu até aqui e pelo equilíbrio
que vem sendo alcançado, peça a eles orientação sobre algo que você sente que está
desequilibrando seu espirito no momento. Sente-se e medite um pouco sobre a sua vida –
você está realmente feliz e se não está será que você está realmente buscando essa felicidade
ou só esperando ela de braços cruzados? Medite sobre os equilíbrios e desequilíbrios da sua
vida. Pense sobre onde, como e porque você tem aplicado suas forças e seu poder
energético, tem valido a pena? Agora você pode tentar uma pequena viagem astral para que
a Deusa nessa noite de poder lhe guie e lhe mostre os mistérios e segredos que você procura.
Olhe atentamente para a chama da vela vermelha no copo de cristal, foque somente a chama

Página 8 de 16
Esbats

e veja como ela se movimenta, esvazie seus pensamentos, só sinta a atmosfera e a deusa se
aproximando de você, comece a sentir seu corpo mais leve e sua visão está ficando
embaçada... Você provavelmente terá uma ótima viagem astral e quando retornar respire
fundo e pague a vela com os dedos. Encerre o ritual como de costume. Se você quiser
estender o ritual, está é uma ótima noite para realizar feitiços ou pequenos rituais em auxilio
de amigos ou parentes que necessitem de ajuda espiritual ou mental.

Esbat de Julho – Lua do Lobo


Este Esbat também conhecido como Lua de Inverno, Lua das Sereias, Lua Casta e Lua de
Neve representa as águas da Terra que agora ficam presas sob a geada do inverno que está
sobre nós. É um Esbat ideal para realizar trabalhos em grupo e esforços conjuntos, pois
favorece a união dos seres e a unidade (assim como antigamente no inverno os indivíduos
dos clãs ficavam mais próximos um do outro para se aquecerem, fique mais próximo do seu
“clã” para esquentar seus sentimentos). Apesar de ser uma época que favorece o trabalho em
grupo, este Esbat também é um momento de pausa, interiorização, reflexão e transmutação
do você mesmo, para que você possa se tornar verdadeiramente uma parte do todo.
Equilibrar você mesmo, pois esse é um período de transição entre a luz e a escuridão.
O nome deste Esbat é ligado ao lobo, pois ele é um animal de poder ligado aos mistérios
lunares, que fortalece, estimula e aguça os nossos sentidos, além de nos ensinar a viver em
harmonia com a natureza e a compreender o sentido da vida. Ao uivar para a Lua,
simbolicamente, o lobo nos conecta à novas ideias, ocultas sob a mente consciente. A
transformação em lobo é um dos temas preferidos de várias lendas irlandesas e populares
também. Representa o contato com o lado sombrio da alma que desperta os instintos básicos
do homem.

Ritual do Esbat:

Demarque o espaço do círculo com velas brancas ou roxas, ou ambas alternadas. No centro
do circulo acenda uma vela branca dentro do caldeirão simbolizando a chama da vida que
ainda queima dentro da Terra mesmo no inverno, a chama que permanece acesa mesmo na
escuridão. Invoque os Deuses e os elementais, comece agradecendo aos deuses pelos seus
projetos que vem dando certo (esse Esbat é ideal para se tratar de projetos que envolvam a
vida em sociedade), agradeça também pela promessa de luz que está por vir, da
transformação que virá na primavera e peça para que essa transformação também aconteça

Página 9 de 16
Esbats

em você e que você evolua e se renove. Sente-se na frente do caldeirão e medite um pouco
sobre seus projetos, o que vem dando certo, o que vem dando errado, se você não tem
nenhum projeto ainda essa é a hora de começar a pensar em um. Escreva todos esses
projetos numa folha e guarde dentro de um envelope em local bem escondido para que na
próxima Lua do Lobo você possa avaliar seus projetos e resultados. Esse Esbat é ideal para
feitiços e rituais que envolvam qualquer tipo de harmonização social, transformação e etc.
Após essa meditação você pode realizar um desses feitiços ou rituais conforme sua
necessidade. Encerre o ritual.

Sugestão de ritual de harmonização:

Esse feitiço tem como intuito aproximar e harmonizar um grupo familiar ou de amigos. Para
ele você vai precisar: uma vela prateada, mel, açúcar, papel virgem, lápis, uma maçã bem
vermelha, um galho de arruda, um copo de água, um pires, um incenso que você goste.
Recorte um pedaço de papel de 20 cm x 7 cm. Sentado sob a luz da Lua, escreva no papel a
lápis, nome das pessoas que quer unir, seja da família ou do grupo de amigos, enfim, as
pessoas envolvidas em seu desejo de união. Coloque o papel escrito no pires e sobre ele
ponha o copo d’água. Faça com que a água esteja de tal forma que possa receber
diretamente a luz proveniente da Lua. Coloque uma colher de chá de açúcar e outra de mel
na água, e mexa suavemente. Acenda a vela fazendo a maçã de candelabro. Acenda também
o incenso e fixe-o na maçã. Deixando tudo perto do copo com água. Ore à Deusa pedindo
harmonia, com a imposição das mãos sobre todo material. No dia seguinte, dobre sete vezes
o papel em que escreveu os nomes e coloque-o no interior do copo d’água. Deixe-o lá por
uma semana. Deixe a maçã num jardim ou vaso. Passada a semana, com o ramo de arruda,
jogue a água por todo o ambiente onde a família habita ou onde o grupo se reúne.

Esbat de Agosto – Lua da Tempestade


Esse Esbat está intimamente associado ao Sabbath de Imbolc e, consequentemente, tem as
mesmas propriedades de purificação, limpeza e transformação de energias do. Assim como
o Sabbath este Esbat também é dedicado a Brigith e a todas as deusas da fertilidade.
Esse Esbat recebe o nome de Lua das Tempestades ou Lua das Sementes porque esse é um
mês onde relativamente ocorrem mais chuvas e tempestades que deixam o solo pronto para
a vida que germina (lembrando que no Brasil pelo clima tropical isso nem sempre acontece).
Esta Lua é aquela que está ligada profundamente à nova vida, fertilidade e renascimento. Se
você está esperando para conceber um filho, este é um ótimo mês para “tentar” ou fazer
rituais ligados a fertilidade e a concepção. A própria Terra se torna mais fértil agora,
trabalhos de magia este mês devem se concentrar no crescimento e renascimento tanto

Página 10 de 16
Esbats

material como espiritual e sempre de uma forma positiva.

Ritual do Esbat:

A decoração desse Esbat é em suma a mesma do Imbolc, inclusive as cores, essências, flores e etc.
Coloque o seu caldeirão cheio de água no centro do círculo, que pode ser demarcado com velas
azuis ou brancas simbolizando o movimento purificador das águas. Depois de lançar o círculo e
fazer as invocações, realize uma meditação focada na água de seu caldeirão. Vislumbre as trevas
se dissipando e dando espaço as luzes e cores da primavera, o circulo se renovando mais uma vez.
Faça uma homenagem à Deusa, agradecendo a sua bondade em agraciar a Terra mais uma vez
com a fertilidade da vida. Dance, cante e celebre honrando a Deusa. Faça o ritual de puxar a Lua
pra baixo. Direcione toda a energia para a água no caldeirão, olhe para a superfície da água
abençoada pelos poderes da Deusa, com o dedo indicador toque na água e sinta a energia poderosa
e protetiva, molhando o dedo indicador desenhe um pentagrama em sua testa para que a proteção e
energia inundem você e assim como as águas permitiram que a Terra se renovasse, ela também
permitirá a sua renovação. Essa água pode ser guardada em uma garrafa no seu altar para fins
mágicos, como bênçãos protetivas, ou até mesmo para ser usada em poções. O ritual termina
quando você elevar seus braços a Lua e mais uma vez sentir aquela conexão, a Deusa está em
você, acredite e você sentirá a força e luz inundando seu corpo, força essa que te guiará até a
próxima Lua Cheia.
Pode ser feito algum feitiço ou poção relacionado com a transformação, a fertilidade e etc.

Esbat de Setembro – Lua dos Ventos


Esse é o Esbat do começo da primavera, ou seja, um Esbat marcado pelo equilíbrio dos ciclos,
onde a Terra desperta, assim como nós mesmos somos despertos em vários sentidos,
principalmente espiritual. Os ventos desse Esbat trazem energias de transformação, de mudança:
mudar velhos hábitos, velhos conceitos, velhas ideias: uma reciclagem total do seu corpo, espirito
e mente.
A busca desse Esbat é concentrar o equilíbrio já conseguido no equinócio de Ostara e promover
desta vez uma mudança interna e externa, porém você tem que se livrar de certas coisas antes. Se
possível, no dia do Esbat ou um dia antes, ou mesmo um dia depois, promova uma faxina na sua
casa se livrando de coisas velhas, que você não usa mais e assim se desprenda de energias que não
te permitem entrar em equilíbrio. Recicle o que puder ser reciclado, faça doações de roupas que
você não usa mais, brinquedos e livros esquecidos, enfim, tudo que está sobrando, esse é um dos
primeiros passos para um equilíbrio maior no espaço físico que vai se refletir no seu espirito com
certeza! Lembre-se que esse Esbat é para começar o seu ciclo de evolução: crescer, retomar

Página 11 de 16
Esbats

projetos, começar novos projetos e fertilizar todos os campos.

Ritual do Esbat:

Demarque o círculo e enfeite seu altar com flores brancas celebrando as transformações que você
está buscando – se possível faça o ritual vestido de branco também. Antes do ritual tome um
banho com ervas purificadoras e protetivas(sálvia, flores de angélica, etc). Faça do banho um
verdadeiro ritual: ascenda incenso no banheiro e visualize todas as energias ruins, sentimentos
impróprios e outras sensações escuras saírem de você e escorrerem junto com a água, se veja
envolvido por uma áurea esverdeada e brilhante que vai aos poucos penetrando em sua pele, lhe
dando uma proteção, aquecendo o seu corpo. Depois disso, comece o ritual como de costume.
Faça no inicio uma homenagem à Deusa e, em seguida, ascenda o caldeirão que deve estar no
centro do circulo (pode colocar uma vela branca acesa, se preferir não colocar fogo diretamente no
caldeirão), sente-se na posição de lótus, concentre-se o máximo que você puder na chama no
caldeirão e diga à Deusa o que você pretende equilibrar, conseguir e o que quer se livrar, se
reconheça como um novo ser em ascensão, uma renovação vai acontecer a você. Feche os olhos
ainda concentrando esses desejos e erga as mãos em direção à luz da Lua, sinta os raios prateados
e uma brisa suave tocarem seus dedos, agora sinta uma brisa mais forte seu corpo, sinta um calor
confortável penetrando cada centímetro do seu ser, lhe imbuindo poder, proteção, prosperidade,
lhe dando todas as armas para alcançar o equilíbrio. Agora sinta a própria mão da Deusa acariciar
seu rosto em forma de uma brisa leve e morna. Continue de braços levantados até sentir essa
energia penetrar completamente em seu corpo (você pode ter uma experiência de viagem astral
involuntária caso a Deusa decida lhe mostrar ou ensinar algo, então não se assuste e se entregue à
força divina). Ao fim dessa maravilhosa experiência contemple um pouco a Lua e agradeça à
Grande Deusa por suas dádivas.
Essa é uma boa hora para realizar algum feitiço ou ritual direcionado a transformação de energias
e forças, prosperidade, crescimento e etc.

Esbat de Outubro – Lua dos Grãos ou das Sementes


A Terra se agita, vive, germina, nos aproximamos de Beltane e a Terra vibra com a fertilidade dos
deuses. A colheita é prenunciada como farta e abundante, assim também será nossa vida em seus
mais diversos aspectos, pulsando de energia.
Nesse Esbat procure se conectar e sentir essa energia que emana da Terra, deixe essa força pulsar
em você. Esse Esbat é um dos menos ritualísticos, pois o principal intuito dele é se ligar de uma
forma mais natural possível com a energia que nos cerca nesse momento, com essas energias de
purificação e fertilidade.

Ritual do Esbat:

Página 12 de 16
Esbats

Faça o máximo de esforço para que esse ritual se realize ao ar livre, em contato direto com o solo,
com a Mãe Terra. Demarque o círculo com sementes e enfeite o altar com sementes e brotos
representando a vida que germina. No centro do circulo acenda uma vela vermelha e uma verde.
Inicie o ritual, dance em volta das velas e vá fazendo a sincronia com a poderosa energia que
emana delas, sinta o calor dos deuses e elementais que dançam com você no círculo, festeje a
chegada de Beltane, festeje a fertilidade da Grande Mãe. Você está livre para realizar nesse Esbat
qualquer feitiço ligado a projetos que você já começou e espera que deem frutos. Qualquer área da
sua vida que esteja adormecida você pode encher da fertilidade desse momento. É um ótimo
período para fortificar relacionamentos e a sexualidade dos casais. Terminado o ritual que você
escolheu, deite-se no solo e sinta a energia que emana dele, sinta o calor transpassando você e
levando consigo todas as energias ruins. Peça que a Deusa, através da luz do Luar que irradia
sobre você, fertilize tudo que é infértil na sua vida e recarregue suas energias. Caso você já venha
desenvolvendo bastante sua projeção astral ou visão, você poderá ter uma visão se a Deusa assim
desejar para que aprenda algo com Ela nessa noite tão especial.

Esbat de Novembro – Lua da Flor ou da Lebre


A Lua da Flor (por que o seu símbolo é a rosa), Lua dos Sonhos ou Lua da Lebre é o período que
segue a união da Deusa e do Deus em Beltane, então a Terra está repleta de poder para ser
utilizado. É hora de nos avaliarmos e de nos reconhecermos como somos e nos harmonizar – um
período propício para o conhecimento próprio. Esse Esbat é ideal para fortalecer não só a
divinação pelos sonhos, como também a criatividade, a busca por um amor e para fortalecer seu
vínculo com a Deusa, a Mãe Natureza como num todo.
Sonhar é receber mensagens. Sonhar é encontrar respostas. Sonhar é conversar com amigos de
outros planos. Assim é o sonhar da bruxa: não um desligamento da realidade, mas uma entrada
num plano superior. A verdadeira bruxa aprende a controlar seus sonhos e a realizar viagens
astrais, sendo capaz de visitar, em espírito, lugares distantes e desconhecidos.

Página 13 de 16
Esbats

Para despertar esse dom de sonhar nessa noite de Lua dos Sonhos, durma com um caroço de
ameixa na mão esquerda ou embaixo do travesseiro. Assim, você ativará sua intuição e se tornará
mais consciente do real significado dos seus sonhos. Procure, ainda, ao acordar, anotar o que você
sonhou na noite anterior. Desse modo, você vai aprender a dar atenção aos seus sonhos e será
capaz de interpretá-los corretamente. E a Lua dos Sonhos também ensina a não temer o contato
com outras dimensões. É natural que você fique insegura e sinta-se impelida a fugir
do desconhecido. Reaja e assuma a plenitude de seu poder!

Ritual do Esbat:

Você pode decorar o altar e o local do circulo com rosas vermelhas, flor símbolo desse Esbat.
Comece como de costume, abrindo o círculo e fazendo as invocações, você também pode realizar
um prelúdio (uma oração, poema ou música para a Deusa). Acenda uma vela vermelha dentro do
seu caldeirão no centro do circulo, fixe o olhar na chama da vela e comece a meditar sobre você,
suas escolhas, seus relacionamentos, está tudo como você queria que estivesse? O que poderia
mudar? O que você poderia fazer para facilitar essas mudanças? Se coloque como ator principal de
sua história de vida. Procure pensar em como você se vê, se você tem sido muito duro consigo
mesmo, reflita sobre quais são os seus maiores sonhos no momento e lembre-se daqueles que já
foram realizados. Essa meditação é essencial, pois tudo que cresce necessita ter um bom começo e
isso depende muitas vezes apenas de nós e de nosso comportamento.
Em seguida você pode realizar o ritual de puxar a Lua para baixo, de uma forma mais
simplificada, só evocando sua força e visualizando a penetrar e iluminar todo o seu corpo, depois
você pode realizar algum feitiço relacionado à busca por um amor ou aumento da criatividade.
Pegue um objeto (de preferência um colar ou um anel) e o consagre à luz da Lua, redirecionando
toda aquela energia que você obteve do ritual de puxar a Lua para baixo, pedindo à Deusa que
conceda bênçãos a ele. Use diariamente seu amuleto para atrair a realização dos seus sonhos. O
ritual termina quando você elevar seus braços à Lua e mais uma vez sentir aquela conexão. A
Deusa está em você, acredite e você sentirá a força e luz inundando seu corpo, força essa que te
guiará até a próxima Lua Cheia e em direção ao equilíbrio e realização do que a sua alma mais
almeja, então cuidado com os pedidos. Terminado, agradeça aos deuses, desfaça o círculo e
aproveite o Luar.

Esbat de Dezembro – Lua Brilhante ou Lua de Contar

Página 14 de 16
Esbats

Bênçãos
Devido ao aspecto prospero e fértil dessa Lua do solstício de verão, faça dela um marco, um
símbolo para uma avaliação pessoal, um recomeço. Essa é a mensagem que essa Lua traz:

entender o passado, suas consequências no presente e assim proporcionar um campo fértil para o
futuro e as realizações de nossos sonhos.
Nesse Esbat você vai enumerar todas as coisas boas que lhe aconteceram no decorrer do ano,
tenho certeza que ao colocar tudo no papel você vai ter dimensão de quantas coisas boas
aconteceram e que esse ano foi realmente vitorioso, pois nós tendemos a nos lembrar mais
facilmente de coisas ruins que aconteceram e assim fica parecendo que num ano acontecem mais
coisas ruins do que boas. Examine sua vida e verifique os efeitos de suas ações. Veja se você
alcançou seu objetivo de se tornar uma pessoa mais completa. Lembre-se de que uma mulher-lua,
uma verdadeira bruxa, está integrada à natureza, ama as plantas e os animais, respeita seus
semelhantes e convive em harmonia com todos que a cercam. Se você estiver assim, feliz, bonita e
satisfeita, é sinal de que seu trabalho foi bem sucedido. Se ainda não chegou ao ponto desejado,
insista, pois a magia, o aprendizado e o crescimento pessoal requer paciência. E, no último Esbat
do ano, agradeça à Grande Deusa olhando para ela e recitando palavras de gratidão e amor. Agora,
você e a Lua são únicas: mãe e filha, irmãs, companheiras, cúmplices de feitiços e momentos de
magia. Sinta essa força e nunca desista da sua caminhada! Seja firme, bela e brilhante assim como
a Lua Cheia. Sinta o fluir dessa energia tão poderosa da Lua laranja do verão, esbanjando
fertilidade em todos os campos.
Nesse Esbat onde honramos a deusa pelas conquistas do ano é um dia de poder inigualável porque
precede o Litha que logo vai chegar, o verão que trará um recomeço e assim tudo que é velho será
renovado. Este é o período certo para nos fortalecermos em todos os campos de nossas vidas.

Ritual do Esbat:

Decore seu altar e demarque o perímetro do círculo com flores do campo, flores solares que são as
flores símbolo dessa Lua. Nesse Esbat também é comum muitas bruxas trajarem branco para
indicar que estão se purificando e se renovando para começar o novo ciclo de aprendizado.
Abra o círculo como de costume e invoque os elementos e os deuses, você também pode realizar
um prelúdio(uma oração, poema ou música para a Deusa. Especialmente nesse Esbat, é mais
simbólico fazer uma oração agradecendo pelas bênçãos desse ano e enumerando as descobertas e
aprendizados alcançados e claro, pedindo forças e bênçãos para o ciclo que está prestes a se
iniciar). Medite um pouco sobre o significado dessa Lua. Procure pensar em tudo que você passou
durante o ano, todas as provações que te fizeram se fortalecer, note o quão diferente você é
daquela pessoa do ano passado, veja em que aspectos você melhorou e quais você precisa
trabalhar no próximo ciclo.
Em seguida você pode realizar o ritual de puxar a Lua para baixo, evocando sua força e
visualizando a penetrar e iluminar todo o seu corpo, depois você pode realizar algum feitiço
relacionado à busca por fortalecimento em qualquer campo da vida.
Você também pode fazer um amuleto para usar durante o próximo ciclo, ou pode reconsagrar
algum que você já tenha.
O ritual termina quando você elevar seus braços a lua e mais uma vez sentir aquela conexão, a
Deusa está em você, acredite e você sentirá a força e a luz inundando seu corpo, força essa que te

Página 15 de 16
Esbats

fortalecerá para o inicio do próximo ciclo, força que está lhe renovando.
Desfaça o círculo e aproveite o Luar!

Página 16 de 16