Anda di halaman 1dari 4

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO – UFMA

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIAS


DISCIPLINA DE ADMINISTRAÇÃO, ORG. E PLANEJ. EMPRESARIAL

BRENDA IRLA CARDOSO FEITOSA SOARES


CLAUDIO JOSÉ MARTINS BITTENCOURT FILHO
EDILLIANE NOGUEIRA CALDAS
IRANILDO CLAUDIO COSTA LEITÃO
JAMILSON SANTOS FERREIRA
JOELSON MILLER BEZERRA DE SOUSA
JOSÉ LUCAS ARAÚJO DOS SANTOS
MARCELO VIANA DA SILVA

RESUMO – ESTUDO DE CASO: POLICIAL RODOVIÁRIA FEDERAL

SÃO LUÍS-MA
2018
BRENDA IRLA CARDOSO FEITOSA SOARES
CLAUDIO JOSÉ MARTINS BITTENCOURT FILHO
EDILLIANE NOGUEIRA CALDAS
IRANILDO CLAUDIO COSTA LEITÃO
JAMILSON SANTOS FERREIRA
JOELSON MILLER BEZERRA DE SOUSA
JOSÉ LUCAS ARAÚJO DOS SANTOS
MARCELO VIANA DA SILVA

RESUMO – ESTUDO DE CASO: POLICIAL RODOVIÁRIA FEDERAL


Resumo – estudo de caso: policial rodoviária
federal apresentado para obtenção da
segunda nota na disciplina de
administração, org. e planej. empresarial,
no curso de Engenharia Elétrica, na
Universidade Federal do Maranhão.
Prof. Msc.Carla Emília Amaral Ferreira.

SÃO LUÍS-MA
2018
RESUMO – ESTUDO DE CASO: POLICIAL RODOVIÁRIA FEDERAL

O planejamento estratégico é o conjunto de mecanismos sistêmicos que utiliza


processos metodológicos para, dentro de um contexto, definir o estabelecimento de metas,
o empreendimento de ações, a mobilização de recursos e a tomada de decisões, visando
à consecução de objetivos, a fim de alcançar o sucesso.
A união das duas palavras: Plano + Estratégia, gera a ideia de ação, surgindo o
Planejamento Estratégico. Todo o planejamento deve ter por base os recursos disponíveis,
tanto de pessoal, quanto de material, para que, a partir daí, possam ser definidas as linhas
de ação para a consecução dos objetivos propostos. Outro fator a ser considerado no
Planejamento Estratégico é que já devem existir respostas para indagações como: o quê,
como, quem, quando e onde, sendo procedido de rigorosa análise das linhas de ação
propostas e da decisão sobre qual caminho seguir.
O planejamento estratégico deve levar em consideração aonde a organização se
encontra nesse momento e aonde ela quer chegar no futuro. Deve ser traçado
estrategicamente como a organização chegará aonde ela deseja, quais recursos serão
utilizados, qual o tempo para acontecer cada etapa e como será feito cada ação.
Nesse sentido, este trabalho tem como objetivo analisar a proposta do plano
estratégico de um organização pública e propor melhorias em suas ações. Para realizar
essa análise, a organização abordada foi a PRF.
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) é uma instituição pública e policial ostensiva
brasileira. A PRF atualmente possui uma Unidade Administrativa central em Brasília e
várias outras Unidades Administrativas Regionais, uma para cada estado brasileiro. Há
ainda unidades menores, chamadas de Superintendências Regionais, que são dividas
também em delegacias, que, por sua vez, coordenam as Unidades Operacionais de
Policiamento (UOP).
Como qualquer organização institucional, a PRF utiliza ferramentas de gestão e
constrói seu planejamento estratégico baseando-se nas diretrizes do referencial
estratégico, ou seja, em sua missão, em sua visão e em seus valores institucionais.
Missão: “Garantir segurança com cidadania nas rodovias federais e nas áreas de interesse
da União.”
Visão: “Ser reconhecida pela Sociedade brasileira por sua excelência e efetividade no
trabalho policial e pela indução de políticas públicas de segurança e cidadania.”
Valores: “Profissionalismo, cordialidade, honestidade, equidade, proatividade,
comprometimento, espírito de equipe, transparência e responsabilidade socioambiental.”
Os resultados institucionais que a organização de fato quer entregar a sociedade
com a gestão de seus recursos e com a execução de suas atividades, estão basicamente
inseridos em quatro macro objetivos: aumentar a percepção de segurança dos usuários
das rodovias federais, contribuir para a redução de criminalidade e da violência no país
(relacionado ao tráfico de drogas, de armas e pessoas), reduzir o número de acidentes no
trânsito e assegurar a livre circulação nas estradas.

A PRF apoia suas atividades estratégicas em quatros pilares fundamentais: gestão,


segurança com cidadania, articulação e comunicação. No âmbito gestão, destacam-se
as ações estratégicas de intensificação e aprimoramento do uso da tecnologia da
informação e da produção de conhecimento; e do mapeamento, otimização, padronização
e sistematização dos processos de trabalho. Já no vetor segurança com cidadania, os
principais planos são de fomentar e potencializar ações de educação para o trânsito; e
fortalecer e modernizar a fiscalização e o policiamento ostensivo. No contexto da
articulação, por sua vez, é prevista a estimulação do desenvolvimento de melhorias
legais e estruturais relacionadas à missão da instituição. Por fim, o campo da
comunicação atua em fortalecer a imagem institucional da PRF e melhorar a
comunicação entre o ambiente interno e externo.

Fazendo parte do planejamento estratégico, os investimentos da organização


devem estar também em harmonia com seus objetivos. No âmbito do investimento em
pessoas, a PRF trabalha para adequar o quadro de pessoas a necessidades da instituição,
além de potencializar o bem-estar, a motivação e o desempenho dos servidores.