Anda di halaman 1dari 11

A ULA 5 - P ROBABILIDADE

Probabilidade e Estatı́stica

Prof. Josuel Kruppa Rogenski

1o /2017

1
A ULA 5 - P ROBABILIDADE

E XEMPLO 1

Exemplo 1: Assuma o seguinte problema:


empregados desempregados total
homem 460 40 500
mulher 140 260 400
total 600 300 900
Qual a probabilidade de se escolher um homem empregado
nesse grupo?

2
A ULA 5 - P ROBABILIDADE

I NTRODUÇ ÃO À P ROBABILIDADE

Teorema 1: Se em um experimento, os eventos A1 , A2 , . . . , Ak


podem ocorrer, então:

P(A1 ∩ A2 ∩ . . . ∩ Ak ) =

= P(A1 )P(A2 |A1 )P(A3 |A1 ∩ A2 ) . . . P(Ak |A1 ∩ A2 ∩ . . . ∩ Ak−1 )

Se os eventos são independentes, temos:

P(A1 ∩ A2 ∩ . . . ∩ Ak ) = P(A1 )P(A2 )P(A3 ) . . . P(Ak )

Observação: Em função da propriedade de comutatividade, o


resultado independe da ordenação dos eventos.

3
A ULA 5 - P ROBABILIDADE

I NTRODUÇ ÃO À P ROBABILIDADE

Exemplo 2: Três cartas são escolhidas em sucessão, sem


reposição, de um baralho comum. Determine a probabilidade
de que o evento A1 ∩ A2 ∩ A3 ocorra, onde A1 é o evento no
qual a primeira é um ás vermelho, A2 , o evento no qual a
segunda carta é um 10 ou um valete, e A3 , o evento no qual a
terceira carta é maior que 3, mas menor que 7.

4
A ULA 5 - P ROBABILIDADE

I NTRODUÇ ÃO À P ROBABILIDADE - T EOREMA DA


PROBABILIDADE TOTAL

Exemplo 3: Assuma o mesmo problema:


empregados desempregados total
homem 460 40 500
mulher 140 260 400
total 600 300 900
Assuma ainda que 36 empregados e 12 desempregados são
membros de um determinado clube. Qual a probabilidade de
um indivı́duo escolhido aleatoriamente ser membro do clube?

5
A ULA 5 - P ROBABILIDADE

I NTRODUÇ ÃO À P ROBABILIDADE - T EOREMA DA


PROBABILIDADE TOTAL

Teorema 2: Se os eventos B1 , B2 , . . . , Bk constituem uma


partição do espaço amostral S, de modo que P(Bi ) 6= 0 para
i = 1, 2, . . . , k, então para qualquer evento A de S,

k
X k
X
P(A) = P(Bi ∩ A) = P(Bi )P(A|Bi )
i=1 i=1

6
A ULA 5 - P ROBABILIDADE

I NTRODUÇ ÃO À P ROBABILIDADE - T EOREMA DA


PROBABILIDADE TOTAL

7
A ULA 5 - P ROBABILIDADE

I NTRODUÇ ÃO À P ROBABILIDADE - R EGRA DE B AYES

Exemplo 4:
Em certa linha de montagem, três máquinas B1 , B2 e B3
produzem 30%, 45% e 25% dos produtos, respectivamente.
Sabe-se, de experiência anteriores, que 2%, 3% e 2% dos
produtos feitos por cada máquina são, respectivamente,
defeituosos. Agora suponha que um produto, já acabado, seja
selecionado aleatoriamente. Qual é a probabilidade de que tal
produto apresente algum defeito?

8
A ULA 5 - P ROBABILIDADE

I NTRODUÇ ÃO À P ROBABILIDADE - R EGRA DE B AYES

Exemplo 5: Considerando o exemplo anterior, se o produto for


selecionado aleatoriamente e descobrir-se que apresenta
defeitos, qual é a probabilidade de que o produto tenha sido
fabricado pela máquina B3 ?

9
A ULA 5 - P ROBABILIDADE

I NTRODUÇ ÃO À P ROBABILIDADE - R EGRA DE B AYES

Teorema 3: Se os eventos B1 , B2 , . . . , Bk constituem uma


partição do espaço amostral S, de modo que P(Bi ) 6= 0 para
i = 1, 2, . . . , k, então, para qualquer evento A em S, tal que
P(A) 6= 0, temos que

P(Br ∩ A)
P(Br |A) = Pk
i=1 P(Bi ∩ A)

No problema anterior o numerador representa a probabidade


do produto ser defeituoso e produzido pelo equipamento B3 e
o denominador representa a probabilidade do evento do
produto ser defeituoso.

10
A ULA 5 - P ROBABILIDADE

I NTRODUÇ ÃO À P ROBABILIDADE - R EGRA DE B AYES

Exemplo 6: Uma indústria emprega três planos analı́ticos para


criar e desenvolver certo produto. Devido aos custos, os três
planos são usados em momentos variados. Na verdade, os
planos 1, 2 e 3 são usados para 30%, 20% e 50% dos produtos,
respectivamente. O ı́ndice de defeitos é diferente em cada um
dos procedimentos: P(D|P1 ) = 0, 01, P(D|P2 ) = 0, 03 e
P(D|P3 ) = 0, 02, onde P(D|Pj ) é a probabilidade de um produto
apresentar defeitos, dado o plano j. Se selecionarmos um
produto aleatoriamente e observarmos que ele apresenta
defeitos, qual foi provavelmente o plano usado e, em
consequência, responsável pelo defeito?

11