Anda di halaman 1dari 1

Cântico das Criaturas A morte eterna não o matará

Onipotente e bom Senhor Bem aventurado quem guarda a paz


A ti a honra, glória e louvor! Pois o altíssimo o satisfaz
Todas as bênçãos de ti nos vêm Vamos louvar e agradecer
E todo o povo te diz: amém! Com humildade ao Senhor bendizer

Louvado sejas nas criaturas


Onipotente e bom Senhor
Primeiro o sol, lá nas alturas
Clareia o dia, grande esplendor
Radiante imagem de ti, Senhor
Diferença entre a CIÊNCIA dos homens
Louvado sejas pela irmã lua e a de Deus:
No céu criaste, é obra tua "A ciência humana perscruta o
Pelas estrelas, claras e belas
universo e seus fenômenos,
Tu és a fonte do brilho delas
procurando as causas imediatas destes
Louvado sejas pelo irmão vento e concatenando-as entre si para ter
E pelas nuvens, o ar e o tempo uma explicação mais ou menos clara
E pela chuva que cai no chão da realidade."
Nos dá sustento, Deus da criação A ciência de Deus segundo Papa
Francisco:
Onipotente e bom Senhor
“O dom de ciência faz com que o
Louvado sejas, meu bom Senhor cristão penetre na realidade deste
Pela irmã águia e seu valor mundo sob a luz de Deus; que ele veja
Preciosa e casta, humilde e boa cada criatura como reflexo da
Se corre, um canto a ti entoa
sabedoria do Criador. O dom de
Louvado sejas, ó, meu Senhor ciência leva o homem a compreender o
pelo irmão fogo e seu calor vestígio de Deus que há em cada ser
Clareia a noite robusto e forte criado. O homem foi feito para Deus e
Belo e alegre, bendita sorte só n’Ele pode descansar, como disse
Santo Agostinho. Com esse dom, o
Sejas louvado pela irmã terra cristão reconhece o sentido do
Mãe que sustenta e nos governa sofrimento e das humilhações no plano
Todos os frutos, nos dá o pão de Deus, que liberta e purifica o
Com flores e ervas sorri o chão homem”.
“Pois a luz da ciência que eu derramo
Onipotente e bom Senhor
sobre todos é como a luz da manhã, e
de longe eu a torno conhecida”. (Ecl
Louvado sejas, meu bom Senhor
24,44)
Pelas pessoas que em teu amor
Perdoam e sofrem tribulação
Felicidade em ti encontrarão

Louvado sejas pela irmã morte


Que vem a todos, ao fraco e ao forte
Feliz aquele que te amar