Anda di halaman 1dari 4

A equação da reta que passa pelos pontos A(3,1) e B(-2,0) é?

A equação da reta tem a forma y = ax + b, como foram dados dois pontos você pode determinar essa equação por meio de um sistema de equações do
primeiro grau.

Primeiro ponto A (3, 1)_____ x = 3 e y = 1

y = ax + b
1 = a.3 + b
3a + b = 1 (1ª equação)

segundo ponto B(-2, 0) _____x = -2 e y = 0

y = ax + b
0 = a . (-2) + b
-2a + b = 0 (2ª equação)

Com as equações 1 e 2 temos o seguinte sistema:

3a + b = 1 (1ª equação)
-2a + b = 0 (2ª equação)

Isolando o valor de b na segunda equação temos:

-2a + b = 0
b = 2a

Substituindo b = 2a na 1ª equação temos:

3a + b = 1
3a + 2a = 1
5a = 1
a = 1/5

Substituindo o valor de a = 1/5 na equação b = 2a temos:

b = 2a
b = 2.1/5
b = 2/5

Logo a equação da reta é y = x/5 + 2/5

Para representar graficamente a reta basta marcar no sistema cartesiano ortogonal as coordenadas dadas na questão ( A(3,1) e B(-2,0)) e ligar os dois pontos
por meio de uma reta. Essa reta que liga os dois pontos é a representação grafica.

Faça o seguinte:
Vc tem 2 pontos e quer traçar uma reta entre eles...Toda reta tem como equação:
Y = aX+b
dando nome aos bois:
a = coeficiente angular . É o ângulo de inclinação que a reta faz com o eixo X.Também é conhecido por "m"
b = Coeficiente Linear

Como fazer sua reta:


Calculando "a"
a = Δy/Δx ou (Y - Yo) / (X - Xo) ou (Yb - Ya) / (Xb - Xa)
Substitua:
a = (0-1)/(-2-3)
a = +1/5
Com o valor de "a", escolha um dos pontos(A ou B) e jogue na equação da reta Y = aX+b, para achar o "b" da equação:
ex: pegarei o ponto A(3,1)
y = ax+b
1 = (1/5)(3) +b => b = 2/5
Pronto, minha equação da reta é:
Y = x/5+2/5
Para vc se certificar de que a equação está certa, experimente substituir o x do ponto B e ver se o y dará 0:
y=x/5+2/5
y = -2/5 + 2/5 = 0
Que é a ordenada do ponto B!
Entendeu?

Representação Gráfica:

Para traçar a sua reta no eixo XY, basta representar seus 2 pontos(A e B) e traçar uma reta passando por eles.
Pela equação da reta, dá pra ver que esta é crescente,vc vê isso no sinal do x(positivo):
Y = x/5+2/5
Para saber os pontos que a reta cruza os eixos, basta fazer primeiramente y=0 e depois x=0:
Para x=0
y = (1/5)(0) +2/5 = 2/5
P(0,2/5)
Para y=0
0 = x/5+2/5
x = -2
Q(-2,0), que é o próprio ponto B!
Entendido?

Podemos determinar a equação fundamental de uma reta utilizando o ângulo formado pela reta com o eixo das abscissas (x) e as coordenadas de
um ponto pertencente à reta. O coeficiente angular da reta, associado à coordenada do ponto, facilita a representação da equação da reta.
Observe:

Considerando uma reta r, o ponto C(xC, yC) pertencente à reta, seu coeficiente angular m e outro ponto D(x,y) genérico diferente de C. Com dois
pontos pertencentes a reta r, um real e outro genérico, podemos calcular o seu coeficiente angular.

m = y – y0/x – x0
m (x – x0) = y – y0

Portanto, a equação fundamental da reta será determinada pela seguinte expressão:

y – y0 = m (x – x0)

Exemplo 1

Encontre a equação fundamental da reta r que possui o ponto A (0,-3/2) e coeficiente angular igual a m = – 2.

y – y0 = m (x – x0)
y – (–3/2) = –2(x – 0)
y + 3/2 = –2x
2x + y + 3/2 = 0

Exemplo 2

Obtenha uma equação para a reta representada abaixo:

Para determinarmos a equação fundamental da reta precisamos das coordenadas de um dos pontos pertencentes à reta e o valor do coeficiente
angular. As coordenadas do ponto fornecido é (5,2), o coeficiente angular é a tangente do ângulo

α.

Iremos obter o valor de α com a diferença 180° – 135° = 45°, então α = 45º e a tg 45° = 1.

y – y0 = m (x – x0)
y – 2 = 1 (x – 5)
y–2=x–5
y–x+3=0
Exemplo 3

Determine a equação da reta que passa pelo ponto de coordenadas (6; 2) e possui inclinação de 60º.

Coeficiente angular é dado pela tangente do ângulo 60º: tg 60º = √3.

y – y0 = m (x – x0)
y – 2 = √3 (x – 6)
y – 2 = √3x – 6√3
–√3x + y – 2 + 6√3 = 0
√3x – y + 2 – 6 √3 = 0

Por Marcos Noé


Graduado em Matemática
Equipe Brasil Escola

Ao calcularmos os pontos de intersecção entre duas funções, estamos simplesmente


calculando os valores para x e y que satisfazem simultaneamente as duas funções.
Veja os exemplos a seguir:

Exemplo 1
Dada a função y = x + 1 e y = 2x – 1, iremos calcular o ponto de intersecção das funções.

Resolução:
Temos duas funções do 1º grau, é importante lembrar que a representação de uma função do 1º grau no plano
cartesiano é uma reta.

Vamos igualar as funções e calcular o valor da variável x:


x + 1 = 2x – 1
x – 2x = – 1 – 1
–x = – 2
x=2

y=x+1 y = 2x – 1
y=2+1 y=2*2–1
y=3 y=3

Podemos notar que o ponto de intersecção das retas y = x + 1 e y = 2x – 1 é o ponto que possui coordenadas
(2, 3).

Representação no Gráfico:

Exemplo 2
Quais os pontos de intersecção entre as funções y = 2x e y = – x2 + 4x ?

Igualando as duas equações:


– x² + 2x = 2x
– x² + 4x – 2x = 0
– x² + 2x = 0 * (-1)
x² – 2x = 0

x(x – 2) = 0
x’ = 0
x” = 2

Para x’ = 0

y = 2x
y = – x2 + 4x
y = 2*0
y=0
y=0

Para x” = 2
y = – x² + 4x
y = 2x
y = – (2)² + 4*2
y = 2*2
y = –4 + 8
y=4
y=4

Logo, os pontos de intersecção são (0,0) e (2,4).

Representação no gráfico: