Anda di halaman 1dari 21

Sistemas de Informação em Saúde (SIS):

Vigilância Epidemiológica (SUS)


GMV 127 – Epidemiologia Veterinária
Ana Karla de Lima Silva
Introdução
• SIS: Mecanismo de coleta, processamento, análise e
transmissão da informação.

• Importância: planejamento, organização, operacionalização


e avaliação dos serviços de saúde.
Planejamento

• Tomada de decisões  Planejar, avaliar e executar.

Processo de Situação
Situação Atual
Transformação Futura
Definição
“O Sistema de Informação em Saúde (SIS) fornece a base de
sustentação para o processo de tomada de decisões e tem 4 funções
chave: geração de dados, compilação, análise e síntese, e
comunicação e uso. O SIS coleta dados dos setores de saúde e setores
relevantes e analisa os dados de forma a assegurar a qualidade geral,
relevância e atemporalidade, e converte os dados em informações
para a tomada de decisões em saúde.” (OMS, 2008)
Sistemas
• SISTEMA: conjunto integrado de partes
que se articulam para uma finalidade
comum

• SISTEMA DE INFORMAÇÃO: conjunto


de unidades de produção, análise e
divulgação de dados que atuam
integradas e articuladamente com o
propósito de atender às demandas para
o qual foi concebido
(Fontes: Medronho, 2009; Ministério da Saúde, 2007).
Dado x Informação
DADO INFORMAÇÃO
Elemento bruto Obtida a partir de dados
Não processado Dado trabalhado
Facilmente quantificado Referencial explicativo
Observação Redutora de incertezas

(Adaptado de Rozenfeld, 2000).


Qualidades de um SIS

• Boa cobertura

• Exatidão

• Pontualidade

(Rozenfeld, 2000).
Etapas de um SIS

Coleta

Disseminação Processamento
Fluxo da Informação

(Fonte: Ministério da Saúde, 2007).


Disseminação da Informação
- Feita em 3 níveis
 A sociedade em geral
Aos responsáveis pela produção do dado
Aos gestores em saúde
Os SIS da Vigilância Sanitária
• Banco de dados – DATASUS.
• SIM (Sistema de Informação de Mortalidade)
• SINASC (Sistema de Informação de Nascidos Vivos)
• SINAN (Sistema de Informação de Agravos de Notificação)
• SIH ( Sistema de Informação Hospitalar)
• SISAB (Sistema de Informação em Saúde da Atenção
Básica)
• SIA (Sistema de Informação Ambulatorial.)
Dado x Informação

( Fonte: Secretaria Estadual de Saúde - SC)


DATASUS
Exemplos de fichas
SINAN
• Sistema de Informação de Agravos de Notificação

(Fonte: Ministério da Saúde, 2007).


SIH/SUS
• Sistema de Informação Hospitalar

(Fonte: Ministério da Saúde, 2007).


SISAB
• Sistema de Informação em Saúde da Atenção Básica

(Fonte: Ministério da Saúde, 2007).


SIA-SUS
• Sistema de Informação Ambulatorial

(Fonte: Ministério da Saúde, 2007).


Considerações Finais
• Para realizar um planejamento, é importante conhecer
as necessidades das populações;
• O SIS precisa ser alimentado para que os dados sejam
convertidos em informação e divulgados;
• A informação auxilia o processo de tomada de decisão;
• A maior integração dos bancos de dados poderia
dinamizar as ações da vigilância epidemiológica.
Referências Bibliográficas
• OMS, “Health Information Systems”, 2010. Disponível em:
http://www.who.int/healthinfo/systems/WHO_MBHSS_2010_sec
tion3_web.pdf
• Fundamentos da vigilância sanitária. Suely Rozenfeld January 1, 2000.
SciELO - Editora FIOCRUZ
• MEDRONHO, R. A. Epidemiologia. 2. ed. São Paulo: Editora
• Atheneu; 2009.
• Ministério da Saúde – Guia de Vigilância Epidemiológica. 2007.
Disponível em
http://www.medicinanet.com.br/conteudos/biblioteca/2067/capi
tulo_3_%E2%80%93_sistemas_de_informacao_em_saude_e_vigil
ancia_epidemiologica.htm
Obrigada pela atenção!