Anda di halaman 1dari 15

Administração de Serviços de Rede

Capítulo 1 – DNS

Mário Luiz Moura Júnior


Aula 1.1 – Introdução ao DNS
Aquecendo...

 O Domain Name System (DNS) foi projetado com o


objetivo de facilitar o trabalho dos usuários da internet.
 Modelo cliente servidor
 Traduz nomes em IPs
O que o DNS?

O DNS é um banco de dados, globalmente distribuído,


escalável, hierárquico e dinâmico.
Mapeamento entre nomes de host, endereços IP (IPv4 e IPv6),
registros de texto, identificação dos servidores de e-mails,
identificação dos servidores de nomes (NS registros), e demais
informações definidas no registros de recursos (RR).
O que o DNS?

Possui três elementos principais:


Domain Name Space: estrutura hierárquica em forma de árvore que
armazena os nomes e dados associados aos domínios.
O que o DNS?

Possui três elementos principais:


Servidores de nomes: programas servidores que detêm
informações sobre a estrutura da árvore de domínio e o conjunto de
informações associados.
• Primário
• Secundário
• Cache
O que o DNS?

Possui três elementos principais:


Resolvedores: programas que extraem informações de nome dos
servidores em resposta a pedidos dos clientes.
Devem acessar pelo menos um servidor de nome e usar as
informações para responder a uma consulta diretamente, ou
prosseguir a consulta usando referências a outros servidores de
nomes.
O que o DNS?
Campos do RR
Campo Descrição:
A Endereço de Host IPv4
AAAA Endereço de host IPv6
CNAME Canonical name (CNAME): Associa um alias (apelido) ao nome real
MX Mail exchanger (MX): Indica os servidores de SMTP do domínio.
NS Identifica o servidor que é a autoridade para o domínio
SOA Descrição : Start of authority (SOA):

Refresh Time: O tempo, em segundos, que um servidor DNS secundário espera antes de
consultar registro SOA do servidor DNS primário para verificar as alterações.

Expire Time: O tempo, em segundos, que um servidor secundário continuará tentando


completar uma transferência de zona.

Minimun TTL: Valor fornecido em respostas de consulta para informar outros servidores
quanto tempo eles devem manter os dados em cache.
Resumo e conclusões da aula

 DNS é fundamental para os usuários de uma rede


 Opera modelo cliente servidor
 Necessário para um domínio um servidor primário e pelo
menos um secundário
 Cuidado com a configuração dos campos RR
Aula 1.2 – Localização do servidor de DNS
DNS Dinâmico

 Originalmente projetado para oferecer suporte a


consultas de uma base de dados relativamente estática.
 Uso da Internet mudou o cenário
– Disponibilização de serviços em conexões não dedicadas
– Uso do DHCP
 A atualização dinâmica permite que o nome do servidor
seja atualizado sempre que um novo endereço DHCP
seja disponibilizado.
DNS Dinâmico

 Pontos de atenção:
– Tempos do RR
– Instabilidade dos servidores de DNS
– Serviços permanentes X DHCP
DNS local X DNS externo

 Análise custo X benefício


 Perguntas a serem respondidas:
– Você possui uma conexão dedicada para a Internet?
– Existe pelo menos um servidor disponível 24x7 na sua
organização?
– O seu servidor está devidamente protegido na DMZ?
– A sua empresa despenderá recursos mantendo o servidor e os
seus softwares devidamente atualizados?
– Onde ficará o servidor secundário?
Resumo e conclusões da aula

 Fundamental entender o RR
 Atualização dinâmica é o vilão ou o mocinho?
– Tipo de serviço oferecido
– Instabilidade
 Onde localizar o servidor?
– Análise de custo X benefício