Anda di halaman 1dari 140

CURSO BÍBLICO INTERNACIONAL

ENCONTRO COM A PALAVRA


Livro 1

ESTUDO PANORÂMICO
DO VELHO TESTAMENTO
(Gênesis a II Samuel)

PR. DICK WOODWARD


Toda glória e honra ao Senhor nosso Deus! Este material foi escrito e impresso
pelo Ministério Cooperativo Internacional (ICM - International Cooperating
Ministries) para ser uma bênção em sua vida.
É permitida a reprodução total e parcial deste livro sem a autorização por
escrito do ICM, para uso pessoal e na sua igreja.
“Portanto, fortifique-se na graça que há em Cristo Jesus. E as coisas que me
ouviu dizer na presença de muitas testemunhas, confia a homens fiéis, que
sejam também capazes de ensinar a outros” (II Timóteo 2.1,2).

Woodward, Dick

Estudo Panorâmico
do Velho Testamento
(Gênesis a II Samuel)

Curso Bíblico Internacional


ENCONTRO COM A PALAVRA

Tradução em Português: Ruth Gialluca


Correção Ortográfica: Lídia Damasceno Gialluca
Marlene Frade
Capa e Editoração Eletrônica: Jersio Dreissig
Colaboração: Paulo Sergio
Impresso no Brasil por: Obra Impressa Gráfica e Editora Ltda.
Supervisão Geral: Pr. Leandro Ferreira
E-mail: pastorleandroferreira@gmail.com

1ª Edição: Março/2005 = 1.000 exemplares


2ª Edição: Maio/2008 = 2.000 exemplares
3ª Edição: Março/2012 = 3.000 exemplares
4ª Edição: Junho/2015 = 3.500 exemplares
Nota Importante
O material que você tem em mãos é um complemento dos estudos
que vêm sendo ministrados por uma rede variada de emissoras de
rádio e pela internet (www.desfrutedeus.com) e é enviado, gratuita-
mente, apenas aos ouvintes que estão acompanhando, regularmente,
os estudos por uma dessas emissoras. Para recebê-lo, basta solicitar,
escrevendo para o endereço divulgado no final de cada aula.
Por se tratar de um curso, é necessário responder o questionário de
cada livro; com isto você garante o recebimento do próximo, bem como
de um lindo Certificado de Conclusão ao término do curso.
ÍNDICE
Introdução ........................................................................................................ 06
Capítulo 1
A Bíblia e Sua Organização....................................................................................07
Capítulo 2
Propósito, Autoridade e Origem da Bíblia..................................................... 10
Capítulo 3
Como Estudar a Bíblia....................................................................................... 12
Capítulo 4
Gênesis - Livro do Começo............................................................................... 14
Capítulo 5
Dá Para Acreditar na Criação?......................................................................... 15
Capítulo 6
O Nascimento da Humanidade........................................................................ 17
Capítulo 7
Onde Estás?....................................................................................................... 19
Capítulo 8
Onde Está Seu Irmão?....................................................................................... 22
Capítulo 9
O Dilúvio e a Torre de Babel.......................................................................... 25
Capítulo 10
O Pai da Fé....................................................................................................... 32
Capítulo 11
“Quem é Você?”................................................................................................. 36
Capítulo 12
O Deus Que Está no Controle.......................................................................... 39
Capítulo 13
Termina Gênesis, Começa Êxodo..................................................................... 41
Capítulo 14
Alguém Que Surgiu do Nada ........................................................................... 42
Capítulo 15
Objeções Humanas e Segredos Espirituais..................................................... 46
Capítulo 16
Pragas, Milagres e Princípios de Libertação................................................... 48
Capítulo 17
O Espírito de Cada Mandamento..................................................................... 52
Capítulo 18
Livro de Levítico.............................................................................................. 55
Capítulo 19
O Tabernáculo Hoje........................................................................................... 58
Capítulo 20
O Significado dos Sacrifícios........................................................................... 61
ÍNDICE
Capítulo 21
Livro de Números........................................................................................... 64
Capítulo 22
Alegorias Fascinantes....................................................................................... 67
Capítulo 23
A Rocha e a Vara - Números 20...................................................................... 72
Capítulo 24
O Livro de Deuteronômio................................................................................ 75
Capítulo 25
Memórias dos Milagres................................................................................... 78
Capítulo 26
Outros Sermões de Moisés............................................................................ 80
Capítulo 27
O Livro de Josué................................................................................................. 85
Capítulo 28
Um Panorama da Fé.......................................................................................... 88
Capítulo 29
Os Inimigos da Fé.............................................................................................. 92
Capítulo 30
O Livro de Juízes................................................................................................ 96
Capítulo 31
Coisas Extraordinárias Através de Pessoas Comuns.................................... 99
Capítulo 32
Cada Um Ocupando Sua Posição.................................................................. 101
Capítulo 33
O Livro de Rute.................................................................................................. 106
Capítulo 34
Amor à Primeira Vista................................................................................... 110
Capítulo 35
O Reino de Deus............................................................................................... 114
Capítulo 36
Do Senhor o Pedi.............................................................................................. 119
Capítulo 37
Obediência...................................................................................................... 124
Capítulo 38
Como Errar Com Sucesso................................................................................. 128
Capítulo 39
A Bênção do Perdão....................................................................................... 133
Capítulo 40
Três Fatos do Pecado e Três Fatos da Salvação........................................... 137
Introdução (ao aluno iniciante)
Quando você se aprofunda na Palavra de Deus e deixa que a Pala-
vra transforme sua vida, coisas maravilhosas e tremendas acontecem.
Bem-vindo ao ENCONTRO COM A PALAVRA. Juntos faremos um es-
tudo de toda a Bíblia, dividido em 13 livros. Essa jornada nos levará do
Livro de Gênesis ao Apocalipse e nos dará uma visão panorâmica de cada
livro da Bíblia. Observaremos a estrutura do livro, o seu contexto histórico
e, o que é mais importante, buscaremos uma aplicação para nossas vidas,
a partir do ensino de cada livro.
Algumas pessoas acham a Bíblia um livro confuso. Realmente, não é
fácil relacionar os acontecimentos com a sua época e o seu significado.
Mas, cada versículo da Bíblia é um pedacinho desse quebra-cabeça, cujo
conteúdo é muito glorioso. Minha oração é que, no final dessa jornada,
você tenha adquirido uma compreensão maior de cada livro da Bíblia, do
modo como eles se completam, e possa situá-los dentro da história de Deus
com o homem. No final, você terá uma compreensão de como Deus tra-
balhou nos tempos do Velho Testamento; terá também compreendido o que
mudou com a vinda de Jesus Cristo e a razão da mudança; aquilo em que
você antes cria no coração, será confirmado em sua mente, e você poderá
testemunhar sua fé com mais confiança e conhecimento.
Espero que você faça todo o curso e convide outras pessoas para que
nos acompanhem nesse estudo da Bíblia, o livro mais importante do mundo.
Faça suas malas e prepare-se para embarcar. Estamos prestes a partir!
Ferramentas que serão utilizadas
Segundo o apóstolo Paulo, a única maneira de não passarmos ver-
gonha, quando se trata de Bíblia, é tornarmo-nos obreiros que manejem
bem a Palavra. A única maneira de entender a Bíblia é saber usá-la. Por
isso, o meu desafio é que você assuma o compromisso de estudá-la com
dedicação e sinceridade. Nenhum livro merece mais dedicação e empe-
nho da nossa parte que a Bíblia. Se você quiser se aprofundar ainda mais
neste estudo, além de dedicação e empenho há outras ferramentas que
o ajudarão a ir mais fundo no conhecimento das Escrituras.
Antes de qualquer coisa você precisa de uma Bíblia e, se possível,
adquira mais de uma tradução. Você também vai precisar de um cader-
no para anotações.
Como qualquer outro trabalho, esse será cumprido com mais facili-
dade e atingirá melhores resultados, se você possuir as ferramentas cer-
tas. O estudo da Bíblia fica mais produtivo, quando se utilizam os re-
cursos disponíveis. Procure equipar-se com as ferramentas que mencio-
namos e você se surpreenderá com os resultados.
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 1
A Bíblia e Sua Organização

Origem e Significado A Bíblia não é um simples apa-


Antes de analisar qualquer li- nhado de escritos humanos sobre
vro em particular, vamos fazer um Deus. Ela contém as palavras do
estudo geral da Bíblia, responden- próprio Deus, escritas por, aproxi-
do algumas perguntas: Qual a razão madamente, quarenta homens, du-
desse nome? Por que a Bíblia é rante um período de 1.500 a 1.600
conhecida como “Livro Sagrado”? anos. O processo pelo qual Deus
“Bíblia”, no latim, significa “li- levou esses homens a escreverem
vros”. Portanto, a palavra “Bíblia” esses livros é chamado de inspira-
significa uma coleção de livros ou, ção, cujo significado é: “que foi
mais exatamente, sessenta e seis li- soprado neles”. Pedro fez a seguin-
vros. “Sagrado” significa “que perten- te descrição desse processo de ins-
ce a Deus” ou “que vem de Deus”. piração: “porque nunca, jamais
Desta forma, “Bíblia Sagrada” quer qualquer profecia foi dada por von-
dizer, literalmente, “os livros santos tade humana; entretanto, homens
de Deus” ou “coleção de livros que falaram da parte de Deus, movidos
vêm de Deus, que pertencem a Deus”. pelo Espírito Santo” (II Pedro 1.21).
A expressão “Palavra de Deus” A expressão: “movidos pelo
também é usada para se referir à Espírito Santo”, traz uma bonita
Bíblia, de acordo com afirmações imagem expressa pela palavra
feitas pelos apóstolos Pedro e Pau- “phero”, no original grego, que sig-
lo. Um bom exemplo disso é a ci- nifica “levar de um lado para outro”.
tação de II Timóteo 3.14-17: “Tu... Imagine um barco sendo conduzido
que desde a infância sabes as sa- pelas ondas ou pelo vento. Esta é
gradas letras que podem tornar-te a figura para inspiração, apresenta-
sábio para a salvação pela fé em da por Pedro.
Cristo Jesus. Toda Escritura é ins-
pirada por Deus e útil para o ensi- Organização
no, para a repreensão, para a cor- Depois deste esclarecimento
reção, para a educação na justiça, sobre a Bíblia, vamos aprender
a fim de que o homem de Deus seja como ela foi organizada. Diferente-
perfeito e perfeitamente habilita- mente do que se possa imaginar, os
do para toda boa obra”. livros da Bíblia não aparecem em

7
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

ordem cronológica e também não gunta: “vocês acreditam que Eu já


são agrupados de acordo com as resolvi o problema desse divórcio?”.
características de seus respectivos A mensagem do Velho Testamento é:
autores. Eles foram organizados “Jesus está chegando e vai reconci-
conforme o estilo ou tipo de obra liar Deus com Suas criaturas”. A
que representam e, também, pela mensagem do Novo Testamento é a
mensagem que possuem. Há duas boa nova de que “Jesus veio e recon-
importantes divisões na Bíblia: o ciliou o homem com Deus”.
Velho Testamento e o Novo Testa- Existem outras divisões na Bí-
mento. Por razões óbvias, a Bíblia blia. O Velho Testamento possui
não era dividida desta forma, antes cinco subdivisões. A primeira delas
de Jesus, porque não existiam Ve- corresponde aos primeiros cinco li-
lho e Novo Testamento, já que o vros, os Livros da Lei. Nestes, Deus
Novo Testamento ainda não havia estabelece o Seu padrão de justiça,
sido escrito. Os livros do Velho Tes- do que é certo e do que é errado.
tamento eram chamados de “As A seguir, vêm os Livros Histó-
Escrituras” ou a “Palavra de Deus”. ricos, que, em linhas gerais, relatam
Somente depois que o Novo Testa- como, às vezes, o povo de Deus
mento foi escrito e organizado essa obedecia aos livros da Lei e, em
divisão foi estabelecida. outras, não. Suas histórias servem
A mensagem principal dos li- como exemplos e advertências para
vros do Velho Testamento é: “Jesus nós. O versículo chave que justifi-
está chegando”. De acordo com as ca todo o relato histórico do Velho
Escrituras, no início, Deus e o ho- Testamento está em I Coríntios
mem viviam em harmonia; no en- 10.6: “Ora, estas coisas se torna-
tanto, Deus criou o homem com ram exemplos para nós, a fim de
capacidade de escolha e ele esco- que não cobicemos as coisas más,
lheu afastar-se do Criador. Como como eles cobiçaram”. Segundo
Deus não tolera o pecado, Ele tam- Paulo, tudo o que aconteceu para o
bém se afastou do homem, geran- povo de Deus e que está relatado na
do, assim, o “divórcio” entre Deus Bíblia nos serve de exemplo e aler-
e o homem, o que passou a ser o ta. O povo foi exemplo quando obe-
problema principal abordado em deceu a Palavra de Deus, mas foi
toda a Bíblia. alerta e advertência quando seguiu
No Velho Testamento, Deus o seu próprio caminho e se condu-
pergunta: “vocês acreditam que Eu ziu conforme sua própria índole.
tenho uma solução para esse divór- Seguem-se os Livros Poéticos,
cio?”. No Novo Testamento, Ele per- através dos quais Deus fala ao co-
8
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

ração do povo que vive segundo a Jesus, também chamadas de “Os


Sua Palavra: o Livro de Jó tem uma Evangelhos”, escritas por Mateus,
mensagem para o coração do ho- Marcos, Lucas e João. A seguir,
mem que está sofrendo; o Livro dos vem o Livro de Atos, o único livro
Salmos fala aos corações que ado- histórico do Novo Testamento. Este
ram a Deus; o Livro de Provérbios livro é seguido pelas Epístolas ou
tem uma mensagem para os que Cartas Paulinas e pelas Epístolas
precisam de sabedoria; o Cântico ou Cartas Gerais. Metade do con-
dos Cânticos fala aos corações teúdo do Novo Testamento consis-
apaixonados. Todos estes livros te de cartas escritas pelo apóstolo
contêm ajuda e encorajamento para Paulo para as igrejas em crescimen-
o povo de Deus. to, formadas depois da ressurreição
A subdivisão seguinte, a mai- do Senhor Jesus. As outras cartas
or do Velho Testamento, é chama- foram escritas por vários autores.
da de “Os Profetas”. Estes se divi- Por último, temos o Livro Profético,
dem em Profetas Maiores e Profetas o Livro do Apocalipse.
Menores. Os profetas maiores são Durante este Estudo Bíblico, te-
assim chamados porque escreveram nha em mente a mensagem principal
mais; foram mais extensos em ex- do Velho Testamento que é: “Jesus
pressar suas ideias. está chegando”. Todos os seus livros
O Novo Testamento também enfocam este tema e a mensagem
possui cinco subdivisões. A primei- principal do Novo Testamento que é:
ra se refere às quatro biografias de “Jesus veio”. Este é o seu enfoque.

9
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 2
Propósito, Autoridade e Origem da Bíblia

Propósito Autoridade
Do Gênesis ao Apocalipse, o as- Quem escreveu os livros da
sunto principal da Bíblia é, basica- Bíblia? Quando? Onde? Em que idi-
mente, Jesus Cristo. Não podemos omas eles foram escritos? Existe
considerar a Bíblia simplesmente ainda algum manuscrito original?
como um livro da história da civiliza- Quem decidiu quais livros fariam
ção ou como um livro científico sobre parte da Bíblia e quem a organizou
a criação. Muitos a consideram um da forma que a conhecemos hoje?
livro que contém bons princípios mo- Quando se começa a estudar a Bí-
rais; outros reconhecem Jesus ape- blia, também começam a surgir
nas como um mestre, um exemplo essas perguntas.
de uma boa conduta de vida, embora Vamos, em primeiro lugar, con-
Ele seja o tema principal da Bíblia. siderar a autoridade da Bíblia.
Para apresentar esse tema, a Como já dissemos, quem a escre-
Bíblia aborda quatro objetivos, sen- veu foi Deus, através de homens,
do o primeiro a apresentação de dos quais vamos falar mais tarde.
Jesus Cristo como o Salvador e Antes precisamos entender o signi-
Redentor deste mundo. O segundo ficado de dois termos referentes à
objetivo é fornecer o contexto his- autoria divina desses livros.
tórico, a origem e a vinda de Jesus. O primeiro termo é “revelação”.
A partir do capítulo 12 de A palavra Revelação é um termo
Gênesis até o Apocalipse, os 1.178 genérico, o qual abrange todas as
capítulos restantes apontam para formas usadas por Deus para reve-
Abraão e seus descendentes, principal- lar verdades ao homem, seja atra-
mente para O Descendente, através do vés da natureza, dos profetas, do
qual todas as nações da terra são Espírito Santo ou de muitas outras
abençoadas: Jesus Cristo, o Messias. diferentes maneiras. O segundo ter-
Uma vez compreendidos os dois mo é “inspiração”. Este termo se
primeiros objetivos fica mais fácil refere ao que os teólogos chamam
compreender os dois últimos. O tercei- de “Revelação Especial”. A Bíblia é
ro objetivo é levar o incrédulo a crer a revelação especial de Deus, com
nas Escrituras e o quarto é mostrar ao começo, meio e fim. Durante apro-
crente como Deus quer que ele viva. ximadamente mil e seiscentos anos,
10
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Deus inspirou homens a escreverem 1. O escritor foi um apóstolo ou


esses livros sagrados. Depois que alguém que conviveu e trabalhou
foram escritas as últimas palavras com um apóstolo.
do livro do Apocalipse, cessou essa 2. O livro possui conteúdo espiri-
“Revelação Especial”. tual ou devocional que transmite
Agora que já sabemos que foi graça àquele que o lê.
Deus quem escreveu os livros da 3. O conteúdo de cada livro
Bíblia, vamos falar dos homens que selecionado está de acordo com o
foram usados para escrevê-los. conteúdo dos demais livros inspi-
Deus usou reis, pescadores, pasto- rados, e as igrejas são unânimes
res, generais e sacerdotes. Nesse quanto à inspiração desses livros.
grupo de escritores encontramos Outra pergunta: como tivemos
também um catador de figos, um acesso a livros escritos há tanto
médico, um publicano; enfim, uma tempo? Não existe nenhum manus-
variedade de tipos humanos. crito original. Papel não resiste a
tanto tempo, mas existem cópias de
Origem muita confiabilidade. Em relação às
Quem decidiu quais eram os traduções para as línguas moder-
escritos que deveriam ser incluídos nas, vale acrescentar que elas têm
na Bíblia e quando ocorreu essa in- sido feitas com muito cuidado.
clusão? Por volta do ano 100 d.C.,
no Concílio Judaico de Jamnia, o Conclusão
Velho Testamento foi oficialmente Como podemos saber que a Bí-
compilado, apesar de já estar sen- blia é a Palavra inspirada de Deus?
do usado há três ou quatro séculos. Como podemos ter certeza de que a
No processo de compilação da Bí- escolha dos livros foi correta, que não
blia, foram consideradas a confiabi- houve erros nas cópias nem nas tra-
lidade dos autores humanos e sua duções? Há apenas uma maneira de
boa reputação. saber e Jesus disse qual é: “Se al-
A maioria dos livros do Velho guém quiser fazer a vontade de
Testamento foi escrita em hebraico, Deus, conhecerá a respeito da dou-
enquanto que do Novo Testamento, trina, se ela é dele ou se falo por
em grego. Esses escritos foram se- mim mesmo” (João 7.17). O seu co-
lecionados e compilados por volta ração dirá. Quando se busca a Pa-
do ano 692 d.C., no Sínodo de lavra de Deus com desejo de fazer o
Trullan. Esta seleção foi chamada que ela ensina, isto faz toda diferen-
de canonização e obedeceu a três ça e se tem a convicção de que
critérios: estamos diante da Palavra de Deus.
11
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 3
Como Estudar a Bíblia

Quando o assunto é estudar a • Existe algum pecado ao qual


Bíblia, precisamos ser sábios e cui- devo renunciar?
dadosos. O processo de estudar a • Existe alguma verdade sobre
Bíblia se compõe de quatro fases: Deus?
observação, interpretação, aplica- • Existe alguma verdade nova
ção e correlação. para a minha vida?
A observação vem em primeiro Quando estudamos a Bíblia,
lugar. Depois de ler uma passagem devemos observar algumas orienta-
bíblica, você deve responder a per- ções, e uma delas é que, quando
gunta: “De que esse texto está falan- você estiver diante de um texto bí-
do?”. A seguir, vem a fase da inter- blico, lembre-se de que existe ape-
pretação e a pergunta é: “Qual o seu nas uma interpretação, mas milha-
significado?”. O próximo passo é a res de aplicações para ele. Você
aplicação. Nesta fase, a pergunta é: pode ser levado a fazer uma deter-
“O que o texto significa para mim?”. minada aplicação, mas dê liberda-
A fase da correlação consiste em de ao Espírito Santo para que o
descobrir de que forma o texto se mesmo texto seja aplicado de ma-
relaciona com outros textos bíblicos. neiras diferentes em sua própria
É importante saber o significa- vida e na de outras pessoas.
do do que as Escrituras Sagradas fa- Segunda orientação: como a
lam; se o aprendizado não resultar Bíblia é um livro que fala a respei-
em mudanças de comportamento, o to de Cristo, você deve procurar por
estudo não terá proporcionado ne- Ele em todos os textos bíblicos.
nhum significado, o qual só obte- Terceira: quando algum versículo
mos fazendo perguntas específicas ficar um pouco confuso para você,
a cada passagem. Para começar, procure interpretá-lo à luz de outros
tente estas perguntas: versículos que tenham um significa-
• Existe algum exemplo para eu do mais claro. Existem alguns
seguir? versículos que oferecem alguma di-
• Existe alguma advertência à ficuldade para entendermos, en-
qual eu deva estar alerta? quanto que outros compreendemos
• Existe algum mandamento a facilmente. Guie-se pelos mais fá-
que devo obedecer? ceis para entender os mais difíceis,
12
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

mas tenha cuidado: tire de sua mente Mais uma orientação: observe
qualquer ideia preconcebida sobre sempre o contexto de qualquer pas-
qualquer texto. Você pode estar certo sagem bíblica. Uma palavra fora de
numa determinada interpretação, contexto pode adquirir um novo sig-
mas também pode estar completa- nificado, sobretudo quando inter-
mente errado. Como o Espírito San- pretamos um versículo sem analisar
to vai poder lhe ensinar alguma coi- o seu contexto. Existe grande pro-
sa, se você acha que já sabe tudo? babilidade de que o estudo isolado
Outra orientação importante, de um versículo conduza a uma in-
principalmente para quem dá estu- terpretação equivocada.
dos bíblicos, é estar disposto a Tendo estabelecido as bases
aplicar o que ensina a si próprio. para o estudo da Palavra de Deus,
Lembre-se que Deus fala conosco vamos iniciar nossa viagem pelo
através da Sua Palavra; por isso, primeiro livro, o Livro de Gênesis.
busque a Palavra de Deus em ora- Minha oração é que você entre na
ção, pedindo a Ele revelações, atra- Palavra de Deus e deixe que Ela
vés do Espírito Santo. entre em você.

13
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 4
Gênesis - Livro do Começo

O Livro de Gênesis trata do te. Dos capítulos 6 a 9, temos o re-


começo de todas as coisas. A pa- lato da primeira catástrofe no mun-
lavra “gênesis” significa “começo” do; uma inundação. Essa história
ou “princípio”. Este livro marca o prefigura a salvação. Por causa da fé
começo da Bíblia e também narra de Noé, Deus o salvou da destruição.
a formação do mundo. Se tivermos fé, também seremos sal-
No Livro de Gênesis, Deus fala vos da destruição do pecado.
sobre o homem, como ele era desde Em todo o Livro de Gênesis
a sua criação e como é hoje, ajudan- encontramos histórias que mostram
do-nos a entender melhor sua natu- que Deus é, acima de tudo, aquEle
reza. Fala, também, sobre o pecado; que está no controle de todas as
se entendermos como o pecado co- coisas. Será que temos alguma dú-
meçou, entenderemos também como vida quanto a isto?
ele nos afeta hoje. Além disso, este A sua tarefa para hoje é come-
livro mostra como Deus se comuni- çar a ler o Livro de Gênesis. En-
cou com o homem pela primeira vez, quanto você lê, pergunte a si mes-
o que nos ajuda a compreender mo: o que este livro diz a respeito
como Ele se comunica conosco ain- das coisas quando foram criadas?
da hoje. Trataremos do conflito entre Como eram no princípio e como são
Caim e Abel para entendermos os hoje? Procure saber como tudo isso
conflitos que vivenciamos atualmen- afeta a sua própria vida.

14
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 5
Dá Para Acreditar na Criação?

Como dissemos, o Livro de Gê- Na verdade, a questão é saber


nesis e, consequentemente, a Bíblia, se a Bíblia e a ciência são compa-
começa com a história da criação. tíveis no que se refere à formação
Apesar de ser um tema muito do mundo. Há certos pontos que
importante, o relato da criação foi devem ser considerados. O primei-
feito em apenas um capítulo e meio. ro ponto é a ciência natural, que
Por que será? No capítulo anterior, não dá espaço para se crer em
dissemos que esse livro foi escrito Deus. Isso não quer dizer que um
para mostrar como as coisas eram cientista não possa ser uma pessoa
e, também, para que possamos en- temente a Deus. O que acontece é
tender como elas são hoje. Deus não que a ciência, por si só, é o estudo
nos deve explicações e nem precisa de dados ou fenômenos que podem
nos convencer de nada. Ele não fez ser observados, experimentados,
esse relato por achar que nos deves- objetivamente calculados e prova-
se alguma explicação a respeito da dos. A ciência natural se baseia em
criação de todas as coisas. experiências comprovadas, mas a
Mesmo assim, não dá para natureza de Deus não se encaixa na
passar por esse livro sem discutir lógica humana, mesmo porque é
um assunto que, provavelmente, é impossível fazer uma abordagem
um dos mais controversos. Existem científica de Deus. De acordo com
duas posições extremamente anta- Hebreus 11.6, a única maneira de
gônicas em relação à criação. A nos aproximarmos de Deus é atra-
primeira afirma que esse relato de vés da fé: “De fato, sem fé é im-
Gênesis não é cientificamente possível agradar a Deus, porquan-
confiável e que, portanto, a Bíblia to é necessário que aquele que se
não pode ser a Palavra inspirada de aproxima de Deus creia que ele
Deus. O outro extremo argumenta existe e que se torna galardoador
que a questão não é saber se a Bí- dos que o buscam”.
blia é ou não cientificamente con- Lemos em Gênesis 1.1,2: “No
fiável, mas saber se a ciência é bi- princípio, criou Deus os céus e a
blicamente confiável. Para essas terra. A terra, porém, era sem for-
pessoas não é a Bíblia que está em ma e vazia; havia trevas sobre a
questão, mas sim a ciência. face do abismo, e o Espírito de
15
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Deus pairava por sobre as águas”. Encontramos aqui um ponto


A Bíblia afirma que o Espírito com o qual o relato bíblico e a ci-
de Deus começou a pairar sobre essa ência concordam, já que os cientis-
criação, desenvolvendo-a e transfor- tas defendem a ideia de que a vida
mando-a. Um pouco mais adiante, animal começou na água, exata-
lê-se: “Disse também Deus: Ajun- mente como o relato de Gênesis
tem-se as águas debaixo dos céus descreve.
num só lugar, e apareça a porção A citação seguinte da palavra
seca. E assim se fez” (1.9). “bara” acontece no versículo 27:
Deus não disse: “A terra seca “Criou Deus, pois, o homem à sua
passe a existir”. Não foi nesse mo- imagem, à imagem de Deus o criou;
mento que a terra seca foi criada, homem e mulher os criou”.
mas se compreende que ela apenas O relato da criação no Livro de
estava submersa. É interessante Gênesis engloba o começo de tudo
notar que a comunidade científica o que existe no universo. Depois
afirma que, num dado momento, desse ato, o Espírito de Deus muda
toda a terra esteve submersa! sua atuação e passa a desenvolver
A palavra “bara” ou “criar” sig- o que já havia sido criado, ou seja,
nifica fazer algo do nada. Esta pa- a criação original, que coincide com
lavra foi usada apenas três vezes o que os cientistas têm observado a
no relato da criação. “No princípio, respeito da evolução das formas de
Deus criou”. Este primeiro ato de vida. Neste ponto existe um parale-
“bara” se refere ao universo, à ter- lo com o pensamento evolucionista.
ra e a toda vida vegetal. O único ponto em que os
Outras palavras, entre os ver- criacionistas e os evolucionistas
sículos 2 e 20, quando se referem não concordam é o que diz respei-
ao começo de todas as coisas são to aos chamados elos perdidos. Os
diferentes. São palavras que indi- três elos perdidos são enfocados
cam mudança ou alteração de algo nestas três perguntas: Como tudo
que já existe. O ato seguinte da cri- começou? Como a vida vegetal pas-
ação, “bara”, aconteceu na água. O sou a ser vida animal? Como a vida
versículo 21 diz: “Criou, pois, Deus animal tornou-se vida humana? A
os grandes animais marinhos e to- ciência não tem resposta para es-
dos os seres viventes que rastejam, ses elos perdidos, mas o Livro de
os quais povoavam as águas, se- Gênesis tem. A resposta do Livro de
gundo as suas espécies; e todas as Gênesis é simplesmente “bara”:
aves, segundo as suas espécies. E Deus criou.
viu Deus que isso era bom”.
16
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 6
O Nascimento da Humanidade

Agora que já discorremos so- cair pesado sono sobre o homem, e


bre a origem do universo, vamos este adormeceu; tomou uma das
deixar o estudo um pouco mais suas costelas e fechou o lugar com
pessoal e observar o que o Livro de carne. E a costela que o Senhor
Gênesis tem para nos falar sobre a Deus tomara ao homem transfor-
origem do homem. Lembre-se que mou-a numa mulher e lha trouxe.
este livro fala de como eram as E disse o homem: Esta, afinal, é
coisas para que possamos compre- ossos dos meus ossos e carne da
ender como elas são hoje; quando minha carne; chamar-se-á varoa,
falamos sobre o princípio da huma- porquanto do varão foi tomada. Por
nidade, falamos sobre nós mesmos. isso, deixa o homem pai e mãe e
O que o Livro de Gênesis tem a di- se une à sua mulher, tornando-se
zer quanto ao propósito de Deus na os dois uma só carne” (Gênesis
criação do homem? Comecemos 1.26-28a; 2.18, 21-24).
lendo o relato da existência do ho-
mem e da mulher. À imagem de Deus
Deus disse: “Façamos o ho- A primeira coisa que chama
mem à nossa imagem, conforme a nossa atenção neste texto é que o
nossa semelhança; tenha ele domí- homem foi criado à imagem e à
nio sobre os peixes do mar, sobre semelhança de Deus. Estamos fa-
as aves dos céus, sobre os animais miliarizados com estas palavras,
domésticos, sobre toda a terra e mas o que elas realmente signifi-
sobre todos os répteis que rastejam cam? Deus é um Espírito, não pos-
pela terra. Criou Deus, pois, o ho- sui um corpo; portanto, essa seme-
mem à sua imagem, à imagem de lhança não se refere à nossa apa-
Deus o criou; homem e mulher os rência física, mas sim à condição
criou. E Deus os abençoou e lhes que temos de sermos espirituais.
disse: Sede fecundos, multiplicai- Essa é a nossa semelhança com
vos, enchei a terra e sujeitai-a... Deus. No entanto, conforme se lê
Disse mais o Senhor Deus: Não é no capítulo 3 de Gênesis, essa se-
bom que o homem esteja só; far- melhança com Deus foi prejudica-
lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja da quando Adão e Eva pecaram. A
idônea... Então, o Senhor Deus fez partir daquele momento, a questão

17
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

fundamental abordada nas Escritu- lher, estabeleceu a instituição mais


ras passou a ser a “recriação” da importante sobre a face da terra,
imagem de Deus no interior do ho- que é a família ou o lar. O plano de
mem. Os capítulos 1 e 2 de Gênesis Deus ao criar macho e fêmea era
mostram a condição do homem pegar estas duas pessoas e uni-las
quando foi criado e como deveria numa parceria, a fim de que elas se
continuar sendo. A partir do capí- tornassem pais de outros indivídu-
tulo 3, o livro mostra o homem os, os quais, por sua vez, também
como ele passou a ser. se uniriam a outros e também se
tornariam pais. Essa é a lei que tem
Macho e fêmea dado origem e desenvolvido a famí-
Outra observação importante lia humana.
em relação à criação do homem é Essa parceria entre homem e
que Deus os criou macho e fêmea. mulher é uma parte muito importante
Ele provocou um sono profundo em na lei básica da vida. Foi para isso
Adão, tomou uma de suas costelas que Deus os criou macho e fêmea.
e, a partir dela, fez a mulher. O sim- Imagine um triângulo com Deus no
bolismo disso é muito bonito. Deus topo, o homem no canto esquerdo
não fez a mulher da cabeça do ho- e a mulher no direito. Se o homem
mem para que ela não governasse e a mulher estão ligados a Deus, os
sobre ele e também não a fez dos dois caminhando juntos, ficam
seus pés para que ela não lhe fosse mais próximos um do outro, à me-
uma serviçal. Deus tomou a mulher dida que se aproximam de Deus.
do lado do homem para que ela fi- Quando estudamos sobre o
casse perto do coração dele. Por que casamento, no Livro de Gênesis,
Deus criou a mulher? A melhor tra- descobrimos que existem dois as-
dução para a palavra hebraica que pectos que marcam a exclusivida-
foi traduzida por “só” seria “incom- de nesse relacionamento. Por cau-
pleto” e para “auxiliadora”, “comple- sa do casamento, um homem dei-
mento” ou “que completa”. Na gra- xa seu pai e sua mãe. Ele deixa essa
mática hebraica, descobrimos que família com quem passou cerca de
quando Deus uniu o homem à mu- vinte anos ou mais e passa a viver
lher, no que chamamos de “santo exclusivamente com sua mulher,
matrimonio”, homem e mulher se pelo resto da vida; a mulher, da
tornaram uma só carne, formando mesma forma, deve assumir um
um homem inteiro, completo. compromisso exclusivo com seu
É importante observar que marido. Este é o padrão de Deus
quando Deus uniu o homem à mu- para o casamento.
18
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 7
“Onde Estás”?

Um dos capítulos mais conhe- Gênesis há essa referência. O que


cidos do Livro de Gênesis é o capí- lemos é a respeito da árvore da
tulo 3, onde consta o relato em que vida e da árvore do conhecimento
Adão e Eva comem do fruto proibi- do bem e do mal.
do. Vimos, no capítulo 2, como Antes de continuarmos este
Deus criou o homem e qual o modo assunto, é preciso que abordemos
de vida que planejou para ele. No o tipo de linguagem que é usada
capítulo 3, o assunto é o pecado, nesta passagem. O relato é históri-
naquele contexto e no de hoje; tam- co, mas também é alegórico. O que
bém trata da escolha de Adão e é uma alegoria? É uma história, na
Eva. Deus nos criou com livre arbí- qual pessoas, lugares ou coisas
trio e, por isso, podemos escolher possuem um significado que vai
fazer a vontade de Deus ou a nos- além do histórico ou do literal e,
sa própria vontade. geralmente, está ligado a um con-
O terceiro capítulo de Gênesis ceito moral.
também descreve a primeira crise Na descrição do Jardim do
humana, isto é, a guerra travada no Éden, a referência aos tipos de ár-
interior do homem. Como era na- vores indica que Deus iria suprir as
quele tempo, ainda é hoje. Aliás, o necessidades do homem naquele
cenário aparece já no capítulo 2: “E lugar. Observe, porém, a prioridade:
plantou o Senhor Deus um jardim em primeiro lugar, as árvores satis-
no Éden, na direção do Oriente, e faziam as necessidades dos olhos;
pôs nele o homem que havia forma- depois, a necessidade de alimento e,
do. Do solo fez o Senhor Deus bro- em seguida, davam-lhe vida. Havia
tar toda sorte de árvores agradáveis ali, também, a árvore do conheci-
à vista e boas para alimento; e mento, que foi declarada por Deus
também a árvore da vida no meio fora do alcance do homem.
do jardim e a árvore do conheci- Quando lemos, neste capítulo,
mento do bem e do mal” (Gênesis sobre o primeiro pecado do homem,
2.8-9). Em algum ponto da histó- observamos que essa ordem de pri-
ria passou-se a ideia de que a ár- oridade foi invertida. Homem e mu-
vore proibida era uma macieira, lher colocaram alimento em primeiro
mas em nenhuma parte do Livro de lugar, olhos em segundo e, em ter-
19
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

ceiro, conhecimento. Em razão dis- enfatizou o que era agradável aos


so, não chegaram à vida, mas al- olhos, Ele estava dizendo que eles
cançaram a morte espiritual. Em precisavam olhar para Deus, a fim
Deuteronômio 8.3 está a afirmação de satisfazerem suas necessidades.
de que “não só de pão viverá o ho- A grande necessidade que eles ti-
mem, mas de tudo o que procede nham e que nós temos hoje é dei-
da boca do Senhor viverá o homem”. xar que Deus nos mostre como de-
Na verdade, não temos vida quan- vemos ver as coisas.
do nos limitamos a buscar a satis- Há outra figura nesse capítulo.
fação das nossas necessidades ou Depois que Adão e Eva se renderam
dos nossos desejos. De acordo com à tentação, ouviram a voz do Se-
este versículo, a verdadeira vida nhor Deus que, no fim do dia, an-
vem pela obediência a toda Palavra dava no jardim. Adão e sua mulher
que sai da boca de Deus. se esconderam da presença do Se-
Quando Deus colocou Adão e nhor Deus no meio das árvores do
Eva no Jardim, providenciou tudo o jardim. Então, o Senhor Deus cha-
que eles precisavam. Ele conhecia mou por Adão e lhe perguntou:
suas necessidades, porque os tinha “Onde estás?” (Gênesis 3.8-9).
criado. O mesmo Deus que nos É interessante que Deus tenha
criou sabe quais são nossas neces- iniciado Seu diálogo com Adão e
sidades e tem todo o interesse em Eva fazendo perguntas: “Onde es-
satisfazê-las. tás? Quem te fez saber que esta-
Você pode perguntar: por que os vas nu?” (Gênesis 3.9-11). É claro
olhos aparecem em primeiro lugar que Deus já conhecia as respostas,
nessa lista de prioridades? Quando pois Ele está em todos os lugares,
as Escrituras mencionam olhos, na vendo tudo o que acontece. Deus fez
verdade não se referem propriamen- estas perguntas por causa do que
te à nossa visão física. Tomemos por Adão e Eva não sabiam. As pergun-
exemplo o texto de Mateus 6.22,23, tas tinham a finalidade de fazê-los
onde Jesus disse: “São os olhos a refletir. Quando Deus perguntou
lâmpada do corpo. Se os teus olhos “onde estás?”, estava na realidade
forem bons, todo o teu corpo será perguntando: “Por que vocês estão
luminoso; se, porém, os teus olhos se escondendo de mim?”.
forem maus, todo o teu corpo esta- A segunda pergunta que Deus
rá em trevas”. Jesus não estava fa- fez, depois que Adão confessou sua
lando da visão física, mas sim da nudez, é uma das minhas prediletas:
disposição mental de ver a vida. No “Quem te fez saber que estavas
Jardim do Éden, quando Deus nu?” (11a). A resposta é que Deus
20
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

é a fonte de toda informação. Deus dirigindo-se a Eva. A resposta é


quer que tenhamos conhecimento de uma confissão, embora camuflada
algumas coisas e de outras não, mas numa desculpa. A palavra “confis-
Ele conhece todas as coisas. Ele é são” é formada por duas outras que
quem revela nossa verdadeira con- significam “dizer a mesma coisa”.
dição espiritual, onde estamos e Literalmente, confessar é concordar
mostra onde deveríamos estar. com Deus a respeito de alguma
A seguir, Deus pergunta: “Co- coisa que fazemos. Deus queria que
meste da árvore de que te ordenei Eva colocasse todos os fatos sobre
que não comesses?” (11b). Adão e a mesa, para que eles pudessem
Eva tinham desobedecido a Deus e, tratar juntos o que havia realmen-
agora, sofriam as consequências da te acontecido. É isto que Deus quer
desobediência, escondendo-se entre que nós também façamos. Que nos
as árvores do jardim, cobrindo seus exponhamos a Ele de maneira fran-
corpos com folhas de figueira. Se ca e honesta.
você está comendo o banquete de O capítulo 3 do Livro de Gê-
consequências e o sabor é amargo, nesis enfoca duas pessoas que pe-
pergunte a você mesmo se não está caram e a forma como Deus as tra-
comendo da árvore errada? Você tou. Da mesma maneira Deus nos
andou desprezando a Palavra de trata, quando pecamos e nos es-
Deus? Você tem ignorado as instru- condemos dEle. O episódio de Adão
ções de Deus para sua vida? e Eva mostra que Deus busca o ho-
Esta foi a quarta pergunta que mem caído e abre os canais de co-
Deus fez: “Que é isto que fizeste?”, municação entre Ele o pecador.

21
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 8
“Onde Está Seu Irmão?”

A mensagem básica da Bíblia é uma das causas principais de con-


mostrar a necessidade que o homem flito e algumas das soluções para
tem de se reconciliar com Deus. ele. O Livro de Gênesis apresenta
Imediatamente após o primeiro pe- essa solução na forma da história de
cado cometido e o consequente di- dois irmãos.
vórcio, Deus providenciou a recon- Creio que já estejamos fami-
ciliação. Em Gênesis 3.15, temos a liarizados com a história destes
primeira promessa messiânica, re- dois irmãos, Caim e Abel. Caim teve
sultado da conversa de Deus com a a ideia de trazer uma oferta a Deus
serpente: “Porei inimizade entre ti e e, como ele cultivava a terra, ofe-
a mulher, entre a tua descendência receu uma oferta relacionada com
e o seu descendente. Este te ferirá sua atividade. Seu irmão Abel era
a cabeça, e tu lhe ferirás o calca- pastor, por isso trouxe um animal
nhar”. Através deste texto, que re- para ser sacrificado. Deus aceitou
gistra a primeira indicação de que a oferta de Abel, mas não aceitou
Deus enviaria alguém ao mundo, a de Caim.
para restaurar o que havia sido que- Muitas pessoas caem no erro
brado, entendemos que a serpente de deduzir que a oferta de Abel foi
representa Satanás. Esta foi a primei- aceita porque era um animal, mas
ra promessa de Deus, depois do isso não está no texto. A oferta de
pecado de Adão e Eva. Abel foi aceita porque o próprio Abel
Foram muitas as consequên- era aceitável a Deus, enquanto que
cias desse pecado! A primeira foi a a de Caim não foi aceita, porque
separação entre Deus e a humanida- ele não era aceitável diante de Deus
de. Outra consequência, registrada (Gênesis 4.6,7).
no capítulo 4, é o conflito humano, É fácil tirar conclusões erradas
o qual nos leva a compreender os dessa história; porém, Caim não foi
conflitos atuais. Vivemos em confli- instruído a fazer o sacrifício de um
to pessoal, com nosso cônjuge, com animal. Um pouco à frente, lemos, no
nossos filhos, com nossos pais; no Livro de Levítico, que o povo foi ins-
trabalho e, de maneira mais truído a trazer grãos ou frutos da terra
abrangente, há o conflito entre as como oferta, conforme a sua ativida-
nações. No capítulo 4, encontramos de. Dessa forma, o tipo de oferta não
22
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

é a questão básica dessa história e mos afirmar que ele é o texto-cha-


sim as pessoas envolvidas nesse ve desta história, pois vai até a sua
contexto. Caim não era aceitável essência: se você fizer o que é cer-
diante de Deus e, quando descobriu to, será aceito por Deus e por você
isso, ficou irado e deprimido. mesmo, e não vai sair por aí ma-
Deus agiu com Caim da mes- tando pessoas que são aceitas.
ma forma que agiu com seus pais, Existe uma passagem nas Escritu-
perguntando-lhe: “Por que andas ras, no Sermão do Monte, que se
irado, e por que descaiu o teu sem- assemelha à história de Caim e
blante?” (6). Deus já conhecia a Abel. Esta passagem se encontra
resposta de Caim e é possível que em Mateus 7.1-5, onde Jesus fez
o seu coração endurecido tenha perguntas aos que gostavam de cri-
entendido a mensagem de Deus, ticar e julgar as pessoas, usando
quando lhe disse: “Se procederes uma ilustração, aparentemente des-
bem, não é certo que serás acei- cabida, quando perguntou por que
to? Se, todavia, procederes mal, eis eles reparavam no argueiro no olho
que o pecado jaz à porta; o seu do irmão, enquanto tinham uma
desejo será contra ti, mas a ti cum- trave no olho (Mateus 7.3).
pre dominá-lo” (7). Tragicamente, Muitas pessoas acham que
Caim não soube dominar o seu de- esta passagem está ensinando que
sejo e, no versículo oito, lemos que não devemos julgar os outros, mas
ele matou seu irmão num ímpeto de o que Jesus está realmente dizen-
raiva. Novamente Deus pergunta: do coincide com o que Deus tentou
“Onde está Abel, teu irmão?”. Mas, mostrar a Caim: “Você está enfo-
Caim continuou se recusando a re- cando o ponto errado. Pare de se
conhecer o seu pecado, até que Deus preocupar com o seu irmão e olhe
deixou claro que era conhecedor da para você mesmo”. Felizmente a
sua conduta pecaminosa (9,10). morte de Abel não significou a mor-
No capítulo 3, a pergunta foi: te da bondade, porque, duas gera-
“Onde estás?”. No capítulo 4: ções mais tarde, em Gênesis 4.26,
“Onde está Abel, teu irmão?” Deus encontramos o primeiro exemplo de
ofereceu a Caim a oportunidade de um homem chamado Enos, toman-
reconhecer seu erro. Ele tinha dado do a iniciativa de ter comunhão com
vazão à sua raiva, atingindo o alvo Deus. Até então, tal iniciativa par-
errado, e continuava enfurecido. tia sempre de Deus.
Sua atitude não solucionou o pro- Todos nós passamos por con-
blema, mas criou outro maior. flitos; às vezes, somos a fonte dele
Voltando a Gênesis 3.7, pode- e, em outras, somos envolvidos nele
23
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

involuntariamente. Sempre que você gerido em Gênesis 4.7, faça o que é


se encontrar no meio de um conflito, certo: torne-se aceitável a Deus, acei-
tente manter o controle dos seus sen- te a si mesmo e, assim, você não
timentos e identifique qual é o verda- passará a vida batendo nos “Abéis”
deiro problema. Depois, como é su- que aparecerem em sua frente!

24
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 9
O Dilúvio e a Torre de Babel

A decadência da humanidade e Mesmo assim, Deus sempre teve


a graça de Deus alguém sobre a terra que O temia e
Alguns anos atrás, havia mui- a quem podia usar.
tos estudiosos e cientistas que apon- A violência naqueles dias era
tavam para a história bíblica do Di- tal, que podemos comparar às na-
lúvio como prova de que a Bíblia ções onde o terrorismo impera e que
não podia ser a Palavra de Deus, são notícias na imprensa internaci-
pois era algo fantasioso demais para onal de hoje. Mas, como tudo que
que se pudesse dar crédito. Hoje, no plantamos, vamos colher, naquele
entanto, a maioria dos geólogos e ci- tempo não foi diferente. Todos que
entistas não encontra mais argumen- viram as costas para Deus terão um
tos para contestar as evidências glo- banquete de consequências. É como
bais sobre o Dilúvio. desafiar a lei da gravidade sem que
Depois da criação do mundo e isto lhe traga problemas. Deus não
da queda do homem, passaram-se pode, de forma alguma, ignorar o pe-
dez gerações que duraram muitos cado. O homem ofendeu a santida-
séculos antes do próximo grande de de Deus e teria que enfrentar Seu
evento da Bíblia que estudaremos juízo. A Bíblia é muito clara: “Farei
a seguir. desaparecer da face da terra o ho-
À medida que a população do mem que criei…” (Gênesis 6.7).
mundo crescia, o número dos que Ainda que o homem tenha seus con-
temiam a Deus diminuía considera- ceitos filosóficos que exclua Deus,
velmente. A Bíblia diz, no capítulo isto não muda os princípios bíblicos:
6 de Gênesis, que a humanidade se ele é responsável pelos seus atos.
afundava cada vez mais no pecado No meio de todo aquele caos,
e, sob a influência de Satanás, a- havia, porém, um homem que fazia
frontava mais e mais a Deus.A ge- a diferença. Lemos em Gênesis
ração de Sete, filho de Adão, que 6.8,9: “…Noé achou graça aos
até então era temente a Deus, mis- olhos do Senhor… Noé era homem
tura-se à geração de Caim, que era justo e íntegro entre o povo da sua
totalmente profana, resultando época; Noé andava com Deus”.
numa anomalia, pois nasceram “gi- Embora Noé fosse uma exce-
gantes” (Gênesis 6.4) dessa união. ção à regra, naqueles dias, a Bíblia
25
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

deixa claro que ele era pecador, preservação da vida de Noé, sua fa-
porque herdara sua natureza peca- mília e os animais.
minosa e, portanto, também tinha As instruções de Deus não fo-
que morrer (Romanos 3.23; 6.23). ram nada fáceis de serem obedeci-
Prova disto é que ele ofereceu um das por Noé, pois, além dele não ter
animal em sacrifício pelo pecado, nenhuma experiência de construção
pois reconhecia a necessidade de naval, sua missão ainda incluía a
um substituto inocente, a fim de pregação do iminente juízo de Deus
pagar a punição de morte por ele. para toda a humanidade incrédula.
Quando lemos que “Noé, po- Noé recebeu as ordens de Deus
rém, achou graça aos olhos do Se- 120 anos antes de acontecer o Di-
nhor” (Gênesis 6. 8), está claro que lúvio. Durante todo esse tempo, ele
ele confiava em Deus, por isso o supervisionava a construção do
Senhor o considerou “justo”. Ele grande barco, que atraía a atenção
tinha um relacionamento íntimo do povo para a sua pregação. O
com Deus e cria piamente que, de tema de seu sermão era “A Graça e
alguma forma, Ele o salvaria das o Juízo de Deus”!
consequências do pecado. Lamentavelmente, porém, o
povo estava tão obstinado pelo
O juízo de Deus e a obediência de Noé pecado, que ridicularizava tal men-
Deus disse a Noé que constru- sagem. Tanto é que, durante todo o
ísse uma arca, o que era comple- tempo em que Noé advertiu, não
tamente diferente de tudo o que se houve nenhum arrependimento, e
conhecia até então e seria motivo tudo o que ele conseguiu salvar foi
suficiente para que seus conterrâ- sua família.
neos o taxassem de “maluco”. A Bíblia nos informa que, an-
O navio foi feito de madeira de tes do Dilúvio, as pessoas viviam
gôfer ou cipreste e revestido com re- bem mais que hoje. Apesar de ha-
sina de árvores e betume. Foi o mai- ver várias teorias a respeito, não
or navio já construído até 1844, oca- temos como afirmar a razão disto;
sião em que seu tamanho foi quase essa longevidade é apenas descri-
duplicado na construção do navio ta como um fato. Os 120 anos que
Grã-Bretanha. Poderia se dizer que a Noé levou para construir a arca
arca construída por Noé era um gran- correspondiam a um período normal
de transatlântico para aqueles dias e para aquela época.
suas proporções são até hoje consi- Depois do Dilúvio, porém, o
deradas por engenheiros navais como período de vida do ser humano di-
ideais e seguras o suficiente para a minuiu consideravelmente, a ponto
26
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

de Moisés escrever no Salmo 90, que pudesse abrir a porta da arca


verso 10: “Os anos de nossa vida e deixar entrar a água. Assim é com
chegam a setenta ou a oitenta para Jesus Cristo, aquEle que “tem a
os que têm mais vigor; entretanto, chave de Davi; o que abre e nin-
são anos difíceis e cheios de sofri- guém fecha; e fecha e ninguém
mento, pois a vida passa depressa, abre” (Apocalipse 3.7). Ele tem em
e nós voamos!”. sua mão “as chaves da morte e do
Quando a arca foi concluída, inferno” (Apocalipse 1.18). Jesus
outro milagre começou a acontecer: tem “todo o poder no céu e na ter-
os animais, em pares e sem serem ra” (Mateus 28.18) e nEle o crente
forçados, começaram a entrar nela. está perfeitamente seguro pela mão
Isto foi pura obra de Deus! Mesmo do próprio Deus. Assim, nada nos
carregando espécies hoje extintas, a resta, senão usufruir a santa comu-
arca teve espaço suficiente para abri- nhão com aquEle que nos salvou da
gar a todos. Dizem os estudiosos que ira futura e nos fez herdeiros da gló-
os animais ocuparam 60% do gran- ria vindoura.
de barco. O espaço restante, prova- Deus, em sua bondade, deu
velmente, foi reservado para alimen- 120 anos para que a humanidade
tos e para abrigar os filhotes dos abandonasse seus maus caminhos
grandes animais que, porventura, vi- e abraçasse Sua misericórdia, mas
essem nascer naquele período. Como não adiantou, pois havia sido ultra-
tudo o que estava acontecendo era passada a linha que separa a mi-
sobrenatural, para economizar ali- sericórdia do juízo de Deus. “No ano
mentos, muitos animais poderiam seiscentos da vida de Noé, no mês
hibernar ou Deus alimentá-los da segundo, aos dezessete dias do
forma que desejasse. mês, romperam-se todas as fontes
Quando tudo estava devida- do grande abismo e as janelas do
mente organizado, Deus fechou a céu se abriram e houve chuva so-
porta por fora! A expressão “...en- bre a terra quarenta dias e quaren-
tão o Senhor fechou a porta” ta noites” (Gênesis 7.11,12).
(Gênesis 7.16), tem um grande sig- A Bíblia nos dá a entender que
nificado para nós, porque ilustra a a terra se rompeu, liberando gran-
perfeita segurança do crente em des quantidades de águas subterrâ-
Cristo. Quem pode abrir o que Deus neas em alta pressão. Em seguida,
fechou? Ninguém! as águas que estavam na atmosfe-
A família de Noé, portanto, ra caíram sobre a terra. Eram as
estava segura, pois não havia qual- comportas do céu se abrindo e uma
quer poder, humano ou diabólico, intensa atividade vulcânica aconte-
27
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

cendo simultaneamente. Segundo vio, as montanhas não eram tão


os estudiosos, a partir desse acon- altas como hoje. Isto foi o resulta-
tecimento, deve ter ocorrido a “De- do da “Deriva Continental”, como
riva Continental”, uma teoria defen- vimos acima e podemos ler no Sal-
dida pelo geólogo e meteorologista mo 104.6-9: “…as águas ficaram
alemão Alfred Wegener, em 1915, acima das montanhas; à tua repre-
sobre a origem dos continentes e ensão, fugiram… Elevaram-se os
oceanos. Para ele, os continentes montes, desceram os vales, até ao
de hoje eram apenas um no passa- lugar que lhes havias preparado.
do. Usando sofisticados computado- Puseste às águas divisa que não
res, um dos principais pesquisado- ultrapassarão, para que não tornem
res de placas tectônicas do mundo, a cobrir a terra”. As montanhas de
simulou, em três dimensões, todo o hoje se ergueram e os vales baixa-
processo da “Deriva Continental”, ram, formando as bacias oceânicas.
mostrando que ela pode ter aconte- “Tudo o que havia em terra
cido num período de poucos meses. seca e tinha nas narinas o fôlego de
Enquanto fissuras rasgavam a crosta vida morreu. Todos os seres vivos
terrestre, grandes placas da super- foram exterminados da face da ter-
fície foram empurradas para o inte- ra; tanto os homens, como os ani-
rior, alterando a bacia do oceano e mais grandes, os animais pequenos
o solo terrestre, mudando completa- que se movem rente ao chão e as
mente a geografia existente. aves do céu foram exterminados da
Depois de 40 dias as chuvas terra. Só restaram Noé e aqueles
cessaram, mas a Bíblia sugere que que com ele estavam na arca”
as fontes subterrâneas (aquíferos) (Gênesis 7.22,23).
ainda permaneceram jorrando. O período que Noé esteve na
“Quarenta dias durou o dilúvio, e as arca foi de, aproximadamente, 370
águas aumentaram e elevaram a dias: “Então, Deus lembrou-se de
arca acima da terra. As águas pre- Noé e de todos os animais selva-
valeceram, aumentando muito sobre gens e rebanhos domésticos que
a terra, e a arca flutuava na super- estavam com ele na arca, e enviou
fície das águas. As águas domina- um vento sobre a terra, e as águas
vam cada vez mais a terra, e foram começaram a baixar. As fontes das
cobertas todas as altas montanhas profundezas e as comportas do céu
debaixo do céu... Ao fim de cento e se fecharam, e a chuva parou. As
cinquenta dias, as águas tinham águas foram baixando pouco a pou-
diminuído” (Gênesis 7.17-19; 8.3). co sobre a terra. Ao fim de cento e
Provavelmente, antes do Dilú- cinquenta dias, as águas tinham
28
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

diminuído” (Gênesis 8.1-3). priria sua promessa quanto à sua


As águas baixaram e a arca salvação e de sua família. “Deus
encalhou numa região montanhosa. abençoou Noé e seus filhos, dizen-
Quando Noé recebeu a ordem de do-lhes: ‘Sejam férteis, multipli-
desembarcar, encontrou uma terra quem-se e encham a terra... Vou
totalmente diferente, como a que estabelecer a minha aliança com
conhecemos hoje. “Então, Deus dis- vocês e com os seus futuros des-
se a Noé: ‘Saia da arca, você e sua cendentes… Nunca mais será cei-
mulher, seus filhos e as mulheres fada nenhuma forma de vida pelas
deles. Faça que saiam também to- águas de um dilúvio; nunca mais
dos os animais que estão com você: haverá dilúvio para destruir a ter-
as aves, os grandes animais e os ra‘. E Deus prosseguiu: ‘Este é o
pequenos que se movem rente ao sinal da aliança que estou fazendo
chão. Faça-os sair para que se es- entre mim e vocês… o meu arco
palhem pela terra, sejam férteis e que coloquei nas nuvens será o si-
se multipliquem’. Então Noé saiu da nal da minha aliança com a terra’”
arca com sua mulher e seus filhos (Gênesis 9.1,9,11-13). Sempre que
e as mulheres deles... Depois Noé um arco-íris aparecer no céu, deve-
construiu um altar dedicado ao SE- mos nos lembrar de Sua promessa!
NHOR e, tomando alguns animais Gostaria de compartilhar ainda
e aves puros, ofereceu-os como algumas aplicações devocionais,
holocausto, queimando-os sobre o antes de prosseguirmos. Em primeiro
altar. O SENHOR sentiu o aroma lugar, vemos como Deus é paciente
agradável…” (Gênesis 8.15- e misericordioso, quando Ele provi-
18,20,21). denciou um meio de salvação do
julgamento, pois a arca era um tipo
O compromisso de Deus de Cristo, o Libertador que viria.
de não haver mais Dilúvio Lembra-se como a arca foi fei-
Noé, ao desembarcar, imedia- ta com uma porta? Jesus disse: “Eu
tamente construiu um altar e ofere- sou a porta; quem entra por mim
ceu sacrifícios a Deus. Ele estava será salvo. Entrará e sairá, e en-
consciente da necessidade do der- contrará pastagem” (João 10.9).
ramamento de sangue. O sacrifício Da mesma forma que Noé e sua
de um animal não removia o peca- família confiaram, pela fé, que Deus
do, mas ilustrava o que era neces- tinha providenciado o plano da sal-
sário para pagar a sentença: morte vação, na forma da arca, nós so-
com derramamento de sangue! Noé mos convidados a aceitar plena-
estava seguro de que o Senhor cum- mente o plano da salvação que
29
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Deus nos deu. Como Noé e a sua novamente e o relato bíblico é o se-
família eram a minoria que confiou guinte: “No mundo todo havia ape-
em algo que nunca tinham testado, nas uma língua, um só modo de
hoje é a minoria que confia no pla- falar. Saindo os homens do Orien-
no que Deus nos deu em Seu Filho, te, encontraram uma planície em
Jesus Cristo. Sinar e ali se fixaram. Disseram
Outra aplicação devocional que uns aos outros: ‘Vamos fazer tijolos
não posso deixar de mencionar, pois e queimá-los bem’. Usavam tijolos
é real em minha vida, é: da mesma em lugar de pedras, e piche em vez
forma como a arca foi um refúgio da de argamassa. Depois disseram:
tempestade e da completa destrui- ‘Vamos construir uma cidade, com
ção para todos que não estavam a uma torre que alcance os céus.
bordo, encontramos proteção e re- Assim nosso nome será famoso e
frigério nas palavras de Jesus “Eu não seremos espalhados pela face
lhes disse essas coisas para que da terra’” (Gênesis 11.1-4). Para
em mim vocês tenham paz. Neste que possamos nos localizar, geogra-
mundo vocês terão aflições; contu- ficamente, isto se deu onde os es-
do, tenham ânimo! Eu venci o mun- tudiosos chamam de “Berço da Ci-
do” (João 16.33) e “ Venham a vilização”, a antiga Mesopotâmia,
mim, todos os que estão cansados atualmente, Iraque.
e sobrecarregados, e eu lhes darei Depois do Dilúvio, a ordem di-
descanso” (Mateus 11.28). vina foi: “...Sejam férteis, multipli-
quem-se e encham a terra” (Gênesis
A Torre de Babel 9.1). No entanto, como já vimos
Agora, voltemos ao livro de anteriormente, o ser humano tem
Gênesis, para estudarmos um pou- muita facilidade para desobedecer a
co o capítulo 10, que é conhecido Deus, devido à sua natureza herda-
como “A Origem dos Povos”, pois da de Adão; por isso, fizeram exa-
fala acerca da formação dos maio- tamente o contrário da ordem de
res grupos étnicos, a partir dos três Deus e até procuraram inovar na de-
filhos de Noé. No ultimo versículo sobediência. “Depois, disseram: ‘Va-
(32), lemos: “São estes os clãs dos mos construir uma cidade, com uma
filhos de Noé, distribuídos em suas torre que alcance os céus. Assim
nações, conforme a história da sua nosso nome será famoso e não se-
descendência. A partir deles, os remos espalhados pela face da ter-
povos se dispersaram pela terra, ra’” (Gênesis 11.4). Construindo a
depois do dilúvio”. cidade, os homens queriam ir além,
A população na terra cresceu isto é, queriam edificar também uma
30
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

torre que fosse vista de longe e, as- quele povo é que as ordens de Deus
sim, trazer honra a si mesmos, não foram levadas em conta. O que
numa clara demonstração do orgu- prevaleceu foi o orgulho e a vontade
lho existente em seus corações, o de se exaltar com a construção da-
que Deus abomina. quela torre. Em razão disso, Deus
A construção da Torre de Babel disse: “’Venham, desçamos e confun-
também é o indício claro de uma damos a língua que falam, para que
religião organizada. “Vamos cons- não entendam mais uns aos outros’.
truir uma cidade, com uma torre Assim, o SENHOR os dispersou dali
que alcance os céus” é o esforço por toda a terra, e pararam de cons-
humano para agradar a Deus, mas truir a cidade” (Gênesis 11.7,8).
a Bíblia é muito clara acerca da No próximo capítulo, vamos
salvação, conforme Efésios 2.8,9: estudar mais uma iniciativa de
“Pois vocês são salvos pela graça, Deus, no sentido de providenciar a
por meio da fé, e isto não vem de solução definitiva para o pecado do
vocês, é dom de Deus; não por homem, começando com Abraão,
obras, para que ninguém se glorie”. conhecido na Palavra de Deus como
O que fica claro na atitude da- “O Pai da Fé”.

31
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 10
O Pai da Fé

Vamos começar a estudar a ce com o nome de Abrão, que quer


maior divisão do Livro de Gênesis, dizer “pai de muitos filhos”. Que
que está relacionada à vida de três ironia para um homem a quem, com
personagens bíblicos: Abraão, Jacó a idade de 75 anos e sem filhos,
e José. O espaço reservado para Deus diz: “Farei a tua descendên-
cada um destes personagens indi- cia como o pó da terra; de maneira
ca a importância de cada um den- que, se alguém puder contar o pó
tro da Bíblia. Nos próximos capítu- da terra, então se contará também
los, vamos compreender o que a fé a tua descendência” (13.16). Ob-
representou para estes personagens servamos que Abraão seguiu em
e o que ela representa para nós total obediência a cada uma das
hoje. O Livro de Hebreus, no capí- instruções de Deus, demonstrando,
tulo 11, o “Capítulo da Fé”, fala na maioria das vezes, ter confiado
sobre este assunto: “De fato, sem em Suas promessas.
fé é impossível agradar a Deus,
porquanto é necessário que aque- Seu altar
le que se aproxima de Deus creia Sempre imaginamos um chama-
que ele existe e que se torna do de Deus para trabalhar num de-
galardoador dos que O buscam” (6). terminado campo de missões ou
Através de Abraão, Deus nos faz numa igreja, mas tentemos imaginar
entender um pouco mais sobre fé e um chamado de Deus para ir ao de-
sua importância em nosso caminhar serto, sem saber por que ou para que.
com Ele. Abraão é mencionado no O que você pensaria disso? Foi exa-
Novo Testamento mais que qual- tamente isso o que aconteceu com
quer outro personagem, sempre Abraão, quando ele tinha 75 anos
num contexto relacionado à fé. Se (Gênesis 12.1-4). Deus mandou
você quiser entender o que é fé, Abraão deixar seu pai, seus paren-
precisa entender a vida de Abraão. tes, sua pátria e ir para o deserto.
Esta história possui dois la-
Seu nome dos: o de Deus e o do homem. Para
Abraão foi a própria definição ver o lado de Deus, devemos estu-
de fé. Nas primeiras vezes em que dar as oito aparições que Deus fez
é mencionado na Bíblia, ele apare- a Abraão. Foi Deus quem deu iní-
32
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

cio à Sua relação com Abraão. É No primeiro altar, Abraão diz


sempre assim nos relacionamentos “Ensina-me”; no segundo, por causa
com Deus, como Paulo escreveu da sua localização, Abraão mostrou
aos romanos, no capítulo 3, versí- que ainda não sabia o que respon-
culo 11, dizendo que não há ho- der ao que Deus lhe havia ensinado.
mem que busque a Deus, pois é Depois de construir o segundo
Deus quem primeiro busca o ho- altar, Abraão desceu ao sul, geográ-
mem. Você pode achar que uma fica e espiritualmente falando. Ele
determinada pessoa está buscando mandou sua esposa falar que era sua
a Deus, mas, na verdade, ela está irmã, para que os egípcios não o
apenas respondendo à busca de matassem a fim de ficar com ela,
Deus por ela. É sempre Deus quem envolvendo-se em vários problemas,
inicia o relacionamento. ocasião em que a sua espirituali-
O lado do homem nesse relaci- dade parecia estar em declínio.
onamento ou a resposta que Abraão Depois desse incidente, Abraão
deu a Deus veio na forma de quatro retornou para o local do seu segun-
altares. O primeiro altar Abraão do altar e lá clamou a Deus. Depois
erigiu em Moré, onde Deus havia lhe dessa adoração, ele sugeriu a Ló
aparecido e dito: “Darei à tua des- que ambos deveriam se separar. As
cendência esta terra” (12.7). A pa- Escrituras não revelam o conteúdo
lavra Moré significa “ensino e bus- da conversa. É provável que Deus
ca”. Denominei este primeiro altar de tenha mostrado a Abraão que ele
Abraão de “O Altar da Resposta”, não devesse ter levado Ló com ele.
porque ele foi construído em resposta Mais tarde, quando Ló se enlaçou
ao chamado de Deus para Abrão ir no pecado de Sodoma e Gomorra,
para o deserto. entendemos o porquê.
O segundo altar foi construído Ló foi para o leste, enquanto
entre Ai e Betel. No hebraico, Betel Abraão foi para o oeste, onde cons-
significa “a casa de Deus”. Deus ain- truiu o seu terceiro altar num lugar
da não tinha um templo, quando essa chamado Hebrom, que, em hebrai-
palavra foi usada, e ela significa “o co, significa “comunhão”, o que,
lugar onde Deus está”. O nome da acredito, também tenha um signifi-
cidade Ai significa “ruína, miséria, cado simbólico. O primeiro altar di-
buraco”. Em Romanos 6.23, lemos: zia “Ensina-me”; o segundo “não
“o salário do pecado é a morte” e é tenho certeza” e o terceiro “Deus,
isso que o nome da cidade Ai repre- quero Te conhecer”. Chamemos este
senta. Um pouco à leste de Ai ficavam altar de “Altar do Relacionamento”.
as cidades de Sodoma e Gomorra. No início da história de Abraão,
33
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

nos capítulos 12 e 13 de Gênesis, da vida de Abraão. Você já ouviu


ele construiu três altares. Só vamos falar que “o pior inimigo do melhor
encontrar Abraão construindo outro é o bom?”. Ismael representou o
altar, no capítulo 22. O que aconte- bom na vida de Abraão. Quando sua
ceu entre o terceiro e o quarto altar? fé enfraqueceu, ele duvidou do me-
Quando Abraão disse: “Deus, lhor de Deus e tentou resolver a
quero Te conhecer”, creio que Deus questão a seu modo.
assim lhe respondeu: “Abraão, se Deus apareceu a Abraão e lhe
você quer ter um relacionamento disse para mandar Ismael embora.
comigo, quero que você saiba algo. Um a um, Deus foi tirando da vida
Eu tenho que ser tudo em sua vida, de Abraão as pessoas que estavam
porque, enquanto assim não for, competindo com Ele o primeiro lu-
você não descobrirá nada de Mim”. gar em sua vida. Com relação à Sara
Só que na vida de Abraão havia foi diferente: ela representou as
outras coisas, das quais ele não pessoas que Deus coloca em nos-
queria abrir mão. sa vida, as quais não reconhecemos
No capítulo 16, lemos que como provisão divina. Tanto foi
Abraão e Sara começaram a se pre- assim que Deus teve de aparecer
ocupar em como Deus iria cumprir duas vezes para Abraão por causa
a promessa de lhes dar filhos. Eles de Sara. Na segunda vez, Deus dis-
acharam que Deus precisava de uma se: “A Sarai, tua mulher, já não lhe
“ajudazinha”. Seguindo a sugestão chamarás Sarai, porém Sara.
de sua mulher, Abraão teve relações Abençoá-la-ei e dela te darei um
sexuais com sua criada egípcia de filho; sim, eu a abençoarei, e ela
nome Hagar (Gênesis 16.1-4). A se tornará nações; reis de povos
criança que nasceu dessa relação foi procederão dela” (17.15-16).
chamada Ismael, que veio a ser o pai Quando Abraão ouviu esta profecia,
dos árabes. Hoje não haveria nenhu- caiu com o rosto em terra e riu.
ma crise no Oriente Médio, caso Um ano depois, nasceu um fi-
Abraão não tivesse concordado em lho de Abraão e Sara, o qual Deus
tentar “ajudar” Deus. ordenou que se chamasse “Isaque”,
Creio que Sara e Ló represen- que, em hebraico, significa “riso”.
taram outro tipo de problema no Deus quis que esses “heróis da fé”
relacionamento entre Abraão e sempre se lembrassem que um dia
Deus. Ló representa as pessoas que tinham rido da Sua promessa.
colocamos em nossa vida sem a Quando Isaque já era jovem,
aprovação de Deus. Além de Ló, Abraão construiu o quarto e mais
Deus também teve que tirar Ismael importante altar, numa montanha,
34
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

na terra de Moriá, que passou a se proveu um cordeiro como substitu-


chamar “Jeová proverá”. Até então, to para a vida de Isaque (22.1-18).
Abraão tinha escolhido o lugar dos Abraão chamou aquele lugar de
altares, mas, com o quarto altar foi Jeová-Jireh, que significa “Jeová
diferente. Desta vez, foi Deus quem Proverá”. Esta alegoria de fé, atra-
escolheu o lugar e também o sacri- vés dos altares de Abraão, declara
fício: Isaque. que no monte escolhido por Deus,
Além de ser o filho da velhice no altar do “Deus em Primeiro Lu-
de Abraão e de Sara, Isaque tam- gar”, Deus provê o resultado de vin-
bém era o resultado de vinte e cin- te e cinco anos de fé. Abraão não
co anos de fé. Entretanto, agora, ofereceu Isaque no quarto altar. No
contrariando qualquer lógica huma- altar de “Deus em Primeiro Lugar”,
na, Deus diz: “Eu o quero”. Abraão, Abraão ofereceu o próprio Abraão.
tão decidido quanto temente, levou A mensagem da Bíblia pode
o menino para a montanha, dispos- ser sintetizada na frase: “Deus em
to a seguir tudo o que Deus lhe Primeiro Lugar”. Isso não é fácil,
havia determinado fazer. No último mas também não é complicado.
minuto, porém, quando ele já tinha Afinal, Ele é ou não o seu Deus? Ele
provado sua obediência, Deus era o Deus de Abraão.

35
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 11
“Quem é Você?”

A história de Jacó é impressio- estou contigo e te guardarei por


nante. O nome “Jacó” significa onde quer que fores e te farei vol-
“usurpador ” e ele fez jus a este tar a esta terra, porque te não de-
nome durante uma parte da sua sampararei, até cumprir aquilo que
vida. Havia duas coisas na família te hei referido” (28.15). Quando
de Jacó que valiam a pena conquis- Jacó acordou, ficou impressionado
tar e ele conquistou ambas: o direi- e disse: “Na verdade, o Senhor está
to de primogenitura, que consistia neste lugar, e eu não o sabia” (v.
em dar prioridade ao filho mais ve- 16). Antes de continuar sua jorna-
lho e a bênção que tinha sido dada da, ele pegou a pedra que tinha
a Abraão, passada a Isaque e que, usado como travesseiro e a levan-
após este, deveria ser dada a Esaú, tou como coluna, ungindo-a com
seu filho mais velho. No entanto, óleo, e ali prometeu dar a Deus o
Esaú vendeu seu direito de dízimo de tudo que Deus lhe desse
primogenitura a Jacó por um prato (Gênesis 28.18-22).
de sopa e Jacó enganou seu pai,
roubando a bênção do seu irmão. A batalha de Jacó
Depois que Jacó usurpou o direito de A seguir, o que acontece é a
primogenitura e a bênção de Esaú, parte principal da história de Jacó.
sua mãe lhe disse: “Eis que Esaú, Depois de trabalhar durante vinte
teu irmão, se consola a teu respei- anos com seu tio Labão, Jacó teve
to, resolvendo matar-te. Agora, pois, uma experiência muito profunda e
meu filho, ouve o que te digo: reti- pessoal com Deus. Esta experiência
ra-te para a casa de Labão, meu está descrita no capítulo 32: “e lu-
irmão, em Harã” (27.42,43). tava com ele um homem, até o rom-
Em sua primeira noite fora de per do dia. Vendo este que não po-
casa, Jacó teve um sonho, no qual dia com ele, tocou-lhe na articula-
via uma escada, onde anjos subi- ção da coxa; deslocou-se a junta da
am e desciam. Neste sonho, Deus coxa de Jacó, na luta com o homem.
lhe apareceu e confirmou a aliança Disse este: Deixa-me ir, pois já
que tinha feito com Abraão, seu rompeu o dia. Respondeu Jacó: Não
avô, prometendo a Jacó que faria te deixarei ir, se me não abençoa-
dele parte de Seus planos: “Eis que res. Perguntou-lhe, pois: Como te
36
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

chamas? Ele respondeu: Jacó. En- ele, finalmente, entendeu o recado.


tão, disse: Já não te chamarás Jacó Quando reencontrou Esaú, diferen-
e sim Israel, pois como príncipe lu- temente do que imaginava, este não
taste com Deus e com os homens e o atacou; antes o abraçou e o bei-
prevaleceste. Tornou Jacó: Dize, jou. Então Jacó contou a seu irmão
rogo-te, como te chamas? Respon- a verdadeira razão de tudo aquilo
deu ele: Por que perguntas pelo meu que possuía: esposas, filhos e reba-
nome? E o abençoou ali. Àquele lu- nhos “porque Deus tinha sido gene-
gar chamou Jacó Peniel, pois disse: roso com ele” (33.11); não porque
Vi a Deus face a face, e a minha vida ele tinha usurpado de alguém, mas
foi salva” (32.24-30). por causa da graça de Deus, a qual
Observe a pergunta que Deus é um atributo divino, pelo que der-
fez a Jacó: “Como te chamas?”. Nos rama sobre nós bênçãos que não
tempos bíblicos, os nomes tinham merecemos. A misericórdia de Deus
uma importância muito grande, impede que recebamos aquilo que
como já pudemos perceber, pois, realmente merecemos.
quase sempre, diziam alguma coisa Deus também nos ensina a nos
a respeito da pessoa. Na verdade, submetermos a Ele. Para descobrir
Deus não estava perguntando o o que Deus quer que sejamos, deve-
nome de Jacó. Ele estava pergun- mos olhar em três direções. Primei-
tando: “Quem é você?”. Embora já ro é preciso olhar para cima. Em
soubesse a resposta, Deus queria todas as histórias que estudamos,
que Jacó a soubesse. Como já vi- na Bíblia, observamos que Deus
mos, o nome Jacó significa “usurpa- costumava levar muito tempo para
dor”, mas, com o seu novo nome, conseguir que seus servos olhassem
Israel, ele e a sua descendência se- para cima; porém, se quisermos
riam reconhecidos como “lutador”. descobrir o que Deus quer que seja-
Existe mais um ponto muito mos, devemos olhar para Ele. Afinal,
importante nesta história, para o foi Deus quem nos criou e estabele-
qual dei o nome de “Bênção da Co- ceu um plano para nossa vida.
roa Quebrada”, que julgo oportuno A seguir, precisamos olhar para
comentar. Jacó era tão usurpador dentro. No Salmo 139. 23,24, há
que, enquanto Deus não o quebras- essa oração de Davi: “Sonda-me, ó
se, não poderia ser abençoado. Deus e conhece o meu coração, pro-
Algumas vezes, Deus não con- va-me e conhece os meus pensamen-
segue chegar até nós sem antes nos tos; vê se há em mim algum caminho
quebrar, a fim de que possamos mau e guia-me pelo caminho eterno”.
confiar nEle. Foi assim com Jacó e Todos nós precisamos pedir que Deus
37
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

olhe dentro do nosso coração e nos Deus para ver o que Ele tem a di-
mostre quem Ele quer que sejamos. zer sobre sua identidade nEle?
Por último, precisamos olhar Quantas vezes você olhou para den-
ao redor. A pessoa que já olhou para tro de si mesmo para ver como está
cima e, depois, para dentro, está o seu coração? Depois destas duas
pronta para olhar ao redor, relacio- etapas, está você olhando ao seu
nar-se com outras pessoas e ser redor para ver como Deus quer que
parte do plano de Deus para o mun- você interaja com as pessoas que
do. Será que você já olhou para fazem parte da sua vida?

38
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 12
O Deus Que Está no Controle

Estudamos a vida de Abraão, nossas vidas. “Agora, pois, não vos


com quem aprendemos sobre fé. entristeçais, nem vos irriteis contra
Também vimos a vida de Jacó, com vós mesmos por me haverdes ven-
a qual aprendemos sobre a graça de dido para aqui; porque, para con-
Deus. Agora vamos estudar José, servação da vida, Deus me enviou
cuja história está relatada nos últi- adiante de vós... Deus me enviou
mos catorze capítulos do Livro de adiante de vós, para conservar vos-
Gênesis. sa sucessão na terra e para vos pre-
José é um dos personagens servar a vida por um grande livra-
mais puros mencionados nas Escri- mento. Assim, não fostes vós que
turas. A Bíblia revela a fraqueza de me enviastes para cá, e sim Deus”
quase todos os seus personagens, (Gênesis 45.5, 7-8a).
além das suas virtudes, mas José e Na história de Jacó, pai de
Daniel realmente podem ser consi- José, vimos como ele foi vitorioso,
derados exceções. não porque se esforçou e conseguiu
tudo sozinho, mas porque Deus
A história de José esteve todo tempo no controle de
A história de José fala sobre a sua vida. A vida de José é uma ilus-
providência de Deus. No Novo Tes- tração desta mesma verdade, mas
tamento, em Romanos 8.28, en- a partir de outro ângulo. Nesta his-
contramos uma síntese do tória, lemos sobre um homem cuja
ensinamento desta história: “Sabe- vida, por um tempo, parecia não ir
mos que todas as coisas cooperam bem em nada. Ele foi vendido como
para o bem daqueles que amam a escravo pelos irmãos; foi acusado
Deus, daqueles que são chamados injustamente de um crime e preso;
segundo o seu propósito”. Podemos foi esquecido por aqueles que lhe
imaginar e entender o constrangi- prometeram ajuda. No entanto,
mento dos irmãos de José, quando, nada disso aconteceu em decorrên-
no Egito, descobriram quem ele era, cia de atitudes suas. Ele passou por
mas José respondeu com estas pa- circunstâncias muito difíceis, não
lavras consoladoras, que nos garan- porque merecesse, mas para que
tem que Deus está trabalhando por Deus fosse glorificado e Seu plano
trás de todas circunstâncias das cumprido em sua vida.
39
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Aplicações para os dias de hoje ria de José para nós é esta: Deus é
Podemos tirar várias aplicações soberano sobre as circunstâncias
desta história. Primeiro, vamos con- das nossas vidas e não existe situ-
siderar o relacionamento que José ação da qual Ele não possa nos
tinha com seu pai e seus irmãos. redimir ou dela tirar o bem. Deus
Eles estavam muito longe de ser pode usar a influência de pais, de
exemplos. Jacó não era um pai ide- irmãos, assim como se utilizou das
al. A preferência que tinha por José adversidades da família desequilibra-
trouxe para este mais dor que privi- da de José para lhe providenciar um
légio, além de não ter sido justo com lugar no Egito e, mais tarde, salvar
os outros filhos. Porém, quem tem da fome a família eleita, através da
pais perfeitos? Ou qual de nós tem qual o Messias viria ao mundo. Deus
um relacionamento perfeito com pode usar a maneira como você res-
nossos filhos? Não escolhemos a ponde à adversidade da sua família
família em que nascemos e cresce- desequilibrada para moldar sua vida.
mos, mas seus membros moldam Um dia você verá como Deus prepa-
nossas vidas, e muitos de nós sofre- rou circunstâncias na sua vida que
mos em consequência desses relaci- lhe permitiram atuar no papel que
onamentos. A mensagem da histó- Ele preparou para você.

40
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 13
Termina Gênesis, Começa Êxodo

Um dos nossos objetivos, quan- homens são centenas de preceitos


do estudamos a Bíblia, e, principal- sintetizados nos Dez Mandamentos.
mente, o Velho Testamento, é acom- Moisés teve outro problema: ele
panhar o desenvolvimento de um estava com o povo certo no lugar er-
povo peculiar se transformando rado. O povo estava no Egito, como
numa nação. Descobrimos, no Livro escravo, e Deus queria libertá-lo. A
de Gênesis, que esse povo surgiu a palavra Êxodo significa “saída”, por
partir de Abraão; que de Jacó sur- isso grande parte deste livro envol-
giu o nome (Israel) e que, através de ve a história dos israelitas encon-
José, o povo escolhido por Deus foi trando a “saída” da escravidão.
salvo da fome. Quando o Livro de Além de ser um livro histórico,
Gênesis termina, essa nação era o Livro de Êxodo também é uma a-
constituída de apenas doze famílias legoria. Naturalmente falando, os
que, naquele momento, tinham ido israelitas eram escravos de Faraó.
para o Egito para escapar da fome. Figuradamente, sem Cristo, somos
Quando o Livro de Êxodo se escravos do pecado. O Livro de
inicia, esse grupo de famílias, que Êxodo trata da libertação dos israe-
compunham doze tribos, e ainda não litas dessa escravidão física, en-
era uma nação, tinha se multiplica- quanto a Bíblia toda trata da liber-
do e se tornado uma multidão, que tação da humanidade da escravidão
agora necessitava de um líder. O Li- espiritual do pecado.
vro de Êxodo vai falar sobre Moisés, Você já experimentou a liberta-
um dos maiores líderes de toda a ção do pecado providenciada por
história do povo de Deus. Deus? No próximo capítulo, conti-
Um dos maiores problemas nuaremos o estudo do Livro de
que Moisés enfrentou na liderança Êxodo. Comece sua leitura agora e
daquele povo escravo é que não faça a você mesmo estas três per-
havia lei ou regras estabelecidas em guntas: “Sobre o que esse livro está
que ele pudesse estruturar seu gover- falando? Qual é o seu significado?
no. No Livro de Êxodo, veremos que Como posso aplicar esse ensino em
as primeiras leis que Deus deu aos minha vida?”.

41
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 14
Alguém Que Surgiu do Nada

Para que possamos entender o vres, somos escravos e precisamos


Livro de Êxodo, precisamos compre- de libertação dessa escravidão. A
ender o povo, o problema e o pro- palavra salvação significa libertação
feta. O Livro de Êxodo conta a his- do pecado. Libertação não apenas
tória do povo de Deus e como esse da penalidade presente e futura,
povo escapou da escravidão, sob a mas, também, do poder do pecado.
liderança de Moisés. No estudo do Livro de Êxodo
também vamos enfocar o caráter do
Três mensagens principais profeta Moisés. Quando observa-
Como já vimos, a palavra mos o caráter dos homens de Deus
“êxodo” significa “saída”. Assim, a na Bíblia, Moisés se destaca de to-
mensagem do Livro de Êxodo é a dos eles. Creio, sem nenhuma dú-
saída da escravidão para os filhos vida, que Moisés é o servo de Deus
de Israel. Antes de tudo, quero di- mais importante nas Escrituras.
zer que essa escravidão era uma Uma das razões que o faz tão im-
realidade na vida daquele povo. Do portante é a sua contribuição
ponto de vista natural, ela existiu, para a Palavra de Deus.
literalmente, e a libertação dessa
escravidão é um dos maiores mila- A contribuição de Moisés
gres da Bíblia. É uma história pura para a obra de Deus
e verdadeira. Como os fatos acon- Primeiramente, Moisés deu li-
teceram e o que envolveu essa em- berdade àquele povo escravizado. A
polgante história é o primeiro maioria de nós não sabe o que é ser
enfoque deste livro. escravo. O desejo que consome e
Além de ser um livro histórico, domina aqueles que estão aprisio-
Êxodo traz uma verdade a ser apli- nados é o de libertação. Quando
cada em nossas vidas. A aplicação Moisés libertou o povo, proporcio-
é: nós também somos escravos, nou-lhe o que ele mais queria, isto
pois não fazemos o que queremos é, a liberdade. Ao ser liberto e eman-
fazer e sim o que temos de fazer. Se cipado sua grande necessidade era
fazemos o que temos de fazer e não um governo com seu código de leis.
o que queremos fazer, significa que No âmbito espiritual, o que Moisés
não somos livres. Se não somos li- deu ao povo de Deus foram dois
42
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

valores imensuráveis: a Palavra de instruções dadas por Deus a Moisés,


Deus e a forma de adorá-Lo. na Tenda de Adoração.
Uma das maneiras de ler a Sob esta perspectiva, pretende-
Bíblia, desde o seu início, a partir mos estudar a vida de Moisés, a
do Livro de Gênesis, é analisando quem Deus chamou para ser o li-
seus personagens. Quanto ao Livro bertador dos filhos de Israel. Apli-
de Êxodo, devido ao seu conteúdo, cando o ensino do Livro de Êxodo
o estudo muda um pouco, porque como ilustração de libertação ou
o assunto nele abordado é a histó- salvação, Moisés é uma das maio-
ria da libertação de um povo da res figuras de libertador.
escravidão imposta pelo Egito.
Quando chegamos ao Livro de Leví- A história de Moisés
tico, o ritmo da narrativa muda e a A experiência mais importante
leitura se torna mais difícil de a- que alguém pode ter é ser liberto do
companhar, quando, não raras ve- poder do pecado. A segunda maior
zes, muitos desistem de ler a Bíblia. experiência é se tornar um instru-
O Livro de Levítico pode ser consi- mento, através do qual outras pes-
derado um manual e regras judai- soas sejam libertas.
cas, o que justifica a dificuldade que Vamos considerar a vida de
encontramos ao estudá-lo. Entre- Moisés em três períodos de quaren-
tanto, quando entendemos o seu ta anos. No primeiro período, a gran-
propósito, passamos a achar o li- de lição que Deus ensinou a Moisés
vro empolgante. Uma parte do Li- foi: “Moisés, você não é ninguém!”.
vro de Êxodo e todo o Livro de Devido a algumas circunstân-
Levítico são o que chamaríamos de cias, Moisés foi criado no palácio
“manuais de adoração”. de Faraó (Êxodo 2.1-10). Talvez por
Por nós mesmos não sabería- isso ele tenha se considerado al-
mos como adorar. Assim como os guém especial; mas, quando ele ti-
discípulos precisaram pedir que Je- nha aproximadamente quarenta
sus os ensinasse a orar, os israelitas, anos, parece que Deus conseguiu
como cada um de nós, precisaram convencê-lo de que ele não era nin-
aprender a adorar. Em algumas igre- guém (2.11-15).
jas, no momento de adoração, o A segunda lição que Deus en-
ministro fica a maior parte do tem- sinou a Moisés aconteceu nos qua-
po voltado para o altar, de costas renta anos seguintes de sua vi-
para o povo. Esta forma de adora- da. Desta vez, a mensagem foi:
ção, que existe também nas sinago- “Moisés, você é alguém porque Eu
gas judaicas, tem suas raízes nas o escolhi e Eu estou com você”.
43
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Um dia, quando Moisés tinha tinuou: Não te chegues para cá; tira
cerca de quarenta anos, foi observar as sandálias dos pés, porque o lu-
os escravos hebreus. Em Êxodo gar em que estás é terra santa.
2.11,12, lemos: “Naqueles dias, Disse mais: Eu sou o Deus de teu
sendo Moisés já homem, saiu a seus pai, o Deus de Abraão, o Deus de
irmãos e viu os seus labores peno- Isaque e o Deus de Jacó. Moisés
sos; e viu que certo egípcio espan- escondeu o rosto, porque temeu
cava um hebreu, um do seu povo. olhar para Deus” (3.4-6).
Olhou de uma e de outra banda, e Nesta passagem, Deus falou a
vendo que não havia ali ninguém, Moisés que o mais importante não
matou o egípcio, e o escondeu na era que ele tivesse visto a terrível
areia”. A ideia que esta passagem escravidão de Israel, nem a compai-
passa é a de que Moisés se compa- xão ou a vontade de fazer alguma
deceu do seu povo e se comoveu coisa por aquele povo. Deus disse
com tudo que ele estava passando. a Moisés, na sarça ardente, que o
É bem provável que, nesse mo- que realmente importava era que o
mento, Deus tenha dito a Moisés o Deus de Moisés tinha visto o pro-
seguinte: “Moisés, não é assim que blema e ia fazer alguma coisa. As-
você libertará esse povo. Vamos pri- sim, Deus disse a Moisés que ele
meiro fazer um “seminário” de qua- deveria ir a Faraó e exigir a liberta-
renta anos acerca de como você deve ção do povo de Israel.
agir para libertá-lo dessa escravidão”. Você consegue imaginar o im-
Dessa forma, quarenta anos pacto que esta comunicação causou
mais tarde, Moisés estava no deser- em Moisés? Quando ele matou um
to (2.15), onde viu um arbusto em egípcio, Deus o fez ver que não era
chamas. Por causa do intenso ca- ninguém, mas, na sarça ardente,
lor este era um acontecimento co- Deus convenceu Moisés de que ele
mum no deserto e, normalmente, era alguém. Estas foram, basica-
um arbusto era consumido pelo fogo mente, as duas lições: Moisés so-
rapidamente. Desta vez, porém, o zinho não era ninguém, mas, Deus
arbusto não se consumia e as cha- estando com ele, ele era alguém.
mas não se apagavam, o que fez Deus ensinou a Moisés estas duas
Moisés se aproximar para ver o que lições, a fim de fazer dele um veí-
estava acontecendo (3.1-3). “Ven- culo para libertar Israel do Egito.
do o Senhor que ele se voltava para A maioria das pessoas que tem
ver, Deus, do meio da sarça, o cha- autoridade se esforça para selecio-
mou e disse: Moisés! Moisés! Ele nar e se cercar de pessoas, que se-
respondeu: Eis-me aqui! Deus con- jam qualificadas para exercer tare-
44
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

fas importantes. Na Bíblia, aconte- os Seus propósitos”.


ce exatamente o contrário: Deus es- No Livro de Êxodo, Deus é co-
colhe a pessoa menos qualificada mo uma Videira em busca de Seus
para exercer tarefas importantes. Se ramos. Deus não trabalha sem os
formos usados por Deus para liber- Seus instrumentos; por isso, Ele
tar o povo hoje, haveremos de que- teve que encontrar Moisés, mas,
rer ver alguns amigos ou pessoas depois que o encontrou, teve que
queridas libertas das cadeias do pe- convencê-lo disso: “Moisés, você
cado. Mas é preciso lembrar que não não é ninguém; não é você quem vai
somos nós e sim Deus o Libertador. fazer todas essas coisas. Depois
que você entender isso, poderá ser
Uma lição para nós alguém que Eu possa usar; alguém,
Uma pessoa humilde entende através de quem Eu vou trabalhar.
quem realmente está fazendo a obra Você descobrirá os milagres que eu
e diz: “o plano de Deus é usar o Seu posso fazer, através de alguém que
poder no Seu povo para conquistar aprendeu que não é ninguém”.

45
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 15
Objeções Humanas e Segredos Espirituais

Até aqui vimos como Deus pre- Ao escolher um hebreu e pastor


parou Moisés para libertar os filhos de ovelhas (os egípcios odiavam
de Israel. Na continuação, aborda- pastores de ovelhas mais que odia-
remos os segredos que Deus dividiu vam os hebreus), aparentemente des-
com ele e como Moisés respondeu provido de eloquência, para se apre-
ao chamado de Deus para ser um sentar diante de Faraó, exigindo a
libertador. libertação do povo hebreu, Deus
O segredo de Deus para que mostrou que não queria que, quan-
Seu servo se torne um instrumento do seu povo fosse liberto, alguém
de libertação, em síntese, é este: dissesse: “Ah, isso aconteceu por
“Você não é o libertador, Eu O sou. causa da eloquência de Moisés; eu
Você mesmo não consegue libertar estava lá quando ele exigiu a liber-
ninguém, entretanto, se Eu estiver tação do povo. Você precisava ver,
com você, isto será possível!”. Es- que discurso!”. Deus não queria que
tes segredos foram revelados por fosse assim. “Quem fez a boca do
Deus a Moisés, e hoje são uma re- homem? Ou quem faz o mudo, ou o
alidade para nós também. surdo, ou o que vê, ou o cego? Não
Moisés estava preocupado, sou eu, o Senhor?” (Êxodo 4.11).
porque não se expressava muito Estas perguntas podem ser
bem. Talvez ele não fosse um bom muito duras para algumas pessoas;
articulador da palavra, ou tivesse porém, o que Deus estava ensinan-
algum problema de fala, mas isso do era a mesma lição que aprende-
não importa. Deus já conhecia suas mos com José: é Deus quem plane-
limitações e, mesmo assim, o que- ja a dinâmica da nossa vida. Pode
ria na frente de Faraó, exigindo a ser que nunca entendamos algumas
libertação de Israel. Na verdade, escolhas de Deus, mas Ele nos
talvez tenha sido justamente por molda como quer. Em síntese, Ele
causa de todas as suas limitações disse a Moisés: “Se eu quisesse um
que Deus o escolheu, para deixar homem eloquente, teria feito um”.
bem claro que, quando a libertação A essa altura, Moisés teve uma
acontecesse, seria devido ao Seu lição e tanto! Deus lhe perguntou:
poder e não pelo mérito de homem “O que é isso que tens na mão?
algum. Moisés respondeu: Um bordão.
46
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Deus ordenou: Lança-o na terra”. mas pouca capacidade. As Escrituras


Quando Moisés lançou o cajado no afirmam que não importa se você tem
chão, ele se transformou em algo muita ou pouca capacidade, o impor-
que foi grandemente usado por tante é estar disponível para Deus.
Deus, durante todo o seu ministério. Na obra de Deus, a maior capacida-
Deus, então, ordenou que Moisés de é a de estar disponível. Ele não
colocasse a mão no peito e a tiras- nos usa por causa do que somos ou
se. Quando ele a tirou, a mão es- do que queremos, mas apesar do
tava leprosa. Deus ordenou que ele que somos e do que queremos.
fizesse isso novamente e sua mão Podemos resumir assim a lição que
foi curada (4.2,3,6,7). Deus ensinou a Moisés:
Deus foi muito paciente com - Eu não sou, mas Ele é e está
Moisés diante de suas objeções; no comigo;
entanto, quando ele diz: “Ah! Se- - Eu não posso, mas Ele pode e está
nhor! Envia aquele que hás de en- comigo;
viar, menos a mim” (v. 13), Deus - Eu não quero, mas Ele quer e está
irou-se. Agora a pergunta é para comigo;
você: quando Deus o chama para - Eu não fiz, mas Ele fez, porque
algum trabalho, você também faz Ele estava comigo.
objeções? Será que você acaba di- Costumo dizer que estes são
zendo: “Manda outra pessoa, Se- “Os Quatro Segredos Espirituais”. Eu
nhor”? Muitas pessoas na Bíblia jamais poderia exercer minha função
foram honestas o suficiente para de ministro do Evangelho com mi-
dizer: “Deus, eu não quero ir”, co- nhas capacidades humanas; por
mo, em outras palavras, Moisés fez, isso, comecei a aplicar estes segre-
até que, finalmente, aceitou o de- dos espirituais na minha vida e no
safio e obedeceu a Deus. meu ministério. Espero que você
Existe muita gente com muita também aplique em sua vida o que
capacidade e pouca disponibilidade. Moisés aprendeu junto àquela sar-
Outras têm muita disponibilidade, ça ardente que não se consumia.

47
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 16
Pragas, Milagres e Princípios de Libertação

Agora eu gostaria de enfocar a serto”. Mas Faraó os ignorou; aten-


história de libertação retratada no der àquele pedido não estava nos
Livro de Êxodo. Como já mencionei, seus propósitos, e não ia lhe trazer
a palavra “libertação” é sinônimo nenhuma vantagem. As razões
de “salvação”. Quando estudamos, apresentadas por Moisés e Arão
no Livro de Êxodo, a questão da li- não faziam sentido para Faraó.
bertação e da salvação do povo Temos nessa história o que
escolhido, conhecemos a manifes- chamamos de “Princípios para Li-
tação do poder de Deus. Nunca bertação” do poder do pecado e do
existiu antes, nem hoje existe, sal- mal. Quando Moisés exige a liber-
vação alguma sem a intervenção do tação do povo de Deus e Faraó se
poder de Deus. É a atuação singu- recusa a deixá-lo ir, as pragas co-
lar desse poder, que começou com meçam a se manifestar, uma após
as dez pragas, que nós vemos em outra, até que Faraó se rende ao
ação no Livro de Êxodo. poder de Deus. Observemos o diá-
logo entre Faraó e Moisés. A maio-
As dez pragas ria dos teólogos concorda entre si,
A verdade contida na ilustra- quando afirma que Moisés, como
ção das dez pragas está presente libertador, é uma figura de Jesus
em toda a Bíblia, do Gênesis ao Cristo e Faraó é uma figura de Sa-
Apocalipse. Em I João 4.4 essa tanás, a personificação do mal. Se
verdade é expressa da seguinte ma- tivermos entendimento dessa dinâ-
neira: “maior é aquele que está em mica entre Moisés e Faraó, enten-
vós do que aquele que está no deremos a dinâmica que existe en-
mundo”. Esta é a aplicação que ti- tre Cristo e Satanás, para a nossa
ramos para nossas vidas da histó- salvação e libertação.
ria das dez pragas. Vejamos, por exemplo, em
Em Êxodo 5.1, Moisés e Arão Êxodo 8.25, a proposta que Faraó
fazem o primeiro apelo a Faraó para faz a Moisés, quando este exige
que deixe o povo de Israel sair do que os filhos de Israel tenham per-
Egito: “Assim diz o Senhor, Deus de missão para sair e sacrificar ao seu
Israel: Deixa ir o meu povo, para Deus: “Ide, oferecei sacrifícios ao
que me celebre uma festa no de- vosso Deus nesta terra”.
48
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Depois de mais algumas pragas, to, isto é, no mundo, nem a ter uma
Faraó concorda em deixar o povo ir fé apática ou ainda a deixar seus
para realizar suas cerimônias religi- filhos e os seus bens no Egito. Não
osas, mas, com uma imposição: aceite nada disso!
“Deixar-vos-ei ir; somente que, sa-
indo, não vades muito longe” (Êxodo Os milagres
8.28). Essa é a pressão que um Mas qual é a saída para quem
novo convertido sofre: “Tudo bem, está preso no pecado, como tantos
você quer ser crente agora, todavia estão? Segundo o Livro de Êxodo,
espero que você não se torne um para sair da escravidão e das pri-
desses fanáticos. Isso quer dizer: sões do pecado você precisa de
espero que você não vá muito longe milagres simbolizados pela Páscoa
nisso; que não leve tão a sério”. e pela travessia do Mar Vermelho.
Em Êxodo 10.8-20 temos o Estes acontecimentos representam
relato da oitava praga e como Faraó a libertação total dos filhos de Is-
começa a ceder. Ele permitiria que rael do poder de Faraó.
o povo fosse, mas os israelitas de- A última praga é a expressão
veriam deixar seus filhos no Egito. da ira de Deus. Ela tira a vida de
Quando Satanás não consegue pre- todos os primogênitos do Egito. O
judicar nosso compromisso com povo escolhido de Deus presenciou
Deus, ele tenta pegar nossos filhos. a primeira Páscoa e viu a ira de
É impressionante como muitas pes- Deus passar sobre eles e não os
soas abraçam a fé, mas “deixam alcançar. Jesus mostrou a relação
seus filhos no Egito”. entre essa Páscoa e a nossa salva-
Depois de mais algumas pra- ção, quando disse aos apóstolos
gas, Faraó permitiu que o povo sa- que Sua morte na cruz era o cum-
ísse, mas os seus rebanhos deveri- primento de tudo o que representa-
am ficar no Egito (Êxodo 10.24). va a Páscoa (cf. Lucas 22.15,16).
Essa é a sugestão do diabo de não Quando acompanhamos os di-
trazermos nossas riquezas, quando álogos entre Moisés e Faraó, vemos
nos decidimos pela fé em Cristo. que Faraó não tinha nenhuma in-
Creio que essa seja uma estra- tenção de deixar os filhos de Israel
tégia de Satanás, personificado em saírem do Egito; ele muda de ideia
Faraó no Livro de Êxodo. O primei- várias vezes; uma hora dizia que
ro princípio de libertação é: nunca, podiam ir e, em outra, que não.
nunca e nunca faça nenhum acor- Mesmo depois de libertá-los defini-
do com o diabo. Não deixe que o tivamente, Faraó muda de ideia
diabo o tente a permanecer no Egi- mais uma vez e, quando o povo de
49
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Deus chegou ao Mar Vermelho, tinha ideia do que faria.


Faraó reúne o seu exército dando a É então que Deus atende as
impressão, de que saía para exter- necessidades dos filhos de Israel com
minar todo o povo. Neste momen- outro milagre. Certo dia, quando eles
to, somente um milagre salvaria os se levantaram pela manhã, havia
filhos de Israel. uma substância branca espalhada no
Moisés faz o que Deus determi- chão eles indagaram: “o que é isso?”.
nou que ele fizesse e o resto da his- Sabe como se diz “o que é isso?”, em
tória todos nós conhecemos: as hebraico? “maná”. Foi exatamente
águas se dividiram ao meio, forman- este o nome que deram àquela subs-
do dois grandes muros, e os filhos tância que Deus providenciou para
de Israel marcharam entre eles, so- os filhos de Israel, que satisfez to-
bre terra seca. Quando os egípcios das as suas necessidades nutricio-
tentaram persegui-los, os muros de nais por quarenta anos.
água ruíram e o exército egípcio fi- Qual é a fonte do seu susten-
cou submerso (Êxodo 14.21-28). to? Você confia na economia do seu
Quando você estuda o Velho país ou em sua capacidade para
Testamento, tem que decidir se acre- trabalhar e conseguir tudo o que
dita ou não no sobrenatural. Eu creio precisa? A verdadeira fonte de tudo
em milagres e creio em tudo o que o que precisamos é Deus, quando
está escrito sobre a saída do povo aprendemos a depender dEle em
israelita do Egito; que aconteceu todas as situações.
exatamente como foi relatado. Creio, O maná simboliza o ensino de
também, que esta história é uma Jesus, quando pedimos a Deus: “o
figura da nossa salvação, porque é pão de cada dia nos dá hoje”. Sem-
necessário um milagre de Deus para pre que agradecemos a Deus pelo
que você e eu sejamos salvos. É por alimento, estamos reconhecendo
isso que os milagres da Páscoa e da que Ele é a fonte de tudo o que ne-
travessia do Mar Vermelho são cessitamos. A provisão de Deus para
uma ilustração para nós. os filhos de Israel durante os quaren-
Depois que os filhos de Israel ta anos de caminhada no deserto
passaram pelo Mar Vermelho e che- serve para nos lembrar da provisão
garam ao deserto, enfrentaram um que Ele nos dá todos os dias.
problema novo e muito sério. O que
toda aquela gente ia comer e beber Nossa libertação
no meio do nada? Cerca de dois ou Também encontramos, no Livro
três milhões de pessoas precisavam de Êxodo, a base para nossa sal-
de alimento e água e Moisés não vação e a mais importante forma de
50
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

adoração. O sacramento instituído Cristo, o Cordeiro de Deus, foi sa-


durante a libertação dos filhos de crificado por nós e é o Seu sangue
Israel tornou-se o sacramento da que nos salva. Jesus Cristo foi o
nossa salvação. O povo de Deus foi Cordeiro de Deus ilustrado no cor-
instruído a sacrificar um cordeiro e deiro da primeira páscoa.
espargir o seu sangue nos umbrais Minha oração é que em sua
da porta de suas casas, represen- leitura do Livro de Êxodo você veja
tando o sangue de Cristo, que faz que os milagres que libertaram os
com que a ira de Deus passe por israelitas são uma figura dos mes-
sobre nós, sem nos atingir. Jesus mos milagres que nos salvam hoje.

51
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 17
O Espírito de Cada Mandamento

Vamos prosseguir com o nos- O primeiro mandamento adver-


so estudo enfocando, resumidamen- te: “Não terás outros deuses dian-
te, os Dez Mandamentos descritos te de mim”. A Bíblia poderia ser re-
em Êxodo 20.1-17, os quais são sumida nesta frase: “Deus em pri-
uma síntese de centenas de outros meiro lugar”, como já foi dito. Este
mandamentos. é o espírito que está por trás do pri-
Eles foram escritos em duas meiro mandamento.
tábuas. Numa foram escritos qua- O segundo mandamento é a
tro e noutra seis mandamentos: proibição de se fazer qualquer ima-
1. Não terás outros deuses diante gem de escultura ou reprodução de
de mim. qualquer coisa que exista no céu ou
2. Não farás para ti imagem de na terra, como objeto de adoração.
escultura, não as adorarás, Este mandamento proíbe terminan-
nem lhes darás culto. temente a idolatria, mas a essência
3. Não tomarás o nome do desta lei é mais que isso: Deus é
Senhor, teu Deus, em vão. Espírito.
4. Lembra-te do dia de sábado, A Bíblia nos ensina que deve-
para o santificar. mos nos aproximar de Deus pela fé.
Esses primeiros quatro manda- Se Deus é um Espírito, o objeto da
mentos se referem ao nosso relacio- nossa fé nunca será visto. Foi as-
namento com Deus. A segunda par- sim que Deus determinou que nos
te dos Dez Mandamentos, os seis res- aproximássemos dEle.
tantes, referem-se ao nosso relacio- O terceiro mandamento faz re-
namento com as outras pessoas: ferência a não se invocar o nome de
5. Honra teu pai e tua mãe. Deus em vão. Apesar de muita gente
6. Não matarás. achar que esse mandamento envol-
7. Não adulterarás. ve basicamente profanação, a es-
8. Não furtarás. sência do mandamento é muito
9. Não dirás falso testemunho. mais ampla. O que ele está dizen-
10. Não cobiçarás. do é que sempre que você usar o
Vamos estudar os Dez Manda- nome de Deus, mesmo em adora-
mentos um pouco mais de perto e ção, deve se lembrar de Quem é
ver o que eles realmente significam. Deus e não deve falar Seu nome em
52
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

vão, isto é, em situações que não Embora tenha havido momen-


sejam apropriadas para citar o Seu tos na história do povo de Israel em
santo nome. Não devemos nunca que tiveram de guerrear e até matar,
invocar o nome de Deus sem reve- o mandamento seguinte adverte que
rência, mesmo quando O adoramos. não devemos matar. A sua essência
O quarto mandamento diz res- é que a vida está nas mãos de Deus;
peito a guardar o sábado. Este Ele dá a vida e, por isso, a prerro-
mandamento teve muitas aplicações gativa de tirá-la também é dEle.
em centenas de outros, nos Livros O sétimo mandamento proíbe
da Lei. Muitas regras judaicas sur- o adultério. Creio que este manda-
giram a partir dele, mas o seu prin- mento, em sua essência, trata do
cípio é semelhante ao do primeiro que chamamos de “direito dos fi-
mandamento que é: coloque Deus lhos”. De acordo com Gênesis 2, o
em primeiro lugar na sua vida e plano de Deus é que duas pessoas
separe um tempo a sós com Ele. se unam, formando uma parceria,
Outra maneira de cumprir este tornem-se pais, gerem filhos, indi-
mandamento é simplesmente des- víduos que venham a se tornar par-
cansando. As pessoas hoje sofrem ceiros e pais. O casamento é o con-
esgotamentos nervosos e físicos texto seguro, no qual Deus quer que
causados por exaustão, simples- os filhos sejam criados e prepara-
mente porque não cumprem este dos para a vida. A segurança da
mandamento. criança, portanto, depende do com-
O segundo grupo de manda- promisso ou da fidelidade do casal.
mentos se refere às relações inter- Creio que esta seja a essência des-
pessoais. O primeiro mandamento te mandamento. Deus estava pen-
do segundo grupo aplica-se aos sando na família, quando ordenou:
nossos pais. No curso normal da “não adulterarás”.
vida, estas são as pessoas com O oitavo mandamento é “não
quem primeiro nos relacionamos, e furtarás”, e fala da essência do pró-
este mandamento ordena que hon- prio Deus. Lembra-nos que Ele é um
remos nossos pais e é o único man- Deus de ordem e que, firmados na
damento com promessa. Se você Sua graça e no esforço de plantar e
honrar seu pai e sua mãe terá vida colher acumulamos bens no curso da
longa sobre a terra (Êxodo 20.12). nossa vida. Quando alguém rouba
A Bíblia ensina que as crianças outra pessoa, viola a ordem que
devem obedecer aos seus pais e, Deus estabeleceu. Esta estrutura
quando adultos, está ordenado que organizada por Deus é o espírito que
os honrem e respeitem. está por trás deste mandamento.
53
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

O nono mandamento é “não di- de em qualquer circunstância, seja


rás falso testemunho contra o teu através da fala e até de gestos.
próximo”. Não creio que as pessoas O último mandamento diz que
entendam bem qual é o significado não devemos cobiçar. Este manda-
deste mandamento, pois estamos mento se assemelha ao oitavo “não
acostumados a fazer diferença entre furtarás”. Deus tem um propósito
mentiras grandes e pequenas, ou em tudo que você possui: no seu
mentiras altamente indecorosas e cônjuge, em sua casa, em sua fa-
mentiras aparentemente inofensivas. mília, em tudo, enfim. De acordo
Dizer uma coisa fora do contexto com as Escrituras, não devemos nos
pode se constituir numa mentira con- comparar com outras pessoas. So-
siderada inofensiva ou ainda contar mos todos indivíduos únicos. Quan-
metade de uma verdade. Este é o do Deus fez cada um, jogou fora “a
ponto forte da personalidade de mui- forma”. Ele não quer que sejamos
tos criminosos; mas, o nono manda- iguais a ninguém. Se assim é, não
mento engloba tudo isso, quando diz: devemos nos comparar com outras
“não dirás falso testemunho”. Não pessoas nem ter inveja ou cobiça do
importa se você se considera muito que outras pessoas têm. A inveja e
esperto; qualquer falsa impressão, a cobiça revelam nossa insatisfação
qualquer omissão consiste em viola- com a vontade de Deus para nos-
ção do nono mandamento. O espíri- sas vidas. Por isso, creio que este
to que está por trás deste mandamen- seja o espírito que está por trás do
to é que devemos expressar a verda- décimo mandamento.

54
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 18
Livro de Levítico

Muitos consideram o Livro de zação do Tabernáculo, no centro do


Levítico difícil de ser lido; também acampamento, tem essa simbologia.
acham que aqueles detalhes sobre o Talvez a observação mais im-
Tabernáculo no deserto, constantes portante a respeito do Tabernáculo
da última parte do livro, são muito ou Tenda da Congregação é que Deus
cansativos. Geralmente, quando es- habitava nela. Quando Moisés ter-
sas pessoas começam a ler a Bíblia minou de edificar o tabernáculo, a
e chegam ao Livro de Levítico, aca- presença e a glória de Deus enche-
bam desistindo de ler toda a Bíblia. ram o compartimento interior, co-
A palavra “Levítico” significa nhecido como Santo dos Santos, o
“pertencente aos levitas”, aos sacer- que simboliza a maneira como hoje
dotes hebreus. Para compreender o o Espírito Santo habita nos crentes.
Livro de Levítico, é absolutamente Enquanto os israelitas viaja-
necessário que você entenda que o vam pelo deserto eram guiados por
“Tabernáculo no Deserto” é o lugar uma nuvem, que pairava sobre o
onde os sacerdotes apresentavam tabernáculo. Quando a nuvem se
sacrifícios e ofertas durante o tem- movia, eles também se moviam e,
po em que o povo caminhou pelo quando ela parava, eles paravam.
deserto. Mais tarde, foi construído
o Templo de Salomão, nos mesmos A edificação do Tabernáculo
padrões do tabernáculo original, Agora que vimos qual era o pro-
construído no deserto sob as ordens pósito da Tenda, vamos analisar sua
de Moisés, só que mais elaborado. construção. O Tabernáculo era rodea-
Uma das coisas mais importan- do por uma cerca feita de um material
tes sobre o Tabernáculo é que duran- semelhante à lona. A área interior dessa
te os quarenta anos em que as doze cerca era chamada de pátio. Mais tar-
tribos peregrinaram pelo deserto, ele de, o pátio do Templo de Salomão se-
permaneceu no centro do acampa- ria uma grande área de mais de cinco
mento. Como o primeiro mandamen- hectares. Todos os seus utensílios eram
to ordena que Deus ocupe o primei- providos de alças utilizadas no trans-
ro lugar em nossas vidas e as Escri- porte, durante a peregrinação pelo de-
turas ensinam que Deus deve estar serto. Esses utensílios eram de grande
no centro de nossas vidas, a locali- significação na história do Tabernáculo.
55
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

A primeira peça que ficava no direções opostas, não conseguiriam


pátio, logo depois do portão, era o rasgá-lo. O véu do Templo de Salomão
Altar da Purificação. Este altar era permaneceu até os dias de Jesus, e
semelhante a uma churrasqueira e, era grande qual cortina de de teatro.
por baixo dele, havia sempre um fogo Os Evangelhos relatam que, no
ardendo. Quando um pecador ia para momento em que Jesus morreu na
a tenda em busca de perdão dos seus cruz, esse véu, que ficava entre o
pecados, era recebido na entrada do Santo Lugar e o Santo dos Santos,
pátio por um sacerdote a quem era foi rasgado de cima até embaixo (cf.
entregue o animal, que ele tinha leva- Marcos 15.38). Este é um dos
do para ser sacrificado, de acordo com grandes milagres da Bíblia que,
as instruções encontradas no Livro muitas vezes, passa despercebido.
de Levítico. Depois disso, o sacerdo- Havia quatro utensílios no Taber-
te colocava o animal no altar da pu- náculo. Depois de se purificar no La-
rificação, mas o pecador permanecia vatório, o sacerdote entrava na pri-
no portão do pátio; ele nunca entra- meira parte coberta da tenda, ou seja,
va na parte coberta, no Tabernáculo, no Santo Lugar, onde, no lado esquer-
mas o sacerdote era quem entrava do, ficava o Candelabro, que era uma
no seu lugar. Depois que o animal era peça muito importante e representa-
colocado sobre o altar da purificação va a Revelação que Deus tinha dado
e a fumaça do sacrifício subia em di- a Seu povo, quando lhe entregou a
reção a Deus, o sacerdote dirigia-se Sua Palavra. Sua principal significação
para outro utensílio no pátio, chama- era mostrar para o povo como ele
do Lavatório, um tipo de bacia gran- deveria se aproximar de Deus. Diante
de, onde o sacerdote se lavava no lu- do Candelabro, o sacerdote adorava
gar do pecador, enquanto este per- e agradecia a Deus pela Sua Revela-
manecia no portão do pátio. ção dada ao povo, enquanto o peca-
O Tabernáculo, ou a Tenda pro- dor permanecia no portão do pátio.
priamente dita, era coberto e dividi- No lado direito do Santo Lugar,
do por um véu em dois compartimen- havia a Mesa, cujo significado era
tos. O compartimento externo era lembrar ao sacerdote a simbologia
chamado de Santo Lugar e o interno do maná, que significa: Deus nos dá
Santo dos Santos, no qual Deus ha- o pão de cada dia.
bitava. No Templo de Salomão este Continuando, bem em frente ao
véu era feito de um material muito véu que bloqueava a entrada do San-
resistente, que, segundo o historiador to dos Santos, havia o Altar do Incen-
Flávio Josefo, ainda que vários cava- so. Junto a ele o sacerdote ficava de
los fossem amarrados a esse véu em pé e orava pelo pecador; depois ia
56
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

até o pecador e retornava até o al- comunhão com Deus. Este é o sig-
tar, repetindo este gesto várias vezes. nificado da mensagem do Lavatório.
Uma vez por ano todo o povo se Diante do Candelabro de Ouro o
reunia ao redor do Tabernáculo. Nes- sacerdote reconhecia que Deus é a
sa ocasião, o sumo sacerdote passa- fonte deste Livro, que hoje estuda-
va pelo véu, ia até o Santo dos San- mos, a Bíblia. Ele reconhecia que a
tos, e oferecia um sacrifício de san- Palavra de Deus é a luz que nos guia,
gue pelos pecados de todo o povo. por isso adorava e agradecia a Deus
Para analisar o Tabernáculo, é por ter dado ao pecador a revelação
preciso que saibamos que cada peça da salvação e de como se aproxi-
prefigurava a pessoa de Jesus Cristo. mar do Deus Santo em adoração.
Por isso, vamos analisar a cada uma. O pão na Mesa da Proposição
simbolizava o sustento e a provisão
Os utensílios do Tabernáculo de Deus para Seu povo. Deus não
O Altar da Purificação anuncia- quer que nos esqueçamos de que Ele
va o Evangelho do Novo Testamen- é a fonte do nosso sustento; Ele quer
to. Todos os animais eram sacrifica- que confiemos nEle e que olhemos
dos no Altar da Purificação e todos para Ele sempre que tivermos qual-
os sacrifícios de animais foram cum- quer necessidade, seja ela de ordem
pridos, quando Jesus morreu na cruz. física, emocional ou espiritual.
O Altar da Purificação representa que Quando o sacerdote se aproxi-
“...todas as coisas, segundo a lei, mava do altar, ele o fazia interce-
se purificam com sangue; e, sem dendo pelo pecador, que estava do
derramamento de sangue, não há lado de fora do portão, no pátio,
remissão” (Hebreus 9.22). representando a figura de Jesus
O Lavatório, onde o sacerdote Cristo, nosso Sumo Sacerdote, que
se lavava cerimoniosamente, antes intercede por nós diante do Pai.
de entrar no Santo Lugar, simboliza-
va a purificação, conforme afirmam Resumo
as Escrituras: “O que é limpo de Tudo o que havia no Tabernáculo
mãos e puro de coração, que não projetava-se para Jesus: a Luz do
entrega a sua alma à falsidade, nem Mundo, o Pão da Vida, o nosso Sa-
jura dolosamente” (cf. Salmo 24.4). crifício Perfeito. Quando compreende-
(Creio que todos nós ouvimos nos- mos o significado do Tabernáculo,
sas mães dizerem, quando éramos entendemos porque o Livro de
crianças: “lavem as mãos antes de Levítico era o “Manual do Sacerdo-
comer”). Assim devemos nos purifi- te”. Você já conhece esse Jesus re-
car antes de nos alimentarmos da presentado nessa Tenda Santa?
57
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 19
O Tabernáculo Hoje

No Livro de Gênesis, estuda- dos de todo o povo. Da mesma ma-


mos que a pior consequência que o neira, quando Jesus morreu na
pecado trouxe para o homem foi a cruz, Ele se tornou o Grande Sacer-
separação entre ele e Deus. A so- dote e, no céu, Ele passou por aque-
lução para este problema crucial, les procedimentos de adoração, que
isto é, a reconciliação para esse faziam parte do tabernáculo terre-
divórcio, é o assunto principal da no. No Altar da Purificação do ta-
Bíblia e, também, o objetivo do Ta- bernáculo celestial, Ele Se ofereceu
bernáculo no deserto. como cumprimento definitivo de
Alguém poderia perguntar: por todos os sacrifícios de animais.
que até hoje não se oferecem sacri- Antes da morte de Cristo, o pe-
fícios de animais? A resposta é: cador não podia se aproximar de
porque Deus mudou suas exigênci- Deus; somente o sacerdote podia
as; mas, falaremos sobre isso, fazê-lo e interceder pelo pecador.
quando estudarmos o Livro de He- Porém, tudo isso acabou, quando
breus. Resumidamente, o capítulo Jesus Cristo morreu na cruz, pos-
9 de Hebreus afirma que o Taber- sibilitando, assim, que eu e você te-
náculo no deserto era o símbolo de nhamos acesso direto a Deus.
outro que existe na dimensão Outra implicação muito impor-
celestial, no qual os utensílios são tante é que agora nossos corpos
todos espirituais. O tabernáculo que são templos de Deus. Veja o que
Deus mandou Moisés construir é Paulo escreveu: “Não sabeis que os
apenas uma expressão visível e tan- vossos corpos são membros de
gível, na terra, do tabernáculo es- Cristo? E eu, porventura, tomaria
piritual e intangível, do qual fala o os membros de Cristo e os faria
capítulo 9 de Hebreus. membros de meretriz? Absoluta-
Lembre-se de que falamos que, mente, não. Ou não sabeis que o
quando Jesus morreu na cruz, o véu homem que se une à prostituta for-
do Templo se rasgou de cima até ma um só corpo com ela? Porque,
embaixo. Tenha em mente, também, como se diz, serão os dois uma só
que uma vez por ano o sumo sacer- carne. Mas aquele que se une ao
dote ia para o Santo dos Santos e Senhor é um espírito com ele. Fugi
usava sangue para cobrir os peca- da impureza. Qualquer outro peca-
58
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

do que uma pessoa cometer é fora pecados. Se você nunca confiou em


do corpo; mas aquele que pratica a Jesus Cristo para o perdão dos seus
imoralidade peca contra o próprio pecados, faça isto agora e, depois,
corpo. Acaso, não sabeis que o vos- agradeça a Deus pelo perdão obti-
so corpo é santuário do Espírito do na cruz, reafirmando a sua con-
Santo, que está em vós, o qual ten- vicção de que Jesus é o sacrifício
des da parte de Deus, e que não perfeito pelos seus pecados.
sois de vós mesmos? Porque fostes Imagine-se passando pelo lava-
comprados por bom preço. Agora, tório, onde você lava seus pés, suas
pois, glorificai a Deus no vosso cor- mãos e consegue uma purificação
po” (I Coríntios 6.15-20). O após- permanente. Será que há alguma
tolo Paulo tentou fazer com que os sujeira em sua vida que não agra-
Coríntios entendessem que o corpo da a Deus? Se houver, confesse-a,
não foi feito para o sexo, mas para afaste-se dela e seja limpo. Depois,
Deus. Em Colossenses 1.27, ele figuradamente, entre no Santo Lu-
ensinou: “…aos quais Deus quis dar gar e fique diante do Candelabro.
a conhecer qual seja a riqueza da Agradeça a Deus pela Revelação,
glória deste mistério entre os genti- por não tê-lo deixado na escuridão,
os, isto é, Cristo em vós, a esperan- quanto à sua vida e salvação. Agra-
ça da glória”. O fato de Cristo viver deça-O pela Sua Palavra.
em você é um milagre; significa que Imagine-se diante da Mesa da
a presença de Deus está com você Proposição e agradeça a Deus pelo
e, também, que você tem tudo de suprimento de todas as suas neces-
que precisa para viver da maneira sidades. Reconheça que Ele é a
para a qual Deus o chamou. Vamos provisão de cada pedaço de pão que
transportar a figura do Tabernáculo você come, de tudo o que você pos-
para nossas vidas. Recomendo-lhe sui; Ele é o supridor de todas as
que, quando você se levantar, todos suas necessidades. Reconheça-O
os dias pela manhã, tenha alguns como o Único que o satisfaz e seja
momentos de adoração, um tempo grato a Ele.
seu com Deus antes de sair para Depois, quando você imaginar
enfrentar o mundo. Quando você o altar do incenso, lembre-se da Pre-
fizer isto, imagine-se fazendo o seu sença de Deus e lhe dedique algum
próprio caminho pelo Tabernáculo, tempo em oração, entregando a Ele
passando pelo Altar da Purificação o seu dia e os desafios que estão a
e, depois, confie nas boas novas, sua frente.
que Jesus Cristo foi o Cordeiro de A seguir, quando imaginar o
Deus, que morreu na cruz pelos seus Santo do Santos, lembre-se que o
59
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Espírito de Deus está em nós e que do novo e vivo caminho aberto por
onde quer que estejamos podemos Jesus Cristo, nosso Senhor.
desfrutar Sua presença; que não Quando entendemos o que
precisamos mais de um sacerdote Deus fez para que isso fosse possí-
para entrar na presença de Deus por vel, imaginamos que todas as pes-
nós, porque, quando Cristo morreu soas teriam motivo para festejar na
na cruz, possibilitou-nos acesso presença de Deus, mas não é assim
direto à presença de Deus. que acontece. Jesus declarou: “Eu
São muitas as aplicações que sou o caminho, a verdade, e a vida;
podemos extrair do ensino sobre o ninguém vem ao Pai senão por mim”
Tabernáculo no deserto. A mais (João 14.6). Neste versículo, temos
importante de todas é a possibili- o que estava simbolizado no
dade que tem um pecador de apro- Tabernáculo. Deus quer se encon-
ximar-se de Deus e entrar, verdadei- trar com você e fazer da sua vida o
ramente, na Sua presença, através Tabernáculo dEle.

60
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 20
O Significado dos Sacrifícios

Agora que você já aprendeu um nestes capítulos, que se aplicam às


pouco mais sobre o Tabernáculo, nossas vidas.
está pronto para continuar a estu- A parte central deste livro, que
dar o Livro de Levítico. abrange os capítulos 11 a 22, é
Como dissemos, este livro era chamada de “A Santificação”. O
o manual de instruções dos sacer- Tabernáculo e os sacerdotes que nele
dotes. Através dele, o sacerdote trabalhavam se constituíam num
sabia com detalhes os passos para testemunho de padrão de santidade.
o ritual dos sacrifícios de animais. O povo de Deus é santo, porque seu
Pode ser que a leitura deste livro não Deus é santo. A ênfase nesses capí-
seja tão inspiradora quanto à do tulos é que esse povo foi escolhido
Salmo 23 ou de I Coríntios 13, mas para ser diferente. A palavra “santo”
não caia no erro de pensar que não significa “que pertence a Deus”. Os
existem verdades espirituais e apli- sacerdotes deveriam viver como
cações pessoais a serem aprendidas pessoas que pertenciam a Deus.
no Livro de Levítico. Este livro pos- Dos capítulos 23 a 25, encon-
sui verdades profundas e nós vamos tramos “Os Serviços”. Existem mui-
juntos estudá-las. tos dias santos dentro da fé judai-
ca e todos eles foram mencionados
As divisões nos cinco primeiros livros da Bíblia.
Este manual do sacerdote é di- Eram os sacerdotes que deveriam
vidido em várias partes. Os sete pri- oficializar os dias santos e as ceri-
meiros capítulos do livro enfocam os mônias sagradas, e, para isso, eles
sacrifícios e explicam com detalhes precisavam de instruções.
como os sacerdotes se preparavam Quando você chegar nessa parte
para executá-los. O livro também de Levítico, faça a você mesmo a se-
oferece a perspectiva espiritual, quan- guinte pergunta: do que Deus queria
to ao significado desses sacrifícios. que aqueles sacerdotes se lembras-
Nos capítulos 8, 9 e 10, o en- sem, quando instituiu dias santifica-
foque está nos sacerdotes. Nesta dos como a Páscoa? Depois faça ou-
parte, as instruções retratam o per- tra pergunta: por que era importante
fil e os padrões que os sacerdotes para Deus que os sacerdotes não es-
deveriam ter. Há muitas verdades quecessem essas festas santificadas?
61
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

As aplicações ser do pecador passava a ser do ani-


Intitulo os dois últimos capítu- mal. Teólogos usam a expressão “ex-
los de Levítico de “A Redenção”. Os piação subs-titutiva”, quando aplicam
Livros de Levítico e Deuteronômio, esse simbolismo à morte de Jesus
bem como o de Josué, terminam Cristo na cruz por nossos pecados.
com sermões aplicáveis à vida do Outra observação que deve ser
povo, exortando-o a obedecer às feita durante a leitura deste livro é
leis de Deus e a viver em santida- que houve momentos em que toda
de, de acordo com o seu chamado. a nação pecou, o que exigiu um
As exortações finais do Livro de arrependimento nacional. Quando
Levítico tornam dinâmicos os seus havia consciência coletiva do peca-
últimos capítulos. Moisés tinha-se do, era oferecido um novilho como
declarado incapaz de articular bem oferta pelo pecado. Este era levado
as palavras; entretanto, mostrou ao Tabernáculo, onde os líderes da
muita eloquência nesses capítulos. nação colocavam as mãos sobre a
sua cabeça e, depois, matavam-no
Aplicações devocionais, diante do Senhor. O mesmo proce-
pessoais e práticas dimento era seguido para os peca-
Veremos agora algumas das dos comuns; desta forma, os sacer-
bênçãos devocionais encontradas dotes faziam expiação pelos peca-
em Levítico, começando pelos “Sa- dos de toda a nação. Não seria
crifícios”. Os sete primeiros capítu- maravilhoso se isso fosse feito hoje
los do livro contêm verdades que em nossa nação? Um arrependimen-
orientavam os sacerdotes sobre o to de pecados a nível nacional!
oferecimento dos sacrifícios a Deus. Os sacerdotes deveriam ser
Quando um pecador ia até o homens ungidos, guiados e contro-
Tabernáculo buscar perdão para si, lados pelo Espírito Santo, o que era
era recebido por um sacerdote que confirmado numa cerimônia, na qual
o instruía a respeito do significado era aplicado o sangue do sacrifício
do sacrifício que iria oferecer. na orelha direita, no polegar da mão
Além destas responsabilidades, direita e no polegar do pé direito do
os sacerdotes também eram mestres sacerdote. Esta cerimônia represen-
do povo de Deus. Quando o pecador tava que eles eram homens santos
oferecia o sacrifício, o sacerdote o e que deveriam guiar o povo à san-
fazia colocar a mão sobre a cabeça tidade; tudo o que eles ouvissem,
do animal, tornando-o, assim, seu tocassem com as mãos e onde quer
substituto, transferindo seus pecados que fossem, deveria ser na unção e
para o animal. A morte que deveria sob o controle do Espírito Santo.
62
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

No Livro de Levítico, também lismo, que não se coaduna com os


encontramos ilustrações muito in- padrões de Deus. Não faz parte dos
teressantes, escritas por Moisés, padrões divinos que duas pessoas
as quais, depois, foram observadas do mesmo sexo se unam numa par-
por Jesus, que, quando curou um ceria e se tornem pais, que irão
leproso, disse: “...vai, mostra-te ao gerar outros indivíduos, que tam-
sacerdote” (Mateus 8.4). Esta re- bém se tornarão parceiros e pais. A
comendação estava baseada nas homossexualidade é proibida, por-
instruções do Livro de Levítico. que suas consequências são más.
Nos últimos capítulos do Livro Moisés foi contundente, quando
de Levítico, encontramos Moisés condenou a prática do homossexua-
fazendo referência às seguintes pa- lismo, da mesma forma que a ma-
lavras que Deus lhe havia dito: “Se gia negra, a previsão do futuro, a
andardes nos meus estatutos, bruxaria e outras práticas afins. As
guardardes os meus mandamentos leis de Moisés eram severas, porque
e os cumprirdes, então, eu vos da- o povo israelita deveria ser santo.
rei as vossas chuvas a seu tempo; A santidade é o objetivo final de
e a terra dará a sua messe, e a ár- Deus ao ensinar todos esses precei-
vore do campo, o seu fruto... come- tos ao seu povo.
reis o vosso pão a fartar e habitareis Espero que esta síntese do Li-
seguros na vossa terra. Estabelece- vro de Levítico o desperte, a fim de
rei paz na terra; deitar-vos-eis, e que você faça sua própria leitura e,
não haverá quem vos espante; com isso, seja grandemente aben-
...perseguireis os vossos inimigos, çoado. Lembre-se de que este livro
que cairão à espada diante de vós. era o manual dos sacerdotes e lhes
Cinco de vós perseguirão a cem, e servia de norma para que, como
cem dentre vós perseguirão a dez homens ungidos de Deus, fossem
mil... Andarei entre vós e serei o preparados para ensinar o povo a
vosso Deus, e vós sereis o meu ser igualmente santo. “Santos
povo” (Levítico 26.3-12). sereis, porque eu, o Senhor, vosso
Também encontramos neste li- Deus, sou santo” (Levítico 11.45).
vro referências às práticas proibidas Esta é a mensagem do Livro de
como, por exemplo, o homossexua- Levítico para nós.

63
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 21
Livro de Números

O Livro de Números retoma que todo crente deve ter; entretan-


uma narrativa que começou em to, existem crentes que andam em
Gênesis, passou por Êxodo e foi bre- círculos de desilusão, incredulidade
vemente interrompida, quando Deus e confusão, como nos mostra o Li-
deu a Moisés o livro de instruções vro de Números, metaforicamente,
para a construção do Tabernáculo através da história do povo hebreu.
no deserto.
Depois que os filhos de Israel A morte de uma geração
foram, miraculosamente, libertos da O título deste livro tem origem
escravidão do Egito, tiveram que no fato de o povo hebreu ter sido
atravessar o deserto e entrar em contado duas vezes, durante sua
Canaã, a terra prometida. O Livro peregrinação pelo deserto. Os primei-
de Números conta como eles não ros três capítulos registram o primei-
foram direto do Egito para Canaã, ro censo, e o capítulo 26 registra o
mas ficaram andando em círculos outro. Entre estes dois censos hou-
pelo deserto durante quarenta anos. ve a morte de toda uma geração.
Em sentido figurado, muitos Por causa da falta de fé, Deus
crentes, hoje, fazem a mesma coi- disse aos israelitas: “Neste deser-
sa; libertos pelo sangue de Cristo do to, cairá o vosso cadáver, como
castigo do pecado não vivem de também todos os que de vós foram
acordo com os propósitos de Deus contados, segundo o censo, de vin-
para eles, por isso vivem deprimi- te anos para cima, os que dentre
dos, entediados, insatisfeitos e frus- vós contra mim murmurastes; não
trados. Estes ainda não entraram entrareis na terra a respeito da
na “Terra Prometida”, isto é, não qual jurei que vos faria habitar nela,
tomaram posse da qualidade de salvo Calebe, filho de Jefoné, e
vida que, no Novo Testamento, é Josué, filho de Num. Mas os vos-
chamada de “vida eterna” (cf. João sos filhos, de que dizeis: Por presa
3.15). Jesus disse: “eu vim para serão, farei entrar nela; e eles co-
que tenham vida e a tenham em nhecerão a terra que vós despre-
abundância” (João 10.10). zastes. Porém, quanto a vós outros,
A terra prometida de Canaã é o vosso cadáver cairá neste deser-
uma figura dessa qualidade de vida to. Vossos filhos serão pastores
64
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

neste deserto quarenta anos, e le- povo, diante de Deus: “Perdoa, pois,
varão sobre si as vossas infidelida- a iniquidade deste povo, segundo a
des, até que o vosso cadáver se grandeza da tua misericórdia” (Nú-
consuma neste deserto. Segundo o meros 14.19). Isto aconteceu pelo
número dos dias em que espiastes menos dez vezes e dez vezes Deus
a terra, quarenta dias, cada dia re- os perdoou (Números 14.22).
presentando um ano, levareis sobre Do Monte Sinai, Moisés orou
vós as vossas iniquidades quarenta pedindo que Deus mostrasse Sua
anos e tereis experiência do meu misericórdia, perdoando os pecados
desagrado. Eu, o Senhor, falei; as- dos filhos de Israel. O Senhor os
sim farei a toda esta má congrega- perdoou, de acordo com o pedido de
ção, que se levantou contra mim; Moisés, mas disse: “Até quando so-
neste deserto, se consumirão e aí frerei esta má congregação que
falecerão” (Números 14. 29-35). murmura contra mim? Tenho ouvi-
Durante a peregrinação pelo do as murmurações que os filhos de
deserto, Deus provou de várias Israel proferem contra mim. Dize-
maneiras, que estava com aquele lhes: Por minha vida, diz o Senhor,
povo, através da operação de mila- que, como falaste aos meus ouvi-
gres, com a finalidade de lhe dar dos, assim farei a vós outros. Nes-
uma base de fé para que cressem te deserto, cairá o vosso cadáver,
que atravessariam o Rio Jordão e como também todos que de vós fo-
conquistariam a terra de Canaã. ram contados, segundo o censo, de
No entanto, eles saíram do vinte anos para cima, os que den-
Egito, atravessaram o Mar Verme- tre vós contra mim murmurastes”
lho, passaram pelo Monte Sinai, (Números 14.27-29).
Cades Barnéia e ficaram andando Imaginemos a tristeza que veio
em círculos durante quarenta anos. sobre o acampamento, quando
No Livro de Deuteronômio, lemos Moisés pronunciou estas palavras
que seriam necessários apenas onze para o povo! Eles tinham-se levan-
dias para que se fizesse essa pere- tado e começado a caminhada em
grinação (Deuteronômio 1.2). direção à Terra Prometida; embora
Por dez vezes Deus operou mi- soubessem que tinham pecado con-
lagres espetaculares diante do povo tra Deus, estavam dispostos a entrar
para que tivesse fé, mas ele conti- na terra que o Senhor lhes tinha pro-
nuou a marchar em círculos. Em vá- metido. Entretanto, Moisés lhes dis-
rias ocasiões o pecado do povo foi tão se que era tarde demais, pois, como
grave que Moisés teve que subir ao eles tinham se afastado do Senhor,
Monte Sinai e interceder por aquele Ele também se afastara deles.
65
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Este pequeno trecho da histó- Sua vontade em nossas vidas.


ria dos filhos de Israel retrata o nos- Mesmo que Deus tenha feito
so relacionamento com Deus. Atra- tudo para que conheçamos Sua von-
vés da nossa salvação, fomos recri- tade e lha obedeçamos, existe um
ados para glorificar a Deus, servin- ponto em que Ele nos deixa livres
do-O e experimentando tudo o que para fazer as coisas do nosso jeito;
Ele preparou para nós. Através da se falharmos, Ele encontra outra
experiência da nação israelita, que pessoa para realizar o que negligen-
peregrinou no deserto, mas não con- ciamos, enquanto nós podemos so-
seguiu entrar em Canaã, podemos frer grande perda, quando, por cau-
compreender que é possível nos dis- sa de nossa obstinação, deixamos
tanciarmos e até nos perdermos do de fazer a vontade de Deus em nos-
propósito da nossa salvação em sa vida. Isto não quer dizer, neces-
nossa caminhada cristã. sariamente, que perdemos a salva-
ção, mas a oportunidade de cumprir
Um nível de decisão o propósito de Deus, para o qual Ele
Quando um piloto está aterris- nos salvou (cf. Efésios 2.8-10).
sando uma aeronave de grande por- Uma das mensagens mais tris-
te, ele atinge um ponto em que não tes de toda a Bíblia é essa anuncia-
pode mais abortar essa intenção, ção que Moisés fez ao povo: “entre-
tendo que prosseguir na aterrissa- guem as armas, é tarde demais!
gem. Esse ponto, de onde não há Vocês se afastaram de Deus e, ago-
mais retorno, é denominado de ND ra, Deus se afastou de vocês”.
ou “nível de decisão”. Deus é abso- A boa, agradável e perfeita
lutamente paciente e cheio de gra- vontade de Deus existe para cada
ça, mas, no capítulo 14 de Núme- um de nós (cf. Romanos 12.2),
ros, aprendemos que existe o cha- como nos mostra o Livro de Núme-
mado “nível de decisão” em nossa ros. Nunca é tarde para se tomar a
jornada de fé. Existe um ponto da decisão de deixar de andar em cír-
nossa caminhada com Deus em que culos e conquistar a terra de
decidimos se vamos ou não fazer a “Canaã”, que Deus nos preparou.

66
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 22
Alegorias Fascinantes

O Livro de Números é repleto a Salomão para a construção do


de metáforas e alegorias. O após- Templo. Na sua dedicação, o Espí-
tolo Paulo apresentou a chave para rito de Deus também desceu sobre
a aplicação das narrativas históri- ele, como uma nuvem, enchendo-o
cas da Bíblia, quando escreveu: de poder, a ponto de os sacerdotes
“Estas coisas lhe sobrevieram como terem de sair (cf. I Reis 8:10,11).
exemplos e foram escritas para O capítulo 9 de Números rela-
advertência nossa, de nós outros ta o milagre ocorrido, quando
sobre quem os fins dos séculos têm Moisés terminou de edificar o
chegado” (I Coríntios 10.11). Isto Tabernáculo: “No dia em que foi
significa que, quando lemos os re- erigido o Tabernáculo, a nuvem o
latos históricos das Escrituras, de- cobriu, a saber, a tenda do Teste-
vemos buscar neles os exemplos e munho; e, à tarde, estava sobre o
alertas para nossa vida. Tabernáculo uma aparência de fogo
A palavra que Paulo usou e que até a manhã. Assim era de contí-
foi traduzida para “exemplos” é a nuo: a nuvem o cobria, e, de noite,
palavra “tipos” ou “alegorias”. Quan- havia aparência de fogo. Quando a
do nos referimos à alegoria, não quer nuvem se erguia de sobre a tenda,
dizer que estejamos tratando de fa- os filhos de Israel se punham em
tos fictícios; na verdade, são fatos marcha; e no lugar onde a nuvem
históricos. Uma alegoria é normal- parava, aí os filhos de Israel se
mente uma estória ou um evento que acampavam... Se a nuvem se de-
possui um significado mais profun- tinha sobre o tabernáculo por dois
do, com fundo moral ou espiritual. dias, ou um mês, ou por mais tem-
po, enquanto pairava sobre ele, os
A nuvem guia filhos de Israel permaneciam acam-
Os últimos versículos de Êxodo pados e não se punham em mar-
contam que um grande milagre ocor- cha; mas, erguendo-se ela, parti-
reu, quando o Tabernáculo foi fina- am. Segundo o mandado do Senhor,
lizado. O mesmo padrão e as mes- acampavam-se e, segundo o man-
mas especificações que Deus deu a dado do Senhor, punham-se em
Moisés para construir o Tabernáculo marcha; cumpriam o seu dever para
no deserto, mais tarde foram dados com o Senhor, segundo a ordem do
67
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Senhor por intermédio de Moisés” vre arbítrio. Deus até pode fazer uma
(Números 9.15,16,17,22,23). “pressãozinha”, do peso de um elefan-
Este trecho relata o milagre que te, ou alguma oferta irrecusável, mas,
simboliza a orientação divina, a obra quando consideramos nossas opções,
do Espírito Santo e Sua unção sobre a coisa mais sensata a fazer é nos
nós. O Tabernáculo era uma figura do rendermos a Deus e à Sua vontade.
crente. Mais tarde, no Novo Testa- No Novo Testamento, na Car-
mento, nosso corpo torna-se o tem- ta aos Hebreus, nos capítulos 3 e
plo, no qual o Espírito Santo vive e 4, lemos que o povo não entrou na
opera o milagre da regeneração. O Terra Prometida por causa da sua
Espírito Santo habita em nós e nos incredulidade; por isso, a nuvem e
enche, assim como fez no Taberná- a coluna de fogo não guiaram o
culo e no Templo de Salomão. povo diretamente à Terra Prometida.
Você pode perguntar: “se a nu-
vem guiava os filhos de Israel e eles O que é isso?
a seguiam, por que não os guiou em Outro ensino que podemos ex-
linha reta, fazendo-os atravessar o trair do Livro de Números está no
Rio Jordão e entrar na Terra Prome- relato da carne e do maná. Deus ali-
tida? Se eles estavam seguindo a mentou, sobrenaturalmente, o Seu
orientação de Deus, por que ficaram povo com o maná. A palavra “maná”
andando em círculos pelo deserto?”. em hebraico significa “o que é isso?”.
Existe uma verdade muito im- O povo nunca descobriu o que era
portante nisso: Deus criou os ho- aquilo e, por isso, o chamaram de “o
mens com livre escolha; esta é uma que é isso?”. Durante quarenta anos,
das características que nos faz à Deus alimentou seu povo com o
imagem e semelhança de Deus, o maná, mas o povo de Deus não pa-
qual não viola nossa liberdade de rava de reclamar com Moisés: “E o
escolha. Se tivermos a fé para crer populacho que estava no meio deles
e reivindicar todas as bênçãos que veio a ter grande desejo das comidas
Deus tem para nós, aceitando a dos egípcios”. Além do povo hebreu,
boa, agradável e perfeita vontade de pessoas de outros povos seguiram o
Deus para as nossas vidas, então Êxodo, como etíopes e egípcios, os
Ele poderá nos levar para a nossa quais desejavam as iguarias do Egi-
“Terra Prometida”, derramar bên- to. “... pelo que os filhos de Israel tor-
çãos sobre nós e nos conduzir para naram a chorar e também disseram:
o centro da sua vontade. Quem nos dará carne a comer?” (Nú-
Também podemos escolher o meros 11.4). Temos uma grande li-
oposto, já que fomos criados com li- ção a partir deste episódio.
68
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

O Egito simboliza nossa velha no Egito ou está na Terra Prometida?


vida de pecado no mundo. Quando Você vai andar em círculos do Egito
alguém, depois de ter sido liberto do até Canaã? Você está em Canaã,
“Egito” fica “suspirando” pelo que desejando estar no Egito?
ficou lá, entristecendo muito a
Deus. Deus respondeu para Moisés: Os espias (Números 13)
“Santificai-vos para amanhã e Outro episódio muito impor-
comereis carne; porquanto choras- tante registrado no Livro de Núme-
te aos ouvidos do Senhor, dizendo: ros, que já mencionamos, foi a mis-
Quem nos dará carne a comer? Ía- são dos doze espias na terra de
mos bem no Egito. Pelo que o Se- Canaã. Eles deveriam fazer um re-
nhor vos dará carne... até vos sair conhecimento da terra, verificando
pelos narizes, porquanto rejeitastes se as cidades eram ou não protegi-
o Senhor, que está no meio de vós das; deveriam observar as condi-
e choraste diante dele dizendo: Por ções do povo e descobrirem os obs-
que saímos do Egito?” (Números táculos, a fim de saberem qual se-
11.18-20). Depois de lhes enviar ria a estratégia para a conquista.
carne, Deus enviou também uma Quando os espias voltaram,
praga. Ele assim o fez, por causa trouxeram um cacho de uvas tão
do desejo doentio do povo por car- grande, que foi necessário ser car-
ne e pelo Egito. regado numa vara por dois homens;
As Escrituras afirmam que também contaram que seus mora-
Deus satisfaz os desejos do nosso dores eram como gigantes, guerrei-
coração. Ao mesmo tempo em que ros muito fortes, e que as cidades
isso nos conforta, também nos de- de Canaã eram fortemente protegi-
safia. Você deseja o que é celestial das com muros altos e tão largos,
ou o que é do Egito? que construíam casas sobre eles.
Deus satisfez o desejo dos Dos doze espias, dez eram
israelitas, mas também fez com que derrotistas, cujas mentes estavam
lhes definhasse a alma (cf. Salmo totalmente focadas nas dificuldades,
106.15). Esta pode ser a situação como alguns líderes de igreja, nos dias
de muitos crentes: se escolhermos de hoje; apenas dois tiveram fé para
os alhos e as cebolas do Egito, Deus conquistar Canaã: Josué e Calebe.
dá o que pedimos, mas faz definhar Calebe também viu como as
nossa alma. Esta surpreendente ale- cidades em Canaã eram fortificadas,
goria nos desafia com a pergunta mas não teve medo: “Eia! Subamos
que Deus fez no jardim do Éden: e possuamos a terra, porque, certa-
“onde está você?”. Você ainda está mente prevaleceremos contra ela”
69
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

(Números 13.30). Deus ficou tão As reclamações e as serpentes


impressionado com a fé daqueles (Números 21)
dois homens, que falou: “...não en- Deus odeia murmurações,
tra-reis na terra a respeito da qual como demonstrou, quando os filhos
jurei que vos faria habitar nela, sal- de Israel reclamaram e Ele enviou
vo Calebe, filho de Jefoné, e Josué, serpentes para picá-los. Depois que
filho de Num” (Números 14.30). alguns já tinham morrido com as
Deus valoriza muito quem tem fé; picadas, Deus disse a Moisés para
dois homens de fé valem mais que levantar uma serpente de bronze
milhões que não têm fé nenhuma. numa haste, no centro do acampa-
Esta história tem um desfecho mento. A partir daí, as boas novas
muito interessante. Moisés ficou im- foram anunciadas em todo o acam-
pressionado com a fé de Calebe e pamento. Qualquer um que tivesse
prometeu que quando Hebrom fosse sido picado por uma serpente deve-
conquistada, seria possessão dele. ria ir até o centro do acampamen-
Quando, finalmente, aquele to e olhar para a serpente de bron-
povo atravessou o Jordão, quaren- ze na haste, pois seria curado.
ta e cinco anos depois (cf. Josué Muitos deles duvidaram de
14), e os filhos de Israel entraram Deus, questionando como um sim-
na cidade de Hebrom, Calebe achou ples olhar para um pedaço de bron-
que aquela cidade era a melhor ze poderia curá-los das picadas.
entre todas que ele tinha visto e Estes incharam e morreram, mas
creu que Deus daria a Israel a for- outros decidiram que, mesmo não
ça necessária para conquistá-la. tendo lógica, confiar em Deus era a
Sendo Moisés já morto, Calebe, única alternativa. Carregados ou se
agora já com oitenta e cinco anos, arrastando, dirigiram-se até o cen-
lembrou Josué da promessa feita por tro do acampamento e, após olha-
Moisés, sabendo que, com a ajuda rem para a serpente de bronze, fo-
de Deus, conquistaria Hebrom. ram curados.
Josué deu a cidade de Hebrom A aplicação desta alegoria foi
a Calebe e este a conquistou. Quan- feita por Jesus durante a conversa
do os filhos de Israel estavam recla- que Ele teve com Nicodemos.
mando no deserto, e Deus enviou Relembrando este milagre do Velho
serpentes para picá-los, Calebe não Testamento, Jesus aplicou-o a Si
fazia parte daquele grupo. Ele tinha mesmo, dizendo a Nicodemos que,
seus olhos fitos na Terra Prometida assim como a serpente foi levanta-
e nunca a perdeu de vista. da no deserto, Ele seria levantado
na cruz, e todos aqueles que olhas-
70
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

sem com fé para Ele na cruz seri- fiança em tudo o que Jesus fez por
am salvos dos seus pecados, assim você na cruz? Ele é a Única Solu-
como foram salvos da morte os que ção para os seus pecados, porque
tinham sido picados pela serpente. Ele, sendo o Único Filho de Deus,
(cf. João 3.14,15). morreu na cruz por você. Isto sig-
nifica que Jesus Cristo é o Único
Olhe e viva Salvador, a única Esperança, a úni-
Você já teve esse olhar de fé? ca Solução e o Único capaz de nos
Já olhou para Jesus levantado na livrar do pecado que nos conduz à
cruz? Já colocou sua fé e sua con- morte eterna.

71
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 23
A Rocha e a Vara (Números 20)

Quando estudamos a vida de sunto com Deus e ouviu: “Chega!


Moisés, constatamos com certa Não fale mais nisso!” (cf. 3.25,26).
tristeza que ele não chegou à Terra Em segundo lugar, Deus esta-
Prometida. No final, Deus o trocou beleceu um alto padrão para os lí-
por toda a nação. O pecado de deres do Seu povo. Quando você se
Moisés é um dos mistérios do Livro torna membro de uma igreja, há
de Números. certos padrões pelos quais deve se
De acordo com o relato bíbli- guiar; porém, de acordo com a Bí-
co, Deus disse a Moisés que pegas- blia, a igreja deve esperar mais da
se sua vara e reunisse um grupo de sua liderança que do restante dos
pessoas, pois queria que ele falas- seus membros. Deus leva a questão
se à rocha, a fim de que dela saís- de liderança muito a sério e Moisés
se água para o povo e para os ani- estava numa posição de líder. O que
mais. Apesar de duvidar, Moisés para os outros teria sido um peca-
reuniu o povo e bateu duas vezes do sem grandes consequências,
com a vara na rocha; então, a água para ele tomou proporções maiores,
jorrou para que o povo e os animais por causa da posição em que Deus
a bebessem. Em seguida, Deus fa- o havia colocado.
lou com Moisés e Arão: “Como O fato de Moisés ter batido
vocês não confiaram em mim para duas vezes na rocha, quando Deus
honrar minha santidade à vista dos o havia mandado “falar à rocha”
israelitas, vocês não conduzirão por si só caracterizou uma desobe-
esta comunidade para a terra que diência. Entretanto, houve outro
lhes dou” (Números 20.12). pecado mais sério: Deus tinha mos-
Dois pontos devem ser consi- trado a Moisés que estaria com ele,
derados, quando atentamos para o capacitando-o como Seu instrumen-
rigor do castigo de Deus. Primeiro: to para operar grandes milagres, a
quem somos nós para dizer a Deus partir do momento que Moisés
o que é justo e certo? É Deus quem aprendeu que Deus pode fazer tudo
define o que é certo e o que é jus- através de alguém que tenha com-
to. Moisés nunca reclamou do seu preendido que não é ninguém.
castigo. O Livro de Deuteronômio Moisés passou quarenta anos vi-
conta que um dia ele tocou no as- vendo este segredo espiritual: “eu
72
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

não sou o libertador, mas Ele é e meros conta outro episódio muito
está comigo. Eu não posso libertar importante sobre Moisés. Estamos
ninguém, mas Ele pode e está co- acostumados a ouvir que as pesso-
migo”. Quando o milagre do êxodo as ficam “estressadas”, quando atin-
aconteceu, Moisés pôde dizer: “eu gem o limite de suas forças físicas,
não libertei o povo, mas Ele liber- emocionais e mentais. Isto aconte-
tou porque estava comigo”. ce também com homens de Deus!
Entretanto, quando Moisés Neste capítulo, lemos que Moisés
achou que ele próprio tiraria água disse ao Senhor: “Por que fizeste
da rocha, batendo nela, diante de mal a teu servo, e por que não achei
todo o povo, tirou de Deus o crédi- favor aos teus olhos, visto que pu-
to e a glória daquele milagre. Ele seste sobre mim a carga de todo
não deixou claro para o povo que este povo?... Eu sozinho não posso
era Deus quem estava realizando o levar todo este povo, pois me é pe-
milagre, mas tomou o crédito e a sado demais. Se assim me tratas,
glória para si. Esta foi a parte mais mata-me de uma vez, eu te peço,
séria do pecado de Moisés. se tenho achado favor aos teus
A única maneira de se enxergar olhos, e não me deixes ver a minha
tudo isso sob a perspectiva de Deus miséria” (Números 11.11,14,15).
é perceber que Deus tem um conjunto Você já se sentiu assim algu-
de padrões que só Ele conhece. Ele ma vez? Muitos dos grandes homens
compartilha alguns desses padrões de Deus chegaram num ponto de
conosco, mas, lembre-se, é Deus extrema exaustão, que disseram a
quem nos ensina a sermos justos e Deus que queriam morrer: Moisés,
não nós que O ensinamos. De acor- Elias, Jó, Jeremias, Davi, Paulo e
do com os padrões de Deus, o cas- tantos outros, mas Deus poupou
tigo de Moisés foi justo e correto, suas vidas, porque conhecia o co-
com o que Moisés parece ter concor- ração de cada um deles.
dado. Durante todo o tempo do mi- Moisés sabia que somente
lagre do êxodo, a vara de Moisés Deus poderia carregar aquela enor-
simbolizou os segredos espirituais me carga; só Ele podia fazer aque-
que Moisés tinha aprendido na sar- la obra sobrenatural. Ele aprendeu
ça ardente. Temos muito que apren- outra lição muito preciosa, através
der com o episódio de Moisés ter dessa fase exaustiva do seu minis-
batido na rocha com sua vara. tério, que é a necessidade do tra-
balho em equipe. Moisés sabia que
O esgotamento de Moisés mesmo sendo Deus quem iria fazer
O capítulo 11 do Livro de Nú- a obra através dele, seria difícil
73
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

carregar sozinho o peso de ser o carga que ele não estava mais con-
condutor de todo o povo. seguindo carregar sozinho.
Quando Moisés passou por É difícil imaginarmos Moisés
essa estafa, percebeu que Deus ti- nessa situação, mas isso aconteceu
nha preparado setenta homens res- porque ele era tão humano quanto
ponsáveis que o ajudariam a levar qualquer um de nós, pessoas mortais,
a carga. Deus ungiu setenta ho- com limitações e fraquezas ineren-
mens com o Espírito Santo e eles, tes aos seres humanos. Ele, porém,
sob a liderança de Moisés, ajuda- soube ser humilde o suficiente para
ram-no a conduzir o povo. Os que deixar que o Espírito Santo assumis-
hoje se especializam em se o controle de suas limitações.
gerenciamento de empresas apren-
dem que um bom executivo deve Aplicação
conhecer estes cinco elementos: Moisés pode ser acrescentado
analisar, organizar, delegar, super- à lista de outras personagens da
visionar e, depois, agonizar! Bíblia, que mostraram que Deus tem
Quando Moisés buscou a Deus prazer em fazer coisas extraordiná-
naquelas condições de esgotamen- rias através de pessoas comuns,
to, Deus lhe disse que ele precisa- simplesmente porque elas estavam
va ser restaurado e mostrou-lhe o disponíveis. A experiência de Moisés
caminho que daria a ele descanso com Deus mostra que as pessoas
para sua alma. Esse caminho con- que Deus usa devem estar disponí-
siste em deixar que Deus faça a veis para Ele. Este é o requisito mais
parte que só Ele pode fazer e lem- importante: disponibilidade para
brar-se que, no plano natural, a Deus. No Livro de Números, apren-
obra de Deus é feita através de um demos muito com a grandeza de
trabalho de equipe. É assim que Moisés, com seu esgotamento e,
Deus restaura Seus servos quando também, com o seu pecado. Deus
eles estão esgotados. usou Moisés porque ele estava dis-
Vivemos num mundo agitado, ponível e quer usar você e eu, se
onde tudo é instantâneo, por isso estivermos disponíveis. Você já se
queremos que Deus faça as coisas disponibilizou para Deus? Se sua
instantaneamente. A mudança de resposta for afirmativa, diga comigo:
estratégia de Moisés se deu de for- “Qualquer coisa, em qualquer lugar,
ma prática; ele deixou de se fixar na a qualquer hora. Não importa o que
situação, aprendendo a organizar e o Senhor fará comigo, nem aonde
a delegar trabalho, a fim de que vai me levar ou quanto vai me cus-
outros o ajudassem a carregar a tar. Estou disponível!”.
74
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 24
Livro de Deuteronômio

Criação de Filhos Os filhos desta geração, no en-


A palavra “Deuteronômio” sig- tanto, tiveram fé para entrar em
nifica “repetição da Lei”. Neste li- Canaã. Agora, eles estavam acam-
vro, porém, é mais que isto. É um pados a leste do Rio Jordão, antes
livro inspirado por Deus a respeito de planejarem a travessia e a inva-
da Lei e, também, uma aplicação são da terra. Com exceção de Calebe
da Lei para a segunda geração do e Josué, toda a geração que recebeu
povo escolhido. a Lei pela primeira vez estava mor-
No Livro de Deuteronômio es- ta, por isso, antes de invadir Canaã,
tão registrados os sermões que Moisés quis que a segunda geração
Moisés pregou para o povo de Isra- ouvisse a Lei que foi transmitida
el, antes da travessia do Jordão e aos seus pais no Monte Sinai. Ele
invasão de Canaã. Os primeiros também quis que ela se comprome-
versículos são uma declaração do tesse, solenemente, a ensinar a Lei
que trata o livro. “São estas as de Deus aos seus filhos.
palavras que Moisés falou a todo o Às vezes, acontece isso com
Israel, além do Jordão, no deserto... alguns crentes; eles andam em cír-
Sucedeu que, no ano quadragési- culos durante anos, mas, num de-
mo, no primeiro dia do undécimo terminado momento, decidem con-
mês, falou Moisés aos filhos de Is- quistar sua Canaã espiritual e ex-
rael, segundo tudo o que o Senhor perimentar a vida em Cristo, para
lhe mandara a respeito deles” a qual foram chamados, e receber
(Deuteronômio 1.1,3). o que Deus tem para eles, como
Como aprendemos no Livro de aconteceu com os israelitas, no Li-
Números, os filhos de Israel esta- vro de Deuteronômio. Se esta for a
vam marchando no deserto havia sua situação, então o Livro de
quarenta anos. Eles tinham saído de Deuteronômio é para você.
Gósen, no Egito, passado pelo Outro tema importante de que
Monte Sinai e por Cades Barnéia. trata este livro é a Palavra de Deus
Como não tinham fé para invadir como realidade na vida do Seu
Canaã, caminharam em círculo pelo povo. Em um dos seus sermões,
deserto, onde uma geração inteira Moisés desafiou o povo a passar a
tinha perecido no deserto. Palavra de Deus para seus filhos.
75
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Os grandes sermões de Moisés o seu ser, conhecessem a Sua Pala-


Para alguns teólogos, o sermão vra e a transmitissem a seus filhos.
de Moisés de Deuteronômio 6:4-9 é
o mais importante, sendo conside- As quatro bases para
rado como uma confissão básica de criação de filhos
fé do judaísmo. Esta é a essência do Neste sermão, Moisés falou ao
sermão: “Ouve, Israel, o Senhor, povo sobre como ensinar seus filhos
nosso Deus, é o único Senhor. Ama- a serem povo de Deus. Este ensino
rás, pois, o Senhor, nosso Deus, de está fundamentado sobre quatro
todo o teu coração, de toda a tua al- bases. A primeira delas é a Palavra
ma e de toda a tua força. Estas pa- de Deus; se quisermos ensinar nos-
lavras que hoje te ordeno estarão no sos filhos a amarem a Deus, a base
teu coração; tu as inculcarás a teus é a Sua Palavra. As Escrituras en-
filhos, e delas falarás assentado em sinam, em Provérbios 22.6: “Ensi-
tua casa, e andando pelo caminho, na a criança no caminho em que
e ao deitar-te, e ao levantar-te. deve andar, e, ainda quando for
Também as atarás como sinal na tua velho, não se desviará dele”.
mão, e te serão por frontal entre os A Segunda base deste proces-
olhos. E as escreverás nos umbrais so educacional é a responsabilida-
de tua casa e nas tuas portas” de. Quem responde pela criação dos
(Deuteronômio 6.4-9). filhos? Para alguns esta responsa-
O sermão é mais longo, mas bilidade é do governo, através das
esta é a parte principal dele e repre- escolas públicas, que, segundo eles,
senta toda a mensagem do Livro de têm o dever de ensinar as crianças
Deuteronômio. O que Moisés esta- o que elas precisam saber. Outros
va realmente dizendo ao povo, an- dizem que a responsabilidade é da
tes de atravessar o rio Jordão e in- igreja, quando vão à Escola Bíbli-
vadir Canaã, era que Deus os tinha ca Dominical, semanalmente.
chamado para ser um povo que O Moisés colocou sobre os pais
amasse com todo o seu ser. Para a responsabilidade pela educação
demonstrar seu amor por Deus eles dos filhos e os desafiou a guardar
deveriam obedecer à Sua Palavra e, a Palavra de Deus nos corações
para isso, teriam que conhecê-la. para que pudessem ensiná-la aos
Deus queria que os filhos da- filhos. Ele foi taxativo na afirmação
quela geração fossem um povo que de que são os pais que devem ins-
O amasse com todo o seu ser; por truir os filhos na Palavra de Deus.
esta razão, a exortação de Moisés Em toda a Bíblia, encontramos
para que amassem a Deus com todo muitos textos reforçando esta ideia.
76
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

A terceira base se refere ao re- filhos é a realidade. Moisés disse:


lacionamento. Em seu sermão, “Amarás, pois, o Senhor, teu Deus,
Moises falou: “...tu as inculcarás a de todo o teu coração, de toda a tua
teus filhos, e delas falarás assen- alma e de toda a tua força. Estas
tado em tua casa, e andando pelo palavras que hoje te ordeno, esta-
caminho, e ao deitar-te, e ao levan- rão no teu coração; tu as inculcarás
tar-te” (Deuteronômio 6.7). Para a teus filhos” (Deuteronômio 6.5-7).
muitos pais isto é impossível, por- Nunca se esqueça que seus filhos
que eles nunca estão em casa quan- aprenderão muito mais com o que
do seus filhos acordam ou quando você é que com o que você diz.
vão para a cama. Jesus falou em Mateus 6.21:
É importante que interprete- “onde está o teu tesouro, aí estará
mos nossa cultura à luz das Escri- também o teu coração”. De manei-
turas, e não as Escrituras à luz da ra bem prática, analisemos como e
nossa cultura. O mandamento bíbli- onde temos gastado nosso dinheiro,
co não pode ser interpretado de nosso tempo, nossa energia e, então,
acordo com as circunstâncias que descobriremos onde está o nosso
envolvem o nosso trabalho. O nos- coração. Nossos filhos aprendem
so trabalho é que deve ser ajusta- mais observando nosso modo de
do à luz das Escrituras. O ensino de vida que ouvindo nossos sermões. O
Moisés sobre relacionamento entre que ensinamos aos nossos filhos
pais e filhos é eficaz para moldar a não está em nossos discursos, mas
cultura da família. É impossível nos valores que demonstramos ter.
seguir estes ensinos e não ver o Portanto, o modelo de criação
resultado refletido no relacionamen- de filhos ensinado por Moisés está
to familiar, que é parte vital do pro- firmado sobre estas quatro bases:
cesso de educação. Palavra de Deus, responsabilidade,
A quarta base para a criação de relacionamento e realidade.

77
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 25
Memórias dos Milagres

Todo o Livro de Deuteronômio no Livro de Êxodo, capítulo 20, com


enfatiza a obediência à Palavra de a repetição deles em Deuteronômio.
Deus. Quando Israel obedecia às Se você comparar atentamente estes
Leis de Deus, era abençoado; quan- dois registros, entenderá melhor a Lei
do deixava de obedecer, não usufruía de Deus. Em Deuteronômio, Moisés
as bênçãos de Deus. Moisés deu es- estava dizendo ao povo que tivessem
pecial destaque a este assunto em um coração voltado para Deus e Seus
seus sermões. Uma das palavras- mandamentos, pois, se assim o fizes-
chaves deste livro é “obedecer”. sem, eles e seus filhos seriam prós-
O principal objetivo dos primei- peros, de geração em geração.
ros sermões de Moisés, no Livro de O capítulo 8 de Deuteronômio
Deuteronômio, foi lembrar o povo traz outro sermão de Moisés, mui-
hebreu de como Deus tinha traba- to profundo e eloquente, que ressal-
lhado na vida de seus antepassa- ta a importância da obediência à Pa-
dos, além dos milagres que tinha lavra de Deus, mostrando como
operado. Ele esperava que os mila- podemos aprendê-la e qual o pro-
gres que Deus operou no deserto pósito dela para nossa vida. Deus
tivessem um efeito permanente e deu Sua Palavra porque quer que
profundo na vida daquela nova ge- saibamos como viver; Ele nos criou
ração e que eles os transmitissem e sabe como podemos ter uma vida
aos seus filhos. abundante. Jesus disse: “eu vim
Moisés também enfatizou em para que tenham vida e a tenham
seus sermões que eles nunca deve- em abundância” (João 10.10). Nes-
riam quebrar a aliança que tinham ta mensagem, Moisés dá instrução
com Deus. Os termos dessa alian- de como podemos viver esta vida
ça eram bem definidos e, se o povo abundante (Deuteronômio 8.1-14).
não os cumprisse, perderia o seu De acordo com Moisés, o con-
valor. Deus não teria a responsabi- teúdo da Palavra de Deus é, essen-
lidade de abençoá-los, caso eles cialmente, referente à vida. Se qui-
estivessem sendo desobedientes. sermos entender essa Palavra, há
O capítulo 5 é uma repetição duas maneiras de fazê-lo. Uma é
dos Dez Mandamentos. Compare a indo para um seminário para
declaração dos Dez Mandamentos, aprendê-la academicamente; porém,
78
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

se a Palavra de Deus é, sobretudo, Moisés deu continuidade aos


vida, outra maneira de estudá-la é seus sermões, falando sobre a gra-
vivendo-a na prática. A Palavra nos ça de Deus. Ele repetiu quatro ve-
faz entender a vida e a vida nos faz zes, para enfatizar bem, que eles
entender a Palavra. não tinham sido escolhidos por
Às vezes, Deus permite que Deus porque eram bons, nem por-
passemos por dificuldades, soframos que tinham conquistado o favor de
com as tempestades da vida, para Deus: “Quando, pois, o Senhor, teu
que nos voltemos para Ele e perce- Deus, os tiver lançado de diante de
bamos que Ele é a fonte da vida; ti, não digas no teu coração: Por
Deus é tudo o que precisamos para causa da minha justiça é que o
viver da maneira como Ele planejou Senhor me trouxe a esta terra para
que vivêssemos. É através das nos- possuí-la, porque, pela maldade
sas caminhadas pelo deserto que destas gerações, é que o Senhor as
Deus nos faz saber que “nem só de lança de diante de ti” (Deutero-
pão vive o homem”. O homem vive nômio 9.4). Esta é uma ilustração
pela obediência de cada detalhe da do que é a graça de Deus. A mise-
Palavra de Deus. Os filhos de Israel ricórdia de Deus impede que rece-
não aprenderam a Palavra de Deus bamos o que merecemos. A graça
num seminário, nem numa sinago- de Deus derrama sobre nós o Seu
ga. Eles a aprenderam na prática. favor e as Suas bênçãos que não
Este capítulo reserva outra lição merecemos. Deus não nos abençoa
para nós, sobre como nos guardarmos porque somos bons e mereçamos;
dos perigos que podem advir da pros- Deus nos abençoa porque Ele é bom
peridade. Ser abençoado com a pros- e porque nos ama. É isso o que a
peridade pode vir a ser um grande palavra “graça” significa.
desafio. Quando o povo foi punido por Moisés traça um perfil muito
causa da desobediência, aprendeu que claro e transparente da graça de
a Palavra de Deus é a chave para a Deus, no sermão do capítulo 9 de
vida; agora, Moisés estava instruin- Deuteronômio. Em toda a Bíblia,
do o povo a aplicar, nos tempos de você observa a ênfase sobre a gra-
bênção, o que tinha sido aprendido ça; a graça de Deus é um atributo
durante os tempos difíceis. O após- dinâmico, fonte da nossa salvação.
tolo Paulo ensina que “Aquele, pois, A graça de Deus não é conquista-
que pensa estar em pé, veja que não da nem dada como prêmio por cau-
caia” (I Coríntios 10.12). sa do nosso bom comportamento.

79
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 26
Outros Sermões de Moisés

Agora que já comentamos o A graça é uma espada de dois


sermão sobre graça, do capítulo 9, gumes, que corta pelos dois lados.
vamos considerar outro sermão de Primeiro, ela declara que o amor de
Moisés sobre a resposta do homem Deus e suas bênçãos não se basei-
à graça de Deus, no capítulo 10 do am em nosso merecimento. Quan-
Livro de Deuteronômio. do entendemos que as palavras gra-
“Agora, pois, ó Israel, que é que ça, misericórdia e amor expressam
o Senhor requer de ti? Não é que o caráter e a personalidade de
temas o Senhor, teu Deus, e andes Deus, percebemos, também, que
em todos os seus caminhos, e o por intermédio de nossos méritos
ames e sirvas ao Senhor, teu Deus, nunca conseguiremos conquistar o
de todo o teu coração e de toda a amor de Deus. Ele vai nos amar
tua alma, para guardares os man- sempre porque a essência de Deus
damentos do Senhor e os seus es- é misericórdia, graça e amor.
tatutos que hoje te ordeno, para o Como você responde à graça,
teu bem? Eis que os céus e os céus à misericórdia e ao amor de Deus?
dos céus são do Senhor, teu Deus, Uma mulher temente a Deus, que
a terra e tudo o que nela há. Tão viveu no século passado, disse:
somente o Senhor se afeiçoou a “prefiro ir para o inferno a entriste-
teus pais para amá-los; a vós ou- cer o Espírito Santo mais uma vez”.
tros, descendentes deles, escolheu Quando amamos a Deus com a
de todos os povos, como hoje se vê. consciência de que Seu amor é in-
Circuncidai, pois, o vosso coração e condicional, vamos querer agradá-
não mais endureçais a vossa Lo e não magoá-Lo. Esta deve ser
cerviz” (Deuteronômio 10.12-16). a motivação para tirarmos da nos-
Este texto fala de como respon- sa vida tudo aquilo que entristece
demos à graça de Deus, que nos a Deus, servindo-O e expressando
ama, mesmo quando erramos. nossa resposta a este amor em gra-
Nada que façamos fará com que ta e amorosa adoração.
Deus deixe de nos amar, porque o Depois de escrever sobre a gra-
Seu amor não é condicional. O amor ça de Deus e a salvação, o apóstolo
incondicional de Deus abastece Sua Paulo clamou: “E nós, na qualidade
misericórdia e Sua graça. de cooperadores com Ele, também vos
80
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

exortamos a que não recebais em vão cisa de dez por cento da nossa ren-
a graça de Deus” (II Coríntios 6.1). da; Ele apenas ordenou o dízimo
Assim como é pecado falar o para avaliar nosso comprometimen-
nome de Deus em vão, também é to com Ele. A verdade que devemos
pecado receber Sua graça em vão. aprender a respeito do dizimo é que
Se Deus nos ama e derrama sobre de tudo o que recebemos de Deus,
nós Sua graça, se não fizermos para suprimento das nossas neces-
nada com essa graça, estaremos sidades, devemos separar a décima
cometendo o pecado de usar o parte e devolvê-la para Ele. Deus
nome do Senhor em vão. No capí- sempre sabe se está ou não em pri-
tulo 10 de Deuteronômio, Moisés meiro lugar em nossas vidas; so-
também nos exorta a não receber- mos nós que, às vezes, não o sa-
mos a graça de Deus em vão. bemos. Por esta razão, Deus orde-
A seguir, encontramos, no ca- nou o dízimo, a fim de que mani-
pítulo 13, um sermão sobre a festemos que Ele está em primeiro
apostasia. Apostasia significa “afas- lugar em nossas prioridades.
tar-se da posição assumida anteri- Quando os hebreus foram para
ormente com Deus”. Moisés decla- a Terra de Canaã, a primeira cida-
rou ao povo que se um filho, uma de que conquistaram foi Jericó. Todo
filha, mulher ou o melhor amigo o despojo da cidade foi dedicado a
tentar afastar alguém de Deus, essa Deus, porque aquela era a primei-
pessoa deve ser morta sem pieda- ra cidade a ser conquistada. Duas
de. Moisés instruiu que quando palavras expressam a mensagem
aquele povo tomasse uma cidade essencial dos livros, capítulos e
apóstata deveria destruir tudo nela. versículos da Bíblia: “DEUS PRI-
Isto parece muito drástico, mas, se MEIRO”. Não é fácil colocar Deus
estudarmos os resultados da em primeiro lugar, mas tudo fica
apostasia nos cativeiros babilônico mais fácil, quando Ele ocupa essa
e assírio, veremos porque Deus era posição. Entregar o dízimo é um
tão severo a respeito da apostasia. meio de medir nosso grau de com-
No capítulo 14.22-28, Moisés prometimento com Deus.
ensina a respeito do dízimo. Rece- No capítulo 15.1-11, Moisés
bemos o mandamento de ofertar pregou sobre a importância de con-
um décimo de tudo o que recebe- tribuir para os pobres. A Lei de
mos. A essência do ensino sobre o Moisés e o Velho Testamento em
dízimo é que devemos sempre co- geral dão ênfase à prática da cari-
locar Deus em primeiro lugar em dade. Moisés instruiu que os
nossas vidas. Afinal, Deus não pre- dízimos do povo de Deus fossem
81
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

distribuídos para os levitas, para que Palavra de Deus e conduz sua vida
o clérico fosse remunerado; para com base nos conselhos nela con-
sustento dos estrangeiros necessita- tidos. Davi foi o segundo rei de Is-
dos, das viúvas e dos órfãos. Segun- rael e autor desse salmo.
do Jesus, sempre haverá pobres no No capítulo 18 de Deutero-
meio do povo (cf. Mateus 26.11); nômio, lemos o sermão austero de
por esta razão, Moisés recomenda: Moisés contra o ocultismo, onde ele
“não endurecerás o teu coração, nem usou uma linguagem direta para
fecharás as mãos a teu irmão pobre” deixar claro que Deus não aprova
(Deuteronômio 15.7). coisas como previsão do futuro ou
Como profeta, Moisés foi exce- mediunidade: “Quando entrares na
lente pregador da Palavra de Deus e, terra que o Senhor, teu Deus, te
como pregador da Palavra de Deus, der, não aprenderás a fazer confor-
ele foi excelente profeta. Em sua me as abominações daqueles po-
época não havia rei e foram neces- vos. Não se achará entre ti quem
sários mais 500 anos até que isso faça passar pelo fogo o seu filho ou
acontecesse. Veremos este assunto a sua filha, nem adivinhador, nem
mais detalhadamente, quando estu- prognosticador, nem agoureiro, nem
darmos o Primeiro Livro de Samuel. feiticeiro; nem encantador, nem
Entretanto, Moisés anunciou que um quem consulte os mortos; pois todo
dia Deus faria conforme o coração aquele que faz tal coisa é abomi-
do povo e lhe daria um rei, escreven- nação ao Senhor; e por estas abo-
do um mandamento, profeticamen- minações o Senhor, teu Deus, os
te, para os futuros reis de Israel, no lança de diante de ti. Perfeito se-
qual afirmava que cada rei deveria rás para com o Senhor, teu Deus.
ter uma cópia do Livro da Lei, man- Porque estas nações que hás de
tido pelos sacerdotes levitas, que possuir, ouvem os prognosticadores
deveria ser lido diariamente para e os adivinhadores; porém a ti o Se-
aprender a respeitar o Senhor e obe- nhor, teu Deus, não permitiu tal
decer aos Seus mandamentos. A lei- coisa” (Deuteronômio 18.9-14).
tura regular da Palavra de Deus im- Todos conhecem a frase “há
pediria que o rei se afastasse da Lei mais coisas entre os céus e a terra
de Deus e lhe proporcionaria um lon- que supõe nossa vã filosofia”. Como
go e bom reinado. você pode observar, a Bíblia não
No salmo primeiro, Davi traça diz que essas coisas não existem,
o perfil do homem abençoado, mas ordena que nos afastemos de-
como aquele que medita na Lei de las. Quando você se envolve em
Deus dia e noite, que tem prazer na previsão do futuro, em magias ou
82
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

outro tipo de práticas não recomen- de de sentenciar alguém à morte. A


dadas biblicamente, você está li- ênfase dos sermões de Moisés so-
dando com espíritos que não vêm bre pena de morte está na vítima do
de Deus. Através de Moisés, Deus crime. As Escrituras afirmam que a
proibiu, terminantemente, que Seu pena de morte limparia o mal do
povo se envolvesse com os espíri- meio de Israel.
tos das trevas. No capítulo 20, encontramos
O Livro de Deuteronômio tam- um sermão sobre fé. Gideão aplicou
bém tem um sermão sobre o Profe- este princípio, quando liderou um
ta Messiânico, onde Moisés diz: “O exército contra os midianitas, povo
Senhor, teu Deus, te suscitará um que tinha conquistado Israel (cf.
profeta do meio de ti, de teus ir- Juizes 7.1-7). “Qual o homem que
mãos, semelhante a mim; a ele plantou uma vinha e ainda não a
ouvirás, segundo tudo o que pedis- desfrutou? Vá, torne-se para casa,
te ao Senhor, teu Deus, em Horebe, para que não morra na peleja, e
quando reunido o povo: Não ouvirei outrem a desfrute. Qual é o homem
mais a voz do Senhor, meu Deus, que está desposado com alguma
nem mais verei este grande fogo, mulher e ainda não a recebeu? Vá,
para que não morra. Então, o Se- torne-se para casa, para que não
nhor me disse: Falaram bem aqui- morra na peleja, e outro homem a
lo que disseram” (Deuteronômio receba” (Deuteronômio 20.6,7).
18.15-17). Moisés anunciou à na- O conceito de “graça” e de “re-
ção de Israel que Deus tinha ouvi- denção” permeia todo o Livro de
do a oração do povo e que manda- Deuteronômio. A lei do parente re-
ria um profeta ao mundo através de dentor, em Deuteronômio 25, é uma
quem falaria com homem. figura do nosso Salvador Jesus Cris-
Deus deu ao povo uma palavra to. O conceito de “redentor” ou “re-
escrita maravilhosa, mas também denção” aparece pela primeira vez
queria falar além daquela palavra num contexto jurídico. Se entender-
escrita. Em Sua misericórdia e mos o conceito legal de redenção do
amor, Deus falaria com o povo atra- Velho Testamento, entenderemos
vés de um Profeta muito especial, como a redenção é aplicada no
o Messias, Sacerdote e Rei. Novo Testamento, em relação à
O capítulo 19 traz alguns ser- morte de Jesus Cristo na cruz. O
mões de igual importância, que tra- texto de Deuteronômio 25, que
tam dos crimes e da pena de mor- apresenta a lei sobre o parente
te. O enfoque dessa passagem não remidor, é a chave para o significa-
está no criminoso nem na dificulda- do e a aplicação do Livro de Rute.
83
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Encontramos no final dos livros à Sua Palavra; porém, se eles não


de Levítico, Deuteronômio e Josué obedecessem, teriam que lidar com
mandamentos muito importantes a oposição de Deus. Moisés encer-
da Palavra de Deus. Este é o ponto rou suas pregações, dizendo: “Os
principal de Deuteronômio. Algumas céus e a terra tomo, hoje, por tes-
das melhores pregações já feitas temunhas contra ti, que te propus
estão nos últimos capítulos de a vida e a morte, a benção e a
Deuteronômio, onde Moisés prome- maldição; escolhe, pois, a vida,
teu as bênçãos de Deus sobre o para que vivas, tu e a tua descen-
povo hebreu, se eles obedecessem dência” (Deuteronômio 30.19).

84
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 27
Livro de Josué

Posse da Herança cos sobreviventes da peregrinação


O Livro de Josué é, de certa no deserto, porque só eles fizeram
forma, o oposto do Livro de Núme- um relatório positivo, quando foram
ros. Enquanto este último fala da enviados para espiar Canaã. Deus
incredulidade, na qual o povo aca- viu que a fé deles era merecedora de
bou perecendo, o tema do Livro de recompensa e, quando tinha 80
Josué é sobre um tipo de fé que anos, Josué recebeu a ordem, atra-
leva à conquista e à posse de tudo vés de Moisés, seu líder, de levar o
que Deus deseja para o Seu povo. povo para a Terra de Canaã e con-
Já aprendemos no Livro de quistar sete grandes nações.
Êxodo, que o significado deste nome O relacionamento entre Moisés
corresponde à saída ou libertação e Josué era semelhante ao que ha-
do povo hebreu da escravidão no via entre Paulo e Timóteo (cf. II Ti-
Egito. Quanto ao Livro de Josué, móteo 2.2). Josué tinha 110 anos,
seu tema mais abrangente seria “A quando morreu, deixando um exem-
Posse da Herança”. plo de homem de força, lealdade e
Os nomes Jesus e Josué têm o grande fé.
mesmo significado; a diferença é que É interessante perceber como
o nome Jesus se deriva do grego e Deus trabalha na vida de um líder
Josué, do hebraico, equivalente a como Josué. Moisés recebeu a Pa-
“Ya-shu-a”, sendo que ambas signi- lavra de Deus no Monte Sinai, di-
ficam: “Salvador” ou “Jeová Salva”. retamente de Deus, no episódio da
A palavra-chave para liberta- sarça ardente, mas, com Josué foi
ção do Egito espiritual é “crer”. A diferente. Ele recebeu a ordem de
palavra-chave para entrar na Terra meditar na Palavra escrita, a Pala-
Prometida das bênçãos espirituais vra que Moisés tinha recebido de
é “obedecer”. Quando falamos em Deus. Como os reis de Israel que o
fé, falamos em obediência. A pala- seguiriam, Josué deveria refletir
vra fé significa compromisso com sobre a Palavra de Deus, dia e noi-
obediência. te, e obedecer aos mandamentos
Josué tinha quarenta anos, na nela contidos.
época do Êxodo. Lembre-se que Esta foi a promessa que o povo
Josué e Calebe foram os dois úni- hebreu recebeu, quando estava para
85
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

atravessar o rio Jordão e invadir abençoado com toda sorte de bên-


Canaã: “Todo lugar que pisar a planta ção espiritual, nas regiões celestiais,
do vosso pé, vo-lo tenho dado, como em Cristo” (Efésios 1.3). Deus já nos
eu prometi a Moisés” (Josué 1.3). deu o título de proprietários de to-
Toda aquela terra tinha sido das as bênçãos espirituais; só pre-
dada a ele e os termos de proprieda- cisamos tomar posse delas.
de eram plenos, mas não os termos No Livro de Josué, essas bên-
de possessão. A lei de possessão era çãos estão representadas através da
a seguinte: todo metro quadrado da Terra Prometida, enquanto que, no
Terra de Canaã onde eles colocas- texto de Paulo, elas se encontram
sem a planta do pé lhes seria dado, em Cristo; portanto, se quisermos to-
nem mais nem menos que isso. mar posse delas, devemos habitar em
A mesma coisa acontece em Cristo, entrando nas regiões celes-
relação às bênçãos espirituais. Exis- tiais, porque é lá que elas estão.
tem muitas bênçãos espirituais dis- Outros autores do Novo Testa-
poníveis para nós hoje: a oração, a mento escreveram sobre a posse
própria Bíblia, comunhão, adora- das bênçãos espirituais, como o
ção, tudo isto Deus dá ao crente. apóstolo Pedro, que diz: “Visto
Alguns tomam posse destas bên- como, pelo divino poder, nos têm
çãos, outros não. Você toma pos- sido doadas todas as coisas que
se da oração, orando; da adoração, conduzem à vida e à piedade, pelo
adorando; toma posse das Escritu- conhecimento completo daquele
ras, quando lê a Palavra de Deus e que nos chamou para a sua própria
a pratica. glória e virtude” (II Pedro 1.3).
Alguns estudiosos da Bíblia Pedro era um homem de pouca,
dizem que a Carta de Paulo aos ou nenhuma instrução formal (cf.
Efésios é para o Novo Testamento Atos 4.13 e I Pedro 5.12). Mesmo
o que o Livro de Josué é para o não sendo um estudioso, tornou-se
Velho Testamento. Nessa carta, um gigante espiritual, porque conhe-
Paulo fala aos efésios acerca das cia Deus. De acordo com Pedro,
bênçãos espirituais que temos em Deus já nos deu tudo o que precisa-
Cristo, das quais, através dEle, mos para vivermos como Seus ser-
podemos tomar posse. vos; contudo, para tomarmos pos-
O versículo-chave do Livro de se dessas bênçãos espirituais é ne-
Josué está em Josué 1.3, assim cessário estabelecermos um estrei-
como o da Carta aos Efésios, onde to relacionamento com Deus.
lemos: “Bendito o Deus e Pai de nos- Josué, Paulo e Pedro afirmam
so Senhor Jesus Cristo, que nos tem que a ponte da fé transpõe o abis-
86
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

mo que existe entre tudo o que Deus aceitamos como nosso Salvador. Ao
nos deu e a nossa capacidade para colocarmos nossa fé nEle, somos
tomar posse do que nos foi dado. libertos dos nossos pecados, ou
Encontramos dezesseis ilustra- seja, do “Egito espiritual”. A inva-
ções de fé, no Livro de Josué. Quan- são e a conquista de Canaã ilus-
do Deus quis ensinar sobre fé, no tram a qualidade de vida que Deus
Livro de Gênesis, Ele o fez através planejou para o povo que já foi sal-
da vida de Abraão, num relato que vo do “Egito” de suas vidas.
abrange doze capítulos. Fé é um O apóstolo Paulo conta que
assunto tão importante para Deus, Deus nos salva pela graça, através
que todo intento do Livro de Josué da fé. De acordo com Paulo, nossa
é mostrar como viver e andar pela salvação não vem de nenhuma con-
fé, em direção às bênçãos espiritu- quista da nossa parte; é um dom de
ais que Ele nos deu. Deus; não é resultado das nossas
O tema do Livro de Josué é a boas obras, embora tenhamos sido
Terra de Canaã, que deve ser inva- salvos para praticá-las. Deus quer
dida e suas cidades conquistadas que andemos na prática de boas
uma a uma. A mensagem e aplica- obras, pois elas fazem parte do pro-
ção do Livro de Josué não se res- pósito da nossa salvação.
tringem apenas à posse de um lu- A razão porque não tomamos
gar geográfico, mas, num sentido posse do que nos pertence pode ser
figurado, às possessões espirituais. devido ao fato de não sabermos como
A Terra de Canaã ilustra o pro- fazer para que tal aconteça, por isto,
pósito da salvação do povo escolhi- Deus nos deu o Livro de Josué, o
do, que foi liberto do Egito, salva- primeiro livro histórico do Velho Tes-
ção esta que hoje podemos receber, tamento, para nos mostrar a quali-
quando cremos em Jesus Cristo dade de fé que nos leva a tomar pos-
como o unigênito Filho de Deus e O se da nossa herança espiritual.

87
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 28
Um Panorama da Fé

O Livro de Josué registra a Não cesses de falar deste Livro da


conquista da Terra de Canaã, reve- Lei; antes, medita nele dia e noite,
lando um Panorama de fé. Capítu- para que tenhas cuidado de fazer
lo após capítulo, este livro é um re- segundo tudo quanto nele está es-
lato de exemplos e advertências que crito; então farás prosperar o teu
mostram o que é e o que não é fé. caminho e serás bem sucedido”
Esses capítulos estão ligados por (Josué 1.1-3,6-8).
alertas sobre os perigos do mundo, Podemos observar, nos primei-
da carne e do diabo. ros capítulos do Livro de Josué, o
A primeira coisa que veremos é que chamamos de as “Perplexidades
o que chamamos de “A Transição da da Fé”. À medida que crescemos na
Fé”, que ocorreu com a mudança da fé, também nos deparamos com
liderança de Moisés para Josué: certos problemas que geram pergun-
“Sucedeu, depois da morte de tas desafiadoras; porém, se pudés-
Moisés, servo do Senhor, que este semos eliminar todos os obstáculos
falou a Josué, filho de Num, servi- que geram estas perguntas, nossa
dor de Moisés, dizendo: Moisés, meu fé se tornaria desnecessária.
servo, é morto; dispõe-te, agora, A personagem Raabe, no capí-
passa este Jordão, tu e todo este tulo 2 deste livro, é um dos pontos
povo, à terra que eu dou aos filhos que, para muitas pessoas, gera per-
de Israel. Todo lugar que pisar a guntas a respeito da fé. Quando os
planta do vosso pé, vo-lo tenho homens do rei de Jericó foram à
dado, como eu prometi a Moisés... casa de Raabe procurar pelos ju-
Sê forte e corajoso, porque tu farás deus, ela os mandou em outra dire-
este povo herdar a terra, que, sob ção e Deus a abençoou por isso. No
juramento, prometi dar a seus pais. capítulo da fé, Hebreus 11, Raabe
Tão somente sê forte e mui corajo- foi lembrada como uma heroína da
so para teres o cuidado de fazer fé. Se observarmos essa história
segundo toda a lei que meu servo mais de perto, veremos porque
Moisés te ordenou; dela não te des- Raabe foi mencionada como exem-
vies, nem para a direita nem para plo: “Pela fé, Raabe, a meretriz, não
a esquerda, para que sejas bem foi destruída com os desobedientes,
sucedido por onde quer que andares. porque acolheu com paz aos espias”
88
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

(Hebreus 11.31). Quando os espias No capítulo 4, os filhos de Is-


enviados por Josué foram até a casa rael construíram um “Altar de Fé”.
de Raabe, ela lhes disse: “Bem sei Quando eles tinham que atravessar
que o Senhor vos deu esta terra, e o rio Jordão, mesmo sendo época
que o pavor que infundis caiu sobre das cheias, as águas se partiram e
nós, e que todos os moradores da eles atravessaram sobre terra seca.
terra estão desmaiados ...Porque o Ao finalizar a travessia, construíram
Senhor, vosso Deus, é Deus em um altar de pedras como memorial
cima nos céus e embaixo na terra” por este milagre, para que seus fi-
(Josué 2.9,11b). lhos nunca se esquecessem do que
A partir de então, os espias fi- Deus lhes fizera.
zeram uma aliança com ela e prome- No capítulo 5, aprendemos
teram poupar sua vida, por causa da sobre “Os pré-requisitos da Fé”.
sua fé. Ela creu que o povo judeu Antes de invadir Canaã, eles rece-
era o povo de Deus e que o Deus beram a ordem de circuncidar todos
dos judeus era o Deus vivo e verda- os homens do povo, pois a segun-
deiro. Raabe passou a fazer parte da geração ainda não tinha sido
do povo de Deus porque teve fé. circuncidada. Esta história é um
No capítulo 3, encontramos “A belo exemplo de autêntica fé e obe-
Afirmação da Fé”. Quando Deus ten- diência. Antes de você entrar na
ta nos dar fé para entrarmos na nos- Terra Prometida, deve observar se
sa Canaã espiritual, Ele geralmente há algum pecado em sua vida ou
prova nossa fé para nos encorajar. alguma coisa da qual você tenha
Vemos isso na vida de Gideão, que que se apartar.
colocou Deus à prova com o novelo Quando estudamos o Livro de
de lã e Deus o honrou. Davi afirma Gênesis, aprendemos que muitos
que “O Senhor firma os passos do crentes professos preferem contornar
homem bom” (Salmo 37.23). o altar do arrependimento, o mesmo
Deus provou a Josué e ao povo que Abraão construiu na sua cami-
que Suas bênçãos estavam sobre este nhada de fé. Essas pessoas não per-
líder, assim como estiveram sobre mitem que Deus trate dos seus peca-
Moisés. Deus também operou mila- dos, mas nós devemos nos arrepen-
gres para fortalecer a fé do povo. O der antes de nos posicionarmos para
propósito desses milagres era mos- receber as bênçãos de Deus, que re-
trar que Deus estava com ele e que sultam da nossa fé. A circuncisão de
lhe concederia a vitória, quando ele todo o povo de Israel representou um
atacasse aquelas cidades fortifica- comprometimento de fé em seus co-
das, como aconteceu com Jericó. rações, já que o significado de cir-
89
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

cuncisão, no Velho Testamento, é todos os dias, durante seis dias.


muito semelhante ao do batismo, No sétimo dia deveriam mar-
no Novo Testamento. char ao redor da cidade sete vezes,
No final do capítulo 5, encontra- totalizando treze vezes. A cidade
mos “Um Chamado de Fé”. Josué era protegida por um muro tão lar-
tinha ordenado que nenhum soldado go que havia casas em cima dele.
empunhasse a espada. Qualquer As mulheres e as pessoas fracas,
exército acampado a leste do Jor- que não podiam portar armas, fica-
dão, em completa escuridão, pode- vam em cima dos muros jogando
ria facilmente sofrer infiltração do brasas, pedregulhos ou qualquer
inimigo e ser atacado. Por isso, eles outra coisa com que pudessem
receberam a ordem para não ficar atingir as cabeças dos invasores.
com a espada na mão; se vissem Na história do povo de Israel,
alguém armado, saberiam, de ime- um importante general, chamado
diato, que se tratava de um inimigo. Abimeleque, recebeu uma triste e
Na noite anterior ao ataque de vergonhosa marca, porque se apro-
Jericó, Josué estava andando pelo ximou demais de um muro, quan-
acampamento, quando viu um ho- do atacava uma cidade; uma mu-
mem com uma espada na mão. En- lher jogou uma pedra sobre sua
tão, perguntou: “És tu dos nossos ou cabeça, fraturando-lhe o crânio.
dos nossos adversários?”. E a res- Abimeleque disse, então, ao seu
posta foi: “Sou príncipe do exército escudeiro: “Desembainha a tua
do Senhor!”. A Bíblia conta que espada e mata-me, para que não
Josué caiu diante desse homem, se diga de mim: Mulher o matou”
adorou-O e disse: “Que diz meu (Juizes 9.54). Este episódio se tor-
Senhor ao seu servo?”. O Príncipe nou uma espécie de provérbio para
do Exército respondeu: “Descalça as o exército de Israel do que não se
sandálias dos pés, porque o lugar pode fazer: “Cuidado! Nunca se
em que estás é santo. Foi isso que aproximem demais dos muros!
Josué fez”. (Josué 5.13-15). Lembrem-se do que aconteceu com
De acordo com o capítulo 6 Abimeleque!”.
deste livro, o plano de batalha que No entanto, Deus mandou
Josué recebeu do Senhor, naquela Josué levar o povo para os muros
noite, consistia no seguinte: toda de Jericó e marchar ao redor dele
população de Israel deveria deixar o treze vezes! Esta era a primeira
acampamento, marchar até os mu- missão militar de Josué e ele esta-
ros da cidade de Jericó e, depois, ao va ansioso por mostrar toda sua
seu redor. Eles deveriam fazer isto habilidade em estratégias militares.
90
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

De fato, mais tarde, ele se mostrou Você tem este tipo de fé? Pes-
um estrategista militar brilhante. soas que enxergam tudo com os
Embora este plano de batalha pa- olhos da mente acham que este tipo
recesse estranho, Josué seguiu à de fé não funciona mais; porém,
risca cada passo, porque era o pla- Jesus ensinou Seus seguidores a
no de Deus! primeiro obedecerem: “Se alguém
A ordem era não dizer uma quiser fazer a vontade dele, conhe-
única palavra enquanto estivessem cerá a respeito da doutrina, se ela
marchando ao redor dos muros de é de Deus ou se eu falo por mim
Jericó, o que deve ter causado mui- mesmo” (João 7.17).
ta estranheza àquele povo, pois O rei Davi escreveu, no Salmo
ninguém jogou nada neles. No sé- 27, versículo 13: “Eu creio que ve-
timo dia, depois de marchar sete rei a bondade do Senhor na terra
vezes ao redor da cidade, Josué dos viventes”. Muita gente acha que
ordenou que o povo gritasse! tem que “ver para crer”, mas a Pa-
O Livro de Hebreus conta que lavra de Deus ensina que é “crer
os muros de Jericó caíram pela fé. para ver”. Observamos este padrão
Com certeza, Josué precisou de de fé ilustrado na batalha de Jericó.
muita fé para expor todo o povo Deus ainda nos chama para
àquela situação todos os dias, du- executar os Seus planos. Pode ser
rante sete dias, e mais sete vezes que esse chamado implique em um
no último dia. teste para a nossa fé, da mesma
A batalha de Jericó ensina o maneira que o plano de batalha de
tipo de fé que precisamos para en- Jericó foi um teste para a fé de
trar na “Terra Prometida” e vivermos Josué. Conhecendo Deus, sabemos
como servos do Senhor: uma fé prá- que Seu chamado jamais nos leva-
tica, que caminha, o tipo de fé que rá onde Sua graça não possa nos
é pura obediência. A fé que andou sustentar. Se você sabe que Deus o
e funcionou naquele dia foi a fé que está guiando a fazer algo, simples-
venceu a batalha de Jericó, através mente faça. O Livro de Josué ensi-
de Josué e do povo de Israel. Este na que a fé é prática; quando ela o
tipo de fé também pode funcionar e faz caminhar, funciona e, quando
vencer suas batalhas hoje! funciona, ganha batalhas.

91
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 29
Os Inimigos da Fé

Depois que Israel foi derrotado fora confiscado. Deus mandou


na cidade de Ai, Josué caiu com o Josué passar em revista as doze
rosto em terra, em oração, e Deus lhe tribos de Israel e, quando Deus
respondeu com a pergunta: “Por que mostrou qual era a tribo culpada,
estás prostrado assim sobre o rosto? Josué prosseguiu com a vistoria,
Israel pecou; eles quebraram a ali- passando por todos os clãs daque-
ança que haviam feito comigo” la tribo, até que Deus revelou qual
(Josué 7.10,11). Quando vemos as era o clã culpado. Todas as famíli-
evidências gloriosas da presença de as daquele clã passaram por uma
Deus em nossa vida, adquirimos co- revista, homem por homem, até
ragem para continuar caminhando e chegar em “Acã”, o culpado pelo pe-
a nossa fé é acrescentada. Porém, cado. Ele confessou que se apossa-
quando parece que Deus não está ra de ouro, prata e uma capa, os quais
conosco, devemos buscá-lo até des- enterrou em sua tenda. Este homem
cobrirmos o motivo da sua ausência. foi executado sumariamente.
Lemos no Livro de Êxodo, que Esses episódios nos servem de
os filhos de Israel estavam com o exemplos e advertências (cf. I
Mar Vermelho à sua frente e o exér- Coríntios 10.11). Assim como a fé
cito egípcio às suas costas, prestes de Josué é um exemplo para nós, a
a atacá-los, quando Deus também desobediência de Acã é uma adver-
fez a Moisés uma pergunta: “Por tência para a qual devemos estar
que clamas a mim? Diga aos filhos atentos. Quando Deus coloca o dedo
de Israel que marchem” (Êxodo sobre um tipo de pecado, devemos
14.15). Deus perguntou a Moisés nos apartar dele para que as Suas
por que ele estava orando, quando bênçãos venham sobre nossa vida
deveria mandar o povo continuar (cf. Romanos 8.13; Colossenses
em direção ao mar! 3.5,6). Temos muito que aprender
Como Jericó foi a primeira cida- com o episódio da vida de Acã.
de a ser conquistada em Canaã, a
lei do dízimo ordenava que todo o O mundo, a carne e o diabo
espólio da primeira cidade fosse en- A exortação que recebemos da
tregue ao Senhor; no entanto, Acã Bíblia é que não amemos o mundo
pegou para si um pouco daquilo que nem as coisas que há no mundo (cf.
92
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

I João 2.15). Por isso, durante sé- eles, quando imploraram, dizendo
culos, pessoas tementes a Deus têm que não eram da terra de Canaã,
usado a experiência de Acã para mas de uma terra distante. Depois
exortação. A derrota de Israel, na que o acordo foi feito, os filhos de
cidade de Ai, é um alerta para que Israel descobriram que eles não
não sejamos derrotados na luta eram de terras distantes, mas dali
contra nossa carne. Jesus ensinou: mesmo, de Canaã. Devido ao acor-
“...o espírito, na verdade, está pron- do que fizeram, os gibeonitas não
to, mas a carne é fraca” (Mateus puderam ser exterminados, por isso
26.41). A carne é a natureza huma- se tornaram escravos dos israelitas.
na sem o tratamento de Deus. Como No Livro de Josué, os gibeoni-
a carne nos leva a derrotas espiri- tas representam um dos inimigos da
tuais, a derrota de Israel em Ai é fé. O primeiro inimigo da nossa fé,
uma alegoria da carne. o mundo, é ilustrado pela cidade de
Depois da cidade de Ai, outra Jericó. A história de Acã é uma ale-
nação com quem Israel se depara é goria dos nossos desejos pelas coi-
a nação dos “gibeonitas”. A expe- sas deste mundo. Acã desejou o ou-
riência de Israel com este povo, re- ro, a prata e as roupas deste mun-
gistrada no livro de Josué, é uma do; muitas vezes também deseja-
alegoria do terceiro inimigo da fé, mos coisas que nos desviam dos
que é o diabo. Como aconteceu propósitos de Deus.
com Raabe, os gibeonitas também A derrota sofrida pelo exército
viram que o povo de Israel estava em Ai representa a carne. Como os
entrando em Canaã e saqueando filhos de Israel não levaram o exér-
aquela terra. Eles sabiam que mor- cito de Ai a sério, acabaram sendo
reriam, por isso usaram uma estra- derrotados. Só depois de atentar
tégia para enganar os israelitas. para a ameaça do adversário foi que
Eles gastaram seus sapatos nas eles conseguiram derrotar aquele ini-
pedras até que estes parecessem migo. A mesma coisa acontece,
velhos, como se estivessem sendo quando subestimamos o que a Bí-
usados há anos; também fizeram blia chama de nossa “carne”. O Espí-
com que suas roupas parecessem rito pode vencer a carne, quando re-
bem gastas. Apesar de estarem vi- conhecemos que ela representa uma
vendo em terras que deveriam ser séria ameaça à nossa fé. Nunca
conquistadas, eles fingiram ter vin- subestime o impacto que a carne
do de uma terra distante. pode causar na sua caminhada de fé.
Sem consultarem o Senhor, os Os gibeonitas conseguiram um
israelitas fizeram um acordo com acordo com os israelitas, através
93
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

da mentira e do engano. É assim mas conservou a visão dos cachos de


que o diabo trabalha. Martinho Lu- uva que viu, juntamente com Josué,
tero escreveu um hino que fala quando espiaram a terra de Canaã.
como o diabo atua: “com força e Os outros dez espias, no en-
com furor nos prova o tentador, tanto, tinham suas mentes focadas
com artimanhas tais e astúcias in- nas dificuldades, conforme vimos
fernais, que iguais não há na terra”. no estudo do Livro de Números.
O diabo pode se transformar num Calebe não enxergava os gigantes
anjo de luz (cf. II Coríntios 11.14). porque sabia que seu Deus era
Geralmente ele se aproxima de for- maior. Após a entrada dos israelitas
ma muito amável e atraente. Por em Canaã, Calebe conquistou e
exemplo: se Deus está chamando possuiu a cidade de Hebrom, a qual
você para ser um médico missioná- Moisés lhe havia prometido.
rio, o diabo não vai lhe tentar para Também existe “Um Perfil Nega-
que você entre para uma quadrilha tivo de Fé”, no Livro de Josué. Além
de assaltos a bancos; ele vai ten- dos dez espias, o fato de os filhos
tar sugerir a você que seja um óti- de Israel não terem conquistado to-
mo e próspero médico aí mesmo das as nações de Canaã, como Deus
onde você está. Se Deus quer que ordenou que fizessem, representa
você seja um médico missionário, um perfil negativo de fé. Se eles ti-
então esse é o melhor plano para vessem cumprido todo o plano de
sua vida. Satanás nos tenta, con- Deus, não iríamos estudar, no livro
vencendo-nos a fazer aquilo que é seguinte, que Israel foi escravizado
bom, mas não o que é o melhor. Por sete vezes por aquelas nações que
esta razão, podemos dizer que o eles deixaram de conquistar.
maior inimigo do melhor é o bom. É Chamamos o último exemplo de
exatamente sobre isto que falam os fé do Livro de Josué de “Um Veredic-
capítulos 7 ao 9 do Livro de Josué. to de Fé”. Este líder desafiou o povo
Há mais ilustrações e lições de a selar sua fé, firmando uma aliança
fé, no final deste livro. A vida de com Deus. Ele estabeleceu o exem-
Josué e de Calebe representa “Um plo: “Eu e a minha casa serviremos
Perfil Positivo de Fé”. Calebe foi o es- ao Senhor” (Josué 24.15). Josué
pia que, junto com Josué, fez um re- selou sua fé com uma aliança. Ele
latório positivo de Canaã. Ele nun- deixou claro que ele e sua casa colo-
ca perdeu a visão que teve da terra cariam Deus em primeiro lugar e O
e, durante todo o tempo em que an- serviriam. Quando Josué desafiou o
dou pelo deserto, Calebe viu o povo povo a se juntar a ele nessa aliança,
lamentar e passar por dificuldades, o povo fez a escolha: “Longe de nós
94
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

abandonarmos o Senhor para servir- Você já assumiu um compro-


mos a outros deuses” (Josué misso de fé com Deus? Você já to-
24.16). Josué continuou o seu ser- mou a decisão no seu coração de
mão: “Sois testemunhas contra vós servir a Deus em primeiro lugar,
mesmos de que escolhestes o Se- junto com sua família? Junte-se a
nhor para servi-lo” (Josué 24.22). esses exemplos de fé que vimos
O livro finaliza com Josué cha- neste livro histórico do Velho Testa-
mando o povo à responsabilidade, da mento. Reflita, atentamente, sobre
mesma forma que Moisés fez, no fi- a maneira como esse livro termina.
nal dos livros de Levítico e Deuteronô- Depois deixe que o Espírito Santo
mio. Moisés e Josué desafiam nossa o leve a assumir um compromisso
fé a um veredicto; eles nos desafiam com o Senhor Deus e a estabelecer
a firmar o compromisso de colocar uma aliança de fé como a que vi-
Deus em primeiro lugar em nossa vida! mos no Livro de Josué.

95
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 30
Livro de Juízes

A Agonia da Apostasia lavra “apostasia” significa “afastar-


O Livro de Juízes corresponde se de”; aqui, tem o sentido de afas-
ao período de quatrocentos anos de tar-se da fé. No último capítulo de
História dos Hebreus. O relato des- Josué, lemos que o povo de Israel
te livro se inicia a partir da morte havia firmado um compromisso de
de Josué e da conseqüente falta de fé, através de uma aliança. Josué
liderança que sucedeu esse aconte- havia dito: “...escolhei, hoje, a
cimento. Este livro descreve como quem sirvais... eu e a minha casa
os israelitas ficaram sem direção ser viremos ao Senhor” (Josué
em decorrência da morte de Josué, 24.15). O povo fez juramento a
além dos erros cometidos pelos Josué de servir e obedecer a Deus
juízes no treinamento de líderes, em primeiro lugar: “Ao nosso Senhor,
que os substituiriam e dariam con- nosso Deus, serviremos e obedece-
tinuidade à visão que Deus lhes ti- remos à sua voz” (Josué 24.24).
nha dado para guiar o povo. Por Esta foi a escolha que fizeram para
esta razão, tomamos como versícu- eles e para suas famílias. A apos-
lo-chave desta narrativa Juízes tasia, portanto, foi o afastamento
17.6: “Naqueles dias, não havia rei do compromisso que fora firmado
em Israel; cada qual fazia o que com Deus.
parecia reto aos seus olhos”. Alguns
estudiosos acreditam que Samuel Um ciclo de apostasia
tenha sido o autor do Livro de Juí- O Livro de Juízes conta o ciclo
zes. Como não havia rei em Israel de apostasia, pelo qual sete vezes o
durante o período histórico relata- povo de Israel passou, durante um
do neste livro, é bem provável que período de quatrocentos anos. Ima-
o autor tenha sido alguém que es- ginemos um relógio com o primeiro
creveu durante o período da monar- ciclo se iniciando ao marcar doze
quia. Os dias em que os juízes go- horas. Neste horário, o povo está
vernaram foram tempos negros na em obediência a Deus; uma hora
história dos hebreus. depois, os filhos de Israel se afastam
A mensagem do Livro de Juízes de Deus; às duas horas, o povo se
trata de um problema básico do corrompe moralmente e, às três ho-
povo, chamado “apostasia”. A pa- ras, politicamente; às quatro horas,
96
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

surge um inimigo poderoso; às cin- apóstolo Paulo, somos alertados


co horas, Israel é conquistado por desse perigo: “Aquele, pois, que
esse inimigo. Quando os ponteiros pensa estar de pé, veja que não
deste relógio estiverem marcando caia” (I Coríntios 10.12). Não é
seis horas em ponto, o povo de Is- porque já entramos na nossa
rael é escravizado. À medida que os “Canaã”, que não podemos nos
ponteiros caminham para sete ho- afastar da nossa fé. O Livro de
ras, os filhos de Israel têm um Juízes mostra que os filhos de Is-
reavivamento espiritual; o povo de rael quebraram diversas vezes a
Deus clama por misericórdia e, às aliança que tinham firmado com
oito horas, Deus levanta um líder; às Deus. Quando apostatamos da fé,
dez horas, acontece uma revolução acabamos pagando um preço alto.
que dá vitória ao Seu povo. Exata- A segunda aplicação se refere à
mente às doze horas, os filhos de apostasia cometida pelo país, a a-
Israel estão, novamente, na posição postasia nacional. Assim como a
inicial, servindo ao Senhor. nação de Israel, que passou por esse
Durante algum período, tudo ciclo de apostasia tantas vezes, ou-
vai bem, até que lemos as palavras: tras nações correm o mesmo risco.
“Então, fizeram os filhos de Israel Por um período de tempo, a
o que era mau perante o Senhor”. Terra Santa foi o “Quartel General de
Neste momento, percebemos que Deus” e Jerusalém, a capital espiri-
está se iniciando mais um ciclo de tual do mundo. No entanto, os líde-
apostasia. Os filhos de Israel tive- res espirituais se afastaram de Deus
ram paz por um período de até oi- e rejeitaram Jesus Cristo. Quando
tenta anos, até que surgia nova Jesus chegou a Jerusalém, naquele
apostasia e o ciclo se repetia, o que Domingo de Palmas, disse aos líde-
ocorreu sete vezes neste livro. res religiosos: “Portanto vos digo que
Há, pelo menos, duas aplica- o reino de Deus vos será tirado e
ções práticas que podemos tirar será entregue a um povo que lhe
desses episódios relatados no Livro produza os respectivos frutos. Quem
de Juízes e a primeira é de ordem cair sobre esta pedra será despeda-
pessoal. Será que nós, também, çado, mas aquele sobre quem ela
podemos acabar nos afastando da- cair será reduzido a pó” (Mateus
quilo em que cremos? O Livro de 21.43,44). Em outras palavras,
Juízes diz que “sim”, que é possível Deus vai deslocar seu “quartel-gene-
que isso aconteça conosco também. ral” para outro país que produza fru-
Através de Moisés, no Livro de tos para o Seu Reino.
Deuteronômio, e, também, pelo Assim Jesus tirou o Reino dos
97
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

líderes religiosos de Israel e o entre- ensino da Palavra de Deus.


gou à Sua Igreja, a quem é dirigido Portanto, no Livro de Juízes,
o ensino sobre a apostasia. Existe encontramos aplicações para nossa
apenas uma interpretação, mas vá- vida pessoal, institucional e nacio-
rias aplicações dos ensinos bíbli- nal. A mensagem deste livro é um
cos; quanto à apostasia, pode ser alerta para que estejamos sempre “na
aplicada a todos os ministérios li- posição dos ponteiros, ao meio-dia”,
gados a igrejas, universidades, se- adorando e servindo a Deus todo o
minários e escolas, destinados ao tempo, com todo o nosso coração.

98
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 31
Coisas Extraordinárias Através de Pessoas Comuns

Além de todas as admoesta- seguinte a seu respeito: “Veio sobre


ções contra a apostasia, existem ele o Espírito do Senhor, e ele jul-
muitas lições pessoais para nossa gou a Israel; saiu à peleja, e o Se-
vida no Livro de Juízes. nhor lhe entregou nas mãos a Cusã-
Otniel foi o primeiro juiz e, de Risataim, rei da Mesopotâmia, con-
acordo com as Escrituras, sua úni- tra o qual ele prevaleceu” (Juízes
ca credencial foi ter sido sobrinho 3.10). Deus tem prazer em usar
de Calebe; quanto a Eúde, destaca- pessoas comuns para realizar coisas
se o fato de ser canhoto. Já a juíza incomuns e extraordinárias através
Débora ficou conhecida como uma delas, quando essas pessoas estão
mãe em Israel, incumbindo-se da sob o controle do Seu Espírito. É
responsabilidade de convencer e isto o que o Novo Testamento cha-
encorajar o militar Baraque, a fim ma de ser cheio do Espírito Santo.
de que ele entrasse na guerra por Vemos isso na vida do juiz
Israel. Quando outro juiz, Gideão, Eúde, cuja única credencial era ser
foi chamado disse: “Ai, Senhor meu! canhoto. Israel tinha sido conquis-
Com que livrarei Israel? Eis que tado pelos moabitas, então sob o
minha família é a mais pobre em reinado de Eglom. Quando uma
Manassés, e eu, o menor da casa nação era conquistada por outra,
de meu pai” (Juízes 6.15). Uma ca- ficava obrigada a pagar impostos
racterística comum a todos esses altíssimos à nação vencedora. Eúde
juízes é que todos eles eram pesso- liderou um grupo até o palácio de
as absolutamente comuns. Eglom, na capital de Moabe, a fim
Você se considera uma pessoa de pagar os impostos devidos por
comum? Por acaso você acha que Israel. Antes de sair para esta mis-
Deus não pode usá-lo porque você são, ele fez uma faca de uns vinte
não é uma pessoa com muitos ta- centímetros de comprimento. Quan-
lentos? O Livro de Juízes vai mos- do Eúde se apresentou diante do rei
trar a você que Deus tem prazer em Eglom, disse: “Tenho uma palavra
fazer coisas extraordinárias através secreta a dizer-te, ó rei” (Juízes
de pessoas comuns, como você e eu. 3.19). A Bíblia conta que com sua
Otniel era filho do irmão mais mão esquerda Eúde puxou a faca e
novo de Calebe. A Bíblia conta o matou o rei, iniciando uma revolu-
99
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

ção que derrotou os moabitas. O bora e ver se ela própria acredita-


único detalhe que sabemos sobre va nas palavras de vitória da parte
Eúde é que ele era canhoto! Isso era de Deus, ele disse que só iria se ela
tudo o que ele tinha para oferecer ao também fosse. Débora concordou
Senhor e Deus usou esta sua carac- em ir, mas avisou Baraque: “Certa-
terística de maneira tremenda. E mente, irei contigo, porém não será
você? Já ofereceu os seus talentos, tua a honra da investida que em-
pequenos ou grandes, para Deus? preendes; pois às mãos de uma
Se você colocar os seus talentos e mulher o Senhor entregará Sísera”
habilidades nas mãos de Deus, Ele (v. Juízes 4.9). Quando Baraque
vai usar da mesma maneira que convocou os soldados para a bata-
usou a mão esquerda de Eúde. lha, dez mil se ofereceram como
Uma das personagens históri- voluntários, exatamente como Dé-
cas que eu prefiro é Débora, que era bora profetizara.
como uma mãe em Israel (capítulo A batalha foi travada no Mon-
4). Débora também era profetiza e te Tabor e Deus confundiu os nove-
tinha o hábito de se sentar embai- centos carros de ferro e todo o povo
xo de uma palmeira, onde os filhos que estava com Sísera. Os cananeus
de Israel a ouviam. entraram em pânico, os homens de
Num determinado dia, ela co- Baraque passaram a controlar a
municou a seguinte mensagem a situação e Sísera tentou fugir. Uma
Baraque: “Porventura, o Senhor, mulher chamada Jael ofereceu es-
Deus de Israel, não deu ordem, di- conderijo para ele em sua tenda;
zendo: Vai, e leva gente ao monte depois que ele adormeceu, Jael pe-
Tabor, e toma contigo dez mil ho- gou um martelo e um dos pinos da
mens dos filhos de Naftali e dos tenda e martelou a cabeça de Sísera
filhos de Zebulom? E farei ir a ti no chão.
para o ribeiro Quisom a Sísera, co- Lembre-se que a mensagem
mandante do exército de Jabim, básica do Livro de Juízes é sobre
com os seus carros e as suas tro- apostasia e suas terríveis conse-
pas; e o darei nas tuas mãos”. Bara- quências, mas também aprende-
que respondeu a Débora: “Se fores mos com a vida desses juízes que
comigo, irei; porém, se não fores Deus usa as pessoas simples e co-
comigo, não irei” (vv. Juízes 4.6-8). muns para, através delas, fazer
Baraque sabia que, se Deus real- coisas extraordinárias. Deus faz
mente estava dando aquela ordem maravilhas na vida de pessoas co-
através dela, eles seriam vitoriosos. muns que são controladas pelo
Talvez, com o intuito de testar Dé- Espírito Santo.
100
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 32
Cada Um Ocupando Sua Posição

De todos os juízes, talvez Gideão de todas as suas maravilhas que


seja o mais interessante para se es- nossos pais nos contaram?” (v.13).
tudar e o que tem muito a nos ensi- Muitos anos já haviam se pas-
nar; por isso, enfocaremos este per- sado, desde que o povo tinha atra-
sonagem mais de perto. Se a sua vessado o Mar Vermelho, e Gideão
auto-estima está em baixa, leia com queria saber se Deus ainda poderia
atenção o que Gideão disse a respei- realizar milagres como aqueles que
to de si mesmo: “Eis que a minha operou, através de Moisés. Basica-
família é a mais pobre em Manassés, mente, o que o anjo respondeu a
e eu, o menor na casa de meu pai” Gideão foi que, se ele quisesse saber
(Juízes 6.15). Gideão viveu durante qual era o milagre que Deus iria rea-
os terríveis e cruéis anos de domínio lizar para libertar o seu povo dos
dos midianitas sobre Israel. Muitos midianitas, deveria olhar-se no espe-
israelitas tinham sido mortos na guer- lho! Deus iria usar o mais fraco, da
ra e suas plantações totalmente menor tribo de Israel, para conseguir
destruídas, espalhando fome entre o um milagre tremendo e sobrenatural,
povo. Depois de sete anos de misé- que resultaria na libertação do povo.
ria e crueldade, o povo de Israel co- Quando você inicia uma obra
meçou a clamar ao Senhor por aju- para o Senhor, é essencial que tenha
da. Deus, então, chamou Gideão certeza de que foi Deus quem o cha-
para ser o libertador do povo. mou e que Ele está com você. Tam-
A Bíblia conta que Gideão es- bém é importante você aprender al-
tava malhando (batendo para sepa- guns segredos espirituais que os juízes
rar a palha) trigo num lagar para, de- e outros homens de Deus aprenderam,
pois, escondê-lo dos midianitas, como: não importa quem ou o que
quando um anjo do Senhor veio e você é, mas quem Deus é; não impor-
sentou-se sob um carvalho em Ofra, ta o que você pode ou não fazer, mas
pertencente a Joás, pai de Gideão, o que Deus pode fazer; não importa o
e lhe disse: “O Senhor é contigo, ho- que você quer, mas o querer de Deus,
mem valente” (Juízes 6.12). A isto porque, quando o milagre acontecer,
Gideão respondeu: “Ai, senhor meu! você vai olhar para trás e dizer: “não
Se o Senhor é conosco, por que nos fui eu que fiz; Deus fez; foi Ele quem
sobreveio tudo isto? E o que é feito me enviou e estava comigo”.
101
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Geralmente, Deus escolhe os pediu a Deus que o chão ao redor do


menores e mais fracos de todos, por- novelo amanhecesse seco e o nove-
que estes têm mais facilidade para lo molhado. Pela manhã, quando
aprender os segredos espirituais que Gideão se levantou, a terra estava
Moisés e outros líderes aprenderam. seca e, mesmo assim, ele conseguiu
Se eles fossem super homens, jamais espremer água do novelo de lã que
aprenderiam e, provavelmente, aca- deu para encher uma taça. Porém,
bariam confiando em si mesmos ao Gideão ainda estava em dúvida; por
invés de confiarem em Deus. isso, pediu ao Senhor que desta vez
Quando Deus chamou Gideão o chão ficasse molhado e o novelo
para sua missão, o exército inimigo seco. Na manhã seguinte, o chão
era formado por milhares de estava encharcado com o sereno e
midianitas que pareciam uma nuvem o novelo de lã estava seco.
de gafanhotos. Deus deu fé a Gideão Deus estava chamando Gideão
para que ele fizesse essa obra. Há para fazer uma grande obra, por
duas coisas que Deus almeja, quan- isso o atendeu, confirmando seus
do dá o dom da fé a alguém. Primei- pedidos. Entretanto, devemos ser
ro, Deus quer provar a fé da pessoa; cuidadosos, quando pedimos a
depois, Deus quer mostrar à pessoa Deus que faça prova dEle mesmo,
escolhida quem Ele é. Observe como porque existe uma linha muito frá-
Deus trabalha a fé de seus servos, gil entre fazer a prova que Gideão
quando os chama para uma obra fez e colocar Deus à prova.
que requer uma confiança inabalá- Quando Jesus foi tentado no
vel. O Salmo 37.23 afirma que “O deserto, foi desafiado a Se jogar do
Senhor firma os passos do homem lugar mais alto do Templo, porque, se
bom e no seu caminho se compraz”. os anjos O salvassem, todos saberi-
Muitos de nós já conhecemos a am que Ele era o Filho de Deus. Je-
história de Gideão e dos novelos de sus, porém, respondeu: “Não tenta-
lã. Deus chamou Gideão para livrar rás o Senhor teu Deus” (Mateus
o povo de Israel das mãos dos 4.7), ou seja: “não colocarás o Se-
midianitas, mas ele se sentia inse- nhor teu Deus à prova”. Aproxima-
guro e temeroso. Gideão precisava mo-nos de Deus por fé e é Ele quem
ter a certeza de que Deus realmente vai nos testar; nós não temos o di-
o tivesse escolhido para livrar toda reito de colocar Deus à prova.
nação de Israel das mãos dos Quando iniciamos nossa jorna-
midianitas; por isso, pediu a Deus da espiritual, é como se começás-
uma confirmação. À noite, ele colo- semos a estudar na “Faculdade de
cou um novelo de lã no sereno e Fé” de Deus. Não temos o direito de
102
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

testar Deus, mas Ele tem o direito obra, mas você não está perto dEle
de nos testar. Deus pode aplicar o suficiente para saber disso?
“testes surpresas” em você e tam- Antes de Deus usar Gideão
bém fazer provas difíceis de tempos para derrotar os midianitas, provou
em tempos; Ele sabe que haverá sua fé de maneira maravilhosa. O
ocasiões em que você deverá ter fé maior desafio de fé de Gideão foi
e que precisará de confirmações, quando Deus pediu que ele sacrifi-
mas isso não é a mesma coisa que casse um dos melhores bois de seu
colocar Deus à prova, para ver se pai, que era apóstata, e tinha
realmente “dá para crer nEle”. construído um altar para o deus
Deus, então, ordenou que, an- Baal. Gideão deveria acorrentar
tes do ataque aos midianitas, ele aquele boi ao altar e derrubá-lo. A
penetrasse no acampamento do ini- seguir, deveria cortar todo o altar
migo, o que Gideão obedeceu. em pedaços e fazer uma fogueira
“Quando estava ao lado de uma das com a madeira para sacrificar o boi
tendas, ouviu a conversa de dois como oferta de sacrifício a Deus.
soldados midianitas, um contando ao Este foi um desafio tremendo
outro o pesadelo do qual havia des- para Gideão. Jesus disse: “E todo
pertado, dizendo: sonhei com um aquele que tiver deixado casas, ou
pedaço de pão, que desceu da mon- irmãs, ou pai, ou mãe ou filhos, ou
tanha, e caiu por cima da nossa ten- campos, por causa do meu nome re-
da, derrubando tudo. O que será que ceberá muitas vezes mais e herdará
isso significa? O outro respondeu: Eu a vida eterna” (Mateus 19.29). Je-
sei o que significa. Esse pedaço de sus nos desafiou a colocá-Lo em pri-
pão é a espada de Gideão, o exér- meiro lugar em nossa vida, acima de
cito poderoso de Israel, que está nosso pai ou de nossa mãe. Foi isso
bem ali naquele monte e que virá que Deus pediu a Gideão, quando
sobre o exército dos midianitas des- ordenou que ele destruísse o ídolo do
truindo tudo. Quando Gideão ouviu seu pai. Na manhã seguinte, quan-
isto, estava de pé, no escuro, e ali do todos viram o altar e o ídolo
mesmo ele adorou a Deus. Depois destruídos, perguntaram quem teria
voltou para o seu povo e disse: feito aquilo. A resposta foi: Gideão
Levantai-vos, porque o Senhor en- fez isso. Eles consideraram ter sido
tregou o arraial dos midianitas nas uma ofensa ao deus Baal e procura-
vossas mãos” (Juízes 7.13-15). ram Gideão para matá-lo, mas, como
Será que Deus está preparando seu pai o amava, respondeu ao povo
você para uma obra de fé? Será que da cidade: “Contendereis vós por
Deus o está preparando para uma Baal? Livrá-lo-eis vós? Qualquer que
103
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

por ele contender, ainda esta ma- que se abaixassem para beber a água,
nhã, será morto. Se é deus, que daqueles que só espalmassem a água
por si mesmo contenda; pois derri- do rio até a boca. Nove mil e sete-
baram o seu altar” (Juizes 6.31). centos abaixaram-se para beber e
Naquele dia, Gideão recebeu o ape- todos estes voltaram para casa
lido de Jerubaal, que significa “que (Juízes 7.5-7). Dos trezentos restan-
Baal mesmo se defenda”. tes, Deus disse: “Com estes trezen-
Deus colocou Gideão à prova tos homens que lamberam a água eu
mais uma vez, quando mandou que ele vos livrarei, e entregarei os midia-
diminuísse o seu exército. Gideão es- nitas nas tuas mãos, pelo que a ou-
tava liderando um exército de trinta e tra gente toda que se retire, cada um
dois mil homens para o ataque aos para o seu lugar” (Juízes 7.7). Aqueles
midianitas. Quando eles estavam a trezentos homens representavam me-
caminho, Deus disse que havia muita nos que um por cento do exército ini-
gente naquele exército. Como Ele não cial de Gideão. Deus não necessita de
queria que a vitória fosse atribuída ao milhares de seguidores que não têm
grande número de soldados, orde- compromisso; Ele precisa de servos
nou que todos que estivessem com totalmente compromissados com Ele,
medo fossem mandados para casa. mesmo que seja um grupo pequeno.
Era uma ordem, na Lei de Moisés, Deus provou a fé de Gideão
no Livro de Deuteronômio. Sempre mais uma vez, estabelecendo o pla-
que o exército de Israel saísse para no de batalha para vencer os
uma batalha, aqueles que estives- midianitas, que estavam acampados
sem com medo, ou aqueles que ti- num vale muito escuro; mandou
vessem plantado uma vinha, da qual Gideão dividir os trezentos homens
ainda não tivessem colhido os fru- em três companhias de cem e
tos, deveriam ficar (cf. Deuteronômio posicioná-las ao norte, à leste e à
20.1-8). Quando Gideão lançou o oeste do exército midianita, dando
desafio, 22 mil soldados voltaram. instruções bem específicas a Gideão,
Ele continuou marchando com que as transmitiu aos seus homens.
dez mil soldados e Deus disse: Atentem ao exemplo de liderança
“Gideão, você ainda tem muita gen- de Gideão: “Olhai para mim e fazei como
te”. Deus sabia que Gideão ainda eu fizer” (Juízes 7.17). Esta é a essên-
atribuiria a vitória ao número de sol- cia da liderança verdadeira: todos es-
dados que havia no seu exército; por tes homens tinham que estar totalmente
esta razão, Deus ordenou que Gideão sujeitos a Deus e a Gideão. Numa mão,
deixasse que seus homens bebessem eles tinham um jarro que cobria uma
da água do rio e separasse aqueles tocha e em outra mão, uma trombeta.
104
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Ao sinal de Gideão, eles quebraram os lhões de seguidores sem compromis-


jarros que cobriam as tochas, sopra- so com Ele, mas de uma minoria de
ram as cornetas e gritaram: “Uma es- discípulos dedicados e posicionados,
pada pelo Senhor e por Gideão” (v.20). cada um em seu lugar. Se Deus puder
Tudo isso de três diferentes posições. usar cada um de nós no lugar onde
Imagine você sendo um daqueles nos colocou, com os dons e talentos
midianitas, dormindo no chão, naque- que Ele nos deu, totalmente compro-
le vale escuro. Qual seria a sua rea- metidos com Ele, então poderemos
ção ao ser acordado com o som da- vencer todas as hostes do inferno.
quelas trombetas tocando, cem solda- Lembre-se que o versículo-cha-
dos gritando ao norte do acampamen- ve que justifica o relato dos livros
to, cem a leste e outros cem a oeste? históricos do Velho Testamento está
Você, provavelmente, acharia que o em I Coríntios 10.11, que diz: “Es-
exército de Gideão tinha cercado todo tas coisas lhes sobrevieram como
o acampamento. Foi isto o que os exemplos e foram escritas para ad-
midianitas deduziram e o que os fez vertência nossa, de nós outros sobre
entrarem em pânico; no meio da es- quem os fins dos séculos têm chega-
curidão, começaram a atacar um ao do”. O apóstolo Paulo fala para bus-
outro. Os homens de Gideão colo- carmos os exemplos e alertas para
caram os soldados midianitas para nossa vida na história dos hebreus.
correr do vale como se fossem uma O alerta que encontramos no Livro
boiada em disparada. Depois, to- de Juízes se refere à apostasia e às
dos os israelitas que tinham deixa- suas terríveis consequências.
do o exército retornaram e, juntos, Poderíamos estudar, também, a
destruíram totalmente os midianitas. história de Sansão, que é, ao mes-
O texto que descreve a vitória de mo tempo, alerta e exemplo para
Israel mostra um detalhe interessan- nós. Leia sobre ele e procure identi-
te acerca daqueles trezentos homens: ficar em sua vida o que pode lhe
“E permaneceu cada um em seu lu- servir de ensino. Os exemplos de
gar” (Juízes 7.21). Se uma parte todos esses juízes ensinam a verda-
deles não tivesse quebrado o jarro, de dinâmica de que Deus tem pra-
exposto a tocha, tocado a trombeta zer em usar pessoas comuns para
e gritado em uníssono, todo o pla- fazer coisas extraordinárias para
no de batalha teria falhado e todos glória dEle. Quando compreendemos
seriam mortos pelos midianitas. esta verdade, percebemos que nos-
Esta história representa uma fi- sa melhor escolha é estarmos dispo-
gura da Igreja de Jesus Cristo hoje. O níveis, a fim de fazermos para Deus
Cristo ressuscitado não precisa de mi- o que Ele quer que façamos.
105
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 33
Livro de Rute

Um Romance Redentor Morreram também ambos, Malom e


Depois de estudar o Livro de Quiliom, ficando, assim, a mulher
Josué e de Juízes, continuaremos o desamparada de seus dois filhos e
estudo dos livros históricos do Ve- de seu marido” (Rute 1.1-5).
lho Testamento com o Livro de Rute. Elimeleque, Noemi e seus dois
Este livro é uma linda história de filhos foram para um país distante,
amor que aconteceu “nos dias em onde passaram por tempos muito
que julgavam os juízes” (Rute 1.1). difíceis. Enquanto eles estavam na
Esta história de amor simboli- terra de Moabe, Elimeleque e seus
za a nossa redenção e o nosso re- dois filhos morreram. Noemi foi a
lacionamento com o Senhor Jesus única sobrevivente de uma família
Cristo. Tanto o Velho, como o Novo que tinha saído de Belém de Judá,
Testamento afirmam que nós temos para escapar da fome.
um compromisso firmado com o Enquanto esteve em Moabe, as
Senhor. Jesus é o Noivo e nós, a circunstâncias foram desfavoráveis
Igreja, somos Sua “Noiva”. O Livro para Noemi; seus dois filhos se ca-
de Rute retrata esse relacionamen- saram com mulheres moabitas, o
to numa história de redenção: “Nos que era impraticável para os judeus
dias em que julgavam os juízes, naqueles dias. Ela tinha ido para
houve fome na terra; e um homem Moabe com o marido e dois filhos e,
de Belém de Judá saiu a habitar na agora, não tinha marido nem filhos,
terra de Moabe, com sua mulher e apenas duas noras estrangeiras.
seus dois filhos. Este homem se A história continua: “Então se
chamava Elimeleque, e sua mulher, dispôs ela com as suas noras e vol-
Noemi; os filhos se chamavam Ma- tou da terra de Moabe, porquanto,
lom e Quiliom, efrateus, de Belém nesta, ouviu que o Senhor se lem-
de Judá; vieram à terra de Moabe brara do seu povo, dando-lhe pão.
e ficaram ali. Morreu Elimeleque, Saiu, pois, ela com suas duas no-
marido de Noemi; e ficou ela com ras do lugar onde estivera, a fim de
seus dois filhos, os quais casaram voltar para Judá” (Rute 1.6,7).
com mulheres moabitas; era o nome Porém, antes de voltar, Noemi dis-
de uma Órfa, e o nome da outra se para suas duas noras: “Ide,
Rute; e ficaram ali quase dez anos. voltai cada uma à casa de sua mãe;
106
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

e o Senhor use convosco de bene- Rute deu um exemplo de leal-


volência, como vós usastes com os dade, quando assumiu tal compro-
que morreram e comigo. O Senhor misso com Noemi e sua citação é
vos dê que sejais felizes, cada uma muito usada para firmar votos de
em casa de seu marido. E beijou- casamento, porque representa o
as Elas, porém, choraram em alta tipo de compromisso que deve ha-
voz e lhe disseram: Não! Iremos ver entre um homem e uma mulher.
contigo ao teu povo. Porém Noemi Quando nos casamos com alguém,
disse: Voltai minhas filhas! Por que comprometemo-nos a ir onde nos-
iríeis comigo? Tenho eu ainda no so cônjuge for e viver onde ele vi-
ventre filhos, para que vos sejam ver. Você pode até achar que não
maridos? Tornai filhas minhas! Ide- está se casando com uma família,
vos embora, porque sou velha de- mas, depois de alguns anos, desco-
mais para ter marido. Ainda quan- brirá que é melhor dizer como Rute:
do eu dissesse: tenho esperança ou “o teu povo é o meu povo, o teu
ainda que esta noite tivesse mari- Deus é o meu Deus”, caso contrá-
do e houvesse filhos, esperá-los- rio, o relacionamento com o seu
íeis até que viessem a ser gran- cônjuge poderá ficar prejudicado.
des?...” (vs. 8-13). Orfa, uma das Entretanto, a parte mais impor-
noras de Noemi, beijou-a despedin- tante desse compromisso é: “o teu
do-se, mas Rute ficou com ela. Deus é o meu Deus”. Se o casal não
Noemi insistiu com Rute: “Eis tiver o mesmo Deus, não tem uma
que tua cunhada voltou ao seu povo base sólida para construir um siste-
e aos seus deuses; também tu, volta ma de valores comum, o que se tor-
após a tua cunhada”. Neste momen- na uma das causas do fim de mui-
to, Rute se tornou a personagem tos casamentos hoje. Quando o ca-
central deste livro, que recebeu o seu sal não cultiva os mesmos valores
nome: “Não me instes para que te éticos e espirituais, acaba enfrentan-
deixe, e me obrigue a não te seguir; do problemas; ambos não conse-
porque, aonde quer que fores, irei eu guem concordar sobre questões bá-
e, onde quer que pousares, ali pou- sicas, como uso do tempo e do di-
sarei eu; o teu povo é o meu povo, nheiro que têm em comum, por
o teu Deus é o meu Deus. Onde exemplo. Uma das bases de susten-
quer que morreres, morrerei eu e aí tação do casamento é os dois terem
serei sepultada; faça-me o Senhor o mesmo Deus. Quando o casal
o que bem lhe aprouver, se outra constrói os seus valores a partir do
coisa que não seja a morte me se- seu relacionamento com Deus, ad-
parar de ti” (vs. 15-17). quire um sistema de valores comum.
107
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

O capítulo termina contando a entender porque esta história de


que: “voltou Noemi da terra de amor foi incluída na Bíblia. Ela se
Moabe, com Rute sua nora, a moa- encontra em Deuteronômio, capítu-
bita, e chegaram a Belém no prin- lo 25, e se refere à lei do parente
cípio da sega das cevadas” (v.22). remidor ou redentor. Esta lei esta-
A informação de que era o início da belece que, se um homem morres-
colheita da cevada, quando elas se sem deixar filhos, sua viúva não
voltaram para Belém, é muito im- poderia se casar com alguém fora
portante, pois Noemi passa a repre- da família do marido. Ela deveria se
sentar a filha pródiga voltando à casar com um irmão do seu mari-
casa do Pai, cuja graça estava à do para que seu nome continuasse
sua espera, da mesma forma que o em Israel. Se esse irmão se recusas-
pai correu para dar as boas-vindas, se casar com a viúva, ela poderia
abraçando e aceitando o filho que relatar isso às autoridades da cida-
o deixara, mas estava retornando de, o que equivaleria levá-lo à jus-
(cf. Lucas 15.20). tiça. Se ele mantivesse a sua recu-
Nesta história, Rute represen- sa diante das autoridades, a viúva
ta as pessoas que não são da fa- poderia tirar as sandálias dele e
mília de Deus. Ela não era de Belém cuspir-lhe no rosto. A partir daquele
de Judá, mas uma estrangeira. Exa- dia a casa daquele homem ficaria
tamente como ocorreu com Rute, marcada como “a casa do homem
através da graça salvadora de Deus, que teve suas sandálias tiradas”, o
nos tornamos parte da Sua família. que, na cultura de Israel, represen-
Veremos neste livro que a graça de tava uma desgraça.
Deus para Noemi e Rute se encon- Como resultado do seu casa-
tra descrita em Levítico 19:9,10, mento com um homem hebreu, Rute
na chamada “Lei da colheita”. Esta foi trazida para a família de Deus.
Lei determinava que os segadores A Lei mosaica estabelecia que ela
não recolhessem o que caísse aci- poderia procurar um parente do seu
dentalmente no chão, mas que dei- falecido marido e pedir-lhe que se
xassem para os pobres e para os casasse com ela. Caso ele se recu-
estrangeiros. Chegando em Belém, sasse, ela poderia levar a questão
Rute decidiu apanhar as sobras nos a juízo e se, mesmo assim, esse
campos. A Bíblia conta que Rute, parente continuasse se negando a
“por casualidade” entrou na parte aceitar esse casamento, as autori-
que pertencia a Boaz, o qual era da dades promoveriam a cerimônia do
família de Elimeleque (Rute 2.2,3). parente redentor ou remidor prescri-
Outra Lei de Moisés nos ajuda ta na Lei de Moisés.
108
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

O homem que concordasse com O capítulo 2 se inicia com as


essas condições tinha que fazer duas boas novas de que o falecido sogro
coisas para a mulher. Primeiro deve- de Rute tinha um parente rico, cujo
ria comprá-la de volta, pagando-lhe nome era Boaz. Na continuação
todas as dívidas; em segundo lugar, desta linda história, veremos ilus-
como redentor, casava-se com ela, trada a graça de Deus pelos filhos
trazendo-a de volta para a família de pródigos que voltam para casa e
Deus. Esta era a esperança de Rute, por todos aqueles que O procuram
quando veio para Belém de Judá. em busca de redenção.

109
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 34
Amor à Primeira Vista

A história de Rute aconteceu caso de mim, sendo eu estrangeira?”.


nos tempos em que os juízes gover- Boaz contou que sabia da morte de
navam, o qual foi um período negro seu marido, do juramento que tinha
da história dos hebreus. O romance feito a Noemi e que ela tinha se con-
contado neste livro é uma bonita vertido ao Deus de Israel.
ilustração da nossa redenção e sal- Ela respondeu: “Tu me favore-
vação. Rute, a nora moabita de Noe- ces muito, senhor meu” (v.13a) e
mi, representa aqueles que estão fora aceitou o convite para juntar-se a
da família de Deus. Veremos como ele na hora do almoço, comendo até
Ele manifestou Seu amor e Sua gra- ficar satisfeita. Boaz também pro-
ça em favor de Rute, no processo de videnciou para que ela pudesse co-
redenção prescrito na Lei de Deus. lher à vontade nos seus campos e
Rute saiu para colher num voltar para casa com uma boa
campo que pertencia a Boaz e, lá quantidade de produtos, para isso
chegando, foi vista por ele. O nome dando ordens aos seus segadores
“Rute” significa “graciosa” ou “bo- que deixassem cair algumas espigas
tão de rosa”. Boaz perguntou aos para que ela pudesse apanhar.
empregados quem era aquela moça
e eles lhe disseram que se tratava Romance ao contrário
da viúva de um hebreu, com quem O capítulo 2 termina relatando
tinha se casado em Moabe, e esta- que Rute trabalhou nos campos de
va ali por causa de um compromisso Boaz até o fim da colheita do trigo
que tinha assumido com sua sogra. e da cevada, o que equivale dizer
Contaram-lhe também como Rute aproximadamente seis meses. Atente
se convertera ao casar com o ho- para o início do capítulo 3: “Disse-
mem hebreu. lhe Noemi, sua sogra: Minha filha,
Boaz disse a Rute que ela po- não hei de eu buscar-te um lar, para
deria ficar no seu campo, onde es- que sejas feliz? Ora, pois, não é
taria protegida, deixando claro que Boaz, na companhia de cujas ser-
cuidaria dela. Lemos no capítulo 2, vas estiveste, um dos nossos paren-
versículo 10: “Então, ela, inclinan- tes?” (vs.1,2). Podemos deduzir que,
do-se, rosto em terra, lhe disse: através de Noemi, Rute teve conhe-
Como é que me favoreces e fazes cimento da lei do parente remidor e
110
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

que Boaz era um desses parentes. Boaz respondeu: “Bendita se-


Boaz e seus empregados tinham jas tu do Senhor, minha filha; me-
debulhado o trigo e, por isso, esta- lhor fizeste a tua última benevolên-
vam dormindo junto à colheita. cia que a primeira, pois não fostes
Noemi deu instruções específicas após jovens, quer pobres, quer ri-
para Rute pedir a Boaz que fosse seu cos. Agora, pois, minha filha, não
parente remidor: “Banha-te, e unge- tenhas receio; tudo quanto disses-
te, e põe os teus melhores vestidos, te eu te farei, pois toda a cidade do
e desce à eira...” (v.3). meu povo sabe que és mulher vir-
Depois de debulhar o trigo, tuosa” (Rute 3.10,11). Boaz lhe
havia sempre um banquete, e Noe- deu instruções específicas e prepa-
mi instruiu Rute para que fosse ver rou para que levasse trigo e ceva-
onde Boaz faria sua cama: “Quan- da para ela e para sua sogra.
do ele repousar, notarás o lugar em
que se deita; então, chegarás, e lhe Redenção numa história de amor
descobrirás os pés, e te deitarás; Já acompanhamos o encontro
ele te dirá o que deves fazer” (v.4). dos dois enamorados, o pedido de
Esta não é apenas a história de um casamento feito pela mulher e não
romance de redenção, mas também pelo homem, conforme a Lei de
um romance ao contrário, porque, Moisés e, agora, veremos o noivo
nessa circunstância, Rute deveria tendo que resolver todos os deta-
pedir Boaz em casamento. Como lhes legais do casamento.
ainda havia outro parente que tam- Na manhã seguinte, logo após
bém poderia ser seu remidor, de Rute ter feito seu pedido de casa-
acordo com a Lei, Rute deveria fa- mento, Boaz se encontrou com o
zer o pedido a um deles. O máximo parente mais próximo de Rute e lhe
que Boaz poderia fazer era demons- falou sobre as propriedades de
trar, de maneira amorosa, que ele Elimeleque que precisavam ser res-
aceitava ser o seu remidor. gatadas; o homem concordou em
O que Rute fez, no capítulo 3, resgatá-las, mas, quando soube que
era perfeitamente apropriado para para isso ele deveria se casar com
os costumes daquele povo. À meia- uma mulher moabita, perdeu o in-
noite, Rute foi para junto de Boaz e teresse, porque isso iria manchar
se deitou aos seus pés. Surpreso, sua família. Então, Boaz apresen-
Boaz perguntou: “Quem és tu?”. Ela tou-se diante das autoridades da
respondeu: “Sou Rute, tua serva; cidade para, através do casamen-
estende a tua capa sobre a tua ser- to, ser o remidor das propriedades
va, porque tu és o remidor” (3.9). e de Rute.
111
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Redimir ou resgatar significa morte de Jesus Cristo na cruz, Deus


“comprar de volta” ou “trazer de comprou o homem de volta, o que
volta”. Boaz redimiu Rute das duas pode ser representado pela figura
formas. Primeiro, comprou-a de das duas mãos se unindo novamen-
volta, quando pagou todas as suas te. Em I Pedro 1.18,19, lemos que
dívidas e, depois, ele firmou um Deus não nos comprou através de
relacionamento com ela, trazendo- coisas corruptíveis, como prata e
a para a família de Deus. ouro, mas, através do precioso san-
No quinto capítulo do Livro do gue de Jesus Cristo.
Apocalipse, encontramos uma ilus- A história de Rute é a ilustração
tração muito bonita de redenção, da verdade que chamamos “O Roman-
quando lemos sobre um choro no céu ce ao Inverso”. Na maioria das cul-
por não haver ninguém qualificado turas é o homem quem escolhe e
para ser redentor. Então, aqueles pede a mulher em casamento. Nes-
que estavam chorando foram infor- ta linda história de amor, para que
mados de que não deveriam mais a lei fosse cumprida, coube a Rute
chorar, porque havia sido encontra- pedir a Boaz que a desposasse.
do o Redentor, que é Jesus Cristo. Da mesma forma, devemos di-
Quando entendemos que preci- zer ao Cristo ressuscitado, que está
samos ser redimidos, nossa única à porta do nosso coração, batendo
esperança está firmada na morte e pacientemente: “Eu quero que o
ressurreição de Jesus Cristo. A Senhor seja o meu Redentor! Eu
morte de Cristo foi o preço pago quero que o Senhor me compre de
para nos comprar de volta para a volta, através da Sua morte na cruz;
família de Deus e a Sua ressurrei- que o Senhor me traga de volta para
ção nos possibilita ter um relacio- a Sua família e estabeleça uma re-
namento com Ele, de acordo com o lação íntima comigo”.
modelo de casamento, tanto do Quando lemos o Livro de Rute,
Velho como do Novo Testamento. devemos enfocar outra palavra bíbli-
Poderíamos ilustrar com duas ca muito importante, que é “favor”
mãos entrelaçadas a comunhão que ou “graça”. Algum tempo depois de
Deus tinha com o homem no início. casados, Deus deu a Rute e a Boaz
O Livro de Gênesis relata que Deus um filho que se chamou Obede, que
fez o homem com livre escolha, mas veio a ser o avô de Davi, colocan-
ele escolheu afastar-se de Deus. do, assim, Rute e Boaz na linhagem
Neste ponto, temos a figura de duas de Jesus Cristo, conforme lemos na
mãos separadas uma da outra. As genealogia do Messias, no primeiro
boas novas são que, através da capítulo do Evangelho de Mateus.
112
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Observemos, também, como sangue de Jesus Cristo? Você já


Noemi simboliza a pessoa que faz pediu a Jesus Cristo que seja o seu
discípulos. Foi ela quem comparti- remidor?
lhou as Leis da Colheita e da Re- Jesus Cristo quer ser o seu re-
denção com Rute, e, depois, enco- dentor e, para isso, Ele bate à por-
rajou-a para pedir a Boaz que fos- ta do seu coração. Você só precisa
se o seu redentor. atender de forma positiva. Esta é a
Você já foi redimido? Já foi melhor aplicação que tiramos des-
comprado de volta para Deus pelo ta linda história redentora de amor.

113
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 35
O Reino de Deus

Até agora estudamos os três O Reino de Deus no


primeiros Livros Históricos do Ve- Velho Testamento
lho Testamento: Josué, Juízes e Moisés liderou os filhos de Isra-
Rute. Agora, vamos estudar o Pri- el de acordo com a vontade de Deus.
meiro Livro de Samuel, onde se ini- O Senhor queria que eles vivessem
cia uma nova divisão, que inclui sob uma teocracia, ou seja, Deus
Primeiro e Segundo Samuel, Primeiro governando o povo através de um
e Segundo Reis e Primeiro e Segun- sacerdote-profeta, como aconteceu
do Crônicas. Todos estes livros são com Moisés e, mais tarde, com
considerados “Literatura do Reino”, Samuel. Quando Moisés intercedia
porque todos eles falam a respeito em nome do povo, ele era o sacerdote
do Reino de Deus. Em algumas ver- (cf. Números 11.1-2 e 21.7). Porém,
sões da Bíblia estes livros foram quando ele desceu do Monte Sinai,
organizados de maneira diferente. trazendo as palavras de Deus para o
Os livros de Primeiro e Segundo povo, ele era o profeta (confira os
Samuel eram Primeiro e Segundo capítulos 20 e 24 do Livro de Êxodo).
Livros dos Reis; quanto ao Primei- Moisés foi o líder, através de quem
ro e Segundo Reis, passaram a ser Deus guiou o povo. Este sacerdote-
Terceiro e Quarto Livros dos Reis. profeta foi um instrumento que Deus
Os Livros de Primeiro e Segun- utilizou para manifestar Sua vontade
do Crônicas abordam o mesmo pe- e governar Seu povo.
ríodo da história narrada em Pri- No Primeiro Livro de Samuel,
meiro e Segundo Reis e enfocam a ficamos conhecendo o sacerdote-
maneira como Deus vê aquele perí- profeta Samuel. Quando ele envelhe-
odo da história dos hebreus. ceu e os israelitas viram que seus
O conceito do Reino de Deus é filhos não tinham a mesma integri-
o tema central destes livros, o que va- dade do pai para governá-los, co-
mos explorar mais detalhadamente, municaram a Samuel que queriam
porque, através do estudo destes li- um rei como todas as outras nações
vros do Velho Testamento, podemos (8.1-5). Desgostoso, Samuel orou
melhor entender o que o Reino de ao Senhor, que lhe disse para não
Deus significa no Novo Testamento, se sentir rejeitado, porque, na ver-
principalmente nos ensinos de Jesus. dade, o povo estava rejeitando a
114
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Ele, preferindo um homem como rei. dens de Deus para despedi-lo e para
Por esta razão, Deus disse a ungir o jovem Davi, que tinha um
Samuel: “Atende à sua voz e esta- coração segundo a Sua vontade, a
belece-lhe um rei” (I Samuel 8.22). fim de ser o substituto de Saul (leia
Este cenário é uma preparação o capítulo 16 e Atos 13.22). Davi
para o entendimento do conceito de foi o melhor rei da história de Isra-
Reino de Deus. O povo queria um el. Deus podia trabalhar através de
reino geograficamente localizado, Davi, porque ele Lhe obedecia.
uma nação, um território; queria ser Embora não fosse perfeito, como
um povo estabelecido, política e ge- veremos adiante, seu coração era
ograficamente. Para colocar este pla- sempre submisso ao Senhor.
no em ação, Deus precisava de um O sucessor de Davi foi seu fi-
rei que Lhe obedecesse, de um sacer- lho Salomão, o qual, a princípio,
dote que buscasse Sua presença e de pareceu ser o tipo de homem ideal
profetas para transmitirem Suas pa- para ser usado por Deus. Ele orou
lavras ao povo e aos seus líderes. pedindo discernimento para gover-
O primeiro rei que Deus provi- nar o povo de Deus com justiça e
denciou para os filhos de Israel foi Deus o recompensou com sabedo-
Saul, que foi ungido por Samuel ria, riqueza e honra (I Reis 3.5-14).
(9.27-10.1). Infelizmente, Saul foi Salomão realizou o sonho de seu
desobediente e não agiu conforme pai Davi, que era construir o Tem-
a vontade de Deus. Depois de al- plo do Senhor (I Crônicas 22).
guns anos, Samuel teve que dizer a Infelizmente, Salomão se ren-
Saul que Deus o havia rejeitado deu às suas paixões e acabou se
como rei de Israel (15.10-26). Con- casando com setecentas mulheres
forme veremos na literatura do rei- e convivendo com mais de trezen-
no, Deus continuou a usar os sacer- tas concubinas. Essas mulheres
dotes-profetas durante o período adoravam ídolos e Salomão juntou-
dos reis. Quando o rei não fazia a se à elas na idolatria pagã (I Reis
vontade de Deus, o sacerdote-pro- 11.1-8), pecado este que trouxe
feta o advertia com uma palavra consequências desastrosas para o
vinda da parte de Deus, para que povo de Deus. Roboão, seu filho,
fizesse Sua vontade, a fim de evi- foi o quarto rei na sucessão do tro-
tar sofrimento para o povo. no de Israel (I Reis 11.43).
Ao tomar conhecimento, atra- Depois de Salomão, Israel tor-
vés de Deus, da desobediência de nou-se um reino dividido. Das doze
Saul, o mesmo Samuel que ungira tribos de Israel, as dez localizadas ao
o primeiro rei de Israel, recebeu or- norte foram chamadas Reino de Israel
115
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

e as duas ao sul, Judá e Benjamim, Na História do Velho Testamen-


deram origem ao Reino de Judá. Os to, o Reino de Deus era histórica e
Livros Históricos dos Reis e das Crô- geograficamente localizado e Deus
nicas listam todos os reis destes dois reinava sobre ele. Ele reinava sobre
reinos. O Reino do Norte não teve um um povo específico, num lugar es-
único rei bom. Os assírios, indescriti- pecífico, num período específico da
velmente cruéis, conquistaram o Rei- história. O povo, entretanto, rejei-
no do Norte, levando suas dez tribos tou-O como seu rei e o resultado foi
cativas, das quais nunca mais se uma tragédia.
ouviu falar. Judá também foi levado Lembro-me de uma senhora
para Babilônia, onde viveu cativo du- sofisticada e de boa educação, que
rante setenta anos. Quando a Pérsia nunca havia lido a Bíblia, que fez o
conquistou a Babilônia, Deus levou seguinte comentário sobre as Escri-
o novo imperador, Ciro, o Grande, a turas: “nunca li uma história tão
decretar que qualquer judeu que qui- terrível como essa. Não fosse pelo
sesse poderia voltar para sua terra, Espírito Santo, eu não conseguiria ler
para reconstruir o Templo do Senhor a história dos hebreus e os Livros
(II Crônicas 36.22,23; Esdras 1). Históricos da Bíblia até o fim!”.
Os Livros Históricos podem De fato, essa é uma história
parecer confusos e é necessário muito triste, mas Deus não foi o
determinação para que os leiamos responsável por tudo o que lemos
até o fim. Entretanto, se você enfo- nos livros históricos; os reis o fo-
car os sete fatos básicos da histó- ram, porque a maioria deles foi má;
ria dos hebreus apresentados a se- também o povo teve sua parcela de
guir, terá uma boa diretriz da his- responsabilidade, quando exigiu
tória desse povo: reis e os escolheu. Lembre-se sem-
1 - O Reino Unido (sob o reinado pre disso, quando estiver lendo os
de Saul, Davi e Salomão); Livros Históricos do Reino.
2 - A divisão do Reino;
3 - O cativeiro de Israel, Reino do O Reino de Deus no Novo Testamento
Norte, pelos assírios; Depois que os judeus voltaram
4 - A extinção do Reino do Norte; para seu território, para reconstruir o
5 - O Cativeiro de Judá, Reino do Templo e a cidade, houve um período
Sul, pelos babilônios; de silêncio de quatrocentos anos, pos-
6 - A conquista dos babilônios terior à morte de Neemias e do profe-
pelos persas; ta Malaquias. Depois disso, Deus não
7 - O retorno do povo de Deus do deu mais nenhuma revelação especi-
cativeiro babilônico. al até o período do Novo Testamento.
116
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Nesse período, os judeus ti- Sermão do Monte? De acordo com


nham sido novamente dominados, Jesus, a coisa mais importante em
dessa vez pelo Império Romano. nossa vida é buscar o Reino de
Esse capítulo da história dos Deus em primeiro lugar: “buscai,
hebreus começou quando João Ba- pois, em primeiro lugar, o seu rei-
tista quebrou o silêncio de quatro- no e a sua justiça, e todas estas
centos anos, pregando a mensagem coisas vos serão acrescentadas”
de boas novas do Reino de Deus. (Mateus 6.33). Se você tiver uma
Em Sua mensagem, Jesus base de como é gasto seu tempo,
anunciava que não estava pregan- seu dinheiro e sua energia, você
do sobre um reino organizado geo- pode dizer quais são suas priorida-
gráfica e politicamente, porque isso des. O propósito do novo nascimen-
o povo tinha rejeitado há muito to é nos levar ao Reino de Deus,
tempo. O que Jesus queria que o para que Ele reine sobre nossas vi-
povo soubesse era que Deus dese- das. Imagine um alvo circundado
java ser novamente o Rei, mas, por um círculo vermelho e dez cír-
desta vez, o Rei de cada um, indi- culos ao seu redor. Você é o círculo
vidualmente. (cf. Lucas 17.20,21). central e todas as suas prioridades
Você tem noção do que isto signifi- estão definidas nos círculos ao re-
ca? Qualquer pessoa que se entre- dor deste centro. Precisamos reco-
gar a Deus, confessando: “eu que- nhecer Jesus como o centro, como
ro que o Senhor seja o meu Rei”, o nosso Rei e servi-Lo; então, nos-
entrará no Reino de Deus! sas prioridades refletirão o que Je-
Jesus conversou com um rabi- sus nos ensinou: “Pai nosso, que
no chamado Nicodemos e lhe falou estás nos céus, santificado seja o
que, se ele não nascesse de novo, teu nome; venha o teu reino; faça-
não poderia ver o Reino de Deus. De se a tua vontade, assim na terra
acordo com Jesus, somente aque- como no céu. O pão nosso de cada
les nascidos de novo podem ver que dia dá-nos hoje” (Mateus 6.9-11).
Deus quer ser o Seu Rei, (cf. João A partir de então, podemos orar:
3:3-5). Temos ouvido muito acerca “dá-nos”. Temos a liberdade de es-
de nascer de novo, mas, o assunto colher viver do nosso jeito, como
principal não é o novo nascimento fizeram os israelitas; no entanto,
e sim o Reino de Deus. O novo nas- devemos estar preparados para sa-
cimento não é o objetivo final; o borear o banquete de consequências
Reino de Deus o é. amargas resultantes de estarmos no
Você se lembra do sistema de centro das nossas prioridades. De-
valores transmitido por Jesus, no vemos ter isto em mente, quando
117
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

estudamos o Reino de Deus, nos tamento! Lembre-se que o propósi-


Livros Históricos do Reino. Se você to do novo nascimento é ver e entrar
entender bem o conceito de Reino no no Reino de Deus. Você já o vislum-
Velho Testamento, terá a revelação brou? Você já entrou no Reino de
do conceito do Reino no Novo Tes- Deus? Você já nasceu de novo?

118
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 36
Do Senhor o Pedi

Conforme vimos, no capítulo Além de tudo o que foi escrito


anterior, a compreensão do concei- a seu respeito, nos Livros de
to de Reino de Deus é essencial, Samuel, Davi também foi o autor de
quando estudamos os Livros Histó- quase metade dos Salmos escritos
ricos do Reino, no Velho Testamen- na Bíblia. Muitos dos salmos que
to. Neles encontramos inúmeros Davi escreveu trazem uma inscrição
exemplos e avisos, conforme o que indica o que estava acontecen-
apóstolo Paulo escreveu: “Estas do em sua vida naquele determina-
coisas lhe sobrevieram como exem- do momento. Se tivermos um conhe-
plos e foram escritas para adver- cimento mais profundo dos livros
tência nossa, de nós outros, sobre de I e II Samuel, será mais provei-
quem os fins dos séculos têm che- tosa a leitura dos Salmos, onde
gado” (I Coríntios 10.11). podemos conhecer melhor seus sen-
Os livros de Samuel comuni- timentos, quando nos depararmos
cam a verdade de Deus em forma com as mais diversas situações
de pequenas histórias, enfocando narradas nos livros de I e II Samuel.
três pessoas em particular. Os pri- São três os personagens que
meiros oito capítulos do primeiro estudaremos, nos livros de I e II
livro falam do bom exemplo de vida Samuel: o próprio Samuel, Saul e
e de liderança do profeta Samuel; Davi. Vamos começar por Samuel.
dos capítulos 9 ao 15, o foco da
narrativa é Saul, o primeiro rei de Samuel
Israel, cuja vida serve de alerta para O nome Samuel, que é forma-
todos nós. Do capítulo 16 de I do pelas expressões hebraicas: “ou-
Samuel até o final de II Samuel, num vir” e “de Deus”, indicam o signifi-
total de trinta capítulos, o persona- cado do seu nascimento. Sua mãe,
gem enfocado é Davi, o mais impor- Ana, viveu alguns anos sofrendo por
tante rei de Israel. Se considerar- ser estéril. Naquele tempo, ter filhos
mos a quantidade de páginas que era interpretado como ser abenço-
o Espírito Santo utilizou para falar ado por Deus; assim, Ana devia
de Davi, podemos concluir que ele considerar sua esterilidade como um
é um dos principais personagens da sinal de que o Senhor Deus não se
Bíblia Sagrada. agradava dela.
119
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Um dia em que sua família to difícil para Samuel, que conside-


estava em Siló, adorando a Deus, rava Eli como um pai.
na casa de Deus, ela se derramou O nome “pedido ao Senhor” ou
em lágrimas e orou a Deus que lhe “ouvido por Deus” também se adap-
desse um filho, mal conseguindo tou bem a Samuel, quando ele cres-
mover os lábios. O sacerdote Eli, ceu e se tornou um homem maduro.
vendo-a assim, julgou que ela esti- As Escrituras afirmam que, do norte
vesse embriagada, por isso a repre- ao sul, de Dã à Berseba, todo Isra-
endeu: “Até quando estarás tu el reconhecia que o Senhor falava
embriagada? Aparta de ti este vi- através de Samuel e que ele era o
nho” (I Samuel 1.14). Eli comoveu- profeta enviado de Deus (3.19-21).
se, quando Ana lhe contou sua his- Por vários motivos, a vida de
tória, e abençoou-a, afirmando que Samuel é um exemplo para nós.
Deus já havia respondido suas ora- Primeiro, ele e sua mãe sabiam o
ções (v.17). Deus, de fato, a ouviu valor de uma boa formação. Preci-
e Ana concebeu, dando à luz um samos enxergar que nosso papel,
filho a quem chamou de Samuel, como pais, é como um chamado
que significa: “do Senhor o pedi” sagrado, de muita responsabilida-
(20). Aliás, todos os nomes da Bí- de; também devemos considerar
blia que terminam em “el” indicam nossos filhos como uma bênção de
uma relação com Deus, pois o su- Deus (Salmo 127.3). Quando pro-
fixo hebraico “El” significa “Deus”. fessamos e colocamos este valor em
Depois que Samuel foi desmamado, prática, como aconteceu na vida de
Ana o levou à casa de Deus e, lite- Samuel e, depois, na vida de João
ralmente, o entregou a Deus, apre- Batista, nossos filhos recebem as
sentando-o ao sacerdote Eli, que se bênçãos de uma criação no Senhor.
incumbiu da formação sacerdotal Em segundo lugar, a vida de
do menino. Samuel é um ótimo exemplo de al-
Mais uma vez, o nome guém que foi instruído nos caminhos
“Samuel” lhe foi apropriado, quan- do Senhor. Ele conduziu o povo de
do foi várias vezes despertado por Israel ao fim do período negro da
Deus, que lhe entregou uma mensa- história dos hebreus, conhecido
gem de repreensão para Eli, por este como “os dias em que os juízes
não exercer sua autoridade de pai julgavam na terra”. Segundo alguns
e sacerdote junto aos seus filhos, teólogos, Samuel foi o último juiz de
que andavam em desobediência a Israel; um marco importantíssimo
Deus, profanando a casa de Deus na história dos hebreus.
(3.1-18), o que deve ter sido mui- O terceiro exemplo está no fato
120
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

desse homem ter sido um excelen- novo, nunca vai perder sua salvação.
te líder político. Ele ungiu Saul e Saul teve uma experiência com
Davi, este o maior rei que Israel já Deus e, a princípio, parecia que se
teve. Durante os períodos mais con- tornaria um homem espiritual. De-
turbados, como no reinado instável pois que Samuel o ungiu, o Espíri-
de Saul, e até o fim da sua vida, to Santo veio sobre ele e ele profe-
Samuel se manteve fiel ao Senhor e tizou juntamente com um grupo de
ao povo de Israel. profetas (10.10,11); porém, à me-
dida que continuamos estudando
Saul sua vida, fica evidente que Saul
Enquanto a vida de Samuel foi perdeu esta espiritualidade.
um exemplo a ser seguido, a de Saul O capítulo 9 de I Samuel inicia
foi exatamente o contrário. Saul é a narrativa sobre Saul. As primei-
um personagem controverso da Bí- ras características que temos dele
blia. Sua vida levanta uma difícil são físicas, quando o texto diz que
discussão teológica que é: “alguém ele era muito bonito e do ombro
que já foi salvo uma vez pode per- para cima se sobressaía entre todos
der a salvação?”. Alguns teólogos, (9.2). Certa ocasião, Saul e um dos
baseados em passagens da Bíblia, servos de seu pai procuravam algu-
como o texto do filho pródigo, di- mas jumentas, mas sem sucesso.
zem que não. Outros afirmam que Quando eles já estavam quase de-
sim; que podemos perder a salva- sistindo dessa tarefa, o servo de
ção e, para embasar esta argumen- Saul lembrou-se do profeta Samuel,
tação, usam o exemplo de Saul e que estava na região, e foram à sua
vários outros textos bíblicos. Inici- procura (9.3-14). “Ora, o Senhor,
almente, Saul passou por uma au- um dia antes de Saul chegar, o re-
têntica regeneração; depois, ao que velara a Samuel, dizendo: ‘Amanhã
parece, ele a desperdiçou. Aqueles a estas horas te enviarei um ho-
que são favoráveis a esta posição mem da terra de Benjamim, o qual
acreditam que precisamos nascer ungirás por príncipe sobre o meu
de novo cada vez que nos tornamos povo de Israel” (9.15,16). Assim,
filhos pródigos. quando Saul se encontrou com
Eu creio no conceito bíblico de Samuel, teve uma grande surpresa.
eleição, que Deus nos escolhe e sal- Samuel o convidou para um
va por causa da Sua graça e sobe- banquete e o informou que as jumen-
rania. Por isso, se uma pessoa pas- tas tinham sido encontradas e que ele
sou por um processo de salvação era o rei por quem Israel esperava
genuíno, se realmente nasceu de (9.19,20). Surpreso, Saul reagiu,
121
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

dizendo que ele não era uma pessoa importância, passou a considerar
importante, pois pertencia a menor suas ideias as mais relevantes, a
tribo de Israel, a tribo de Benjamim, ponto de desobedecer não somen-
e ao menor clã dessa tribo (21). te uma, mas duas vezes ao Senhor.
Saul reagiu exatamente como A primeira batalha enfrentada
todos os outros líderes, quando re- por Saul foi contra os filisteus. Nes-
ceberam o chamado de Deus. Você sa ocasião, houve um momento em
deve estar lembrado do relato, no que ele entrou em pânico. Enquan-
final do Livro de Juízes, quando a to Samuel era aguardado para ofe-
tribo de Benjamim quase foi dizima- recer os sacrifícios, demorando mais
da, depois que os homens de Gibeá que o previsto, Saul resolveu ele
violentaram e mataram a concubi- mesmo fazer o papel do sacerdote,
na de um levita, num dos inciden- oferecendo o sacrifício (capítulo 13).
tes mais sórdidos relatados nas Quando Samuel chegou, repre-
Escrituras (cf. Juízes capítulos 19 endeu Saul e profetizou que Deus
e 20). Sobraram apenas seiscentos passaria seu reino para um homem,
homens benjamitas, depois de ter- cujo coração era segundo o Seu cora-
minada a guerra civil, na qual to- ção, o qual seria rei sobre todo o
das as tribos de Israel lutaram con- povo de Israel (13:14). Esta foi a pri-
tra a tribo de Benjamim. Os homens meira vez que se ouviu falar de Davi.
da tribo de Benjamim tiveram que A segunda desobediência de
sair à procura de mulheres, para Saul foi quando não aniquilou os
não desaparecerem completamente amalequitas (capítulo 15). Saul rece-
da face da terra (cf. Juízes 21). beu ordem para destruir aquele povo,
Essa era a história da tribo de seus rebanhos, camelos, jumentos,
Saul; por este motivo, ele disse que tudo! No entanto, ele e seu exército
vinha da menor de todas as tribos. retiveram o melhor do despojo para
Sua humildade era sincera e saudá- eles, além de manterem vivo o rei
vel. De acordo com a orientação de dos amalequitas. Então, o Senhor
Deus, no dia seguinte, Samuel o un- disse a Samuel: “Arrependo-me de
giu rei de Israel (I Samuel 9.22-10.1). haver constituído Saul rei, porquanto
Apesar de tudo isso, Saul não deixou de me seguir e não executou
foi um bom rei e, em razão da sua as minhas palavras...” (15.11).
desobediência, o reino foi retirado Com tristeza, Samuel confron-
de suas mãos (13.13,14). O que tou Saul, que alegou ter obedecido
aconteceu com aquele homem que a todas as ordens do Senhor, em-
teve o coração transformado por bora, a certa distância, se ouvisse
Deus? Ele, que antes se julgava sem o balido de ovelhas e o mugido de
122
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

bois (13,14). Saul alegou ter pou- agarrou pelo manto e o rasgou.
pado aqueles animais para sacrifi- Samuel lhe disse que, da mesma
car ao Senhor, mas Samuel não forma, o Senhor rasgaria o reino e
acreditou nisso e disse a Saul que o tiraria de Saul (15.22-28).
Deus tinha mais prazer em obedi- Depois disto, o Espírito de
ência que em sacrifícios e que a sua Deus deixou Saul, cuja vida é uma
rebeldia era tão maléfica quanto a advertência para que não venhamos
bruxaria e a idolatria. Quando desperdiçar a graça e as bênçãos de
Samuel tentou ir embora, Saul o Deus em nossa vida.

123
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 37
Obediência

Enquanto estudamos a vida de pacita para o trabalho em Sua obra.


Saul e Davi, devemos ter em mente Infelizmente, a desobediência
que a unção do Espírito Santo não de Saul levou Deus a retirar dele o
faz de nós robôs, mas que continu- Seu Espírito; quando isto aconte-
amos pessoas com livre escolha. ceu, Saul sofreu uma desintegração
Saul pôde fazer suas escolhas e as da sua personalidade.
fez erradas, razão pela qual o Se-
nhor Deus retirou dele o Espírito A desintegração de Saul
Santo (I Samuel 16.14; 18.12). Talvez, hoje pudéssemos classi-
Será que acontece hoje o que ficar Saul como um “paranóico
aconteceu naquela época com Saul? esquizofrênico”; o dicionário define a
Creio que por causa da cruz de Jesus paranóia como uma “desintegração
e do Pentecostes a atuação do Espí- da personalidade”, definição esta que,
rito Santo hoje é diferente de como certamente, se encaixa na personali-
agia nos tempos do Velho Testamen- dade de Saul, sobretudo quando co-
to. Davi orou: “Não me repulses da meçou a achar que todo mundo es-
tua presença, nem me retires o teu tava conspirando contra ele, princi-
Santo Espírito” (Salmo 51.11). Na palmente Davi, por quem desenvol-
Carta aos Hebreus, lemos: “De ma- veu uma inveja doentia, supondo que
neira nenhuma te deixarei; nunca te ele estava planejando roubar-lhe o
abandonarei” (13.5). Quando passa- reino (I Samuel 18.8; 20.30,31).
mos pelo novo nascimento, Deus Talvez tenha sido torturante demais
começa Sua obra espiritual em nós e para Saul ouvir a profecia de Samuel
“há de completá-la até o Dia de Cris- de que o reino se dividiria e seria
to Jesus” (Filipenses 1.6; 2.13). entregue nas mãos de alguém melhor
Hoje, o Espírito Santo tem duas for- que ele; alguém que obedeceria a
mas de trabalhar no nosso interior, Deus de todo o coração (13.14).
começando pelo novo nascimento e
pela manifestação do fruto do Espí- Davi, um homem
rito (Gálatas 5.22-23); depois, pelas segundo o coração de Deus
bênçãos e unção sobre nós, revela- A vida de Davi foi exatamente
das através da manifestação dos o oposto da vida de Saul. Sua prin-
dons do Espírito Santo, que nos ca- cipal característica era a obediên-
124
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

cia; ele era um homem segundo o po em que foi perseguido por Saul,
coração de Deus porque Lhe obede- o qual, movido pela inveja, alimen-
cia. Conforme a vida de Saul se tava o desejo de matá-lo. No entan-
desintegrava, a atenção de Deus era to, em meio às provações, Davi aca-
concentrada em Davi, que tinha bou aprendendo a confiar no Senhor
disposição para obedecer. e a obedecer-Lhe, incondicionalmen-
Deus enviou Samuel para a te, preparando-se para o propósito
casa de Jessé, em Belém de Judá, de Deus em sua vida. Você sabia que
a fim de ungir o rei sucessor de Is- Deus ainda faz isso conosco hoje?
rael. O sacerdote-profeta achou que Cada dia que vivemos é uma prepa-
o filho mais velho e mais bonito de ração para o dia de amanhã. Quan-
Jessé era perfeito para o cargo de do amamos a Deus e somos chama-
rei; porém, Deus repreendeu esse dos segundo o Seu propósito, tudo
raciocínio, dizendo: “o homem vê o o que passamos contribui para o
exterior, porém o Senhor o coração” que Deus quer que façamos no fu-
(16.7). Jessé apresentou seus sete turo (cf. Romanos 8.28). Vejamos,
filhos mais velhos a Samuel, mas o a seguir, algumas experiências pe-
Senhor não escolheu nenhum deles. las quais Deus fez Davi passar e
Talvez Samuel já estivesse um pou- como essas experiências serviram
co confuso, quando perguntou a para fazer dele o homem segundo
Jessé se aqueles eram todos os fi- o coração de Deus.
lhos que ele tinha, ao que Jessé
respondeu que tinha mais um, Davi, o pastor
Davi, que estava cuidando das ove- Muitos dos líderes da Bíblia,
lhas (11), o qual Samuel pediu que como Moisés e Davi, foram pasto-
chamasse. Davi era o mais novo res. Existe uma razão para isso e a
entre seus irmãos, mas foi ele o experiência de Davi mostra que ra-
escolhido por Deus para ser o futu- zão é essa. Em algumas ocasiões,
ro rei de Israel (12). Samuel o un- quando Davi cuidava do rebanho de
giu e, a partir daquele dia, o Espí- seu pai, teve de defender as ovelhas
rito Santo veio sobre Davi (13). contra o ataque de leões e ursos (I
Levou muito tempo até que Samuel 17.34-36). Como Jesus Cris-
Davi se tornasse rei. Em quase todo to, Messias, Davi estava pronto a sa-
o Livro de Samuel é relatado tudo o crificar sua vida em favor de suas
que Davi passou, o que acabou lhe ovelhas (compare com João 10.11-
servindo como uma preparação para 15). Deus deve ter observado isso e
exercer o seu reinado. Davi passou pensado: “bem, se esse menino de-
por muitas provações durante o tem- fende assim as ovelhas de seu pai,
125
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

então ele vai defender as Minhas medo. Davi tinha ido até à frente de
ovelhas. Vou fazer dele um rei!”. batalha levar mantimento para seus
irmãos e seus comandantes, quan-
Davi, o músico do ouviu Golias desafiando o exér-
Sempre que Saul tinha uma cito de Israel.
das suas crises de depressão, con- Sem hesitar, Davi anunciou que
forme o termo que todos usam lutaria contra aquele “ filisteu
hoje, ele precisava de ajuda e um incircunciso” e, quando ficou fren-
dos seus servos sugeriu uma tera- te à frente com o gigante, anunciou:
pia musical. Um deles sugeriu que “Tu vens contra mim com espada,
se chamasse um moço de Belém de e com lança, e com escudo; eu,
Judá, bonito, corajoso, forte e mui- porém, vou contra ti em nome do
to sensato que sabia tocar harpa e, Senhor dos Exércitos, o Deus dos
acima de tudo, o Senhor era com ele exércitos de Israel, a quem tens
(16.18). Assim, Davi passou a le- afrontado. Hoje mesmo o Senhor te
var alívio para Saul, afastando entregará em minhas mãos; ferir-
aquele espírito maligno com a sua te-ei, tirar-te-ei a cabeça e os ca-
música (23). Já no final de sua dáveres do arraial dos filisteus da-
vida, Davi também organizou a rei, hoje mesmo, às aves dos céus
adoração no Templo com quatro mil e às bestas feras da terra; e toda
sacerdotes, que tocavam instru- a terra saberá que há Deus em Is-
mentos musicais feitos por ele mes- rael. Saberá toda esta multidão que
mo (I Crônicas 23.5). Não houve o Senhor salva, não com espada,
ninguém mais extraordinário que nem com lança; porque do Senhor
Davi, que tenha harmonizado a é a guerra, e ele vos entregará em
música com a Palavra de Deus nossas mãos” (I Samuel 17.45-47).
como ele o fez. Com estas palavras, Davi deixou
bem claro que a causa e a batalha
Davi, o guerreiro eram do Senhor.
Ainda muito jovem, Davi já
pelejava pelo Senhor. Você está lem- Davi, o líder
brado quando ele enfrentou Golias? Davi também se tornou um
(I Samuel capítulo 17). Golias era general de grande influência e seus
um soldado filisteu temido por to- homens arriscavam suas próprias
dos. Com quase três metros de al- vidas por ele. Quando ele era um
tura, Golias provocava o exército do fugitivo do insano Saul e estava se
Senhor, cujos homens, naquela escondendo nas cavernas de
ocasião, estavam paralisados de Adulão, os filisteus invadiram Isra-
126
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

el e ocuparam Belém. Três homens comigo! Excepcional era o teu amor,


de suas forças de elite foram ver ultrapassando o amor de mulheres”
Davi e ele expressou o desejo de (II Samuel 1.26). Muitos homens
beber das águas do poço de Belém. não conseguem olhar para outro
Aqueles homens corajosos enfrenta- homem e dizer “eu te amo”, achan-
ram o inimigo, penetraram nos seus do que tal atitude seria confundida
flancos, retiraram a água que Davi com homossexualismo; porém, a
queria e a levaram até ele. Mas, amizade entre dois homens ou en-
quando este viu que aqueles bravos tre duas mulheres pode ser um re-
soldados arriscaram suas próprias lacionamento muito bonito. Quan-
vidas para lhe trazer aquela água, do Deus cria algo bonito, o diabo
não a quis beber e a derramou diantetenta distorcer, mostrando uma
do Senhor, porque não se julgou dig-aparência pecaminosa, mas, como
no dela (II Samuel 23:13-17). Dizem vemos no caso de Davi e Jônatas,
que um líder é um homem que tem o sentimento que os unia foi provi-
seguidores. Não há dúvidas de que denciado por Deus.
Davi foi um grande líder. Qual era o segredo espiritual de
Davi? Ele era um homem totalmen-
Davi e Jônatas te rendido a Deus, sempre pronto a
A amizade de Davi e Jônatas fazer a Sua vontade. A vida de Davi,
é um grande exemplo para todos como vemos nas Escrituras Sagra-
nós. Quando Davi soube que Jôna- das, destaca-se como um grande
tas havia sido morto, exclamou: exemplo do que Deus pode fazer
“Angustiado estou por ti, meu irmão com uma pessoa totalmente com-
Jônatas; tu eras amabilíssimo para prometida com o Senhor.

127
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 38
Como Errar Com Sucesso

A chave para ter a unção do tempos distantes; e isto é instrução


Espírito Santo é a obediência. Jesus para todos os homens, ó Senhor
disse: “Se me amais, guardareis os Deus. Por causa da tua palavra e
meus mandamentos. E eu rogarei segundo o teu coração fizeste toda
ao Pai, e ele vos dará outro Conso- esta grandeza, dando-a a conhecer
lador...”, o Espírito Santo... (João a teu servo” (II Samuel 7.18-21).
14.15,16). O pré-requisito para ex- Não é por causa dos nossos
perimentar o poder do Espírito San- merecimentos que somos abençoados,
to é a obediência (cf. Atos 5.32). mas por Sua graça, como nos mos-
Davi, na maior parte da sua vida, tra a essência desta oração de Davi.
foi um exemplo de obediência.
A nuvem de pecado
O surgimento do sucesso O capítulo 11 de II Samuel é
No capítulo 7 de II Samuel, um dos mais tristes e difíceis da
lemos sobre o exemplo máximo de história da vida de Davi. Nesse
obediência de Davi. Ele, que mora- episódio, Davi deixou de ser um
va num palácio, tinha no coração exemplo e passou a ser uma séria
o desejo de construir uma casa advertência para nós, ao cometer
para Deus, mas, o profeta Natã adultério, seguido de um assassina-
falou a Davi que Deus é quem cons- to, os quais por um ano tentou en-
truiria para Davi uma casa, ou seja, cobrir.
uma dinastia, que reinaria sobre Como é que Davi, um homem
Israel para sempre. O Messias viria segundo o coração de Deus, que
da linhagem de Davi e Seu Reino desejava fazer a vontade de Deus,
jamais teria fim (cf. Lucas 1.33). pôde sofrer uma queda tão trágica?
A resposta de Davi foi esta Tenho algumas explicações para o
linda oração: “Quem sou eu, Se- pecado de Davi e a primeira delas é
nhor Deus, e qual é a minha casa, que Davi era humano; mesmo sen-
para que me tenhas trazido até do temente a Deus, ele era humano,
aqui? Foi isso ainda pouco aos por isso não escapou da sedução do
teus olhos, Senhor Deus, de ma- pecado (cf. I Coríntios 10.12).
neira que também falaste a res- A segunda causa pode ser de-
peito da casa de teu servo para rivada do sucesso de Davi, que o
128
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

deixou vulnerável. Lemos em II longe, lutando a batalha de Davi.


Samuel 11.1: “Decorrido um ano, Quando Davi soube que Bate-
no tempo em que os reis costumam Seba tinha engravidado, mandou
sair para a guerra, enviou Davi a seu marido vir da batalha e tentou
Joabe, e a seus servos com ele, e fazer com que ele fosse para casa
a todo o Israel, que destruíram os e se deitasse com ela, mas Urias,
filhos de Amom e sitiaram a Rabá; em sua lealdade, não achou corre-
porém Davi ficou em Jerusalém”. to estar em seu leito, enquanto seus
Davi deveria levar o seu exérci- soldados estavam na batalha, por
to para a batalha, mas ficou em isso recusou-se a ir para casa. Davi
Jerusalém, mandando Joabe em seu ainda chegou a embriagá-lo, na ten-
lugar. Davi pecou porque estava fora tativa de conseguir seu intento,
da vontade de Deus e, também, por- mas, vendo a inutilidade dos seus
que estava no auge do seu sucesso. esforços, mandou uma mensagem
O apóstolo Paulo afirmou em para seu general, através do próprio
Filipenses 4.12: “Tanto sei estar Urias, que dizia: “Ponde Urias na
humilhado como também ser honra- frente da maior força da peleja e
do”. É necessário ter muita maturi- deixai-o sozinho, para que seja fe-
dade espiritual para saber lidar com rido e morra” (II Samuel 11.15).
a abundância. Quando não depen- Em pouco tempo o general
demos totalmente de Deus, Joabe mandou uma mensagem
tornamo-nos mais vulneráveis. para Davi, dando o relatório da
Enquanto o exército de Davi batalha: “Também morreu teu ser-
cercava a cidade de Rabá, ele viu da vo Urias, o heteu” (21). Urias es-
varanda do seu quarto uma mulher tava morto e Davi era culpado de
se banhando e a desejou. Como ele adultério e assassinato, além de
era o rei e tinha o poder de fazer omissão da verdade. Durante um
tudo o que quisesse, tomou aquela ano, que talvez tenha sido o pior da
mulher para si. O adultério de Davi sua vida, Davi encobriu o seu pe-
não foi um caso de amor mútuo. cado, pensando que ninguém sabe-
Lembre-se disso: Bate-Seba - esse ria o que tinha acontecido, a não
era o nome da mulher -, não teve ser ele e seu general. Quando lemos
nada a ver com isso. Não foi ela os Salmos 32 e 51, podemos ver
quem desejou que o adultério acon- como Davi se sentia, carregando
tecesse. Urias, seu marido, era um essa culpa no coração, de tal ma-
dos homens de confiança de Davi e neira que chegou a adoecer, até que
tudo indica que ela o amava profun- se voltou para o Senhor: “Confes-
damente, mas seu marido estava sei-te o meu pecado e a minha ini-
129
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

qüidade não mais ocultei. Disse: Senhor Deus de Israel: Eu te ungi rei
confessarei ao Senhor as minhas sobre Israel e eu te livrei das mãos
transgressões; e tu perdoaste a de Saul, dei-te a casa de Israel e de
iniquidade do meu pecado” (Salmo Judá; se isto fora pouco, eu teria
32.5). Com esta oração de Davi acrescentado tais e tais coisas. Por
aprendemos que pessoas tementes que, pois, desprezaste a palavra do
a Deus devem orar pedindo a bên- Senhor, fazendo o que era mal pe-
ção do perdão. A grandeza de Davi rante ele? A Urias, o heteu, feriste
está na maneira como reagiu ao à espada; e a sua mulher tomaste
pecado e às suas consequências. por mulher” (II Samuel 12.7-9).
Natã confrontou o pecado de
Raios de luz em meio à escuridão Davi e este, como rei, poderia ter
Depois que erramos, o mais dito: “matem este homem”; no en-
importante é saber como reagimos tanto, ele não agiu assim. Ele se
ao erro. Nesse ponto, Davi é um humilhou e confessou o seu peca-
grande exemplo para nós. do (12.13a), e Deus o perdoou
(12.13b), embora Davi tivesse que
Confrontação experimentar o terrível banquete de
Em II Samuel capítulo 12, le- consequências do seu pecado.
mos que o profeta Natã foi ao encon-
tro de Davi em seu palácio e contou- Consequências
lhe a estória de um homem que pos- Natã transmitiu a palavra do
suía um grande rebanho de ovelhas Senhor para Davi: “Agora, pois, não
e outro que tinha apenas uma ove- se apartará a espada jamais da tua
lha e a amava muito. Era como se casa... da tua própria casa susci-
fosse o bichinho de estimação dos tarei o mal sobre ti” (12.10a, 11a).
seus filhos; comia a comida da sua Como o pecado de Davi envolvia a
mesa e bebia água do seu copo. família, seria por meio dela que ele
Aconteceu que o homem rico rece- seria punido por Deus. O que ve-
beu alguns convidados e, para rece- mos, nos capítulos restantes de II
pcioná-los, não matou nenhum ani- Samuel, é o cumprimento desta
mal do seu vasto rebanho, mas a profecia de Natã.
única ovelha daquele pobre homem. Primeiramente, o profeta disse
Quando Davi ouviu esta estória a Davi que a criança que Bate-Seba
gritou: “Tão certo como vive o Se- tinha concebido morreria. Durante
nhor, o homem que fez isso deve ser seis dias e seis noites, Davi jejuou,
morto!” (5). Natã, então, disse a orou e se prostrou diante do Senhor,
Davi: “Tu és o homem. Assim diz o mas, no sétimo dia, a criança mor-
130
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

reu. Quando Davi recebeu a notícia, cheio de amargura, Absalão voltou-


levantou-se, banhou-se, trocou de se contra seu pai e iniciou uma
roupa, foi adorar no Tabernáculo e, guerra contra Davi, levando-o a re-
depois, se alimentou. Tal atitude tirar-se de Jerusalém. Além da trai-
intrigou seus servos, mas Davi lhes ção da parte de Absalão, após ele
explicou que, enquanto a criança ter tomado o poder, Davi também
estava viva, havia uma chance de viu Aitofel, seu conselheiro, incitar
que o Senhor tivesse misericórdia Absalão a violentar as concubinas
dele e o poupasse; porém, estando de seu pai, no terraço do palácio,
a criança morta, não havia mais à vista de todo o povo.
nada que ele pudesse fazer. Davi Quando chegou a Davi a notí-
acrescentou: “Poderei eu fazê-la cia deste ato desprezível, ele escre-
voltar? Eu irei a ela, porém ela não veu o Salmo 55, expressando seu
voltará para mim” (12.23). desgosto por este episódio, que
Este texto também nos ensina está narrado com detalhes nos ca-
que podemos saber o destino eter- pítulos 15 a 18 de II Samuel.
no de uma criança, quando Deus Apesar de tudo o que Absalão
toma a vida dela para Si. Davi teve fez, quando os exércitos de Davi se
uma atitude de esperança, quando encontraram com os de Absalão,
disse: “Eu irei a ela, porém ela não Davi deu instruções específicas às
voltará para mim”. Mais adiante, suas tropas para que não lhe fizes-
compare esta atitude de Davi com sem nenhum mal. Quando Davi re-
a que ele teve, quando soube da cebeu a notícia da morte de
morte de seu filho Absalão. Absalão, mal pôde conter-se, dizen-
A partir do capítulo 13, as Es- do: “Meu filho Absalão, meu filho,
crituras Sagradas começam a mos- meu filho Absalão! Quem me dera
trar as consequências do pecado de que eu morrera por ti, Absalão, meu
Davi. Seu filho Amnom violentou filho, meu filho!” (18.33). Observe
sua meia irmã Tamar; passados dois a diferença da reação de Davi, entre
anos, o outro filho seu, Absalão, ir- a morte do bebê, filho de Bate-Seba,
mão de Tamar, matou seu meio ir- e a morte de Absalão.
mão Amnom e fugiu. Após alguma Absalão tinha iniciado uma
insistência da parte de Joabe, revolução contra o seu próprio pai.
Absalão pôde voltar para Jerusalém, Por que, então, Davi reagiu à sua
mas Davi se recusou a vê-lo. morte desta forma? Desta vez, Davi
Ele desejava muito se reconci- não podia dizer: “Eu irei a ela, po-
liar com Absalão, mas não conse- rém ela não voltará para mim”.
guia perdoá-lo (14.24). Isolado e Creio que foi por isso que a dor de
131
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Davi diante da morte de Absalão foi cados, percebemos que nenhum de


tão grande. É provável que Davi nós está livre de pecar (cf. I Coríntios
tenha atribuído a morte de Absalão 10.12). A vida de Davi nos mostra
aos seus erros e pecados. como lidar com nossas quedas mo-
Quando lemos sobre a história rais e espirituais. Atente para as
de Davi e, principalmente, a respei- palavras do Senhor Jesus: “Vai e
to das consequências dos seus pe- não peques mais” (João 8.11).

132
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 39
A Bênção do Perdão

Um dos objetivos deste Estu- pondeu: “Deixa-o; que amaldiçoe,


do é mostrar a relação mútua que pois o Senhor lhe ordenou” (11b).
existe entre os livros da Bíblia, Quando Davi saiu de Jerusa-
como eles estão relacionados um lém, escreveu o Salmo 3: “Se-
com o outro e como todos formam nhor, como tem crescido o número
a Palavra de Deus. Por exemplo, dos meus adversários! São nu-
após estudarmos os Livros Históri- merosos os que se levantam con-
cos, chegamos aos Livros Proféti- tra mim. São muitos os que dizem
cos com conhecimento do contex- de mim: ‘Não há em Deus salva-
to histórico, no qual os profetas ção para ele’” (1,2). Foi isso que
viveram, pregaram, sofreram e mor- Simei disse, quando amaldiçoou
reram. Os Livros Históricos, por sua Davi e atirou pedras contra ele.
vez, fazem-nos entender um dos Mas, Davi mostrou como era te-
maiores livros da Bíblia, os Salmos, mente a Deus, dizendo: “Porém tu,
principalmente os de Davi. Senhor, és o meu escudo, és a mi-
nha glória e o que exaltas a mi-
O coração de Davi nos Salmos nha cabeça. Com a minha voz cla-
Os Salmos de Davi se encaixam, mo ao Senhor, e ele do seu san-
perfeitamente, nos capítulos 11 a 18 to monte me responde” (3,4).
de II Samuel. Através deles, enten- Quando Davi olhava para o seu
demos a grandeza de Davi e como passado, via os milagres recebidos
ele superou a fase da sua vida em e as orações respondidas, o que lhe
que caiu moral e espiritualmente. transmitia confiança e fé em Deus,
para enfrentar as adversidades que
Salmo 3 não foram poucas em sua vida.
Quando Davi fugiu para o deser-
to, para escapar de Absalão, um Salmo 4
homem chamado Simei o amaldi- O Salmo 4 também se refere a
çoou (II Samuel 16.5-8) e o general esse período da vida de Davi. Nes-
de Davi reagiu, dizendo: “Por que te salmo, Davi fala de circunstân-
amaldiçoaria este cão morto ao rei, cias, pelas quais passamos, que
meu senhor? Deixa-me passar e lhe nos tiram o sono. Era assim que
tirarei a cabeça” (9). Mas, Davi res- Davi se encontrava. Mas, no meio
133
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

da noite, ele tomou a decisão em É isso o que observamos na vida


seu coração de “oferecer sacrifíci- de Davi, quando lemos os capítulos
os de justiça e confiar no Senhor” 11 a 18 de II Samuel. Davi se entre-
(5). Naturalmente falando, Davi gou a Deus e se comprometeu a an-
não tinha nenhuma motivação para dar no caminho da justiça por amor
fazer o que era correto. Ao seu re- do Seu nome. Foi assim que Davi
dor, as pessoas diziam: “Quem nos reagiu ao castigo de Deus e a todas
dará a conhecer o bem?” (6). Com as consequências do seu pecado, e
frequência estamos rodeados de Deus restaurou a sua alma.
pessoas que procuram quem faça o Depois que Davi pecou e teve
que é correto e não o que é conve- sua alma restaurada foi rei por mais
niente. Quando essas pessoas nos dezesseis anos. O tempo em que rei-
vêem agir com retidão e pagando nou em Israel foi de quarenta anos.
um preço por isso, voltam-se para Porém, sua restauração só veio de-
Deus e são abençoadas. pois que ele andou no caminho da
justiça e confessou o seu pecado,
Salmo 23 arrependendo-se e comprometendo-
No Salmo 23.3a, Davi afirma: se a seguir o caminho do Senhor.
“O Senhor refrigera a minha alma”. Você sente a necessidade de
O Senhor nos faz deitar e reconhe- arrependimento ou de confessar al-
cer que somos ovelhas e que Ele é gum pecado? Em outras palavras,
o Pastor. Quando, porém, tentamos você sabe errar com sucesso? Digo-
tomar o controle da situação e as- lhe com amor e sinceridade que você
sumimos o papel do Pastor das nos- jamais conhecerá a bênção do per-
sas almas, os pastos deixam de ser dão, se não seguir o exemplo de
verdes e secam; as águas se tornam Davi e confessar a Deus o seu pe-
turbulentas e o cálice se esvazia; cado. Lembre-se que confessar sig-
então, precisamos ser restaurados. nifica simplesmente dizer a mesma
Como o Senhor nos restaura? De coisa que Deus diz a respeito do
acordo com Davi, o Senhor é muito pecado. Leia os Salmos 23, 32, 51
prático: “Guia pelas veredas da jus- e 55 e deixe que as palavras de
tiça” (3b). Reavivamento é muito Davi o guiem nessa confissão. De-
mais que atender ao convite, levan- pois, como ele, experimente a bên-
tar a mão e ir à frente, durante o cul-
ção da graça e do perdão de Deus.
to; é mais que oração e a aplicação
contínua dos dons espirituais. Deus O cântico do perdão
restaura a nossa alma à medida que Alguma vez você já fez a per-
nos guia no caminho da justiça. gunta: como podemos ter certeza de
134
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

que os nossos pecados foram per- “bara”, que significa “fazer do


doados? Os estudiosos das Escritu- nada”. Esta palavra foi usada três
ras Sagradas afirmam que essa cer- vezes em Gênesis, no capítulo 1 e
teza nos é dada através da Bíblia, também é usada no Salmo 51.
que garante o perdão para os nos- Neste Salmo, Davi está confessan-
sos pecados. do que não existe nada nele para
Atualmente, inúmeras terapias Deus usar e pede a Ele que faça algo
que tratam da culpa seguem a cor- do nada; que Deus coloque algo no
rente que diz que não existe culpa seu interior que ele não tinha quan-
porque não existe o certo e o erra- do nasceu. Ele pediu a Deus que
do; que não existe uma moral ab- operasse o milagre da criação no
soluta e que não podemos deixar a seu interior para que ele pudesse
criança sujeita ao conceito de cer- glorificar a Deus.
to e errado ensinado pelos adultos. No Novo Testamento, a respos-
Contrariando essa teoria, Davi ta a este tipo de oração chama-se
assumiu a culpa do seu pecado. “novo nascimento”: “O que é nas-
Quando nos arrependemos, confes- cido da carne é carne; e o que é
samos e colocamos diante de Deus nascido do Espírito é espírito. Não te
a nossa confiança, mostramos que admires de eu te dizer: importa-vos
entendemos e cremos na Sua solu- nascer de novo” (João 3.6,7).
ção para nossa culpa. Só assim ex- Os apóstolos chamavam o
perimentamos a bênção do perdão, novo nascimento de “criação”:
porque nossa culpa é removida. “...se alguém está em Cristo, é
O Salmo 51 serve como uma nova criatura” (II Coríntios 5.17).
janela que descortina a confissão de Deus cria algo novo no homem e na
Davi e a sua grandeza. Acompanhe mulher que tem um novo nascimen-
comigo alguns pontos deste Salmo. to. Essa oração profética de Davi
Primeiro, Davi orou a Deus, reco- aconteceu mil anos antes de Jesus
nhecendo qual era a fonte do seu dizer: “importa-vos nascer de novo”.
pecado: “O meu pecado está sem- Observe qual era a motivação
pre diante de mim... nasci na de Davi para desejar aquela restau-
iniquidade e em pecado me conce- ração: “Restitui-me a alegria da tua
beu minha mãe” (3b,5). salvação e sustenta-me com um
Depois, Davi fez um pedido: espírito voluntário. Então, ensinarei
“Cria em mim, ó Deus, um coração aos transgressores os teus cami-
puro e renova dentro de mim um nhos, e os pecadores se converte-
espírito inabalável” (10). A palavra, rão a ti” (Salmo 51.12,13). Davi
em hebraico, usada para “criar” foi amava a Palavra de Deus; ele a
135
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

anunciava quando a cantava, atra- pecado seria permitir que o Senhor


vés dos seus salmos. fizesse uma revolução em seu cora-
Observe, também, a nova pers- ção, para que ele fosse quebrantado,
pectiva de Davi, no final do seu sal- e lhe concedesse um espírito contrito.
mo: “...não te comprazes em sacri- O significado da palavra “contrito” é
fícios; do contrário, eu tos daria; e “profundamente arrependido do peca-
não te agradas de holocaustos” (16). do”. Davi sabia que era isso o que
Quando estudamos sobre o Taberná- Deus queria; por essa razão, orou
culo no deserto, vimos que o povo pedindo um coração novo; ele pediu
levava um animal para a Tenda da uma renovação do seu interior e a
Adoração, para oferecê-lo como um criação de algo novo para que ele
sacrifício pelos seus pecados. O tipo pudesse glorificar a Deus.
e o número de animais dependiam Vou dizer mais uma vez: se
do grau do pecado e da situação eco- você pecou e não sabe como con-
nômica da pessoa. fessar o seu pecado; se você preci-
Davi sabia que podia levar um sa ter sua alma restaurada e não
rebanho inteiro para ser sacrificado sabe como conseguir essa restaura-
no Tabernáculo, mas não era isso o ção, leia o Salmo 51. Faça deste
que Deus queria. Ele sabia que a Salmo sua oração de confissão e
única coisa que podia limpar o seu arrependimento.

136
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Capítulo 40
Três fatos do pecado e três fatos da salvação

Vamos estudar mais um pou- num deles, temos fé e dizemos: “o


co sobre o pecado de Davi. Você Senhor é o meu Pastor”, esquecen-
pode até achar que estamos do-nos que temos gastrite ou úlce-
enfatizando demais este assunto, ra, enquanto que no outro compar-
mas é porque as Escrituras fazem timento damos vazão à preocupa-
o mesmo. Se Deus deu tanto espa- ção e nem nos lembramos que te-
ço, no Segundo Livro de Samuel, ao mos fé. Se não buscarmos socorro
pecado de Davi é porque existem em Deus, essa situação pode nos
importantes lições espirituais para levar à “esquizofrenia espiritual”.
aplicarmos em nossa vida. Embora em nosso consciente
esta disfunção não aparente ser um
Outras lições sobre o pecado problema sério, em nosso subcons-
Uma das lições mais importan- ciente tais conflitos ficam alojados
te na história do pecado de Davi é para sempre. Isto é muito perigoso
como ele lidou com sua culpa. Ima- porque o subconsciente funciona
gine a mente humana com duas di- como um copo e, quando ele se
mensões: o consciente e o subcons- enche de tantos conflitos, manda
ciente. Todos nós lutamos com pen- sinais para fora do nosso corpo e
samentos conflitantes. Em nosso começamos a sofrer com os sinto-
consciente temos o seguinte pensa- mas físicos.
mento: “o Senhor é meu Pastor e não As Escrituras Sagradas ensinam
vou me preocupar; tenho fé no meu que não devemos armazenar nossos
Pastor”. Mesmo assim, estamos conflitos, mas aprendermos a lidar
sempre preocupados. Como resulta- com eles. Os psicólogos concordam
do disso, contraímos doenças como com isto, mas adotam um método,
úlceras, gastrites e muitas outras que consiste em desviar as pessoas
enfermidades, quando não devería- dos valores absolutos que conflitam
mos nos preocupar, porque Deus é com seu comportamento. As Escri-
o nosso Pastor. Então, como lidar turas Sagradas, por outro lado, en-
com esses pensamentos conflitantes? sinam que existe o certo e o errado
Construímos uma parede que e, por esta razão, a pessoa que vive
divide nossos pensamentos confli- diferentemente dos seus padrões
tantes em dois compartimentos: morais acaba adoecendo.
137
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

É na Palavra de Deus que Cristo na cruz (cf. João 3.16).


aprendemos a resolver nossos con- Mais de setenta e cinco por
flitos: se a maneira como vemos as cento das vezes em que as Escritu-
coisas e a nossa disposição men- ras Sagradas usam a palavra salva-
tal forem de acordo com o padrão ção não se referem ao futuro preço
de Deus, quando obedecemos a do pecado, mas à remoção do pre-
essa visão, todo nosso corpo será ço que pagamos agora. Somos sal-
cheio de luz, porque a lâmpada do vos, por exemplo, de vivermos des-
nosso corpo são os olhos (cf. perdiçando nossa vida. Quando
Mateus 6.22). Em outras palavras, Jesus mencionou o pecado, Ele
resolvemos nossos conflitos quan- usou a palavra grega “Gehena”, um
do vivemos de acordo com aquilo lugar fora de Jerusalém destinado a
que cremos. O padrão de Deus nos ser um depósito de lixo, onde “não
leva a enxergar que somos pecado- lhes morre o verme, nem o fogo se
res e nos convence do pecado. apaga” (Marcos 9.44).
Outro preço do pecado é o cati-
Três fatos do pecado veiro. Quando as pessoas são contro-
Outra aplicação que tiramos ladas pelos seus impulsos e hábitos,
daquele capítulo sórdido da vida de de acordo com a Bíblia, estão em
Davi refere-se às terríveis pecado. A salvação liberta o homem
consequências do pecado. Em II do pecado (cf. João 8.30-36).
Samuel, dos capítulos 11 a 18,
podemos observar o amargo ban- O poder do pecado
quete de consequências de Davi. O pecado tem força e poder. A
Em sua história, vemos ilustrados história de Davi se encaixa com o
três fatos do pecado e três da sal- que Paulo disse em I Coríntios
vação. Vamos considerar primeiro 10.12: “Aquele, pois que pensa
os fatos do pecado. estar em pé veja que não caia”.
Com isso Paulo está dizendo que a
O pecado tem um preço tentação acontece para todos os
A primeira coisa é que o peca- homens. Se um homem como Davi
do tem um preço a ser pago, agora foi derrubado pelo poder do peca-
e no futuro, razão pela qual Deus do, quem somos nós para achar que
teve que enviar Jesus Cristo a este podemos nos manter firmes? Nun-
mundo. A única maneira de nos li- ca subestime o poder do pecado.
vrarmos do preço do pecado no fu-
turo, ou seja, nos livrarmos do in- As consequências do pecado
ferno, é crendo na morte de Jesus O pecado custa caro. Paulo, em
138
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Romanos 6.23, afirmou que “o sa- ensina que, quando nos apropriamos
lário do pecado é a morte”, referindo- da graça de Deus, somos capacita-
se não apenas à morte física, mas, dos para dominar o poder do peca-
também, ao banquete de consequên- do (Romanos 8.37-39).
cias que o pecado sempre traz. O
pecado deixa cicatrizes e manchas, A justificação faz com que Deus
algumas delas irreversíveis. nos veja sem pecado
O terceiro fato da salvação é um
Os três fatos da salvação pouco mais complexo, porque tem a
Como o veludo preto sob os ver com as manchas, cicatrizes e
diamantes, o pecado, o seu poder preço do pecado. Aos olhos de Deus,
e o seu preço destacam ainda mais até as manchas do pecado são re-
o brilho dos três fatos da salvação. movidas, através do Seu perdão,
conforme Davi escreveu no Salmo
Jesus retirou a pena do pecado 103.12: “Quanto dista o Oriente do
Primeiro fato: Jesus Cristo re- Ocidente, assim afasta de nós as
moveu a pena do pecado. As Escri- nossas transgressões” e, também,
turas Sagradas se referem ao Evan- podemos ler em Miquéias 7.19. O
gelho como “Boas Novas”. No diá- termo “justificado” é uma das pala-
logo que teve com Nicodemos, Je- vras mais bonitas na Bíblia e signi-
sus deixou claro que Ele é a única fica que, quando confessamos um
Solução de Deus para o pecado e o pecado e nos arrependemos dele,
único Salvador (João 3.14-18). para Deus é como se aquele pecado
Quando, realmente, ouvimos o que nunca tivesse existido. Além de o
Jesus disse, percebemos que Ele foi pecado ser perdoado, é removido.
dogmático e deixou todas as outras A justificação acontece em
religiões num beco sem saída. duas dimensões. Às vezes, as man-
chas e cicatrizes do pecado são
O Espírito Santo irreversíveis para o homem. Se uma
tem poder sobre o pecado pessoa comete um assassinato e,
Segundo fato: o Espírito Santo mais tarde, se converte a Jesus
pode imobilizar o poder do pecado Cristo, aos olhos de Deus é como
na nossa vida. O apóstolo João afir- se essa pessoa nunca tivesse come-
ma, em I João 4.4: “...maior é aque- tido aquele crime. No entanto, a fé
le que está em nós do que aquele em Cristo não quer dizer que essa
que está no mundo”. Esta é a boa pessoa pode sair livre dessa situa-
nova: Só o poder de Deus é maior ção. Existem as consequências e a
que o poder do pecado. Paulo nos pessoa terá que arcar com elas.
139
ESTUDO PANORÂMICO DO VELHO TESTAMENTO (Gênesis a II Samuel)

Certa vez eu fui chamado à quebrado. Por isso, o apóstolo João


casa de um homem de oitenta e três escreveu: “estas coisas vos escrevo
anos de idade que tinha se conver- para que não pequeis” (I João 2.1).
tido havia um ano. Sua esposa me É um erro tremendo dar a impressão
ligou e pediu para fazer uma visita aos jovens de que existe alguma coi-
ao seu marido e conversar com ele sa boa e divertida no pecado, por-
porque ele não parava de chorar. que nada há de bom nele e, princi-
Vendo-o chorar e dizer: “meus filhos, palmente, nas suas consequências.
meus filhos, meus filhos”, esperei Deus pode fazer brilhar Sua gra-
que se controlasse um pouco para ça e Sua misericórdia, se responder-
perguntar-lhe a razão daquele deses- mos ao pecado da forma como Davi
pero, até que ele me contou como respondeu. Jesus disse para a mu-
havia maltratado seus filhos, sen- lher que foi pega em adultério: “Nem
do que dois deles estavam em hos- eu tampouco te condeno; vai e não
pitais psiquiátricos, pelo que se peques mais” (João 8.11). Nunca
sentia responsável. De fato, aque- deixe que seus filhos tenham a im-
le homem havia se convertido e, aos pressão de que existem vantagens em
olhos de Deus, não havia manchas, viver em pecado para, depois, serem
cicatrizes nem penas a serem pagas; salvos. Infelizmente, o pecado se
porém, as consequências do seu tornou epidêmico entre aqueles que
pecado, na vida de seus filhos, ain- professam ser discípulos de Jesus
da eram bem reais. Cristo, por isso Deus quer que aten-
Algumas coisas não podem ser temos para a história do pecado de
desfeitas, da mesma forma que não Davi e ouçamos a voz de Jesus, di-
podemos remodelar um ovo que foi zendo “vai e não peques mais”.

140