Anda di halaman 1dari 2

Língua Portuguesa Assim, temos: utilizar o seguinte “macete”: ao

PROFESSORA: SIMONE formular a frase com o verbo “vir”


A CRASE. REGRA GERAL: e o nome do lugar em questão
Para começar, deem uma olhada na admitir a combinação “da” usa-se
tirinha a seguir: Haverá crase quando o termo a crase, caso contrário, obtendo-se
anterior for regido pela simplesmente preposição "de", não
preposição “A” e o termo cabe o artigo, logo, não há crase.
posterior admitir o artigo Vejam:
definido “A(s)”.
Observem os exemplos: Vou à Espanha.
(Venho da Espanha)
Eu me referia à professora. Vou a Curitiba
Ela era alérgica à acetona. (Venho de Curitiba)
Ele chegou às sete horas. SE LIGA!
Ele chorava à medida que a Entretanto, se o nome do lugar
namorada falava. vier determinado, haverá crase:
CASOS ESPECIAIS Vou à Roma antiga.
(Quino)
Vou à velha Ouro Preto.
1. Há crase nas expressões CUIDADO!
Na frase: “É pra isto que a gente
adverbiais formadas por Diante do pronome relativo que,
vai todo dia à escola?”, podemos
palavras femininas, como "à geralmente, não ocorre crase, uma
perceber o uso do sinal indicativo
tarde", "à noite", "à vontade", "à vez que esse pronome repele o
da crase. Mas será que tal
procura", "às pressas", "às artigo. No entanto, haverá crase se
construção está correta?
escondidas", "à moda de" (mesmo estiver precedido do pronome
O que vocês acham?
que a expressão moda de esteja demonstrativo “a” ou “as”
subentendida): (=aquela, aquelas):
Em primeiro lugar, a
Eu fiquei à vontade. Esta é a mulher a que me referi.
palavra crase vem do grego krasis,
Estou à procura de uma Essa caneta é igual à que ganhei.
que por sua vez significa “fusão”.
empregada.
Na Língua Portuguesa, esse
João usa sapatos à moda de Luís
fenômeno acontece a partir da
XV. CASOS FACULTATIVOS:
junção de vogais idênticas (a + a).
Graficamente, essa fusão é
Fez um gol à Pelé. (à moda de Pelé  antes de nomes de pessoas
– expressão subentendida) do sexo feminino:
representada por um acento grave,
2. Palavras "casa" e "terra": Ele fez referência a (ou à) Maria.
assinalado no sentido contrário ao
acento agudo: À.
Não ocorre crase diante das  antes de pronomes
palavras "casa" (no sentido de lar, possessivos femininos:
Basicamente, pode ocorrer
moradia) e "terra" (no sentido de Obedecerei a (ou à) sua ordem.
crase quando houver a fusão da
preposição A com:
chão firme):  depois da preposição “até”:
Voltamos tarde a casa. Fomos até a (ou à) praia.
 artigo definido “a(s)”: NÃO OCORRE A CRASE:antes
O capitão desceu a terra. de verbo: Ela começou a gritar de
Fui À praia.
Retornaremos ÀS festas. repente.
SE LIGA!
 as iniciais dos pronomes
Entretanto, se tais palavras vierem antes de palavras masculinas:
demonstrativos aquela(s),
especificadas, a crase acontece:
aquele(s), aquilo:
Voltamos tarde à casa da nossa Maria tem mania de andar a pé.
Fui ÀQUELE bar ontem.
tia.  antes de pronomes de
 o pronome relativo “a qual” e
O capitão desceu à terra da tratamento, exceção feita a
flexão (as quais):
Essa é a mulher À QUAL me
fantasia. “senhora”, a “senhorita” e a
referi.
Vejam que as expressões "da nossa “dona”:
tia" e "da fantasia" especificam, ou Dirigiu-se a V.S.a com aspereza
 o pronome demonstrativo a
seja, definem os respectivos Dirigiu-se à senhora com aspereza.
ou as (= aquela, aquelas):
vocábulos.  antes de pronomes em geral:
Esta lapiseira é igual À que você
me deu. Não vou a qualquer lugar.
3. Nomes de lugar: Fiz alusão a esta professora.
Na frase “É pra isto que a gente Pode haver ou não crase com
vai todo dia à escola”, temos a Dirigiu-se a ele.
nomes femininos que designam  em expressões formadas
fusão da preposição “a” (a gente lugar, já que alguns aceitam o por palavras repetidas:
vai A algum lugar) com o artigo
definido “A” que precede a palavra artigo a e outros não. DICA! Estamos frente a frente
 quando o "a" vem antes de
feminina “escola”.
Para verificar se o nome do lugar uma palavra no plural:
admite ou não o artigo, pode-se Não falo a pessoas prepotentes.