Anda di halaman 1dari 3

É claro que o mundo é puramente paródico, isso é, que cada coisa que se olha é a

paródia de uma outra, ou ainda a mesma coisa sob uma forma decepcionante.
Desde quando as frases circulam nos cérebros ocupados a refletir, processou-se uma
identificação total, uma vez que , com a ajuda de uma cópula, cada frase liga uma coisa a
outra; e tudo estaria visivelmente ligado se se descobrisse de um só golpe de vista , em sua
totalidade, o traçado deixado por um fio de Ariadne, conduzindo o pensamento dentro de
seu próprio labirinto.
Mas a cópula dos termos não é menos irritante que a dos corpos. E quando eu grito
para mim mesmo: E U S O U O S O L, acontece uma ereção integral, pois o verbo ser é o
veículo do frenesí amoroso.

Todo mundo tem consciência que a vida é paródica


e que lhe falta uma interpretação.
É assim que o chumbo é a paródia do ouro.
O ar, a paródia da água.
O cérebro , a do equador.
O coito, do crime.

O ouro a água , o equador ou o crime, podem indiferentemente ser enunciados como


o princípio das coisas.
E se, a origem não é semelhante ao solo do planeta parecendo ser a base, mas ao
movimento circular que o planeta descreve ao redor de um centro imóvel, um carro, um
relógio, ou uma máquina de costura podem igualmente ser aceitos como princípio
generativo.

Os dois principais movimentos são o movimento rotativo r o movimento sexual,


cuja combinação se exprime por uma locomotiva composta de engrenagens e pistões.
Esses dois movimentos se transformam um no outro , reciprocamente.
É assim que percebemos que a terra, ao girar, faz com que os animais e os homens
pratiquem o coito e (como o que resulta é também a causa do que provoca ), que os animais
e homens praticando o coito fazem a terra rodar.
É a combinação ou transformação mecânica desses movimentos que os alquimistas
procuravam , sob o nome de pedra filosofal.
É pelo uso dessa combinação de valor mágico que a situação atual do homem fica
determinada no meio dos elementos.

Um sapato abandonado, um dente cariado, um nariz curto demais, o cozinheiro


cuspindo na comida de seus patrões, estão para o amor assim como a bandeira está para a
nacionalidade.
Um guarda-chuvas, um sexagenário, um seminarista, o odor de ovos podres, os
olhos fatigados dos juizes, são as raízes das quais o amor se alimenta.
Um cão devorando o estômago de um ganso, uma mulher bêbada que vomita,
um contador que chora, um pote de mostarda, representam a confusão que serve de
veículo ao amor.

Um homem colocado no meio dos outros se irrita ao saber que ele não é um dos
outros.
Deitado numa cama ao lado da garota que ama, ele esquece que não sabe por que
ele é ele , em vez de ele ser o corpo que ele toca.
Sem nada saber, ele sofre por causa da escuridão da inteligência que o impede de
gritar que ele é ao mesmo tempo a moça que esquece sua presença agitando-se em seus
braços.

Ou o amor, ou a cólera infantil ou a vaidade de uma herdeira de província, ou a


pornografia clerical, ou o solitário da cantora fazem se perder personagens esquecidos em
apartamentos empoeirados.
Que eles tentem buscar-se avidamente uns aos outros: só encontrarão imagens
paródicas e adormecerão vazios como espelhos.

A filha ausente e inerte que esta suspensa em meus braços sem sonhar, não é mais
estranha a mim que a porta ou a janela através da qual posso olhar ou passar.
Reencontro a indiferença ( que lhe permite de me abandonar ) quando adormeço
por incapacidade de amar o que me acontece.
É impossível que ele saiba a quem ela encontra quando a aperto em meus braços,
porque ela realiza obstinadamente um esquecimento inteiro.

Os sistemas planetários que giram no espaço como discos rápidos e cujo centro se
desloca também, descrevendo um círculo infinitamente maior, só se afastam
continuamente de sua própria posição apenas para voltar a ela ao terminar sua rotação.

Mas o esquecimento é a figura do amor incapaz de parar em um ser em particular,


passando rapidamente de um a outro.

Um homem se levanta da mesma maneira brusca que a de um espectro por sobre um


caixão, e desaparece da mesma maneira.