Anda di halaman 1dari 4

Aula 3 01/03/18

- Fisiologia II – Pressão Arterial-


• Pré Carga = carga de sangue antes de ocorrer a ejeção = retorno venoso
• Pós Carga = pressão que carrega para vencer a pressão da aorta = resistência
vascular periférica. Debito Sistólico x Frequência Cardíaca = Debito Cardíaco
. A pressão das Veias e Venulas é quase zero, pois não precisam de pressão, pois estão
retornando para o coração pela Veia Cava Superior e Inferior.
. Arteríola é elástica (relaxa e contrai), quando o sangue passa ali dentro, ele sofre
pressão, mesmo na fase de diástole. A primeira pressão de ejeção é sistólica. A
segunda é a diastólica (Capacidade que o sistema venoso e arteriolar tem de manter o
sangueno seu compartimento)
. Pressão de pulso = É a amplitude! Ex: PA 120x80. A P.de pulso será 40mmHg.
Diferença entre a P.Sistolica e P.Diastolica.
. Pressão arterial média = Mostra a capacidade de perfusão. Quanto de sangue está
chegando em determinado tecido.

• Mecanismos de controle de pressão arterial: 1-Rápido 2-Lento (Renina


Angiotensina A.)
Quer dizer que o simples fato de estar sentado e levantar, precisaria de chegar mais
sangue no encéfalo para não desmaiar. Rapidamente o corpo se organiza que manda
sangue para suprir a necessidade metabólica do cérebro que não faz o individuo
desmaiar. Para isso existe mecanismos que mantem a pressão no corpo como um todo
em níveis de normalidade.

REGULAÇÃO RÁPIDA

Sistema Nervoso da Pressão Arterial


O circuito onde há receptores (barorreceptores) que são sensíveis a Pressão Arterial
existe na Crosta da Aorta e no Seio Carotideano. Quanto maior o estiramento no Seio
Carotideano, maior será a quantidade de disparos do Potencial de Ação que chega ao
SNC.
No SNC há receptores que percebem quando a pressão do seio carotídeo está
aumentada. Com isso, há mecanismos que realizam funções para regular a pressão.
Há aumento do Nervo Vago que causa Bradicardica.
1-A PA aumentou 2- Quantidade de potenciais de ação aumentou 3- O detector
aumenta a atividade vagal 4-Diminuição a atividade simpática 5-Diminuiu quantidade de
pot. De ação 6-Menos noradrenalida liberada no receptor beta1 7-Ocorre bradicardia

Com a diminuição da Frequência Cardíaca e diminuição do Ionotropismo (força de


contração), há diminuição do Debito Cardíaco.
Ex: Paciente com taquicardia/crise hipertensiva faz-se massagem carotideana. A
pressão causa hipotensão. Pois se está simulando um aumento da PA.
Aula 3 01/03/18

Inervação parassimpática só tem no Nodo.


Simpático tem inervação nos vasos.

Ação do simpático no vaso. O alfa1 faz vasoconstricção e o beta2 vasodilatação. Se há


diminuição do tônus simpático na artéria/veia ocorre uma diminuição da resistência
vascular periférica.
PA = RVP x DC
Centro vasomotor está na porção trigeminal = recebe várias informações de várias
regiões do córtex. De uma maneira consciente pode-se estimular ou inibir o centro
vasomotor. Ex: entrar no estado de alerta conscientemente – luta ou fuga –
Hipotalamo - Mulheres na menopausa se tornam hipertensas pois elas deixam de ter
atividade inibitória do hipotálamo sob o centro vasomotor.

Sincope Vasovagal
Desmaio devido a uma emoção muito forte. Por uma alteração forte no córtex temporal.
Inibição do centro vasomotor.

- > A PA normal depende de quanto tenho de disparo nos barorreceptores.


- > O aumento da PA é diretamente proporcional ao numero de disparos do pot de ação

Reflexo Barorreceptor
PA aumentou
Seio carotídiano e crosta da aorta perceberam
Mandam informação para o núcleo do trato solitário
Núcleo do trato solitário INIBE o sistema simpático e ativa o parassimpático
(Quanto maior potenciais chegando, maior a informação no núcleo solitário, maior sera a inibição do simpático e ativação
parassimpatico)

Ocorre vasodilatação e bradicardia


Diminuição a interação de adrenalina pela adrenal
Hipotensão do paciente

Pessoa em decúbito, e levanta, a pressão caiu. Pois não da tempo o suficiente do reflexo
ter ação.
O reflexo barorreceptor mantem a pressão arterial em níveis normais.
Aula 3 01/03/18

Remodelamento do SNC
Quando você se matem hipertenso por uma longa data, o cérebro começa a entender
que essa pressão é normal. O cérebro diminui a taxa de disparo, mas mesmo assim a
pressão continua alta. A tendência é aumentar mais ainda. A pressão fica alta durante
muito tempo. Quando mais tempo o pct demora a tratar, mais o cérebro tolera e se
adapta aquele nível de pressão alta.

Transplante de um rim de um paciente hipertenso em um paciente normal


O rim não funciona imediatamente, pois funcionava no pct hipertenso porque o rim era
modelado, o rim estava acostumado a filtrar pressão alta. Daqui a 3 meses o rim volta
a remodelar. Ele pode se remodelar a pressão normal novamente.

O barorreceptor ele funciona muito bem com pressão arterial e pressão de O2


Ele também é quimiorreceptor. Se há um excesso de CO2 ou de O2 ativam os
barorreceptores que são quimiorreceptores também e há redução de pressão arterial.
Funciona quando tem acentuada queda da pressão. Pressão aterial abaixo de 80mmHg
o quimiorreceptor é mais ativo que o barorreceptor.

Reflexo de Bainbridge
Reflexos atriais de artérias pulmonares. Medeia a ação via artéria e veia.
É o reflexo que respondem a pressão baixa e alteração de volume, onde toda vez que
tem distenção do átrio... ocorre dilatação de artéria renal; diminuição do hormônio anti-
diuretico e taquicardia.
Dilata o átrio, veia cava e no sinoatrial porque chegou mais sangue no coração... o
coração não está conseguindo esvaziar a quantidade que deveria. Dilatou o atrio. O
volume vai aumentando e o coração aumenta em média 15% a frequência cardíaca.
O atrio produz um hormônio que libera a excreção de sódio. Com a pressão alta, esse
hormônio vai no rim e faz com que haja maior excreção de água e sódio.

Reflexo de cushing
Respostas de esquemia do SNC EX: Isquemia; acumulo de CO2
Acumulo de liquor...Se aumenta a pressão do liquor, aumenta a força de contração
sanguia via vasomotor para conseguir que chegue sangue ate o SNC, vencendo a
pressão liquorica.
Aula 3 01/03/18

REGULAÇÃO LENTA
Sistema Renina Angiotensina Aldosterona

Nosso organismo possui alguns mecanismos adquiridos


evolutivamente para servirem de proteção em caso de
emergências. Um destes mecanismos chama-se Sistema
Renina-Angiotensina, que é ativado em situações de
hipovolemia sanguínea, isto é, baixa quantidade de sangue
circulando nos vasos sanguíneos, muito provavelmente por
causa de uma hemorragia.