Anda di halaman 1dari 12

1

Artigo

Reconhecendo presença social em curso a distância de


capacitação docente para educação mediada por tecnologia
Alessandra Fracaroli Perez 1
Dyjalma Antonio Bassoli 2
Edson Walmir Cazarini 3
José Dutra de Oliveira Neto 4

RESUMO Palavras-chave: presença social, educa-


ção a distância, capacitação docente, fórum.
Este artigo visa pesquisar característi-
cas da presença social em um curso de capa-
ABSTRACT
citação docente, na modalidade a distância.
Quatro instâncias de avaliação foram realiza- This paper aims to investigate the
das, por pesquisa online, ao final da primeira characteristics of social presence in a
etapa do curso: atuação pessoal, conteúdos, teacher training course offered in a distance
experiências de aprendizagem e aprendiza- learning mode. Four instances of evaluation
gem em rede. Com o resultado, observou-se were conducted by online surveys at the
que, além de reconhecer as características da end of the first stage of the course: personal
presença social no processo estabelecido, os acting, content, learning experiences and
estudantes da capacitação docente avaliaram network learning. Results showed that
positivamente a experiência de se apresen- course participants were able to recognize
tar no processo partindo do papel discente. the characteristics of social presence in
Como referencia para realizar esta análise, the learning process and also that teachers
foi utilizada a Matriz Padrão de escala da pre- positively evaluated the experience of
sença social, desenvolvida por Kim (2011). performing as students. As a reference to
Conclui-se que a presença social é um fator conduct this analysis, we used the Matrix
importante para entender a percepção do alu- Standard scale of social presence, developed
no sobre a sua aprendizagem e satisfação com by Kim (2011). Conclusions were that social
o curso, nesta modalidade de ensino, sendo presence is an important factor to understand
um norteador de novas ações no planejamen- the student's perception about his/her
to da disciplina ou do curso. learning and satisfaction within the course,
guiding the planning of new actions both for
the subject matter and the course, as a whole.
1
Universidade de Ribeirão Preto. E-mail: aperez@unaerp.br
2
Universidade de Ribeirão Preto. E-mail: dbassoli@unaerp.br
3
Universidade de São Paulo. E-mail: cazarini@sc.usp.br
4
Universidade de São Paulo. E-mail: dutra@usp.br
Volume 13 − 2014
Keywords: social presence, distance conhecimento através das tecnologias da in-
education, teacher training, forum. formação e comunicação.

Em vez de obter o conhecimento em


RESUMEN uma sala de aula, onde todos estão, ao mes-
2
Este artículo busca investigar caracterís- mo tempo, ouvindo e interagindo com o
professor, na Educação a Distância (EAD) os
Associação Brasileira de Educação a Distância

ticas de la presencia social en un curso de ca-


pacitación docente, en la modalidad a distan- alunos buscam o conhecimento tendo como
cia. Cuatro instancias de evaluación fueron ponto de partida os materiais instrucionais,
realizadas, por investigación online, al final aulas presenciais, vídeos, pesquisas e fóruns
de la primera etapa del curso: actuación per- de discussão acerca de um determinado tema.
sonal, contenidos, experiencias de aprendiza- O aluno desta modalidade de ensino que, em
je y aprendizaje en red. Con el resultado, se sua grande maioria, vem de uma educação
observó que, además de reconocer las carac- tradicional, tende a se sentir muito sozinho,
terísticas de la presencia social en el proceso resultando muitas vezes em abandono do
establecido, los estudiantes de la capacitación curso.
docente evaluaron positivamente la expe- Este artigo objetiva apresentar dois fa-
riencia de presentarse en el proceso partien- tores importantes que contribuem com essa
do del papel del estudiante. Como referencia nova realidade de ensinar e aprender: a ca-
para realizar éste análisis, se utilizó la Matriz pacitação docente e a presença social, ambos
Estándar de escala de la presencia social, de- com ramificações diferentes, uma vez que um
sarrollada por Kim (2011). Se concluye que la busca capacitar o professor e, o outro, enten-
presencia social es un factor importante para der como o aluno se sente pertencente ao cur-
entender la percepción del alumno sobre su so. Porém, os dois têm um impacto comum
aprendizaje y satisfacción con el Curso, en no resultado final: o de contribuir para que o
esta modalidad de enseñanza, siendo un rec- aluno da modalidade a distância tenha a me-
tor de nuevas acciones en la planificación de lhor formação e que esses fatores contribu-
la disciplina o del Curso. am efetivamente no seu processo de ensino/
Palabras clave: presencia social, educa- aprendizagem.
ción a distancia, capacitación docente, foro. Uma pesquisa foi feita com os alunos de
um curso de capacitação docente, especifica-
INTRODUÇÃO mente avaliando um dos fóruns do curso, ten-
do sido aplicado um questionário com o ob-
Desde a implantação da modalidade jetivo de avaliar quatro dimensões e, a partir
a distância, sempre houve uma grande pre- destas, identificar questões que tratavam da
ocupação dos professores/tutores pela bus- presença social, tendo como referência uma
ca de novas estratégias de aprendizagem, ou matriz desenvolvida com foco na educação
seja, buscar ressignificar a forma de ensinar, superior a distância.
de modo que o aluno conseguisse adquirir

RBAAD – Reconhecendo presença social em curso a distância de capacitação docente para educação mediada
por tecnologia
1. A PRESENÇA SOCIAL NA EAD pesquisadores têm focado, especialmente, na
presença social, buscando superar as limita-
Em 1976, surge o conceito de “presen-
ções nos ambientes online, tendo resultado
ça social”, elaborado por Short, Wiliams &
direto na interação dos participantes.
Christie, que definiram o grau de importância 3
entre dois comunicadores, usando um deter- Segundo Gunawardena (1995), a manei-
minado meio de comunicação. Eles propuse- ra com que o sujeito percebe sua própria pre-

Associação Brasileira de Educação a Distância


ram que os meios de comunicação diferem sença ou de seus colegas tem um peso maior
em seu grau de presença social e que essas do que o meio de comunicação em si. Para a
diferenças têm um papel importante na forma autora, a comunidade mediada por tecnolo-
como as pessoas interagem. Conceituaram gia não tem nível inferior de pistas sociais,
“presença social”, principalmente, como uma sendo, ao contrário, um meio estimulante,
qualidade que pode determinar a maneira interessante e interativo que pode, através de
como as pessoas interagem e se comunicam. seus tutores, responsáveis pela mediação nos
AVA, promover junto aos alunos o senso de
Contudo, com o passar dos anos e com
pertença à comunidade e também estimu-
a necessidade de novos estudos, a ideia de
lar e promover a aprendizagem colaborativa
presença social foi evoluindo, graças a autores
entre eles.
como Gunawardena & Zittle (1997) e Byam
(1995), que observaram que a presença so- Shih e Swan (2009) fizeram um estu-
cial na interação online sofria variações e que do sobre a percepção de presença social em
mais dependia de cada um dos participantes discussões assíncronas feitas nos AVA e con-
no ambiente online do que do próprio meio. cluíram que ela pode e deve ser fomentada
levando em consideração um planejamento
Ao longo do tempo, o tema “presen-
cuidadoso nas discussões, a conscientização
ça social” foi ganhando espaço de pesquisa
dos alunos e dos tutores de como seu discur-
na área da educação superior mediada por
so pode aumentar ou diminuir sua presença
tecnologia. A Comunidade de Inquirição
e seu envolvimento no grupo em que estão
(COI) é um modelo teórico elaborado em
inseridos. Estes autores ainda destacam que
Garrison, Anderson & Archer (2000) para a
os fóruns promovem muita interatividade e
educação mediada por tecnologia e que, pos-
auxiliam os alunos a adaptar-se ao proces-
teriormente, foi desenvolvido em Garrison &
so ensino/aprendizagem na modalidade a
Anderson (2003). Esta proposta é conside-
distância.
rada a mais completa e integrada no que diz
respeito ao papel do professor no ambiente Outros autores também já pesquisaram
virtual de aprendizagem (AVA), visto que a sobre o real significado e a importância do
Comunidade de Inquirição traz uma abor- fórum no AVA. Moran (2002, 2003, 2006),
dagem que leva em consideração a perspec- Almeida (2003), Belloni (2001), Palloff e
tiva construtivista tanto da aprendizagem, Pratt (2004) já afirmaram sua importância
quanto do conhecimento. Esta comunidade no contexto da EAD e as análises das inte-
abrange os conceitos de presença social, pre- rações ocorridas em fóruns de discussão fo-
sença cognitiva e presença de ensino. Alguns ram embasadas principalmente no conceito

Volume 13 − 2014
sociointeracionista de Vigotsky (2000), transformações no cenário da educação me-
Brousseau (1996) e Chevallard (2001). diada por tecnologias. Nos primeiros proces-
sos implantados, os docentes eram recebidos
Para medir a presença social, e poder
para desempenhar estudos para desenvolver
nortear novas ações, muitos instrumentos fo-
4 a sua função docente nesta modalidade. Ao
ram desenvolvidos, porém, poucos com foco
final do processo, ficava a percepção de um
no ensino superior e na modalidade EAD.
Associação Brasileira de Educação a Distância

trabalho ainda inconclusivo e, na prática, o


Este trabalho terá como ferramenta docente ainda encontrava dificuldades para
de pesquisa a matriz desenvolvida por Kim realizar as suas incursões nas suas disciplinas
(2011). O autor desenvolveu e validou um ins- quando incorporava processos virtuais. Da
trumento confiável, no qual buscou superar mesma forma, os insucessos também eram
os limites dos outros instrumentos desenvol- atribuídos ao alunado, que não respondia da
vidos para medir a presença social, focando maneira como esperada pelo docente.
no ensino superior, na modalidade de ensino
Diante deste cenário, a equipe de coor-
a distância. O autor confirmou a multidimen-
denação do projeto de capacitação docente
sionalidade da presença social e apoiou-se em
despertou interesse por inserir o docente, ini-
quatro fatores para a construção desta matriz:
cialmente, pelo papel discente, evoluindo, em
ligação afetiva, senso de comunidade, comu-
um segundo momento, para o habitual papel
nidade aberta e atenção e apoio mútuo.
docente. Como havia um esforço sempre mui-
À luz disso, este trabalho irá medir to significativo para que os docentes pudes-
a presença social de alunos de um curso de sem compreender de modo expressivo como
capacitação docente em uma Instituição de o processo de uma disciplina em EAD deve
Ensino Superior, na modalidade a distância, ser planejado e conduzido, a tentativa seria
por entender que a presença social é um fator por considerar que, tendo vivido uma etapa
importante para compreender a percepção do do curso no papel discente, tendo que desem-
aluno sobre a sua aprendizagem e sua satisfa- penhar este papel de forma orientada e sendo
ção, de modo geral. avaliado por isso, o docente pudesse compre-
ender mais completamente como fazer um
2. A INSTITUIÇÃO E SEU PROCESSO planejamento mais adequado às expectativas
DE CAPACITAÇÃO DOCENTE EM EAD dos aprendizes e ter mais sucesso na condu-
ção do processo educacional a implantar.
A instituição estudada realiza semes-
tralmente processo de capacitação docente O curso avaliado foi apresentado para
para a modalidade EAD. Diante das grandes inscrições voluntárias, tendo recebido 42 ins-
transformações no processo educacional con- crições. Nesta oportunidade, foram recebidos
temporâneo, a capacitação docente para EAD docentes dos vários cursos da instituição, das
passou a ser um dos instrumentos do progra- suas três grandes áreas do saber (exatas, hu-
ma institucional permanente de capacitação manas e saúde).
docente para ampliar as discussões acerca Na área de exatas, quatro cursos es-
destas transformações e, especialmente, das tiveram representados, com um total de

RBAAD – Reconhecendo presença social em curso a distância de capacitação docente para educação mediada
por tecnologia
10 inscritos: Biotecnologia (7), Engenharia Previa-se discutir que o docente pudes-
Química (1), Sistemas de Informação (1) e se perceber algumas preocupações que muitas
Produção Sucroalcooleira (1). Na área de hu- vezes passam despercebidas no ensino tradi-
manas, foram oito os cursos representados, cional, e que, nesta modalidade de ensino,
com um total de 17 inscritos: Administração tornam-se de suma importância para o apren- 5
(9), Direito (1), Gestão Ambiental (1), dizado. O aluno teve à disposição um planeja-

Associação Brasileira de Educação a Distância


Jornalismo (1), Letras (2), Pedagogia (1), mento detalhado de todo o processo (guia do
Relações Internacionais (1) e Serviço Social curso), de forma a proporcionar-lhe condi-
(1). E da área de saúde, cinco cursos foram ções de entender todo o ambiente que envolve
representados, com um total de 15 inscri- o processo educacional mediado por tecno-
tos: Educação Física (4), Enfermagem (4), logias, recebendo uma proposta pedagógica
Fisioterapia (1), Nutrição (4) e Psicologia (2). desenvolvida especialmente para auxiliar no
É importante salientar que alguns dos do- bom desempenho dos estudos. Como já dis-
centes inscritos eram coordenadores de cur- semos, neste curso, em um primeiro momen-
so (Administração, Biotecnologia, Educação to, o professor assumiu o papel de discente,
Física, Enfermagem, Nutrição, Relações compreendendo os esforços necessários para
Internacionais e Produção Sucroalcooleira). acompanhar uma disciplina nesta modalida-
de. Em um segundo momento, houve a inser-
Do total de professores do grupo, ape-
ção dos estudantes do curso desenvolvendo
nas 10 tinham alguma experiência com dis-
o papel de docente, selecionando conteúdos
ciplinas na modalidade EAD: Administração
e produzindo experiências de aprendizagem,
(3), Psicologia (1), Enfermagem (2), Sistemas
configurando-as no AVA. A intenção foi de
de Informação (1), Direito (1), Pedagogia (1)
que esta experiência pudesse ser a porta de
e Relações Internacionais (1).
entrada para iniciativas que os preparassem
Para buscar cumprir com o objetivo para produzir futuramente suas disciplinas,
de “fomentar e incentivar a participação dos parcial ou integralmente, mediadas por tec-
professores da instituição em atividades de nologia, atendendo às expectativas docentes e
formação, capacitação, aprimoramento e res- discentes. No final do curso, esperava-se que
significação da EAD, por meio de práticas re- os docentes seriam capazes de utilizar as fer-
flexivas, visando à melhoria da qualidade do ramentas e os conceitos básicos que envolvem
processo educacional não presencial”, a for- a aprendizagem mediada por tecnologias, ser-
matação do curso previa carga horária de 40 vindo como base para futuras ofertas de disci-
horas e duração de 8 semanas, com vistas ao plinas na modalidade EAD.
desenvolvimento do conteúdo e das propos-
Os conteúdos abordados foram con-
tas de aprendizagem a distância, e para a re-
siderações gerais sobre EAD, o processo de
alização da avaliação final presencial. Os en-
aprendizagem em EAD utilizando tecnolo-
contros presenciais foram cumpridos em 12
gias, o estudante de EAD (características e
horas e as atividades não presenciais previstas
desenvolvimento do perfil de aprendiz) e a
para serem cumpridas em 28 horas online.
utilização e configuração do AVA.

Volume 13 − 2014
O critério de avaliação proposto com- superior contemporânea, sua atual pluralida-
preendia duas notas de avaliação relaciona- de de abordagens e os seus desafios, em espe-
das ao processo de aprendizagem: uma nota cial para o cenário das instituições privadas.
referente à avaliação continuada, realizada no
Desta forma, a proposta efetivada no
6 AVA, e outra referente à avaliação final pre-
fórum foi provocativa o suficiente para per-
sencial. Tanto a avaliação continuada como
mitir que os docentes pudessem posicionar-se
Associação Brasileira de Educação a Distância

a avaliação presencial foram pontuadas de 0


livremente acerca dos assuntos tratados. De
a 20 pontos cada. A média final na disciplina
modo específico, a proposta previa refletir so-
foi a soma das duas avaliações (avaliação con-
bre a ação docente através dos tempos, partin-
tinuada e avaliação presencial) divididas por
do do momento da graduação daquele docen-
quatro, e a aprovação mediante nota superior
te, sua atuação no momento contemporâneo
ou igual a sete.
e em um futuro breve. Previa-se discutir os
Como critério de avaliação, foi utiliza- principais entraves relacionados ao trabalho
da uma ferramenta denominada Rubrica, que docente, buscando apontar problemas e su-
corresponde a uma ferramenta de pontuação gerir eventuais contribuições para saná-los e,
que enumera os critérios para construção de neste cenário, considerar a mudança do perfil
um trabalho acadêmico e como será avaliado. do aluno ingressante no ensino superior (atu-
Além de ajudar os estudantes da capacitação almente a geração Y e em breve a geração Z) e
docente a descobrirem como seu projeto será os impactos gerados pela inserção das tecno-
avaliado, especifica o nível de desempenho logias neste contexto educacional. Buscou-se
esperado com vista aos vários níveis de qua- discutir também o habitual discurso de que
lidade, com os quais os estudantes reconhe- sempre o estudante é aquele que fica devendo
cem se conseguiram atingir os objetivos es- uma melhor dedicação e é em quem recai a
perados em seus próprios trabalhos antes de principal responsabilidade sobre as falhas do
entregá-los. processo de ensino-aprendizagem. Também
se haveríamos de buscar uma nova forma do-
3. CARACTERIZAÇÃO DA PESQUISA cente de trabalhar na era da informação ou do
conhecimento, ou se a forma está consolidada
O critério para buscar reconhecer pre- e aprovada e caberia ao estudante ser aquele
sença social no curso de capacitação docente que deveria se adaptar ao processo já bem
estudado foi direcionado, especificamente, estabelecido.
para a atividade desenvolvida no fórum, na
primeira etapa do curso, quando os professo- Para acompanhar este trabalho, foi esta-
res assumiram a função no papel de discentes. belecida a rubrica para uma avaliação crité-
rio-referenciada. Esta condição foi intencio-
Além de apresentar esta importante nal para dar subsídios aos objetivos propostos
ferramenta de construção colaborativa aos para esta experiência de aprendizagem, bem
professores inscritos no curso, também era como para reconhecer ao final as condições
intenção valer-se de proposta que pudesse que pudessem evidenciar as características
oportunizar a discussão sobre a educação esperadas de presença social. Para tanto, as

RBAAD – Reconhecendo presença social em curso a distância de capacitação docente para educação mediada
por tecnologia
orientações para avaliação desta atividade 5,3), outros 9 participaram em até 3 dias dis-
consideraram se o estudante argumentou e tintos no período, (média 6,8 ) e 10 interagi-
se posicionou de forma coerente e com ideias ram em 4 dias ou mais (média 4,7). O maior
claras sobre suas percepções sobre o assunto número de postagens foi feito por um aluno
abordado; se o estudante iniciou a discussão com 16 postagens em 8 dias distintos, e o me- 7
no fórum na semana de seu lançamento e in- nor número de postagens foi de 2 inserções

Associação Brasileira de Educação a Distância


teragiu com três ou mais participantes; e se o feitas em um único dia, fato ocorrido com 4
estudante contribuiu com outras referências participantes.
que ajudaram a contextualizar o assunto.
Considerando a rubrica proposta na
A pontuação da nota considerou o aten- avaliação, as notas variaram de zero a 5 pon-
dimento adequado ou não aos três requisitos, tos, onde a nota zero foi atribuída ao único
variando de 5, quando os 3 requisitos eram aluno (2,4%) que não compareceu à discus-
adequadamente atendidos, até zero, quando ne- são proposta no fórum. A maior parte dos
nhum item fosse adequadamente atendido. O estudantes (29 pessoas, ou 69%) dos 42 ma-
intervalo para discussão neste fórum foi de 15 triculados no curso obtiveram nota 5. Outros
dias, compreendendo o espaço entre o primeiro 7 estudantes (16,7%) receberam nota 4, e 5
e o segundo encontros presenciais do curso. estudantes (11,9%) tiveram atribuição da
nota 2.
4. ANÁLISE E DISCUSSÃO Ao final da primeira etapa do curso, foi
realizada uma avaliação online, valendo-se
A participação do fórum foi muito re-
de critérios específicos, divididos em qua-
presentativa. Foi necessária a interferência
tro instâncias (Atuação Pessoal, Conteúdos
dos tutores para finalização dos trabalhos nes-
Elaborados, Experiências de Aprendizagem e
ta atividade, visto que os docentes deveriam
Aprendizagem em Rede). Para cada uma das
partir para outras atividades dentro do curso.
instâncias foram apresentadas questões afir-
Tendo fechado o fórum para descontinuação mativas, em um total de 36, que deveriam ser
das discussões, os tutores do curso, a pedido respondidas anotando uma única alternativa,
dos alunos, geraram um arquivo em .PDF dos distribuídas em uma escala Likert (0 - discor-
debates realizados, o que resultou em 85 pá- do totalmente, 1 - discordo, 2 - nem concordo
ginas, com 303 postagens (259 dos alunos, ou e nem discordo, 3 - concordo, e 4 - concordo
85,5%,e 44 dos tutores, ou 14,5%). totalmente).
Feita a tabulação do número de dias em Especificamente para reconhecer carac-
que o aluno se comunicou nesse fórum e a terísticas relativas à presença social em EAD
quantidade de postagens realizadas, foi possí- no curso, foram identificadas, em cada um
vel perceber que 9 destes se limitaram a par- das quatro instâncias apresentadas anterior-
ticipar do fórum em apenas um dia, postando mente, 20 questões dentro de cada um dos
de 2 a 7 mensagens (média de 3,5 postagens); variados contextos. Neste estudo apresenta-
14 participaram em dois dias distintos varian- remos apenas aquelas instâncias que foram
do de 3 a 9 postagens individuais (média de descritas buscando discernir estritamente esta

Volume 13 − 2014
condição, no reconhecimento das impressões um deles (3,2%) discordou tê-la explorado.
dos alunos sobre o curso e a proposta de ava- Julga-se pertinente considerar que este indiví-
liar se foram estabelecidas as ligações de pre- duo faça parte do contingente de pessoas que
sença social esperadas. tenham limitado sua participação no fórum
8 em apenas um dia.
Dos 42 inscritos, 41 (97,6%) realizaram
esta primeira etapa do curso (fórum) e 31 Também foi questionado se as opiniões
Associação Brasileira de Educação a Distância

(76,1%) responderam ao formulário proposto dos colegas e do tutor contribuíram para o


ao final desta atividade. Deste universo de 31 processo de aprendizagem em rede. A maio-
respondentes é que se passa a estudar os resul- ria dos respondentes (71%) considerou que
tados obtidos. sim, 19,4% apresentaram-se neutros e 9,7%
(3) discordaram desta afirmação.
A primeira etapa do questionário in-
vestigou a atuação pessoal. Particularmente Como grande parte do grupo não havia
sobre o questionário proposto ao final da pri- ainda tido contato com processos mediados
meira etapa do curso, foi possível perceber por tecnologia, foi pesquisado se as discussões
impressões dos alunos sobre o curso e as li- e debates realizados no AVA foram importan-
gações de presença social que se intencionava tes para a tomada de posição frente aos temas;
atingir. Questionados se o grau de motivação 61,3% (19) dos respondentes sinalizaram po-
pessoal durante o curso se manteve constan- sitivamente e 80,6% do grupo (25) disseram
te, 27 respondentes (87,1%) apontaram con- estar motivados a aplicar em seu trabalho os
cordar. A maioria dos respondentes (67,7%) conhecimentos obtidos neste curso, e 9,7% (3)
também considerou que foi oportunizada a não desejam incorporar estes conhecimentos
exploração além das referências essenciais em suas atividades docentes.
indicadas, e também que as referências indi-
A segunda parte do questionário foi so-
cadas os incentivaram a buscar novas referên-
bre os conteúdos abordados no curso. Neste
cias para compartilhar com o grupo (74,2%).
estudo, faremos menção a apenas uma ques-
Embora todos os participantes tivessem rea-
tão deste rol que pôde evidenciar sinais de
lizado algum tipo de participação no fórum
presença social. Quando questionados se os
proposto, houve diversidade quanto à percep-
conceitos apresentados foram suficientes para
ção de sua contribuição com conhecimentos,
a realização das atividades propostas colabo-
ideias e experiências para este trabalho desen-
rativamente, 93,5% (29) sinalizaram positiva-
volvido em grupo. Apenas dois participantes
mente. Apoiando esta questão, na última par-
(6,5%) apontaram discordar que tenham con-
te do questionário (aprendizagem em rede)
tribuído e três outros (9,7%) mostraram-se
foi questionado se a metodologia de trabalho
indiferentes.
colaborativo em rede utilizada pelo professor
Mesmo tendo a rubrica para sua pro- contribuiu para a compreensão dos conceitos
posta de interação, também houve quem não discutidos: 26 (83,9%) apontaram que sim,
se apresentasse satisfeito com seus resultados enquanto que 4 pessoas (12,9%) posiciona-
nas discussões efetivadas. Do total de respon- ram-se de forma neutra e apenas 1 pessoa
dentes, 25,8% (8) apresentaram-se neutros e (3,2%) apontou discordar.

RBAAD – Reconhecendo presença social em curso a distância de capacitação docente para educação mediada
por tecnologia
A quantidade mais significativa de se os alunos conseguiram estabelecer vínculo
questões que apontavam para as evidências de com os tutores.
presença social foram as duas últimas etapas
Quando questionados sobre a disposi-
do questionário, que intencionavam conhe-
ção do tutor em esclarecer as dúvidas, 87,1%
cer sobre as experiências de aprendizagem 9
(27) apontaram positivamente. Do total de
no AVA e sobre a aprendizagem em rede. As
respondentes, 26 pessoas (83,9%) considera-

Associação Brasileira de Educação a Distância


experiências de aprendizagem propostas bus-
ram que, apesar da distância física, puderam
cavam a interatividade e a discussão profun-
perceber a presença de pessoas acompanhan-
da do tema. Foi possível perceber que 80,6%
do o seu trabalho e dispostas a ajudar quan-
do grupo (25) concordou que esta atividade
do necessário. Apenas um indivíduo (3,2%)
tenha provocado e incentivado a reflexão so-
discordou e 4 outros (12,9%) mostram-se
bre os temas tratados, e o mesmo percentual
indiferentes a este comportamento do tutor.
apontou que estas propostas incentivaram a
Investigando se o professor manteve um rela-
colaboração em rede.
cionamento amigável com o grupo, tentando
Por se tratar de um curso predominante constantemente estimular a participação do
virtual, intencionava-se reconhecer se as di- grupo e de cada um, 93,5% (29) sinalizaram
ferentes formas de interação do AVA seriam positivamente e apenas 6,5% (2) discordaram
suficientes para que a necessidade de mais desta possível evidência.
encontros presenciais (três ao todo) não fosse
Por último, buscou-se reconhecer entre
sentida. Neste sentido, 71% dos respondentes
os alunos se a participação do professor nos
(22) sinalizaram que não houve necessidade
debates e discussões no ambiente virtual fora
de mais encontros, 6 (19,4%) mostraram-
essencial para que estas interações tivessem
-se indiferentes e apenas 9,7% do grupo (3)
um bom resultado. Nenhum aluno discor-
consideraram que o número de encontros foi
dou desta afirmação, tendo 4 pessoas (12,9%)
insuficiente.
se posicionado de forma neutra e a maioria
A considerar a necessária presença e (27 pessoas ou 87,1%) o apontado como um
intermediação docente online, foi pergunta- fator determinante.
do sobre as orientações dadas pelo professor
O estudo das respostas deste questioná-
para a realização das atividades e trabalhos
rio buscou basear-se na proposta da matriz de
quanto à adequação e suficiência: 90,3% (28)
escala padrão para presença social proposta
mostraram-se satisfeitos e 9,7% (3) indiferen-
por Kim (2011). Nesta proposta, quatro di-
tes. Também foi investigado se o retorno ofe-
mensões são apresentadas como necessárias
recido pelo tutor nas atividades foi adequado,
para esta identificação: atenção e apoio mú-
suficiente e se contribuiu para a compreen-
tuo; ligação afetiva; senso de comunidade; e
são dos conteúdos estudados; 77,4% (24)
comunicação aberta.
dos respondentes sinalizaram positivamente
e apenas 7 pessoas (22,6%) apresentaram-se Foi possível reconhecer, diante do com-
neutras neste questionamento. O mesmo co- portamento observado e das questões indi-
eficiente foi alcançado quando questionado vidualmente respondidas no questionário ao

Volume 13 − 2014
final da última etapa, que as dimensões desta E, por fim, vale destaque a evidente
matriz poderiam ser percebidas nas respostas oportunidade da comunicação aberta, que
do formulário e no comportamento do aluna- compõe o último elemento da matriz. Os par-
do no AVA. A atenção e apoio mútuo, o pri- ticipantes puderam claramente reconhecer o
10 meiro dos quatro pontos apontados por Kim ponto de vista alheio, na maioria das opor-
(2011), pode ser percebido durante o curso, tunidades com opiniões individuais claras.
Associação Brasileira de Educação a Distância

pois ficou evidente que o grupo respeitava as Houve envolvimento na troca de ideias com
opiniões dos outros na tomada de decisões e os outros participantes e esforço para que
sentia que os outros participantes respeitaram os demais compreendessem os comentários
as opiniões alheias na tomada de decisões. No emitidos.
desenvolvimento das discussões, também ficou
evidenciado que a participação dos membros CONSIDERAÇÕES FINAIS
afetava as atividades desenvolvidas. Houve
concentração na discussão e as atividades em É inquestionável a importância da ca-
grupo ajudaram a aprender de forma eficiente. pacitação docente para ingresso do professor
na modalidade EAD. É nesse momento que
A ligação afetiva, o segundo ponto elen- é possível oferecer novas oportunidades para
cado por Kim (2011), também se mostrou conhecer diferentes experiências de aprendi-
presente no curso. Foi possível observar que zagem ao futuro professor/tutor de uma dis-
os participantes eram capazes de se aproximar ciplina semipresencial. Nesta oportunidade,
dos outros participantes da turma. Na apre- no curso de capacitação docente em que foi
sentação de cada participante (perfil do AVA proposta a pesquisa relatada neste estudo, o
e no fórum de apresentação), muitos parti- professor pôde vivenciar, em condições reais,
lharam, inclusive, histórias pessoais. Nas dis- o papel do aluno, e ter a experiência de conhe-
cussões do fórum avaliado, os colegas foram cer suas dificuldades e também suas oportu-
chamados pelos seus nomes, e se percebeu nidades com a nova modalidade de ensino, o
claramente a possibilidade de aprender mais que foi evidenciado nas respostas colhidas no
sobre os outros participantes na classe. Em questionário aplicado na primeira fase deste
alguns momentos da discussão, percebeu-se, curso.
inclusive, a influência nas postagens individu-
ais pelo humor dos outros participantes. Por meio deste questionário aplicado,
também foi possível explorar como a presen-
Um dos pontos mais evidentes foi o ça social, tema que vem ganhando cada dia
quarto elemento da matriz de Kim (2011), o mais espaço nas pesquisas na modalidade a
senso de comunidade. Mesmo não estando distância, pôde contribuir com as questões re-
fisicamente juntos em uma sala de aula tra- lacionadas em como o aluno pode “sentir-se”
dicional, a sensação de pertença do grupo foi pertencente ao curso e este ser um elemento
evidenciada, desenvolvendo-se o senso de co- crucial para subsidiar o alcance dos objetivos
munidade com o grupo de alunos e com os intencionados, a priori, quando do planeja-
tutores. Isto também pôde ser observado nos mento do curso. A pesquisa permitiu medir
encontros presenciais do curso. a presença social com discussões baseadas na

RBAAD – Reconhecendo presença social em curso a distância de capacitação docente para educação mediada
por tecnologia
matriz desenvolvida por Kim (2011), o que REFERÊNCIAS
possibilitou corroborar no quanto a presença
ALMEIDA, M. E. B. Educação a distância
social é importante para entender a percep-
na Internet: abordagens e contribuições dos
ção do aluno, não só em sentir-se pertencente
ambientes digitais de aprendizagem. Revista 11
ao curso, mas também sobre a sua aprendi-
Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 29, n. 2,
zagem concreta e na satisfação com o curso.
p. 327-340, dez. 2003.

Associação Brasileira de Educação a Distância


Esta experiência em considerar a presença
social como elemento fundamental fortale- BELLONI, M. L. Educação a distância.
cerá os requisitos necessários para considerar Campinas: Autores Associados, 2001.
a aprendizagem colaborativa nos AVA, nas
GARRISON, D. R.; ANDERSON, T.;
futuras iniciativas destes docentes.
ARCHER, W. Critical Inquiry in a Text-Based
Os resultados apontados nessa pesquisa Environment: Computer Conferencing in
também nortearão novas propostas dentro da Higher Education. The Internet and Higher
capacitação docente institucional, potenciali- Education, v. 2, p. 1-19, 2000.
zando ainda mais os desafios para o professor/
GUNAWARDENA, C. N. Social Presence
tutor, visto que aponta a crucial necessidade
Theory and Implications for Interactive
em não limitar-se apenas a um tradicional
and Collaborative Learning in Computer
plano de ensino burocrático e conteudista,
Conferences. International Journal
destacando a importância de considerar em
of Educational Telecommunications,
suas ações docentes, quer seja no planejamen-
Charlottesville, v. 1, n. 2/3, p. 147-166, 1995.
to ou na condução do curso/disciplina, me-
canismos que aumentem a percepção de pre- GUNAWARDENA, C. N.; ZITTLE, F. J.
sença social, uma vez que é um aspecto que se Social Presence as a Predictor of Satisfaction
mostra relevante e que resulta em indicadores within a Computer-Mediated Conferencing
importantes como fatores críticos de suces- Environment. The American Journal of
so para ações de ensino/aprendizagem em Distance Education, v. 11(3), p. 8-26, 1997.
cursos ou disciplinas que sejam ofertadas na KIM, J. Developing an Instrument to Measure
modalidade semipresencial. Social Presence in Distance Higher Education.
British Journal of Educational Technology,
Londres, v. 42, n. 5, p. 763-777, 2011.

[Moran, 2002] MORAN, J. M. O que é um


bom curso a distância? Disponível em:
<http://www.eca.usp.br/prof/moran/bom_
curso.htm>. Acesso em: 8 jul. 2012.

[MORAN, 2003] MORAN, J. M. O que


é Educação a Distância. Disponível em:
<http://www.eca.usp.br/prof/moran/dist.
htm>. Acesso em: 8 jul. 2012.

Volume 13 − 2014
[MORAN, 2006] MORAN, J. M. Propostas
de mudanças nos cursos presenciais com
a educação on-line. In: CONGRESSO
INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A
12 DISTÂNCIA, 11., 2004, Salvador. Anais...
Salvador: Abed, 2004. Disponível em:
Associação Brasileira de Educação a Distância

<http://www.eca.usp.br/prof/moran/site/
textos/educacao_online/propostas.pdf>.
Acesso em: 5 set. 2014.

PALLOFF, R. M.; PRATT, K. O aluno virtual:


um guia para trabalhar com estudantes on-
-line. Porto Alegre: Artmed, 2004.

ROURKE, L.; ANDERSON, T.; GARRISON,


D. R.; ARCHER, W. Assessing Social
Presence in Asynchronous, Text-Based
Computer Conferencing. Journal of Distance
Education, v. 14, n. 2, p. 50-71, 1999.

SHIH, L.; SWAN, K. Fostering social pre-


sence in asynchronous online class discus-
sions. In: CONFERENCE ON COMPUTER
SUPPORT FOR COLLABORATIVE
LEARNING, 6., 2005, Taipei. Annals…
Taipei: International Society of the Learning
Sciences, 2005. p. 602-606.

SHORT, J.; WILLIAMS, E.; CHRISTIE, B. The


Social Psychology of Telecommunications.
London: John Wiley & Sons, 1976.

VIGOTSKY, L. S. A formação social da


mente: o desenvolvimento dos processos
psicológicos superiores. Tradução de José
Cipolla Neto. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

RBAAD – Reconhecendo presença social em curso a distância de capacitação docente para educação mediada
por tecnologia