Anda di halaman 1dari 2

A Oração de Renuncia e suas adversidades

Adversidade Para a Oração de Libertação ou Exorcismo

Temos uma nova dimensão do trabalha de Libertação e do Exorcismo, pois não basta
dizer ao Diabo ou aos demônios estamos renunciando toda a contaminação e pronto !.

É preciso ir de ponto a ponto, é necessário fazer um bom diagnóstico do envolvimento


da pessoa em todos os sentidos, renunciar a cada situação, até mesmo se a pessoa sabe
os nomes da entidades que tomou passes, que fez oferendas, o local, quantas vezes foi e
fez, até mesmo se levou alguém, ou objetos pessoais, fotografias, se pagou ou para
fazer, ver os detalhes e fazer a renúncia, e se for preciso e se ainda não confessou,
pode fazer uma boa Confissão, sendo tudo isto absolvido como um pecado de
idolatria.

Ainda tem os banhos de descarregos, usam de diversas ervas(ramos) e cada um


atrai um tipo de entidade(é como imã), tem sal grosso, pipocas, depois a comida, as
bebidas, os passes que é dado nas pernas, braços, nas costa, na cabeça e cada um
tem um sentido de opressão e ainda as oferendas que devem ser feitas em diversos
lugares como matas, pedreira, águas, encruzilhadas, cemitério, porteiras, etc… temos
que renunciar com detalhes o que fiz neste lugares….

É bom termos conhecimentos de que uma pessoa que envolve por exemplo dentro do
Espiritismo Kardecista – para eles existe os espíritos desencarnados que vária num
sentido Sete desta forças , fora os que estão se purificando, operando dentro de sua
sessões, ainda mais os kardecista criaram um evangelho segundo Allan Kardec,
deturpando toda a palavra de Jesus, mas somos advertidos quanto a isto; “ Estou
admirado de que tão depressa passais daquele que vos chamou à graça de Cristo,
para um evangelho diferente. De fato, não há dois evangelho; há apenas pessoas
que semeiam confusão entre vós e querendo perturbar o evangelho de Cristo.(Gl
1,6-8), no Candomblé – existe os orixás que vária de sete a nove, os exús com mais de
quarenta entidades que são mais conhecidas, dentro Umbanda existem também os
orixás de sete ou nove entidades, os eguns em média mais ou menos cinquenta e os
exús uns quarenta mais conhecidos. Dentro do Vodu, são diversas como no
Candomblé, Assim como no Batuquê (outro nome do Candomblé) na mesma
proporção.
Sabendo que os demônios não tem onipresença, fica claro que cada Diabo ou demônio
dentro das sessões de um terreiro, não pode estar no outro lugar ao mesmo tempo, então
outro diabo ou demônio assume o mesmo nome daquela entidade nas sessões
espalhadas pelo mundo.

Uma pessoa que participa como médium ou cavalo a pessoa que se deixa incorporar
pelo espirito maligno, ela assume toda sua identidade, forma de falar, de andar, de
sorrir, de beber , de comer, de gritar, as deformidades físicas, o semblante, o cansaço,
aspecto de velhice ou jovialidade, pudor ou despudor, grito ou berros, urros, as vezes
sentados, rodando, isto acaba criando toda uma deformidade no seu inconsciente,
física e espiritual. Lógico que as pessoas que vão ali tomar passes, viver desta forma,
numa realidade crua , triste querem ser como aquela entidade(demônio), sem saber , elas
estão se prontificando a ser assim.

Esta pessoa neste aspecto torna também dependente, doente espiritual e até mesmo com
sintomas físicos, que possui a entidade, as manifestações de doenças que ela transmite,
dores nas costas, no estômago, nas pernas, nos braços, na barrigas, na cabeça, pressão
frontal, depressão, ansiosas, desequilibras emocionalmente com atitudes inesperadas. É
neste caso que vamos falar de Curas espiritual e interior .

Quando falamos de Exorcismo.… é muito mais raro ter que fazer… é quando
uma pessoa esta possuída pelo maligno 24horas por dia…