Anda di halaman 1dari 4

Mãe Oro Iná (Egunitá) – Orixá Cósmico da Justiça Por Carla

Real

- Nossa amada Mãe Oro Iná (Egunitá) é o trono feminino e cósmico da Justiça Divina junto
com nosso amado Pai Xangô. O fator racionalizador de Pai Xangô tem a função de
desenvolver no íntimo dos seres a razão ou senso que diferencia o que é certo e o que é
errado e o fator energizador de mãe Oro Iná (Egunitá) tem a função de alimentar
energeticamente todas as faculdades mentais em equilíbrio.
- Mãe Oro Iná é a divindade do Fogo, fogo que consome, abrasa, queima e purifica os
excessos emocionais dos seres desequilibrados, desvirtuados e viciados, é a Orixá que
aplica a Justiça na vida dos seres. Não era cultuada na mitologia Yorubá, era colocada
como uma qualidade de Iansã, Iansã do fogo e não como Orixá Maior, essa colocação não
está errada, pois existe essa qualidade do Orixá Iansã, mas o que devemos esclarecer é
que o ar é o primeiro elemento de mãe Iansã e mãe Oro Iná tem como primeiro elemento o
Fogo. Mãe Oro Iná é o fogo que atua na irradiação do ar, mas ela não é ar e sim fogo
puro.

- Conforme explicado no texto de Pai Xangô abordarei novamente o tema para que não
ocorram mais dúvidas:

Como Tronos da Justiça Divina temos: Pai Xangô é o Orixá Universal e Mãe Oro Iná é o
Orixá Cósmico e formam um par puro pelo elemento fogo.
Já na linha Elemental da justiça, ígnea por excelência, Xangô e Oro Iná são polos
magnéticos opostos, fogo x fogo não se polariza, então eles se polarizam com a linha da
Lei, eólica por excelência.
Quando falamos de linha Elemental Pai Xangô (ígneo) polariza com Mãe Iansã (eólica) e
Mãe Oro Iná (ígnea) polariza com Pai Ogum (eólico), pois a justiça não vive sem lei e a lei
não vive sem justiça, criando a linha mista da Umbanda. Lei e Justiça são inseparáveis,
mãe Oro Iná aplica a justiça nos campos da Lei, com isso entendido, não há mais porque
confusões, certo?

- Cito aqui o nome Egunitá porque nas literaturas do Pai Rubens Saraceni aparece esse
nome como a mãe Orixá Cósmico da Justiça Divina, esse nome foi emprestado, pois o
nome dessa amada mãe era impronunciável e quando Pai Rubens recebeu um nome
identificador para nossa mãe que fosse pronunciável para nós, substitui pelo nome Oro
Iná, mas ainda encontramos o nome anterior em alguns livros.

- Mãe Oro Iná é o fogo que consome e purifica os vícios emocionais dos seres e seus
desequilíbrios mentais que os tornam insensíveis a dor alheia, portanto as divindades
possuem suas funções na criação divina e como Orixá Cósmico essa amada mãe, para
manter o equilíbrio na criação divina, atua em nossas vidas sem que precisamos pedir, e é
implacável nas suas atuações, mas devemos entender que toda ação das divindades em
nossas vidas, será para nos beneficiar, até mesmo quando nos paralisam, pois estão
evitando que continuemos a nos prejudicar e a nossos semelhantes e assim evitam que
continuemos num caminho errado que poderá ser sem retorno porque ao invés de
evoluirmos estaremos regredindo, então é melhor sermos paralisados e esgotados dos
nossos negativismos e termos uma nova oportunidade evolutiva.

- Sempre que agirmos de maneira errada e fora da Lei Maior, a Justiça Divina nos punirá e
no polo punidor da Justiça está nossa amada Mãe Oro Iná com seu fogo da purificação
das injustiças, quando damos mal uso aos conhecimentos mágicos que adquirimos na
Umbanda, estamos afrontando a lei e não tenham dúvidas que mãe Oro Iná entrará na
nossa vida pelo polo negativo do nosso triangulo de forças, onde temos no alto nosso
Orixá ancestral, na direita nosso Orixá de frente e na esquerda nosso Orixá adjunto, nos
incandescendo para consumir nosso negativismo, ou entrará em ação pelo polo positivo
do nosso triangulo de forças e consumira nosso calor, nos tornando apáticos e frios
perante as práticas imagísticas de umbanda.

- O fogo consumidor de vícios, negativismos, desequilíbrios de nossa amada Mãe Oro Iná
é muito temido pelos seres que estão nas faixas vibratórias negativas, pois o fogo que
purifica se alimenta das energias negativas que são geradas por esses seres.

- Com tudo isso explicado, não devemos temer essa amada mãe, mas devemos pedir o
seu auxilio divino para que nos purifique dos nossos vícios e desequilíbrios, nos ampare e
nos proteja para que andemos, sempre, nos caminhos retos da Lei Maior e da Justiça
Divina, pois se andarmos nos caminhos retos não precisaremos temer nada, pois o ditado
da Justiça Divina é claro: Quem deve paga e quem merece recebe, depois não adianta
reclamar, certo?

- E como sempre digo: a Justiça Divina não tarda e nem falha, ela chega no momento e na
hora certa, e é infalível e implacável.

Pedra: Ágata de Fogo


Vela: Laranja ou vermelha
Oferendas: em Pedreiras e caminhos
Ervas: arruda, alecrim, gérbera.
Flores: Flores vermelhas e laranja e Palmas vermelhas.
Frutas: Laranja, abacaxi, uva, caqui, tamarindo e todas as frutas ácidas.
Saudação: Kali Yê minha mãe

Fontes: Código de Umbanda; Anotações de Aula, Inspiração e estudo.

O Conhecimento Liberta! Estudem!

Oração a Mãe Oro Iná:

“Amada Mãe Oro Iná irradie sobre cada um de nós vossas irradiações vivas e divinas da
justiça, nos cubra com seu manto de luz, purifique nossas emoções negativas, que são
nossos vícios e que nos impedem de seguirmos no caminho evolutivo, estimule e desperte
em nós as nossas virtudes, o equilíbrio em todos os campos e sentidos de nossas vidas
para que possamos atuar sempre de maneira justa e reta dando bom uso a tudo que
aprendermos nos tornando templos vivos de nosso amado Pai Maior e assim sermos
merecedores do seu amparo e proteção. Envolva-nos amada Mãe, em sua proteção
cósmica, nos dando firmeza de caráter e com seu fogo consumidor e purificador nos
proteja dos espíritos desequilibrados sejam eles encarnados e desencarnados, nos
fortaleça e nos energize, com seu fogo vivo e divino, nos colocando sempre nos caminhos
retos da lei maior e da justiça divina que irão nos conduzir na nossa caminhada evolutiva
rumo ao nosso divino Criador. Amém!!”

Kali yê amada mãe Oro Iná


Fontes: Código de Umbanda; Anotações de Aula, Inspiração e estudo.

Como diz o ponto de Umbanda:


"Dona do fogo, descarrega o meu congá! Purifica esse terreiro pro seus filhos trabalhar!
Vem de Aruanda mãe guerreira Egunita, ilumina nossa banda, vem na Umbanda
trabalhar!"

O Conhecimento Liberta! Estudem!

Muito Axé
Namastê
bjks
Carla Real
Sacerdotisa de Umbanda/ Terapeuta Naturopata

Postado há 2nd November 2015 por Carla Real Prem (Deva Nadeen)

Oração ao Orixá Egunitá


Reza a Egunitá

“Espada flamejante, corta a terra, corta o ar;


Traga o fogo da pedreira, ó senhora Egunitá;
Protetora justiceira, mãe guerreira, mãe divina;
Me guarda, me proteja, me ilumina.
Saravá Egunitá, Kaly yê.”

Oração para Evocação

“Com as graças de Olorum, o senhor do altíssimo.


Peço que minha mãe Egunitá, trono todo poderoso da Lei e da
ordem, senhora do fogo divino, vibre e irradie suas forças no
meu corpo, na minha mente, na minha alma e no meu coração.
Que sempre me direcione no caminho reto da lei e da ordem
divina, e me proteja e oriente para que eu sempre saiba usar
da melhor maneira a sua essência divina.
Hoje me apresento como seu fiel filho e me abro para os quatro
cantos sagrados, para que vós entreis com toda sua força na
minha morada e que eu aprenda e sustente sua potência maior
por toda a minha vida terrena.
Ofereço-me para ser um veículo de sua irradiação sempre que
julgais necessário.
Peço-te que com tua força purificadora do fogo divino, purifique
e direcione minha vida em todos os sentidos.
Agora te ofereço esta pedra e esta guia que para todo o
sempre será tua pedra e tua guia, que ficarão junto a mim com
sua toda e poderosa essência ígnea.
Agradeço minha mãe Egunitá por me acolher no seu grandioso
rebanho de filhos de fé e me cobrir com seu manto laranja
sagrado.
Salve grande mistério dos mistérios!
Salve teu reino do fogo!
Salve grande trono da lei!
Salve raio de luz laranja divino!
Saravá Egunitá ( Kaly Yê)”