Anda di halaman 1dari 4

Attico Chassot

Neste artigo da seção História da Química, como parte mais ampla da história da ciência, procura-
se resgatar omissões na história usual do mundo ocidental. Busca-se remover filtros que impedem
leituras menos reducionistas e até mais audaciosas, apresentando um pouco de uma história da ciência
de povos andinos, em especial os incas.

ciência não-ocidental, cultura no incaico, tecnologias pré-colombianas

Recebido em 22/3/01, aceito em 12/4/01

É
usual ao nos envolvermos com atividades científicas relevantes. Isso de ser decisiva para encontrarmos um
a história da ciência, e de uma enseja possibilidades de outras duas outro ponto de partida para a nossa
34
maneira especial com a história leituras: ii) a influência da relação da história e, assim, não apenas fazermos
da química, nos centrarmos quase ciência e tecnologia no desenvolvi- uma leitura eurocêntrica da ciência.
exclusivamente no mundo ocidental e mento de altas culturas, e iii) a (re)va- Ensaio considerações na primeira
o fazermos sob ótica eurocêntrica e ali- lorização desses conhecimentos e téc- das três dimensões com objetivo de
mentada por olhares brancos, mascu- nicas, não apenas para fazer um resga- levantar pistas para necessárias am-
linos, cristãos... Pouco sabemos de te histórico, mas uma tentativa de pliações e conjugações com as duas
diferentes áreas do Oriente. Mesmo (re)utilizar conhecimentos (quase) per- outras dimensões propostas. Mesmo
nos dias atuais, o que conhecemos, didos. Por exemplo, o resgate da cul- reconhecendo a importância de cultu-
por exemplo, da educação na China, tura dos homens e das mulheres de ras que existiram em outras partes da
apenas para ficar no país onde vive cer- outras gerações é importante quando América, onde, por exemplo, datações
ca de um quinto dos humanos? da reativação de atividades relaciona- registraram a presença de civilizações
Em A ciência através dos tempos das com a agricultura. no México 23.800
(Moderna, 1994), quando refiro a revo- Assim, se aceitarmos Ao buscar escolher um anos AP (antes do
lução galilaica e a copernicana, encimo que a ciência possa outro marco zero para as presente), vou buscar
o capítulo com um título no mínimo ten- não ter uma concep- leituras de uma história da restringir meus co-
dencioso: Século 16: nasce a ciência ção única – como o in- ciência na América Latina, mentários a povos an-
moderna, em uma leitura que desco- culcado pelo ociden- vale considerar: o dinos.
nhece o que se fez no mundo não euro- te, especialmente por desenvolvimento em Há inferências de
peu. Assim, fui reducionista e simplista. intermédio do positi- épocas pré-colombianas do que por volta de
Eu, latino-americano, escrevo apenas vismo, que desenvol- que chamamos de 12.000 AP caçadores-
um parágrafo, muito pouco elucidativo, veu a idéia de que a arquitetura, engenharia, coletores tenham po-
ao referir as civilizações que existiram ciência é única –, é vá- agronomia, astronomia, voado a região andina
nas Américas antes da chegada dos lido buscarmos um hidrologia, matemática, e já praticavam a agri-
‘colonizadores’. outro marco zero, dife- medicina, com a existência cultura em torno de
Ao buscar escolher um outro marco rente daquele definido de atividades científicas 6.000 AP e, desde
zero para as leituras de uma história hegemonicamente relevantes 4.000 AP, existiam civi-
da ciência na América Latina, vale con- pelo mundo europeu. lizações avançadas
siderar: i) o desenvolvimento em épo- Limito-me à primeira das leituras an- nos Andes. A cordilheira, com sua
cas pré-colombianas do que chama- tes referidas, mas insisto que esta seja diversidade de relevos, clima, solo, ve-
mos de arquitetura, engenharia, agro- feita mediada pelas duas outras, até getação, recursos hídricos, flora e
nomia, astronomia, hidrologia, mate- porque a terceira dimensão ganha ou- fauna, cuja exploração havia começa-
mática, medicina, com a existência de tros significados. Essa dimensão po- do nos remotos tempos pré-agrícolas,

QUÍMICA NOVA NA ESCOLA Outra história da ciência latino-americana N° 13, MAIO 2001
se constituiu no locus de desafios e or- nhóis assentaram sobre alicerces ou facilitação da irrigação e o aproveita-
ganização de povos, que têm a cul- destroços incas, vê-se uma diferença mento em momentos precisos dos
minância nos incas. significativa no acabamento. excedentes de água por percolação.
Mesmo que tenham desconhecido As águas das geleiras eternas dos
o uso da roda e de animais de tração
Agronomia Andes eram conduzidas em extensos
– e essas duas ausências foram decisi- A agricultura andina é fundamen- e sofisticados aquedutos e transforma-
vas no confronto com os brancos – e tada em milênios de observação e um vam regiões estéreis em vales férteis.
de um sistema formal de escrita (con- extenso processo de domesticação de As ferramentas agrícolas incas
testável adiante ao referir os quipus), plantas, que no século XVI chegou a eram muito simples, pois a não existên-
os incas constituiriam uma civilização um desenvolvimento excepcional. A cia da roda e de animais de tração im-
que alcançou um alto desenvolvimento semeadura, a colheita e a armazena- possibilitava maior so-
cultural, que pode ser creditado às pe- gem davam lugar a fisticação tecnológica.
culiaridades de sua organização social. práticas que introdu- Entre os incas, a saúde era Por outro lado, os pro-
O Império Inca se estendia – usando ziam novas aprendi- o resultado da harmonia cessos de armazena-
referências atuais – desde o Equador, zagens e implemen- entre o homem e Deus. A gem em silos, com sis-
todo o Peru, porções da Bolívia, até o tavam novas técni- saúde se conseguia temas de aeração e de
norte do Chile e noroeste da Argentina. cas. Era freqüente mediante esforços, conservação de ali-
que o nicho ecológi- sacrifícios e a purificação mentos, implicavam
Tentativas de evidenciar a existência co, onde se desenvol- dos pecados, obtida pela em técnicas bem ela-
de atividades científicas relevantes via essa agricultura, confissão vocal dos mesmos boradas, que incluíam
apresentasse exigên- desidratação, mace-
Arquitetura e engenharia cias que obrigavam a introdução de ração e congelamento.
Nada surpreende tanto nas realiza- modificações no terreno e nos siste- Com o estabelecimento da coloni-
ções dos incas, ainda nos dias atuais, mas de aproveitamento de águas. zação, rebanhos de milhões de lha-
quanto a arte de criar espaços organi- Assim eram criadas novas oportuni- mas, de alpacas, de vicunhas e de
zados, buscando soluções urbanas, dades de desenvolvimento de conhe- guanacos (camelídeos andinos) foram 35
principalmente através de edificações cimentos. Também nos surpreende o dizimados com o pretexto da vicunha
destinadas a abrigar diferentes tipos de cultivo de mais de 84 variedades de ser um símbolo de veneração pagã. Os
atividades sociais, religiosas e econô- milho, com grãos de diferentes tama- incas não conheciam o gado bovino
micas, originando verdadeiras cidades. nhos e cores (verde, branco, amarelo (os camelídeos se constituíam na fonte
Entre as mais impressionantes rea- e roxo – deste fabricavam a chicha, um de carne e leite), nem o eqüino (a
lizações arquitetônicas estão amplos fermentado semelhante à cerveja, mui- ausência de cavalos foi decisiva na per-
templos, palácios, fortalezas, pontes to consumido nos países andinos). An- da de embates com os espanhóis, que
suspensas (com mais de 100 metros tes da chegada dos conquistadores, os possuíam, apesar desses animais
de extensão) e praças públicas. Tam- eram cultivadas variedades de algodão terem problemas com altitudes).
bém como obras de engenharia mere- de diferentes cores (branco, bege,
cem destaques aquelas ligadas à ocre, vermelho e violeta), que os espa- Medicina: a saúde e as doenças
agricultura (canais de irrigação e aque- nhóis, ao vê-las nos tecidos, julgavam Entre os incas, a saúde era o resul-
dutos). serem tingidas. A qui- tado da harmonia entre o homem e
Há fortalezas for- Nada surpreende tanto nas nua, cereal de alto va- Deus. A saúde se conseguia median-
madas por muralhas realizações dos incas, ainda lor proteico e vitamí- te esforços, sacrifícios e a purificação
de 300 metros de nos dias atuais, quanto a nico, riqueza agrícola dos pecados, obtida pela confissão vo-
comprimento, cons- arte de criar espaços inca, hoje volta a ser cal dos mesmos. A doença era consi-
truídas com enormes organizados, buscando cultivada na Bolívia. derada como um transtorno que afeta-
blocos de pedras, soluções urbanas, Entre os diferentes va a unidade corpo-espírito ou o equilí-
trabalhados em ân- principalmente através de tipos de processos brio com a natureza ou o grupo social.
gulos com tal preci- edificações destinadas a agrícolas, os cultivares O saber médico incaico preocupa-
são que se encaixam abrigar diferentes tipos de em terraços ou ande- va-se, fundamentalmente, com as cau-
uns aos outros, sem atividades sociais, religiosas nes são dos feitos sas sobrenaturais das enfermidades;
necessidade de qual- e econômicas mais notáveis da agri- mas as causas naturais, ou melhor, os
quer tipo de massa cultura andina, que ti- fatores que eram mais facilmente
aglutinante ou cimento. Muitos têm nha como base o constante equilíbrio reconhecíveis (traumatismos, influência
mais de 5 metros de altura (há um com com a Pachamama1 (a Mãe Natureza). do frio ou do calor, ação das fases da
9 metros e 360 toneladas). Há com- Com a sua aplicação conseguiram lua, certas condições pessoais como
plexos arquitetônicos que podem ser transformar terrenos impróprios, por consumo excessivo de bebidas alcoó-
obra de cerca de 25 mil homens, du- seus desníveis e escarpas, em exten- licas, mau comportamento, ira retida)
rante 3 ou 4 gerações. Quando se sões planas. Esse processo garantia ofereciam elementos para mostrar co-
observa hoje construções que os espa- também a eliminação da erosão, a mo se geravam culpas e, em

QUÍMICA NOVA NA ESCOLA Outra história da ciência latino-americana N° 13, MAIO 2001
conseqüência, o desequilíbrio. Havia, na para medir os terrenos. Para aque- astronomia representava um dos está-
assim, um grupo de doenças sobre- les irregulares – e precisavam fazer isso gios mais avançados da atividade
naturais ou da alma, que se associa- muitas vezes, pois os terrenos eram intelectual. A observação de algumas
vam às doenças do corpo. constantemente repartidos – necessi- informações nos ajudarão a nos dispir-
A principal ação do curandeiro era tavam medir ângulos e o faziam através mos um pouco de preconceitos em
dar ao paciente o conhecimento de sua da medição por graus. Criaram um co- sempre associar os calendários indíge-
doença, procurar mostrar-lhe as possí- nhecimento matemático para resolver nas à astrologia ou ao misticismo. Se
veis causas e com isto afastar o medo problemas práticos, como o registro de compararmos calendários (o usado na
que a ignorância da causa da doença censos populacionais, agrícolas e Europa quando da conquista e mesmo
produzia. Os curandeiros eram em geral pastoris. Para tanto desenvolveram o atual), podemos verificar o quanto os
anciãos doutos e distinguidos pelo processos engenhosos, que ainda pré-colombianos tinham calendários
respeito da comuni- oferecem desafios de precisos.
dade; eram também os Muito provavelmente nos interpretação: os qui- Muito provavelmente nos estudos
amautas ou os filósofos estudos dos fenômenos pus. dos fenômenos naturais, principalmen-
naquele meio social. naturais, principalmente Os quipus eram, te nos astronômicos, os incas alcan-
As cirurgias curati- nos astronômicos, os incas certamente, sistemas çaram um grau tão elevado quanto os
vas eram em número alcançaram um grau tão de registros numéri- caldeus, um dos povos antigos mais
muito significativo e elevado quanto os caldeus, cos. Assim, descarta- adiantados. Não devemos nos surpre-
muito diversificadas. um dos povos antigos mais se a hipótese que fos- ender que os incas, como os demais
Entre estas merecem adiantados sem apenas úteis en- ameríndios, fossem geocêntricos. Aliás
destaque as cesaria- genhos para se exe- toda civilização ocidental, quando da
nas e as trepanações cranianas. As pri- cutar cálculos, mesmo que se conheça descoberta da América era geocên-
meiras eram empregadas para pre- descrições onde os mesmos eram trica.
venir partos naturais nos quais se construídos de uma maneira seme-
diagnosticara mau posicionamento fe- lhante ao ábaco oriental. Os quipus,
Metalurgia, ourivesaria e artesania
tal e, principalmente, para auxílio às mesmo que sejam instrumentos para O uso de alguns metais na fabri-
36
índias grávidas com parto difícil. Há calcular – e até para isto talvez não cação de jóias e de objetos de culto
notícias de cesáreas punitivas e antro- fossem práticos, pois os nós eram fixos e a combinação de diferentes metais
pofágicas em algumas regiões, até –, eram instrumentos de registros de para a produção de ligas exigiam
porque fetos eram usados em algumas informações. conhecimentos de metalurgia, que
práticas sacrificais. De um único quipu se tirava informa- são atestados pela produção de
Quanto às trepanações cranianas, ções sobre o número de machos e de obras encontradas em pesquisas
por serem práticas surpreendentes pe- fêmeas formadores de rebanhos e, arqueológicas. Também possuíam
las exigências de conhecimentos (a ainda, quantos animais haviam nascido um elevado conhecimento de técni-
medicina ocidental só as praticou e morrido em cada um dos meses de cas de mineração, pois tinham um
muito tardiamente), há ainda muitas um determinado ano. Um outro uso dos complexo sistema de aproveita-
discussões. Sabe-se que eram larga- quipus era nos servi- mento da prata das
mente praticadas e muitas delas estão ços de correios, nos Os quipus eram, minas de Potossi.
certificadas. Os motivos pelos quais quais chasques leva- certamente, sistemas de Hoje se encon-
realizavam estas audaciosas cirurgias vam mensagens, por registros numéricos. Assim, tram em museus
são objeto de discussões, mas parece longas distâncias, ge- descarta-se a hipótese que obras que nos obri-
que a maioria tinha finalidade curativa, ralmente relacionadas fossem apenas úteis gam a fazer releitu-
sem que se descarte a possibilidade com decisões gover- engenhos para se executar ras. Isso se verifica
de práticas rituais e, talvez muitas delas namentais. cálculos, mesmo que se quando nos encan-
realizadas post-mortem, para aprovei- Em Cusco, antes conheça descrições onde os tamos particularmen-
tamento do cérebro de algum morto da conquista espa- mesmos eram construídos te com peças de ouri-
ilustre. Uma hipótese não descartada nhola, havia colégio de uma maneira vesaria – recordando
era o uso de trepanação para a cura destinado à aristocra- semelhante ao ábaco que as jóias de ouro
da epilepsia2. Os instrumentos cirúrgi- cia cusquenha e aos oriental e prata foram, em sua
cos para serrar ossos na cabeça eram nobres das províncias, maior parte, fundidas
de uma liga de ouro, prata e cobre, que onde os jovens, durante quatro anos, pelos conquistadores para aumentar
tinha a dureza do aço. Da mesma liga estudavam a língua quíchua, o uso dos os tesouros de cortes européias.
eram as agulhas para costuras cirúr- quipus e os fundamentos de seus cál- Também as peças em cerâmica,
gicas. Havia instrumentos de corte de culos e de seus cômputos, além da destinadas ao uso doméstico, indus-
obsidiana e de sílex. história e da mitologia incaica. trial e comunitário e as usadas como
instrumentos didáticos para trans-
Matemática Astronomia e astrologia mitir preceitos de saúde e de higiene
Os incas conheciam geometria pla- Como as práticas matemáticas, a são admiráveis, especialmente se

QUÍMICA NOVA NA ESCOLA Outra história da ciência latino-americana N° 13, MAIO 2001
para entendermos ainda mais a histó-
ria da ciência.
Notas
1. O apreço que os nativos tinham
e têm pela Pachamama – a Gaia da
mitologia grega – evidencia o quanto
já havia entre os ameríndios uma
preocupação com a natureza, tendên-
cia que aparece no mundo ocidental
só recentemente, traduzida pelos movi-
mentos ecológicos.
2. Isto não deve nos surpreender,
pois, em 1949, o Prêmio Nobel de
Medicina foi concedido ao médico por-
tuguês Abreu Freire Egas Moniz, pelo
desenvolvimento da lobotomia (incisão
no cérebro) para o tratamento da es-
quizofrenia e da paranóia, hoje consi-
derado um método bárbaro.
Machu Pichu, localizada próximo a Cuzco, é um exemplo contundente da arquitetura e
engenharia incaica. Conhecida como ‘cidade perdida’, por ter ficado desaparecida du- Attico Chassot (achassot@portoweb.com.br), licencia-
do em química e doutor em educação pela UFRGS, é
rante três séculos, foi descoberta por Hiram Bingham, em julho de 1911, e imediatamente
docente do Centro de Ciências Humanas da UNISINOS.
explorada por uma expedição arqueológica da Universidade de Yale (EUA).
Para saber mais
nos damos conta que, por não dis- dução de tecidos destinados ao ves- ASCHER, M. & ASCHER, R. Code of 37
porem da roda, não tinham torno pa- tuário, pois o clima frio exigia roupa- the quipu. Ann Arbor: The University of
ra a moldagem. As obras em tape- gem adequada. Michigan Press, 1981.
çaria tinham finalidades decorativas CHASSOT, A. Alfabetização científica:
nos palácios e nos templos e se Epílogo questões e desafios para a educação.
Ijuí: Editora Unijuí, 2000.
constituíam também em suportes A limitação na extensão do texto faz
ESTRELLA, E. Las culturas precolom-
para relatos históricos. São obras restrições. É recomendável que se bus-
binas (Coleção Historia de la Ciencia y
que, presentes as limitações dos que, com a ampliação da dimensão de la Tecnica). Madrid: Alkal, 1992. v. 10.
instrumentais citados, trazem ainda aqui acenada, mediada pelas duas ou- LEMOINE, M. Bolívia: guerra aos
maiores admirações. Nessa mesma tras citadas, leituras diferentes das camponeses da coca. Atenção, ano 1,
direção pode-se referir à vasta pro- usuais. Isso pode ser um facilitador n. 2, p. 44-48, dez 1995/jan 1996.

Abstract: Another Starting Point for the History of Latin-American Science – In this paper of the section on the History of Chemistry, the rescue of omissions in the history of the western world are striven for,
as part of a greater history of science. The removal of filters that impede less reductional and even more audacious readings are seeked for, presenting a little of the history of science of the andean peoples,
specially the incas.
Keywords: non-western science, culture in the incaic, pre-colombian technologies

Errata

O artigo “Contaminação por mercú-


rio e o caso da Amazônica”, de Jurandir
Rodrigues de Souza e Antonio Carneiro
Barbosa, publicado no número 12, p.
3-7, saiu com diversos erros na figura
do Quadro 1 (p. 4). Apresentamos ao
lado a figura corrigida.

QUÍMICA NOVA NA ESCOLA Outra história da ciência latino-americana N° 13, MAIO 2001