Anda di halaman 1dari 18

Como

Vencer no
Xadrez
Rapidamente!

Williams_Iniciais.indd i 02/09/11 10:32


W727c Williams, Simon.
Como vencer no xadrez rapidamente! / Simon Williams;
tradução: Marcelo de Abreu Almeida ; revisão técnica:
Ronald Otto Hillbrecht. – Porto Alegre : Penso, 2012.
271 p. : il. ; 23 cm.

ISBN 978-85-63899-56-9

1. Xadrez. I. Título.

CDU 794.1

Catalogação na publicação: Ana Paula M. Magnus – CRB 10/2052

Williams_Iniciais.indd ii 02/09/11 10:32


Simon Williams

Como
Vencer no
Xadrez
Rapidamente!
Tradução:
Marcelo de Abreu Almeida

Consultoria, supervisão e revisão técnica desta edição:


Ronald Otto Hillbrecht
Vice-presidente da Federação Gaúcha de Xadrez (2002-2003)

2012

Williams_Iniciais.indd iii 02/09/11 10:32


Obra originalmente publicada sob o título
How to Win at Chess - Quickly!, 1st Edition
ISBN 9781857446319

© 2010 Simon Williams


First published in 2010 by Gloucester Publishers plc, London.
All rights reserved.
This edition is published by arrangement with Gloucester Publishers plc,
Northburgh House, 10 Northburgh Street, London EC1V 0AT.

Capa e ilustrações das aberturas: Sérgio dos Santos Júnior

Preparação de original: Jonas Stocker

Leitura final: Gabriela W. Linck

Editora sênior: Mônica Ballejo Canto

Editora responsável por esta obra: Lívia Allgayer Freitag

Projeto e editoração: Techbooks

Reservados todos os direitos de publicação, em língua portuguesa, à


ARTMED® EDITORA S.A.
Av. Jerônimo de Ornelas, 670 – Santana
90040-340 – Porto Alegre – RS
Fone: (51) 3027-7000 Fax: (51) 3027-7070

É proibida a duplicação ou reprodução deste volume, no todo ou em parte, sob


quaisquer formas ou por quaisquer meios (eletrônico, mecânico, gravação, fotocópia,
distribuição na Web e outros), sem permissão expressa da Editora.

Unidade São Paulo


Av. Embaixador Macedo Soares, 10.735 – Pavilhão 5 – Cond. Espace Center
Vila Anastácio – 05095-035 – São Paulo – SP
Fone: (11) 3665-1100 Fax: (11) 3667-1333

SAC 0800 703-3444 – www.grupoa.com.br

IMPRESSO NO BRASIL
PRINTED IN BRAZIL

Williams_Iniciais.indd iv 02/09/11 10:32


Sumário

Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7

1 O Rei Exposto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19
2 Explorando uma Vantagem no Desenvolvimento. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 52
3 Punindo os Caça-peões. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 85
4 Gambitos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .113
5 Jogue com Propósito! . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .146
6 Enrolados. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .182
7 Não Percebendo o Perigo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .204
8 Lances Desnecessários com os Peões . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .230
9 O Superpeão em h . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .249

Índice de Aberturas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .269

Índice de Partidas Completas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .270

Williams_Iniciais.indd v 02/09/11 10:32


Williams_Iniciais.indd vi 02/09/11 10:32
Introdução

Como e por que alguns jogadores de xadrez vencem seus jogos em muito menos
tempo do que outros? Será porque eles têm sorte? Tem algo a ver com o seu estilo
de jogo? Ou talvez os seus adversários estejam jogando mal e cometendo muitos
erros na abertura?
Eu suspeito que muitos jogadores adorariam acabar com seus oponentes o
mais rápido possível, seja com um ataque brilhante ou com uma armadilha bem
planejada. Bem, este livro tenta entender exatamente como e por que certos jo-
gadores conseguem vencer em menos de 25 lances.
Em geral, é uma combinação dos fatores acima que faz os jogadores vence-
rem rapidamente. Afinal, um jogador tende a fazer sua própria sorte. E ele faz isso
escolhendo a abertura certa e causando o maior número de problemas possível
ao seu adversário, especialmente fazendo-o mostrar tudo o que sabe desde o iní-
cio. De fato, seu estilo de jogo terá um grande impacto no modo como a partida
se desenvolve. Se sua abertura for ligeiramente arriscada, você terá mais chances
de vencer rapidamente; por outro lado, você também aumenta suas chances de
perder muito rápido. Realmente, é necessário ter cautela quanto ao modo como
você encara uma partida. Costuma ser uma boa ideia correr riscos, mas também é
necessário escolher o oponente certo para correr esse risco.
Apesar do que foi dito acima, ainda assim não é fácil vencer em menos de
25 lances, a menos que seu oponente dê uma mão. Por isso mesmo eu procurei
enfatizar, ao longo de todo o livro, as formas como o vencedor puniu impiedosa-
mente os erros de seu adversário. Também tentaremos analisar por que um dos

Williams_Iniciais.indd 7 02/09/11 10:32


8 Simon Williams

lados perdeu em menos de 25 lances e o que se pode aprender com os erros


do perdedor. De fato, tendo cuidadosamente selecionado os jogos e destacado
justamente quais foram os erros-chave, espero que o leitor veja cada jogo como
uma lição simples, mas instrutiva. Afinal, não queremos repetir os mesmos erros!

Os erros comuns
1. Uma falta de consciência dos lances/planos do adversário
Esse aparece na maioria dos jogos deste livro. Em geral, o perdedor não tinha
consciência plena do que seu oponente pretendia.

2. Reagir mal a uma abertura surpreendente


Diversos jogadores simplesmente desmoronam quando surpreendidos por uma
abertura inesperada.

3. Jogar sem um plano


É incrivelmente fácil realizar lances sem sentido e irrelevantes quando não se tem
um plano.

4. Cair direitinho nos planos do adversário


Você deve tentar dificultar a vida do seu adversário sempre que possível. É muito
fácil encontrar exemplos neste livro em que o perdedor deu aquele passo a mais:
por exemplo, ele pode ter pego um peão a mais quando era hora de se defender,
ou pode ter se lançado em um ataque precipitado quando deveria ter feito o roque.

5. Defender muito passivamente


Isso já custou a derrota a muitos jogadores. Em poucas palavras: uma defesa pas-
siva costuma dar errado.

6. Perder o momento decisivo


O perdedor frequentemente parecia jogar de forma preguiçosa no(s) momento(s)-
-chave, possivelmente devido a uma incapacidade de perceber como sua posição
no momento era decisiva.

7. Esquecer o básico do xadrez


Costuma acontecer de o jogador que está sofrendo um ataque terrível ter de cer-
to modo provocado isso, especialmente por deixar o rei no centro ou por não
desenvolver.

Williams_Iniciais.indd 8 02/09/11 10:32


Como vencer no xadrez rapidamente! 9

Como evitar cometer esses erros


1. Mantenha os olhos abertos!
Uma forma de se aprimorar imediatamente é tentar entrar na cabeça do seu ad-
versário. Quando ele fizer um lance, não considere o que você vai fazer (isso vem
depois!); primeiro, pense mais ou menos assim: Por que o meu oponente moveu
aquela peça? O que ele está planejando? Eu tenho motivos para temer os seus
planos? Como eu posso impedir o seu plano se precisar? Se você começar a pensar
assim, será possível parar muitos dos planos mais perigosos do seu adversário.
Vejamos um exemplo. Esta posição foi tirada da partida de Beliavsky –
Larsen do Capítulo Dois.
As Brancas acabaram de jogar 13 e5, então o que as Pretas deveriam fazer?

Bem, em primeiro lugar, as Pretas deveriam pensar: qual o plano das Brancas
e como, se necessário, impedir esse plano? Se as Pretas estivessem pensando em
algo do gênero, não teriam feito o seguinte lance:
13...a5?
Isso é lento demais. As Pretas deveriam ter percebido que as Brancas esta-
vam planejando 14 he1 e, a seguir, um sacrifício com 15 g6 ou 15 xf7. Por-
tanto, a prioridade aqui seria mover o rei preto a uma distância (relativamente)
segura. Por esse motivo, para o bem ou para o mal, as Pretas tinham que fazer o
roque pequeno. Isso pode parecer arriscado, mas a verdade é que o rei simples-
mente não pode ficar no centro.
14 he1 a4?
Outro grande erro. Apesar de ser um Grande Mestre, Larsen está jogando
completamente sem cuidado! As Pretas tinham de jogar 14...0-0 aqui.
15 g6! (veja o diagrama a seguir)
Beliavsky obteve uma posição muito promissora rapidamente e venceu o
jogo com estilo. Esse exemplo serve para ilustrar que até mesmo os Grandes Mes-
tres não têm noção plena do perigo. Existe esperança para todos nós!

Williams_Iniciais.indd 9 02/09/11 10:32


10 Simon Williams

2. Mantenha a calma
Se você se defrontar com um lance chocante, não se apavore; tente manter a cal-
ma. Pense logicamente, já que costuma haver uma boa razão para as aberturas
surpreendentes não ocorrerem. Tente entender por que o lance do seu adversário
não é empregado pelos melhores jogadores. Por exemplo, talvez o lance enfra-
queça o centro e negligencie o desenvolvimento. Se você pensar assim, então
poderá tirar vantagem dos lances inesperados do seu oponente e, quem sabe, até
puni-lo por essa surpresa desagradável!
No Capítulo Dois, nós veremos Karl Mah acabando com Vuckovic em pouco
tempo usando uma novidade na abertura. Vamos dar uma olhada na posição crí-
tica na abertura (veja o diagrama a seguir).
As Brancas acabaram de jogar 6 c4!?, mas como as Pretas deveriam reagir
a esse plano? Se eu me visse contra uma novidade dessas, tentaria me ater ao
básico do xadrez, ou seja, tentaria desenvolver minhas peças. Eu tentaria não cair
no plano do meu adversário aceitando o sacrifício, já que ele certamente estaria
preparado para isso. Portanto, uma continuação lógica seria:

6... f6! 7 b3 c6!

Williams_Iniciais.indd 10 02/09/11 10:32


Como vencer no xadrez rapidamente! 11

As Pretas desenvolvem o mais rápido possível e tentam punir as Brancas por


sua escolha incomum de abertura. As Pretas teriam um jogo bem razoável nesse
caso, apesar de as Brancas poderem tomar f7. Nesse jogo, contudo, as Pretas joga-
ram 6...cxd4?! e perderam muito rápido.
Repito, quando for defrontado com uma surpresa na abertura, não entre em
pânico; tente pensar logicamente e prosseguir de maneira sensata.

3. Evite aprender uma abertura como se fosse um papagaio


Um papagaio pode aprender a falar ouvindo e repetindo algumas palavras que
escuta, mas será que o papagaio entende o significado delas? Muito improvável!
Por isso mesmo você tem que conhecer as ideias por trás dos lances do jogo.
Não se contente apenas em aprender lances para a abertura; tente entender
os lances que você faz! Isso irá ajudá-lo a lidar com posições resultantes no meio-
-jogo, já que você terá uma boa ideia de quais devem ser seus objetivos.
Eis aqui uma posição do Capítulo Sete.

Na partida entre Sowray e R. Pert, as Pretas haviam empregado a Defesa Ho-


landesa, uma abertura que pode ter pego Sowray de surpresa. As Brancas têm
de ter muito cuidado aqui, já que as Pretas estão ameaçando obter um grande
ataque após 11...f4!. As Brancas precisam dar um tempo ao jogo na ala da dama
para se defender, mas o jogo prossegue:
11 b3?
Isso é excessivamente lento, mas um bom exemplo de um lado movendo
suas peças sem propósito. As Brancas estão simplesmente jogando no piloto au-
tomático, usando linhas padrão da Abertura Inglesa. Aqui, a dama branca está
mal posicionada em b3. Em vez disso, ela deveria permanecer em d1, e as Brancas
deveriam tentar uma troca de damas com e3 e d2. Se as damas mudarem de
lugar, então o ataque das Pretas perderá muito de sua força. Portanto, as Brancas
deveriam ter jogado 11 e3!.
11...f4! 12 d5 xd5 13 cxd5 axb4 14 axb4 d7! 15 d2 f6! 16 a1 b8 17
fc1 h3!? 18 e1 g4!

Williams_Iniciais.indd 11 02/09/11 10:32


12 Simon Williams

As Pretas obtiveram uma situação ideal de ataque. Todas as suas peças estão
gravitando ao redor do rei inimigo, e as Brancas não têm nenhum contra-ataque
de fato. As Pretas não demoraram a aplicar xeque-mate.

4. Jogue nos seus pontos fortes e evite jogar nos pontos fortesdo seu ad-
versário
Se ficar claro que o seu adversário quer um jogo complicado e bagunçado, como
peças espalhadas por todo o lado, então pode ser uma boa ideia tentar fazer um
jogo tão sólido quanto possível. Isso irá frustrar seu oponente e, com sorte, tentá-
-lo a jogar de maneira frívola. Usarei um de meus próprios jogos do Capítulo Três,
Gullaksen – Williams, como exemplo do que não fazer (veja diagrama a seguir).
Eu me sinto muito mais confortável atacando do que sendo constantemente
ameaçado. Por esse motivo, eu já estava me sentindo um tanto desconfortável aqui,
já que está claro que as Brancas tinham uma posição de ataque perigosa. Isso se de-
via em parte a uma escolha de abertura ruim de minha parte. Quando utilizam essa
linha da Defesa Francesa, as Brancas têm que estar dispostas a defender.

10...cxd4?

Williams_Iniciais.indd 12 02/09/11 10:32


Como vencer no xadrez rapidamente! 13

Isso é excessivamente ganancioso, e o alarme já deveria estar tocando. Um


lance melhor teria sido 10... g6 para trazer algumas peças para defender o rei.
11 f4 h8 12 0-0 dxc3 13 f3

Com sua torre pendendo entre g3 e h3, o poder das Brancas se provou mui-
to forte, e eu perdi um jogo doloroso.
O que eu aprendi com esse jogo? Bom, eu nunca mais usei aquela variação
da abertura! Ao invés disso, agora eu tento sempre jogar de modo muito mais
contraofensivo e evito linhas que necessitem de uma defesa sólida.

5. Procure o contrajogo ativo


Quando um jogador fica sob pressão, é muito comum ele se retrair e simples-
mente tentar aguentar o ataque. Esse é um erro comum. Em vez disso, costuma
ser melhor encarar o desafio e jogar tão ativamente quanto possível. Isso pode
significar enfrentar duras complicações, mas em algumas posições você tem que
estar disposto a fazer isso. Vamos dar uma olhada no Capítulo Três, em Stellwagen
– Rees.

15...0-0?!

Williams_Iniciais.indd 13 02/09/11 10:32


14 Simon Williams

Essa pode parecer uma escolha sensata, mas as Pretas ficaram em sérios
apuros após
16 h3! g6 17 ad1.
Por esse motivo eu talvez estivesse tentado a fazer algo como 15... xd4!?.
Isso é evidentemente arriscado, mas como as Pretas já estavam sob pressão, por
que não pegar outro peão? Ao menos, isso significa que as Pretas podem ganhar
qualquer final. O jogo poderia ter continuado em 16 b5+ f8 17 ad1 c5...

...quando as Brancas têm compensação, mas as Pretas têm dois peões a


mais! De fato, está se formando um jogo desequilibrado.
Uma defesa ativa costuma ser a melhor forma de prosseguir. Tente não ficar
tentado a jogar muito passivamente; ao invés disso, use fogo contra fogo!

6. Use mais tempo nos momentos decisivos


Durante uma partida típica, é provável que haja três ou quatro posições críticas.
O mais importante é lembrar que, quando esses momentos chegam, você deve
desacelerar e realmente tentar tomar o controle da situação. Estou falando das
situações que requerem uma decisão que muda o rumo da partida. Por exemplo,
transformar a estrutura de peões, entrar em algumas táticas ou decidir que peças
trocar no final. Tais momentos costumam ser chamados de “decisivos” ou “críticos”.
Vamos dar uma olhada em uma de minhas vitórias para demonstrar onde
um adversário errou em um momento decisivo. A posição foi retirada de J. Cobb
– Williams no Capítulo Sete.

Williams_Iniciais.indd 14 02/09/11 10:32


Como vencer no xadrez rapidamente! 15

Nós temos uma posição altamente tática à frente. As Brancas têm bom con-
trole do centro, mas eu tenho jogo ativo na ala do rei. É a vez das Brancas jogarem,
e o lance crítico deve ser 20 xc5. Obviamente, é isso que as Brancas deveriam
analisar primeiro, já que com esse lance elas ganham um peão e têm a chance de
trocar as damas.
Quando você tem uma chance de ganhar material, calcule as consequências
de capturar esse material. Se você pode ganhar material sem sofrer represálias, en-
tão costuma ser uma boa ideia fazer isso. Pense o que a última versão do Fritz* faria!
Ao invés disso, a partida prosseguiu com:
20 d3? h3!
Após isso, o poder de ataque das Pretas se provou muito grande, e eu venci
em apenas mais cinco lances. Então, o que teria acontecido se as Brancas tives-
sem jogado xc5?. A melhor resposta das Pretas provavelmente seria 20...h3 21
xc7 xc7.

O ataque das Pretas parece perigoso, mas as Brancas ficam em situação me-
lhor após 22 d5! hxg2+ 23 xg2 h2+ 24 f3. Isso poderia ter levado a um resul-
tado muito diferente na partida.

* N. de T.: Programa de computador alemão que joga xadrez, desenvolvido por Frans Morsch e Mathias Feist.

Williams_Iniciais.indd 15 02/09/11 10:32


16 Simon Williams

Quando chegar em um momento decisivo, pare e faça os cálculos! Essas


decisões podem facilmente mudar o rumo da partida.

7. Não se esqueça de desenvolver e de rocar


Regras bem simples, na verdade. Não tem por que querer fazer grandes lances
antes de o rei estar seguro e de suas peças estarem bem posicionadas. Um ataque
não vai funcionar sem boa coordenação entre as forças ofensivas. Além disso, difi-
cilmente é uma má ideia dar um pouco de proteção ao seu rei.
A posição a seguir foi tirada de Sondergaard – Nielsen no Capítulo Dois (veja
o diagrama a seguir).
As Brancas já jogaram o estágio de abertura muito mal. Elas realizaram um lan-
ce, f2-f4, que as enfraqueceu, e a única peça que desenvolveram é a dama; caso que
está longe de ser o ideal. Mas o que as Brancas deveriam fazer agora? Desenvolver as
peças menores pareceria um bom plano, mas as Brancas têm outras ideias...

7 a3?
Não há tempo para isso!
7... b6 8 h3?! f6! 9 d3 c7 10 exf6?! xf6 11 d1 0-0 12 c3 e5!

Williams_Iniciais.indd 16 02/09/11 10:32


Como vencer no xadrez rapidamente! 17

As Pretas já estão a ponto de vencer. Elas têm o melhor desenvolvimento e


um bom controle do centro. Por outro lado, o rei branco está preso em e1 e fican-
do para trás no desenvolvimento. As Pretas não demoraram muito mais tempo
para vencer.
Dominar o xadrez é uma tarefa árdua, e um erro pode lhe custar a partida,
então fique atento, fique ligado e concentre-se! Tim Rice disse que o “xadrez é o
único jogo maior que os seus jogadores”, o que pode ser verdade, mas nós ainda
devemos buscar melhorar. De fato, espero que você aproveite este livro, e que ele
o ajude a melhorar o seu jogo! Após estudar todas as 50 partidas, você já deve
conseguir punir as aberturas incomuns ou ruins de seus oponentes com ação rá-
pida e direta. Também espero que você evite cometer os mesmos erros que diver-
sos dos derrotados nesse livro cometeram.

Simon Williams,
Farnham,
Abril de 2010.

Williams_Iniciais.indd 17 02/09/11 10:32


Williams_Iniciais.indd 18 02/09/11 10:32