Anda di halaman 1dari 3

UNIP - UNIVERSIDADE PAULISTA

Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas


Engenharia Mecânica
Laboratório de Mecânica dos Fluidos

ANÁLISE DIMENSIONAL

Nome: Paulo Henrique Ortega Crispim RA: C896BE5

São José do Rio Preto – 01/04/2018


1 CONCEITOS DE ANÁLISE DIMENSIONAL

Durante os estudos científicos onde existe o objetivo de descrever-se um


fenômeno físico, determinam-se funções que são relacionadas a grandezas
comumente utilizadas como espaço, tempo, trabalho, potência e diversas e etc.
Quando se realiza uma análise mais profunda destas funções é possível
observar que existe interrelação entre estas à definições e leis físicas
elementares, ou seja, não existe independência entre si.
Ao analisar um movimento retilíneo uniforme por exemplo (M.U.), quando
percorremos um espaço de 20 metros em 2 segundos, obtemos uma velocidade
média de 10 metros por segundo seguindo a definição de velocidade, e não um
valor que fuja deste padrão de definições.
Após diversas pesquisas em todo o conjunto de grandezas da Mecânica,
observou-se que todas as equações que descrevem determinado fenômeno
físico são relacionadas a três grandezas elementares e independentes. Estas
três grandezas são massa (M) que se refere a quantidade de matéria de
determinado objeto, comprimento (L) relacionado a espaço e o tempo (T).
Todas as outras grandezas que não fazem parte desta base completa,
são chamadas de grandezas derivadas, e são relacionadas com as grandezas
fundamentais (M,L,T) através das equações mecânicas. A Equação elementar
que relaciona uma grandeza derivada a uma grandeza fundamental é chamada
de Equação Dimensional.
Para exemplificar, podemos voltar no exemplo do movimento retilíneo
uniforme (MU).
𝐸𝑠𝑝𝑎ç𝑜 𝑝𝑒𝑟𝑐𝑜𝑟𝑟𝑖𝑑𝑜
𝑉𝑒𝑙𝑜𝑐𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 𝑚é𝑑𝑖𝑎 =
𝐼𝑛𝑡𝑒𝑟𝑣𝑎𝑙𝑜 𝑑𝑒 𝑡𝑒𝑚𝑝𝑜
Escrevendo a equação dimensional, temos:
𝑉𝑒𝑙𝑜𝑐𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 𝑚é𝑑𝑖𝑎 = 𝑀0 𝐿1 𝑇 −1
Nota-se que nesta equação não temos massa envolvida, logo seu
expoente é igual a zero.
É importante destacar que o objetivo da realização destas análises é
estudar as relações entre as equações e se possível agrupa-las e defini-las de
acordo com os conceitos observados.
Para ficar mais claro o agrupamento de equações, ou então a
categorização de fenômenos, observemos a Energia Cinética e a Energia
Potêncial:
𝑚𝑣 2
𝐸𝑐𝑖𝑛é𝑡𝑖𝑐𝑎 = 2
onde,

m = massa (M)
v = velocidade (𝐿2 𝑇 −2)
Logo, sua análise dimensional é descrita como 𝑀1 𝐿2 𝑇 −2
𝐸𝑝𝑜𝑡ê𝑛𝑐𝑖𝑎𝑙 = 𝑚𝑔ℎ onde,

m = massa (M)
g = aceleração da gravidade (𝐿1 𝑇 −2 )
h = altura (L)
Logo, sua análise dimensional também é descrita como 𝑀1 𝐿2 𝑇 −2
Conclui-se então, que energia é relacionada pela equação dimensional
𝑀1 𝐿2 𝑇 −2 .

1 FONTES:

BRUNETTI, Franco. Mecânica dos Fluídos. 2ª Edição rev. São Paulo:


Person Education do Brasil, 2008.