Anda di halaman 1dari 47

Unidade IV

METODOLOGIA CIENTÍFICA

Profa. Cristiane Aragão


ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas)

Agência reguladora e normatizadora de publicações técnicas –


padronizar os trabalhos acadêmicos (teses, dissertações,
monografias etc.) no Brasil.
Segundo a ABNT, a estrutura de um trabalho acadêmico é
composta por uma parte externa e uma parte interna.
Nossa aula será baseada em:
 ABNT NBR 14724 (NBR = norma brasileira)
– versão mais recente.
 Guia de normalização para apresentação de
trabalhos acadêmicos da Universidade Paulista:
ABNT – versão mais recente.
Apresentação do trabalho

Formato – papel branco, formato A4.


Fonte
 Fonte (Arial ou Times New Roman), tamanho 12
(todo o trabalho).
 Mesma fonte, tamanho 10 – “citações com mais de três linhas,
notas de rodapé, paginação, legenda e fonte das ilustrações e
das tabelas” (Guia da UNIP, p. 7).
 Mesma fonte, tamanho 12, em maiúsculo e negrito
para os títulos.
 Mesma fonte, tamanho 12, em minúsculo para os subtítulos.
 Cor: preta (ilustrações: outras cores são permitidas).
Margens e alinhamentos

 Anverso (frente da folha): margens esquerda e superior


de 3 cm, direita e inferior de 2 cm.
 Verso: margens direita e superior de 3 cm, esquerda e
inferior de 2 cm.
 Recuo de primeira linha de parágrafo: 1,25 cm (um Tab),
a partir da margem esquerda.
 Recuo de parágrafo para citações com mais de três linhas:
4 cm da margem esquerda.
 Alinhamento do texto: justificado (Word).
 Alinhamento de títulos e seções: alinhar à esquerda.
 Alinhamento de títulos sem indicação numérica (resumo,
abstract, listas, sumário e referências): centralizado.
Espaçamento e paginação

 Espaço entre linhas: 1,5 cm.


 Espaço simples: “citações de mais de três linhas, notas de
rodapé, referências, ficha catalográfica, legendas e fontes das
ilustrações e tabelas” (Guia da UNIP, p. 8).
 Títulos e subtítulos – anverso, parte superior, separados do
texto por um espaço de 1,5 cm.
 Natureza do trabalho, objetivo, nome da instituição e área de
concentração – alinhados do meio da folha para a direita,
espaço simples.
 Paginação: a partir da folha de rosto, todas as folhas são
contadas. São numeradas somente a partir da Introdução.
Números arábicos, margem direita superior (anverso),
esquerda superior (verso).
Estrutura do trabalho

 Parte externa: capa (obrigatório), lombada (opcional).


 Parte interna:
 Elementos pré-textuais (antecedem o texto – informações
que contribuem para a identificação e a utilização) – utilizam
somente o anverso da folha. Exceção: folha de rosto.
 Elementos textuais (parte em que é exposta a matéria).
Anverso e verso (recomendado).
 Elementos pós-textuais (“elementos que complementam o
trabalho”). Anverso e verso.
(ABNT NBR 14724:2005 apud CERVO, p. 91)
Elementos pré-textuais

 Folha de rosto (anverso e verso)


 Errata (opcional)
 Folha de aprovação
 Dedicatória (opcional)
 Agradecimentos (opcional)
 Epígrafe (opcional)
 Resumo na língua vernácula (português)
 Resumo em língua estrangeira (inglês, francês, espanhol etc.)
 Lista de ilustrações (opcional)
 Lista de tabelas (opcional)
 Lista de abreviaturas e siglas (opcional)
Elementos pré-textuais (cont.), textuais e pós-textuais

 Lista de símbolos (opcional)


 Sumário
Elementos textuais
 Introdução
 Desenvolvimento
 Conclusão
Elementos pós-textuais
 Referências  Anexo (opcional)
 Glossário (opcional)  Índice (opcional)
 Apêndice (opcional)
Capa (obrigatório)

UNIVERSIDADE PAULISTA

NOME DO ALUNO

TÍTULO DO TRABALHO:
subtítulo

CIDADE
ANO
Lombada (ou dorso) – opcional

UNIP

NOME DO AUTOR
TÍTULO: subtítulo
Folha de rosto (anverso) – elemento obrigatório

NOME DO ALUNO

TÍTULO DO TRABALHO:
subtítulo
Trabalho de conclusão de
curso para obtenção do
título de ... apresentado à
Universidade Paulista –
UNIP.
Orientador: Prof. Dr.
CIDADE
ANO
Folha de rosto

Indicar o tipo de trabalho (dissertação, tese, TCC etc.) e objetivo


(aprovação em disciplina, grau pretendido etc.), nome da
instituição e área de concentração (pós-graduação).
Verso:
 Ficha catalográfica (indica as referências bibliográficas) –
solicitar à Biblioteca.
Guia de normalização para apresentação de trabalhos
acadêmicos da Universidade Paulista: ABNT / Biblioteca
Universidade Paulista, UNIP. / revisada e atualizada pelas
bibliotecárias Alice Horiuchi e Bruna Orgler Schiavi. – 2014.
49 p.: il. color.
1. Normalização. 2. Trabalhos Acadêmicos. 3. ABNT. I. Biblioteca
Universidade Paulista.
Errata (opcional)

 Inserida logo depois da folha de rosto. Lista das folhas


e linhas em que há erros, indicando as correções.

ERRATA
Guia de normalização para apresentação de trabalhos
acadêmicos da Universidade Paulista. 51 p.

Folha Linha Onde se lê Leia-se


32 3 publicacao publicação

(Guia da UNIP, p. 18)


Folha de aprovação (obrigatório)

NOME DO ALUNO

TÍTULO DO TRABALHO:
subtítulo
Trabalho de Conclusão...

Aprovado em:
BANCA EXAMINADORA
__________________/__/___
Prof. Nome do Professor
Universidade Paulista – UNIP
Dedicatória / Agradecimentos (opcionais)

DEDICATÓRIA
Dedico este trabalho aos meus pais por terem me ensinado o
valor dos estudos.

AGRADECIMENTOS
Agradeço em primeiro lugar a Deus, por ser a base das minhas
conquistas.
Aos meus pais, ________ e ___________, pelo amor e apoio.
Epígrafe (opcional)

Todo conhecimento começa


com o sonho. O
conhecimento nada mais é
que a aventura pelo mar
desconhecido, em busca da
terra sonhada.
Rubem Alves
Interatividade

Analise as afirmações.
I. Segundo as normas da ABNT, o trabalho acadêmico
deve ser impresso inteiramente em frente e verso.
II. Todas as folhas são contadas a partir da folha de rosto,
mas são numeradas apenas a partir da introdução.
III. São elementos pré-textuais obrigatórios: folhas de rosto
e de aprovação, resumos em português e em língua
estrangeira e sumário.
IV. As referências são o único elemento pós-textual obrigatório.
V. A capa do trabalho deve conter o nome da instituição,
o nome do aluno, título e subtítulo do trabalho, o nome
do orientador, o país e o ano.
Interatividade

Está(ão) correta(s):
a) III e V.
b) II, III e IV.
c) I, II e V.
d) III, IV e V.
e) todas as afirmações.
Resumos na língua vernácula e
em língua estrangeira (obrigatórios)

 Sequência de frases objetivas e concisas – pontos relevantes,


extensão máxima: 500 palavras (trabalhos acadêmicos e
relatórios). Escrito em um só parágrafo. Parte inferior:
palavras-chave do trabalho.
 Resumo em língua estrangeira (em inglês, Abstract;
em espanhol, Resumen; em francês, Résumé; em italiano,
Riassunto). Mesma estrutura do resumo em português.
Palavras-chave na língua estrangeira. Não usar tradutores
automáticos.
Listas (opcionais)

 Lista de ilustrações – desenhos, esquemas, fluxogramas,


fotografias, gráficos, mapas, organogramas (se necessário,
fazer listas separadas). Respeita a ordem de apresentação
das ilustrações no texto – acompanhadas do número da
página correspondente.
 Lista de tabelas – como no caso anterior, lista de tabelas de
acordo com a ordem em que aparecem no texto. Cada item é
acompanhado do respectivo número de página.
 Lista de abreviaturas e siglas – em ordem alfabética, seguidas
das palavras ou expressões correspondentes por extenso.
 Lista de símbolos – de acordo com a ordem apresentada
no texto, com o significado correspondente.
Sumário (obrigatório)

 Sumário = “enumeração das divisões, seções e outras partes


do trabalho, na mesma ordem e grafia em que a matéria nele
se sucede” (ABNT, p. 4). Último elemento pré-textual.
 Sumário não é sinônimo de índice!
 Índice = “lista de palavras ou frases, ordenadas
segundo determinado critério, que localiza e remete
para as informações contidas no texto” – elemento
pós-textual opcional.
Sumário

SUMÁRIO
INTRODUÇÃO 10
1. Fundamentação teórica 15
1.1 Aspectos gerais 15
1.2 Aspectos particulares 30
2. Metodologia 45
3. Análise de dados 65
CONSIDERAÇÕES FINAIS 90
REFERÊNCIAS 95
APÊNDICE 100
Elementos textuais

Introdução
 Define e delimita o tema tratado no trabalho, apresentando
seus objetivos e a justificativa da escolha.
Desenvolvimento
 Detalha a pesquisa, apresentando sua fundamentação
teórica, a metodologia, a coleta e a análise de dados.
Parte mais extensa.
Conclusão
 Sintetiza o trabalho. Reflexões e ponto de vista do autor
sobre os resultados. Considerações finais, novas ideias.
Elementos pós-textuais

Referências (obrigatório) – ordem alfabética crescente.


 Recurso tipográfico para destacar o título: negrito,
grifo ou itálico. Dar preferência ao negrito.
Referência de monografia completa (livro, guia, enciclopédia
etc.) ou trabalhos acadêmicos (dissertações, teses, TCC etc.):
 elementos essenciais – autor(es), título, edição,
local, editora e data de publicação. Exemplos:
SEVERINO, A.J. Metodologia do trabalho científico.
23. ed. São Paulo: Cortez, 2007. [1 autor]
Até 3 autores:
CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A.; DA SILVA, R. Metodologia
científica. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.
Mais de 3 autores (et al. = et alii – latim = e outros)
 SOBRENOME, Nome. et al. Título do livro: subtítulo
(se houver). Edição. Local: Editora, ano.
Referência de monografia completa em meio eletrônico:
 SOBRENOME, Nome. Título da obra: subtítulo (se houver).
Local: Editora, Ano. Disponível em: < www.site.com.br>.
Acesso em: dia mês ano.
 Indicar o mês abreviado.
Parte de monografia – indicar as páginas utilizadas:
 SOBRENOME, Nome. Título do capítulo: subtítulo
(se houver). In: Autor do Capítulo. Título da obra.
Local: Editora, Ano. p. P1-P2.
Referência de parte de monografia em meio eletrônico:
 MATTOS, R. A. Ciência, Metodologia e Trabalho Científico (ou
Tentando escapar dos horrores metodológicos). In MATTOS,
R. A.; BAPTISTA, T. W. F. (Orgs.) Caminhos para análise das
políticas de saúde, 2011. p.20-51. Disponível em
<www.ims.uerj.br/ccaps>. Acesso em 5 set. Ano.
Dissertações, teses e trabalhos acadêmicos:
elementos essenciais: autor, título, ano, número de folhas
– f (só anverso) ou de páginas – p (anverso e verso), tipo de
documento, grau, vinculação acadêmica, local e data da defesa.
 SOBRENOME, Nome. Título do trabalho: subtítulo
(se houver). Ano. 00 folhas. Nomenclatura (Titulação
do curso) – Universidade, Local, Ano.
Artigos, matérias de jornal, boletim:
SOBRENOME, Nome. Título do artigo: subtítulo.
Título da Revista ou Jornal, Local, caderno ou parte
do jornal, a paginação correspondente, Ano.
Artigos on-line:
SOBRENOME, Nome. Título do artigo: subtítulo (se houver).
Título da Revista, Local, volume, número, páginas, mês ano.
Disponível em: <www.site.com.br>. Acesso em: dia mês ano.
 Outros exemplos: Guia da UNIP e livro-texto.
Interatividade

Analise as afirmações.
I. Os resumos devem ser redigidos em um só
parágrafo e possuir, no máximo, 500 palavras.
II. Assim como o sumário, o índice também
é um elemento pré-textual obrigatório.
III. Para destacar o título de uma referência, podemos
utilizar o negrito, o grifo ou o itálico, mas devemos
dar preferência ao grifo.
IV. Se a obra possui mais de três autores, a referência
apresenta o sobrenome e o nome do primeiro autor,
seguido da expressão et al.
V. Se o texto foi extraído da internet, é preciso
indicar o site e a data de acesso.
Interatividade

Está(ão) correta(s):
a) I, II e III.
b) II, IV e V.
c) I, II e V.
d) I, IV e V.
e) todas as afirmações.
Outros elementos pós-textuais

 Glossário (opcional) = relação de palavras ou


expressões técnicas utilizadas no corpo do texto
com as respectivas definições.
 Apêndice (opcional) = complementa o texto.
Material elaborado pelo autor. Por exemplo,
questionários. Precedido por APÊNDICE.
 Anexo (opcional) = texto ou documento que não foi
elaborado pelo autor, mas que “serve de fundamentação,
comprovação e ilustração”. Precedido por ANEXO.
 Índice (opcional) = (já vimos a definição) lista de
palavras ou expressões com indicação da página
correspondente a cada termo.
Citações

Citação – elementos extraídos de documentos que são úteis


para fundamentar / sustentar as ideias que o autor desenvolve
no seu texto. Sempre: indicar a fonte.
... as citações bem escolhidas apenas enriquecem o
trabalho; o que não se pode admitir em hipótese alguma
é a transcrição literal de uma passagem de outro autor
sem se fazer a devida referência (SEVERINO, 2007, p. 175
grifo do autor).
A citação pode ser:
 direta – “transcrição textual de parte
da obra do autor consultado”;
 indireta – “texto baseado na obra do autor consultado”.
(ABNT NBR 10520:2002)
Citação direta

Citação direta de até três linhas – aparece no


corpo do texto, entre aspas duplas. Exemplo:
Segundo Severino (2007, p. 175), “a citação, quando literal,
deve ser copiada ao pé da letra e colocada entre aspas”.
Citação direta com mais de três linhas – destacada do texto
com recuo de 4 cm em relação à margem esquerda, com letra
menor e sem aspas. Exemplo:
Quando for suprimida alguma palavra ou trecho do texto
citado, usam-se três pontinhos entre colchetes [...] para
indicar a supressão. Interpolações, acréscimos ou
comentários à citação são indicados por um colchete
vazio [ ]. Ênfases ou destaques [...] devem ser indicados
com negrito ou itálico e com a expressão “grifo nosso”,
entre parênteses (CERVO, 2007, p. 128).
Citação indireta – escrita no corpo do texto. Exemplo:
Segundo Cervo, Bervian e Silva (2007, p. 128),
quando um trecho de outro autor é utilizado sem
indicar o autor e a fonte, há plágio.
Notas de rodapé – aparecem na parte inferior da página, escritas
em letras de tamanho menor em relação ao texto. Podem indicar
a fonte de uma citação, acrescentar um comentário ou explicação
ao texto, indicar outras partes do trabalho ou de outros, e
apresentar a versão original de citações.
Notas de referência – exemplo:
___________________
¹MARCONI, M. de A. Metodologia Científica: para o
curso de direito. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2001.
Expressões latinas (notas de rodapé / referência)

 Apud (citado por) – única que também pode ser usada no texto.
Exemplo: Trujillo (1974 apud LAKATOS e MARCONI, p. 77-80).
 Idem ou Id. – substitui o nome do autor
(mesmo autor, obras diferentes). Exemplo:
¹ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 1989, p. 9.
²Id., 2000, p. 19.
 Ibidem ou Ibid. – mesmo autor, mesma
obra, página diferente. Exemplo:
¹ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 1989, p. 9.
²Ibid., p. 10.
 Confira ou Cf. (confronte) – recomenda outro trabalho. Exemplo:
¹Cf. Guia de normalização para apresentação de trabalhos acadêmicos
da Universidade Paulista : ABNT. [Para as outras expressões]
Projeto de pesquisa

 Apresentação (capa)
 Objetivo (tema / delimitação do tema / objetivo geral / específicos)
 Justificativa (importância do tema / estágio atual da teoria)
 Objeto (problema de pesquisa)
 Metodologia (método de abordagem / de
procedimento / técnicas de coleta de dados)
 Embasamento teórico (bases teóricas da pesquisa / termos)
 Cronograma (previsão do tempo para cada parte)
 Orçamento (gastos)
 Instrumentos de pesquisa (coleta de dados)
 Bibliografia
(MARCONI e LAKATOS, 2009, p. 103-105)
Interatividade

Analise as afirmações.
I. Os apêndices contêm textos ou documentos
que não foram elaborados pelo autor, enquanto
os anexos apresentam materiais elaborados pelo
autor que complementam o trabalho.
II. A citação direta consiste num “texto baseado na obra do
autor consultado”, ou seja, são utilizadas outras palavras
para expressar as ideias do autor consultado.
III. A citação direta de até 3 linhas é inserida no
corpo do texto e colocada entre aspas duplas.
IV. As notas de rodapé servem também para apresentar
a versão original de citações em outras línguas.
V. Apud é a única expressão latina que pode
ser usada no texto e nas notas de rodapé.
Interatividade

Está(ão) correta(s):
a) I, II e III.
b) I, II e IV.
c) III, IV e V.
d) II, III e V.
e) todas as afirmações.
Relatório de pesquisa
(MARCONI e LAKATOS, 2009, p. 134-138)

Depois da coleta de dados, da tabulação, do tratamento


estatístico, da análise e interpretação do dados – escrevemos o
relatório de pesquisa, apresentando os resultados da pesquisa.
Sua estrutura é semelhante à do projeto de pesquisa.
 Apresentação (capa e página de rosto – equipe técnica)
 Sinopse (abstract) – resumo
 Sumário
 Introdução
 Objetivo (tema / delimitação do tema /
objetivo geral / objetivos específicos)
 Justificativa (importância do tema / estágio atual da teoria)
 Objeto (problema de pesquisa / hipóteses / variáveis)
 Revisão da Bibliografia (projeto mais acréscimos)
 Metodologia (método de abordagem / de procedimento /
técnicas de coleta de dados / delimitação do universo /
tipo de amostragem / tratamento estatístico – igual à do
projeto – pré-teste – pesquisa piloto)
 Embasamento teórico (bases teóricas da pesquisa / termos)
 Apresentação dos dados e sua análise (seleção do material –
oferecer evidências que atestem as hipóteses)
 Interpretação dos resultados (resultados – confirmam
ou refutam as hipóteses; resultados inconclusivos –
nem confirmam nem refutam, generalização)
 Conclusões (ressaltar conquistas; apontar limitações;
relação entre fatos e teoria; considerações)
 Recomendações e sugestões (intervenções na natureza /
sociedade; levantar novas hipóteses, novos caminhos)
 Apêndices (tabelas, quadros etc.)
 Anexos (elementos elaborados por outros autores)
 Bibliografia (do projeto e acréscimos)
(MARCONI e LAKATOS, 2009, p. 134-138)
Monografia científica

 Trabalho científico de final de curso.


 Segundo Marconi e Lakatos, a monografia
pode ser definida como
um estudo sobre um tema específico ou particular, com
suficiente valor representativo e que obedece a rigorosa
metodologia. Investiga determinado assunto não só em
profundidade, mas em todos os seus ângulos e aspectos
(MARCONI e LAKATOS, 2009, p. 155).
 Contribui de maneira pessoal e original
para o desenvolvimento da ciência.
 Trabalhos científicos – mesma estrutura: introdução,
desenvolvimento, conclusão. Maior ou menor profundidade,
maior ou menor alcance.
 Tema delimitado e tratamento aprofundado.
 TCC – Trabalho de Conclusão de Curso.
 Primeiro contato com pesquisa.
 Orientador – acompanhamento.
 Às vezes: apresentação e defesa públicas,
com banca examinadora.
Participações em eventos científicos
Congresso (promovido por associações científicas) ~
Conferência (entidades de uma mesma área) – outro significado
do termo Conferência é Palestra (mais solene); Palestra (menos
solene do que a Conferência); Encontro (menor porte); Reunião;
Jornada; Simpósio (especialistas); Seminário.
Encontros de porte maior – Sessões de Comunicações
(apresentar os resultados de pesquisas).
Segundo Severino (2009, p. 241), a “comunicação relata
estudos, resultados de pesquisa, experiências, de iniciativa
pessoal” – mais sucinta (10 a 20 minutos), oral.
Apresentações de pôsteres expostos (cartazes)
– o autor responde às perguntas dos observadores.
Para participar – geralmente, é necessário enviar
um resumo (200-300 palavras). Trabalho: introdução,
desenvolvimento e conclusão.
Artigos científicos
 Público especializado.
 Publicados em revistas e periódicos científicos.
 Divulgar os resultados de pesquisa.
 Estrutura comum, dando destaque aos objetivos,
à fundamentação teórica e à metodologia da pesquisa.
Apresentar a análise dos dados e as conclusões.
Referências bibliográficas e documentais. Apêndices
ou anexos. Agradecimentos (bolsa, apoio).
Outras publicações: resenha crítica, ensaio
científico e informe científico (Cf. livro-texto).
Interatividade

Analise as afirmações.
I. No relatório de pesquisa é necessário apresentar os dados
coletados e sua análise, bem como interpretar os resultados,
confirmando ou refutando as hipóteses iniciais.
II. Nas recomendações e sugestões, o autor deve ressaltar
as conquistas da pesquisa, apontando suas limitações.
III. Todo TCC deve ser apresentado publicamente
a uma banca examinadora.
IV. Nos eventos científicos, a comunicação oral relata
estudos e resultados de pesquisa. Em geral, a duração
é de 10 a 20 minutos.
V. Os artigos científicos são dirigidos a um público
leigo e são publicados em revistas de atualidades.
Interatividade

Está(ão) correta(s):
a) I e IV.
b) I, II e IV.
c) I, II e V.
d) III, IV e V.
e) todas as afirmações.
ATÉ A PRÓXIMA!