Anda di halaman 1dari 2

A EDUCAÇÃO COMO PROCESSO DA FORMAÇÃO SOCIAL DO INDIVÍDUO

O ser humano em sua essência é formado através de seu convívio com a sociedade, levando
em conta a internalização das diversas aprendizagens e experiências. Essas relações sociais e
subjetividades, unidas à cultura criam e desenvolvem a identidade, que por sua vez muda e
influencia o ambiente. O trabalho proposto tem como objetivo analisar o poder das
instituições de ensino na formação social do indivíduo, trazendo como problematização a
identificação de quais os tipos de poder que o sistema educacional exerce sobre o indivíduo e
a influência deste para a construção da identidade, vinculando a essa discussão os conceitos
de valor e a sua importância para a formação do individuo na sociedade. Observando as
relações de poder existentes no interior da escola, principalmente na relação e exercício do
poder entre professor e aluno, destacando qual a forma utilizada. A metodologia usada é
composta de pesquisa bibliográfica, análise teórica, observação empírica e formulação de
hipóteses. A partir disso conclui-se que a escola, através da educação reproduz ideologias da
sociedade e tem poder de influenciar na formação da identidade do indivíduo o qual carrega
seus valores e conhecimentos adquiridos para suas relações sociais dentro e fora da escola.

A EDUCAÇÃO COMO PROCESSO DA FORMAÇÃO SOCIAL DO INDIVÍDUO

A educação esta incluída em um amplo e constante debate, devido à sua

importância perante a sociedade. Neste artigo analisamos a educação escolar que ocorre

no âmbito da escola. Alem dos vários fenômenos que acontecem no interior dessa

instituição, daremos destaque às relações de poder e ao papel que esta forma de

educação tem na formação social, sendo que se toma por base fontes bibliográficas e

uma observação empírica superficial.

A escola e a educação têm como principal fundamento o repasse de valores e

conhecimentos básicos para os seus alunos, determinante este que acontece do professor

- que é visto como mediador de conhecimento e que possui determinados tipos de poder

- sobre os alunos, que formam sua identidade através da significação desses vários

recursos.

Com isso, o objetivo dessa discussão é identificar as formas de poder que

existem dentro da instituição de ensino em vista do que acontece entre o professor e o

estudante, alem de como essas maneiras de poder se desenvolvem e se constroem,

analisando a influência que estes eventos têm sobre a formação da identidade do

indivíduo.
Enfim, o fundamento ético da humanidade se assenta no tripé constituído pelo

reconhecimento de si mesmo como sujeito – individualidade – na liberdade e na

autonomia. A consciência deste tripé se frutifica pela ação educativa, que constrói no

ser humano a capacidade para incorporar estes valores