Anda di halaman 1dari 16

Projeto abrange Centro Velho, Novo e regiões históricas

Operação Urbana em São Paulo / Centro

Planejamento Urbano 1/2016


Professores Benny, Tatiana e Luana
Grupo 3:
Anne Scandelari 13/0102369
Julia Cerqueira 11/0125401
Lara Renhe 14/0180931
Ligia Saenger 11/0062922
Pedro Henrique Muza 11/0136012
Contexto

Operação Urbana

◼ Estabelece condições para que direitos adicionais de uso e ocupação do solo, isto é,
acima dos limites estabelecidos pelo zoneamento, possam ser concedidos aos
proprietários de imóveis contidos na área de intervenção em troca de uma
contrapartida financeira, paga à Prefeitura, que será empregada em melhorias urbanas
na região.

Perímetro

◼ Abrange uma área de aproximadamente 662,90 ha., que engloba os chamados "Centro
Velho" e "Centro Novo" e partes dos bairros do Glicério, Brás, Bexiga, Vila Buarque e
Santa Ifigênia. E ainda, os lotes externos que sejam lindeiros ao perímetro podem
usufruir dos benefícios e incentivos previstos na Operação Urbana.
Contexto
Perímetro
Contexto
Contexto
Zoneamento vigente na região
Empreendimento e objetivos
Concessões gratuitas

São estabelecidos na lei da Operação Urbana Centro


incentivos à produção imobiliária através da concessão de
exceções à LUOS - Legislação de Uso e Ocupação do Solo e
ao Código de Edificações. Também vigoram disposições
específicas que se sobrepõem às disposições do
zoneamento.

A prioridade da Operação Urbana Centro não é arrecadar


recursos financeiros, porém atrai os investidores na
construção de habitações, hotéis e de edifícios garagem,
igualmente os destinados à cultura, à educação e ao lazer,
de forma inovadora.
Empreendimento e objetivos
◼ Implementar obras de melhoria urbana na área delimitada pelo perímetro;
◼ Melhorar a qualidade de vida de seus atuais e futuros moradores e usuários
permanentes, promovendo a valorização da paisagem urbana e a melhoria da
infraestrutura e da sua qualidade ambiental;
◼ Incentivar o aproveitamento adequado dos imóveis, considerada a infraestrutura
instalada;
◼ Incentivar a preservação do patrimônio histórico, cultural e ambiental urbano;
◼ Ampliar e articular os espaços de uso público;
Empreendimento e objetivos
◼ Iniciar um processo de melhoria das condições urbanas e da qualidade de vida da área
central da cidade, especialmente dos moradores de habitações subnormais;
◼ Reforçar a diversificação de usos na área central da cidade, incentivando o uso
habitacional e atividades culturais e de lazer;
◼ Melhorar as condições de acessibilidade à área central da cidade
◼ Incentivar a vitalidade cultural e a animação da área central da cidade;
◼ Incentivar a localização de órgãos da administração pública dos três níveis de governo
na área central da cidade.
Empreendimento e objetivos
Resumo da movimentação até 30/09/2015
Diretrizes e propostas
◼ Abertura de praças e de passagens para pedestres no interior das quadras;
◼ Estímulo ao remembramento de lotes e à interligação de quadras mediante o uso dos
espaços aéreo e subterrâneo dos logradouros públicos;
◼ Disciplina do espaço destinado ao transporte individual e a adequação dos espaços
destinados ao transporte coletivo;
◼ Incentivo à não impermeabilização do solo e à arborização das áreas não ocupadas;
◼ Conservação e restauro dos edifícios de interesse histórico, arquitetônico e ambiental,
mediante instrumentos apropriados;
◼ Composição das faces das quadras, de modo a valorizar os imóveis de interesse
arquitetônico e a promover a harmonização do desenho urbano;
Diretrizes e propostas

◼ Adequação, aos objetivos desta lei, do mobiliário urbano existente e proposto;


◼ Incentivo à construção de habitações
◼ Incentivo à construção de garagens;
◼ Incentivo à recuperação e reciclagem de próprios públicos existentes na área central;
◼ Criação de condições para a implantação de ruas ou regiões comerciais com regime de
funcionamento de 24 (vinte e quatro) horas por dia;
◼ Desestímulo à permanência e a proibição de instalação de novos estabelecimentos de
comércio atacadista de cereais, de madeiras e de frutas na área da Operação Urbana.
Diretrizes e propostas
Remembramento de três ou mais lotes
Diretrizes e propostas
Transferência de potencial construtivo de imóveis tombados e ZEPEC
Para incentivar a restauração dos imóveis
tombados, será concedido ao seu proprietário
o direito de transferir potencial construtivo
desse imóvel para outro localizado dentro ou
fora do perímetro da área construída.

A forma de cálculo do potencial construtivo


passível de transferência depende do
coeficiente de aproveitamento efetivo do
imóvel preservado, como é mostrado a seguir.
Resultados esperados
2001: Remodelação da Praça do Patriarca
Resultados esperados
2009: Requalificação urbana da Praça Franklin Roosevelt
Resultados esperados
2011: Reurbanização do Parque Dom Pedro II

Minat Terkait