Anda di halaman 1dari 3

UNIVERSIDADE WUTIVI

FACULDADE DE ECONOMIA E CIÊNCIAS EMPRESARIAIS

ANÁLISE E GESTÃO DE PROJECTOS (AGP)

1. A fábrica de Roupas Veste Bem Lda. Estuda a possibilidade de lançar um novo produto para
diversificar sua actual linha de produção e tentar aumentar sua participação no mercado. Foram
realizados os estudos de mercado e definidas as três possíveis alternativas de produzir o novo
produto: (a) produzir por terceiros; (b) produzir na própria empresa, aproveitando partes do
equipamento existente, realizando uma operação manual; ou (c) produzir com uma linha exclusiva
automática, adquirindo os equipamentos necessários. Para as três alternativas, foram preparados
os projectos com seus correspondentes fluxos de caixa semestrais após os impostos, conforme a
tabela seguinte:
Semetre Projecto 1 Projecto 2 Projecto 3
0 (18,000.00) (90,000.00) (210,000.00)
1 15,000.00 27,000.00 39,000.00
2 18,000.00 31,500.00 48,000.00
3 22,500.00 37,500.00 57,000.00
4 13,500.00 42,500.00 66,000.00
5 13,500.00 48,000.00 75,000.00
6 15,000.00 52,500.00 81,000.00
A empresa trabalha com um custo de capital de 8,0% a.a. e estabeleceu um prazo de análise de seis
anos para todos os projetos, desconsiderando-se possíveis valores residuais. Com esses dados,
pede-se recomendar o melhor projeto usando os métodos VPL e TIR.
2. Uma empresa planeia abrir uma nova unidade de produção de teares para a indústria têxtil, que
prevê operar pelo prazo de 5 anos, num investimento em imobilizado, a realizar integralmente
no início do projecto, que deverá ascender a 1 000 000 MT. As previsões de resultados para
esse período são as seguintes:
Valores em Meticais
Ano 1 2 3 4 5
Vendas 309,000.00 318,270.00 327,818.00 337,652.00 347,782.00
Resultados Líquidos 116,300.00 122,789.00 129,472.00 136,356.00 143,447.00
Os valores apresentados têm já em conta a inflação prevista, de 3% anuais, onde aplicável.
Prevê-se a necessidade de um investimento em fundo de maneio que permita manter um nível
de disponibilidades de 5% das vendas. Como valor residual do projecto, considera-se o valor
contabilístico do imobilizado, sendo as respectivas amortizações efectuadas à taxa anual de
10%. Reconstitua os cash-flows do projecto para os anos 0 (investimento inicial), 1, 2 e 5 (ano
terminal).

3. Uma empresa planeia abrir uma nova unidade de produção de teares para a indústria têxtil, que
prevê operar pelo prazo de 3 anos, num investimento em imobilizado, a realizar integralmente
no início do projecto, que deverá ascender a 1.000.000 MT. Ao abrigo de um regime especial,
as amortizações do imobilizado serão efectuadas à taxa anual de 25%. Para o período
considerado, prevê-se uma inflação anual de 3% e uma taxa de imposto de 32% (considera-se
que o imposto é liquidado no ano a que se refere). A empresa prevê vender 60 unidades nos
dois primeiros anos e 50 unidades no terceiro. A valores do primeiro ano do projecto, cada
unidade será vendida por um preço unitário de 50.000 MT, sendo os custos fixos anuais da
empresa 500.000 MT e os custos variáveis unitários 25.000 MT. Prevê-se a necessidade de um
investimento em fundo de maneio no valor de 5% das vendas. Como valor residual do projecto,
considera-se o valor contabilístico do imobilizado.
a. Proceda ao apuramento dos cash-flows para cada um dos anos do projecto.
b. Calcule o VAL do projecto de investimento, considerando que se pretende garantir uma
rentabilidade de 10%.
4. Um fabricante de semicondutores planeia adquirir uma nova máquina de testes, pelo preço de
1.000.000 MT. A instalação e configuração da máquina para utilização na unidade produtiva
do fabricante deverão custar 100.000 MT. Ao abrigo de um regime especial, as amortizações
do imobilizado serão efectuadas à taxa anual de 25%. O fabricante planeia vender a máquina
ao fim de três anos por 300.000 MT. A máquina requer um investimento de 20.000 MT em
fundo de maneio (peças sobressalentes). Não se prevê que a máquina tenha efeitos sobre as
vendas, mas estima-se uma redução nos custos, devido a uma mais apurada detecção de
defeituosos, de 400.000 MT por ano. Para o período considerado, prevê-se uma inflação anual
de 3% e uma taxa de imposto de 32%.
a. Proceda ao apuramento dos cash-flows para cada um dos anos do projecto.
b. Se a taxa de rentabilidade exigida para o investimento (excluindo inflação) for 7%, a
máquina deverá ser adquirida? Justifique.
5. Um fabricante de máquinas de teste para a indústria dos semicondutores, face a previsões
recentes de aumento da procura, planeia expandir a sua capacidade de produção com um novo
módulo fabril, no qual irá investir em imobilizado corpóreo 60.000.000 MT e em imobilizado
incorpóreo 3.000.000 MT. Ao abrigo de um regime especial, as amortizações do imobilizado
corpóreo serão efectuadas à taxa anual de 25%, e as amortizações do imobilizado incorpóreo
à taxa anual de 50%. O fabricante planeia vender o módulo fabril ao fim de três anos por
10.000.000 MT. As previsões de preços, custos e quantidades vendidas para o período do
projecto são apresentadas na tabela seguinte:
Ano 1 Ano 2 Ano 3
Preco Unitario 1,200,000.00 1,240,000.00 1,290,000.00
Custo variável Unitário 600,000.00 620,000.00 640,000.00
Custos Fixos 10,000,000.00 10,350,000.00 10,710,000.00
Unidades Vendidas 60 40 50
Os valores apresentados têm já em conta a inflação prevista, de 3,5% anuais, onde aplicável.
No período considerado deverá vigorar uma taxa de imposto sobre rendimentos de 32%. Prevê-
se a necessidade de investimento em fundo de maneio que o permita manter ao nível de 5% do
valor das vendas.
1. Proceda ao apuramento dos cash-flows para cada um dos anos do projecto, incluindo o
investimento inicial.
2. Diga o que entende por Taxa Interna de Rentabilidade (TIR) de um projecto de
investimento. Escreva a equação que a permitiria calcular para o projecto em análise.