Anda di halaman 1dari 5

Roteiro para discussão da 1ª parte do texto de Moacyr Scliar – Do Mágico ao

Social: trajetória da saúde pública. (páginas 9 a 59).

1. Quais eram ou são os sentidos de doença e de cura na perspectiva do olhar mágico


ou mágico-religioso (característico da Antiguidade)?

- manifestação provocada por demônios, espíritos do mal, ou cólera divina (pecados),


vingança de inimigos, condutas imprudentes ou desobediência aos mandamentos
divinos.
- agentes de cura = feiticeiros, xamãs ou sacerdotes.
- cura = re-integrar o doente no universo total (corpo – microcosmo no macrocosmo); o
prestígio (crença e poder) dos agentes de cura; rituais: para convocar espíritos para
eliminação do mal (xamãs); procedimentos no corpo para liberar os espíritos do mal
(ex. trepanação); uso de plantas (inclusive alucinógenas); canções.

2. Como podemos verificar a incidência desse “olhar” na realidade brasileira?


- africanos, índios e mestiços = grandes curandeiros no Brasil colonial. Por transmissão
oral subsistem algumas dessas práticas entre a população.
- Procedimentos de cura= chás, mezinhas, rezas, feitiços, benzeduras, rituais,
interdições variadas.

3. Indique contribuições da concepção mágica ou mágico-religiosa para a saúde.


- Uso de plantas por feiticeiros e curandeiro, cujos princípios terapêuticos foram
identificados posteriormente;
- interdições dietéticas (proibição de consumo de moluscos, carne de porco –controle
de transmissão de doenças etc) por preceitos religiosos inscritos no Torá ou
Pentateuco;
- Circuncisão entre hebreus e povos do Oriente Médio e África= prevenção de câncer
de pênis, de colo de útero, doenças sexualmente transmissíveis

4. Quais as concepções de ser humano e saúde do olhar empírico, característico da


Grécia antiga?
Ser humano ideal= harmonia /equilíbrio mente/corpo
Cultivo ao sadio e ao apto, importância do exercício físico.
Cura = plantas e métodos naturais
Religião: politeísta

5. Dentro das concepções do “olhar empírico”, explique a teoria dos miasmas, vigente à
época de Hipócrates?
 Doença = causa natural (multicausalidade= meio ambiente; origem divina e
ignorância humana)
Meio ambiente como gerador de doenças. Teoria miasmática (maus ares do pântano, ar
das regiões insalubres – transmissão de doenças.

6. Quais foram as intervenções praticadas a partir da teoria miasmática?


 Valor à observação - registros de dados, estabelecimento de causa e feito (p.ex.
contágio da malária, a ocupação condiciona a saúde – intoxicação por mercúrio e
chumbo, sífilis doença do sexo, quarentena para o paciente.

 Intervenções sobre o meio ambiente – construção de aquedutos, drenagem de


pântanos, posteriormente, drenagem de esgotos; construção de banhos públicos;
inspeção de alimentos; construção de leprosários.

7. A modernidade trouxe o debate sobre a importância da nação Estado e sua


intervenção sobre a sociedade em virtude dos interesses econômicos. Explique a
posição de fisiocratas e intervencionistas a esse respeito e o surgimento da saúde
pública.
Fisiocratas (Quesnay, Turgot, Adam Smith, Bentham, séculos XVII, XVIII e XIX) – a
favor da liberdade de produção e de comércio. “Cada ser humano tem liberdade
absoluta para perseguir seus interesses e de competir da maneira que lhe convém”.
Intervencionistas – a sociedade poderia criar regras para a distribuição da riqueza. A
intervenção do estado é necessária para impulsionar o desenvolvimento econômico.
Alemanha, 1779, nasce a idéia de o estado intervir na saúde pública. (Polizei – polícia
ou política - para alcançar a ordem). Polícia médica ou sanitária = estabelecimento de
ordem para preservar a política econômica

8. Quais as ações de estado foram praticadas na Europa (Alemanha, França,


Inglaterra) a partir da perspectiva da saúde pública? Com quais características?

 Ações:
- Contagem populacional e dos demais eventos vitais para adoção de medidas de
controle sobre o modo de viver das pessoas
- Estabelecimento de leis/regulamentos – códigos de saúde
- Prevenção de doenças contagiosas
- Higiene pré-natal
- Cuidado ao parto
- Qualidade do alimento
- Pureza do ar
- Diminuição da carga horária de trabalho infantil e de mulheres nas fábricas
- Organização da assistência médica
- Combate ao charlatanismo
- Controle e isolamento dos doentes mentais – emoções são expressão do lado
animal do ser humano
- Escola pública - educação sanitária escolar – treinamento de hábitos de higiene.
- As mulheres de classe média visitavam e instruíam as mães da classe trabalhadora
acerca de formação de bons hábitos nas crianças – nascimento da puericultura
 Caráter disciplinador e autoritário

Relação teoria-prática

9. A partir de exemplos da experiência vivida em campo (Centro de Saúde) discuta as


influências das terapias integrativas, dos olhares mágico, empírico e autoritário.
ROTEIRO DE DISCUSSÃO DE MOACIR SCLIAR 2ª PARTE (olhar científico) – P. 59-80

1. Caracterize a visão e as práticas voltadas à saúde do corpo biológico e do


corpo social sob influência do olhar contábil.
Tudo que é verdadeiro pode ser expresso em números.
- Nesse cenário, explique medida dos sinais vitais: contagem de pulso,
medida da temperatura corporal
- Coleta de dados sobre população, educação, produção e doenças:
contagem de pessoas, de doenças, de condições sanitárias da classe
trabalhadora, das ocorrências vitais (estatística vital; nascimentos, óbitos),
causas de óbitos. E emergência da estatística como ciência., termo originário de
statistik, derivado da palavra staat (Estado) Identificação de desigualdades
entre distritos sadios e não sadios.
2. Explique as concepções e os desdobramentos do malthusianismo e da
eugenia.
Thomas Malthus - !1766-1834) = a população cresce em proporção geométrica e os meios
necessários à sobrevivência alimentos em proporção aritmética. O crescimento exagerado da
população é causa da pobreza  restrições morais à reprodução – castidade pré-conjugal e
casamento tardio.
Francis Galton (1822-1911) e Karl Pearson (1857-1936) estudo de fatores para melhorar ou

prejudicar as características físicas de mentais das futuras gerações, testes de medida da

capacidade mental = teorias raciais = profilaxia das doenças mentais = saneamento racial.

3. Quais são as diferenças apontadas pelo autor entre estatística (olhar contábil) e

epidemiologia (olhar epidemiológico)?

Estatística: coleta, classifica e analisa dados.

Epidemiologia – estuda os fatores que condicionam o surgimento e a distribuição/ocorrência

das doenças e agravos à saúde (inclusive os acidentes), comparam grupos populacionais, para

fundamentar o controle dos problemas de saúde. (exemplo – febre puerperal, páginas 67 –68;

John Snow (1813-1858) – transmissão do cólera)

4. Quais foram as contribuições advindas da visão armada com microscópio e a


influência sobre a explicação da causalidade das doenças?
Descobertas de vários agentes etiológicos, da penicilina e preparação de vacinas.

Hegemonia da teoria unicausal da doença – agente causal único – microorganismo.


5. Cite vivências práticas que exemplifique a incidência do olhar contábil,
epidemiológico e armado.

6. Exemplifique atividades/ações desenvolvidas pela enfermagem nas quais


observou a incidência desses olhares.

Roteiro de discussão da 3ª parte do texto de Moacyr Scliar – Do Mágico ao Social:


trajetória da saúde pública. Olhar social. O que é saúde pública?
(páginas 81 a 101).

1. Quais as repercussões que a Revolução Industrial trouxe à saúde da população?


Crescimento rápido e desordenado das cidades e áreas industriais – aglomeração
populacional sem abastecimento de água, destino ao esgoto, coleta de lixo e higiene
das habitações (inclusive de ventilação; drenagem de esgoto doméstico aos rios)
Epidemias de doenças de veiculação hídrica: cólera, que, inicialmente (1831), atingiu
apenas os bolsões de pobreza estendeu-se às demais classes sociais (1845)
Epidemia de tuberculose (“peste branca”), em virtude das péssimas condições de
moradia e trabalho (ambientes sem iluminação e ventilação, com higiene precária,
aglomeração de pessoas, jornadas de trabalho extenuantes, inclusive das crianças e
mulheres), defesa biológica (imunidade) prejudicada, principalmente pela nutrição
deficiente.
Peste (peste negra) = peste bubônica. É uma zoonose que infecta roedores (ratos, por
ex.) e suas pulgas, transmissível ao homem.
Febre amarela e malária.

2. Contextualize e descreva as contribuições de Florence Nightingale (p.82).


Surto de cólera de 1854 – cuidado de doentes, após treinamento em enfermagem. Na
guerra da Criméia (região ao sul da atual Ucrânia), 1853 a 1856, de ingleses, franceses
e turcos contra os russos = cuidado aos doentes e feridos de guerra do exército
britânico. Criou escola para treinamento de enfermeiras no Hospital St. Thomas.
Precursora da enfermagem moderna.

3. Quais os antecedentes políticos que explicam a adoção pelos Estados da política de


bem estar social?
A saúde começa a ser considerada como direito dos cidadãos a partir da Revolução
Francesa (1789) e da independência dos Estados Unidos = democracia como forma
política de prover saúde para o povo. A questão social decorrente da Revolução
Industrial exigia respostas mais efetivas. As medidas de polícia sanitária não atingiam a
dimensão social dos problemas de saúde, impôs-se a necessidade de uma tecnologia
de intervenção social.
As conseqüências econômicas da I Guerra Mundial e a crise econômica de 1929 com
colapso do sistema capitalista.
A teoria econômica de Keynes – a aplicação do orçamento público como instrumento
contra a desigualdade social.
4. Nessa direção, a exemplo do que aconteceu anteriormente na Alemanha, Gra-
Bretanha, França, explique o surgimento do seguro social no Brasil e discuta suas
finalidades.
Brasil – Getúlio Vargas, 1930-1940, o processo de industrialização faz surgir um
proletariado urbano. Seguro social como parte das medidas na área trabalhista –
criação de imposto sindical, adoção do salário mínimo, Consolidação das Leis do
Trabalho, Carteira de Trabalho, criação dos Institutos de Aposentadoria e Pensões
organizados por categoria profissional, que aos poucos começaram a oferecer
assistência médica à classe trabalhadora. Finalidade: controle do povo, especialmente
da classe trabalhadora, através de sindicatos e legislação de bem-estar social.

5. A expansão da assistência médica em países desenvolvidos, especialmente nos


Estados Unidos, provoca posicionamentos críticos acerca de seus efeitos negativos ou
limitados sobre a saúde da população. Discuta a visão de Ivan Illich, Oliver Wendell
Holmes e Thomas McKeown, às páginas 89 e 90.
Illich e Holmes – acentuaram os efeitos iatrogênicos dos medicamentos, procedimentos
e prática médica.
McKeown – a nutrição adequada, melhores padrões de higiene e o desenvolvimento
social respondem pela melhoria das condições de saúde.

6. Nessa linha de raciocínio e com base na formulação de Marc Lalonde ( 1974) sobre
o campo da saúde e na Conferência Internacional de Promoção de Saúde (Ottawa,
Canadá, 1986), explique por que o gasto com a assistência médica não é sinônimo de
saúde o conceito e ?

7. Tomando as intervenções no processo saúde-doença, entendido como contínuo que


se estende da promoção e proteção da saúde, tratamento da doença e recuperação da
saúde, localize nele as ações que observou nas atividades práticas da disciplina.
Promoção da saúde: saneamento básico, nutrição adequada, educação em saúde.
Proteção da saúde: proteção específica contra doenças - vacinas, controle de doenças
transmissíveis, diagnósticos precoces de doenças sem manifestações clínicas.
Recuperação da saúde: diagnóstico, tratamento e limitação do dano.
Reabilitação.

8. Qual é a participação da Nutrição e da Ciências do Esporte no processo saúde-


doença? Quais são os agentes/trabalhadores de enfermagem no centro de saúde?

9. Conceitue saúde pública. (páginas 99-101)