Anda di halaman 1dari 10

INTENSIVÃO - GO - Ginecologia

Study online at quizlet.com/_2jpcpu

1. GINECOLOGIA Mn: AEIOUM 8. 1.4. Sangramento PALM-COEIN


1. Abrangente (Geral) Uterino Anormal • Pólipos
2. Endocrinologia Classificação do • Adenomiose
3. Infectologia Sangramento • Leiomioma
4. Oncologia FIGO 2010 • Malignidade e Hiperplasia
5. Uroginecologia • Coagulopatias
6. Mastologia • Ovulatórias
• Endometriais
Obs. Cada item tem 4 tópicos • Iatrogênicas (Plasil, Bzd)
2. GINECOLOGIA 1.1. Fisiologia Ginecológica • Não Classificadas
1. Ginecologia 1.2. Síndromes Pré-Menstruais 9. Alterações de Variáveis:
Geral 1.3. Dismenorreia Padrão 1. frequência/duração dos ciclos
1.4. Sangramento Uterino Anormal Menstrual 2. tempo de sangramento 3. volume do
3. 1.1. Fisiologia ... sangramento
Ginecológica
BASICAS
4. 1.1. Fisiologia • Duração: 21 a 35 dias 1. Frequência
Ginecológica • Fluxo: 2 a 6 dias • Metrorragia: irregular
Ciclo menstrual • Perda: 20 a 60 ml • Polimenorreia: frequência maior (ciclos
normal menores 21d)
5. Embriogênese • 5s gônadas indiferenciadas - Proiomenorreia: 18 a 25 dias com ciclos
Genital • 6s Y produz Fator Determinante de 3 a 5 dias
Testicular • Oligomenorreia: frequência menor
• 7s cels Sertoli (Proteína Ligadora de (ciclos maiores 35d)
Andrógenos, Hormônio Anti-Mulleriano) - Opsomenorréia: 35 a 45d
• 8s cels Leydig (Testosterona) - Espaniomenorreia: > 45d
• 9s tubérculo genital, pregas
labioescrotais, pregas uretrais 2. Duração
• 12s Fusão ductos de Muller (2/3 • Taquimenorreia: sangramentos curtos
superiores vagina) • Bradimenorreia: sangramentos
• 14s conclui a diferenciação genitália prolongados
externa masculina
• 16s pico da produção de Andrógenos 3. Volume
• 20s conclui a diferenciação genitália • Hipermenorreia: volumosa
externa feminina • Hipomenorreia: volume reduzido
6. Definições de Última menstruação natural, definida
menopausa e após 12 meses consecutivos de COMBINADOS
climatério amenorreia. • Menorragia: longa e volumosa
• Em geral de 45 a 50 (Bradimenorreia + Hipermenorreia)
• Tardia se > 55 anos • Menometrorragia: irregular, longa,
• Precoce se < 40 anos volumosa (Bradimenorreia +
• Climatério: da menopausa à senectude Hipermenorreia + Metrorragia)
(até 65 anos) 10. 1.4. Sangramento MENACME
7. 1.4. Sangramento • Orgânico: PALM-COEIN Uterino Anormal 1° Gestação
Uterino Anormal • Disfuncional (Exclusão): Algoritmo SUA 2° Iatrogênica
Tipos Etiológicos - Ovulatório (15%) 3° Sistêmicas
- Anovulatório (85%): 4° Ginecológicas
Puberdade/Climatério 5° Presumir SUD
MENOPAUSA
Biópsia de Endométrio se:
• USGTV <4mm + SUA persistente
• FR para CA de Endométrio
• USG >4mm (s/TRH) ou >8mm (C/TRH)
11. Causas • Crianças: corpo estranho 19. Causas típicas de TDPM é uma forma grave (com
típicas de • Adolescentes: imaturidade do eixo, SUA por faixa critérios definidos) de SDP, que afeta
SUA por distúrbios da coagulação (PTI, DVW) etária as atividades diárias e relações
faixa etária • Jovens (20-40): anormalidades obstétricas interpessoais.
(abortamento, ectópica, molar), SUD 20. Critérios Sintomas Físicos
• Perimenopausa: falência ovariana, massas Diagnósticos da Mn: MENSTRUA
(adeno, pólipo, mioma), neoplasias Síndrome Pré • Mastalgia
• Pós-Menopausa: TRH (30%), atrofia (30%), Menstrual (SPM) • Edema
CA de endométrio (15%), pólipos (10%), • Náuseas/Vômitos
neo/trauma (10%), hiperplasia endometrial • Sensibilidade ao Frio
(5%) • Tonturas
12. Pólipos • (E) • R51: Cefaléia
Endometriais • (F) Formação polipóide de endométrio. Taxa • "xU" (Constipação/Diarréia)
de malignização de 0.5% ano. • Apetite Excessivo / Sede
• (Q) SUA intermenstrual mucóise, Sintomas Psíquicos
Dismenorréia, Infertilidade • Mn: DISFÓRICO (ver TDPM)
• (D) Bx(PO), USG-TV (hipereco), HSC 21. Tratamento da SPM • Edema: ACO, espironolactona
• (T) Polipectomia histeroscópica com biópsia e TDPM • Cefaleia: paracetamol, AINE,
13. Adenomiose • (E) 40% associado à miomatose ou ergotamina, sumatriptano
Geral endometriose • Mastalgia (grave): AINE, tamoxifeno,
• (F) Endométrio ectópico no miométrio bromocriptina, cabergolina
• (Q) SUA, Dismenorréia 2a • Psíquicos: ISRS (contínuo ou
• (D) Bx (PO), USG-TV (hipoeco, hétero, intermitente), alprazolam (fase lútea)
margens parciais), RNM (zona juncional • Refratários: etinilestradiol 20 mg +
irregular > 12 mm ou foco hiperintenso 8- drospirenona 3 mg
12mm em T1 e T2) 22. Diferenciação TDPM é uma forma grave (com
• (T) Histerectomia entre SPM e TDPM critérios definidos) de SDP, que afeta
14. Adenomiose Zona juncional: as atividades diárias e relações
Achados à focal e irregular interpessoais.
RNM de 5-12mm 23. GINECOLOGIA 2.1. Amenorreia
Hipointensa 2. Endocrinologia 2.2. Hiperandrogenismo
Manchas hiperintensas dispersas Ginecológica 2.3. Infertilidade
Margens indistintas 2.4. Puberdade Precoce
15. Adenomiose Sinal de Dionisi: irregularidades na superfície 24. 2.1. Amenorreia ...
Achados à miometrial
HSG 25. 2.1.1. Amenorreia: (Mn: 2413) II. Ovários (50%) / IV.
Amenorreia Hipotalâmica (20%) / I. Uterinas (15%) /
16. Leiomiomas • (E) Primária III. Hipofisária (5%)
Geral • (F) Tu monoclonal miométrio. Anatomia: Causas
Subseroso / Submucoso / Intramural
• (Q) SUA, Dismenorréia 2a, compressão TGI e 26. 2.1.1. Amenorreia: Caracteres Sexuais Ausentes
TGU Amenorreia • FSH/LH
• (D) USG-TV, RNM, HSC Primária # (baixo) Teste GnRH (- hipotálamo, +
• (T) Clínico (Danazol, Getrinona, Análogos Roteiro da hipófise)
GnRH, Inibidores Aromatase, DIU de investigação de # (alto) Cariótipo
levonorgestrel), Cirúrgico (Miomectomia, Amenorréia Caracteres Sexuais Presentes
Histerectomia, Embolização), Expectante. Primária • Vagina/Útero
# (-) RNM + Cariótipo
17. Leiomiomas (todos necessários) # (+) = Amenorréia Secundária
Critérios de • Sintomáticos
Embolização • Volumosos ou Múltiplos 27. 2.1.1. Amenorreia: • (F) Agenesia uterina
• Não Pediculados Amenorreia • (Q) Pilificação normal
• Não Degenerados Primária • (D) 46XX (ovário)
• Desejo de Preservar Útero Síndrome de • (T) Neovagina
Rokitansky
18. Leiomiomas • Hialina (Mais Comum)
Tipos de • Rubra (Gestação)
Degeneração • Sarcomatosa (Pós Menopausa)
28. 2.1.1. Amenorreia: • (F) Resistência a androgênios 37. 2.1.2. Amenorreia: • SNC Sintomas / Drogas
Amenorreia Primária • (Q) Pilificação ausente Amenorreia Secundária • Climaterioide / Androgenismo
Síndrome de Morris • (D) 46XY (testículos) Propedêutica Sugestiva • Ganho / Perda de Peso
• (T) Gonadectomia, TRE • Galactorreia / Manip.Uterina
29. 2.1.1. Amenorreia: • (F) Disgenesia Gonadal Pura
Amenorreia Primária • (Q) • Manipulação Uterina: Sd.
Síndrome de Swyer • (D) 46XY, FSH/LH alto Asherman?
(testículo sem células • QC "Climatério-Like":
germinativas) Hipoestrogenismo:
• (T) Gonadectomia, TRE • Hiperandrogenismo: SOP?
• Obesidade: SOP?
30. 2.1.1. Amenorreia: • (F) Disgenesia Gonadal • Galactorreia:
Amenorreia Primária Gonadossomática Hiperprolactinemia
Síndrome de Turner • (Q) Gonadas em fita, estigmas • Drogas SNC:
• (D) 45X0, FSH/LH alto Hiperprolactinemia
• (T) TRE • Emagrecimento: Hipotálamo
31. 2.1.1. Amenorreia: • (F) Defeito embriol. céls placa • QC SNC: Hipotálamo /
Amenorreia Primária cribiforme Hipófise
Síndrome de Kallman • (Q) Anosmia + Cegueira p/ 38. 2.1.2. Amenorreia: • Acetato de
Cores + Ausência GnRH Amenorreia Secundária Medroxiprogesterona
• (D) 46XX, FSH/LH baixo Teste da Progesterona 10 mg ao dia por 5 dias
• (T) Pulsos de GnRH
39. 2.1.2. Amenorreia: • Estrogenios Conugados
32. 2.1.1. Amenorreia: • (F) Ovários resistêntes (Mn: Amenorreia Secundária 0,625 a 1,25 ao dia por 21 dias
Amenorreia Primária "Selvagens") Teste do Estrogênio + • Acetato de
Síndrome de Savage • (Q) Progesterona Medroxiprogesterona
• (D) 46XX, FSH/LH alto (P.O. = 10 mg ao dia por 5 dias
Bx)
• (T) Reposição Hormonal 40. 2.1.2. Amenorreia: • Avaliação de LH/FSH antes e
Amenorreia Secundária após 100 mg de GnRH
33. Hiperplasia Adrenal ... Teste do GnRH • Se aumento > 200% = defeito
Congênita hipotalâmico
34. Deficiência da 5 Alfa Não converte precursor em 41. 2.2. Hiperandrogenismo ...
Redutase DHT
XY, Testosterona Elevada 42. 2.2. Hiperandrogenismo Para Hirsutismo
Escala de Ferriman • >=8 é Hirsutismo
35. 2.1.2. Amenorreia: Incidência 3% mulheres
Amenorreia Secundária Mn: 2431 43. 2.2. Hiperandrogenismo: Resistência Insulínica + ↑Estrona
Causas • II. Ovarianas (40%) SOP ↑LH + ↓FSH
• IV. Hipotalâmicas (35%) Fisiopatologia da SOP ↑Androgênio + ↓SHBG e
• III. Hipófise (20%) ↓IGBP1
• I. Uterinas (5%) ↑Testosterona Livre +
Anovulação
36. 2.1.2. Amenorreia: • 0 Propedêutica
Amenorreia Secundária • 1 bHCG, Prolactina, TSH, (FSH) 44. 2.2. Hiperandrogenismo: Exclusão
Roteiro da investigação de • 2 Teste Progesterona SOP • TSH
Amenorréia Secundária • 3 Teste Estrogênio + Laboratório de SOP ou • Prolactina
Progesterona Hiperandrogenismo • 17-OH-Progesterona (HAC)
• 4 FSH • Cortisol (Cushing)
• 5 Teste GnRH • SDHEA (Supra, > 700 = img)
• 6 Neuroimagem
SOP (não precisa)
• SBHG baixa
• FSH baixo ou normal
• LH alto
45. 2.2. Hiperandrogenismo: 1. Ovários Policísticos
SOP • >= 12 folículos ou
Critérios de Rotterdam • 2-9 mm ou
(2003) • >= 10 cm3
2. Oligo-Anovulação
3. Hiperandrogenismo
(+ Se 2 ou 3)
46. 2.2. COMPORTAMENTAIS 52. GINECOLOGIA 3.1. Úlceras Genitais e DST
Hiperandrogenismo: • Dieta e Atividade Física (Perda 5% 3. Infectologia 3.2. Vulvovaginites e Cervicites/Uretrites
SOP peso) Ginecológica 3.3. Doença Inflamatória Pélvica
MEDICAMENTOSO 3.4. Violência Sexual
• Acetato de Ciproterona ou AMP 53. 3.1. Úlceras ...
10mg 2a fase Genitais e DST
• Espironolactona
• Metformina (500 mg 3xd) 54. 3.1. Úlceras Lesão genital, sem vesículas
SE INFERTILIDADE Genitais e DST Menos de 4 semanas: Tratar Cancro Duro
• Citrato de Clomifeno 50-100 mg Esquema e Cancro Mole :
• (se falha) Gonadotrofina ou FIV Empírico: • Penicilina Benzatina 1.200.000 IM em cada
Requisitos e nádega D.U.
47. 2.2. • (F) Aum atividade 5 Alfa Redutase no Drogas • Ciprofloxacino 500 mg VO 2xd x3d
Hiperandrogenismo: folículo piloso Mais de 4 semanas: Incluir cobertura de
Hirsutismo • (Q) Hirsutismo isolado (ciclos Clamídias e Donovanose
Idiopático regulares) • Azitromicina 500 mg 2cp VO 1xs x3s
• (D) Hormonios normais
• (T) ... ? 55. 3.1. Úlceras Prevenção de Transmissão Neonatal
Genitais e DST • Geral: cesárea eletiva
48. 2.3. Infertilidade ... Herpes Genital • RPMO: cesárea em até 4-6h
49. 2.3. Infertilidade 1. ENTREVISTA Prevenção de
Investigação da Idade da Mulher Transmissão
Infertilidade • < 35 = aguardar 1 ano Neonatal
• > 35 = imediato ou 6 m 56. 3.1. Úlceras E:
Frequência das Relações Genitais e DST F: Herpes
• 2-3x/semana Herpes Genital Q: Múltiplas bolhas dolorosas / Pródromo
febril
2. AVALIAÇÃO BÁSICA D: Citologia Tzanck (leucocitos gigantes
• Espermograma (alterado, repetir em multinucleados)
3 meses) T: Aciclovir
57. 3.1. Úlceras E:
3. AVALIAÇÃO AVANÇADA
Genitais e DST F: Treponema pallidum / Incubação 3
• Ovulação: Bx Endométrio (desuso)
Sífilis: Cancro semanas, VDRL positiva + 3 semanas
ou Progesterona de 21-24° dia
Duro Q: Úlcera indolor
• Reserva folicular: FSH de 3° dia
D:
(normal <10) ou hormônio
T: Penicilina Benzatina 1.200.000 x2 IM DU
antimulleriano
• Documentar Ovulação: USG seriado 58. 3.1. Úlceras E:
(contar folículos, programar coito ou Genitais e DST F: Haemophilus ducreyi
captar para FIV) Cancro Mole Q: Úlceras dolorosas sujas /
• Inicial de trompa: linfadenomegalia com fístula puntiforme
Histerossalpingografia (prova de (após 1-2 semanas)
Cotte) D:
• Se Cotte negativa: T: Azitromicina 500 mg 2cp DU ou
Videolaparoscopia Ciprofloxacino 500 mg 2xd x3d ou
Ceftriaxone 250 mg IM DU
Obs. Contagem de folículos é 59. 3.1. Úlceras E:
prognóstico para reprodução Genitais e DST F: Chlamydia trachomatis L1-L3 / incubação
assistida Linfogranuloma 3-7 dias
50. 2.3. Infertilidade • Masculino 35℅ Venéreo Q: Lesão indolor / linfadenomegalia com
Causas de • Túbulo ovariano 35℅ fístulas chuveiradas (após 1-6 semanas) /
Infertilidade • Anovulação 15℅ deformidades e complicações (Estiômero
• (Outras 15℅) Vulvar de Hunguier ou elefantíase vulvar)
D:
51. Infertilidade • Agonista GnRH (inibição do eixo)
T: Doxiciclina 100 mg 2xd x 14d ou
Fator • (ou) Acetato de
Azitromicina 500 mg 2 cp 1xs x3s ou SMX-
Tuboperitoneal Medroxiprogesterona
TMP 800-160 mg 2xd x14d
HSG x Tratamento (antigonadotrófica)
• (ou) Acetato de Ciproterona
(antigonadotrófica)

Até fusão das epífises ósseas ou até


idade adequada)
60. 3.1. Úlceras Genitais E: 69. 3.2. Vulvovaginites E:
e DST F: Calymmatobacterium / Klebsiella e F: Gardnerella, Mobiluncus
Donovanose granulomatis Cervicites/Uretrites Q:
(Granuloma Q: Lesão pouco dolorosa, facilmente Vaginose D: pH > 4.5, Whiff positivo, cluecells à
Inguinal) sangra Bacteriana MO
D: T: Metronidazol 500 mg VO 2xd x7d
T: Doxiciclina 100 mg 2xd x 21d ou ou Metronidazol 0,75% gel 5g x5d ou
Azitromicina 500 mg 2 cp 1xs x3s ou Clindamicina 2% creme 5g x7d
SMX-TMP 800-160 mg 2xd x14d 70. 3.2. Vulvovaginites E:
61. 3.1. Úlceras Genitais Lupus e F: DST, Tricomonas vaginalis
e DST SAAF Cervicites/Uretrites Q: 2C2D: corrimento, colpite,
Sífilis Mononucleose Tricomoníase dispareunia, disúria / Piora na
Causas de VDRL Tuberculose menstruação
Falso Positivo Gravidez D: pH > 4.5, Whiff positivo,
Vacinas tetraflagelado à MO, cultura em meio
62. 3.1. Úlceras Genitais Não Gestante: Doxaciclina, diamond (se MO negativo), Schiller
e DST Tetraciclina, Eritromicina positivo à colposcopia
Sífilis Gestante: dessensibilizar para T: Metronidazol 400 mg 5cp DU /
Alergia à Penicilina Penicilina Tratar parceiro

63. 3.1. Úlceras Genitais E: 71. 3.2. Vulvovaginites Transmissibilidade 20-50% para mulher
e DST F: e Concomitante Clamídia + Gonococo
Sífilis: Sífilis Q: Cervicites/Uretrites em 10-30%
Secundária D: Cervicites e
T: ou Doxiciclina 100 mg 2xd x2s Uretrites

64. 3.1. Úlceras Genitais E: Notificação Compulsória 72. 3.2. Vulvovaginites E:


e DST F: e F: Chlamydia D-K
Sífilis: Gestacional Q: Cervicites/Uretrites Q: "ITU" sem bacteriúria
Geral D: Gestante VDRL >= 1:8 Clamídia D: Cultura meio McCoy /
T: De acordo com fase ou = latente Imunofluorescência / ELISA ou PCR
tardia T: Azitromicina 500 mg 2cp DU ou
Doxiciclina 100 mg 2xd x7d
65. 3.2. Vulvovaginites ...
e 73. 3.2. Vulvovaginites E:
Cervicites/Uretrites e F: Neisseria gonorrhoeae
Cervicites/Uretrites Q:
66. 3.2. Vulvovaginites Candidíase: pH < 4.5 Gonorréia D:
e Vaginose: pH > 4.5 T: Ciprofloxacina 500 mg DU ou
Cervicites/Uretrites Tricomoníase: pH > 4.5 Ceftriaxone 250 mg IM DU
pH nos diferentes
corrimentos 74. 3.2. Vulvovaginites E:
e F: Micoplasma, Ureaplasma,
67. 3.2. Vulvovaginites Candidíase: Whiff negativo, Pseudo- Cervicites/Uretrites Tricomonas
e hifas (70%) ao KOH10% Corrimento Uretral Q: Cervico uretrite sem melhora com
Cervicites/Uretrites Vaginose: Whiff positivo, Cluecells, de Agentes Menos esquema inicial
Microscopia nos lactobacilos diminuidos Frequentes D: Tricomonas: Colpite Schiller positivo
diferentes Tricomoníase: Whiff positivo, (MS2006) (colo tigróide)
corrimentos tetraflagelado T: Metronidazol 400 mg 5cp (2g) DU +
HPV: coilocitose Estearato de Eritromicina 500 mg 4xd
Citólise = pH baixo x7d
68. 3.2. Vulvovaginites E: 75. 3.2. Vulvovaginites Mn: "FAMC pra galera do Funk"
e F: e • Fluconazol 150 mg DU
Cervicites/Uretrites Q: Cervicites/Uretrites • Azitromicina 500 mg 2cp (1g) DU
Candidíase D: pH < 4.5, Pseudo-hifas à MO com Esquema Empírico: • Metronidazol 400 mg 5cp (2g) DU
KOH10% (70%) Requisitos e • Ciprofloxacina 500 mg DU
T: Fluconazol 150 mg DU Drogas
76. 3.2. Vulvovaginites E: Higiene 83. 3.3. Doença E:
e F: E. coli, S. epidermidis Inflamatória F: por abscessos peri-hepáticas
Cervicites/Uretrites Q: Corrimento e prurido genital Pélvica Q: DIP + Dor Hipocôndrio Direito
Vulvovaginite D: Sd. Fitz-Hugh- D: Aderências em cordas de violino
Inespecífica T: Curtis T:
Pediátrica 84. 3.3. Doença MS: ATB VO + Retirar (Após 6h de ATB)
77. 3.3. Doença ... Inflamatória CDC: Manter + ATB VO + Reavaliação
Inflamatória Pélvica
Pélvica DIP e uso de DIU
78. 3.3. Doença E: 85. 3.4. Violência ...
Inflamatória F: DST pélvica/sistêmica por Clamídia Sexual
Pélvica ou Gonococo 86. 3.4. Violência INDICAÇÕES
Características Q: Sexual • Penetração vaginal e/ou anal
Gerais D: Critérios Diagnósticos DIP Quimioprofilaxia desprotegida com ejaculação há menos
T: Conforme Classificação de Monif HIV de 72h
79. 3.3. Doença MAIORES (3 dores) Indicações e NÃO INDICAR
Inflamatória • Dor hipogástrica Ressalvas Mn: 3 camisinhas na boca diariamente
Pélvica • Dor mobilização do colo negativas
Critérios • Dor palpação de anexos • Mais de 72h (3 dias)
Diagnósticos DIP MENORES (3 clínicos, 3 laboratoriais) • Uso de camisinha durante agressão
• Tax > 37.5 (ou 38) ºC • Penetração oral sem ejaculação
• Corrimento cervico-vaginal anormal • Abuso crônico pelo mesmo agressor
• Massa pélvica • Agressor sabidamente HIV negativo
• Microscopia endocérvice > 5 87. 3.4. Violência • Iniciar em até 72h, após colher
leucócitos CGA Sexual sorologia HIV
• Leucocitose Quimioprofilaxia ••• AZT + 3TC + Lopinavir (ou Tenofovir)
• Aumento de PCR ou VHS (>15-20) HIV por 4 semanas
ELABORADOS (3 invasivos) Esquema básico
• Abscesso tubo ovariano (USG/RNM)
• Abscesso fundo de saco (USG/RNM) 88. 3.4. Violência • Até 14 dias (preferir até 48 horas) se
• Laparoscopia típica Sexual não imune
Imunoprofilaxia ••• IGHAHB 0.06 mg/kg IM DU
Diagnóstico: 3 Maior + 1 Menor OU 1 HBV ••• Vacinação (esquema adulto): 0, 1, 6
Elaborado meses

80. 3.3. Doença • Estágio 1 - Salpingite simples 89. 3.4. Violência • Até 5 dias
Inflamatória • Estágio 2 - Salpingite com peritonite Sexual • Se menacme e sem anticoncepção
Pélvica • Estágio 3 - Obstrução ou ATO íntegro Anticoncepção segura
Classificação de • Estágio 4 - ATO roto de Emergência • Levonorgestrel 1.5 mg VO DU
Monif 90. 3.4. Violência • Até 14 dias
OBS. Abscesso Tubo Ovariano (ATO) Sexual • Pode ser postergada (por adesão ou
81. 3.3. Doença • 1: ATB VO Quimioprofilaxia intolerância)
Inflamatória • 2: ATB EV Doenças Não • Se Quimioprofilaxia HIV ou
Pélvica • 3: ATB EV Amplo Espectro: Virais Levonorgestrel, deve adiar Metronidazol
Tratamento X Gentamicina + Clindamicina ou Indicações e
Monif Cefoxitina + Doxiciclina + Metronidazol Ressalvas
• 4: Laparotomia 91. 3.4. Violência Esquema (Mn: PANC)
82. 3.3. Doença • Hemoperitônio Sexual • Penicilina Benzatina 1.200.000 2x IM DU
Inflamatória • Abscesso de fundo de saco Quimioprofilaxia (Sífilis)
Pélvica • Suspeita de rotura (Monif 4) Doenças Não • Azitromicina 500 mg 2cp DU (Clamídia,
Abscesso Tubo • Falha clínica / Massa crescente Virais Linfogranuloma, Donovanose e Cancro
Ovariano (ATO) Esquema básico Mole)
Indicações • Metronidazol 400 mg 5cp DU
Cirúrgicas (Tricomoníase)
• Ceftriaxone 250 mg IM DU (Gonorréia e
Cancro Mole)
92. 3.4. Violência Sexual • Swab oral, vaginal, 102. 4.1. Incontinência Urinária • 1. Fluxometria
Exames e Iniciais cervical, reto: Fases da Urodinâmica - Fluxo livre
- MO (a fresco e Gram) • 2. Cistometria
- Cultura Thayer-Martin - Sonda+transdutor
- Cultura ID - Cateter Retal
- Pesquisa HPV - Enchimento, Volume
• Sorologias Sifilis, HIV, HBV - Atividade Detrusor
(antiHbs, HbsAg), HCV - Manobras
• Se menacme e proteção • 3. Estudo Miccional
ineficaz: bHCG - Esvaziamento
• Se Profilaxia HIV: HMG,
TGO, TGP Nao pode contrair
93. 3.4. Violência Sexual • bHCG: 0, 2-6s Nao pode ter dor
Exames de • Sorologias Sifilis, HIV, HBV Nao pode perder urina
Acompanhamento (antiHbs, HbsAg), HCV: 0, 103. 4.1. Incontinência Urinária TRATAMENTO
Ambulatorial 2s, 6s, 3m, 6m Tratamento Clínico da (não precisa de urodinam)
94. GINECOLOGIA 4.1. Incontinência Urinária Incontinência de Esforço - Perda de Peso
4. Uroginecologia 4.2. Distopias Genitais - Fisioterapia (Kegel,
4.2. Cistite Intersticial Biofeedback)
4.4. Fistulas Genitais NAO USAR NO BR
- Duloxetina (aumenta uso
95. GINECOLOGIA ... suicidio)
4. Uroginecologia - Alfa Agonista (aumenta
4.1. Incontinência Urinária AVE)
96. 4.1. Incontinência Urinária • Corpo: B (relaxa) e M2/3 104. 4.1. Incontinência Urinária • Esfincetriano = peq esf
Receptores da Bexiga (contrai detrusor) Tipos de Incontinencia de (PPE < 60)
• Colo: A (contrai esfincter) Esforço • Hipermobilidade = grd esf
97. 4.1. Incontinência Urinária Corpo: B (relaxa) e M2/3 (PPE > 90)
SNA x Função Vesical (contrai detrusor) 105. 4.1. Incontinência Urinária HIPERMOTILIDADE
• Colo: A (contrai esfincter) Tratamento Cirúrgico da Colpossuspensão
Incontinência de Esforço Retropúbica
• Segurar = Simpático - Sling (TVT/TOT)
• Perder = Parasimpático - BurCh - Cooper
98. 4.1. Incontinência Urinária • Sd. Bexiga Hiperativa - MarShall - Sínfise (em
Tipos de Incontinencia • Sd. Incontinencia Esforços desuso, osteíte púbica)
• Sd. Transbordamento
• Sd. Fistula Urovaginal ESFINCTERIANO
- Vesico / Ureter - Sling (TVT/TOT)
99. 4.1. Incontinência Urinária • 1. Urina I + Urociltura 106. 5.1. Neoplasias de Mama 5.1. Neoplasias de Ovários
Diagnóstico de Incontinência (diferencial e para manipular Técnicas de Mastectomia para 5.2. Neoplasias de
Urinária uretra) CA de Mama Endométrio
• 2. Mobilidade Colo Vesical 5.3. Neoplasias do Colo e
- Teste do cotonete (30°) Corpo do Útero
- Teste de Bonney 5.4. Neoplasias de Vulva e
- USG TV Vagina
• 3. Urodinâmica 107. GINECOLOGIA ...
- PO: Vídeourodinâmica 5. Oncologia Ginecológica
100. 4.1. Incontinência Urinária CISToscopia 5.1. Neoplasias de Mama
Critérios de Indicação de • Cinquenta> 50 anos
Cistoscopia para pesquisa de • Incontinência
CA de Bexiga • Sangue: Hematúria
• Tabagismo
101. 4.1. Incontinência Urinária Pdet = Pves - Pabd
Pressão Detrussor Se =0, esforço
Se >0, hiperatividade
108. 5.1. Neoplasias de Técnicas de retirada dos mm. 118. Inibina A • Secretada pelas células granulosas sob
Mama peitorais ação do LH
Técnicas de • Haslted: Tira os dois • Inibe síntese e secreção de FSH
Mastectomia para CA Mn: " Halsguei tudo" 119. Inibina B • Secretada pelas células granulosas sob
de Mama • Patey: Tira o peitoral menor ação do FSH
Mn: "Partey no meio" • Inibe a síntese e secreção de FSH
• Madden: Mantém os dois músc.
Mn: "Mandem os dois" 120. Ação dos • Estrogênio: filante, hialino e cristalização
hormônios em folha de samambaia
109. Definições de Primeira menstruação natural. Em sobre o muco • Progesterona: fluido, turvo e espesso
menarca geral entre 9-12 até 14-16 anos (11 a cervical
14).
121. Classificações Telarca > Pubo-Adrenarca > Estirão >
110. Produtos Anatômicos GONADAS de Puberdade Padrão Corporal > Menarca
Masculino Com Y e FDT Precoce
Genitália Interna • Testículos
*GENITÁLIA INTERNA 122. Síndrome de (Q) Pseudopuberdade precoce
+ Testosterona + AMH* McCune- (periférica, independente de GnRH),
• Ductos de Wolff: Epidídimo / Albright manchas café com leite, hipertireoidismo
Deferentes / Vesículas Seminais 123. Classificações Quanto aos caracteres
111. Produtos Anatômicos *GENITÁLIA EXTERNA de Puberdade • Isossexual: caracteres femininos
Masculinos Com 5alfa-redutase e DHT* Precoce - Forma Central/Verdadeira: dependente
Genitália Externa • Seio UG: Próstata e Uretra de GnRH
• Tubérculo UG: Glande - Forma Periférica/Pseudo: independente
• Eminência UG: Escroto de GnRH
• Pregas UG: Pênis • Heterossexual: caracteres masculinos
(Hiperandrogenismo)
112. Produtos Anatômicos GONADAS • Incompleta: caracter secundário único,
Femininos Sem Y e FDT isolado (maioria telarca)
Genitália Interna • Ovários
*GENITÁLIA INTERNA 124. Efeitos do TSH HIPOTIREOIDISMO (TSH elevado)
Sem Testosterona e AMH* sobre a menarca • Pseudopuberdade Precoce ou
• Ductos de Muller: Útero, Tubas, e a puberdade Puberdade Tardia: ligação cruzada TSH
Vagina Superior sobre receptores FSH.
• Ductos de Wolff: Involui • Amenorreia: aumento TSH promove
aumento de prolactina, com galactorréia
113. Produtos Anatômicos *GENITÁLIA EXTERNA e inibição do GnRH, levando a
Femininos Sem 5alfa-redutase e DHT* anovulação.
Genitália Externa • Seio UG: Uretra e Vagina Inferior HIPERTIREOIDISMO (aumento T3/T4)
• Tubérculo UG: Clitóris • Amenorreia: Aumentam conversão
• Eminência UG: Grandes Lábios periférica de androgênios em
• Pregas UG: Pequenos Lábios estrogênios, com hiperestrogenismo,
114. Teoria das 2 Células 2 LH: Teca feedback com aumento de LH e
Gonadotrofinas Colesterol > Androstenediona / anovulação.
Testosterona 125. Diferenciação PCC
entre • Odor adulto: presente
FSH: Granulosa Puberdade • LH e estradiol: nível púbere
Androstenediona / Testosterona > Precoce Central • Teste GnRH: LH>FSH
(aromatase) Estrona / Estradiol e Periférica • USG: Ovários púberes
115. Pulsos de GnRH • Fase Folicular: mais pulsos, baixa • Imagem Indicada: RNM (SNC)
amplitude: produz FSH
• Fase Lútea: menos pulsos, alta PPP
amplitude: produz LH • Odor adulto: ausente
116. Efeitos do Estrogênio Baixo: inibe GnRH e síntese LH • LH e estradiol: nível pré-púbere
no Hipotálamo Alto: > 200 pg/ml por > 50 horas = • Teste GnRH: FSH>LH
induz ao pico de LH • USG: Ovários pré-púberes, Tu ovário ou
adrenal
117. Efeitos do Estrogênio Baixa: nada • Imagem Indicada: TC (abdome)
no Hipotálamo Alto: inibe hipotálamo, ativa hipófise
126. Epidemiologia • PPC geral: meninas, idiopático 132. Diferenciação A: > 1 dia, 2 ciclos, fase lútea
sugestiva nas • PPC < 2 anos: hamartoma entre SPM e B: Mn: DISFÓRICO
Pseudopuberdades hipotalâmico TDPM 5 ou mais, na maioria dos ciclos menstruais,
• Manchas Café com Leite e sendo pelo menos 1 dentre os # (DIOR)
Endocrinopatias: Sd. McCune-Albright • # Diminuição do interesse
127. Infertilidade • > 5×10^6: Inseminação • # Instabilidade emocional
Fator Masculino • 3-5×10^6: FIV convencional • Sonolência ou insônia
Espermograma x • < 3×10^6 ou < 4% morfologia perfeita • Físicos (ver SPM, Mn: MENSTRUA)
Tratamento ou < 5% motilidade Progressiva: FIV • # "Ofego", Ansiedade
com ICSI • # Raiva, Irritabilidade
• Azoospermia: doação de sêmen • Im pulsivide
• Cansaço
128. Infertilidade • Obstrução Distal ou Cornual: se < 35 • "Obnubilação", Falta de Concentração
Fator anos = VLP / > 35 ou falha na C: Atrapalha a vida
Tuboperitoneal desobstrução = FIV D: Excluídas outras causas
HSG x Tratamento • Sugestiva de Aderências Pélvicas: E: Registro em Diário
VLP
• Endometriose I e II: estimulação 133. Diferenciação 1° ACO ou Paracetamol
ovariana ou inseminação artificial entre SPM e 2° AINE
• Endometriose III e IV: FIV TDPM 3° Vitamina B6
4° Acupuntura/TENS
129. Resolução CFM 2-5° dia: USG reserva funcional 5° Nifedipina/Verapamil
2121/2015 (Normal >= 6) + Dosar FSH (Falência
>=20) e estradiol 134. Tratamento 1° ACO ou Paracetamol
11-12° dia: USG documenta ovulação da 2° AINE
21-24° dia: Dosar progesterona Dismenorréia 3° Vitamina B6
Primária 4° Acupuntura/TENS
130. Critérios DSM para Anovulação: Indução Clomifeno +/- 5° Nifedipina/Verapamil
Transtorno gonadotrofinas (se resistentes)
Dismórfico Pré • Baixa Reserva (FSH > 10-15, Fol<6): IIU 135. ... Mn: DISMENO/A
Menstrual ou afaiav • DIU
• Falência Ovariana: FSH > 20 • Infecções
• Septo/bicorno, Sd. Congestão Pélvica
131. Resolução CFM • Permite RA > 50 anos, se assumidos • Malformação Mülleriana, Massas
2121/2015 riscos. (adenomas, pólipos, miomas)
• Permite RA em casais homoafetivos • Endometriose Pélvica
femininos. • Nódulos Ovarianos
• Permite Diagnóstico Genético Pré • Oclusão Cervical/Vaginal
Implantação (PGD). • Asherman, Sd. Allan-Masters
• Permite doação compartilhada e
patrocinada anônima de gametas 136. Tratamento Abordagem Escalonada
femininos, se < 35 e em tratamento da 1° ACO ou Paracetamol
para RA. Dismenorréia 2° AINE +/- ACO
• Mantém regra para útero de Primária 3° + Vitamina B6, TENS/Acupuntura
substituição: mãe, irmã, tia ou prima 4° + DIU levonorgestrel,
(4°grau) Nifedipina/Verapamil
5° + B2 (Bricanyl), Análogos GnRH
137. 6. 6.1. Mastalgia
MASTOLOGIA 6.2. Derrame Papilar
6.3. TU Benignos
6.4. CA de Mama
138. 6.4 CA de • F: Ductal > Lobular > Papilar > Paget
Mama • D: Estadiamento: T1 < 2 cm / T2 2-5 cm / T3
Principais > 5 cm / T4 Invasivo / N1 Único, móvel / N2
tipos Múltiplos, fixos / N3 Supra-Subclavicular
histológicos
139. 6.4 CA de Mama T1 < 2 cm
Estadiamento T2 2-5 cm
T3 > 5 cm
T4 Invasivo
N1 Único, móvel
N2 Múltiplos, fixos
N3 Supra/Subclavicular
140. 6.2 Derrame Papilar • Agua de Rocha: CA
Apresentações • Serossanguinolento: Papiloma ou CA
• Purulento: Abscesso
• Amarelo/verde espesso: Ectasia ductal
• Seroso: Benigno
141. 6.1 Mastalgia Cíclicos
Tipos Acíclicos
...
142. Hiperplasia Adrenal Congênita E:
F: Deficiência de 21OHlase
Q:
D: 17OH-Progesterona