Anda di halaman 1dari 6

Jornal Sul Africano de Botany 113 (2017) 318 - 323

listas de conteúdos disponíveis em ScienceDirect

Jornal Sul Africano de Botânica

Página inicial do jornal: www.el vár i er .com / l Ocate / sa jb

atividades antioxidantes e pró fenólica fi le de Baccharis trimera,


uma planta medicinal utilizada do Brasil

SM Sabir uma , • , ML Athayde b , AA Boligon b , JBT Rocha c


uma Departamento de Química da Universidade de Poonch, Rawalakot, Azad Kashmir, Paquistão

b Laboratório de Fitoquímica Pesquisa do Departamento de Farmácia Industrial, Universidade Federal de Santa Maria, Construir 26, sala 1115, Santa Maria CEP 97105-900, Brasil
c Departmento de Química, Centro de Ciências Naturais e Exatas da Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria CEP 97105-900, Brasil

artigo informações abstrato

Historia do artigo: As infusões de Baccharis trimera ( Asteraceae) são tradicionalmente utilizados no Brasil como um chá para tratar doenças do fígado. É um dos
Recebeu maio 2017 10 themajor constituintes em formulaes de plantas medicinais utilizadas para o tratamento de distúrbios hepáticos e outras doenças. O presente estudo
Recebido em forma revisada 30 de agosto de 2017
foi, por conseguinte, destinada a avaliar o potencial in vitro e em atividades vivo antioxidantes e pró fenólica fi le de trimera Baccharis. cromatografia
Accepted 11 set 2017 Disponível xxxx on-line
líquida de alto desempenho acoplada com DAD análise indicou que o ácido gálico, rutina e quercetinwere themain compostos fenólicos presentes no
extracto aquoso. O extracto aquoso mostrou inibição contra espécies ácido tiobarbitúrico (TBARS), induzidas por diferentes prooxidants (10 μ M

Editado por J Gruz


FeSO 4 e 5 μ H nitroprussiato de sódio) em fígado de rato, cérebro e homogeneizados de fosfolípidos de gema de ovo. Além disso, as actividades de
eliminação de radicais livres do extracto foi determinada pela têmpera de DPPH (IC 50, 415,2 ± 15,2 μ g / ml) e radicais hidroxilo em ensaios de

Palavras-chave: desoxirribose. A administração de extracto a 100 mg / kg e 250 mg / kg de dose de signi fi cativamente reduzido a peroxidação lipídica, aumentou a
Atividade antioxidante actividade da catalase e aumentado os níveis de ácido ascórbico e glutationa reduzida no fígado de ratos. Assim, o stress oxidativo no cérebro e
Baccharis trimera fígado poderia ser gerenciado / impedido por ingestão de trimera Baccharis.
ácido gálico
análise HPLC
peroxidação lipídica
© 2017 SAAB. Publicado por Elsevier BV Todos os direitos reservados.

1. Introdução risco de doenças degenerativas ( Hertog et al., 1993 ). Consequentemente, existe um enorme
interesse em plantas comestíveis que contêm antioxidantes e fitoquímicos de promoção da saúde.
espécies de oxigénio reactivas excessivas (ROS) através de produção pode corresponder
defesas antioxidantes celulares que levam a condio perniciosa, que é chamado o estresse oxidativo Uma destas instalações é Baccharis trimera ( Menos) DC (Asteraceae), conhecido como carqueja
que tem sido responsável pela iniciação e progressão de várias doenças humanas através de modi fi cação no Brasil, uma grande espécie propagação de plantas utilizadas como chá na América do Sul.
de DNA, proteínas e lípidos ( Finkel e Holbrook de 2000 ). Estudos anteriores mostraram que Fe 2+ aumentaInfusões, decocções, e tinturas de suas partes aéreas são usadas na medicina popular no Brasil.
a peroxidação lipídica pela decomposição de peróxidos de hidrogénio e lipídicos que são formados Vários compostos bioactivos, tais como lactonas diterpênicos, sesquiterpenos, fl avonoids, saponinas,
através da reacção de Fenton ( Yamaguchi et al., 2000 ). nitroprussiato de sódio é um medicamento taninos, compostos fenólicos e óleos essenciais têm sido descritos para a espécie, cujo componente
anti-hipertensivo e ele age relaxando o músculo liso vascular ( Halliwell e Gutteridge, 1999 ). No activo principal é carquejol ( Simões et al., 1998 ). Esta planta tem sido popularmente utilizado no
entanto, o SNP foi encontrado por ser citotóxico pela liberação de cianeto e / ou de óxido nítrico tratamento de doenças do fígado e do tracto gastrointestinal ( Soicke e Leng-Peschlow, 1987 ), dentro fl
(NO). NO está envolvido na patofisiologia de distúrbios, tais como acidente vascular cerebral, trauma, processos inflamatória e diabetes ( Oliveira et al., 2005 ). Além disso, demonstrou actividade
e desordens de ataques. NO poderia actuar independentemente ou em cooperação com outras ROS anti-hiperglicémica em ratos in vitro. É citotóxica contra o carcinoma celular humana,
( Oboh et al., 2007 ). Estudos têm demonstrado a toxicidade potencial de nitroprussiato de sódio no anti-espasmódico, anti-in fl inflamatória, analgésica em ratinhos, antibacteriana e antiviral in vitro ( Michele
cérebro ( Terwel et al., 2000; Dominiak et ai., 2016 ). Além disso, estudos mais recentes et al., 2007 ). Vários artigos recentes têm demonstrado o efeito antioxidante do B. trimera ( Pádua et
demonstraram um efeito protector potencial de Fe (II) contra o stress oxidativo induzido por chumbo ( Ferreira
al., 2010; Pádua et al, 2013.; De Araújo et ai, 2016.; Lívero e Acco, 2016; Lívero et al., 2016 ). certo fl avonoids,
et al., 2017 ) E SNP contra o stress oxidativo hepática mas não cerebral ( Wrobel et al., 2017 ). como silymarin no leite de cardo, mostraram propriedades liverprotective e são usados ​para muitas
Estudos têm demonstrado que o uso de compostos polifenólicos encontrados no chá, frutas e condições de fígado em sistemas de medicina de ervas. carqueja É um pouco como a versão
vegetais está associado com baixa sul-americana do cardo de leite. Os efeitos hepatoprotectores de etilo em bruto extracto de acetato
de B. trimera contra tetracloreto de carbono (CCl 4) - lesão hepática induzida por ter já sido relatado ( Ames
et al., 1997 ). neste estudo

• Autor correspondente.
Endereço de e-mail: mubashersabir@yahoo.com (SM Sabir).

https://doi.org/10.1016/j.sajb.2017.09.010
0254-6299 / © 2017 SAAB. Publicado por Elsevier BV Todos os direitos reservados.
SM Sabir et al. / Sul Africano Journal of Botany 113 (2017) 318 - 323 319

nós avaliamos o antioxidante e compostos fenólicos pro fi le de B. trimera, 2.5. Determinação do total fl avonoids
que é usada como chá de ervas pelas comunidades locais no Brasil.
O total fl conteúdo avonoid como equivalentes de quercetina / g de extracto foi baseado no
método de Kosalec et al. (2004) .
2. Materiais e métodos

2.6. animais de teste


2.1. produtos quimicos

Todos os procedimentos com animais foram em estrita conformidade com o Guia NIH para o
ácido tiobarbitúrico (TBA), malonaldeído-bis-dimetil-acetal (MDA), 2,2-difenil-1-picrilhidrazil
Cuidado e Uso de Animais de Laboratório e foram aprovados pela Santa Conselho Universidade
(DPPH), a quercetina, rutina, ácido gálico, e fenantrolina foram adquiridos da Sigma-Aldrich (St.
Federal Maria Ético (UFSM 10067). ratos machos Wistar (200 - 250 g) e a idade (3 meses) da nossa
Louis, MO , EUA). foi obtida nitroprussiato de sódio (SNP) fromMerck (Darmstadt, Alemanha) e ferro
própria colónia de reprodução foram utilizados para estudos in vitro. Para estudos in vivo, ratinhos
(II) sulfato de Reagen (Rio de Janeiro, RJ, Brasil).
albinos machos pesando 25 - 32 g (2 - foram utilizados 3 meses). Os animais foram mantidos em
gaiolas separadas com acesso a água e comida ad libitum, numa temperatura controlada roomwith
(22 ° C ± 3) e em 12 h ciclo de luz / escuridão com luzes acendem às 7:00 da manhã.

2.2. Preparação de extracto de planta

A planta inteira foi recolhida perto do campus da Universidade Federal de Santa Maria (RS,
2.7. Produção de TBARS partir de tecidos animais
Brasil) durante outubro - Novembro,
2009, identi fi ed por um taxonomist e um voucher de espécime (SMDB
Produção de TBARS foi determinada usando um modi fi método ed ( Ohkawa et al., 1997 ). Os
11,115) foi depositada no Herbário da Universidade Federal de Santa Maria, Departamento de
ratos foram anestesiados com éter dietílico e, em seguida, sacri fi ced por decapitação. Fígado e
Biologia.
cérebro foram rapidamente removidos e colocados em gelo. Os tecidos (1:10, W / v) foram
As folhas da planta (25 g) foram moídos e embebido em água (500 ml) em ebulição durante 15
homogeneizados em frio de Tris 100 mM, pH 7,4 (1:10 w / v) e centrifugou-se a 1000 × g durante 10
min, deixou-se arrefecer e fi filtradas usingWhatman
min. Os homogenatos (100 μ l) foram incubadas com ou sem 50 μ l dos vários oxidantes preparadas
fi filtro de papel No. 1. O resíduo obtido foi ainda extraída duas vezes e
de fresco (ferro e nitroprussiato de sódio) e diferentes concentrações do extractos de plantas em
fi finalmente todo o extracto foi concentrado usando um evaporador rotativo (50 ° C). O peso de
conjunto com um volume apropriado de água desionizada para se obter um volume total de 300 μ l a
extracto e o rendimento percentual foi encontrado para ser
37 ° C durante 1 h. A reacção de coloração foi efectuada através da adição de 200, 500 e 500 μ l cada
3,5 g (14%). As diluições em série weremade para obter a concentração desejada de planta para os
um dos sulfato de 8,1% Sodiumdodecyl (SDS), ácido acético (pH 3,4) e 0,6% de TBA,
experimentos. Para a análise de HPLC, de 0,25 g de samplewas secas extractedwith água quente (3
respectivamente. As misturas de reacção, incluindo aqueles de diluições em série de 0,03 mM
x 25 ml), fi filtradas e concentradas até à secura sob pressão reduzida (45 ° C).
padrão de MDA, foram incubadas a 97 ° C durante 1 h. A absorvância foi lida após o arrefecimento
dos tubos a um comprimento de onda de 532 nm num espectrofotómetro.

2.3. Phytochemical caracterização do extracto

O extracto de água quente de seco B. trimera foi dissolvido em metanol de grau HPLC (1 mg /
ml), fi filtradas através de um 0,45 μ m membrana 2.8. Produção de TBARS em Phospholipid
fi ltro e submetidos para análise qualitativa e quantitativa usando o sistema HPLC Shimadzu,
proeminência Auto-amostrador (SIL-20A), equipado com Shimadzu LC-20 NA alternativo bombas Produção de TBARS de fosfolípido foi determinada utilizando o método de ( Ohkawa et al., 1997 )
ligados ao DGU desgaseificador 20A5 com 20A integrador CBM, UV - VIS detector DAD SPD-M20A e Com ligeira modi fi cátions. Um g de gema de ovo foi extraída com 100 ml de hexano-isopropanol (3:
Software LC solução 1,22 SP1. As análises cromatográficas de fase reversa foram realizadas sob 2) e
condições isocráticas com C 18 coluna (4,6 mm x 250 milímetros) empacotada com 5 μ mdiameter fi filtradas. A solução foi seca num evaporador rotativo a 60 ° C até que seja pastured. O restante
partículas. Para a separação de compostos fenólicos a composição da fase móvel metanol: procedimento foi o mesmo como mencionado acima, excepto que a reacção de cor foi levada a cabo
acetonitrilo: água (40:15:45) contendo 1% de ácido acético foi usada. A fase móvel foi fi filtradas sem a adição de SDS. Os tubos foram arrefecidos e 2 ml de n-butanol foi fi nalmente adicionado e
através de um 0,45 μ membrana Millipore m fi filtro e, em seguida, desgaseificou-se num banho de centrifugada a 1000 × g. A camada orgânica (sobrenadante) foi recolhido e a absorvância foi lida a
ultra-sons antes da utilização. As curvas padrão foram preparadas usando ácido gálico (y = 532 nm num espectrofotómetro.
1.09x104c-

2.9. DPPH de eliminação de radicais


526314, r 2 = 0,997), rutina (y = 1,92 × 10008.85c-16949, r 2 =
0,999) e quercetina (y = 3,01 × 10017.6c-235135, r 2 = 0,996). Os dados foram monitoradas a 257 nm Eliminadora da stableDPPHradical (etanólica solutionof 0,25 mM) foi ensaiada in vitro ( Hatano et
para a detecção de ácidos fenólicos e al., 1988 ) E a absorvância foi medida a 517 nm. A percentagem de inibição foi calculada a partir do
fl avonoids. quanti fi catiónica foi realizado pela integração do pico usando o método do padrão controlo. O ácido ascórbico foi utilizada como composto padrão no ensaio de DPPH.
externo. o fl ow taxa foi de 1 ml / min e o volume de injecção de extracto aquoso foi de 10 μ eu. Os
resultados foram obtidos por comparação dos tempos de retenção e espectros de DAD-UV ( λ max =
257 nm) com as dos padrões de referência. Todas as operações cromatográficas foram realizadas à
2.10. atividade quelante de metal
temperatura ambiente e em triplicado.

A capacidade do extracto aquoso para quelar Fe 2+ foi determinado usando um modi fi método ed
( Puntel et al., 2005 ) A 510 nm.

2.4. Determinação do teor de compostos fenólicos 2.11. ensaio potencial antioxidante

O teor total de fenol foi determinado seguindo o método de Singleton et al. (1999) . A média das O potencial antioxidante total dos extractos foi estimada utilizando o ensaio de redução de
três leituras foi utilizada e o teor total de fenol foi expressa em miligramas de ácido gálico fosfomolibdênio ( Prieto et al., 1999 ). A capacidade redutora do extracto foi expressa como a
equivalentes / g de extracto. equivalentes de ácido ascórbico.
SM Sabir et al. / Sul Africano Journal of Botany 113 (2017) 318 - 323

2.12. A actividade antioxidante in vivo 3 Resultados e discussão

Os 15 ratinhos no grupo de três foram divididos em três grupos compreendendo fi ve ratinhos em 3.1. Isolamento e identificação fi catião de antioxidantes a partir de B. trimera

cada grupo. Grupo 1 (controlo) recebeu apenas água destilada. Grupo II (grupo planta) receberam
extracto de água quente, a uma dose de 100 mg / kg de dose de extracto 1. Grupo III (grupo planta) A fim de identificar o composto, que pode ser responsável pela actividade anti-oxidante de
receberam extracto de água quente, a uma dose de 200 mg / kg de dose de extracto 2. Todos os extracto de água quente, o composto fenólico pró fi le foi também determinada por meio de um
tratamentos eram instilada por via oral por meio de um tubo gástrico e no oitavo dia da experiência método de HPLC. O extrato obtido de folhas apresentaram um profissional químico fi le composta de
todos os animais foram sacri fi ced sob anestesia com éter suave. O fígado foi rapidamente removido, vários compostos fenólicos. No entanto, o ácido gálico, rutina e quercetina foram identi fi ed através
colocado em gelo e homogeneizados em sete volumes de NaCl (0,9%). dos seus tempos de reteno (t R) ou seja, cerca de 3,28, 5,52 e

14.48 min. para 1, 2, 3, respectivamente ( Figura 1 uma). conteúdo fenólico total como equivalente
ácido gálico verificou-se ser 101 ± 4,1 mg / g de extracto bruto. Considerando que a fl conteúdo
actividade (CAT), a catalase foi estimado seguindo a repartição de peróxido de hidrogénio de avonoid como quercetina equivalente foi encontrada para 35 ± 1,9 mg / g de extracto bruto. HPLC
acordo com o método de Aebi e Bergmyer (1983) . O ácido ascórbico foi medida pelo método de Natelson análise quantitativa revelou a presença de ácido gálico (45,8 ± 7,2 mg / g), como um composto
(1963) . A peroxidação lipídica foi medida em termos de TBARS seguintes do método do ácido principal enquanto que, a rutina (15,1 ± 2,5 mg / g) e quercetina (5,1 ± 1,4 mg / g) mostrou
tiobarbitúrico ( Ohkawa et al., 1997 ). O conteúdo de tiol não proteico foi medido no homogeneizado de relativamente contribuição menor ( tabela 1 ). Os tempos de retenção destes picos foram
fígado, como determinado pela emparelhados com os de padrões de referência o ácido gálico ( Figura 1 b), rutina ( Figura 1 c) e
quercetina ( Figura 1 d). A partir do pro fenólica HPLC fi le de B. trimera, observou-se que havia
Jollow et al. (1974) . diferentes picos que representam os compostos fenólicos. No entanto, a análise instrumental revelou
a presença de ácido gálico, como um composto principal e duas importante fl avonoids, rutina e
quercetina que são bem reconhecidas como potenciais antioxidantes e sequestrantes de radicais
2.13. Análise de dados livres e inibir a peroxidação lipídica através da eliminação de radicais livres e de quelante de metal ( Robert
et al., 2008 ). Isto é o fi relatório primeira que mostra a presença de ácido gálico e rutina no extracto
Os resultados foram expressos como média ± SD. Os dados foram analisados ​estatisticamente aquoso de B. trimera.
por ANOVA de uma via e diferentes meios de grupo foram comparadas pelo teste de gama múltipla de
Duncan (DMRT); p b 0,05 foi considerado significante fi não pode perder em todos os casos. O pacote de
software, Statistica foi usado para a análise de dados.
Os estudos anteriores demonstraram alto teor de fl avonoids (20%) de

quercetina (b) cromatograma de HPLC de um cromatograma de HPLC padrão de ácido gálico (c) de rutina (d) de HPLC padrão chromatogramof quercetina padrão. 320

Figura 1. HPLC pro fenólica fi le de B. trimera extracto aquoso de folhas e fenólicos convencionais. O comprimento de onda de detecção foi de 257 nm (um) representante cromatograma de HPLC do extracto. Picos: (1) ácido gálico (2) de rutina e (3) a
SM Sabir et al. / Sul Africano Journal of Botany 113 (2017) 318 - 323 321

tabela 1
Conteúdo de fenólicos e fl avonoids em extracto aquoso de folhas de B. trimera.

B. trimera compostos Composição

Fenólicos totais (* GAE UMA mg / g) 101 ± 4.1


Total fl avonoids (* Quer B mg / g) 35 ± 1,9
ácido gálico (mg / g) 45,8 ± 7,2
Rutina (mg / g) 15,1 ± 2,5
A quercetina (mg / g) 5,1 ± 1,4

* GAE UMA é o ácido gálico equivalente, * Quer B é equivalente quercetina.

B. trimera deixa incluindo a quercetina, luteolina, nepetin, apigenina, e hispidulina ( Soicke e


Leng-Peschlow, 1987 ).

3.2. In vitro e in vivo em ensaios

O presente estudo foi desenhado para investigar a actividade antioxidante de B. trimera.

A peroxidação lipídica em fígado de rato foi induzida com ferro (10 μ M) e


O nitroprussiato de sódio (5 μ M) e o efeito antioxidante de B. trimera
Determinou-se o extrato. Houve uma correlação estatisticamente signi fi aumento de escala na
formação de TBARS em sulfato ferroso (81%) e SNP (79%) de homogenado de fígado induzida em
comparação com a da base ou normal ( Figura 2 uma). No entanto, o tratamento com B. trimera provocaram
uma inibição dependente da concentração da produção de TBARS e trouxe os valores próximos do
nível basal ( Figura 2 uma). Figura 2 b mostra a interacção (inibição) do extracto vegetal com Fe (II) - e
SNP induzida por peroxidação de lípidos no cérebro de rato. Os resultados revelaram que a
incubação do tecido cerebral, na presen de 10 μ M Fe (II) e 5 μ H SNP causou 80% e 75,5% de
aumento na peroxidação de lípidos que foi signi fi cativamente reduzido pelo tratamento com extracto.
fosfolípidos de gema de ovo foram submetidos a peroxidação não-enzimática rápida quando
incubados na presença de sulfato ferroso e SNP ( Figura 2 c). A exposição de fosfolípido para ferro de
engomar (10 μ M) e nitroprussiato de sódio (5 μ H) elevado a peroxidação lipídica em 76% e 71%
respectivamente. O tratamento com o extracto aquoso signi fi cativamente reduzido peroxidação
lipídica em fosfolípido de um modo dependente da concentração próximo para valores basais ( Figura
2 c). Herewe ter utilizado agentes pró-oxidantes que induzem a peroxidação lipídica através de
mecanismos diferentes. ferro livre pode causar neurotoxicidade ( Bostanci e Bagirici de 2008 ) Através
da estimulação da reacção de Fenton ( Fraga e Oteiza de 2002 ). O aumento da peroxidação de
lípidos na presença de Fe (II) pode ser atribuído ao facto de que o Fe (II) pode catalisar reacções de
transferência de um electrão que geram ROS, como a OH reactivo o o qual é formado a partir de H 2 O 2
através da reacção de Fenton. O ferro também resulta em decomposição de peróxidos lipídicos,
peroxilo e alcoxilo gerando radicais, o que favorece a propagação de oxidação de lípidos ( Zago et al.,
2000 ). Sodiumnitroprusside é uma droga anti-hipertensiva que actua por relaxação do músculo liso
vascular; consequentemente dilata as artérias periféricas e veias. No entanto, estudos anteriores
demonstraram que a foto degradação do SNP em última análise, produz NO, [(NC) 5 - Fe] 3+ e [(NC) 4 - Fe]
2+ (espécies Bates et al., 1990 ). O óxido nítrico é uma molécula que é considerada como um
mensageiro neuronal universal no sistema nervoso central e está envolvido na patofisiologia de
distúrbios tais como a doença de Alzheimer e de Parkinson, acidente vascular cerebral, trauma e
convulsões, etc. ( Bolanos e Almeida, 1990 ). As protecções oferecidas pelo extracto aquoso em
fígado de rato e cérebro, bem como em homogeneizados de fosfolípidos con fi rms a actividade
antioxidante do extracto e indica a sua utilização terapêutica nas toxicidades acidentais resultantes
da potencial sobrecarga de ferro e de SNP. Com efeito, as diferentes actividades antioxidantes dos
extractos de plantas pode indicar que eles foram agindo através mecanismo distinto. Embora isto
possa ser o caso, extractos de plantas pode ser a inibição de uma comum fi nal (ou a jusante) da via
em ácidos gordos poli-insaturados peroxidação. Assim, não se pode excluir que um único Figura 2. O efeito inibidor do extracto aquoso de B. trimera sobre sulfato ferroso e nitroprussiato de sódio (SNP) a

mecanismo está envolvido na anti-oxidante de extracto testado. O extrato de B. trimera contém rutina peroxidação lipídica induzida. produção de TBARS foi induzida com 10 μ M Fe (II) e 5 μ H SNP em tecidos e fosfolipido
para 60 min (controlo). (A) efeito inibidor de B. trimera sobre sulfato ferroso e nitroprussiato de sódio (SNP) induziu a
e quercetina, que são bem conhecidos fl avonoids e a diminuição observada da peroxidação lipídica
peroxidação lipídica no fígado de rato (b) efeito inibidor de B. trimera sobre sulfato ferroso e nitroprussiato de sódio
aqui pode, devido a estes fl avonoids ( Pereira et al., 2003 ).
(SNP) a peroxidação lipídica induzida no cérebro de rato (c) efeito inibidor de B. trimera sobre sulfato ferroso e
nitroprussiato de sódio (SNP) induziu a peroxidação lipídica em homogenatos de fosfolípidos. Basal indica tecido sem
o pró-oxidantes. Controlo inclui tecido com os pró-oxidantes (de Fe e SNP). Os valores representam os meios de três
experiências separadas em duplicado ± DP. valores em fi figuras que compartilham letras diferentes são signi fi cativamente
( p b 0,05) diferentes umas das outras por DMRT.

A actividade de eliminação de radicais do extracto foi testada contra dois importantes em


modelos in vitro de radicais livres nomeadamente radicais DPPH e hidroxilo ( A Fig. 3 ). O
2,2-difenil-1-picrilhidrazil (DPPH) possui
322 SM Sabir et al. / Sul Africano Journal of Botany 113 (2017) 318 - 323

Fig. 4. capacidade quelante do ferro do extracto avaliado por reacção com 1,10-fenantrolina. Os valores são média ± SD (n
= 3), as barras com letras diferentes são signi fi cativamente diferentes uns dos outros por DMRT.

através da formação de um complexo com Fe, evitando assim a iniciação da peroxidação lipídica.

Além disso, o poder redutor dos extraíveis de fitoquímicos B. Trimera expresso como equivalente
de ácido ascórbico (AAE) é apresentado em A Fig. 5 . A actividade antioxidante total do extracto
(equivalente a ácido ascórbico) foi encontrado para ser 119 ± 2,5 μ g / ml, a concentração máxima
(100 μ g / ml) e foi aumentado com as concentrações crescentes de extracto ( A Fig. 5 ). Allhorn et al.
(2005) relataram que o reducingproperty pode ser um novo mecanismo de defesa antioxidante,
devido à capacidade do composto antioxidante para reduzir metais de transição. Portanto, quanto
maior for a redução de capacidade B. Trimera extrato pode ter contribuído para o efeito protetor mais
elevada observada.

Os resultados das actividades antioxidante in vivo são mostradas na mesa 2 . Isto é

indicaram que o extracto aquoso possuem actividade antioxidante, que reduziu a peroxidação
lipídica, aumentou a actividade da catalase e aumentado os níveis de ácido ascórbico no fígado de
Fig. 3. actividades de eliminação de radicais livres e antioxidantes de extracto aquoso de
B. trimera ( a) A actividade de eliminação de radicais DPPH do extracto e o ácido ascórbico. AA, ácido ascórbico ratos. Também foi observado um aumento na intracelular antioxidante baseado tiol GSH (glutationa
padrão a uma concentração de 30 μ g / ml. (B). eliminadora de radical hidroxilo gerado pela reacção de Fe (II) + H 2 O 2 no reduzida). GSH serve para desintoxicar os radicais prejudiciais quer por varrimento los directamente
ensaio de degradação de desoxirribose. Os valores são média ± SD (n = 3), as barras com letras diferentes são signi fi cativamente
ou, actuando como um substrato co na glutationa peroxidase (GPx) redução catalisada por de
diferentes uns dos outros por DMRT.
peróxido de hidrogénio e peróxidos de lípidos. Por conseguinte, após a administração in vivo, o
extracto de B. trimera tinha um padrão complexo antioxidante muito do que a observada in vitro. Além
de quelantes de ferro e potencialmente interagindo com os radicais hidroxilo, o fl componentes de
sido amplamente utilizado para testar a capacidade de eliminação de radicais livres de vários avonoid B. trimera Pode activar elementos responsivos antioxidantes (ARE) ou o elemento
produtos naturais e foi aceite como um composto modelo para os radicais livres originários de lípidos electrophileresponsive (EpRE), que por sua vez, aumentar o antioxidante
( Hatano et al., 1989; Yasuda et al., 2000 ). O papel do anantioxidant é remover os radicais livres. O
extracto aquoso apresentaram maior ef fi deficiência na eliminação de radical DPPH com uma IC 50 valor
de 415 ± 12,1 μ g / ml whichwas menos em comparação com o ácido ascórbico referência (IC 50 = 28,4
± 1,25 μ g / ml) ( A Fig. 3 uma). O efeito do extracto aquoso em Fe (II) danos desoxirribose dependente
é mostrado na A Fig. 3 b. Os resultados revelaram que o extracto foi capaz de reduzir a desoxirribose
(um constituinte importante do ADN) danos em todas as concentrações, pelo menos, pela sua
capacidade de quelar ironwhichwas maior do que 50% na concentração de extracto de 100 μ g / ml ( A
Fig. 3 ). Eliminadora de radical hidroxilo é uma actividade antioxidante importante por causa da muito
elevada reactividade do radical hidroxilo que permite que ele reaja com uma ampla gama de
biomoléculas, tais como açúcares, aminoácidos, lípidos andnucleotides. A capacidade do B. trimera extrair
para extinguir o radical hidroxilo gerado no ensaio desoxirribose pode ser directamente relacionada
com a prevenção e propagação do processo de peroxidação lipídica pela eliminação das espécies de
oxigénio activas, assim, reduzir a velocidade de reacção em cadeia de, pelo menos, em parte por
quelantes e desactivando os iões de ferro. O extratos vegetais, também quelar Fe 2+ ( A Fig. 4 ). Este
resultado, no entanto, está de acordo com a Fe 2 + -

peroxidação lipídica induzida ( Figura 1 ), O conteúdo fenólico ( tabela 1 ), E actividade antioxidante dos
extractos, sugerindo que o Fe quelante pode ser um dos mecanismos possíveis através dos quais
Fig. 5. atividade antioxidante total de B. trimera folhas medido por ensaio fosfomolibdênio. Os valores são média ± SD
fitoquímicos antioxidantes a partir de folhas de B. Trimera evitar a peroxidação de lípidos no tecido (n = 3), todas as concentrações testadas são signi fi cativamente diferentes uns dos outros por DMRT.
SM Sabir et al. / Sul Africano Journal of Botany 113 (2017) 318 - 323 323

mesa 2
Em actividades antioxidantes in vivo de extracto de água quente de Baccharis trimera ( BT) em ratinhos fígado.

grupos Tratamentos (mg / kg) TBARS (nmole / g-tecido) CAT (UI / mg de tecido ·) NPSH ( μ mol / g de tecido · Vitamina C ( μ g / g-tecido)

Ao controle Água destilada 455 ± 5,1 uma 0,20 ± 0,02 uma 61,9 ± 7,1 uma 0,51 ± 0,04 uma
BT 100 mg / kg 425 ± 4,5 b 0,31 ± 0,04 uma 71,2 ± 4,5 b 0,65 ± 0,02 b
BT 250 mg / kg 380 ± 7,2 c 0,51 ± 0,02 b 85 ± 6,5 c 0,81 ± 0,08 c

Os valores representam as médias ± DP (n = 5). valores em fi figuras que compartilham letras diferentes são signi fi cativamente ( p b 0,05) diferentes umas das outras por DMRT.

Jollow, DJ, Mitchell, JR, Zampaglione, N., Gillette, JR de 1974. Bromobenzeno fígado induzida
capacidade de diferentes tipos de células ( Tanigawa et al., 2007; Kim et al, 2017.; Qiu et al., 2017 ).
necrose: papel protector de glutationa e evidência de óxido de benzeno 3,4 bromo como intermediário hepatotóxico. Pharmacology 11,
151 - 169.
Kim, KM, Im, AR, Lee, S., Chae, S., 2017. efeitos protetores duais de fl avonoids de Petasites
japonicus contra a apoptose induzida por UVB mediada através de HSF-1 As proteínas de choque de calor activadas e activadas
4. Conclusões
Nrf2-heme oxigenase-1 percursos. Biológica e Farmacêutica Boletim 40, 765 - 773.

Kosalec, I., Bakmaz, M., Pepeliniak, S., Vladimir-Knezevic, S. de 2004. análise quantitativa do
Em conclusão, o extracto aquoso de B. trimera possuem propriedades anti-lipídica de
fl avonoids em própolis bruta do norte da Croácia. Acta Pharmaceutica 54, 65 - 72.
eliminação de radicais livres e peroxidação activitieswhichmay ser associatedwith sua utilização Lívero, FA, Acco, A. de 2016. base molecular da doença de fígado gordo alcoólico: a partir de incidência
highmedicinal como um alimento funcional e eficácia no tratamento de diferentes doenças entre as tratamento. Hepatology Research 46, 111 - 123.
Lívero, FA, Martins, GG, Queiroz, JE, Beltrame, OC, Petris, SM, Cavicchiolo, CR, Oude, RP,
quais a doença hepática é mais importante. As actividades observadas contra eliminadoras de
Acco, A. de 2016. extrato hidroetanólico de Baccharis trimera melhora a doença de fígado gordo alcoólico em ratinhos. Interacção
radicais DPPH e hidroxilo, nele assim como as actividades de protecção contra a peroxidação Chemical Biology 260, 22 - 32.

lipídica, levam-nos a propor B. trimera folha como uma fonte natural promissora de antioxidantes Michele, LD, Stela, MKR, Mara, RR de 2007. Plantas popularmente usado para perder peso fins
em Porto Alegre, sul do Brasil. Journal of Ethnopharmacology 109, 60 - 71.
adequados para aplicação em alimentos e produtos farmacêuticos
Natelson, S., 1963. determinação rotina de ácido ascórbico (com hidrazina nitrofenil).
Em: Natelson, S. (Ed.), Microtécnicas de Química Clínica. Primavera fi eld, Illinois, p. 121.
Oboh, G., Puntel, RL, Rocha, JBT de 2007. Pimenta quente ( Capsicum annuum, Tepin e pimento
fi campos e na prevenção de doenças mediadas por radicais-livres.
chinês, Habanero) impede Fe 2+ peroxidação lipídica induzida no cérebro in vitro. Food Chemistry 102, 178 - 185.

Agradecimentos Ohkawa, H., Ohishi, N., Yagi, K. de 1997. Ensaio para os peróxidos lipídicos tecidos inanimal por tiobarbitúrico
reacção ácido. Analytical Biochemistry 95, 351 - 358.
Oliveira, ACP, Endringer, DC, Amorim, LAS, Brandão, MGL, Coelho, MM de 2005. Efeito do
SM Sabir graças CNPq e TWAS para o doutoramento. JBTR é o destinatário de uma bolsa de extractos e fracções de Baccharis trimera e Syzygium cumini sobre a glicemia de ratos diabéticos e não diabéticos. Journal of

pesquisa do CNPq e reconhece a Ethnopharmacology 102, 465 - 469.


Pádua, BC, Silva, LD, Júnior, JVR, Humberto, JL, Chaves, MM, Silva, ME, Pedrosa, ML, Costa,
fi apoio financeiro da FINEP “ Rede Instituto Brasileiro de Neurociencia (IBNNet) ”# 01.06.084200,
DC de 2010. Propriedades antioxidantes do Baccharis trimera nos neutrófilos de ratos Fisher. Journal of Ethnopharmacology 129, 381 - 386.
CNPq, CAPES / SAUX / PROAP, Fundação VITAE e FAPERGS (01.06.084200).
Pádua, BP, Rossoni Junior, JV, de Brito Magalhães, CL, Seiberf, JB, Araujo, CM, Bianco de
Souza, GH, Chaves, MM, Silva, ME, Pedrosa, ML, Costa, DC, 2013. Baccharis trimera
melhora o sistema de defesa antioxidante e inibe a expressão de iNOS e da NADPH-oxidase num modelo de rato de em fl amação.

Referências Pharmaceutical atual Biotechnology 14, 975 - 984.


Pereira, AL, Cesquini, M., Tominzawa, E., Torsoni, MA, Ogo, SH, 2003. o bene fi cial de efeito

Aebi, HE, Bergmyer, HO de 1983. Catalase Métodos de Enzimologia. Academic Press, Nova Iorque, p. 2. três fl avonols contra danos oxidativos. Journal of Food Biochemistry 27, 141 - 152.

Allhorn, M., Klapyta, A., Åkerström, B. de 2005. propriedades redox da lipocalina α 1-microglobulina: Prieto, P., Pineda, M., Aguilar, M., 1999. quantificação espectrofotométrica de capacidade antioxidante

redução de citocromo C, hemoglobina e de ferro livre. Free Radical Biology andMedicine 38 (5), 557 - 567. através da formação de um complexo fosfomolibdênio: especi fi c aplicação para a determinação de vitamina E. Analytical Biochemistry
269, 337 - 341.

Ames, BN, Shigenaga, MK, Hagen, TM de 1997. Oxidantes, anti-oxidantes e a degenerativa Puntel, RL, Nogueira, CW, Rocha, JBT de 2005. Krebs intermediários do ciclo modular

doenças do envelhecimento. Proceedings of the National Academy of Sciences 90, 7915 - 7922. ácido tiobarbitúrico espécies reactivas (TBARS) produção em cérebro de rato em vitro. Neurochemical Research 30, 225 - 235.

Bates, JN, Baker, MT, Guerra, R., Harrison, DG, 1990. geração de óxido nítrico a partir de nitroprus-
lado por tecido vascular. Biochemical Pharmacology 42, S157 - S165. Qiu, Y, Ai, PF, Song, JJ, Liu, C., Li, ZW, 2017. Total fl extrato avonoid de Abelmoschus manihot

Bolanos, J. Almeida, A., 1990. Funções de óxido nítrico no cérebro hipoxia-isquemia. Biochimica et (L.) medic fl ores atenua D- galactose induzida por stress oxidativo no fígado do rato através da via Nrf2. Journal of Medicinal Food 20,

Biophysica Acta 1411, 415 - 436. 557 - 567.

Bostanci, MO, Bagirici, F., 2008. Efeito neuroprotector de ami-no noguanidine induzida ferro- Robert, S., Les eu AW, J., S eu awomir, P., Teresa, F., 2008. actividade antioxidante fenólico e compo-

neurotoxicidade. Brain Research Bulletin 76, 57 - 62. ção de méis de ervas. Food Chemistry 113, 568 - 574.

De Araújo, GR, Rabelo, ACS, Meira, JS, Rossoni-Júnior, JV, de Castro-Borges, W., Guerra- Simões, OCM, Mentz, LA, Schenkel, PE, Irgang, BE, Stehmann, JR, 1998. Plantas da medicina

Sá, R., Batista, MA, Silveira-Lemos, D., Souza, GHB, Brandão, GC, Chaves, MM, Costa, populares no Rio Grande do Sul. UFRGS, Porto Alegre, p. 173.

DC de 2016. Baccharis trimera inibe a produção de espécies reactivas de oxigénio através de PKC e a sub-regulação de fosforilao de Singleton, VL, Orthofer, R., Lamuela-Raventos, RM, 1999. Análise de fenóis totais e

p47phox da NADPH-oxidase nas culas SK Hep-1. Experimental Biology and Medicine 242, 333 - 343. outros substratos de oxidação e antioxidantes, por meio de reagente de Folin-Ciocalteu. Methods in Enzymology 299, 152 - 178.

Dominiak, A., Wilkaniec, A., Wroczy ń esqui, P., J ES ko, H., 2016. efeitos protetores do Selol contra Soicke, H., Comp-Peschlow, E., 1987. caracterização de fl avonoids de Baccharis trimera e

O nitroprussiato de sódio-morte celular induzida por stress oxidativo e em células PC12. Pesquisa neuroquímico 41, 3215 - 3226. suas propriedades antihepatotoxic. Planta Medica 53, 37 - 39.
Tanigawa, S., Fujii, M., Hou, DX de 2007. Acção de Nrf2 e Keap1 em NQO1 ARE-mediada

Ferreira, MC, Zucki, F., Duarte, JL, Iano, FG, Ximenes, VF, Buzalaf, MA, Oliveira, RC, 2017. expressão por quercetina. Free Radical Biology and Medicine 42, 1690 - 1703.

Dentro fl uência de ferro na modulação do sistema antioxidante em cérebros de ratos expostos ao chumbo. Environmental Toxicology Terwel, D., Nieland, LJ, Schutte, B., Reutelingsperger, CP, Ramaekers, o FC, Steinbusch, HW,

32, 813 - 822. 2000. S-nitroso-N-acetylpenicillamine e nitroprussiato de induzir apoptose numa linha celular neuronal pela produção de diferentes

Finkel, T., Holbrook, NJ, 2000. Oxidantes, estresse oxidativo e a biologia do envelhecimento. Nature 408, moléculas reactivas. European Journal of Pharmacology 400, 19 - 33.

239 - 247.
Fraga, CG, Oteiza, PI de 2002. toxicidade de ferro e nutrientes antioxidantes. Toxicology 80, 23 - 32. Wrobel, M., Goralska, J., Jurkowska, H., supra, P., 2017. Efeito semelhante de nitroprussiato de sódio e

Halliwell, B., Gutteridge, JMC, 1999. Radicais Livres em biologia e medicina. 3a ed. Oxford ácido acetilsalicílico em antioxidante melhoria do sistema inmouse fígado, mas não no cérebro. Biochimie 135, 181 - 185.

University Press, Oxford.


Hatano, T., Kagawa, H., Yasuhara, T., Okuda, T., 1988. dois novos fl avonoids e outros constituintes Yamaguchi, F., Ariga, T., Yoshimira, Y., Nakazawa, H., 2000. Antioxidante e antiglycation

na raiz de alcaçuz; a sua adstringência relativa e efeitos de eliminação de radicais. Chemical and Pharmaceutical Bulletin 36, 2090 - 2097. de carcinol de indica Garcinia casca do fruto. Journal of Agricultural and Food Chemistry 48, 180 - 185.

Hatano, T., Edmatsu, R., Hiramatsu, M., Mori, A., Fujita, Y., Yasuhara, T., Yoshida, T., Okuda, T., Yasuda, T. Inaba, R., Ohmori, M., Endo, T., Kubo, S., Ohsawa, K., 2000. metabólitos urinários de

1989. Efeitos da interacção de taninos com substâncias coexistentes. efeito VI de taninos e polifens relacionados sobre os radicais ani ácido gálico em ratos e o seu efeito na eliminação de radicais DPPH. Journal of Natural Products

superido e em DPPH. Chemical and Pharmaceutical Bulletin 37, 2016 - 2021. 63, 1444 - 1446.
Zago, MP, Verstraeten, SV, Oteiza, PI de 2000. Zinco na prevenção de Fe 2+ lipídica e iniciado

Hertog, MGL, Hollman, PCH, Van, PB, 1993. Conteúdo de potencialmente anticarcinogenic oxidação de proteínas. Biological Research 33, 143 - 150.

fl avonoids de infusões de chá, vinhos e sucos de frutas. Journal of Agricultural e FoodChemistry


41, 1242 - 1246.