Anda di halaman 1dari 63

1

PRIMEIRO DIA MANHÃ

MEU Eterno Pai, seja, hoje, o meu primeiro pensamento, acerca de ti; e o
meu primeiro impulso, adorar-te. Minha primeira palavra seja o teu nome, e
meu primeiro ato, ajoelhar-me diante de ti, em oração.
Eu te louvo e te adoro, ó Senhor:
Por tua sabedoria perfeita e tua perfeita bondade;
Pelo amor com que amas a humanidade;
Pelo amor com que me amas;
Pelas grandes e misteriosas oportunidades da minha vida;
Pela morada do teu Espírito no meu coração;
Por todos os dons do teu Espírito.
Ao concluir minha primeira oração, não me permitas, Senhor, pensar que
meu culto terminou, e venha eu a passar o dia esquecido de ti. Pelo
contrário, concede que destes momentos de quietude surjam luz, alegria e
poder, que fiquem em mim através de todas as horas do dia;
Guardando-me puro no pensar;
Moderado e verdadeiro no falar;
Fiel e diligente no trabalho;
Humilde na apreciação de mim mesmo;
Nobre e generoso no trato com outros;
Leal a cada lembrança sagrada do passado;
Ciente do meu destino eterno como filho teu.
Tu, ó Deus, que tens sido o Refúgio dos meus antepassados através de
tantas gerações, sê meu Refúgio hoje, em todo o tempo e em qualquer
necessidade. Sê meu Guia através de todas as dúvidas e incertezas. Sê
meu Protetor contra tudo o que ameaça o bem-estar do meu espírito. Sê
minha Força na hora das provações. Alegra-me o coração com a tua paz.
Por Jesus Cristo, meu Senhor.
Amém.
2

PRIMEIRO DIA NOITE

Ó SENHOR que és de eternidade a eternidade, desejo voltar para ti o meu


pensamento, enquanto chegam as horas de escuridão e de sono. Ó Sol da
minha alma, regozijo-me em saber que, durante a noite, estarei sob a
vigilância constante de alguém que habita em eterna luz. Ao teu cuidado, ó
Pai, quero agora entregar meu corpo e minha alma. O dia todo me
guardaste, tua companhia encheu o meu coração de paz. Concede que,
nesta noite, nenhum momento eu passe sem tua companhia.
Dá-me sono recuperador e sadio;
Dá-me livramento de todos os perigos;
Dá-me ausência de sonhos agitados;
Dá-me domínio sobre meus pensamentos, se tiver insônia;
Dá-me sabedoria para lembrar que a noite foi feita para dormir, e
não para abrigar pensamentos ansiosos, irritados e indignos.
Dá-me a graça de, enquanto eu estiver deitado, se pensar, que eu
pense em ti.
"Como de banha e de gordura, farta-se a minha alma; e, com júbilo nos
lábios, a minha boca te louva, no meu leito, quando de ti me recordo, e em
ti medito, durante a vigília da noite".
Ao teu cuidado também, ó Pai, desejo entregar meus amigos, implorando-te
que os guardes salvos na alma e no corpo, e manifestes aos seus corações,
esta noite, o teu Espírito de poder, de alegria e de descanso. Eu oro por
________, e ______, e _______; eu oro também pelo círculo mais amplo
de todas as minhas relações, pelos companheiros de trabalho, pelos
conterrâneos, pelos desconhecidos que visitam a nossa cidade, e pela
multidão de pessoas lá fora, para mim estranhas e ignoradas, no entanto
amadas por ti; em nome de Cristo Jesus, o Senhor de todos nós.
Amém.
3

SEGUNDO DIA MANHÃ

Ó DEUS, meu Criador e Redentor, não posso iniciar o dia de hoje se me não
acompanhares com tua bênção. Não permitas que o vigor e a beleza desta
manhã, ou a sensação de boa saúde, ou a prosperidade atual de meus
empreendimentos, me levem a uma falsa confiança na minha própria força.
Todas estas boas dádivas me vieram de ti. Elas são tuas para me dares e
também tuas para as retirares de mim. Não são minhas para guardá-las. Eu
as possuo apenas como mordomo; e somente na contínua dependência de
ti, ó Doador, elas podem ser dignamente gozadas.
Concede, então, que devolva à tua mão tudo aquilo que me tens dado,
rededicando eu, ao teu serviço, todos os poderes da mente e do corpo,
todos os meus bens materiais, toda minha influência sobre outros homens.
Tudo isto, ó Pai, é teu para usares como queres.
Tudo isto é teu, ó Cristo. Tudo isto é teu, ó Espírito Santo.
Fala nas minhas palavras hoje, pensa nos meus pensamentos e trabalha em
todas as minhas atividades. E já que é de tua graciosa vontade fazer uso
mesmo de tão fracos instrumentos para a realização do teu grande
propósito com relação ao mundo, concede que minha vida hoje seja o
canal, por onde alguma pequena porção de teu amor divino e da tua
compaixão possa alcançar as vidas daqueles que estão mais perto da minha
vida.
Na tua presença solene, ó Deus, eu me lembro de todos os meus amigos,
vizinhos, conterrâneos e especialmente dos pobres de nossa cidade,
suplicando-te que me concedas graça para servi-los em teu nome, tanto
quanto me for possível. Ó bendito Jesus, que usaste tua própria vida tão
preciosa para a redenção dos homens, não pensando sequer no conforto, ou
prazer ou riquezas do mundo, antes preenchendo todas as tuas horas e dias
com atos de amor abnegado, dá-me graça, hoje para seguir o caminho que
palmilhaste primeiro; e ao teu nome seja toda a glória e louvor.
Amém.
4

SEGUNDO DIA NOITE

Ó PAI do céu, tu formaste meus membros para servir-te e minha alma para
seguir-te integralmente. Com tristeza e contrição de coração confesso-te as
faltas e os fracassos deste dia que agora finda. Ó Pai, tenho tentado
grandemente a tua paciência e traído demasiadamente a confiança sagrada
que depositas em mim; todavia ainda estás disposto a que a ti eu venha,
em humildade de coração, como o faço agora rogando-te que ocultes
minhas transgressões no mar do teu amor infinito.
Ó Senhor, perdoa-me o fracasso de não ser verdadeiro e leal aos
meus próprios ideais;
A ilusão que sinto em face da tentação; o deixar-me enganar pela
tentação.
A escolha do pior quando sei o que é o melhor;
Ó Senhor, perdoa-me o fracasso de não aplicar a mim mesmo os
padrões de conduta que exijo dos outros;
A cegueira quanto ao sofrimento dos outros e a displicência em
aprender pelo meu próprio sofrimento;
A indiferença que sinto em relação às injustiças que não me atingem;
A sensibilidade exagerada contra as injustiças que me atingem;
A displicência em ver a bondade dos meus companheiros e em ver a
minha própria maldade;
Minha dureza de coração para com as faltas dos vizinhos e a
prontidão com que procuro justificativas para as minhas faltas;
Minha indisposição em crer que me chamaste para um pequeno
trabalho, ao passo para um grande trabalho;
"Cria em mim, Ó Deus, um coração puro, e renova dentro em mim
um espírito inabalável. Não me repulses da tua presença, nem me retires o
teu Santo Espírito. Restitui-me a alegria da tua salvação, e sustenta-me
com um espírito voluntário".
5

TERCEIRO DIA MANHÃ

SENHOR da minha vida, cuja lei quero guardar, cuja companhia quero gozar
e em cujo serviço quero ser leal, ajoelho-me diante de ti enquanto me
envias para o trabalho de um novo dia.
Por este dia, humildemente te dou graças:
por sua alegria e esplendor;
por suas longas horas que trarão oportunidade para um trabalho feliz
e útil através de portas abertas a possibilidades;
por sua esperança de novos começos.
Aviva em meu coração, eu te suplico, o desejo de aproveitar ricamente a
oportunidade deste dia. Não permitas que eu seja infiel a qualquer
promessa de ontem, ou deixe, sem reparo, um erro sequer de ontem. Não
consintas que, vendo eu meu próximo em desespero, passe de largo; nem
que eu deixe uma grande responsabilidade sem tentar executá-la, ou algum
mau hábito sem tentar combatê-lo.
Onde um ato meu possa ajudar a tornar este mundo um lugar melhor para
os homens viverem, onde uma palavra minha possa alegrar um coração
desesperado ou fortalecer uma vontade fraca, onde uma oração minha
possa servir para a extensão do Reino de Cristo, Senhor deixa-me agir,
falar e orar.
Neste dia, ó Senhor:
faze-me cortês;
dá-me mansidão de conduta, com decisão de caráter;
dá-me longanimidade;
caridade;
pureza;
sinceridade no falar;
diligência nas tarefas que me foram designadas.
Ó Deus que, na plenitude do tempo mandaste nosso Senhor e Salvador
Jesus Cristo para iluminar nossos corações com o conhecimento do teu
amor, concede-me a graça de ser digno do seu nome.
Amém.
6

TERCEIRO DIA NOITE

Ó SENHOR, és infinitamente sábio e santo. Em sabedoria, em poder e terna


misericórdia, tu me criaste à tua própria imagem. Deste-me esta vida para,
viver, e me determinaste o destino e os limites da minha habitação. Tens-
me cercado de influências graciosas e benéficas, e no meu coração
escreveste a tua lei.
Lá no recesso do meu coração, tu agora estás esperando encontrar-me para
falar comigo, oferecendo-me generosamente tua companhia, não obstante
todo o meu pecado. Deixa-me agora aproveitar este caminho que se abre
para a paz de minha mente. Deixa-me chegar humilde e reverente à tua
presença. Deixa-me levar comigo o espírito do meu Senhor e Mestre Jesus
Cristo. Que eu abandone toda a irritação, todos os desejos indignos, todos
os pensamentos maliciosos para com o meu próximo, e toda a hesitação em
submeter minha vontade à tua.
Na tua vontade, ó Senhor, está a minha paz.
No teu amor está o meu descanso.
No teu serviço, a minha alegria.
Tu és tudo o que meu coração deseja.
Quem mais tenho eu no céu?
Não há outro em quem eu me comprazo na terra.
Na tua presença, ó Deus, penso não só, em mim mesmo, mas nos outros,
no meu próximo. Dentre os meus amigos, especialmente, eu penso em
_______ e em_______.
Penso naqueles que hoje estiveram comigo no trabalho ou nas diversões;
nos que estão tristes;
nos que estão levando as cargas dos outros;
nos que estão servindo em postos difíceis ou em campos longínquos
do teu reino.
Ó Deus e Pai, fica perto de todos esta noite e graciosamente guarda nossas
almas. Ouve minha oração, por amor de Jesus Cristo.
Amém.
7

QUARTO DIA MANHÃ

TODO Poderoso e Eterno Deus, oculto estás da minha vista. Estás além da
minha compreensão, teus pensamentos não são os meus pensamentos, e
inescrutáveis são os teus conselhos;
sopraste na minha vida o teu Espírito,
tomaste minha mente para buscar-te,
inclinaste meu coração para amar-te,
fizeste-me inquieto por descansar em ti,
despertaste em mim tal fome e sêde de ti, que me sinto insatisfeito
com todas as alegrias da terra.
Senhor Deus, louvo e magnifico teu nome porque te apossaste de mim, no
mais intimo do meu ser e não me abandonaste ao meu pobre e mesquinho
eu, ou ao completo domínio das paixões e desejos da carne, antes
chamaste-me para ser herdeiro do teu reino eterno. Bendigo-te por bateres
à porta do meu coração, avisando-me que a tua presença me espera.
Bendigo-te por estar a tua mão sobre minha vida, e pelo conhecimento
certo de que, embora eu vacile e fracasse, ainda assim, debaixo de mim
estão teus braços eternos.
Senhor, só tu conheces o que me espera neste dia. Concede que cada hora
Dele eu permaneça perto de ti. Que eu esteja no mundo sem, contudo, a
ele pertencer. Que eu possa usar este mundo, sem Dele abusar. Se eu vier
a comprar algo, que seja como se nada possuísse. Se eu nada tiver, que
seja como se possuísse tudo. Que eu não inicie qualquer empreendimento
que esteja em desacordo com tua vontade para minha vida, nem me retraia
de qualquer sacrifício que tua vontade possa exigir de mim. Sugere, dirige,
controla cada atividade de minha mente. Pelo amor de Cristo, meu Senhor.
Amém.
8

QUARTO DIA NOITE

Ó DEUS diante de teus olhos os corações humanos se desnudam e se


abrem. Proíbe que eu procure ocultar de ti qualquer coisa que tenha feito,
pensado ou imaginado durante este dia. O que deve ser oculto do
conhecimento dos outros, concede que agora eu confesse abertamente na
tua presença. Que nenhum sentimento de falsa vergonha me impeça de
confessar o que não me envergonhei de praticar.
Senhor, tuas ternas misericórdias estão sobre as tuas obras! Humilde e
tristemente eu anseio pelo perdão dos pecados deste dia:
perdoa-me cada pensamento destrutivo e impuro que abriguei na
mente;
cada palavra proferida com ímpeto ou paixão;
cada fracasso no domínio próprio;
perdoa-me cada ato ou exemplo que se torne pedra de tropeço de
outrem;
cada oportunidade perdida;
cada bênção ingratamente recebida;
perdoa-me os pés displicentes, a vontade tardia.
perdoa-me o pecado de______, o pecado de ______.
E concede que dia após dia, o teu Espírito possa mais e mais governar meu
coração, dando-me vitória sobre estes e tantos outros hábitos pecaminosos.
À tua amorável proteção, ó Pai santo, entrego todos os que me são
queridos, especialmente ________ e _______.
Abençoa todos aqueles entre os quais eu vivo e concede-lhes a felicidade de
sentir a tua realidade e poder. Sê com todos aqueles que hoje estão em
qualquer perigo ou aflição. Sê presente em cada coração dorido, em cada
lar ferido, ao lado de cada leito de dor, dando a todos a bênção da tua paz.
Amém.
9

QUINTO DIA MANHÃ

DEUS de meus antepassados, a ti clamo. Tu tens sido o refúgio de homens


bons e sábios em cada geração. A história começou quando criaste o
homem à tua imagem e semelhança, e o teu Espírito lhe iluminou a mente.
Através dos séculos tens sido o Senhor e doador da vida, a origem de todo
o conhecimento, a fonte de toda a bondade.
Os patriarcas confiaram em ti e não foram confundidos.
Os profetas te buscaram e lhes puseste nos lábios a tua palavra.
Os salmistas regozijaram-se em ti e os encheste do teu Santo
Espírito.
Os mártires clamaram a ti e estiveste com eles no meio das chamas;
Clamou Este aflito, e o Senhor o ouviu e o livrou de todas as suas
tribulações.
Ó Senhor que eras, que és e que hás de vir, agradeço-te este caminho
cristão por onde ando, o qual não é mais desconhecido e inexplorado, pois
já o palmilharam os santos, os apóstolos e mártires. Agradeço-te os avisos
desta estrada e os sinais de perigo que nela se apresentam em cada curva,
os quais posso reconhecer através do estudo da Bíblia, da história e de toda
a grande literatura do mundo. Humilde e fervoroso te dou graças,
especialmente pelo grande dom de, Jesus Cristo, o Pioneiro da nossa fé.
Louvo-te porque me destinaste a nascer numa época e numa terra que tem
conhecido o seu nome, e porque não enfrento qualquer tentação ou
tribulação que Ele não tivesse enfrentado primeiro.
Concede, Santo Senhor, que eu aproveite estas grandes lembranças dos
séculos passados, e assim entre na gloriosa herança que tens preparado
para mim. Pelo amor de Jesus Cristo, meu Senhor.
Amém.
10

QUINTO DIA NOITE

TODO Poderoso Deus, nesta hora de quietude, procuro ter comunhão


contigo. Agora me liberto das contrariedades e agitações das atividades
deste dia, dos ruídos dissonantes do mundo, dos elogios e das acusações
dos homens, dos pensamentos confusos e da imaginação vã do meu próprio
coração e busco a quietude da tua presença. Em tranquilidade de coração e
à clara luz da tua eternidade quero agora pensar no padrão que minha vida
está traçando.
Que eu sinta agora, ó Deus, mais intensamente, o teu poder e a tua glória
de modo que eu possa ver todas as coisas terrenas na sua verdadeira
dimensão.
Não seja eu ignorante deste grande fato: que um dia para ti é como mil
anos e mil anos como um dia.
Dá-me, agora, Senhor, tal entendimento da tua perfeita santidade que
desapareça de mim todo o orgulho das minhas próprias realizações.
Concede-me, agora, uma visão tal de tua beleza eterna que eu fique
insatisfeito com as belezas fugazes deste mundo.
Embora terra e homem passem, e sol e universo cessem, e tu apenas fique
sozinho. Toda existência viveria em ti.
Sinto-me feliz, ó Pai, em deixar minha vida nas tuas mãos, crendo que até
os cabelos da minha cabeça são por ti contados. Apraz-me ceder a minha
vontade ao teu controle, crendo que posso achar em ti uma justiça que não
conseguiria nunca por mim mesmo.
Alegro-me em deixar todos os meus queridos aos teus cuidados, crendo que
tu os amas com maior amor do que eu próprio os amo. Estou contente por
deixar em tuas mãos as causas da verdade, da justiça e a vinda do teu
reino ao coração dos homens. Reconheço que todo o fervor que sinto por
essas causas é apenas uma fraca sombra do teu propósito. A ti, ó Deus,
seja a glória para sempre.
Amém.
11

SEXTO DIA MANHÃ

Ó DEUS, tu provaste amor à humanidade mandando-nos Jesus Cristo,


nosso Senhor, e iluminaste nossa vida humana pela irradiação da sua
presença! Dou-te graças por que essa é a maior de tuas dádivas.
Agradeço-te, ó Deus:
os dias do meu Senhor sobre a terra;
o registro dos seus atos de amor;
as palavras que Ele proferiu para minha orientação e auxilio;
a sua obediência até a morte;
o seu triunfo sobre a morte;
a presença do seu Espírito comigo agora;
Concede que a lembrança daquela vida abençoada, uma vez vivida aqui na
terra, sob estes céus familiares, possa ficar comigo em todas as tarefas e
deveres deste dia.
Deixa-me lembrar:
sua prontidão, não em ser servido, mas em servir;
sua compaixão por toda a sorte de sofrimento;
sua coragem em face do próprio sofrimento;
sua mansidão de conduta, de modo que sendo maltratado, não
maltratou em revide;
sua firmeza de propósito no cumprimento de determinada tarefa;
sua simplicidade;
sua auto-disciplina;
sua serenidade de espírito;
sua completa dependência de ti, seu Pai do Céu.
Dá-me, agora, a graça de seguir-lhe os passos, em cada urna dessas
atitudes.
Todo Poderoso Deus, Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, entrego-te todos os
meus caminhos. Entrego a minha alma ao teu cuidado. Consagro minha
vida a teu serviço. Que este seja para mim um dia de obediência e de
caridade, um dia de felicidade e de paz. Que todo o meu andar ou conversar
sejam de acordo com o evangelho de Cristo.
Amém.
12

SEXTO DIA NOITE

Ó SENHOR, que és a única origem de tudo o que é bom, belo e verdadeiro,


a ti elevo a minha alma.
Ó Deus, permite que teu Espírito encha agora o meu coração.
Agora, enquanto faço esta oração, não permitas que algum recanto de
minh'alma seja furtivamente fechado, conservando-te do lado de fora.
Ó Deus, dá-me poder para seguir tudo o que é bom.
Agora, enquanto faço esta oração, não permitas que haja algum maldoso
plano secreto em minha mente, à espera de uma oportunidade para
realizar-se.
Ó Deus, abençoa todos os meus empreendimentos e faze que Eles
prosperem.
Agora, enquanto faço esta oração, não permitas que ainda fique eu ligado a
qualquer empreendimento para o qual não tenha a coragem de pedir tua
bênção.
Ó Deus, dá-me pureza.
Agora, enquanto faço esta oração, não permitas que eu diga a mim mesmo
em secreto: Entretanto não agora ou: Não em excesso.
Ó Deus, abençoa cada membro desta casa.
Agora, enquanto faço esta oração, não permitas que ainda abrigue no
coração sentimentos errados de inveja, amargura ou ira contra qualquer um
deles.
Ó Deus, abençoa os meus inimigos e os que me têm feito mal.
Agora, enquanto faço esta oração, não permitas que eu alimente no coração
o desejo de vingar-me deles, logo que surja ocasião.
Ó Deus, permite que teu Reino venha sobre a terra.
Agora, enquanto faço esta oração, não permitas que eu continue planejando
dedicar minhas melhores horas e anos a serviços de objetivos secundários.
Ó Santo Espírito de Deus, ao levantar-me deste ato de devoção não me
deixes voltar aos meus pensamentos e caminhos mundanos, antes possa
haver em mim o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus.
Amém.
13

SÉTIMO DIA MANHÃ

Ó SENHOR e autor de todas as coisas, de teu poder criador surgiu a


primeira luz. Contemplaste o primeiro alvorecer e o achaste bom. Eu te
louvo por esta luz que, penetrando agora pela janela, vem despertar-me
para a vida de um novo dia.
Eu te louvo:
pela vida que palpita dentro de mim;
pela terra, mar e céu, pelas nuvens flutuantes e pelos pássaros
cantores.
Eu te louvo:
pelo trabalho que me deste para fazer;
por tudo quanto me dás para encher as horas de lazer;
pelos meus amigos;
pela música, livros, boa companhia e por todos os prazeres puros.
Ó tu, eterna Misericórdia, dá-me, hoje, ter um coração compassivo:
para aqueles, a quem, a luz da manhã traz menos alegria do que
para mim;
para aqueles cujo pulsar da vida enfraquece;
para aqueles que têm de jazer no leito, mesmo durante as horas de
sol;
para os cegos que estão privados da luz do dia;
para os sobrecarregados de trabalho e que não têm alegria das horas
de lazer;
para os desempregados que não têm a alegria do trabalho;
para os entristecidos cujos corações e lares estão desolados.
Concede-lhes a todos a tua misericórdia.
Ó luz que nunca se apaga, como a luz do dia que penetrando agora através
das janelas, inunda este quarto, deixa-me assim também abrir as janelas
do meu coração, para que a minha vida toda se encha do brilho da tua
presença. Que todo o meu ser se ilumine com a luz da tua lace. Que em
mim nada escureça o brilho deste dia. Que o Espírito daquele cuja vida é a
luz dos homens, me governe o coração até o anoitecer.
Amém.
14

SÉTIMO DIA NOITE

Ó EXISTÊNCIA eterna, tu vives em perene luz. Agora, quando a luz do sol


se apaga, procuro o brilho da tua presença.
Tu não conheces fraqueza! Agora, quando meus membros se sentem
cansados e meu espírito começa a desanimar, a ti entrego a minha alma.
Tu não dormes nunca! Agora, quando me deito para dormir, eu me lanço
sob os teus cuidados.
Antes de dormir, ó Deus, gostaria de recordar as ações deste dia à luz da
tua eternidade:
lembro-me, com amargura, dos deveres que negligenciei;
lembro-me com tristeza, das palavras ásperas que falei;
lembro-me com vergonha, dos pensamentos indignos que acolhi;
Usa estas lembranças, ó Deus, para me curares desses males e, então,
apaga-os para sempre.
lembro-me com alegria, das belezas do mundo, hoje;
lembro-me com doçura, das ações de bondade que, hoje, vi outros
fazerem;
lembro-me com gratidão, do trabalho para o qual me capacitaste
hoje, e da verdade que me fizeste capaz de aprender;
Usa estas recordações, ó Deus, para tornar-me humilde, e permite que elas
vivam em minha alma para sempre.
Antes de dormir, eu queria, por um momento, regozijar-me pelo amor e
pelas amizades com que tens abençoado minha vida. Alegro-me com a
lembrança querida de______ e de______, sabendo que, embora eles
tenham passado para a eternidade, não estão além do teu amor e cuidado.
Alegro-me pelo companheirismo constante de_____ e_____ e_____ , os
quais, agora, com toda a minha alma, confio à tua guarda, durante as horas
de escuridão. Suplico a tua compaixão para todos aqueles que esta noite
não têm onde reclinar a cabeça, ou para aqueles que, embora se deitem,
não podem dormir por causa de suas dores ou ansiedades. Em nome de
nosso Senhor Jesus Cristo.
Amém.
15

OITAVO DIA MANHÃ

Ó DEUS, que por amor e compaixão nos mandaste Jesus Cristo para
iluminar a nossa escuridão, dá-me sabedoria para apropriar-me das
palavras que Ele falou e graça para seguir nos passos que Ele seguiu.
Disse Jesus: Quando estiveres orando, perdoa, se tens alguma coisa contra
alguém. Ó Deus, dá-me graça agora para fazer assim.
Disse Jesus: Mais abençoada coisa é dar do que receber. Ó Deus, dá-me
graça hoje para pensar, não naquilo que eu posso receber, porém naquilo
que eu posso dar.
Disse Jesus: Quando deres esmolas não deixes que a mão direita saiba o
que fez a esquerda. Ó Deus, concede que as minhas dádivas, sejam feitas
sem vaidade, e sem o pensamento de louvor ou recompensa.
Disse Jesus: Entrai pela porta estreita. Ó Deus, dá-me graça este dia para
permanecer no caminho estreito do dever e do comporta-mento digno.
Disse Jesus: Não julgueis. Ó Deus, dá-me graça este dia para retirar
primeiro a trave do meu próprio olho, antes de reparar no argueiro do olho
de meu irmão.
Disse Jesus: Que lucrará um homem, se ganhar o mundo inteiro e perder a
sua alma? Ó Deus, dá-me graça para viver este dia de maneira que, por
mais que eu perca, não venha eu a perder a alegria da salvação.
Jesus Cristo disse: Portanto, vós orareis assim (e assim, ó Senhor, eu oro):
Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu
reino, faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de
cada dia dá-nos hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós
temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação;
mas livra-nos do mal; pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre.
Amém.
16

OITAVO DIA NOITE

Ó DEUS e Pai, desejo trazer-te, esta noite, o fardo da vida do mundo. Quero
juntar-me à grande companhia daqueles que, espalhados por todos os
recantos da terra, estão agora clamando a ti pelas suas próprias
necessidades. Escuta-nos, ó Deus, e olha com piedade para as nossas
múltiplas necessidades, pois só tu és capaz de satisfazer todos os nossos
desejos. Especialmente eu encomendo à tua santa proteção:
todos os que, esta noite, estão longe do lar e dos amigos;
todos os que, esta noite, vão deitar-se com fome ou frio;
todos os que sofrem dores;
todos os que permanecem insones pela ansiedade ou perplexidade;
todos os que estão enfrentando perigo;
todos os que se afadigam ou vigiam enquanto outros dormem;
Suplico-te que eles sintam a tua presença de modo que a solidão se lhes
torne em conforto, e a perturbação, em paz.
Ó amantíssimo Deus que, na pessoa do teu Filho Jesus Cristo, manifestaste
amor aos homens, aliviando toda a forma de sofrimento e sarando todo o
tipo de doença, concede tua bênção aos que, em qualquer canto do mundo,
estão servindo em nome de Cristo:
todos os ministros do Evangelho de Cristo;
todos os que trabalham em assistência social;
todos os missionários no estrangeiro;
todos os médicos e enfermeiros que fielmente cuidam dos doentes.
Realiza através deles o teu grande propósito de boa vontade para com os
homens, e concede-lhes ao coração, a alegria da presença mais real de
Cristo.
E a mim também, enquanto me deito, concede, ó gracioso Pai, a alegria de
uma vida entregue ao serviço de Cristo e a paz do perdão através do poder
da sua Cruz.
Amém.
17

NONO DIA MANHÃ

EIS-ME aqui, ó Deus, embora em pequeno poder e em insignificante


posição, elevando o coração e a voz a ti, diante de quem todas as coisas
criadas são como o pó e o vapor. Tu te escondes atrás dos meus sentidos,
incompreensível em tua grandeza, misterioso em teu alto poder; mesmo
assim falo contigo familiarmente, como criança aos seus pais, como amigo
para amigo. Se não pudesse falar-te assim, então eu, na verdade, ficaria
sem esperança no mundo. Pois tenho pouco poder para algo fazer ou
determinar.
Não é pela minha vontade que estou no mundo, nem pelo meu próprio
desejo que em breve dele me ausentarei. De tudo o que puder suceder-me,
neste dia, muito pouco será escolhido por mim mesmo. És tu, ó Deus
invencível quem designas a minha porção e determinas os limites da minha
habitação. És tu quem tens posto, nas minhas mãos, o poder para fazer
certos trabalhos e me tens recusado perícia para fazer outros. Tu seguras
nas tuas mãos as linhas da vida deste dia e tu somente conheces o que está
diante de mim para eu fazer ou suportar. Mas porque és meu Pai, não sinto
receio.
Eu sei que tudo está bem pois é o teu próprio Espírito quem opera dentro
do mais íntimo do meu espírito. O que desejo para mim mesmo não posso
atingir, mas o que desejas de mim, tu podes atingir por mim. O bem que eu
faria, não faço, mas o bem que tu queres em mim, fá-lo-ei, dando-me tu
poder.
Pai amado, toma a minha vida neste dia, sob a tua própria guarda. Controla
todos os meus pensamentos e sentimentos. Dirige todas as minhas
energias. Instrui minha mente. Sustém-me a vontade. Toma as minhas
mãos e faze-as hábeis em servir-te, Toma os meus pés e faze-os velozes
para cumprir tuas ordens. Toma meus olhos e conserva-os fixos sobre tua
beleza eterna. Toma-me a boca e faze-a eloquente no testemunho do teu
amor.
Seja este um dia de obediência, de alegria espiritual e de paz. Faze do meu
trabalho neste dia uma pequena parte do trabalho do meu Senhor Jesus
Cristo, em cujo nome faço esta minha oração.
Amém.
18

NONO DIA NOITE

Ó MISERICORDIOSO Pai, que olhas para as fraquezas de teus filhos com


mais compaixão do que com ira, e com mais amor do que compaixão,
permite que, agora, na tua santa presença, eu possa inquirir sobre os
segredos do meu coração.
Fiz hoje alguma coisa para cumprir o propósito para o qual tu me fizeste
nascer? Aceitei as oportunidades de serviço que, na tua sabedoria, puseste
diante de mim? Cumpri, sem omissão, as tarefas comuns de hoje? Dá-me
graça para responder honestamente, ó Deus.
Fiz hoje qualquer coisa que deslustrasse meu ideal cristão de humanidade?
Fui indolente no corpo ou vagaroso de espírito? Fui, erradamente,
intemperante para com os apetites do corpo? Conservei a imaginação pura
e saudável? Fui escrupulosamente correto em todas as transações? Fui
realmente sincero em tudo aquilo que eu tenho professado ser, sentir ou
fazer? Dá-me graça para responder honestamente, ó Deus.
Experimentei, hoje, ver a mim mesmo como os outros me vêem? Fiz mais
justificativas para mim mesmo do que estive disposto a fazer para os
outros? Tenho sido, no meu próprio lar, um pacificador ou tenho provocado
dissensões? Enquanto professo nobres sentimentos por grandes ideais ou
por cousas distantes, tenho eu falhado na caridade e na cortesia para com
aqueles que estão mais perto de mim? Dá-me graça para responder
honestamente, ó Pai.
Senhor, cujo amor infinito foi manifestado em Jesus Cristo, tu somente tens
poder para destruir o império do mal em minha alma. Concede que, em
cada dia que passa, seja eu mais e mais liberto dos pecados que me
cercam.
Amém.
19

DÉCIMO DIA MANHÃ

O DEUS, tu és o meu Deus forte, eu te busco ansiosamente; a minha alma


tem sede de ti; o meu corpo te almeja, numa terra árida, exausta, sem
água. Assim eu te contemplo no santuário, para ver a tua força e a lua
glória. Porque a tua graça é melhor do que a vida; os meus lábios te
louvam.
Sete vezes no dia eu te louvo pela justiça dos teus juízos. Grande paz tem
os que amam a tua lei; para eles não há tropeço.
De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho? Observando-
o segundo a tua palavra. Faze-me, SENHOR, conhecer os teus caminhos,
ensina-me as tuas veredas. Guia-me na lua verdade e ensina-me, pois tu és
o Deus da minha salvação, em quem eu espero todo o dia.
Põe guarda, SENHOR, à minha boca; vigia a porta dos meus lábios.
Firma os meus passos na tua palavra, e não me domine iniquidade alguma.
Quem, SENHOR habitará no teu tabernáculo? Quem há de morar no teu
santo monte? O que vive com integridade, e pratica a justiça, e, de coração,
fala a verdade; o que não difama com sua língua, não faz mal ao próximo,
nem lança injúria contra o seu vizinho; o que, a seus olhos, tem por
desprezível ao réprobo, mas honra aos que temem ao SENHOR; o que jura
com dano próprio, e não se retrata; o que não empresta o seu dinheiro com
usura, nem aceita suborno contra o inocente. Quem deste modo procede
não será jamais abalado.
As palavras dos meus lábios e o meditar do meu coração sejam agradáveis
na tua presença, SENHOR, rocha minha e redentor meu.
Amém.
20

DÉCIMO DIA NOITE

TODO Poderoso e sempre bendito Deus, eu te agradeço o amor com que me


acompanhas todos os dias de minha vida. Agradeço-te porque me instruis
com a tua divina verdade e me fortaleces a vontade com a tua divina graça.
Agradeço-te cada evidência da direção do teu Espírito, e todos os pequenos
acontecimentos que, embora pareçam a principio meros acasos, se me
revelam depois, parte do teu plano gracioso para a orientação de minha
alma.
Oh, não me deixes recusar tua direção ou apagar esta luz que tens
acendido em mim, antes deixa-me crescer diariamente na graça e no
conhecimento de Jesus Cristo meu Senhor e Mestre.
Todavia não queria pensar somente em mim, ou orar apenas por mim,
quando busco agora a Tua presença. Queria lembrar diante de ti todos os
meus irmãos e irmãs no mundo que precisam da tua ajuda. Especialmente
esta noite eu penso:
naqueles que estão enfrentando grandes tentações;
naqueles que estão enfrentando tarefas grandes demais para as suas
forças;
naqueles que se encontram em qualquer vale de decisão;
naqueles que estão com dividas ou em pobreza;
naqueles que estão sofrendo as consequências dos erros de tempos
passados e dos quais se arrependeram;
naqueles que, por circunstâncias especiais, na infância, nunca
tiveram as devidas oportunidades na vida;
em todos os elos de família quebrados pela morte;
em todos os missionários do Reino dos Céus em recantos distantes da
terra;
em todos aqueles que erguem bem alto a lâmpada da verdade em
lugares solitários;
em_______ e________ e________.
Querido Criador da humanidade, faze-me um instrumento, tanto quanto me
for possível, através do qual teu divino amor e compaixão possam alcançar
os corações e as vidas daqueles que estão mais perto de mim.
Amém.
21

DÉCIMO PRIMEIRO DIA MANHÃ

Ó DEUS onipotente, sob cujo olhar vigilante decorre a nossa vida mortal,
concede que, em todas as ações e propósitos de hoje, eu me porte com
verdadeira cortesia e honra. Faze-me justo e verdadeiro em todo o
proceder. Não permitas que pensamentos vis ou indignos me ocupem a
mente, nem por um instante. Consente que meus motivos sejam claros a
todos e minha palavra como uma carta de fiança. Não permitas que me
aproveite das fraquezas de alguém.
Concede que eu seja generoso ao julgar os outros, seja desinteressado nas
minhas opiniões, leal para com os amigos, magnânimo para com os
adversários. Que enfrente a adversidade com coragem. Não permitas que
eu peça ou espere demais para mim mesmo.
Todavia, ó Senhor Deus, que eu não me satisfaça com algum ideal humano
alienado de Cristo. Antes concede que eu tenha "o mesmo sentimento que
houve" nêle. Não me deixes descansar até que chegue "à medida da
estatura da plenitude de Cristo".
Deixa-me escutar a pergunta de Cristo: o que fazeis mais do que os outros?
E assim as três virtudes cristãs — fé, esperança e amor – venham a ser
mais e mais cultivadas em mim, até que todo o meu andar e conversar
honrem o evangelho de Cristo.
Senhor, Tu que provaste teu amor aos homens na paixão e morte de Jesus
Cristo nosso Senhor, concede que o poder de sua cruz esteja comigo hoje.
Permita-me amar como Ele amou. Permita-me ser obediente até à morte.
Embora eu dependa da sua cruz, não me deixes recusar a minha própria
cruz. Antes possa eu levá-la pelo poder da sua cruz.
Senhor, tu fizeste que o homem viva em família! Suplico a tua bênção
também para todos os membros desta casa, todos os meus vizinhos e todos
os meus concidadãos. Que Cristo reine em cada coração e sua lei seja
honrada em cada lar. Que todo o joelho se curve diante dÉle e toda a língua
confesse que tu és Senhor.
Amém.
22

DÉCIMO PRIMEIRO DIA NOITE

Ó DEUS de misericordioso coração, em verdadeira contrição e penitência,


quero abrir-te agora o meu coração. Não me deixes ocultar nada de Ti,
enquanto oro. Seja embora humilhante a verdade a meu respeito, deixa-me
ter a coragem de dizê-la na tua presença. O que eu não me envergonhei de
cometer, permite que não me envergonhe de confessar. E na tua sabedoria
usa esta dor da confissão como um meio de levar-me a odiar os pecados
confessados.
Confesso o pecado da negligência nisto_____ e nisto_____.
Confesso o pecado da vaidade nisto_____ e nisto _____.
Confesso esta _____ e esta _____ indulgência da carne.
Confesso o hábito da falsidade nisto _____ e nisto______.
Confesso esta ______ e esta ______ desonestidade.
Confesso estas_______ e estas_______ palavras descaridosas.
Confesso que tenho abrigado estes_____ e estes_____ maus pensamentos.
Confesso esta______ e esta______ direção errada que minha vida tem
tomado.
Confesso estes______ e estes_____ lapsos na prática fiel da vida cristã.
Senhor, teu amor pode estar no coração do homem como um fogo a
queimar tudo o que é vergonhoso e vil! Permite agora apropriar-me da tua
perfeita justiça, tornando-a minha. Apaga todas as minhas transgressões e
permite que meus pecados sejam cobertos.
Faze-me sentir tua mão sobre minha vida, limpando-me a mancha de ações
erradas do passado, livrando-me das garras de maus hábitos, fortalecendo-
me em novos hábitos de um coração puro e guiando-me os passos no
caminho da vida eterna.
Guia-me na batalha, ó Deus, contra meus secretos pecados. Cerca minha
vida com uma trincheira de puras aspirações. E permite que Cristo viva no
meu coração através da fé. Tudo isso te peço por amor do seu santo nome.
Amém.
23

DÉCIMO SEGUNDO DIA MANHÃ

Ó DEUS eterno, embora eu não possa ver-te com os olhos, ou tocar-te com
as mãos, assim mesmo, concede-me, neste dia, uma clara convicção da
realidade do Teu poder. Não permitas que saia para o trabalho, crendo
somente no mundo dos sentidos e do tempo, porém dá-me graça para
entender que o mundo que eu não posso ver e tocar é o mais real de todos
os mundos.
Minha vida será vivida no tempo, mas os seus propósitos terão significados
eternos. As necessidades do meu corpo clamarão, mas é das necessidades
da minha alma que eu devo cuidar mais. Meus negócios serão com as
coisas materiais, mas atrás deles permita-me estar ciente das coisas
espirituais. Deixa-me guardar firme na mente, o fato de que as coisas que
mais importam não são dinheiro ou posses, nem casas ou terras, nem
conforto para o corpo ou prazer carnal, mas a verdade, a honra, a
brandura, a solicitude e um puro amor a ti mesmo.
pelo poder que me tens dado de firmar-me nas coisas invisíveis;
pela forte consciência que tenho de que não é aqui o meu lar;
pelo coração inquieto ao qual nada finito pode satisfazer.
Eu Te dou graças, á Deus. Pela invasão da minha alma por teu Santo
Espírito:
pelo amor e pela bondade humana que me falam de Ti;
pela plenitude da tua glória manifesta em Jesus Cristo.
Eu Te dou graças, ó Deus.
Eu, peregrino da eternidade, estou diante de ti, ó Ser Eterno. Não me
permitas procurar amortecer ou destruir o meu anseio por ti, que me
desassossega o coração. Permite-me, antes, submeter-me aos seus
impulsos, ir para onde ele me leva. Faze-me sábio para ver todas as coisas
sob a visão da eternidade e corajoso para enfrentar todas as mudanças na
minha vida, que tal visão possa impor. Pela graça de Cristo meu Salvador.
Amém.
24

DÉCIMO SEGUNDO DIA NOITE

Ó SENHOR, em tua infinita existência estão depositados todos os tesouros


da sabedoria, verdade e santidade! Concede que através de constante
comunhão contigo, as verdadeiras graças do caráter cristão possam mais e
mais tornar-se realidade dentro de minha alma:
a graça de um coração reconhecido e resignado;
a graça de aguardar pacientemente a tua hora e responder
prontamente ao teu chamado;
a graça da coragem ao sofrimento ou ao perigo;
a graça de suportar dificuldades como um bom soldado de Jesus
Cristo;
a graça da ousadia na defesa de tudo o que é direito;
a graça da preparação para que eu não entre em tentação;
a graça da disciplina física;
a graça da rigorosa veracidade;
a graça de tratar outros como gostaria que outros me tratassem;
a graça da caridade para que eu possa deter julgamentos
precipitados;
a graça do silêncio para que eu possa refrear palavras precipitadas;
a graça do perdão para aqueles que me têm tratado injustamente;
a graça da ternura para com aqueles que são mais fracos do que eu;
a graça da firmeza em continuar a desejar que tu faças como eu
agora peço.
E agora, ó Deus, dá-me espírito tranquilo quando me deito para descansar.
Habita nos meus pensamentos até que o sono me domine. Que eu me
regozije na certeza de que, ou acordado ou dormindo, eu estou contigo.
Não permitas que eu fique perturbado por causa de interesses secundários
da vida. Não permitas que sonhos maus me aflijam, e assim possa eu
acordar renovado e pronto para as tarefas de um novo dia. E ao teu nome
seja toda a glória.
Amém.
25

DÉCIMO TERCEIRO DIA MANHÃ

Ó FONTE oculta da vida, permite-me agora meditar sobre o grande e


gracioso plano, pelo qual tens tornado possível a um mortal, como eu, olhar
para ti e chamar-te Pai. No começo, Tu, o Não Criado, Fizeste todas as
coisas do nada: espaço, tempo e substância material. Todas as coisas que
rastejam e voam, as feras da floresta, as aves do ar, os peixes do mar. E
por fim o homem, à tua própria imagem, para ter comunhão contigo. E
quando, na corrupção e desobediência do seu coração, essa imagem foi
deformada; um gracioso desígnio tiveste para a sua restauração através da
dádiva do Teu Filho unigênito; nova vicia nÊle, e acesso à Tua santa
presença.
Ó amor invisível de Deus, cuja vontade é que todos os espíritos criados
vivam eternamente em pura e perfeita comunhão contigo, concede que em
minha vida hoje nada eu faça para frustrar esse teu graciosíssimo
propósito. Permita-me conservar na mente o fato de que toda a criação
geme e luta, até o aperfeiçoamento dos filhos de Deus; que o meu espírito
receba com agrado, do teu espírito, cada influência que possa contribuir,
mais rapidamente, para a realização desse propósito.
Quando bates à porta do meu coração, não me permitas deixar-te
esperando fora, antes possa receber-Te com alegria e gratidão. Não abrigue
eu no coração nada que possa embaraçar tua presença; nem mantenha
nele algum recanto fechado à tua influência. Opera em mim, segundo o teu
querer, ó Deus; faze de mim o que tu queres, modifica-me e usa-me corno
tu queres, tanto agora como na vida mais plena do além. Por Jesus Cristo
nosso Senhor.
Amém.
26

DÉCIMO TERCEIRO DIA NOITE

Ó Pai celeste, dá-me um coração como o coração de Jesus. Um coração


mais pronto a servir do que ser servido, um coração movido de compaixão
pelos fracos e oprimidos, um coração firmado na vinda de seu Reino para a
humanidade.

Ó Deus, eu oro esta noite por todos os diferentes tipos pessoas pelas quais
Jesus deu especial atenção e cuidado enquanto esteve na terra:

Pelos necessitados de comida, bebida e roupas.

Pelos doentes e todos que sofrem pelas doenças, pelos cegos; pelos
inválidos;

Pelas pessoas que estão sofrendo com doenças que abalam suas vidas
como a lepra na época de Jesus e o HIV/AIDS nos nossos dias;

Pelos prisioneiros;

Por aqueles que são oprimidos por qualquer injustiça, pelos refugiados e
pelos que buscam asilo.

Pelos sem-teto e todas as ovelhas perdidas de nossa sociedade.

Por todas as vítimas de exploração sexual e abuso;

Pelos solitários;

Pelos pais e mães solteiros;

Pelos aflitos e ansiosos;

Por aqueles que vivem fielmente a ti sem reconhecimento;

Pelos que estão lutando corajosamente em causas impopulares;

Por todos aqueles que estão lutando diligentemente por ti pelo mundo;

Permita, ó Deus, que tua amorosa bondade que me dá tantas coisas não me
faça menos sensível às necessidades dos menos afortunados, mas, pelo
contrário, me mova a carregar seus fardos em meu próprio coração. Se eu
devo experimentar algum tipo de adversidade, que eu não me feche em
meu coração, como se apenas eu vivesse em um mundo de sofrimento.
Mas, antes, me ajude a separar tempo para servir, com compaixão, aqueles
que necessitam de minha ajuda. Permita que o poder de Jesus Cristo seja
forte dentro de mim e que a sua paz invada meu espírito.

Amém.
27

DÉCIMO QUARTO DIA MANHÃ

Ó SENHOR, tu habitas em nossa pobre e miserável vida humana e a fazes


erguer-se acima do domínio da paixão carnal e da ganância, permitindo-lhe
brilhar com as luzes do amor, da alegria e da paz que vem de ti e a fazes
espelho das belezas do mundo invisível! Permite que a minha atuação hoje,
na vida do mundo, não obscureça o esplendor da tua presença, antes a
torne mais claramente visível aos olhos do meu próximo.
Permite que hoje eu me dedique a tudo o que é puro, verdadeiro, justo e
bom:
ao progresso da ciência, da educação e da genuína cultura;
ao esforço de redimir os negócios diários, da influência maligna de
interesses pessoais;
ao direito dos fracos e dos oprimidos;
à cooperação industrial e ao auxilio mútuo;
à conservação das ricas tradições do passado;
ao reconhecimento das novas operações do teu Espírito na mente dos
homens de minha geração;
à esperança de que ainda venham dias mais gloriosos.
Hoje, ó Senhor:
ajuda-me a pôr o direito acima dos interesses pessoais;
a pôr os outros antes de mim;
a pôr as coisas do espírito antes das coisas do corpo;
a pôr a realização dos nobres fins acima do gozo dos prazeres
imediatos;
a pôr os princípios acima da própria reputação;
ajuda-me a colocar-Te muito acima de todas as coisas.
Ó Senhor, que refletiste de modo perfeito a tua glória transcendente na face
de Jesus Cristo, dá-me hoje um coração como o Seu — um coração
corajoso, verdadeiro, terno, grande, magnânimo, um coração firme em Ti
mesmo. Pelo amor de Seu nome.
Amém.
28

DÉCIMO QUARTO DIA NOITE

Ó DIVINO Amor, que sempre permaneces diante das portas fechadas das
almas dos homens, batendo continuamente, não me darás tua graça de
abrir todas as portas da minha alma? Esta noite faze que sejam retirados o
ferrolho e a tranca, que até agora têm impedido que à minha vida venham
o ar, a luz e o amor.
Dá-me ouvido atento, á Deus, para que possa ouvir tua voz chamando-me
para altos empreendimentos. Tenho sido surdo demais aos apelos que me
tens dirigido, mas agora dá-me coragem de responder-te: Eis-me aqui,
envia-me a mim. E quando alguém chorar as suas necessidades, dá-me
então ouvido atento para ouvir, nesse clamor, tua chamada para servir.
Dá-me ó Deus mente aberta e pronta para receber com alegria a nova luz
de conhecimento que queres revelar. Não permitas que o passado me seja
tão que-rido ao ponto de me restringir o futuro. Dá-me coragem para
mudar a mente, quando necessário. Ajuda-me a ser tolerante para com os
pensamentos dos outros, e receptivo à luz que me possa vir através deles.
Dá-me olhos abertos, ó Deus, olhos desejosos de descobrir tua morada no
mundo que fizeste. Que todas as coisas amáveis me encham de alegria e
me elevem a mente à tua beleza eterna. Perdoa-me toda a cegueira
passada quanto a excelência e glória da natureza, quanto ao encanto das
criancinhas, às sublimidades da história humana e a todas as manifestações
da tua presença.
Dá-me, ó Deus, mãos abertas, mãos prontas para dividir com todos os
necessitados as bênçãos com que me tens enriquecido a vida. Livra-me de
toda a mesquinhez ou avareza. Ajuda-me a administrar meu dinheiro como
mordomo Teu e a ser responsável por todos os meus bens materiais diante
de ti, a quem agora seja toda a honra e glória.
Amém.
29

DÉCIMO QUINTO DIA MANHÃ

O DEUS, tu és de eternidade a eternidade e não te limitas ao tempo ou ao


espaço porque todos os tempos e lugares estão em Ti! Gostaria de entender
meu destino como filho teu. Aqui estou, fraco e mortal, no meio da
imensidão da natureza. Mas bendito sejas Tu, ó Senhor Deus, que me
fizeste à tua própria semelhança e sopraste em mim a tua própria vida.
Dentro deste pobre corpo tens posto um espírito que é semelhante ao teu
próprio espírito. Neste corpo corruptível plantaste a incorrupção e neste
corpo mortal a imortalidade. Assim deste pequeno lugar e neste momento,
posso, através do tempo e do espaço, erguer o pensamento a ti, o único ser
NÃO criado, até que a luz da tua face ilumine toda a minha vida.
Faze-me guardar na mente que meu corpo mortal é apenas o servo da
minha alma imortal.
Faze-me guardar na mente o quanto me é incerta a segurança da vida
terrena.
Faze-me lembrar que aqui não tenho cidade permanente, porém apenas um
lugar de peregrinação e um período de provas e de treinamento.
Que eu use este mundo sem dele abusar; que eu viva neste mundo, sem a
ele pertencer; Seja eu como se nada tivesse, embora possuindo tudo; que
eu entenda a vaidade das coisas transitórias e a glória das eternas.
Faze que o meu mundo se centralize não em mim, mas em ti.
Todo poderoso Deus, que ressuscitaste dentre os mortos a nosso Senhor
Jesus Cristo e o puseste à Tua destra em glória eterna, eu te agradeço esta
esperança de imortalidade, com a qual, através de muitos séculos, tens
alegrado e iluminado as almas dos teus santos, garantindo-a firmemente
através de Jesus Cristo nosso Senhor.
Amém.
30

DÉCIMO QUINTO DIA NOITE

O DEUS de misericórdia, tu cuidas de mim, como se não tivesses ninguém


mais para cuidar, embora com todos sejas solícito como igualmente o és
para mim! A ti entrego as minhas necessidades, bem como as de todos
quantos vivem neste mundo.
Lembra-Te de mim na tua misericórdia, ó Deus e guarda-me pela tua graça.
Perdoa o ter, hoje, usado pouco os talentos que confiaste à minha guarda.
Cobre a pobreza do meu serviço com a plenitude do teu recurso divino.
Concede também que, enquanto os dias se sucedem, esteja eu tão
fortalecido pelo teu auxilio que meu serviço se torne menos indigno e meus
pecados menos penosos. Possa Cristo mais e mais reinar no meu coração e
purificar-me as ações.
Lembra-Te também, na tua misericórdia, de todos os filhos dos homens.
Faze que a terra inteira seja cheia do teu louvor e se torne alegre com o
conhecimento do teu nome. Caia sobre toda a humanidade o sentido da tua
excelente grandeza, e te temam as nações. Reine a tua glória sobre cada
tribunal e onde quer que se exerça o comércio. Seja a tua lei honrada em
cada lar. Redime, ó Deus a vida inteira do mundo, e transforma-a
inteiramente pelo poder da cruz.
Senhor, na tua graça tu condescendes em usar nossos pobres esforços
humanos para a realização dos teus benditos propósitos! Rogo-te por todos
os que estão devotando suas vidas à evangelização do mundo. Oro por
todos os missionários em terras estranhas, especialmente por______; oro
por todos aqueles que estão trabalhando pela causa da paz e do
entendimento entre as nações e por todos os que estão lutando para
derrubar as muralhas da separação entre judeu e gentio, escravo e livre, e
fazê-los todos unidos em Cristo Jesus. Encoraja-os com a alegria da tua
presença: e acende em mim desejo ardente de incentivar e sustentar, no
que me for possível esse trabalho que realizam. Por Jesus Cristo.
Amém.
31

DÉCIMO SEXTO DIA MANHÃ

COM minha alma suspiro de noite por ti, e com o meu espirito dentro em
mim, eu te procuro diligentemente; porque, quando os teus juízos reinam
na terra, os moradores do mundo aprendem justiça.
Dá-me, ó Deus, este dia, uma forte e vívida percepção de que tu estás ao
meu lado. Em meio à multidão ou na solidão, nos afazeres ou no lazer, no
deitar e no levantar, possa eu sempre estar ciente da tua presença a
acompanhar-me.
Pela tua graça, ó Deus, não irei hoje a parte alguma, aonde Tu não possas
ir, nem procurarei qualquer companhia que me prive da tua companhia.
Pela tua graça não deixarei entrar no coração um pensamento sequer que
impeça minha comunhão contigo, nem deixarei sair dos lábios urna só
palavra inconveniente ao teu ouvido. Assim, minha coragem será firme e
meu coração terá paz.
Eu ando com mais firmeza quando me recordo que, embora eu escorregue,
Tu não cais.
Desejado de todas as nações, no conhecimento do teu amor e poder há
salvação para todos os povos da terra! Apressa o dia, eu te imploro, em que
todos os homens te reconheçam como Senhor de todos. Apressa o dia em
que a nossa sociedade terrena se torne o Reino de Cristo. Apressa o dia em
que Tua presença e a mão forte do teu propósito não se achem somente no
coração de alguns homens sábios e corajosos, porém em toda a extensão
da terra, nos tribunais e nas câmaras, nas oficinas e no comércio, na cidade
e nos campos, E qualquer coisa que eu possa fazer, nesse sentido dá-me a
graça de começar, hoje mesmo. Por Jesus Cristo.
Amém.
32

DÉCIMO SEXTO DIA NOITE

Ó DEUS, o teu eterno amor à nossa raça fraca e sofredora, se manifestou


de modo mais perfeito na vida e na morte bendita de Jesus Cristo, nosso
Senhor! Habilita-me, agora, a meditar no sofrimento do meu Senhor, de
modo que, participando da sua tristeza, eu possa, também, aprender o
segredo da sua força e da sua paz.
Lembro-me do Getsêmani;
lembro-me de como Judas o traiu; como Pedro o negou; como todos
o abandonaram e fugiram;
lembro-me dos açoites; da coroa de espinhos;
lembro-me como lhe cuspiram o rosto; como lhe golpearam a cabeça
com uma cana;
lembro-me dos seus pés e das mãos feridas; de sua agonia na cruz;
de sua sede;
lembro-me de como Êle bradou: "Deus meu, Deus meu, por que me
desamparaste? Nós não podemos saber, nem podemos dizer, As dores que
Me teve de suportar. Porém cremos que foi por nós que Êle foi pendurado e
sofreu na cruz.
Concede, ó graciosíssimo Deus, que eu, ajoelhado diante de ti, me
reconheça incluído na grande companhia dos que receberam vida e salvação
através da Cruz de Cristo. Permite que o poder redentor, que tem emanado
do seu sofrimento e beneficiado tantas gerações, penetre mais
abundantemente na minha alma. Concede, agora, que eu encontre o perdão
do meu pecado. Consente também agora, que eu aprenda a compartilhar
com Cristo da carga dos sofrimentos do mundo.
Amém.
33

DÉCIMO SÉTIMO DIA MANHÃ

TODO Poderoso Deus, tu estás sempre presente lá fora no mundo, ou


dentro de mim, no meu espírito, e também no mundo invisível acima de
mim. Permite que durante o dia de hoje, eu leve comigo a verdadeira
convicção do teu poder e da tua glória.
Ó Deus, que estás no mundo lá fora, não permitas que eu contemple o
trabalho das tuas mãos sem pensar em ti, o Criador. Que os céus me
declarem a tua glória, e os montes a tua majestade. Que todas as belezas
passageiras que eu veja me falem de uma beleza que jamais desvanecerá.
Que a beleza da terra seja para mim um símbolo da beleza da santidade
manifesta em Jesus Cristo meu Senhor.
Ó Deus, que estás dentro de mim, dá-me graça, hoje, para reconhecer os
impulsos do teu Espírito na Minha alma e escutar atentamente tudo o que
me tens a dizer. Que os rumores do mundo me não confundam ao ponto de
eu não poder ouvir a tua voz. Não permitas que me engane quanto ao
sentido dos teus mandamentos; ajuda-me, a obedecer em tudo à Tua
vontade, pela graça de Jesus Cristo meu Senhor.
Ó Deus que estás acima de mim, Deus que habitas em luz inacessível,
ensina-me, eu te suplico, a sentir que até os meus mais altos pensamentos
a teu respeito são apenas pálidas sombras da tua glória transcendente.
Ensina-me que embora te manifestes em toda a natureza, és ainda maior
que a própria natureza. Ensina-me que, embora estejas no meu coração, és
ainda maior do que ele.
Regozije-se a minha alma na tua misteriosa grandeza. Encontre eu refúgio
no pensamento de que tu estás infinitamente além de ruim, além da esfera
da minha imaginação, além da minha compreensão, e de que insondáveis
são teus juízos e inescrutáveis os teus caminhos. Senhor, santificado seja
teu nome.
Amém.
34

DÉCIMO SÉTIMO DIA NOITE

EU Te bendigo, ó Deus santíssimo, pelo Teu amor incomensurável pelo qual


Tu, que moves as estrelas, tens determinado que meu espírito se encontre
com o Teu Espírito e que eu, fraco e errante mortal, tenha pronto acesso ao
teu coração.
Com amargura e sincera contrição de coração confesso-te os pensamentos
grosseiros e egoístas que tão frequentemente permito que me entrem na
mente e me influam as ações.
Eu confesso, ó Deus:
que muitas vezes deixo a mente errar por caminhos impuros e
proibidos;
que muitas vezes engano a mim mesmo quanto ao meu dever;
que muitas vezes, escondendo os verdadeiros motivos, me apresento
melhor do que sou;
que muitas vezes minha honestidade é meramente formal;
que muitas vezes minha afeição por meus amigos é somente uma
sutil maneira de amar a mim mesmo;
que muitas vezes poupo a meu inimigo simplesmente por covardia;
que muitas vezes faço as boas ações apenas para serem vistas pelos
homens e evito as más ações somente por temer que venham a ser
descobertas.
Ó Tu, que és santo, concede que o fogo do teu amor entre no meu coração
e queime todo esse ninho de maldade e hipocrisia, e faze o meu coração
semelhante ao de uma criancinha. Dá-me ó Deus a graça de orar agora,
com sinceridade e pureza, por todos aqueles de quem hoje me aproximei.
Lembre-me eu agora dos meus amigos com amor e dos meus inimigos com
perdão, entregando-os como todos ao teu cuidado protetor como o faço
agora com a minha alma e corpo. Por Jesus Cristo.
Amém.
35

DÉCIMO OITAVO DIA MANHÃ

Ó DEUS que te ocultas, em tua presença eterna por trás do véu da


natureza, que esclareces a mente humana e te fizeste carne em Jesus
Cristo nosso Senhor, eu te agradeço porque ele me deixou um exemplo a
fim de que eu lhe pudesse seguir nos passos.
Disse Jesus: Não ajunteis para vós outros tesouros sobre a terra, mas
ajuntai para vós outros tesouros no céu. Ó Deus, inclina meu coração para
agir assim.
Disse Jesus: Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça. Ó
Deus, inclina meu coração para agir assim.
Disse Jesus: Fazei o bem e emprestai, sem esperar nenhuma paga. Deus;
inclina meu coração para agir assim.
Disse Jesus: Amai os vossos inimigos. Ó Deus, inclina meu coração para
agir assim.
Disse Jesus: Vigiai e orai, para que não entreis em tentação. Ó Deus, inclina
meu coração para agir assim.
Disse Jesus: Não temas; cré somente. Ó Deus, inclina meu coração para
agir assim.
Disse Jesus: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos
tornardes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus. Ó
Deus, inclina meu coração para agir assim.
Disse Jesus: Pedi e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-
á. Ó Deus, inclina meu coração para seguir este caminho.
Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu
reino, faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de
cada dia dá-nos hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós
temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação;
mas livra-nos do mal; pois teu é o reino, o poder e glória para sempre.
Amém.
36

DÉCIMO OITAVO DIA NOITE

Ó PAI divino, cuja misericórdia está sempre à espera daqueles que a ti se


voltem com verdadeira humildade e coração contrito, escuta agora um
humilde suplicante que precisa de tua ajuda. Corajosamente saí esta manhã
para a vida de um novo dia; agora eu me deito envergonhado e carregado
com a lembrança de não ter feito o que deveria fazer, ou de ter feito o que
não deveria fazer. Traze-me de novo, ó Deus o teu poder restaurador e
purificador, de modo que outra vez possa sentir a alegria da salvação que
me concedeste através de Jesus Cristo, meu Senhor.
Por um coração enganador e pensamentos errados;
por palavras ferinas faladas deliberadamente;
por palavras imprudentes faladas apressadamente;
por olhos invejosos e indiscretos;
por ouvidos que se regozijam na iniquidade e não se regozijam na
verdade;
por mãos avarentas;
por pés errantes e ociosos;
por atitudes altivas.
Tem misericórdia de mim, ó Deus. Se dissermos que não temos pecado
nenhum, a nós mesmos nos enganamos. Todo Poderoso Deus, Espírito de
pureza e graça, peço o teu perdão ainda que o não mereça lançando-me no
Teu amor ilimitado. Não posso apresentar méritos ou direitos; nem
apresentar circunstâncias atenuantes; nem apelar para a fragilidade de
minha natureza; nem para a força das tentações que encontro; nem para
as persuasões dos que me levaram a extraviar-me; Eu somente posso
dizer: Pelo amor de Jesus Cristo, teu Filho, meu Senhor.
Amém.
37

DÉCIMO NONO DIA MANHÃ

BENDITO sejas ó Deus graciosíssimo, que mais uma vez da escuridão


trouxeste a luz e fizeste surgir um novo amanhecer! Bendito sejas tu, que
me envias, com saúde e vigor, para as tarefas e atividades de mais um dia!
Vem comigo, eu te suplico, através de todas as horas de sol, e protege-me
de todo caminho mau, de modo que, ao chegar à noite eu não precise
esconder-me envergonhado.
Ó Tu, que tão graciosamente me tens chamado para ser teu servo, quero
conservar-me pronto a receber hoje, qualquer ordem que venha de ti. Dá-
me disposição, eu te peço, de manter-me em preparo contínuo para o
cumprimento pontual da tua santíssima vontade.
Permita-me conservar a minha mente alerta;
permite-me manter o pensamento reto e verdadeiro;
as paixões dominadas;
a vontade em ação;
o corpo disposto e saudável.
Deixa-me recordar aquele, cuja comida era fazer a vontade de Deus que O
enviou.
Ó Senhor da vinha, suplico tua bênção sobre todos os que verdadeiramente
desejam servir-te, através da diligência e fidelidade nas suas várias
vocações, levando a parte que lhes cabe das cargas do mundo, e cumprindo
as tarefas diárias com toda a simplicidade e retidão de coração.
Amado Senhor, eu te suplico por todos aqueles:
que pastoreiam os rebanhos ou lavram a terra;
que trabalham nas fábricas ou nas minas;
que compram e vendem no comércio;
que trabalham com o cérebro;
que trabalham com a pena;
que cuidam cio lar.
Na tua grande misericórdia, salva-nos a todos das tentações que, de vários
modos nos assediam, e traze-nos a uma vida espiritual abundante pelo
poder da Cruz de Cristo.
Amém.
38

DÉCIMO NONO DIA NOITE

REGOZIJE-ME eu agora, ó graciosíssimo Deus, pelo amor que tens


mostrado à nossa pobre raça humana, abrindo-nos um caminho pelo qual
podemos ser libertos dos pecados e da insensatez.
Ó Deus Pai, eu louvo o grande e santo amor com que diligentemente nos
procuraste e nos salvaste, quando andávamos inteiramente desviados,
mandando teu bem amado Filho para sofrer e morrer a fim de que
pudéssemos ser restaurados à comunhão dos teus filhos.
Ó Deus Filho, eu te louvo pelo grande e santo amor com que tu mesmo te
humilhaste por amor de mim e por amor de meus irmãos, consentindo' em
compartilhar da nossa vida comum, morar no meio de todo o nosso pecado
e vergonha, suportando toda a amargura de tua bendita Paixão, e, enfim,
morrer numa Cruz, para que pudéssemos ser salvos da escravidão e entrar
contigo na liberdade gloriosa dos filhos de Deus.
Ó Deus Espirito Santo, eu te louvo pelo grande e santo amor pelo qual tu
fazes penetrar, diàriamente, no meu insignificante coração, a paz e o gen°
do pecado. perdoado, fazendo-me participar, com todos os santos, das
bem-aventuranças da encarnação do meu Senhor, da sua paixão e
crucificação, e da sua ressurreição e ascensão à destra do Pai, nas alturas.
Ó santa e bendita Trindade , deixa-me, agora, meditar no mistério deste
amor celestial, de modo que todo ódio e malícia me sejam arrancados do
coração e da vida. Permite que te ame, porque primeiro me amaste; e
amando-Te, permite que eu ame também o meu próximo; e amando-te e
ao meu próximo em Ti, livra-me deste falso amor a ruim mesmo. E a ti, á
Pai, Filho e Espirito Santo, sejam toda a glória e louvor para sempre.
Amém.
39

VIGÉSIMO DIA MANHÃ

TODO Poderoso Deus, que em tua infinita sabedoria tens ordenado que eu
viva nestes estreitos limites do tempo e das circunstâncias, permite-me
agora sair para as atividades do dia com coração corajoso e confiante. Tem
sido do teu agrado privar-me de um conhecimento perfeito; por isso não
me negues a graça da fé pela qual eu posso apropriar-me das coisas
invisíveis. Tens-me dado pouco poder para moldar as coisas conforme o
meu próprio desejo; por isso usa tua onipotência para realizar em mim teus
desejos. Tens ordenado que através de labor e sofrimento eu ande pelo
caminho certo; sê tu, então, meu companheiro de viagem.
Concede que eu enfrente o que tu ordenas com a força que vem de ti.
Quando dás prosperidade a meus empreendimentos, permite-me que
tua palavra prospere no meu coração.
Quando me chamas para ir através do vale escuro, não consintas que
eu me convença poder desviar-me dele.
Não me permitas recusar qualquer oportunidade de serviço que se
me ofereça hoje, nem me torne vitima de qualquer tentação que me
espreite.
Concede que os pecados de ontem não sejam repetidos na vida de
hoje, nem que a vida de hoje seja mau exemplo para a vida de
amanhã.
Ó Deus de meus antepassados, que tens em cada era iluminado as almas
dos fiéis, eu te agradeço o dom da memória, pela qual as experiências do
passado ainda vivem conosco hoje. Dou-te graças pela vida dos santos e
pelo proveito que eu posso ganhar de seu exemplo. Dou-te graças pela
lembrança de________ e_______ e_________, pelos apóstolos, profetas e
mártires; e ainda mais, pela encarnação do teu querido Filho, em cujo nome
estas orações são feitas.
Amém.
40

VIGÉSIMO DIA NOITE

SENHOR, a ti clamo, dá-te pressa em acudir-me; inclina os teus ouvidos à


minha voz, quando te invoco. Suba à lua presença a minha oração, como
incenso, e seja o erguer de minhas mãos como oferenda vespertina. Abre,
Senhor, os meus lábios, e a minha boca manifestará os teus louvores.
Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nem um só de
seus benefícios; Êle é quem perdoa Melas as tuas iniquidades; quem sara
todas as tuas enfermidades; quem da cova redime a tua vida; e te cerca de
graça e misericórdia; quem farta de bens a tua velhice, de sorte que a tua
mocidade se renova como a da águia.
Quem há que possa discernir as próprias faltas? Absolve-me das que me
são ocultas. Também da soberba guarda o teu servo, que ela não me
domine; então serei irrepreensível, e ficarei livre de grande transgressão.
Compadece-te de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; e, segundo a
multidão das luas misericórdias, apaga as minhas transgressões, lava-me
complemente da minha iniquidade, e purifica-me do meu pecado. Pois eu
conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de
mim.
Sê tu para mim uma rocha habitável em que sempre me acolha.
Assim salmodiarei ao leu nome para sempre, para cumprir, dia após dia, os
meus votos. Em paz me deito e logo pego rio sono, porque, Senhor, só tu
me fazes repousar seguro.
Amém.
41

VIGÉSIMO PRIMEIRO DIA MANHÃ

Ó SANTO Espirito de Deus, visita agora a minha alma e permanece dentro


dela até a noite. Inspira todos os meus pensamentos. Penetra-me toda a
imaginação. Sugere-me todas as decisões. Habita na fortaleza mais Intima
da minha vontade e ordena-me todas as ações. Sê comigo no silêncio e no
falar, na pressa e no lazer, na companhia e na solidão, na frescura da
manhã e no cansaço da tarde; e dá-me graça, em todo o tempo, de
regozijar-me na tua misteriosa companhia.
Meu coração um altar, e teu amor a chama. Acompanha-me, hoje, ó
Espírito Invisível, em todas as minhas saídas, mas fica também comigo,
quando eu estiver no lar e entre os entes queridos. Permite-me demonstrar,
aos que estão mais próximos de mim, a solidariedade e a consideração que
tua graça me capacita usar para com aqueles com quem entro em contato.
Que eu não recuse, aos de minha casa, a cortesia e a polidez que eu sinto
dever mostrar aos desconhecidos. Comece eu hoje a exercer amor no meu
lar.
Não me deixes só, ó graciosa Presença, naquelas horas que, hoje, dedicarei
à leitura de livros e jornais. Guia-me a mente na escolha de livros bons e,
quando escolhidos, guia-me na maneira certa de lê-los. Buscando eu
proveito na leitura, concede que nela tudo me leve para mais perto de ti.
Lendo eu por distração, concede que nada me afaste de ti. Que através da
leitura eu renove a mente de tal modo que possa, com mais entusiasmo,
buscar as coisas puras, belas e verdadeiras. Concede-me, ó Deus, sentir, de
modo especial, a tua presença bem perto de mim nos momentos que eu
dedico à oração, ao culto público, ou à Santa Ceia; por Jesus Cristo meu
Senhor.
Amém.
42

VIGÉSIMO PRIMEIRO DIA NOITE

Ó CRIADOR de tudo o que existe, a ti elevo o meu coração agradecido:


pela felicidade deste dia;
pela alegria de viver; p
pelo que vejo e ouço ao meu redor;
pela doce paz do campo e pelos agradáveis rumores da cidade;
por tudo o que é cintilante, belo e alegre;
pelas amizades e boas companhias;
pelo trabalho a ser feito, e pela perícia e força para executá-lo;
pelo tempo de recreação após o término do dia, e
pela saúde e coração alegre com que o aproveitamos.
Todavia, nunca me deixes pensar, ó Pai eterno, que ficarei para sempre
aqui. Quero lembrar-me que sou sempre estranho e peregrino na terra. Na
verdade, não ternos aqui cidade permanente, mas buscamos a que há de
vir.
Livra-me, pela tua graça, bom Senhor, de entreter-me com os prazeres da
terra de tal modo que perca o anseio dos mais puros prazeres do céu. Não
se torne a felicidade deste dia em cilada para o meu tão mundano coração.
E, se, ao invés de felicidade, cheguei a sofrer hoje desapontamento ou
derrota, se houve qualquer tristeza onde esperei apenas alegria, ou doença
onde esperei saúde, dá-me a graça de aceitá-las da tua mão como
lembrança amável de que este mundo não é o meu lar.
Agradeço-te, ó Senhor, o teres posto a eternidade no meu coração de modo
que nenhuma coisa terrena pode satisfazer-me completamente. Dou-te
graças porque toda alegria presente tem no seu bojo alguma tristeza e
inquietação e assim posso elevar a mente à contemplação de uma bem-
aventurança mais perfeita. E acima de tudo eu te agradeço a segura
esperança e a firme promessa da vida eterna que me tens dado no glorioso
evangelho de Jesus Crista meu Senhor.
Amém.
43

VIGÉSIMO SEGUNDO DIA MANHÃ

Ó SENHOR meu Deus, quero ajoelhar-me diante de ti, em humilde


adoração, antes de enfrentar as tarefas e os interesses de mais um dia.
Agradeço-te a bendita certeza de que não sou chamado a enfrentá-los
sozinho ou na minha própria força, ao contrário, em todo o tempo serei
acompanhado de tua presença e fortificado pela tua graça.
Agradeço-te porque, através da nossa vida inteira, percebem-se as pegadas
de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, o qual, por amor de nós, se fez
carne e provou todas as vicissitudes de nossa vida mortal.
Dou-te graças pelas abundantes influências espirituais de que hoje estarei
cercado enquanto executo o meu trabalho. Bendigo e adoro o teu nome
pelas milícias celestiais nas alturas, pelos santos que descansam dos seus
labores, pelos patriarcas, profetas e apóstolos, pelo nobre exército dos
mártires, por todos os homens santos e humildes de coração, pelos entes
queridos e amigos que já partiram, especialmente _______ e ______.
Regozijo-me, ó Deus, porque me chamaste para ser membro da Igreja de
Cristo. Permite que a realidade desta santa comunhão me acompanhe
aonde quer que eu vá, alegrando-me na solidão, protegendo-me em
sociedade, fortalecendo-me contra a tentação encorajando-me para todas
as ações justas e caridosas.
Ó Senhor Jesus, que ordenaste aos teus discípulos que brilhassem como
luzes no mundo de trevas, confesso-te, com envergonhado e contrito
coração, as muitas faltas e fraquezas de que somos culpados, nós que,
nesta geração, representamos tua Igreja no mundo; e especialmente eu te
confesso a minha parte nelas.
Perdoa-me, eu te suplico, a fragilidade do meu testemunho, a pequenez da
minha caridade, a insignificância do meu zelo. Faze-me valoroso seguidor
daquele que cuidou dos pobres e oprimidos, e nunca podia ver doença sem
procurar curá-la ou qualquer tipo de necessidade humana sem deter-se
para socorrê-la. Esteja o teu poder, ó Cristo, em todos nós, para também
compartilharmos dos sofrimentos do mundo e corrigirmos seus erros.
Amém.
44

VIGÉSIMO SEGUNDO DIA NOITE

AGORA, ó Senhor, findos os labores deste dia, mais uma vez a ti me dirijo.
De ti tudo nos vem e em ti tudo vive e termina. De manhã eu saí com a tua
bênção, e durante o dia me sustentaste com a tua graça, e agora te peço
que me concedas descanso e paz. Quero agora lançar todos os meus
cuidados sobre ti e entregar-te o resultado do meu labor. Faze prosperar,
eu te imploro, tudo o que hoje foi feito, de acordo com tua vontade e
perdoa tudo o que lhe foi contrário. Apossa-te graciosamente do bem que
eu fiz e amplia-o; e se fiz algum mal, anula-o exercendo sobre êle a tua
sábia onipotência.
Ó Senhor, diante de ti, esta noite, trago na lembrança todos os que, no
mundo, trabalham:
os que trabalham com as mãos ou com o cérebro;
os que trabalham nas cidades ou nos campos;
os homens que saem para o labor diário e as mulheres que cuidam
do lar;
os empregadores e os empregados;
os que mandam e os que obedecem;
aqueles cujo trabalho é perigoso;
aqueles cujo trabalho é monótono ou desagradável;
aqueles que não podem achar trabalho para fazer;
aqueles cujo trabalho é servir aos pobres, ou curar os doentes, ou
proclamar o evangelho de Cristo no seu pais ou no estrangeiro.
Ó Cristo, que vieste não para ser servido mas para servir, tem misericórdia
de todos os que se esforçam fielmente para realizar o bem comum.
Ó Cristo, que alimentaste a multidão faminta com pães e peixes, tem
misericórdia de todos os que lutam pelo pão de cada dia.
Ó Cristo, que chamaste para junto de ti os cansados e oprimidos, tem
misericórdia de quantos têm trabalhos além de suas forças. A ti, ao Pai, e
ao Espírito Santo, sejam toda a glória e louvor.
Amém.
45

VIGÉSIMO TERCEIRO DIA MANHÃ

SANTO PAI, de ti somente procede todo o bem! Permite que as virtudes


cristãs da fé, esperança e caridade cada dia se estabeleçam mais
firmemente em mim. Ó Deus, eu creio que governas todas as coisas em
sabedoria e justiça; que me chamaste para ser teu servo leal; que exiges
de mim, com razão, completa submissão à tua vontade; que em Jesus
Cristo me mostraste o caminho de salvação pelo qual eu posso ser liberto
de meus pecados; que, se eu verdadeiramente me arrepender, estás
disposto a perdoar-me e socorrer-me.
Ó Deus, eu espero:
pela continuação de tuas misericórdias diárias;
pela diminuição do domínio do pecado sobre minha vontade;
pelo meu crescimento em graça e verdadeira santidade dia a dia;
por uma santidade perfeita quando meus dias terrenos se findarem;
pelo dia em que "conhecerei como também sou conhecido".
Ó Deus, eu te amo:
porque tu mesmo és amor;
porque em amor me criaste e em amor ainda me preservas;
porque me amaste de tal maneira que enviaste teu Filho para sofrer e
morrer a fim de que eu possa viver contigo;
porque ordenaste que eu manifeste o amor que te tenho, amando o
meu próximo.
Ajuda a minha incredulidade, ó Deus, faze-me mais paciente na esperança,
e mais constante no amor. Amando, permite que eu creia, e crendo,
permite que eu ame; amando e crendo deixa-me aguardar um amor mais
perfeito, uma fé mais firme, através de Jesus Cristo meu Senhor.
Amém.
46

VIGÉSIMO TERCEIRO DIA NOITE

Ó ETERNO Deus, faça com que a luz da tua eternidade caia agora sobre
meus dias passageiros. Ó santo Deus, deixe a luz de tua perfeita justiça cair
sobre meus caminhos pecaminosos. Ó Deus mais que misericordioso, faça
com que a luz de teu amor penetre nos cantos mais secretos de meu
coração e sobreponha a escuridão do pecado dentro de mim.
Estou vivendo como minha consciência aprova?
Estou exigindo de outros um nível maior de conduta do que exijo de mim
mesmo?
Estou tomando a visão menos caridosa das falhas de meus próximos do que
estou de mim mesmo?
Estou lutando em público por princípios dos quais eu não pratico em minha
vida privada?
Que minha resposta diante de Ti seja verdadeira, ó Deus.
Alguma vez eu permiti que os apetites físicos tomassem preferência
sobre os interesses espirituais? Para qual eu dou o benefício da dúvida,
quando o caminho não está claro?
Alguma vez eu permiti que o pensar em mim mesmo precedesse os
interesses da comunidade? Para qual eu dou o benefício da dúvida, quando
o caminho não está claro?
Que minha resposta diante de Ti seja verdadeira, ó Deus.
Estou, em meu dia-a-dia, encarando as circunstâncias estressantes
com dignidade e coragem?
Sou grato por minhas muitas bênçãos?
Estou permitindo que minha felicidade seja muito dependente do
dinheiro? No sucesso dos negócios? Ou na boa opinião dos outros?
A simpatia que eu demonstro aos que estão em dificuldade é
comparável ao sentimento de pena que eu demonstraria se a mesma coisa
me acontecesse?
Que minha resposta diante de Ti seja verdadeira, ó Deus.
Cria em mim um coração puro, ó Deus; e renova em mim um espírito
correto. Por Jesus Cristo.
Amém.
47

VIGÉSIMO QUARTO DIA MANHÃ

BENDITO sejas ó Deus, que me deste a noite para descanso e o dia para o
labor e serviço. Concede-me que o sono renovador da noite passada se
torne em motivo de glória do teu nome durante o dia que agora está diante
de mim. Não permitas que ele me traga indolência, mas, ao contrário, me
envie para mais diligente ação e mais pronta obediência.
Ensina-me, ó Deus, a usar hoje todas as circunstâncias de minha vida, de
modo que elas possam produzir em mim os frutos da santidade, e não os
frutos do pecado.
Dá que eu me sirva dos desapontamentos para o cultivo da
paciência;
que eu me sirva de cada bom êxito para o cultivo da gratidão;
da preocupação, para o cultivo da perseverança;
do perigo, para o cultivo da coragem;
da repreensão, para o cultivo da longanimidade;
dos elogios, para o cultivo da humildade;
dos prazeres, para o cultivo da temperança;
das dores, para o cultivo da resistência.
Senhor Jesus Cristo, que em troca da alegria que te estava proposta,
suportaste a cruz, não fazendo caso da vergonha, e estás assentado à
destra do trono de Deus, permite-me pensar em ti, que suportaste tanta
oposição de pecadores, a fim de que eu não me fatigue, desmaiando em
minha alma.
"Mas aquele trabalho far-te-á algum dia todo meu, e o fim da tristeza será
perto do meu trono".
Santo Deus, quero lembrar-me, na tua presença, de todos os meus amigos
e dos de minha própria casa, especialmente ______ e_____, e te peço que,
em teu grande amor, os guardes também do pecado, controles todas as
suas ações neste dia, de acordo com a tua perfeita vontade.
Amém.
48

VIGÉSIMO QUARTO DIA NOITE

A TI, ó Pai celestial, sejam todo o louvor e a glória porque, dia após dia,
ricamente enches minha vida de várias bênçãos:
o lar hospitaleiro, parentes a quem amar e amigos a quem estimar;
lacunas para preencher e trabalhos para fazer;
um mundo verdejante onde viver, um céu azul por soare mim e o
puro ar para respirar;
os exercícios saudáveis e os prazeres simples;
a longa história da minha raça para relembrar e os seus grandes
homens para seguir-lhes os passos;
os bons livros para ler e as muitas artes e lavores com que deleitar-
me;
Bênçãos também são:
as coisas de valor para conhecer, e a minha capacidade e técnica
para experimentá-las;
os sublimes pensamentos que, às vezes, enchem minha mente e que
eu não sei de onde vêm;
os muitos dias felizes, e aquela serenidade intima que me dás nos
dias de infortúnio;
a paz, que excede todo o entendimento, e que vem da tua habitação
na minha alma;
a fé que olha para além da morte e a esperança duma vida melhor no
além túmulo.
Dou-te graças, ó Senhor Deus, porque, embora tenhas, em todo o tempo,
derramado liberalmente tuas bênçãos sobre a humanidade, fazes ainda
maiores coisas para nós por meio de Jesus Cristo.
Tornas o lar mais doce e os amigos mais queridos;
mudas a tristeza em alegria e a dor em vitória d'alma;
roubas à morte o seu aguilhão;
tiras ao pecado o seu poder;
fazes a paz mais doce, mais intensa a alegria, e mais seguras a fé e a
esperança.
Amém.
49

VIGÉSIMO QUINTO DIA MANHÃ

Ó DEUS de todos os tempos, concede que eu, que sou herdeiro da


experiência de tantos séculos me deixe penetrar da sabedoria celestial que
concedeste no passado aos teus servos.
Escreveu um homem sábio: O mundo está excessivamente em nós
mesmos: de manhã a noite, ganhando ou gastando, esperdiçamos
nossas energias. Ó Deus, dá-me graça para tirar proveito destas
palavras.
Escreveu um homem sábio: Nossa vontade é nossa para fazê-la Tua.
Deus, dá-me graça para tirar proveito destas palavras.
Disse um rei sábio: Nada para mim é cedo demais ou tarde demais se
é a hora certa para ti. Ó Deus, dá-me graça para tirar proveito destas
palavras.
Disse um sábio: Espera grandes coisas de Deus, lenta grandes coisas
para Deus. Ó Deus, dá-me graça para tirar proveito destas palavras.
Disse um homem sábio: Na Sua vontade está nossa paz. Ó Deus, dá-
me graça para tirar proveito destas palavras.
Disse uma sábia mulher: O momento divino é o momento presente.
Ó Deus, dá-me graça para tirar proveito destas palavras.
Disse uma sábia mulher: Pede demais aquele para quem Deus não é
suficiente. Ó Deus, dá-me graça para tirar proveito destas palavras.
Um homem sábio orou: Dá aquilo que Tu ordenaste, e ordena o que
Tu queres. Ó Deus, dá-me graça para fazer esta oração.
Um homem sábio orou: Oculta minha vida passada; guia meu futuro.
(Quod vixi tege, quod vivam rege).
Concede, O, Pai, que eu cuide das tarefas deste dia lembrando-me das
grandes tradições de que faço parte e da grande nuvem de testemunhas
que em todo o tempo me cerca, de modo que eu possa ser guardado de
maus caminhos e inspirado a altos empreendimentos. Guarda-me, assim,
até à noite, no poder de Jesus Cristo, meu Senhor.
Amém.
50

VIGÉSIMO QUINTO DIA NOITE

SANTO Deus, ao teu serviço há muito tempo dediquei a alma e a vida.


Entristeço-me e lamento diante de ti que eu ainda esteja tão pronto a
pecar, e quão pouco inclinado a obedecer:
tão ligado aos prazeres físicos, e quão negligente quanto às
necessidades espirituais;
tão pronto para satisfazer o corpo, e quão vagaroso para nutrir a
alma;
tão ávido de deleites presentes, e quão indiferente para as bênçãos
duradouras;
tão chegado à displicência, e quão indisposto para o trabalho;
tão pontual para brincar, e quão retardado para orar;
tão ativo quanto aos meus interesses, e quão descuidado no serviço
dos outros;
tão desejoso de ganhar, e quão relutante para dar;
tão imponente na minha profissão, e quão mesquinho na prática;
tão cheio de boas intenções, e quão moroso para cumpri-las;
tão severo com os vizinhos, e quão indulgente comigo próprio;
tão desejoso de achar faltas, e quão ressentido quando achadas em
mim;
tão pouco capaz de grandes tarefas, e quão descontente com as
pequenas;
tão fraco na adversidade, e quão orgulhoso e auto-satisfeito na
prosperidade;
tão desamparado quando afastado de ti, e quão pouco disposto a
depender de ti!
Ó Deus de misericordioso coração, concede-me mais uma vez o teu perdão.
Escuta-me a triste história e na tua grande misericórdia apaga-a do livro de
tuas lembranças. Dá-me fé para apropriar-me da tua santidade e assim
regozijar-me na justiça de Cristo meu Salvador, de modo que, descansando
nos seus méritos, ao invés de nos meus próprios, eu possa mais e mais
aproximar-me de sua semelhança, tornando-se a minha vontade idêntica à
tua vontade. Tudo isto te peço pelo amor de seu santo nome.
Amém.
51

VIGÉSIMO SEXTO DIA MANHÃ

Ó SENHOR, a quem devo a dádiva da vida deste dia, dá-me também, eu te


suplico, a disposição de usá-la como convém. Não permitas que eu macule
o brilho-desta manhã com qualquer pensamento mau, ou escureça o meio
dia com um ato vergonhoso qualquer.
Inspire hoje o teu Santo Espírito no meu coração todos os anseios
celestiais. Instrua-me a tua verdade. Tenham trono a justiça e a retidão
dentro de mim para o governo da minha fraca vontade.
Seja Cristo uma realidade em mim e possa eu aprender dele toda a
humildade de coração, toda a gentileza de porte, toda a modéstia no falar,
toda a obsequiosidade de ação e mesmo a prontidão em fazer a vontade do
meu. Pai.
Ó Tu que cercas a terra inteira de tão misericordiosos benefícios, e não
queres que nenhum de teus filhos pereça, desejo invocar tua bênção hoje
sobre quantos estão lutando para fazer um mundo melhor. Eu suplico, ó
Deus, especialmente:
por todos os campeões da verdade;
por todos os que lutam por mais puras e justas leis;
por todos os que trabalham pela paz entre as nações;
por todos os que se empenham em curar doenças; em aliviar a
pobreza; em salvar os caídos;
por todos os que trabalham pelo vigor e unidade espiritual da tua
Igreja;
por todos os que pregam o evangelho;
por todos os que testemunham de Cristo em terras estrangeiras;
por todos os que sofrem pela causa da justiça.
Subjuga, ó Senhor, todas as forças da crueldade e do erro. Derrota todos os
planos egoístas e mundanos, e faze prosperar tudo aquilo que, no espírito
de Cristo, planejamos e executamos para a honra do seu bendito nome.
Amém.
52

VIGÉSIMO SEXTO DIA NOITE

DEUS gracioso, eu busco tua presença no fim de mais um dia, implorando-


te que cries um remanso de celeste paz no meu coração, antes de deitar-
me para dormir. Que todas as emoções e ansiedades do dia deem lugar a
este instante de recolhimento espiritual, enquanto espero em ti e medito no
teu amor.
Dá-me, hoje, querido Pai, um senso de mais profunda gratidão a ti por
todas as tuas misericórdias. Quão maravilhosa me tem sido a tua bondade!
Em nenhum momento do dia me faltou o teu gracioso cuidado. Em nenhum
momento fui levado a agir sozinho na minha própria força. Enquanto eu
estava ocupado demais, com meus pequenos interesses, sem lembrar-me
de ti, não te esqueceste de mim, embora ocupado estivesses em governar o
universo inteiro.
Estou amargamente envergonhado, ó Deus, porque tenho de confessar
constantemente meu esquecimento de ti, a fragilidade do amor que te
tenho e a vacilação e a frieza das minhas aspirações. A quantos de teus
simples mandamentos eu desobedeci neste dia! Quantos pequenos serviços
de amor eu te neguei, ó Cristo, quando os neguei ao menor dos teus irmãos
com quem entrei em contato.
Amado Senhor, se nesta hora da noite eu pensar somente na minha própria
condição, nas minhas atividades deste dia e no produto do meu esforço,
então não acharei paz antes de dormir, porém somente amargura de
espirito e miserável desespero.
Portanto, ó Pai, quero pensar em ti e regozijar-me no teu amor, que é
bastante grande para apagar todos os meus pecados. Ó Cristo, Cordeiro de
Deus, quero pensar em ti e depender da tua justiça celeste, não tendo
prazer no que eu sou diante de ti, mas apenas naquilo que tu és para mim e
no que fazes por mim. Ó Espirito Santo, ilumina-me e opera de tal modo na
minha mente e na minha vontade que, à medida que os dias passam, me
torne mais e mais moldado à retidão de Jesus Cristo meu Senhor; a quem
seja a glória para sempre.
Amém.
53

VIGÉSIMO SÉTIMO DIA MANHÃ

DESEJO, ó graciosíssimo Deus, levar comigo, no meu viver deste dia, a


lembrança dos sofrimentos e morte de Jesus Cristo meu Senhor.
Eu louvo e bendigo teu santo nome:
por teu amor paternal, manifesto em Jesus Cristo, teu bem-amado
Filho;
por sua prontidão em sofrer em nosso lugar;
pela paixão redentora que encheu seu coração;
pela influência da sua Cruz na história do mundo;
por todos os que têm tomado suas próprias cruzes e o têm seguido;
pelo nobre exército de mártires e por todos aquêles que estão
dispostos a morrer para que outros possam viver;
por todo o sofrimento voluntariamente escolhido para nobres fins,
pela dor corajosamente suportada,
pelas tristezas temporais que têm sido empregadas na construção de
alegrias eternas.
Ó Senhor meu Deus, que habitas em remanso puro e bendito, além do
alcance da dor humana, e contemplas com inefável amor e ternura as
tristezas da terra, dá-me a graça, eu te suplico, de entender o significado
de tais aflições e desapontamentos que tenho de suportar. Livra-me de todo
o mau humor. Seja eu suficientemente sábio para tirar de cada expressão
da tua providência a lição que me queres ensinar.
Dá-me um coração forte para levar as minhas próprias cargas.
Dá-me um coração disposto a levar também as cargas dos outros.
Dá-me um coração crente para lançá-las tidas sobre ti.
Glória seja a ti, ó Pai, ó Cristo, e ó Espirito Santo, para sempre.
Amém.
54

VIGÉSIMO SÉTIMO DIA NOITE

Vacilo onde firmemente andei,


galgando os degraus que me levam ao trono de Deus.
Agora me vejo cercado de trevas,
e caindo ao peso dos cuidados.
Estendo as fracas mãos da fé e tateando, procuro subir.

ETERNO Deus, que tens sido a esperança e a alegria de muitas gerações, e


que em todas as eras tens dado aos homens o poder de procurar-te, e de,
nessa procura, achar-te, concede-me, eu te peço, mais clara visão da tua
verdade, mais fé no teu poder, e maior segurança e firmeza no teu amor.
Ao se tornar sombrio o meu caminho, dá-me graça para andar
confiadamente;
quando muita coisa me for obscura, seja eu ainda mais fiel ao pouco
que posso ver claramente;
ao se me apresentar nublado o distante futuro, tenha eu regozijo, ao
menos, por ser claro o próximo passo;
ainda que estejas oculto aos meus olhos, possa eu, mesmo assim,
apegar-me às tuas ordens;
faltando-me o discernimento, que a obediência permaneça firme;
o que me faltar em fé, permite-me compensar em amor.
Ó Deus infinito, o brilho do teu rosto é, muitas vezes, escondido do meu
olhar mortal. Dou-te graças porque mandaste teu Filho Jesus Cristo para
ser luz num mundo de trevas. Ó Cristo, luz das luzes, dou-te graças porque
a tua vida de plena santidade penetrou o mistério eterno, como um grande
feixe de luz, dando-nos assim o ensejo de ver, em ti, aquele que nenhum
mortal jamais viu.
E se ainda não posso achar-te, ó Deus, então ajuda-me a sondar o coração
para saber se não sou eu o cego, ao invés de seres tu o obscuro; se não
sou eu o que estou fugindo de ti, ao invés de pensar que te alongas de
mim. Confesso-te estes pecados e busco o teu perdão em Jesus Cristo meu
Senhor.
Amém.
55

VIGÉSIMO OITAVO DIA MANHÃ

DESEJO agora partir, ó Senhor meu Deus, para o trabalho de um novo dia,
ainda cercado de tua maravilhosa benignidade, ainda comprometido em
dar-te serviço leal, ainda confiado, não na minha, mas na tua força.
Quero ser hoje um Cristão, não apenas em palavras, porém também
em atos; quero seguir corajosamente os passos do meu Mestre, aonde quer
que eles me guiem;
quero ser exigente e rigoroso comigo mesmo;
não quero ter auto-compaixão ou auto-indulgência para com minha
vida hoje;
seja eu perspicaz no pensar, franco e claro no falar, corajoso e
decidido no agir;
quero orar, ó Senhor, não somente por mim mesmo, mas por todos
os meus familiares, por todos os meus amigos e todos os companheiros de
trabalho, implorando-te que os incluas no teu cuidado paternal.
Oro também:
por todos os que hoje terão de enfrentar qualquer grande decisão;
por todos os que hoje estarão empenhados em resolver negócios de
importância quanto à vida dos homens e nações;
por todos os que estão influindo na opinião pública;
por todos os que escrevem o que outros terão de ler;
por todos os que estão erguendo bem alto a lâmpada da verdade
num mundo de ignorância e pecado;
por todos cujas mãos são gastas no trabalho exaustivo e pelos
desempregados cujas mãos hoje ficam inativas;
por aqueles que não têm onde reclinar a cabeça.
Ó Cristo meu Senhor, que por amor de mim e de meus irmãos te esvaziaste
do conforto e vantagens terrenas, permite que nunca mais eu viva para
mim mesmo.
Amém.
56

VIGÉSIMO OITAVO DIA NOITE

Ó LUZ inacessível, como posso apresentar estas mãos culpadas diante de


ti? Como te posso orar com lábios que têm pronunciado palavras falsas e
rancorosas? Confesso-te, ó Senhor:
coração endurecido e sentimentos vingativos;
língua incontrolável;
natureza murmuradora;
indisposição para carregar as cargas dos outros;
disposição indevida para deixar que os outros levem minhas cargas;
altos propósitos ligados a poucas realizações;
palavras elegantes escondendo pensamentos sórdidos;
rosto amável mascarando um coração frio;
muitas oportunidades negligenciadas e muitos talentos sem cultivo;
muito amor e beleza não apreciados e muitas bênçãos não
reconhecidas.
Tudo isso te confesso, ó Deus.
Agradeço-te, ó Pai de amor que, embora santo e transcendente como és, te
revelaste através de todas as eras acessível às orações de mortais
imperfeitos como eu.
Louvo o teu nome especialmente porque, no evangelho de Jesus Cristo,
abriste um novo e eficaz caminho até a tua presença, concedendo
misericórdia a todos nós que mérito nenhum temos a apresentar.
Desejo achar, agora, paz de coração, fugindo de mim mesmo e refugiando-
me em ti. Desejo que o desespero por causa da miséria dos meus pecados
dê lugar à alegria da tua adorável bondade. Que em lugar de desânimo eu
sinta renovado zelo e disposição de servir.
Assim, permita-me deitar esta noite, pensando , não em mim mesmo e nos
meus próprios negócios, ou nas minhas esperanças e temores, ou nos meus
próprios pecados diante de ti, mas pensando nos outros que necessitam de
teu auxílio e no trabalho que eu posso fazer em favor deles na tua vinha
aqui no mundo.
Amém.
57

VIGÉSIMO NONO DIA MANHÃ

TODO-PODEROSO e misericordioso Pai que em poder e amor cooperas


eternamente para a proteção dos teus filhos, dá-me graça este dia para pôr
em ti minha confiança.
Pai, eu te peço:
fé para crer que tu governas o mundo em verdade e justiça;
fé para crer que, se eu buscar primeiro teu reino e a tua justiça, tu
providenciarás todas as minhas outras necessidades;
fé para não pensar com ansiedade sobre o dia de amanhã, porém
para crer na continuação das tuas misericórdias do passado;
fé para ver teu propósito de amor revelando-se nos acontecimentos
de cada dia;
fé para ser calmo e corajoso em face dos perigos que eu possa
encontrar no cumprimento do dever;
fé para crer no poder do teu amor, para abrandar meu coração duro e
lançar fora meu pecado;
fé para pôr minha confiança no amor, ao invés de firmá-la na força,
quando outros homens endurecem seus corações contra mim;
fé para crer na vitória final do teu Santo Espírito sobre a doença, a
morte e todos os poderes das trevas;
fé para aproveitar os sofrimentos que tu me ordenas suportar;
fé para deixar nas tuas mãos o bem-estar de todos os meus entes
queridos, especialmente ______ e_______.
Ó Deus, em quem todos os meus antepassados confiaram sem se sentirem
confundidos, livra meu coração de todas as vãs ansiedades e nocivos
temores. Dá-me espírito alegre e esperançoso, e paz ao fazer a tua
vontade. Por amor de Cristo.
Amém.
58

VIGÉSIMO NONO DIA NOITE

Ó DEUS imortal, eterno, invisível, lembro-me com alegria e gratidão de tudo


o que tens sido para este nosso mundo.
Companheiro dos bravos;
protetor dos leais;
luz dos viajores;
alegria dos peregrinos;
guia dos pioneiros;
ajudador dos trabalhadores;
refúgio dos corações feridos;
libertador dos oprimidos;
socorro dos tentados;
força dos vitoriosos;
Rei dos reis;
amigo dos pobres;
Salvador dos que perecem;
esperança dos moribundos.
Dá-me, agora, fé a fim de crer que tu, para mim, podes ser tudo em todas
as coisas, segundo a minha necessidade, tendo eu apenas de renunciar a
toda orgulhosa auto dependência e depositar minha confiança em ti.
Não permitas, ó Pai, que os empecilhos a uma vida digna me levem a cair
em qualquer tipo de desinteresse e desespero. Desejo guardar sempre na
lembrança que esta vida foi por Cristo divinamente vivida, e este mundo foi
por ele nobremente dominado, e num corpo humano como o que tão
duramente me prova, fizeste a tua perfeita habitação.
Mostra a tua benignidade esta noite, ó Senhor, a todos os que vivem
necessitando da tua ajuda. Sê com os fracos para fazê-los fortes e com os
fortes para fazê-los mansos. Alegra o solitário com a tua companhia e o
perturbado com a tua quietude. Faze prosperar a tua Igreja no
cumprimento de sua grandiosa tarefa e concede tua bênção a todos os que,
em nome de Cristo, hoje, com zelo trabalharam.
Amém.
59

TRIGÉSIMO DIA MANHÃ

ESPÍRITO Criador, que pairas eternamente sobre as terras e os mares do


mundo, dotando-os de formas e cores que nenhuma perícia humana pode
copiar, dá-me, hoje, eu te suplico, disposição e ânimo para regozijar-me na
tua criação.
Que eu não ande neste teu mundo tão belo com olhos que não vêem;
que as atrações do mundo comercial nunca me roubem inteiramente
do coração o amor aos campos abertos e ao arvoredo;
que sob o teto baixo da oficina, do escritório, ou da biblioteca, eu
jamais esqueça a grande abóbada do céu;
que eu, sozinho, não apresente um rosto indiferente e mau humorado
enquanto todas as tuas criaturas saúdam o amanhecer com cantos e
exclamações de alegria;
que a energia e o vigor que, na tua sabedoria tens infundido em cada
ser vivente, opere hoje em mim, para que eu, entre tuas criaturas, não me
revele um ocioso ou parasita;
e, sobretudo, dá-me graça para usar estas belezas da terra, ao meu
redor, este alentado despertar de vida dentro de mim, como um meio pelo
qual minha alma possa erguer-se da criatura para o Criador, e da natureza
para o Deus da natureza.
Ó Deus, cuja divina ternura supera os limitados amores e as beneficências
da terra, concede-me hoje um coração bondoso e gentil para com todos os
seres viventes. Não me deixes magoar, cruelmente, qualquer criatura tua.
Que eu pense também no bem-estar das criancinhas, das enfermos e dos
pobres; lembrando que aquilo que faço para o menor destes, faço-o para
Jesus Cristo, meu Senhor.
Amém.
60

TRIGÉSIMO DIA NOITE

TODO Poderoso e sempre bendito Deus, que não ficaste, em tempo algum,
sem testemunha entre os homens, antes, em cada época, suscitaste santos
e profetas para nos guiarem pelo caminho da fé e do amor, eu louvo teu
nome pela dádiva da vida de São Paulo, teu santo apóstolo. Agradeço-te o
zelo com que o dotaste para trazer à nossa raça ocidental a lâmpada da
verdade que já tinhas acendido, pouco tempo antes, numa terra do Oriente.
Disse São Paulo: longe de vós toda a amargura, e cólera, e ira, e
gritaria, e blasfêmias, e bem assim toda a malícia. Antes sede uns para com
os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como
também Deus em Cristo vos perdoou. Ó Deus, inclina meu coração para
agir assim.
Disse São Paulo: revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e nada
disponhais para a carne, no tocante às suas concupiscências. Deus, inclina
meu coração para agir assim.
Disse São Paulo: mas esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão.
Ó Deus, inclina meu coração para agir assim.
Disse São Paulo: nada façais por partidarismo, ou vanglória, mas por
humildade, considerando cada um os outros superiores a si mesmo. Ó
Deus, inclina meu coração para agir assim.
Disse São Paulo: aquele que se gloria, glorie-se no Senhor. Ó Deus,
inclina meu coração para agir assim.
Disse São Paulo: perseverai na oração, vigiando com ações de graça.
Suplicai ao mesmo tempo, também por nós, para que Deus nos abra porta
à palavra, a fim de falarmos do mistério de Cristo. Ó Deus, eu oro esta
noite especialmente por todos aqueles que, seguindo os passos de São
Paulo, estão agora lutando por levar a luz do evangelho de Cristo a terras
estrangeiras.
Amém.
61

TRIGÉSIMO PRIMEIRO DIA MANHÃ

GLÓRIA a ti, ó Senhor meu Rei! Reverentemente eu quero saudar-te no


começo deste novo dia! Todo louvor e amor e lealdade te sejam dados, ó
Senhor altíssimo!
Não permitas, ó Senhor Deus; que meus pensamentos sejam hoje
inteiramente ocupados com os acontecimentos que se passam no mundo.
Visto que na tua benignidade me tens dado o poder de erguer a mente à
contemplação de coisas invisíveis e eternas, não permitas que eu fique
satisfeito com aquilo que é apenas material e temporal.
Concede, antes, que, cada dia algo eu possa fazer para fortalecer minha
relação com o- mundo invisível, para aumentar minha compreensão de sua
realidade, e para ligar meu coração aos seus santos interesses, de modo
que, aproximando-se o fim de minha vida, eu não me apegue tanto a este
transitório ambiente terreno, porém me torne, mais e mais, em harmonia
com a vida do porvir.
Ó Senhor, que vês e conheces todas as coisas, dá-me graça, eu te peço,
para conhecer-te e ver-te de tal maneira que, conhecendo-te, eu possa
conhecer a mim, mesmo, como de ti sou perfeitamente conhecido; e vendo-
te, possa eu ver-me como verdadeiramente sou diante de ti.
Dá-me, hoje, alguma clara visão da minha vida terrena em relação com a
tua eternidade. Mostra-me minha própria pequenez e tua infinita grandeza;
meu próprio pecado e tua perfeita retidão; minha própria falta de amor e
teu amor extraordinário. E na tua misericórdia, mostra-me, também, que,
embora pequeno, posso refugiar-me na tua grandeza; embora pecador,
posso depender da tua justiça; e embora falho em amor, posso abrigar-me
no teu amor perdoador.
Faze que hoje, eu medite longamente na vida e morte de Jesus Cristo meu
Senhor, de modo que veja todas as coisas à luz da tua redenção, que me
tens concedido em seu nome.
Amém.
62

TRIGÉSIMO PRIMEIRO DIA NOITE

Ó SENHOR da noite e do dia, a cuja vontade as estrelas obedecem, nesta


hora de escuridão também quero submeter minha vontade à tua. Liberta-
me, ó Deus:
dos impulsos do egoísmo;
do esquivamento covarde no cumprimento do dever;
da fuga rebelde ao inevitável sofrimento;
do descontentamento com minha sorte;
da inveja daqueles cuja sorte é mais fácil;
do descaso pelo único talento que me deste, por me não teres dado
cinco ou dez;
do orgulho impróprio a uma criatura de Deus; do pensamento
indisciplinado;
da indisposição para aprender, e falta de prontidão para servir;
de tudo isso, á Deus, liberta-me.
Ó Deus, meu Pai, bem perto estás de mim, embora de ti me distancie, bem
presente estás ao meu lado, embora eu julgue me tenhas abandonado.
Misericordiosamente concede que a derrota do meu egoísmo seja o triunfo,
em mim, do teu eterno propósito.
Que eu me certifique mais e mais da realidade de tua existência e do
teu poder;
que eu tenha, mais clara compreensão do sentido de minha vida
terrena;
que eu mais firmemente me aposse da vida eterna;
que eu tenha o olhar mais e mais voltado para as coisas invisíveis;
que meus desejos se tornem menos rebeldes e minha imaginação
mais pura;
que meu amor ao próximo se torne mais profundo, mais terno; e eu
me disponha cada vez mais a tomar sobre mim as suas cargas.
Ao teu cuidado, ó Deus, entrego a minha alma e as almas daqueles que eu
amo e dos que me amam. Por Jesus Cristo nosso Senhor.
Amém.
63

DOMINGO MANHÃ

SANTO, Santo, Santo, Senhor Deus Todo-poderoso: céu e terra estão


cheios de tua glória; glória seja a ti, ó Senhor Altíssimo.

Ó Deus, eu careço de tua bênção para este dia de descanso e refrigério.


Desejo regozijar-me, hoje, no teu culto e achar alegria ao cantar teus
louvores. Suplico-te que, não só o meu corpo seja hoje renovado mas
também o meu espirito. Dá-me graça para proceder a um auto-exame, de
modo que eu possa, outra vez, reunir as forças dispersas de minha alma.
Capacita-me a afastar, por um pouco, os afazeres de cada dia para pensar
no significado e na finalidade da minha vida. Seja Jesus Cristo hoje o
companheiro dos meus pensamentos, de modo que sua varonilidade divina
se enraíze mais e mais em minha alma. Esteja ele em mim e eu nele assim
como tu nele estiveste e por meio dele estejas tu em mim para que eu
possa descansar em ti.
Fonte e Fundamento de toda a verdade, ó Luz das luzes, que tens aberto a
mente dos homens para discernir as coisas que existem, guia-me, hoje, nas
horas de leitura. Dá-me graça de escolher os bons livros e lê-los de maneira
certa. Dá-me sabedoria para abster-me da leitura sem proveito, ou para
perseverar na leitura útil à minha alma. Concede que eu dê à Bíblia o seu
devido lugar; e enquanto a leio, seja atento aos impulsos do teu Santo
Espirito em minha alma.
Eu oro, ó Deus, por todos os corações que, neste dia, a ti se elevam
fervorosamente e pelos homens e mulheres que em qualquer lugar se
reúnem para louvar e magnificar o teu nome. Embora varie o modo de eles
te adorarem, aceita graciosamente seus humildes atos de oração e louvor, e
guia-os para a vida eterna. Por Jesus. Cristo, nosso Senhor.
Amém.