Anda di halaman 1dari 3

FAHOR

Cursos: Ciências Econômicas, Engenharia de Controle e Automação,


Engenharia de Produção, Engenharia Mecânica, Engenharia Química
e Engenharia de Alimentos.
Protocolo de Aula Prática
QUÍMICA GERAL EXPERIMENTAL
AULA 4 b – FUNÇÕES INORGÂNICAS: REAÇÕES ÁCIDO – BASE E DETERMINAÇÃO DE pH
Professor (a): Djenifer K. Kipper

1. Objetivo

Apoiar a aprendizagem do conceito de ácidos e bases, por meio de experimentos simples em meio aquoso,
usando equipamento pHmetro e a fita colorimétrica.

2. Fundamentação
2.1 Ácidos e bases

Duas das mais importantes classes de compostos em toda a química são os ácidos e as bases. Participam
de um número imenso de reações e procedimentos analíticos nos laboratórios, nas indústrias e até em organismos
vivos. O comportamento das reações entre ácidos e bases foi inicialmente identificado nos estudos de soluções
de ácidos e bases em água e levou à definição de ácidos e bases de Arrhenius. Entretanto, descobriu-se
posteriormente que reações entre ácidos e bases ocorrem em solventes diferentes de água e até mesmo na ausência
de solventes e a definição inicial de Arrehenius precisou ser ampliada.
A classificação de ácidos e bases pode ser feita de acordo com duas outras teorias:
 Ácidos e bases de Bronsted (ou Bronsted-Lowry): um ácido de Bronsted é um doador de íon H+ e uma
base de Bronsted é um aceptor de íon H+. A base conjugada do ácido se forma quando o ácido doa o H+
e o ácido conjugado da base se forma quando a base aceita o H+.
 Ácidos e bases de Lewis: um ácido de Lewis é um aceptor de par de elétrons enquanto uma base de
Lewis é um doador de par de elétrons. Quando uma base de Lewis doa um par de elétrons a um ácido
de Lewis, as duas espécies compartilham um par de elétrons formando uma ligação covalente
coordenada. Uma reação ácido-base de Lewis é, portanto, uma reação que envolve a doação de um par
de elétrons de uma espécie para outra. A importância do conceito de Lewis está no fato de ser muito
mais genérico que as outras definições. As reações ácido-base de Lewis incluem muitas reações que
não envolvem ácidos de Bronsted.

2.2 pH – uma medida de Acidez

A acidez de soluções aquosas é indicada em uma escala logarítmica, por um índice denominado pH, o
qual corresponde ao logaritmo negativo da concentração em uma quantidade de matéria ou em mol/L de hidrônio
ou hidrogênio. A escala de pH varia entre os valores 0 e 14. A água pura e soluções neutras apresentam valor de
pH = 7, soluções ácidas apresentam valores de pH < 7 e soluções básicas tem valores de pH > 7.
FAHOR
Cursos: Ciências Econômicas, Engenharia de Controle e Automação,
Engenharia de Produção, Engenharia Mecânica, Engenharia Química
e Engenharia de Alimentos.
2.3 Método colorimétrico e eletrométrico para determinação de pH

A escala de pH foi introduzida pelo químico dinamarquês Soren Sorensen, em 1909, em seu trabalho de
controle de qualidade da fabricação de cervejas e, é agora usada na ciência, medicina e engenharia. Os métodos
disponíveis para a determinação do pH são fundamentalmente colorimétricos e eletrométricos. Apesar de estes
últimos serem usados quase que exclusivamente hoje em dia, os métodos colorimétricos foram favorecidos por
muitos anos devido à falta de conhecimentos técnicos que pudessem fazer dos métodos eletrométricos algo
rotineiro. A determinação do pH por método colorimétrico consiste no uso da fita pH (Indicador Universal), que
é uma mistura de vários indicadores. Quando o pH é determinado pelo meio eletrométrico, é feito o uso de um
equipamento chamado pHmetro.

3. Procedimento Experimental I – Determinação de pH


3.1 Materiais e metodologias
3.2 Materiais e reagentes
- Béquer; - Refrigerante;
- pHmetro; - Suco de limão;
- Água da chuva; - Água sanitária (alvejante);
- Leite integral; - Fita Colorimétrica;
- Ácido Clorídrico (HCl) – 0,1 mol/L; - Papel absorvente;
- Hidróxido de Sódio (NaOH) – 0,1 mol/L; - Solução Tampão pH 4,0 e pH 7,0;
- Água destilada; - Proveta;

3.3 Método
3.3.1 Potenciométrico (pHmetro)
Inicia-se o procedimento calibrando o pHmetro através do uso de soluções tampão pH 7,0 e pH 4,0,
conforme manual do equipamento. Com o aparelho calibrado, serão realizadas as medições do pH das
substâncias distintas, conforme tabela abaixo. Para fazer as medições adicionar 10 ml de cada substância em
um béquer com o auxílio de uma proveta. Após cada medição realizar a higienização do eletrodo com água
destilada e papel absorvente, para não ocorrer alteração nas medidas das outras amostras. Todos os resultados
deverão ser anotados na Tabela.

3.3.2 Colorimétrica
Neste experimento será medido o pH das amostras com o auxílio da fita colorimétrica. Em cada amostra
deverá ser introduzida uma fita, após alguns segundos compara-se sua cor resultante com a tabela de cores
FAHOR
Cursos: Ciências Econômicas, Engenharia de Controle e Automação,
Engenharia de Produção, Engenharia Mecânica, Engenharia Química
e Engenharia de Alimentos.
apresentada na caixa das fitas, chegando assim ao pH de cada uma delas. Os dados serão anotados
na Tabela.

Solução Valor Classificação Valor Classificação Valor


encontrado encontrado esperado
(Fita) (pHmetro) (Bibliografia)
Água da chuva
Água destilada
Solução de NaOH 0,1
mol/L
Solução de HCl 0,1
mol/L
Refrigerante
Leite
Água sanitária
(alvejante)
Suco de limão

Anote suas observações e conclusões: