Anda di halaman 1dari 5

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL ARRIAGA Ano letivo 2017/2018

Linguagem e Comunicação B
2A

FICHA TRABALHO

Nome: ____________________________________________________________Nº:___________
Data:______/___/___

Lê com muita atenção o romance que se segue:

Conde Nilo

Conde Nilo, conde Nilo,


Seu cavalo vai banhar; Para quem dobra aquela campa,
Enquanto o cavalo bebe, Por quem está a dobrar?
Armou um lindo cantar. - Morto é o conde Nilo
Com o escuro que fazia Nunca os pude separar.
El-rei não o pode avistar. Abertas estão as covas
Mal sabe a pobre da infanta Agora os vão enterrar:
Se há-de rir, se há-de chorar. Ele no adro da igreja,
- Cala, minha filha, escuta, A infanta, ao pé do altar.
Ouvirás um bel1 cantar: De um nascera um cipreste6
Ou são os anjos no céu E do outro um laranjal;
Ou a sereia no mar. Um crescia, outro crescia,
- Não são os anjos no céu co’as pontas se iam beijar.
Nem a sereia no mar:
É o conde Nilo, meu pai, El-rei, apenas tal soube,
Que comigo quer casar. Logo os mandara cortar.
- Quem fala do conde Nilo, Um deitava sangue vivo,
Quem se atreve a nomear O outro sangue real;
Esse vassalo rebelde De um nascera uma pomba,
Que eu mandei desterrar2? De outro um pombo torcaz7
- Senhor, a culpa é só minha. Senta-se el-rei a comer,
A mim deveis castigar: Na mesa lhe iam poisar:
Não posso viver sem ele… - Mal haja tanto querer,
Fui eu que o mandei chamar. E mal haja tanto amar!
- Cala-te, filha traidora, Nem na vida nem na morte
Não te queiras desonrar. Nunca os pude separar.
Antes que o dia amanheça
Vê-lo-ás ir a degolar3 Versão de Trás-os-Montes,
- Algoz4 que o matar a ele, Segundo Almeida Garrett

A mim tem de me matar;


Adonde5 a cova lhe abrirem
A mim me tem de enterrar.

1
Bel – belo
2
Desterrar – expulsar, exilar
3
Degolar – decapitar
4
Algoz – carrasco
5
Adonde – onde
6
Cipreste – espécie de árvore
7
Pombo Torcaz – raça de pombo
1. Acabaste de ler um romance tradicional português.
1.1. Em que região do país foi recolhida esta versão?
___________________________________________________________________

1.2. Diz quem a recolheu.


___________________________________________________________________

2. Identifica as três personagens do texto.


_______________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________

3. Em que altura do dia se localiza a primeira parte deste romance? Justifica a tua resposta,
transcrevendo dois versos.
_______________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

4. A ação deste romance não se passa nos nossos dias. Transcreve dois versos que consideres
“marcas da época” em que ele decorre.
_______________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________

5. “Enquanto o cavalo bebe / Armou um lindo cantar”.


5.1 Diz, por palavras tuas, o significado destes dois versos.
_______________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

6. O cantar do conde Nilo é comparado ao canto de outras duas entidades. Quais?


_______________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________

7. Qual é a personagem que faz essas comparações?


_______________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________

8. Identifica o tipo e a forma das frases, preenchendo o quadro a baixo:


Tipo
Cala-te, minha filha.
Forma
Tipo
Não são os anjos do céu,
Forma
Tipo
Quem se atreve a nomear esse vassalo?
Forma
Tipo
Não te queiras desonrar.
Forma

9. “ Senhor, a culpa é só minha.”


9.1 Por que razão a infanta se dá por culpada?
_______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

10. Diz o que é que o rei mandou cortar.


_______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

11. Qual a razão dessa atitude?


_______________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________

12. Os dois amantes dão origem a mais dois fenómenos. Indica-os.

1º fenómeno 2º fenómeno

13. A quem pertence a última fala deste romance popular?


___________________________________________________________________

13.1. Que sentimento revelam essas palavras?


___________________________________________________________________

A professora: Sandra Dutra


Correção

1.1. Esta versão foi recolhida em Trás-os-Montes.


1.2. Foi recolhida por Almeida Garrett.
2. As personagens são o conde Nilo, a infanta e o rei.
3. A primeira parte do romance passa-se durante a noite. “Com o escuro que fazia / El-rei não o pode
avistar.”
4. “Seu cavalo vai banhar;”; “El-rei não o pode avistar.”; “Esse vassalo rebelde”; “Vê-lo-ás ir a
degolar”.
5.1. Os versos significam que enquanto o cavalo do conde bebia ele começou a cantar.
6. O cantar do conde é comparado com o canto dos anjos e das sereias.
7. A personagem que faz essas comparações é o rei.
8. Imperativo /afirmativa
Declarativo / negativa
Interrogativo / afirmativa
Imperativo / negativa
9.1. A infanta dá-se por culpada porque amava o conde e ela é que o tinha mandado chamar.
10 O rei mandou cortar as árvores (os galhos das árvores) que tinham nascido em cima das sepulturas
dos dois amantes.
11. O rei procedeu assim porque não queria que os dois ficassem juntos, nem sequer depois da morte.
12. 1- quando as árvores foram cortadas, dos seus ramos correu sangue vivo e sangue real.
2- das árvores cortadas nasceram uma pomba e um pombo torcaz.
13. A última fala do romance pertence ao rei.
13.1. Estas palavras revelam ódio, revolta, desespero.