Anda di halaman 1dari 11

Imunologia I: Resposta Inata e Adaptativa (Adquirida)

Imunologia: é a ciência que estuda a resposta imunológica.

Resposta Imunológica: é o conjunto integrado e regulado de ações de defesa e ataque,


executado pelo sistema imunológico dos vertebrados contra agentes invasores
potencialmente patogênicos.

Sistema Imunológico: são todos os mecanismos pelos quais um organismo multicelular se


defende de invasores externos, quer sejam esses biologicos, a exemplo bactérias, vírus,
protozoários, fungos, quer sejam esses elementos químicos, como peçonhas, venenos, etc.
Reconhece e distingue o que é próprio do organismo(self) do que lhe é estranho(no self).

MECANISMO DE DEFESA DO CORPO CONTRA A INFECÇÃO

FUNÇÕES DO SISTEMA IMUNOLÓGICO


 Defesa contra os microorganismos infecciosos
 “Limpeza” do organismo  retirada de células mortas;
 Renovação de determinadas estruturas;
 Rejeição de enxertos;
 Memória imunológica;

não forem destruídas, podem dar origem a tumores.
 Não reação ao próprio

LINHAS DE COMBATE DO SISTEMA IMUNOLÓGICO

Resposta inespecífica (Imunidade Inata)


1° linda de combate: barreiras naturais,
mucosa, secreções, peristaltismo e flora
normal.
2° linha de combate: inflamação- células
fagocitárias, substância antimicrobiana
(impede a proliferação da bactéria e ate
mata a bactéria), febre (tentativa do
organismo de não deixar a bactéria
proliferar).

Resposta específica (Imunidade Adaptativa/Adquirida)


3° linha de combate: Anticorpos (imunidade humoral) ecitotóxicas (imunidade celular).
Altamente específica e lisa as células hospedeiras.
Resposta Imune específica:
↗Anticorpos (imunidade humoral)- Linfócitos B- Especificidade
↗Células da Imunidade celular- Linfócito T- Memória

Resumo – Alberto Galdino LoL


Imunologia I: Resposta Inata e Adaptativa (Adquirida)

COMPONENTES DA IMUNIDADE INATA E ADAPTATIVA

 IMUNIDADE INATA
A defesa contra microorganismos é mediada por reações da imunidade inata e por respostas
tardias da imunidade adaptativa. A Imunidade Inata (também chamada Natural ou Nativa)
proporciona a linha de defesa inicial contra microorganismos. Consiste em mecanismos de
defesa celulares e bioquímicos, que já existem até mesmo antes da infecção e que estão
prontos para responder rapidamente a infecções.
-Primeira linha de defesa.
-Está disponível para ativação antes do ataque do patógeno.
-Componente não-específico.
-Primeiros obstáculos aos patógenos: rompimento de barreiras que protegem o hospedeiro

Os principais componentes da Imunidade Inata são:

1) As Barreiras
Oferecem a primeira linha de defesa contra a entrada de microrganismos e de moléculas
tóxicas ao ambiente asséptico e rico em nutrientes de nossos tecidos:
 Barreiras Físicas:
Pele e mucosa inactadas, Flora microbiana normal, Ácidos graxos na pele, Acido no
estômago, Lençol muco ciliar na traquéia, Enzimas no intestino, salivas e lagrimas,
Tosse, espirros, vômito, diarreia e Febre.
 Barreiras Químicas:
pH (pele, estômago, vagina) e Moléculas microbicidas (α-defensinas, β-defensinas,
catelicidina, RNAses, DNAses, lizosima, psoriasina).
 Barreiras Biológicas.

Resumo – Alberto Galdino LoL


Imunologia I: Resposta Inata e Adaptativa (Adquirida)

2) Células
 Fagocitárias (neutrófilos, macrófagos): fagocitose e destruição de bactérias, vírus,
fungos e protozoários.
 Neutrófilos: população mais abundante de leucócitos circulantes. São os
primeiros a responder à maioria das infecções. Os grânulos específicos dos
neutrófilos possuem enzimas como lisozima, colagenase e elastase.
 Macrófagos: células fagocíticas derivadas dos monócitos. Respondem aos
microorganismos quase tão rapidamente quanto os neutrófilos, mas persistem
por mais tempo no local da inflamação. São as células efetoras dominantes
nos estágios mais tardios da resposta imunológica natural.
 Dendríticas (distribuídas nos tecidos linfóides, epitélio da mucosa e parênquima dos
órgãos): Mielóides - secretoras de IL-12; Plasmocitóides - expressão aumentada de
TLR7 e TLR9; secretam altos níveis de IFN-alpha.
 Eosinófilos, Basófilos / Mastócitos: inflamação, aumento da permeabilidade vascular e
destruição de helmintos.
 Basófilos: diferenciação de mastócitos. Participação nas alergias. A Histamina
que contêm é responsável pela vasodilatação e pelo aumento da
permeabilidade capilar durante uma reacção alérgica. Também contêm
heparina, um anticoagulante que limita a velocidade de coagulação do sangue.
 Basófilos: fagocitose. Ação anti-inflamatória. Se estiverem aumentadas, pode
ser que esteja ocorrendo uma infecção parasitária (vermes, por exemplo) ou
uma reação alérgica.
 Células NK (natural killer): destroem as células infectadas e as células que perderam a
expressão de moléculas MHC da classe I, e secretam citocinas, principalmente INF-γ.

O principal papel fisiológico das células NK é a


defesa contra os vírus e outros microrganismos
intracelulares. A expansão e a atividade das
células NK, são também estimuladas por
citocinas, principalmente a IL-12 e IL-15.

Funções efetoras das células NK: tem grânulos


que contêm perforina que cria poros nas
membranas das células alvo. NK têm granzimas
que penetram pelos poros criados pela perforina
induz a apoptose pela ativação das caspases-1.

3) Proteínas do Sangue
Membros do Sistema Complemento: recrutamento celular, lise de bactérias e vírus.
Proteína C Reativa: opsonização e produção de citocinas.

4) Citocinas
Recrutam e ativam leucócitos e produzem alterações sistêmicas, incluindo aumento na síntese
de células efetoras e proteínas que potencializam as respostas anti-microbianas. Principal
fonte de citocinas: macrófagos, neutrófilos, células NK, mas células endoteliais e algumas
células epiteliais como queratinócitos produzem algumas destas proteínas. Estimulam a
imunidade adaptativa e influenciam a natureza da imunidade adaptativa.

Resumo – Alberto Galdino LoL


Imunologia I: Resposta Inata e Adaptativa (Adquirida)

Resposta dos fagócitos na defesa do hospedeiro

~~Recrutamento~~
Recrutamento de Leucócitos para o sítio de Infecção:
Neutrófilos e Monócitos são recrutados para o sítio de infecção por se ligarem a moléculas de
adesão nas células endoteliais e por substâncias quimiotáticas produzidas na resposta à
infecção.
Processam múltiplas etapas, envolvendo aderência dos linfócitos circulantes à superfície das
células endoteliais nas vênulas pós-capilares e migração através da parede do caso. Cada etapa
orquestrada por diferentes tipos celulares.

Resumo – Alberto Galdino LoL


Imunologia I: Resposta Inata e Adaptativa (Adquirida)

Adesão do leucócito no endotélio: transmigração dos Leucócitos.


Quimiotaxia: processo de locomoção de células em direção a um gradiente químico, podendo
ser positiva ou negativa a certa substância.

~~Reconhecimento de Microorganismos~~
Neutrófilos e macrófagos expressam receptores de superfície que
reconhecem microrganismos e quando ativados induzem as células a
produzirem citocinas, substâncias microbicidas e estimulam a migração das
células para os locais da infecção.

~~Fagocitose~~
É o englobamento e digestão de partículas sólidas e microorganismos por fagócitos ou células
amebóides. Na corrente sanguínea ocorre quando o sistema imunológico identifica um corpo
estranho que será englobado e digerido pelos leucócitos. Um grande aumento de leucócitos
no sangue indica processo infeccioso.
Estas células de defesa têm a importante função de eliminar agentes agressores ao nosso
organismo.

Resumo – Alberto Galdino LoL


Imunologia I: Resposta Inata e Adaptativa (Adquirida)

No processo de ingestão, a célula gastará bastante energia até carregar a partícula ao seu
interior. Na digestão intracelular da partícula ingerida, alguns microorganismos poderão ser
destruídos.

-Reconhecimento do patógeno através de receptores de superfície


-O patógeno ligado é circundado pela membrana do fagócito
-Internalização em vesícula
-Função do fagossoma com o lisossoma -> FAGOLISOSSOMA
-Morte do patógeno por enzimas e substâncias tóxicas nos fagolisossomas.

A característica chave que distingue os microorganismos patogênicos dos não-patogênicos é a


suas habilidade para superar as defesas imunes inatas.

Resposta Inflamatória -> Papéis fundamentais no combate à infecção:


1)Oferecer células e moléculas adicionais aos sítios de infecção
2)Promover reparo dos tecidos danificados
A inflamação no sítio de infecção é iniciada pela resposta dos macrófagos ao patógeno.

Sistema de coagulação -> Formação de coágulo de fibrina. Previne a entrada de


microorganismos infeccioso na corrente sanguínea.

PAMP - Padrão Molecular Associado a Patógenos


- As membranas dos microorganismos apresentam umaestrutura molecular com padrão
repetido.
- O sistema imune inato reconhece estes patógenos por meio de receptores que se ligam a
padrão de estrutura regular (reconhecimento de padrão de moléculas associado a patógeno).
- Na maioria das vezes o reconhecimento do patógeno e discriminação do que é próprio é
devido ao reconhecimento de certos resíduos de açúcares que são documentados em
micróbios patogênicos e não em células do hospedeiro.

Resumo – Alberto Galdino LoL


Imunologia I: Resposta Inata e Adaptativa (Adquirida)

 IMUNIDADE ADAPTATIVA
Além da Imunidade Inata, existem outras respostas imunológicas que são estimuladas pela
exposição a agentes infecciosos, cuja magnitude e capacidade de defesa aumentam com cada
exposição sucessiva a determinado organismo. Como essa forma de imunidade desenvolveu-
se em resposta à infecção e adapta-se a ela, é denominada Imunidade Adaptativa (Adquirida).
Uma característica notável é a especificidade para moléculas distintas e sua capacidade de
“lembrar” e responder com mais intensidade em exposições repetidas ao mesmo
microorganismo.
Os principais componentes da imunidade adquirida consistem em células denominadas
LINFÓCITOS e seus produtos secretados, tais como os ANTICORPOS.

Existem dois tipos de resposta imune adaptativa, denominados IMUNIDADE HUMORAL e


IMUNIDADE CELULAR, as quais são mediadas por diferentes componentes do sistema
imunológico e cuja função é eliminar diferentes tipos de microorganismos.
 Imunidade Humoral: é mediada por moléculas no sangue e nas secreções das
mucosas, denominadas ANTICORPOS, que são produzidos pelos Linfócitos B (células B).
É o principal mecanismo de defesa contra microorganismos extracelulares e suas
toxinas, visto que os anticorpos secretados podem ligar-se a esses microorganismos e
toxinas e ajudar na sua eliminação.
 Imunidade Celular: é mediada pelos Linfócitos T (células T). Os microorganismos
intracelulares, como os vírus e algumas bactérias, sobrevivem e proliferam no interior
dos fagócitos e de outras células do hospedeiro, onde são inacessíveis aos anticorpos
circulantes. A defesa contra essas infecções constitui uma função da imunidade
celular, que promove a destruição dos microorganismos que residem nos macrófagos
ou a destruição das células infectadas para eliminar os reservatórios da infecção.

Principais características da Resposta Imune Adaptativa

 Especificidade e Diversidade: As partes de antígenos que são reconhecidas


especificamente pelos linfócitos são denominadas DETERMINANTES ANTIGÊNICOS ou
EPÍTOPOS. Essa especificidade apurada ocorre porque os linfócitos expressam
receptores de membrana que são capazes de distinguir diferenças sutis na estrutura
de diferentes epítopos.

Resumo – Alberto Galdino LoL


Imunologia I: Resposta Inata e Adaptativa (Adquirida)

 Memória: As respostas a uma segunda exposição e a exposições subsequentes ao


mesmo antígeno, denominadas RESPOSTAS
IMUNOLÓGICAS SECUNDÁRIAS, geralmente
são mais rápidas, de maior intensidade e,
com frequência, qualitativamente
diferentes da primeira resposta ou resposta
imunológica primária ao antígeno.
 A MEMÓRIA IMUNOLÓGICA deve-se ao
fato de que cada exposição a um antígeno
gera células de memória de vida longa
específicas para o antígeno, que são mais
numerosas que as células T virgens
específicas para o antígeno, as quais já
existem antes da exposição ao antígeno
específico.

 Expansão Clonal: Refere-se a um aumento no número de células que expressam


receptores idênticos para o mesmo antígeno e que, portanto, pertencem a um clone.
Esse aumento nas células específicas para determinado antígeno permite que a
resposta imunológica possa fazer frente ao rápido ritmo de divisão dos patógenos.

 Especialização: A cada tipo de resposta


imunológica protege o hospedeiro contra
aquela classe de microorganismo. As
respostas são específicas e distintas para
cada antígeno, maximizando a eficiência
dos mecanismos de defesa.

 Contração e Homeostasia: A contração das respostas imunológicas ocorre, em grande


parte, pelo fato de que as respostas imunológicas que são desencadeadas por
antígenos atuam para eliminá-los, removendo, dessa maneira, um estímulo essencial
para a sobrevida e a ativação dos linfócitos. Com exceção das células de memória, os
linfócitos que são privados desse estímulo morrem por apoptose.

 Não reatividade ao próprio (tolerância a AGs próprios): Habilidade em reconhecer


muitos antígenos estranhos (não próprios), responder a eles e eliminá-los, e ao mesmo
tempo não desenvolver uma reação lesiva às substâncias antigênicas do hospedeiro
(próprias). Mecanismos de Auto-tolerância:
-Eliminação de linfócitos que expressam receptores específicos para alguns antígenos
próprios
-Permitir que os linfócitos encontrem outros antígenos próprios em circunstâncias que
levam à desativação funcional ou morte dos linfócitos autorreativos
Anormalidades na autolerância → Doenças Autoimunes

Principais componentes da Imunidade Adaptativa (adquirida)

→Linfócitos T e B
→Células apresentadoras de Antígenos
→Células Efetoras

Resumo – Alberto Galdino LoL


Imunologia I: Resposta Inata e Adaptativa (Adquirida)

Linfócitos
Células que reconhecem e respondem especificamente a antígenos estranhos. Existem vários
subtipos que diferem em sua forma de reconhecimento de antígeno e em suas funções.

↗Linfócitos B:
-Provenientes da medula
-Reconhecem antígenos extracelulares
-Quando ativados, diferenciam-se em plasmócitos - células secretoras de imunoglobulinas
(anticorpos). São as únicas células capazes de produzir Anticorpos
-Mediadores da imunidade humoral

↗Linfócitos T:
-Amadurecem no timo
-Reconhecem antígenos intracelulares
-Células da Imunidade Celular
-Possuem receptores de células T (TCR)
-Apresentam uma especificidade restrita para antígenos
-Reconhecem apenas peptídeos antigênicos ligados

Células Apresentadoras de antígenos


-Captura e apresentação de antígenos a leucócitos específicos
-Fornecer sinais para proliferação e diferenciação dos linfócitos
-APCs com maior grau de especialização são as células dendríticas
-Outros tipos celulares desempenham esse papel em diferentes estágios das respostas
imunológicas.

Células Efetoras
A eliminação do antígeno frequentemente exige a participação de células denominadas Células
Efetoras, tendo em vista o fato de que medeiam o efeito final da resposta imunológica:
eliminar o microorganismo. Os linfócitos T ativados, os fagócitos mononucleares e outros
leucócitos atuam como Células Efetoras em diferentes respostas imunológicas.

Resumo – Alberto Galdino LoL


Imunologia I: Resposta Inata e Adaptativa (Adquirida)

Tecidos do Sistema Imunológico

•Órgãos Linfóides Primários


São sítios de produção, diferenciação, proliferação e
amadurecimento de diversos tipos celulares
–Medula Óssea
–Timo

•Órgãos Linfóides Secundários


Ambiente onde as respostas dos linfócitos aos antígenos estranhos
são iniciadas e desenvolvidas
–Linfonodos
–Baço
–Sistemas Linfóides Cutâneos
–Sistemas Linfóides associados às mucosas

↗Medula Óssea
Local onde todas as células sanguíneas são geradas (Hematopoiese)
-Local em que as células B se desenvolvem
-Quando a medula óssea é lesada ou quando ocorre um aumento
da demanda para a produção de novas células sanguíneas, o fígado
e o baço são recrutados como locais de hematopoiese extra-
medular.

↗Timo
-Local de desenvolvimento das células T
-O desenvolvimento começa no córtex e, conforme vão se desenvolvendo, migram para a
medula
-Células T desenvolvidas deixam o timo e entram no sangue e nos tecidos linfóides periféricos.

↗Linfonodos
-Agregados nodulares de tecidos linfóides localizados ao longo de canais linfáticos por todo o
corpo
-Locais onde as células T e B respondem aos antígenos que são coletados pela linfa dos tecidos
periféricos
-As células B estão concentradas nos folículos, enquanto que as células T se concentram no
córtex parafolicular.

↗Baço
-Local onde ocorre as respostas imunológicas a antígenos provenientes do sangue
-Contém fagócitos em abundância que ingerem e destroem os micróbios no sangue
-Os linfócitos T estão concentrados nas bainhas linfóides periarteriolares e as células B residem
nos folículos

↗Sistemas Linfóides Cutâneo e de Mucosas


-Localizados abaixo do epitélio da pele (cutâneo) e dos
tratos gastrintestinal e respiratório (de mucosas)
-São locais de respostas
imunológicas a antígenos que
atravessam o epitélio
Ex.: Tonsilas, placas de Peyer.

Resumo – Alberto Galdino LoL


Imunologia I: Resposta Inata e Adaptativa (Adquirida)

Tipos de Respostas Imunológicas Adquiridas


 Imunidade Ativa
Obtida após estimulação antigênica.
Pode ser adquirida após infecção
(indução natural), ou em
consequência de vacinação (indução
artificial)
 Imunidade Passiva
Conferida pela transferência de soro
ou fluidos de um animal previamente
imunizado para outro não imunizado.
Ex: amamentação, passagem
transplacentária de anticorpos
maternos para o feto (indução
natural) e soros hiperimunes
(indução artificial).

Principais estratégias para combater Microorganismos


-Anticorpos secretados ligam-se aos micro-organismos extracelulares, bloqueiam sua
capacidade de infectar células do hospedeiro e promovem sua ingestão e subsequente
destruição por fagócitos
-Fagócitos ingerem os micro-organismos e os destroem, e as células T auxiliares aumentam as
capacidades microbicidas dos fagócitos
-CTLs destroem as células infectadas por micro-organismos que não são acessíveis aos
anticorpos

Imunidade Celular
Funções das células T:
 Funções Reguladoras: Mediadas, primeiramente, por Células T Auxiliares (CD4), as
quais produzem citocinas.
ex. : IL-4 e IL-5 → induzem as células B a produzirem anticorpos.
IL-2 → ativação das CD4 e CD8
IFNγ → ativa macrófagos
 Funções Efetoras: Desempenhadas pelas Células T Citotóxicas (CD8), as quais eliminam
as células infectadas, células tumorais e enxertos.

Imunidade Humoral
-Ramo da resposta imunológica adaptativa que funciona para neutralizar e eliminar
microorganismos extracelulares e as toxinas microbianas.
-As respostas imunológicas humorais são iniciadas pelo reconhecimento dos antígenos pelos
receptores específicos de imunoglobulinas (Ig) das células B pré-imunes.
-Mediada por anticorpos, produzidos pelos linfócitos B Linfócitos B ativados proliferam e se
diferenciam em células secretoras de anticorpos (plasmócitos)

Resumo – Alberto Galdino LoL