Anda di halaman 1dari 4

Na Prática da Palavra

1. Os Efeitos da Palavra

Desafios da semana passada:

Na semana passada, encerramos a série Nas Provações, com uma lição sobre os benefícios
que as provações podem trazer para a vida de um cristão. As lições que aprendemos foram:

1. A provação é um teste da fé, podendo o resultado ser aprovação ou reprovação;


2. A provação pode ser comparada ao processo de purificação do ouro: como o ouro, o
cristão é submetido a altas temperaturas, de modo que suas impurezas sejam eliminadas;
3. Deus é o promotor das provações e seu objetivo é tratar o caráter e a conduta dos
cristãos de modo que se tornem semelhantes a Jesus;
4. A pessoa aprovada adquire estabilidade, ou seja, se torna alguém mais firme, menos
propensa a ser abalada, o que é um traço da maturidade espiritual;
5. O amadurecimento que hoje experimentamos com as provações nos dá pistas do tipo de
pessoas que seremos no futuro: exatamente como Jesus é, isto é, perfeitos;
6. Como Paulo, não devemos nos focar nas provações e, assim, nos deixar desanimar com
elas. Devemos, sim, colocar os olhos nos benefícios que, através delas, obteremos.

A partir disso, o seguinte desafio foi feito: quando estiver em uma provação, não se deixe
desanimar e não comece a reclamar, caminhando, assim, para a reprovação. Ao invés disso,
haja de modo a conseguir aprovação! Tenha em mente que Deus está por trás de tudo e que,
através da provação, você alcançará benefícios maravilhosos.

Compartilhe com o grupo como foi sua semana no que se refere ao desafio proposto.

Introdução:

Na lição de hoje, iniciaremos uma nova série de lições a partir do livro de Tiago. Nosso tema
agora será “a fé que se revela Na Prática da Palavra”. Abra o seu coração para o que o Espírito
Santo quer ministrar em sua vida.

Desenvolvimento do ensino:

Texto-base: Tiago 1.18,21

A palavra é o meio utilizado por Deus para revelar à humanidade seu caráter, sua vontade e seu
plano de salvação. Através dela, então, conhecemos quem Deus é, como Ele quer que vivamos
e o que Ele fez para nos trazer de volta para Ele. Se Deus nunca tivesse se comunicado e
interagido com o homem, nós não teríamos à disposição esse conhecimento. Em um primeiro
momento, Deus se revelou através de suas palavras e ações na história de Israel e da Igreja. Em
um segundo momento, ele chamou e inspirou homens a registrar as revelações dadas por Ele,

Outubro 2007 Igreja Batista Central de Belo Horizonte Pág. 1/4


Tiago, a fé que se revela IBC1: Rua Mar de Espanha, 570, Santo Antônio
Na Prática da Palavra IBC2: Rua Luiz Soares da Rocha, 37, Luxemburgo
Os Efeitos da Palavra (31) 3296-1665 celulas.ibcbh.com.br celulas@ibcbh.com.br
de modo que elas fossem transmitidas às gerações futuras. Após milênios de registros, os
escritos foram colecionados e surgiu a Bíblia que corresponde à que temos hoje em nossas
mãos. Hoje, em um terceiro momento, quando temos contato com a Palavra registrada, seja
direta ou indiretamente, o Espírito Santo, que é quem a inspirou, a revela para nós de maneira
pessoal, fazendo com que ela produza efeitos em nossas vidas. Na lição de hoje, a partir da
epístola de Tiago, vamos estudar dois dos efeitos que a palavra pode produzir na vida de uma
pessoa.

1. Gerados pela Palavra

Pois, segundo o seu querer, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos
como que primícias das suas criaturas (Tiago 1.18).

Em João 3, há registrado um dos grandes diálogos travados por Jesus. A conversa foi polêmica,
tendo como assunto o novo nascimento. Nicodemos, o outro interlocutor, não conseguiu
compreender o que Jesus quis dizer com “nascer de novo”. Ele havia entendido que, para ver e
entrar no Reino de Deus, uma pessoa teria que voltar para o ventre materno e nascer outra vez.
Jesus, na verdade, estava falando de um novo nascimento espiritual, ou seja, da regeneração do
espírito do homem. Sem essa regeneração, ninguém poderia fazer parte do Reino de Deus.
Quando o homem e a mulher decidiram desobedecer a Deus e, assim, pecar (cf. Gn 3), em
conformidade com Romanos 6.23 e 3.23, eles morreram espiritualmente, isto é, perderam a vida
de Deus (gr. zoe) e foram desconectados da comunhão com Ele. Sendo essa morte transmitida
de geração a geração, semelhantemente a uma herança genética, para voltar a se relacionar
com Deus, o homem precisa ser regenerado em seu espírito, ou seja, receber de volta a vida de
Deus perdida, o que é chamado de novo nascimento.

O texto de Tiago em destaque diz que Deus “nos gerou pela palavra da verdade”, isto é, que a
palavra é o instrumento usado por Deus para efetuar em nós o novo nascimento. Essa idéia é
confirmada pela continuação do versículo, que diz “para que fôssemos como que as primícias
das suas criaturas”. Através da cruz de Cristo, a intenção de Deus foi e é realizar uma nova
criação, a partir da restauração da criação caída. Os primeiros frutos desse plano são pessoas
restauradas, as quais são geradas pela palavra da verdade. Os últimos frutos, de acordo com
Romanos 8.18-23, Apocalipse 21.1-8 e 2Pedro 3.13, dizem respeito à restauração dos demais
elementos da criação, o que se dará com os novos céus e nova terra. Sendo assim, por meio da
palavra, a nova criação de Deus está sendo, hoje, gerada, o que tem acontecido a partir da
regeneração da humanidade caída. Em conformidade com isso, 1Pedro 1.23-25 diz: “pois fostes
regenerados não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a palavra de Deus, a
qual vive e é permanente. Pois toda carne é como a erva, e toda a sua glória, como a flor da
erva; seca-se a erva, e cai a sua flor; a palavra do Senhor, porém, permanece eternamente. Ora,
esta é a palavra que vos foi evangelizada”.

Como o novo nascimento se dá na prática do dia-a-dia? Uma pessoa, ao ter contato com a
palavra de Deus, seja através de uma pregação, conversa e/ou leitura de um livro ou através da
leitura pessoal da Bíblia, pode ser tocada pelo Espírito de Deus, o qual age conjuntamente com
a palavra, e, assim, ser regenerada.

1. Você já nasceu de novo? Poderia compartilhar com o grupo como foi a experiência e
como a palavra participou disso? Se você ainda não nasceu de novo, abra o seu coração
e peça para o Espírito Santo operar esse grande milagre em sua vida.

2. Santificados pela Palavra

Portanto, despojando-vos de toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei, com


mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma
(Tiago 1.21).

Outubro 2007 Igreja Batista Central de Belo Horizonte Pág. 2/4


Tiago, a fé que se revela IBC1: Rua Mar de Espanha, 570, Santo Antônio
Na Prática da Palavra IBC2: Rua Luiz Soares da Rocha, 37, Luxemburgo
Os Efeitos da Palavra (31) 3296-1665 celulas.ibcbh.com.br celulas@ibcbh.com.br
O segundo efeito que a palavra pode produzir na vida de uma pessoa é a santificação.
Santificação, a partir versículo de Tiago em destaque, é o ato de se despojar de toda a impureza
e acúmulo de maldade. A palavra grega correspondente a “despojar” faz referência ao ato de
tirar as vestes; “acúmulo de maldade” se refere a uma grande variedade e quantidade de
pecados. Sendo assim, santificar-se é despir-se das roupas sujas, imundas, de modo que se
possa vestir de outras brancas, puras.

Segundo Tiago, essa santificação é operada pelo acolhimento, com mansidão, da palavra em
nós implantada, a qual é poderosa para nos salvar (salvar, neste contexto, tem o sentido de
santificar). A palavra é o agente da santificação porque, como foi dito no início, ela revela o
caráter e a vontade de Deus para nós. Sendo assim, o padrão a ser alcançado através da
santificação, ou seja, o alvo da santificação, está descrito na palavra. É ela que nos mostra o
que é pecado e o que é santo. Entretanto, isso não é suficiente. Para sermos, de fato,
santificados, precisamos acolher, com mansidão, a palavra implantada. Mansidão diz respeito à
ausência de resistências, submissão, ou seja, para que a palavra produza em nós a santificação,
é necessário que nos rendamos e nos submetamos ao que ela ensina, abrindo mão, assim, das
nossas opiniões e vontades.

Em 1Pedro 2.1-2, há um texto paralelo a esse que estamos estudando. Ele diz: “Despojando-
vos, portanto, de toda maldade e dolo, de hipocrisias e invejas e de toda sorte de maledicências,
desejai ardentemente, como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual, para que, por
ele, vos seja dado crescimento para salvação”. O genuíno leite espiritual que deve ser
ardentemente desejado é a palavra. Ela é que nos dá condições para crescermos em nossa vida
espiritual, ou seja, sermos santificados (salvação, neste contexto, também se refere à
santificação).

2. Você tem buscado, ardentemente, beber do leite espiritual, de modo a crescer em sua
santificação? Em outras palavras, você tem buscado conhecer o que a Bíblia diz sobre o
caráter e a vontade de Deus, de modo que esse conhecimento se torne o seu padrão de
vida, caráter e conduta?
3. Você tem acolhido com mansidão à palavra de Deus em você implantada, ou seja, tem se
rendido e submetido ao que ela diz ser pecado e santo? Ou tem sido resistente e
obstinado, insistindo que o seu padrão de vida cristã pode ser determinado por você
mesmo?

Conclusão e Desafios:

Na lição de hoje, aprendemos importantes lições:

 A palavra nos revela o caráter, a vontade e o plano de salvação de Deus para a


humanidade;
 Pela ação da palavra é operado, nos seres humanos, o novo nascimento;
 Pela palavra é operada, nos cristãos, a santificação. Ela é que determina o padrão de
vida dos cristãos.

A partir disso, seguem-se alguns desafios:

1. Se você ainda não nasceu de novo, abra o seu coração e peça ao Espírito Santo para
realizar isso em sua vida;
2. Busque conhecer a palavra de Deus e, assim, saber qual é o padrão de Deus para a sua
vida cristã. Não resista ao que a palavra diz. Renda-se e submeta-se. Abra mão de suas
idéias e opiniões.

Momento a sós com Deus:

Outubro 2007 Igreja Batista Central de Belo Horizonte Pág. 3/4


Tiago, a fé que se revela IBC1: Rua Mar de Espanha, 570, Santo Antônio
Na Prática da Palavra IBC2: Rua Luiz Soares da Rocha, 37, Luxemburgo
Os Efeitos da Palavra (31) 3296-1665 celulas.ibcbh.com.br celulas@ibcbh.com.br
Até a próxima reunião, separe um tempo para meditar sobre o texto de Tiago 1.22-25.

Outubro 2007 Igreja Batista Central de Belo Horizonte Pág. 4/4


Tiago, a fé que se revela IBC1: Rua Mar de Espanha, 570, Santo Antônio
Na Prática da Palavra IBC2: Rua Luiz Soares da Rocha, 37, Luxemburgo
Os Efeitos da Palavra (31) 3296-1665 celulas.ibcbh.com.br celulas@ibcbh.com.br