Anda di halaman 1dari 15

Português

Antônimo - oposto:

Humilhação = satisfação
Melhor = Pior
Dormir=Acordar
Acende – Apaga
Subir-Descer
Descaso - Preocupação

Sinônimo - mesmo sentido:


Incidente = evento
Incluía = trazia
Fascinantes = deslumbrantes
Imensurável – ilimitado.
Antagônicos – contrários.
Comoção – agitação.
Excelência = primazia.
Convictas = convencidas.
Contenção=Diminuição

Divisão silábica
mo-lha-da
hu-mi-lha-ção
pre-ci-o-so.
cas-sa-do
ar-re-pen-di-do
a-do-les-cên-cia
de-ta-lhe
a-tu-ais
fan-ta-si-as
ex-pe-ri-ên-cia
hip-no-ti-za-do-res.
Da-mi-ão
As-sus-ta
Ex-cla-ma-ram
De-pois
Có-pi-as
Si-lên-ci-o
Mais
Que
Não
Seu
Su-a
sa-lá-ri-o
con-fi-á-vel
der-ra-ma-men-to,
a-do-les-cen-te,
in-ter-nau-ta,
des-ca-rac-te-ri-za-ção.
A-lém
a-in-da
téc-ni-ca.
pro-fis-sio-na-li-zan-tes

Plural
Capitão - capitães
Mão - mãos
Opinião - opiniões
Bênção – bênçãos
Instalação – Instalações
Local – locais
Móvel – Móveis
Mensagem – Mensagens

Aumentativo/ Diminuitivo
Copo – copinho
Pedra – pedrinha
Dedo - dedão

Feminino/ Masculino
O jovem pigmeu - A jovem pigmeia

Pronome
O auxiliar administrativo pediu para eu preencher o formulário.
O professor falou comigo e com várias pessoas.

Radical
Antropologia, antropocentrismo, antropogeografia. (antro)

Voz passiva - sujeito é paciente, recebe a ação expressa pelo verbo.


A maquete foi elaborada pelo grupo de arquitetos.
(A maquete – sujeito paciente) (foi elaborada – ação) (pelo grupo de arquitetas – agente da
passiva)

Alguém apanhou as folhas de papel = As folhas de papel foram apanhadas por alguém

O assistente administrativo deverá transmitir documentos via fax = Documentos via fax
deverão ser transmitidos pelo assistente administrativo.

Voz passiva analítica


Verbo Ser + particípio (-ado / -ido) do verbo principal.
Ex: O relógio será substituído, O trabalho foi finalizado, a escola será pintada

- As pastas foram arquivadas

Vírgula
- Separar termos deslocados.
- “E, realmente, pouco depois, alguém foi arrumar a mesa e apanhou as folhas de papel para
jogá-las na lareira”
- Durante muitos anos, esperamos resultados tão bons!
- Por favor, pegue o relatório para mim
- Separar adjunto adverbial deslocado
- Quando o casal recusou, o jovem insistiu
- Introdução de uma explicação.
“Em outras palavras, estamos chegando à mesma situação extrema de um náufrago”.

Não, espere, atravesse a rua com cuidado!


Espere, olhe antes de atravessar, não corra!
Não espere, agora você pode atravessar com calma.
Filho, não atravesse a rua antes de olhar para os dois lados.
O ajudante separou as correspondências, o material de escritório e o jornal.

Sufixo – os afixos surgem depois do radical


Subitamente = pelo acréscimo do sufixo mente (subita+mente).
Exatamente = exata + mente
Piscadela = Pisca + dela

Prefixo – os afixos surgem antes do radical


Objeto Indireto
É o termo que completa o sentido de um verbo transitivo indireto. Vem sempre regido de
preposição clara ou subentendida. Atuam como objeto indireto os pronomes: lhe, lhes, me te,
se, nos, vos.

Você se transformou num documento precioso (completa o sentido do verbo)

Circunstância de Lugar:
E, realmente, pouco depois, alguém foi arrumar a mesa e apanhou as folhas de papel para
jogá-Ias na lareira.

Concordância Verbal
Caracteriza-se pela adaptação do verbo, tendo em vista os quesitos “número e pessoa” em
relação ao sujeito.

Chegaram os novos computadores para a empresa.


Estados Unidos é o país mais consumista do mundo (sem o artigo os = é)
Os Estados Unidos são o país mais consumista do mundo
Está havendo muitos problemas na competição.
Havia duas pessoas na fila enquanto conversávamos. (haviam =errado)
Há muitas pessoas aguardando atendimento.
Faz três meses que trabalho como encarregado. (Fazem =errado)
Faz três dias que não durmo direito. (Fazem =errado)
É meio dia e meia (O verbo “ser”, ao indicar horas, concorda com o primeiro numeral que vem
depois dele.) E “meio” refere-se à palavra “hora” na construção “meio-dia e meia [hora]”
O auxiliar de almoxarifado e o assistente administrativo foram atentos para evitar o
desperdício.
Existem duas cadeiras quebradas na recepção. (existe=errado)
Documentos, relatórios, ofícios, memorandos, tudo deve ser redigido pelo Auxiliar
Administrativo.
Existem vários livros novos na sala dos professores.
Na sala dos professores, há vários livros novos.

Hora de partir. Batiam seis horas no relógio.

O verbo haver, quando significa existir, não deve ser usado no plural

Houveram muitos acidentes. ERRADO


Houve muitos acidentes. CERTO

Haviam muitas pessoas na fila. ERRADO


Havia muitas pessoas na fila. CERTO
E se o verbo haver não vier sozinho? Se vier com um acompanhante, o verbo auxiliar? Nesse
caso, o verbo auxiliar mantém as características do verbo principal. Nesse caso, portanto, fica
no singular também.

Exemplos:
Devem haver novidades. ERRADO
Deve haver novidades. CERTO

Podem haver mudanças na política. ERRADO


Pode haver mudanças na política. CERTO

Estão havendo muitos bailes no clube. ERRADO


Está havendo muitos bailes no clube. CERTO

O verbo haver tem outros sentidos também. Nesses casos, admite sujeito. Eis alguns desses
outros sentidos:

A) portar-se, proceder, sair-se (bem ou mal).


Exemplo:
Os candidatos houveram-se bem na prova.

B) acertar contas (em ameaças), medir-se:


Exemplo:
Deixa estar, pois ele se haverá comigo.

C) também como auxiliar de verbo pessoal.


Exemplo:
Eles haviam feito o trabalho.

Concordância Nominal
É o ajuste que fazemos aos demais termos da oração para que concordem em gênero e
número com o substantivo. Teremos que alterar, portanto, o artigo, o adjetivo, o numeral e o
pronome. Além disso, temos também o verbo, que se flexionará à sua maneira.
Regra geral: O artigo, o adjetivo, o numeral e o pronome concordam em gênero e número com
o substantivo.
- A pequena criança é uma gracinha.

- O garoto que encontrei era muito gentil e simpático.

As hortaliças estão meio amareladas, mas temos de consumi-las. (Meia=errado)


Ela estava meia irritada nesta manhã. (Meio=errado)
Espertas, a secretária e a atendente foram elogiadas
Bonitos, o rapaz e a namorada chegaram à festa.
Ela mesma agradeceu. (mesma=própria, pode ser variável)
Documentos e cartas anexos
Cartas e documentos anexos
Documentos e cartas anexas
As casas e os sobrados foram tombados pelo governo.
Neste recinto, é proibida a entrada de pessoas sem documento?
A namorada falava consigo mesma, pois estava apaixonadíssima.

Regência Verbal
Dá-se o nome de regência à relação de subordinação que ocorre entre um verbo (ou um nome)
e seus complementos. Ocupa-se em estabelecer relações entre as palavras, criando frases não
ambíguas, que expressem efetivamente o sentido desejado, que sejam corretas e claras.
Termo Regente: VERBO
A regência verbal estuda a relação que se estabelece entre os verbos e os termos que os
complementam (objetos diretos e objetos indiretos) ou caracterizam (adjuntos adverbiais).
O estudo da regência verbal permite-nos ampliar nossa capacidade expressiva, pois oferece
oportunidade de conhecermos as diversas significações que um verbo pode assumir com a
simples mudança ou retirada de uma preposição.

O telespectador assistiu ao jogo de decisão do campeonato.


Ninguém o convidou para reunião.
Quando meus avós falavam, eu lhes obedecia.
A passagem de Claudio está paga, eu já a paguei.
Minha oferta não lhe agradou.
Os empregados desobedeceram a ordens direta do responsável.
Assistimos a uma campanha nova na televisão
O bom funcionário aspira ao cargo de chefia.
Prefiro água a guaraná.
O bom funcionário precisa bem todo trabalho que faz.
Muitos profissionais acham que sabem em que eles são bons.
Fala-se muito sobre a escassez da água.
Esqueceu-se do que prometera ao professor.
O aluno pediu ao pai paciência.
Já lhe perdoei, amigo.
Agradou-lhe bastante a minha visita.
Entreguei-lhe o material solicitado

Regência Nominal
Regência nominal pede preposição;
É o nome da relação existente entre um nome (substantivo, adjetivo ou advérbio) e os termos
regidos por esse nome. Essa relação é sempre intermediada por uma preposição. No estudo da
regência nominal, é preciso levar em conta que vários nomes apresentam exatamente o mesmo
regime dos verbos de que derivam. Conhecer o regime de um verbo significa, nesses casos,
conhecer o regime dos nomes cognatos. Observe o exemplo: Verbo obedecer e os nomes
correspondentes: todos regem complementos introduzidos pela preposição «a”. Veja:
Obedecer a algo/ a alguém.
Obediente a algo/ a alguém.
Não devemos ter ódio ao próximo.
A farmácia situada na rua de cima ainda não abriu.
Estamos curiosos de saber o resultado da prova.

Substântivos
Substantivos Uniformes: são aqueles que apresentam uma única forma, que serve tanto para o
masculino quanto para o feminino.
- Epicenos: têm um só gênero e nomeiam bichos. Ex: a cobra macho e a cobra fêmea, o jacaré
macho e o jacaré fêmea.
- sabiá
- Sobrecomuns: têm um só gênero e nomeiam pessoas. Ex: a criança, a testemunha, a vítima, o
cônjuge, o gênio, o ídolo, o indivíduo.
- criança
- Comuns de Dois Gêneros: indicam o sexo das pessoas por meio do artigo. Ex: o colega e a
colega, o doente e a doente, o artista e a artista.
- Pianista

Substantivos Biforme = duas formas): ao indicar nomes


de seres vivos, geralmente o gênero da palavra está relacionado ao sexo do ser, havendo,
portanto, duas formas, uma para o masculino e outra para o feminino. Observe: gato – gata,
homem mulher, poeta – poetisa, prefeito – prefeita.
- Menino

Palavras homônimas
Apresentam igualdade total ou parcial no que se refere a sua grafia e pronúncia, mesmo tendo
significados diferentes. Essas palavras são chamadas de homônimas (canto, do grego, significa
ângulo / canto, do latim, significa música vocal). As palavras homônimas dividem-se em
homógrafas, quando têm a mesma grafia (gosto, substantivo e gosto, 1ª pessoa do singular do
verbo gostar) e homófonas, quando têm o mesmo som (paço, palácio ou passo, movimento
durante o andar).

- Sinto e cinto

Aglutinação
Ocorre quando os elementos que formam o composto se aglutinam e pelo menos um deles
perde sua integridade sonora: Aguardente (água + ardente), planalto (plano + alto), pernalta
(perna + alta), vinagre (vinho + acre)

Recebimento

Organização

Acompanhamento
Flexão de Gênero – Adjetivos
Estranho – Estranha
Pequeno – Pequena
Dorminhoco – Dorminhoca
Ampla Pesquisa

Flexão de Substantivos
a criança, o cônjuge, o pinguim fêmea, a omelete.

Flexão de Adjetivos
As funcionárias atentas fizeram o trabalho.

Acentuação
Os vocábulos oxítonos terminados em a, e, os seguidos ou não de s são acentuados. (última)

Maracujá, Sofá,

Aguarrás, aliás, após, até, atrás, através, avó, Carajás, cajá, chá, Barnabé, café, crachá, dominó,
está, gás, Inês, invés, já, jiló, olá, olé, paletó, pontapé, Queirós, retrós, revés, sabiá, Tomás
Bambolê, camelô, cortês, frapê, Inês, javanês, nenê, polonês, português, Dedé, você

As oxítonas com /i/ e /u/ tônicos, seguidas ou não de /s/:


São acentuadas as que são precedidas de vogais, mas que não constituem ditongos com elas:
aí, atraí, caí, baú, país, Esaú, Luís etc.

Oxítonas e Monossílabas com ditongo aberto são acentuadas, seguidos ou não de 's':
Céu (monossílaba)
Chapéu
Herói
anéis, batéis, céu, véu, dói, herói, ilhéu(s), remói, batéis, fiéis, corrói, sóis, chapéu, papéis, etc.

Oxítonas monossílabos tônicas:


é, ré, dó, nó, pó, só, já, há, pás, lá, já, dá-lo, mês, sé, ré, pés, vê, tê-lo, pôs, sós, só, pô-lo

Oxítonas terminadas em em e ens de mais de uma sílaba:


Alguém, amém, armazém, neném, refém, reféns, parabéns, também, além

Oxítonas formas verbais ligadas aos pronomes oblíquos


Verbo achar - achá-lo/la/los/las;
Verbo comer - comê-lo/la/los/las;
Verbo fazer - fazê-lo/la/los/las;
Verbo vender - vendê-lo/los/la/las;
Verbo por - pô-lo/la/los/las;
Adorá-lo(s), amá-lo(s), dá-la, fá-lo, deixá-los, detê-los, esvaziá-los
Oxítonas são acentuadas as sílabas tônicas da 3ª pessoa do plural do presente do indicativo dos
verbos ter, vir e seus compostos:
eles têm, eles contêm, elas entretêm, eles vêm, elas advêm, convêm (eles) etc.

Acentuam-se as palavras paroxítonas terminadas em i, is, us (penúltima)

Júri, Biquíni, grátis, vírus, bônus etc.

paroxítonas terminadas em -ã(s), -ão(s), -ei(s), -i(s), -um(s), -uns(s) ou -us(s)

Confortáveis,
Imponderáveis
ímã, órfãs, sótão, órgãos
álbum, médiuns, fórum, quóruns etc.

todas as paroxítonas terminadas em RINLUX são acentuadas

paroxítonas terminadas em (l, r, n – e seus plurais)


túnel, amáveis, líder, próton, prótons, hífen, pólen, confiável, papéis, responsável

(Obs. Nunca “ens”) Ex. hifens, polens etc.

paroxítonas terminadas em (x, ps)


Ex. dúplex, tórax, fênix, bíceps, fórceps etc.

Paroxítonas com ditongos (ditongos)


Régua, comércio, tênue, supérfluo, diário, importância, homicídio, minúcias, violência, vários,
salários, observatório, experiência

Paroxítona: Cai o acento agudo das paroxítonas que possuem o /u/ ou /i/ tônicos
(pronunciados) somente quando este for antecedidos de ditongo:
feiura, boiuna, Sauipe etc.

Mas continuam sendo acentuadas: amiúde, conteúdo, maiúscula, saúde, viúva, saúva etc.

Todas proparoxítonas são acentuadas (antepenúltima)

Lâmpada, pudéssemos, álibi, trâmites, última, tímido, metrópole, transatlântico, cópia,


concórdia, dinâmica, silêncio, número, práticas, público, sinônimo, análise, único, propósito,
monótono

Usa-se o acento agudo nos tempos dos verbos terminados em «air» e «uir»

Caía (imperfeito)

Incluía (Imperfeito)
Casos especiais de acentuação

a) Hiatos: Acentuam-se o I e o U tônicos quando fizerem hiatos com a vogal anterior e estiverem
sozinhos na sílaba ou ao lado da letra “s”, mas nunca seguidos de “nh”.

Ex. paraíso, saí, caíste, atraí-lo, reúnem, país, países, amiúde, juízes, maiúscula etc.

b) Ditongos abertos em Monossílabos Tônicos e Palavras Oxítonas

(éi, éis) Ex. méis, anéis, papéis, fiéis, cartéis etc.

(éu, éus) Ex. céu, réus, escarcéu, chapéus etc.

(ói, óis) Ex. herói, constrói, corrói, mói, faróis etc.

c) Verbos “Ter / Vir” e seus compostos

Ex. O Brasil tem grandes problemas sociais.

Os países sul-americanos têm grandes problemas sociais.

Essa caixa contém produtos químicos.

Essas caixas contêm produtos químicos.

d) Acento diferencial

pôr (verbo) / por (preposição)

pôde (verbo no pretérito) / pode (verbo no presente)

Verbos no infinitivo + pronome, têm acento?

É preciso acentuar verbos no infinitivo quando queremos empregá-lo com um pronome átono
ou pronome pessoal do caso oblíquo?

Verbos terminados em ar, er e or, sempre devem ser acentuados.

EXCEÇÃO: verbos terminados em ir, que só levam acento quando o “i” final for um hiato.

Por isso, encontrá-lo, recebê-la e instruí-la são acentuados, mas imprimi-lo fica sem acento.

Usá-lo (verbo usar + pronome o)

Entretê-la (verbo entreter + pronome a)

Segui-lo (verbo seguir + pronome o)


Pô-la (verbo pôr + pronome a)

Enchê-lo (Infinitivo Impessoal)

Flexão Verbal/ Conjugação Verbal


Pessoa– Indica as três pessoas relacionadas ao discurso, representadas tanto no modo singular,
quanto no plural. (Eu, tu, ele, nós, vós, eles).
Número – Representa a forma pela qual o verbo se refere a essas pessoas gramaticais.
Tempo – Relaciona-se ao momento expresso pela ação verbal, denotando a ideia de um
processo ora concluído, em fase de conclusão ou que ainda está para concluir, representado
pelo tempo presente, pretérito e futuro.
Modo – Revela a circunstância em que o fato verbal ocorre. Assim expresso:

Modo indicativo – exprime um fato certo, concreto.


Modo subjuntivo – exprime um fato hipotético, duvidoso.
Modo imperativo – exprime uma ordem, expressa um pedido.

- Ele interveio a nosso favor, mas a repreensão foi inevitável


- Execute trabalhos de digitação. (3 pessoa do singular do imperativo))

Ortográfia
Assento – A cadeira da sala de espera está com o assento quebrado.
Analisar, Cabeleireiro, Detectar, Excesso
Extinto – exceder – expressivo.
Atrasado – esperteza – otimizar – exagero
Saúde, juízo, distraído.
Baú, rainha, saiu.
Construímos, distraído, ainda.
Saísse, saiu, cair.
Beneficente, elucubração, faxina, espontaneidade, analisar
Crescer, Admissão, Assusta, Trouxe, Macho
Cheque caução, bom senso, ceda, sucessivo
homens, operário, animais, refluxo, próprio, metáfora.
casado, experiência, consciência, paciência, passível.
emissão, expedir, recepção, conferência.
Obcecado, paralisar, isenção.

Palavra porque
Por que = Pergunta
Porque = Resposta
Por quê – fim da frase
Porquê – Substantivo

Por que você não atendeu meu telefonema ontem?

Tempo Verbal
I - A auxiliar desejava mais respeito. – Fato passado não concluído.
II - Estaremos aqui esperando o senhor. – Fato a ser realizado.
III - Quando ele apareceu, ela já ligara. – Fato passado anterior a outro também passado.
IV - Eu pensaria mais antes de falar. – Fato futuro situado no passado.

Sujeito
A auxiliar almoçou cedo hoje

Adjunto Adnominal
Grandes profissionais não desperdiçam seu tempo

Adjunto Adverbial de Negação


Grandes profissionais não desperdiçam seu tempo

Objeto Direto
Relatórios da Organização das Nações Unidas (ONU) repetem o diagnóstico”.

Núcleo do Objeto Direto


Grandes profissionais não desperdiçam seu tempo.

Crase
O problema dizia respeito a todos os presentes. (a todos está relacionado aos presentes, palavra
masculina não tem crase)
A telefonista referia-se a mulheres solteiras. (a telefonista referia-se aos homens solteiras,
perdeu o sentido, não tem crase)
O auxiliar deveria chegar às oito horas. (antes de horas sempre tem crase)
A partir de hoje, nada deverá ser feito fora do prazo. (antes de verbo infinitivo não usa crase)
O novo auxiliar administrativo executará serviços de atendimento e orientação às pessoas
idosas. (pessoas idosas é feminino)
O controle da entrada de notas fiscais, requisições e devoluções deve ser feito de segunda a
sexta. (não tem crase de segunda a sexta)
Procure obedecer ás normas que constam no caderno de perguntas. ???
Acabaram de chegar à terra dos piratas.
Via-se, à distância de cem metros, uma aglomeração de pessoas
Jamais voltou à casa paterna.
Para saber se tem crase ou não substitua o ( a ) por ( ao ) independentemente da palavra que
venha a seguir se a palavra não perder o sentido tem crase.

Verbo Transitivo Indireto


- Quem ............ , ................. + prep. + algo/alguém: Todo verbo que se encaixar nessa frase será
TRANSITIVO INDIRETO. Por exemplo, o verbo gostar: Quem gosta, gosta de algo ou de alguém.
É importante salientar que um verbo só será TRANSITIVO se houver complemento (objeto direto
ou objeto indireto). As preposições mais comuns são as seguintes: a, de, em, por, para, sem e
com.

Espremem

Verbo Transitivo Direto


- Quem ............ , ................. algo/alguém: Todo verbo que se encaixar nessa frase será
TRANSITIVO DIRETO. Por exemplo, o verbo comer: Quem come, come algo; ou o verbo amar:
Quem ama, ama alguém. É importante salientar que um verbo só será TRANSITIVO se houver
complemento (objeto direto ou objeto indireto).

Pulam

Verbo Intransitivo
Quem ............ , ................. : Todo verbo que se encaixar nessa frase será INTRANSITIVO. Por
exemplo, o verbo correr: Quem corre, corre.

Passam
Aparece

Verbo de Ligação
São

Dissertativo com argumentação

O que você quer do seu emprego?

Ditongo
Importância
Hiato
Confiável

Encontro Consonantal
Resultado

Dígrafo
Pesquisa

Conjunção
Assim, mas

Adjetivo
Bom
“Se nada mudar no padrão de consumo, dois terços da população do planeta em 2025 - 5,5
bilhões de pessoas - poderão não ter acesso à água limpa”.

Substantivo
Mercado
Autoestima
Emprego

Preposição
Para

Advérbio de tempo
recentemente

Futuro do Presente
Verá(ver)

Futuro do Pretérito do Indicativo


Poderia (poder)

Pretérito Perfeito (passado)


Viu (ver)

Pretérito Imperfeito do Subjuntivo - (passado)


Respondesse (responder)
Presente
Vieram
Podemos constatar
Pode (poder)
Responde (responder)

Artigo
uma