Anda di halaman 1dari 32

A pintura do Renascimento

norte-europeu (c. 1400 – c.1600)

História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo


1) Palácio comunal de Bruges (1376-1420) Bélgica. 2) Estátua de Jan Van Eyck, Bruges, Bélgica.

História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo


A pintura na Flandres
• Juntamente com pintura italiana, a pintura flamenca
proporcionou uma grande renovação na arte européia
dos séculos XV e XVI, com especial influência na região
dos atuais Países Baixos, Alemanha, Áustria e Suíça.
• Ao contrário da pintura italiana, a flamenca se caracterizou
pelo caráter empírico, pela valorização dos aspectos
particulares em relação ao conjunto da obra e pela
grande religiosidade.
• Na Flandres, os ideais renascentistas não alteraram
profundamente suas concepções medievais de mundo. No
entanto, a técnica da pintura a óleo por eles usada se
espalhou pela Europa.

História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo


ROBERT CAMPIN (1375-1444) ou Mestre de Flémalle, Típtico de Mérode (1425/30).
Óleo sobre tábua, 77 x 88 cm. Metropolitan Museum, NY.

História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo


1) LORENZO DI CREDI, Anunciação,1480-85. 2) ROBERT CAMPIN, Anunciação,1425-30.

História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo


ROGIER VAN DER WEYDEN (c.1400 - 1464). Deposição da cruz, 1435,
História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade
Óleo sobre tábua, 220 x 262 cm. Museu do Prado, Madrid. André Dorigo
JAN VAN EYCK (1390-1441), Retrato do Casal Arnolfini, 1434, óleo sobre
madeira,
História da Arte: da Tradição 82 x 60 cm National Gallery, Londres.
à Contemporaneidade André Dorigo
JAN VAN EYCK (1390-1441) Retábulo do Cordeiro místico c.1432,
350 x à461
História da Arte: da Tradição cm, Catedral de São Bavão, Gante. Bélgica.
Contemporaneidade André Dorigo
JAN VAN EYCK, Adoração do cordeiro de Deus (detalhe do altar), c.1432.

História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo


Detalhes do painel com a Adoração do Cordeiro de Deus. A representação minuciosa
da paisagem aparece até mesmo no fundo da paisagem.

História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo


HYERONIMUS BOSCH (1450-1516), Tábua dos Sete Pecados Capitais,
c.1480,
História da Arte: 120 xà Contemporaneidade
da Tradição 150 cm, óleo sobre painel, Museo del Prado, Madrid.André Dorigo
HYERONIMUS BOSCH, Tábua dos Sete Pecados Capitais, detalhe da Ira.
História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo
HYERONIMUS BOSCH, Tábua dos Sete Pecados Capitais, detalhe da Gula.

História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo


Hyeronimus Bosch, Tábua dos Sete Pecados Capitais, detalhe da Inveja.

História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo


HIERONYMUS BOSCH (1450-1516), Tríptico do Jardim das Delícias, c.1500, 220 x 390 cm,
óleo sobre madeira, Museu do Prado, Madrid. O painel da esquerda representa o Paraíso. O
central é o “Jardim das delícias”, ou o mundo antes do dilúvio. O da direita representa o inferno.
História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo
HIERONYMUS BOSCH, Tríptico do Jardim das Delícias, (detalhe do Inferno).

História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo


MATHIAS GRÜNEWALD (c.1475 – 1528), Altar de Isenheim, c. 1515, Óleo sobre
madeira, Musée d'Unterlinden, Colmar, França.
História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo
MATHIAS GRÜNEWALD, Altar de Isenheim (detalhe)
História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo
ALBRECHT DÜRER (1471-1528). Autorretrato com casaco, 1500. óleo sobre madeira,
67 xà 49
História da Arte: da Tradição cm, Alte Pinakothek, Munique, Alemanha
Contemporaneidade André Dorigo
1) Adão e Eva, 1507, óleo sobre painel, 209 x 81 cm (cada painel), Museo del Prado, Madrid.
2) Adão e Eva, 1504, Gravura, 25,2 x 19,4 cm, Rijksmuseum, Amsterdam.
História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo
1) DÜRER, Adão e Eva, 1504, Gravura. 2) Apolo de Belvedere, cópia romana em
mármore de original grego, 225 cm de altura, Museus Vaticanos, Roma
História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo
História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo
HANS HOLBEIN (1497-1543), Henrique VIII, 1537, óleo sobre tela,
233,7
História da Arte: da Tradição x 134,6 cm, Walker Art Gallery, Liverpool.
à Contemporaneidade André Dorigo
HANS HOLBEIN (1497-1543). Os Embaixadores Jean de Dinteville e Georges de
Selve, 1533, Óleo sobre madeira, 207 x 209 cm, National Gallery, London.
História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo
JOACHIM PATINIR (1480-1524), Paisagem com São Jerônimo, c.1520,
Óleo sobre madeira, 74 x 91 cm, Museu de Prado, Madrid.
História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo
JOACHIM PATINIR (1480-1524), Paisagem com a fuga para o Egito, c.1524, Óleo
sobre madeira, 51 x 96 cm, Museu Hermitage, São Petersburgo.
História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo
PIETER BRUEGHEL (1525-1569), Caçadores na neve,1565, Museu de História da
Arte, Viena, Áustria.
História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo
História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo
PIETER BRUEGHEL (1525-1569), Paisagem de inverno com armadilha de
pássaros. (cópia de original de 1565), 40 x 57 cm, Museu do Prado, Madrid.
História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo
PIETER BRUEGHEL (1525-1569), Provérbios neerlandeses,1559, óleo sobre tela,
História da Arte: da Tradição
123 àx Contemporaneidade
164 cm, Gemäldegalerie, Berlin, Alemanha. André Dorigo
PIETER BRUEGHEL (1525-1569), detalhes da obra Provérbios neerlandeses.
A mulher cobrindo o marido com o manto azul significa que ela o está traindo.
História da Arte:O
dahomem
Tradição mordendo a coluna significa que ele é um hipócrita. André Dorigo
à Contemporaneidade
História da Arte: da Tradição à Contemporaneidade André Dorigo