Anda di halaman 1dari 2

Escola Estadual Inácio Murta

“Da instrução nasce a luz”


Avaliação de Língua Portuguesa – 4º Bimestre

Nome: Nº
Data: / / Turma:

1 – Leia o texto: b) (Saerjinho – julho 2011) Esse texto pertence


ao gênero discursivo denominado:
( ) artigo
( ) conto
( ) depoimento
( ) poema
( ) testamento

c) Um texto pode apresentar características de


outras modalidades discursivas. O texto em
questão apresenta características de narração,
dissertação ou de descrição? Justifique sua
Velho sobrado resposta.

Um montão disforme. Taipas e pedras,


Abraçadas a grossas aroeiras
toscamente esquadriadas.
Folhas de janelas.
Pedaços de batentes. d) Usando a liberdade poética, a abordagem
Almofadados de portas. temática do texto não se dá de maneira
Vidraças estilhaçadas. tradicional. O eu lírico caracteriza o ambiente
Ferragens retorcidas. utilizando vários recursos estilísticos. No
trecho “Folhas de janelas. / Pedaços de
Abandono. Silêncio. Desordem. batentes. / Almofadados de portas. / Vidraças
Ausência, sobretudo. estilhaçadas. / Ferragens retorcidas.”, que
O avanço vegetal acoberta o quadro. informação nos é passada por essas imagens?
Carrapateiras cacheadas.
São-caetano com seu verde planejamento,
pendurado de frutinhas ouro-rosa (...)

Fechado. Largado.
O velho sobrado colonial e) A predominância no texto é de nomes.
(Cora Coralina. Poemas do
Beco de Goiás e estórias mais)
Conjugado no indicativo, só há um verbo.
Encontre-o e indique seu processo de
a) (Saerjinho – julho 2011) Nesse texto, a formação.
palavra “abraçadas” (v. 2) concorda com:
( ) taipas e pedras
( ) grossas aroeiras
( ) folhas da janelas
( ) vidraças estilhaçadas
( ) ferragens retorcidas
f) Indique as palavras que originaram as jornalismo (a observação dos fatos). Tudo isso
seguintes derivadas;: tentando não perder de vista quem é esse
montão: autor, seus desejos, anseios e o que pretende
toscamente: com a abertura do terreno íntimo para o
esquadriadas: público.
almofadas: (SCHITTINE, Denise. Blog: comunicação e escrita
cacheadas: íntima na Internet. Rio de Janeiro. Civilização Brasileira,
2004. p. 14-15)

g) Retire do texto uma (apenas) palavra


a) De que modo se estabelece uma relação
formada por:
entre o blogueiro (a pessoa que cria uma
derivação prefixal:
página de diário virtual) e seus leitores?

derivação sufixal:

derivação regressiva:
b) Qual é a diferença entre blog e diário em
relação ao segredo e a tensão entre público e
composição por justaposição: privado?

2 – Leia o texto:
Memória e segredo

A Internet abre, para o diarista, a c) Com relação à estrutura das palavras,


possibilidade de ser lido sem que, no entanto, indique o nome do elemento mórfico
ele precise desenvolver relações face a face destacado das palavras abaixo:
com os seus leitores, um público formado por
desconhecidos. Essa possibilidade é diarista:
encorajadora para quem começa a escrever. O
segundo motivo seria a existência de “leitores relações:
desconhecidos” que, de acordo com os
anseios do diarista, se interessam pelos seus desconhecidos:
assuntos pessoais. É um público novo,
interessado em consumir a intimidade aleia e, público:
de certa forma, em descobrir o quanto ela se
aproxima da sua própria identidade. permaneçam:
Paralelamente, é importante observar
como antigas questões relativas ao diário no
papel ganham uma nova perspectiva quando d) Marque a alternativa que apresenta palavra
se trata do diário virtual, embora permaneçam formada pelo processo de derivação
as mesmas. Daí a importância de desenvolver regressiva:
certos pontos: a memória (imortalidade e ( ) motivo
permanência), o segredo (o contar ou não a ( ) intimidade
intimidade a um desconhecido), a tensão entre ( ) pontos
o espaço público e o privado (que vai ( ) espaço
aumentar com a passagem para a Internet) e a ( ) desejos
relação com o romance (ficção) e com o