Anda di halaman 1dari 18

MANUAL DE UTILIZAÇÃO E

CERTIFICADO DE GARANTIA

FC - 250
FURADEIRA DE COLUNA
PROFISSIONAL
APRESENTAÇÃO

Parabéns pela sua escolha. A GARTHEN garante equipamentos de


qualidade, resistentes, eficientes e de fácil manuseio.
Antes de utilizar a Furadeira de Coluna Profissional FC-250, leia
atentamente este manual, tirando eventuais dúvidas. Observe as
orientações tanto de instalação como de segurança para melhor
aproveitamento deste equipamento.
Ocorrendo algum problema onde a solução não possa ser efetivada com o
auxílio deste manual, entre em contato com a Rede de Assistência Técnica
Autorizada Motomil mais próxima.

ÍNDICE

CARACTERÍSTICAS BÁSICAS 04
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 05
DIMENSÕES 06
ORIENTAÇÕES 07
NORMAS BÁSICAS DE SEGURANÇA 07
APLICAÇÃO 08
INSTALAÇÃO 08
INSTALAÇÃO DO MOTOR 11
FUNCIONAMENTO 12
PARA FAZER REGULAGENS 13
MANUTENÇÃO E CONSERVAÇÃO 15
PROBLEMAS E SOLUÇÕES 16
CERTIFICADO DE GARANTIA 18

3
CARACTERÍSTICAS BÁSICAS

2
1
3

4
5
6

7
8
9
10
11

12

13
14

15

16

17

18

4
1) Eixo árvore - transmite o movimento de rotação à broca, permite a
montagem da broca no cone morse.
2) Manopla de aperto tampa protetor - fixa a tampa do protetor de
correia.
3) Protetor de correia - protege as correias e polias.
4) Base motor - permite a montagem do motor e o seu alinhamento.
5) Cabeçote - faz a furação.
6) Motor elétrico - transmite o movimento de rotação ao eixo árvore
com auxílio das polias e correias (opcional).
7) Fuso de regulagem - permite regular a profundidade de furação.
8) Esticador de correia - permite esticar as correias.
9) Mandril com chave - permite a montagem da broca (opcional).
10) Ponteira da coluna - permite a montagem do cabeçote e da coluna.
11) Alavanca - promove o avanço do eixo árvore.
12) Coluna - permite a montagem do cabeçote e demais componentes.
13) Regulagem da inclinação e giro da mesa.
14) Suporte de mesa - monta e permite elevar a mesa.
15) Manivela - permite a regulagem da altura da mesa.
16) Mesa - permite o apoio e fixação da peça a ser furada.
17) Anel de segurança - permite o apoio do suporte da mesa.
18) Base - permite o apoio e fixação da peça a ser furada.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

CAPAC. DE FURAÇÃO CONE MOTOR ELÉTRICO


EM AÇO (mm) FÊMEA (CARCAÇA NEMA)
EIXO
DIÂMETRO PROFUND. ÁRVORE
MÁXIMO MÁXIMA HP kW Pólos Tensão(V) Hz
DIN 110/220 50
228-MORSE Mon.
25 140 1 0,75 4 220/380
N-3 Trif. 60

ROTAÇÃO EIXO SENTIDO PESO C/


ÁRVORE (rpm) ROTAÇÃO MOTOR
(Kg)

A1 B1 A2 B2 A3 B3 HORÁRIO
1430 895 700 430 250 155 140
1460 1100 860 530 310 190

5
DIMENSÕES

VISTA SUPERIOR DA BASE E DA MESA


200 300

4 x 13
DETALHE DO CANAL
15
386

300

23
11
150 25
150

302

VISTA LATERAL VISTA FRONTAL


840 430
820 (max.)
213 (min.)
1850

1245

250

321 302

550 400

6
ORIENTAÇÕES

Para maior durabilidade e perfeito funcionamento da Furadeira FC-250,


siga estas indicações:

- Instale o equipamento em local seco e protegido das intempéries.


- Faça a limpeza externa da furadeira utilizando detergente neutro. Jamais
utilize qualquer tipo de solvente.
- Este equipamento poderá provocar interferências tanto mecânicas como
elétricas em equipamentos sensíveis e que estejam próximos.
- Não altere o diâmetro da polia. Ela já sai de fábrica adequada a rotação do
motor, segundo especificação que está na plaqueta de identificação.
- Utilize apenas brocas bem afiadas e em bom estado de conservação.
- Esta furadeira não poderá operar com a rotação acima da especificada na
plaqueta de identificação e na Tabela de Especificações Técnicas.
- A utilização deste equipamento fora da especificação poderá causar
danos tanto físicos como materiais, inclusive para a própria furadeira,
como superaquecimento, perda de potência, queda de tensão e,
conseqüentemente, a perda da garantia.

NORMAS BÁSICAS DE SEGURANÇA

Para evitar acidentes, siga atentamente estas orientações:

- Certifique-se que apenas pessoas autorizadas operem a furadeira,


utilizando o equipamento de proteção individual (EPI), como óculos,
luvas e proteção para o cabelo.
- Ao se aproximar ou operar, observe que este equipamento possui
componentes elétricos e peças em movimento.
- Crianças e animais não deverão ficar próximos do equipamento quando o
mesmo estiver em operação.
- Jamais utilize a furadeira sem a proteção da correia ou com ela aberta.
- Toda manutenção, limpeza ou reparo deverá ser feito com a furadeira
totalmente desligada. Para isso desligue a chave de partida e desconecte
o plugue da tomada.
- Ao furar uma peça, certifique-se que a mesma esteja firme à mesa ou na
base da furadeira.
- Ao mudar a rotação da polia e correia, não peça ajuda à outra pessoa. Isto
poderá provocar danos pessoais.

7
- Não opere este equipamento sem conecta-lo a rede de aterramento, sob
pena do mesmo ocasionar choque elétrico.
- Se ocorrer uma parada repentina do equipamento ou este esfumaçar,
desligue-o imediatamente e procure a Assistência Técnica Motomil mais
próxima.

APLICAÇÃO

A Furadeira de Coluna Profissional FC-250 é destinada a operações de


furação até a capacidade máxima indicada na Plaqueta de Identificação e
no ítem Especificações Técnicas.

INSTALAÇÃO

LOCAL:
Em área coberta, bem iluminada e com boa ventilação. A temperatura
máxima recomendada para o ambiente não deverá ultrapassar 40°C.

POSICIONAMENTO:
Assegure um afastamento suficiente que garanta ventilação, acesso
facilitado ao operador, para limpeza e manutenção.

BASE:
Fixe a FC-250 sobre um piso de concreto plano e nivelado, através de
parafusos chumbadores.

LIGAÇÃO ELÉTRICA:
- Com o auxílio de um técnico especializado, faça as avaliações das
condições gerais da rede elétrica e selecione os dispositivos de
alimentação e proteção adequados.
- Siga a Norma Brasileira de Instalações de Baixa Tensão (NBR 5410).
- O dimensionamento dos cabos de alimentação deve ser adequado a
potência do motor, tensão da rede e distância da fonte de energia elétrica.
- O cabo elétrico com plugue (não fornecido) deverá ter 3 pinos
(monofásico) ou 4 pinos (trifásico), após a chave elétrica. Observe que a
conexão deverá ser feita a uma tomada com a mesma configuração do
plug. Adaptadores não poderão ser utilizados e jamais conecte o cabo de
alimentação após a chave diretamente a rede elétrica.
- Para não perder a garantia do motor elétrico, instale uma chave elétrica. A
não observação deste item poderá causar a queima do motor e,

8
conseqüentemente, perda da garantia.
- Este equipamento não poderá ser utilizado sem aterramento. Em caso de
curto circuito, o aterramento reduz o risco de choque elétrico, através da
descarga da corrente elétrica por este cabo. Nunca conecte o cabo de
aterramento ao terminal do motor ou na própria carcaça.

OBSERVAÇÃO

O conector de aterramento instalado incorretamente poderá resultar em


risco de choque elétrico. Se houver a necessidade de substituição ou
reparo do cabo ou do conector, este não poderá estar conectado a um
terminal plano. O cabo verde, com ou sem listras amarelas, é o cabo de
aterramento. Caso ainda persistirem as dúvidas, consulte um profissional
qualificado.

9
ESQUEMA DE CONEXÃO ESQUEMA DE CONEXÃO
ELÉTRICA MONOFÁSICA ELÉTRICA TRIFÁSICA
Tensão de
alimentação Tensão de
TERRA alimentação
TERRA

F1
F1
1 3 5
K1 2 4 6
1 3 5
1 3 5
FT1 2 4 6 K1 2 4 6
1 3 5
PLUG 2P+T FT1 2 4 6

PLUG 3P+T
S

M
1~

M
3~

ESQUEMA DE TROCA DE TENSÃO (V).


MONOFÁSICO (M) TRIFÁSICO (T)
110 V 220 V 220 V 380 V F1 Fusível tipo “D”ou “NH”
1 5 1 6 1
L1 L1 L1 L1 K1 Contador tripolar
1 2
2 3 2 4 2 Ft1 Relé de Sobrecarga
L2 L2 (deve ser ajustado
3 5 3 na corrente nominal
L2 L3 L3 do motor elétrico)
3 4
4 4 5 6 S Chave de Partida
L2 M Motor Elétrico

10
POTÊNCIA CORRENTE DISTÂNCIA MÁXIMA (m)
MOTOR TENSÃO REDE MOTOR CONDUTOR QUEDA TENSÃO (%) FUSÍVEL F1
(HP) (V) (A) (mm²) 2 (A)
MOTORES MONOFÁSICOS
110 14,00 1,5 7 35
1
220 7,00 1,5 27 20
MOTORES TRIFÁSICOS
220 3,60 1,5 45 10
1
380 2,10 1,5 157 6

INSTALAÇÃO DO MOTOR
- Selecione o motor conforme o ítem Especificações Técnicas,
observando sua potência, tipo, tensão e freqüência.
- Monte a polia com furo já usinado de fábrica para motor standard carcaça
NEMA.
- Remova a tampa do protetor de correia.
- Posicione o motor na base e alinhe a polia motora com a polia
intermediária e esta com a movida, com o auxílio de uma régua,
observando a deflexão das correias e o alinhamento.

DEFLEXÃO DA CORREIA DEFLEXÃO DA POLIA

esforço
ERRADO
x

ERRADO

CERTO
x = deflexão da correia

OBSERVAÇÃO
- A rede de distribuição de energia não deverá apresentar oscilações
superiores ou inferiores a 10%.
- A queda de tensão ocasionada pelo pico de partida não deve ser superior
a 10%.
- As despesas de instalação e acessórios são por conta do cliente.

11
FUNCIONAMENTO

- Consulte algum manual técnico ou o seu fornecedor para selecionar a


broca ou as brocas, adequada à furação a ser realizada, de acordo com o
material e ângulo de corte necessário para o material a ser furado. Para
furações com diâmetro maior ou igual a 10mm, é recomendado um pré-
furo.
- Acione a chave de partida observando o sentido de rotação. Caso
necessite mudar a rotação para o sentido anti-horário, desconecte o
equipamento da rede elétrica e inverta os cabos 5 e 6, se for monofásico e
qualquer cabo principal, se for trifásico.
- Posicione a broca, verificando se a superfície de contato esta
devidamente limpa. Em seguida, acione a chave de partida, observando
se o conjunto mandril/broca está de acordo.
- Após estes procedimentos, a FC-250 está pronta para operar.

OBSERVAÇÃO

- Para um bom aperto da broca, aperte-a com a chave nas 3 posições


existentes.
- Para remover a broca cônica ou cone: introduza uma cunha no rasgo da
cremalheira, deslocando-a para baixo.
- Para remover o mandril: introduza um garfo entre a cabeça do mandril e o
eixo árvore, dando uma pancada no mesmo. Nunca bata diretamente no
mandril.

12
PARA FAZER REGULAGENS

5
1 5
4

6
2
7

14

9 8
10
12 11
13

15

13
Para adequar a rotação do eixo árvore (1) para mais próximo da área
selecionada:

- Certifique-se que a furadeira esteja totalmente desligada.


- Afrouxe o esticador (2), remova o protetor de correia (3) e dê duas voltas
com a porca da polia intermediária (4).
- Posicione a correia (5) corretamente. Oriente-se pela plaqueta fixada no
cabeçote.
- Estique a correia (5) e feche o protetor (3).
- Regule a profundidade de furação através do fuso de regulagem (7).
-Com o auxílio da alavanca do suporte de fixação da mesa (8), posicione
respectivamente, a mesa (9). Para a furação em ângulo, ajuste a mesa
através do parafuso (11). Para fazer um ajuste ideal em ângulo, utilize um
transferidor de graus.
- Para refrigerar a broca, utilize o lubrificante de acordo com o material a
ser furado.
- A FC-250 dispõe de um bico de mangueira (12) para remoção do óleo
lubrificante (óleo solúvel) da mesa (9).
- Acione a chave de partida.
- O avanço do eixo árvore (1) é efetuado através da alavanca (14). Para o
retorno do mesmo, solte a alavanca. Cuidado para que ela não atinja o
próprio operador.

1
2
3

A-1 A-2 A-3 B-1 B-2 B-3


1430 RPM / 50 Hz 1430 700 250 895 430 155
1750 RPM / 60 Hz 1460 860 310 1100 530 190

14
MANUTENÇÃO E CONSERVAÇÃO

Para manter o perfeito funcionamento e prolongar a vida útil da furadeira


por muito mais tempo, siga estas recomendações:

- Lubrifique as estrias do eixo árvores com uma gota de óleo SAE 30 antes
de operar.
- A cada término de expediente, faça a limpeza da máquina. Para isso,
utilize produtos que não agridam o equipamento.
- Semanalmente verifique a tensão e o estado de conservação das
correias.
- A cada mês lubrifique a cremalheira (mangote), utilizando uma fina
camada de graxa.
- A cada três meses reaperte os parafusos e porcas e confira a ação da
mola de retorno do pinhão. Se necessário, ajuste-a no sentido anti-
horário.
- A cada seis meses lave e lubrifique os rolamentos e a cremalheira. Para
lubrificação, utilize graxa a base de sabão de lítio grau NLGI2 com
aditivação de extrema pressão (EP) (Ref.: Shell Alvania EP-2, Texaco
Multifak EP-2).
- A cada 12 meses ou 1.000 horas (o que ocorrer primeiro), substitua a
mola de retorno e lubrifique o pinhão e o amortecedor (anel de borracha)
do retorno do conjunto cremalheira.

MOLA

CREMALHEIRA

AMORTECEDOR

PINHÃO
ROLAMENTO

15
PROBLEMAS E SOLUÇÕES
No decorrer do uso do equipamento, situações poderão ocorrer, para as quais,

O EIXO ÁRVORE NÃO DESCE OU NÃO RETORNA.


MOTIVOS: SOLUÇÕES:
a) Mola com muito aperto. a) Fixe a mola corretamente (duas
b) Suporte da polia movida solto. voltas).
c) Correias muito tencionadas. b) Reaperte os parafusos de fixação
d) Aperto excessivo dos parafusos de do suporte localizado na parte frontal.
ajuste da cremalheira. c) Diminua a tensão nas correias
e) Mola de retorno com fadiga, que- através
brada ou com pouca pressão. do esticador.
d) Reduza o aperto dos parafusos.
e) Ajuste a mola ou substitua-a.

BROCA NÃO FURA. SOLUÇÕES:


a) Corrija a ligação do motor elétrico.
MOTIVOS: b) Estique as correias através do
a) O sentido de rotação está incorreto. esticador.
b) As correias estão frouxas. c) Aumente a tensão nas correias
c) O eixo árvore está sem rotação. através do esticador.
d) Broca mal fixada. d) Fixe corretamente a broca.
e) Broca com afiação incorreta. e) Consulte literatura sobre afiação.

DISPOSITIVO DE FURAÇÃO NÃO FIXA NO EIXO ÁRVORE.


MOTIVO: SOLUÇÕES:
a) Dispositivo incompatível com o a) Selecione dispositivo de acordo com o
cone do eixo árvore. cone fêmea/macho do eixo árvore.

MOTOR ELÉTRICO NÃO ACIONA.


MOTIVOS: SOLUÇÕES:
a) Queda ou falta de tensão na rede a) Verifique a instalação ou aguarde a
elétrica. estabilização da rede elétrica.
b) Chave de partida danificada. b) Substitua a chave de partida.
c) Motor elétrico danificado. c) Encaminhe o motor a assistência
técnica credenciada

16
RUÍDOS OU VIBRAÇÕES ANORMAIS.
MOTIVOS: SOLUÇÕES:
a) Fixação incorreta do equipamento. a) Veja item instalação.
b) Desgaste do eixo árvore e/ou da b, c , d) Encaminhe a furadeira a
polia Assistência Técnica Motomil.
movida. e) Faça o alinhamento das polias.
c) Falta de lubrificação ou desgaste f) Fixe corretamente a broca.
dos g) Consulte literatura sobre afiação.
rolamentos. h) Selecione a broca correta.
d) Eixo árvore torto. i) Estique as correias através do
e) Polias desalinhadas. esticador.
f) Broca mal fixada.
g) Broca com afiação incorreta.
h) Broca fora do especificado.
i) Correias frouxas.
BASE TRICADA.
MOTIVO: SOLUÇÃO:
a) Fixação incorreta. a) Veja item instalação.
DESGASTE PREMATURO DO EIXO ÁRVORE.
MOTIVO: SOLUÇÃO:
a) Uso incorreto ou falta de a) Encaminhe a Furadeira a
manutenção. Assistência Técnica Autorizada
Garthen.
Ve j a i t e m M a n u t e n ç ã o e
Conservação.
DIMINUIÇÃO DA ROTAÇÃO DO EIXO ÁRVORE DURANTE A FURAÇÃO.
MOTIVOS: SOLUÇÕES:
a) Avanço rápido do eixo árvore. a) Reduza o avanço do eixo da
b) Broca com afiação incorreta. árvore.
c) Broca fora do especificado. b) Consulte a literatura sobre afiação.
c) Selecione a broca correta.

A CORREIA ESCAPA DO CANAL DA POLIA.


MOTIVOS: SOLUÇÕES:
a) Polias desalinhadas, correias com a) Alinhe as polias e ajuste a correia.
folga. b) Fixe o eixo.
b) Eixo da polia intermediária solto.

17
CERTIFICADO DE GARANTIA
A GARHTEN garante este produto contra defeito de fabricação ou de
material pelo prazo de 12 meses, a partir da data de compra comprovada
pela apresentação da Nota Fiscal ao primeiro consumidor final. Esta
garantia compreende a troca de peças e reparos contra defeitos de
fabricação, devidamente constatado pela fábrica ou pela Assistência
Técnica Autorizada.

Este produto perderá a garantia se sofrer danos provocados por acidente,


agente da natureza, aplicação fora do especificado, ligado a rede elétrica
imprópria ou submetida a grandes oscilações de energia ou, ainda, no
caso do aberto por pessoa ou oficina não autorizada pela GARTHEN.
As despesas de frete, riscos e danos de transporte do produto à
Autorizada ou à fábrica, correrão por conta do consumidor.
A GARTHEN conta com uma ampla rede de Assistência Técnica
Autorizada em todo território nacional.
Caso você necessite utilizar Assistência Técnica GARTHEN consulte a
lista dos autorizados que acompanha o equipamento.

OBSERVAÇÕES
A garantia do motor é dada pelo fabricante. Observe atentamente o nome
do fabricante que consta no motor do seu equipamento.

A garantia abrange os seguintes defeitos: Curto de espiras, curto entre


fases, rotor falhado e erro de montagem.

Não são cobertos pela garantia os defeitos de: sobrecarga, falta de fase,
tensão fora do especificado, capacitores, rolamentos, eixos quebrado ou
torto, carcaça quebrada ou amassada ou aqueles ocasionados por
descuido no transportes, armazenagem, acoplamento ou energização do
motor.

Para outras informações ou esclarecer dúvidas, entre em contato com


a GARTHEN pelo fone: (47) 2103-4150 ou consulte nosso site:
www.gmeg.com.br ou duvidas@gmeg.com.br

A GARTHEN reserva-se o direito de alterar este produto sem aviso prévio.

18
TODAS AS IMAGENS IMPRESSAS SÃO MERAMENTE ILUSTRATIVAS
www.gmeg.com.br

duvidas@gmeg.com.br