Anda di halaman 1dari 4

Jornal Electrónico, Reg.

09/GABINFO-DEC/2011: Rua da Resistência nº 1141 R/C


* Proprietário: Sociedade Novo Rumo, LDA
Conselho de Administração: Rui da Maia, Administrador - Geral, Cell: 84 - 768 6214
Rui de Carvalho, Administrador - Adjunto Cell: 82 - 381 2091
* Publicidade Marketing & Vendas: Stélio Domingos, Cell: 82 - 833 6220
Leia todas 2ª feiras
* Grafismo: Sansão Mazive, Cell: 82 - 819 4600 & 84 - 482 6810
* Secretária da Redacção e Administracão: Natália dos Anjos, Cell: 82 - 544 2689 - Telefax: +258 21 414 382
Maputo - Moçambique
SemanárioPÚBLICO
REMIX
Clima Tempo Vento
Descrição em ºC Max
DATA
Diário

A sua Quinta feira Céu parcialmente


03 de Novembro nublado. Ventoso,
Elev: 34 ºC
Baixa: 21 ºC
NNE a
27 km/h
Imobiliária de 2011 especialmente du-
rante o dia.

Director: Rui de Carvalho: Cell: 82- 381 2091 * Chefe de Redacção : Osvaldo Tembe : Cell: 84-58 77195 * Maputo, 04 de Novembro de 2011 * Edição N.º 105 * Ano I * Telefax:21-414382 * Email - publico.elect@gmail.com
Transacções bancárias

Dois milhões de pessoas usam cartão Visa


A empresa Visa, rede de pagamentos líder a nível mundial, anunciou que as instituições financeiras
suas clientes em Moçambique emitiram mais de dois milhões de cartões Visa.
Maputo - Este marco celebra também Moçambique é um dos muitos países do expansão do crédito e do crescimento
um crescimento de 33% do volume de mundo que enfrenta o desafio de como monetário. Cada unidade monetária que
transacções de cartões Visa em Moçam- trazer, da melhor forma, indivíduos sem circula sob a forma de dinheiro é uma
bique, à medida que a banca nacional vai banco para o sistema bancário formal. oportunidade perdida de investimento,
captando cada vez mais indivíduos para Os pagamentos electrónicos são críti- desenvolvimento e crescimento de uma
os serviços financeiros formais através cos quando desenvolvemos uma econo- economia. Dois milhões de cartões Visa
de sistemas de pagamento electrónico. mia forte e moderna. Os produtos Visa em Moçambique confirmam o progres-
A propósito deste marco, Jabu Basopo, conseguem promover a transparência so significativo que tem vindo a ser feito
Director-Geral da Visa para a África e a responsabilidade, reduzir os custos para trazer mais dinheiro para o sistema
Subsariana comentou: “Queria felicitar de transacção e diminuir o tamanho da bancário”, referiu Basopo.
os nossos parceiros e as instituições economia informal e cinzenta, ajudando Todas as evidências apontam para o fac-
financeiras que são nossas clientes por a estimular o crescimento da economia e to de quanto mais pessoas aderirem ao
este feito impressionante. A nossa vi- a taxa de empregabilidade. sistema bancário, mais estável este se
são é trazer ainda mais indivíduos para “Uma das razões pelas quais os países torna. Isto vem trazer um efeito positivo
o sistema bancário formal através do dependentes de investimento tendem e duradouro na economia, nas reformas
acesso a sistemas e serviços bancários a ter economias com baixas taxas de sociais e na eficiência governamental.
electrónicos. Queremos disponibilizar crescimento, é o facto de a quantidade A Visa lançou, para os seus parceiros da
aos Moçambicanos uma forma de pagar de moeda existente fora do sistema na banca, um leque de soluções inovadoras
e receber mais segura, conveniente e fi- economia informal privar os bancos que para auxiliar a expandir o sector
ável.” de fundos que são necessários para a bancário. Neste Sentido, Basopo

CTA discute flutuações das taxas de câmbio


A Confederação das Associações Econó- “segundo canal de transmissão das taxas para Moçambique é de -1.17, usando um
micas de Moçambique CTA realizou na de câmbio é por via dos efeitos da mudan- método de estimativa diferente”.
quinta-feira, em Maputo, um seminário ça de despesas no fluxo do comércio, pelo Por outro lado, Tyler Biggs referiu ainda
de divulgação e debate do Estudo Sobre o que o impacto depende da magnitude que “para o caso de Moçambique, a elas-
Impacto das Flutuações da Taxa de Câm- da transmissão das taxas de câmbio nos ticidade da resposta dos volumes de ex-
bio na Economia moçambicana. preços de importação e exportação”. portação do algodão, a mudanças na taxa
Determinação de preços internos, fluxos “A estimativa de elasticidade dos fluxos real de câmbio, é considerada como sendo
comerciais, lucros das empresas, valori- de exportação, segundo um estudo recen- -1.30 na volatilidade da taxa de câmbio,
zação de activos, entre outros aspectos temente realizado em 136 países, mostra pesquisas essas, mostram influências na
ligados à Lei Cambial, foram o denomi- países desenvolvidos com -0.67 e países composição das exportações mas não so-
nador comum no encontro bastante con- em desenvolvimento com -0.13”, disse bre os volumes totais de comércio”.
corrido pelo sector privado e não só. Biggs, para depois acrescentar que “em Fazendo um balanço do seminário, Hipó-
Na sua intervenção, Tyler Biggs, econo- Moçambique, os volumes de exportação lito Hamela assessor económico da CTA
mista sénior e consultor que orientou o a mudanças na elasticidade da taxa real e moderador do seminário, disse que “o
seminário, explicou a-propósito da taxa de câmbio é de -0.83 e a estimativa do que queríamos era ouvir dos participan-
de câmbio e fluxos de comércio, que o Fundo Monetário Internacional (FMI) tes o que eles pensam do estudo e tivemos
Pag.2 Público, 04 de Novembro de 2011
Nacional
acrescentou ainda que a Visa con- aceitam Visa nas lojas, supermercados e avançada do mundo – VisaNet – que é
tinua empenhada em descobrir no- outros estabelecimentos”. capaz de suportar mais de 20.000 men-
vas formas, de permitir aos clientes das sagens de transacção por segundo, com
instituições financeiras, de fornecer ser- Sobre a VISA protecção anti-fraude para consumido-
viços cada vez melhores aos que com e res e garantia de pagamento.
sem conta bancária. “Estamos empenha- A VISA é uma empresa multinacional VISA nao é um banco e não emite car-
dos em apoiar o mercado Moçambicano de pagamentos tecnológicos que liga tões, créditos ou estabelece uma taxa aos
e os nossos parceiros, para que estes consumidores, negócios, instituições fi- consumidores. A inovação da VISA con-
possam ampliar o mercado dos cartões e nanceiras e governos em mais de 200 siste em permitir às instituições finan-
dos pagamentos electrónicos, educar os países e territórios, de forma a agilizar, ceiras mais opções para os seus próprios
proprietários de cartões sobre o uso dos assegurar e fiabilizar a moeda digital. clientes: pagar de imediato com débito,
mesmos nas compras do seu dia-a-dia e O suporte do sistema monetário digital antes do tempo com um pré-pagamento
aumentar a quantidade de terminais que é uma das redes de processamento mais ou depois com produtos de crédito.
um bom retorno e muitos participantes, ciação do metical há uns que ganham, De referir que a taxa de câmbio é a prin-
pois o tema é da actualidade”. neste caso os importadores e os consumi- cipal variável de referência nas transac-
“Chegámos à conclusão de que, por um dores, mas existem os exportadores que ções e pagamentos no âmbito do comér-
lado, os participantes concordam com o perdem porque com a nova Lei Cambial, cio internacional. O referido estudo faz
que foi dito pelo consultor, mas há aqui a devem trocar 50 por cento do valor em uma análise sobre o impacto dos choques
questão dos ganhadores e os perdedores”, metical. Entretanto com a depreciação do cambiais na nossa economia.
disse Hamela, ajuntando que “com a apre- dólar ou do rand, eles acabam perdendo”. (FDS)

Pai viola própria filha


do esta chamado pelos vizinhos, porque
segundo ela já desconfiava que o marido
estava com a sua filha, porque o mesmo
já dizia à esposa que tinha vontade de ter
Um cidadão foi detido por violar sexualmente a sua própria filha, relações com a sua filha e os vizinhos ar-
numa altura em que se procura estancar o problema de abuso de rombaram a porta e espancaram o indi-
menores. viduo que depois conseguiu se escapulir
da fúria dos vizinhos e fugiu para parte
Maputo -Cidadão de 49 anos de idade, para descansar incerta.Em seguida a rapariga ora viola-
que responde pelo nome de Manuel Al- Passados trinta minutos, o individuo em da foi encaminhada ao banco de socorro
berto Chiau,residente no bairro do Ma- questão saiu do seu quarto e se dirigiu a do Hospital Geral do Mavalane para re-
xaquene “D”,foi detido na manhã de on- cozinha e chamou a sua filha para o quar- ceber cuidados médicos e psicológicos,
tem por ter violado a sua filha de 14 anos to trancou aporta e começou a acariciá- tendo em conta que o acto macabro do
de idade. la e que a rapariga teria dito ao pai que seu pai casou um trauma para a menina
Segundo o depoimento da vítima à nossa parasse de fazer tal coisa e quando o pai bem como danos corporais, e quanto ao
reportagem, ela regressou da escola por se apercebeu que esta estava para soltar pai da rapariga, este teria regressado a
volta das 19 horas e quando chegou a gritos de socorro, amordaçou-a e a atirou casa por volta das 5 da manhã de ontem,
casa a sua mãe estava ausente e teria re- a cama, despiu-lhe a roupa e a violou até mas o que ele não sabia é que a sua esposa
comendado a rapariga que logo que che- que ela perdeu os sentidos e desmaiou. já teria accionado a policia que apareceu
gasse da escola preparasse o jantar por Quando a mãe da jovem chegou a casa, por volta das 6 e 15 minutos e recolhe-
que ela chegaria um pouco tarde a casa, constatou que a sua filha não estava na ram o individuo a 12ª esquadra da PRM
e em seguida o seu pai chegou a casa em- cozinha, como ela lhe teria recomendado e segundo a policia o individuo confessou
briagado e perguntou pela mãe e esta te- e notou algo de estranho, tendo se diri- o acto e alegou que agiu inconsciente e
ria dito que a mãe não se encontrava em gido ao quarto e a porta estava fechada e que só fez tal coisa por estar embriagado.
casa e em seguida se dirigiu ao quarto o marido se recusou a abrir a porta, ten- (Cláudio Pessane)

Limpeza pelo dia da cidade de Maputo


No âmbito dos preparativos das festivida- na conservação e valorização do nosso lana Cimento B (em frente da Universi-
des dos 124 anos da Cidade de Maputo, Distrito, inspirados em Samora Machel’’. dade Técnica de Moçambique); Bairro
A MIKHALU, Associação dos Amigos e A mesma vai abrangir as avenidas: Edu- da Malhangalene A (Cruzamento das
Residentes do Distrito Municipal KaM- ardo Mondlane, Amed Sekoutoré, Julius Avenidas Amílcar Cabral e Paulo Samuel
pfumu, promove no dia 05 de Novembro Nherere, Vlademir Lenine, Amilcar Ca- Kankhomba); Bairro da Malhangalene B
corrente uma jornada de limpeza no perí- bral, Karl Marx, Guera Popular, Paulo e Coop (na Praça da OMM); Bairro da
odo da manhã. . Samuel Kankhomba, Maguiguana, Emí- Somarshild (Praça do destacamento femi-
Esta jornada contará com a presença dos lia Dausse, Agostinho Neto. nino); Bairro Central A, B e C- (EDM,
Munícipes residentes neste Distrito e de- A concentração será feita nos bairros na avenida Eduardo Mondlane) e Bairro
corre sob o lema: ‘’Por um KaMpfumu, Polana Cimento A (em frente do Minis- do Alto Maé A e B (Assembleia da Re-
limpo, saudável, seguro e atraente, juntos tério da Defesa Nacional); Bairro da Po- pública).
Pag.3Público, 04 de Novembro de 2011
Nacional

Agenda cultural
Domingo, 6 de Novembro
• Roteiro turístico. 9h-11h. Rotei-
ro turístico na periferia de Mapu-
Sábado, 5 de Novembro to. Bairro da Mafalala. Marcações:
842943070/824180314
• Roteiro turístico. 9h-11h. Roteiro turísti- • Especial Playground Halloween “A for-
co na periferia de Maputo. Bairro da Mafa- taleza dos horrores”. 10h-17h. Contos de
Sexta-Feira, 4 de Novembro lala. Marcações: 842943070/824180314 horror, Magia Terrível, Caça ao tesouro,
• Especial Playground Halloween “A for- Jogos Horríveis e muito mais! Com Rafo
• Roteiro turístico. 9h-11h. Rotei- taleza dos horrores”. 10h-17h. Contos de Diaz e Reginaldo Sousa. Fortaleza.
ro turístico na periferia de Mapu- horror, Magia Terrível, Caça ao tesouro, • Teatro. 15h. “A Bicha”. Cine-teatro Gil-
to. Bairro da Mafalala. Marcações: Jogos Horríveis e muito mais! Com Rafo berto Mendes. 100 Mzn.
842943070/824180314 Diaz e Reginaldo Sousa. Fortaleza. • Festival KINANI. 16h “Network – Duet
• Festival KINANI. 16:30h Butô Per- • Teatro. 15h. “A Bicha”. Cine-teatro Gil- in a Trampoline” Maya Levi & Hanan
formance na Praia por Regina Goerger. berto Mendes. 100 Mzn. Anando Mars (Israel). Jardim Tunduro.
Ponto de Encontro: Restaurante Marna- • Concerto. 16h. Jazz/Afrojazz. Restau- • Concerto. 16h. Jazz ao vivo com João
Brasa. Entrada gratuita. rante Lanterna. Cabral eMiguel Xabindza . Jardim do
• Festival KINANI. 17h “100 Saí- • Teatro. 16h. “Os bastidores da notícia”. Éden (Matola).
da” Projecto Macario (MZ), “Point Cine-teatro Gilberto Mendes. • Teatro. 16h. Os bastidores da notícia.
D’Interrogation” Cie. Diagn’Art” (Sene- • Festival KINANI. 17h “Persona” Ra- Cine-teatro Gilberto Mendes.
gal) e “Nudez” Cia. Independente (MZ). quel Gualtero (Espanha), “Not Enough” • Festival KINANI. 17h “O Culto” Ku-
Centro Cultural Franco Moçambicano. Projecto Auto-preconcebido (MZ) e carachas Galeria Coreográfica (MZ) e
• Concerto. 18h. Música ao vivo. Restau- “Corpo Voice” Moza-Swazi (MZ). Teatro “Renga” Unfigure Company (Japão).
rante Lanterna. Avenida. Centro Cultural Franco Moçambicano.
• Concerto. 18h. Waterfront. Consumo • Teatro. 18:30h. “ YERMA”, texto ori- • Concerto. 18h. Jazz ao vivo. Dolce
mínimo de 200 Mt. ginal do poeta espanhol Federico García Vita.
• Teatro. 18:30h “ Destinos trocados”. Lorca, pelo Grupo de teatro da ECA. • Teatro. 18:30h. “ YERMA”, texto ori-
Cine-teatro Gilberto Mendes. Centro Cultural Universitário. ginal do poeta espanhol Federico García
• Roteiro turístico. 18:30h-23:30h. Ro- • Teatro. 18:30h. “ Destinos trocados”. Lorca, pelo Grupo de teatro da ECA.
teiro turístico Mafalala by night: Jan- Cine-teatro Gilberto Mendes. Centro Cultural Universitário.
tar tradicional e concerto na Mafa- • Concerto. 18:30h. Waterfront. Consu- • Teatro. 18:30h. “Destinos trocados”.
lala. Bairro da Mafalala. Marcações: mo mínimo de 200 Mzn. Cine-teatro Gilberto Mendes.
842943070/824180314 • Festival KINANI. 19h “EVE” Collectif • Concerto. 18:30h. Música ao vivo. Nú-
• Festival KINANI. 19h “Alone” Projecto AléAAA (FR/Reunião). Centro Cultural cleo de Arte.
1,2,3 (MZ) e “Reaflexões 2,3,1” Escultu- Franco Moçambicano. • Festival KINANI. 19h “Corpo Voice”
ras Humanas (MZ). Teatro Avenida. • Festival KINANI. 20h “Cala-te!” Ma- Moza-Swazi (MZ) e “Femmes parmi
• Concerto. 19h. Ecarte-Jazz: Sigauque ria Helena Pinto (MZ). Centro Cultural d’autres” Cie. Cavea (Tunísia). Centro
Project ao vivo. Museu de Historia Natu- Franco Moçambicano. Cultural Franco Moçambicano.
ral. 200 Mzn/ Estudantes 100 Mzn. • Concerto. 22:30h. Sabbatical Reggae • Concerto. 19h. Música ao vivo. Xima
• Festival KINANI. 20h “8 Jours Autour Dancehall Night com Ras Soto, YPG, Bar.
du Monde avec Mme. Lebowski” Dan- Abba Meskel e Ras Skunk. Bar Bairro • Festival KINANI. 20h “It’s Gonna
ses en l’R & Fouzulu (FR/Reunião/MZ). Maputo. 200 Mzn. Blow” Fingersix (Alemanha&País Vasco)
Centro Cultural Franco Moçambicano. • Jam Session. 23h. Gil Vicente Bar. Teatro Avenida.
• Teatro de intervenção. 22h. Literatura
vs Tecnologia: Com os artistas Filipa Ca- E também… 16 h.
simiro, Francisco Ferreira, Dani, Sérgio • Exposição egipcia. Antiguidades, rou-
Mabondo e Adriana Jamisse, “Ler é estar • Exposição de pintura e escultura. “Pen- pas, artesanato, perfumes…. Maputo
só e acompanhado”. Bar Bairro Maputo. samento” de Casimiro Langa, Kester, Shopping. Até 13 de Novembro.
• Concerto. 22h. Timbila Muzimba ao Mankew, Naftal Langa e Sandra Pizura. • Exposição de arte. Exposição perma-
vivo, uma fusão perfeita entre os sons e Mediateca do BCI. Até 5 de Novembro. nente. Museu Nacional de Arte.
ritmos tradicionais das timbilas com ins- • Exposição de fotografia. “Uma histó- • Exposição de arte. Exposição colectiva.
trumentos modernos. Cena Lóca. ria, mil estórias. Ricardo Rangel e as Veleiro Arts.
• Concerto. 22:30h. Adérito Mabessa. crianças”. Associação Kulungwana. Até • Exposição de pintura. Exposição per-
Bar dos Amigos. 27 de Novembro. manente, obras do artista plástico Noel
• Moda. 23h. “O Renascer de Afrodite” • Exposição de pintura. “Na arte é neces- Langa. Centro Cultural Arco Iris.
por Yolanda Thomas – fashion creations sário aventurar” do artista Moçambica- • Feira de Artesanato. FEIMA: Diaria-
& show party. Bar Kampfumo. no Shikhani, falecido em Dezembro do mente, o melhor do artesanato e da arte,
• Música. 23h. Paulo Flores ao vivo. Co- ano passado. Consulado Geral de Portu- gastronomia e floricultura da cidade.
conuts. 800 Mzn. gal. Aberto das 8h. às 12h. e das 13h. às Parque dos Continuadores.
Pag.4 Público, 04 de Novembro de 2011
Internacional
Zâmbia

Empresas chinesas acusadas de abuso nas minas


Lusaka - As companhias mineiras diri- gurança, e trabalho em indiferença ao protecção deteriorados ou ameaças fre-
gidas pelos Chineses na Zâmbia desres- governo” constatou Daniel Bekele, res- quentes de licenciamento abrangendo os
peitam regularmente as leis do trabalho, ponsável da África de HRW. trabalhadores que recusam trabalho em
exigindo jornadas laborais que vão até 18 Num relatório publicado hoje, a HRW lugares perigosos.Os mineiros explica-
horas, ignorando as regras de segurança, comoveu-se com as condições de traba- ram que deviam trabalhar 365 dias por
acusouontem (quinta-feira) a organização lho nessas quatro companhias mineiras ano o que “os patrões chinês ameaçam os
defesa dos direitos do Homem Human dirigidas pelos chineses na Zâmbia, to- mineiros de fazerem, impedindo de infor-
Rights Watch (HRW), citada pela AFP. das filias da China, assim como a Ferrous mar os acidentes ou outros problemas”as
“ Os investimentos consideráveis da Chi- Metals Mining Corporation, uma em- autoridades”. Os reagrupamentos sin-
na nas indústrias de extracção de cobre presa do Estado. dicais estão igualmente desmoralizados,
na Zâmbia beneficiam muitas das vezes O relatório, compilado no termo de três segundo HRW. A exploração de cobre é
os Chineses e os Zambianos. Mas os mi- missões produzidas entre Novembro de o motor da economia zambiana, consti-
neiros que trabalham nas companhias di- 2010 e Julho de 2011, denúncia confu- tui três quartos das explorações e forne-
rigidas por Chineses são submetidos há são, uma ventilação insuficiente podendo ce dois terços das receitas do governo.A
longas horas, nessas condições, violando originar em graves doenças pulmonares, China já investiu mais de seis milhões de
os seus direitos em matéria de saúde, se- sem substituição dos equipamentos de dólares desde 2007.
Etiópia

Abandono de uma acusação contra os jornalistas suecos


Addis Abeba - A justiça etíope abando- O julgamento foi suspendido e deve re- aparecem munidos de metralhadoras.
nou uma das três acusações apresentadas tomar, a 06 de Dezembro, com a palavra No mês passado, os dois suécos reconhe-
contra os jornalistas suecos julgados em dedicada à defesa. ceram ter entrado na Etiópia sem docu-
Addis Abeba, nomeadamente a de acti- Os dois jornalistas foram detidos em Ju- mentação adequada. Mas declararam-se
vidade terrorista, mas os dois homens lho quando acabavam de entrar na Eti- inocentes das acusações de actividade ter-
arriscam-se até 15 anos de prisão por ópia, via Somália, com os membros da rorista e de apoio a um grupo terrorista.
“apoio” a um grupo terrorista, anunciou Frente Sexta-feira, dois etíopes de origem soma-
ontem a AFP. nacional de Libertação de Ogaden lí, co-acusados dos suécos, deverão já co-
“A terceira acusação -- participação numa (ONLF), um grupo qualificado por Addis nhecer a sua sentença: Eles afirmaram
organização terrorista -- foi abandonada”, Abeba de terrorista. perante o tribunal não ter nenhuma defe-
anunciou o juiz Shemsu Sirgaga. Foram acusados em Setembro por “acti- sa a fazer contra a acusação de pertença
Johan Persson e Martin Schibbye “deve- vidades terrosristas, apoio a um grupo à ONLF.
rão defender-se de duas acusações: apoio terrorista” e entrada ilegal “no território Desde a sua criação em 1984, a ONLF
a um grupo terrorista e a entrada ilegal etíope”. luta pela independência de Ogaden, uma
no Nesta semana, a acusação apresentou um região do sudeste da Etíopia de maioria
território”, prosseguiu na sequência das vídeo com duração de duas horas no qual somalí
audiências consagradas esta semana à se incluem imagens brustais de dois e marginalizada, segundo os rebeldes,
acusação. homens viajando na região. Os mesmos por Addis Abeba.
Camarões

Paul Biya investido presidente para um sexto mandato


Yaoundé - O presidente camaronês, Paul homens para consagrar todos os esfor- bem geral da Nação, apoiando e defen-
Biya, 78 anos, no poder desde 1982 e ços para conservar, proteger, defender a dendo a unidade, integridade, indepen-
reeleito para um sexto mandato no termo Constituição e as leis da República dos dência da pátria camaoronesa”, Paul Biya
da eleição presidencial de 09 de Outu- Camarões. Irás velar igualmente para o respondeu em inglês “eu juro”.
bro, prestou juramento hoje (quinta-fei-
ra) à Assembleia nacional camaronesa, Tabela de Diário Público
anunciou um jornalista da AFP. Assinaturas
À pergunta do presidente da Assembleia Tipo de assinantes
nacional, “Vais engajar-te para hon- Embaixadas/ONGs estrangeiras Instituições Singulares
rar e exercer lealmente as funções que
o povo camaronês confiou-te, e jurarás 50 USD/ mês 35 USD/ mês 25 USD/ mês
solenemente diante de Deus e diante dos