Anda di halaman 1dari 6

INTRODUÇÃO AO MARKETING

1) O QUE É MARKETING?

Marketing é o conjunto de técnicas e métodos aplicados ao estudo das


necessidades dos mercados e seus principais componentes, como: públicos, vendas e
produtos para o desenvolvimento das empresas.

Ela é uma palavra derivada do termo inglês Market, que significa mercado, ou seja,
o estudo das causas, objetivos e resultados produzidos através das diferentes formas de como
as empresas lidam com o mercado.

O marketing estuda as causas e os mecanismos que regem as relações de troca


(bens, serviços ou ideias), realizada dentro de quatro eixos principais: preço, distribuição,
comunicação e produto. Ele pretende que o resultado de uma relação seja uma transação
(venda) satisfatória para todas as partes que participam no processo.

“Marketing é a ciência e a arte de explorar, criar e entregar valor para


satisfazer as necessidades de um mercado-alvo com lucro. Marketing
identifica necessidades e desejos não realizados. Ele define, mede e
quantifica o tamanho do mercado identificado e o potencial de lucro”
(Philip Kotler)

Apesar disso, o marketing significa mais que vender, porque a venda é um processo
de sentido único. O marketing é um processo com dois sentidos, com o objetivo de assegurar
a obtenção do maior benefício possível. No marketing são aplicados conhecimentos avançados
a respeito da prospecção de mercados e a sondagem de opiniões.

O marketing é uma filosofia: uma postura mental, uma atitude, uma forma de
conceber as relações de troca. É também uma técnica: um modo específico de executar uma
relação de troca (ou seja, identificar, criar, desenvolver e servir a procura).
O marketing pretende maximizar o consumo, a satisfação do consumidor, a escolha e a
qualidade de vida.

O trabalho do profissional de marketing começa muito antes da fabricação do


produto e continua muito depois da sua venda. Ele é um investigador do mercado, um
psicólogo, um sociólogo, um economista, um comunicador, um advogado, reunidos em uma
só pessoa.

Na Administração de Empresas, o marketing é um conjunto de atividades que


envolvem o processo de criação, planejamento e desenvolvimento de produtos ou serviços
que satisfaçam as necessidades do consumidor, e de estratégias de comunicação e vendas
que superem a concorrência.

Em marketing, o conceito de valor pode ser definido como todos os benefícios


gerados para o cliente em razão do sacrifício feito por este na aquisição de um produto ou
serviço. Oferecer ou agregar valor é um conceito diretamente relacionado com a satisfação do
cliente, um dos principais objetivos do marketing.

O conceito de marketing afirma que a tarefa mais importante da empresa é


determinar quais são as necessidades e desejos dos consumidores e procurar adaptar a
empresa para proporcionar a satisfação desses desejos.

2) POR QUE INVESTIR EM MARKETING?

 Garante que a divulgação chegue até o seu público-alvo


 Permite conversar com suas personas de modo a criar empatia
 Mostra aos potenciais clientes a sua preocupação com suas dores
 Ajuda na construção de uma marca forte e com uma imagem positiva
 Reforça autoridade e transmite relevância e credibilidade
 Assegura a uniformização do discurso interna e externamente
 No mínimo, o coloca em condições de igualdade com o concorrente
 Gera leads e conduz o cliente de forma segura pelo funil de vendas
 Contribui com o direcionamento correto de suas ações
 Otimiza seus investimentos em divulgação e atração de clientes
 Tem seu valor percebido de forma diferente da publicidade tradicional.

3) OS 4Ps DO MARKETING

Os 4Ps do marketing são um conceito utilizado para definir os quatro pilares da estratégia
mercadológica. São eles: produto, preço, praça e promoção – é neste último que se situa a
publicidade, como acabamos de falar.

Sua proposta tem por objetivo guiar o estrategista de marketing para ações mais
assertivas, com maiores chances de êxito. O conceito foi desenvolvido por Phillip Kotler,
professor norte-americano que é considerado como o guru do marketing, mestre e maior
especialista no assunto. Os 4Ps também são conhecidos como Marketing Mix ou Composto
de Marketing. Ao compreender as características de cada um de seus componentes, fica mais
fácil determinar a sequência de ações, seus objetivos e os impactos na estratégia.

 PRODUTO - O que você tem a oferecer?

Essa é a pergunta central que ajuda a definir aquilo que será apresentado ao público e
de que forma isso vai ser feito. Esse primeiro P pode indicar um produto, um serviço ou a
própria empresa e suas marcas.

O segredo aqui é evidenciar as suas características, os pontos fortes que devem ser
destacados e as possíveis fraquezas a corrigir.
 PREÇO - Qual é o seu real valor?

É bom lembrar que valor é diferente de preço, mas ajuda na sua formação. Pense no
que a sua solução entrega ao cliente para chegar a essa definição, que deve responder ainda
como será a cobrança.

Não deixe de fora o custo de produção/execução, possíveis descontos e a sua margem


de lucro.

O preço não deve ser alto o bastante para afugentar clientes, nem baixo demais que
elimine seus ganhos.

 PRAÇA - Onde o produto ou serviço será comercializado, ou onde a empresa atua?

E aqui que você precisa determinar seu raio de abrangência, pois isso será decisivo
para iniciar a segmentação do público-alvo.

Em tempos de negócios digitais, pode ser difícil definir uma praça que não seja
abrangente. Ainda assim, é recomendado que utilize esse P para determinar a sua
disponibilidade, considerando as maneiras como é acessado e os horários em que isso
acontece.

 PROMOÇÃO - Agora, estamos falando da divulgação propriamente dita.

É aqui que ocorrem as definições quanto às ações de publicidade. Será necessário


responder o que será feito para informar o público e convencê-lo a realizar uma conversão,
que em geral tem por objetivo a materialização da venda

Nota: PROPAGANDA

Propaganda é um conjunto de ações específicas e sistemáticas realizadas para dar


conhecimento a algo ou alguém. O termo deriva do latim propagare, que significa “reproduzir
por meio de mergulhia”. Ela é um dos meios de anunciar determinado assunto, com o objetivo
de convencer ou influenciar a opinião do seu receptor, embora também possa estar ligada à
junção de pessoas em prol de uma causa ou campanha.

A propaganda utiliza um conjunto de ações e estratégias combinadas com fins ideológicos,


políticos, emocionais e instintivos para influenciar o seu receptor. Os meios onde este conjunto
pode ser utilizado são os comerciais, revistas, jornais, cartazes, entre outros.

CINCO PASSOS PARA ELABORAR UM BOM PLANO DE MARKETING


1) ANALISE O AMBIENTE DE MARKETING

No primeiro passo do plano de marketing é feita a avaliação dos fatores internos e


externos que podem influenciar o desempenho da empresa no mercado. Também é preciso
fazer um estudo do segmento em que a empresa está inserida e o produto que oferece, o que
permite descobrir quais são as capacidades e potencial do negócio.

Nesta etapa, é importante que a empresa faça uma análise de quais são os seus
pontos fortes e fraquezas e qual é o capital disponível para usar nas ações de marketing. Dessa
maneira, os gestores ficam bem preparados para executar o plano e precavidos para eventuais
problemas no meio do caminho, além de agregar sustentabilidade para que o planejamento
sobreviva a longo prazo.

2) ENTENDA QUEM SÃO OS SEUS CLIENTES

Um dos pontos mais importantes do plano de marketing é conhecer quem são os


clientes da empresa, pois há casos em que o público-alvo não é diretamente o consumidor.
Por exemplo, o público-alvo de uma marca de leite achocolatado, são as crianças, mesmo que
muitos adultos o consumam e sejam o comprador. Levando isso em consideração, o plano de
marketing precisa ser voltado para o seu público-alvo e não apenas o consumidor.

Parece ser uma tarefa fácil, mas a verdade é que muitas empresas acham que
conhecem o seu cliente, mas nem sequer conversaram com alguns para entender a real dor
que eles sentem quando compram o seu produto.

Além disso, é recomendado estudar o mercado, avaliando quais são as demandas,


as tendências de crescimento nos próximos meses e de participação. Também é preciso que
a empresa compreenda como, por quais motivos e quando os clientes fazem uso dos seus
produtos ou serviços. Para obter estas respostas é necessário fazer uma pesquisa diretamente
com os consumidores.

3) ANALISE OS SEUS CONCORRENTES

Para um posicionamento melhor no mercado é preciso que o plano de marketing


inclua uma análise detalhada dos concorrentes. Nesta etapa, a empresa deve fazer um
levantamento dos mesmos empreendimentos do setor, o que oferecem de igual, parecido e
diferente em relação aos seus produtos ou serviços.

Busque descobrir qual é o posicionamento dos seus concorrentes no mercado e


quais os objetivos que possuem. Dessa maneira, a empresa pode desenvolver as melhores
estratégias de marketing para enfrentar os concorrentes, buscando oferecer serviços
diferenciados e aumentar a adesão do público consumidor.

É interessante listar os prós e contras de cada concorrente, verificando o que fazem


para conseguir ter o desempenho e como você pode superá-los. Este ponto costuma aumentar
bastante o sucesso das empresas.

Para um profissional de marketing pode ser difícil reconhecer que seus


concorrentes estão realizando ações de marketing que os deixam a frente da sua empresa.
Deixar isso de lado e estudar a fundo o que eles estão fazendo de melhor, no final trará bons
resultados para seu negócio.

A dica é: fazer uma tabela em uma planilha com todos os diferenciais que as outras
empresas estão aplicando que podem dar certo para a sua empresa e anexar no planejamento
estratégico de marketing

4) DEFINA SUAS ESTRATÉGIAS E AÇÕES

A empresa deve determinar qual é o objetivo geral do seu plano de marketing como,
por exemplo, se a meta é vender mais, consequentemente, é preciso compreender de onde
vem o faturamento de suas vendas e avaliar se é mais interessante desenvolver estratégias
para que os consumidores atuais comprem mais e com mais frequência ou atrair novos
clientes.

Na sequência, determine quais serão as ações necessárias para que a empresa


coloque o plano em prática. As ações devem ser específicas para que as estratégicas sejam
eficientes. Com base no exemplo citado anteriormente, algumas das ações possíveis para
aumentar as vendas são: oferecer descontos no mês de aniversários dos consumidores ou
aumentar as ofertas nos canais de comunicação do negócio nas redes sociais.

Pode-se pensar em uma série de ações e estratégias de marketing para atingir um


determinado objetivo, mas será preciso avaliar qual terá melhor desempenho no seu nicho.

Em geral, um planejamento estratégico de marketing não tem um período de


duração dito como certo para aplicar na sua empresa. Existem planos trimestrais, semestrais,
anuais e até mensais. O fundamental é estabelecer qual será o período no seu negócio para
mensurar os resultados.

Pense no objetivo: o que sua empresa deseja alcançar nesse período definido? São
mais oportunidades de vendas? Aumentar o tráfego do seu site? Melhorar a conversão dos
visitantes? Gerar mais leads?

Definido, você deve pensar quais são as metas que vão te levar a alcançar esse
objetivo. As metas devem ser métricas mais palpáveis como: Aumento de 10% ao mês de
tráfego orgânico, entrega de 20 oportunidades para o time de vendas por mês, geração de 80
leads por mês, etc.

Lembre-se de estar alinhado com os objetivos da sua empresa e também do time


de vendas para o negócio todo crescer e atingir os melhores resultados.

5) ESTABELEÇA UM CRONOGRAMA (Monitoramento e Controle)

A última etapa do plano de marketing consiste em determinar um cronograma para


que todas as ações sejam colocadas em práticas. O cronograma deve prever o monitoramento
do tempo de duração de cada ação, os recursos empregados para a execução do plano e as
expectativas de resultados a serem alcançados. Através destas informações é possível analisar
a eficiência do plano de marketing, o que permite potencializar os acertos e corrigir os erros.
Tão importante quanto criar um planejamento estratégico de marketing é
acompanhar se o que foi planejado realmente está sendo executado e alcançando as metas
estipuladas.

Muitas empresas erram já que somente olham o resultado quando acaba o período
do planejamento. Estar sempre atento as métricas é importante, pois se algo está dando muito
errado, você pode corrigir antes que estrague a meta final.

Essa correção tem que ser feita de acordo com o que foi planejado, pois outro erro
comum é as pessoas quererem mudar todo o planejamento estratégico porque não está indo
como previsto. Isso atrapalha tanto no foco quanto no feedback após acabar a execução do
planejamento como um todo.

Para ajudar, listamos algumas das principais métricas que devem ser usadas para
mensurar resultados:

 Visitantes ou tráfego do site


 Taxa de conversão
 Nº de Leads gerados
 Custo por Lead
 ROI (retorno sobre investimento)
 CAC (custo de aquisição do cliente)
 Nº de Visitantes (pode medir por canal)
 Vendas
 Oportunidades entregues para vendas (MQL)
 Oportunidades aceita pelo time de vendas (SQL)

Fontes:

https://www.significados.com.br/marketing/

https://klickpages.com.br/blog/o-que-e-marketing/

https://exame.abril.com.br/pme/5-passos-para-elaborar-um-bom-plano-de-marketing/
https://casadaconsultoria.com.br/como-fazer-um-plano-de-marketing/
https://blog.lahar.com.br/marketing-digital/o-que-e-planejamento-estrategico-marketing/