Anda di halaman 1dari 58

Aula 01

Conhecimentos Específicos p/ AGEPEN-CE (Agente Penitenciário) Com videoaulas

Professor: Marcos Girão


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

AULA 01
Estatuto dos Funcionários Públicos do Ceará (Parte I)

Sumário
INTRODUÇÃO ....................................................................................... 2
1. O Estatuto dos Funcionários Públicos do Estado ............................ 2
DIREITOS DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DO CEARÁ ......................... 3
1. A Retribuição pelo Cargo ............................................................... 3
1.1. A Perda dos Vencimentos ............................................................. 6
1.2 A Reposição ao Erário ................................................................... 7
1.3 A Ajuda de Custo .......................................................................... 8
1.4. Diárias ....................................................................................... 9
1.5. Gratificações ..............................................................................10
1.5.1. Gratificação pela Prestação de Serviço Extraordinário ..................11
1.5.2. Gratificação pela Representação de Gabinete .............................12
1.5.3. Gratificação por Regime de Tempo Integral ................................13
1.5.4. As Outras Gratificações ...........................................................14
2. As Férias ..................................................................................... 15
3. Estabilidade e Vitaliciedade ........................................................ 16
4. O Direito de Petição .................................................................... 18
5. O Cômputo do Tempo de Serviço ................................................ 20
47991593487

QUESTÕES DE SUA AULA .................................................................... 49


GABARITO .......................................................................................... 57

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 1 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

INTRODUÇÃO

1. O Estatuto dos Funcionários Públicos do Estado

Caro aluno, você sabe o que é um Estatuto de Funcionários (Servidores)


Públicos?

O Estatuto do Funcionário Público é a norma legal regulamentadora da


situação funcional de funcionários (ou servidores) públicos, podendo ser
considerado como o conjunto de disposições legais a serem aplicadas a esses
agentes públicos de uma entidade estatal da União, Estados, Distrito Federal e
Municípios.

Pois é, e no caso da Lei nº 9.826/1974, do Estado do Ceará, é


exatamente essa sua função: dispor sobre o Estatuto dos Funcionários
Públicos Civis do Estado.

O Edital AGEPEN/CE 2011, o do último concurso, exigiu do candidato não


o estudo do Estatuto em sua completude, mas apenas as seguintes partes
dele:

Direitos dos Funcionários Públicos (Título IV)

Deveres dos Funcionários Públicos (Título VI, Capítulo II)

Regime Disciplinar (Título VI, demais Capítulos)

47991593487

Pois bem, enquanto o Edital 2017 não é publicado, vamos seguir a


mesma trilha do de 2011 e estudar estritamente os temas acima, ok?

Caso o novo Edital exija mais conteúdo dessa norma, fique tranquilo que
você, nosso aluno Estratégia, terá disponível, sem custo algum, quantas aulas
extras forem necessárias para a complementação do conteúdo.

Ficamos combinados assim?!

Então vamos lá!

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 2 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

DIREITOS DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DO CEARÁ

1. A Retribuição pelo Cargo

Caro aluno, vamos iniciar o nosso estudo da Lei Estadual nº 9.826/1974,


nosso estimado Estatuto dos Funcionários Públicos do Estado do Ceará,
tratando daquele direito que todo mundo gosta: o de receber dinheiro pelo
trabalho realizado!! $$$$$

Estudaremos, portanto, as regras relacionadas ao que o Estatuto chama


de "Retribuição" pelo exercício do cargo público.

A percepção de remuneração como contraprestação dos serviços


prestados à Administração é um direito dos funcionários públicos. Saiba que
sempre existiu, e ainda existe, uma grande confusão terminológica no que
concerne às parcelas integrantes da contraprestação pecuniária a que fazem
jus os servidores públicos.

Mas no caso da norma aqui estudada, não há necessidade de qualquer


confusão, pois ela nos traz conceitos bem peculiares dela a respeito dessa tal
retribuição pelo exercício do cargo.

Em seu art. 121, o Estatuto estabelece que TODO FUNCIONÁRIO, em


razão do vínculo que mantém com o Sistema Administrativo Estadual, tem
direito a uma retribuição pecuniária, na forma por ele, Estatuto,
estabelecida.

E que forma é essa, professor?

Em seu art. 122, a norma em estudo nos ensina que as formas de


retribuição são as seguintes: 47991593487

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 3 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

E aí, já temos dois destaques bons de prova:

 O conjunto das retribuições constitui os vencimentos


funcionais.

 A retribuição do funcionário disponível constitui vencimentos


para todos os efeitos legais.

Ei, professor, que história é essa de funcionário disponível?! Explica


melhor isso aí, mah!
47991593487

Bom, já que bateu a dúvida, vamos abrir logo um parêntese e tratar da


chamada disponibilidade.

Pelo Estatuto, disponibilidade nada mais é do que o afastamento de


exercício de funcionário estável em virtude da extinção do cargo, ou da
decretação de sua desnecessidade.

A nossa Constituição Federal trata a disponibilidade em seu art. 41, §3º,


assim a conceituado:
CF/88:
Art. 41. (...)
§ 3º Extinto o cargo ou declarada a sua desnecessidade, o
servidor estável ficará em disponibilidade, com remuneração

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 4 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

proporcional ao tempo de serviço, até seu adequado


aproveitamento em outro cargo.

É exatamente o que também afirma o §1º do art. 77 do Estatuto: extinto


o cargo ou declarada sua desnecessidade, o servidor ficará em disponibilidade
percebendo remuneração proporcional por cada ano de serviço, à razão
de:

Para o cálculo acima, há de se apurar o tempo de serviço. A apuração do


tempo de serviço será feita em dias, sendo o número de dias convertido em
anos, considerando-se o ano de 365 dias, permitido o arredondamento
para 01 ano, na conclusão da conversão, o que exceder a 182 dias.

Ou seja: se a pessoa tem 10 anos e 190 dias de serviço, o total de


tempo de serviço para fins de disponibilidade será de 11 anos; se tem 10 anos
e 100 dias, o total de tempo para o mesmo fim será de 10 anos, apenas.

Bom, explicada a disponibilidade, fechemos o parêntese e vamos repetir


a regra que ensejou a explicação: a retribuição do funcionário disponível
constitui vencimentos para todos os efeitos legais.
47991593487

E sobre o termo vencimento, grave bem o seu conceito (art. 123):

 Considera-se vencimento a retribuição correspondente ao


padrão, nível ou símbolo do cargo a que esteja vinculado o
funcionário, em razão do efetivo exercício de função
pública.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 5 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

Beleza? Ah, e você sabia que um servidor pode perder o seu


vencimento?

Pois é, pode sim, mas apenas de forma temporária! É o que veremos no


tópico a seguir.

1.1. A Perda dos Vencimentos

Segundo o que estabelece o art. 124 da Lei CE nº 9.286/1974:

 O funcionário PERDERÁ:

 o vencimento do cargo efetivo, quando nomeado para


cargo em comissão, salvo o direito de opção e de
acumulação lícita;

 o vencimento do cargo efetivo, quando no exercício de


mandato eletivo, federal ou estadual;

 o vencimento do cargo efetivo, quando dele afastado


para exercer mandato eletivo municipal remunerado;

 o vencimento do dia, se não comparecer ao serviço,


salvo motivo legal ou doença comprovada, de acordo com
o disposto neste Estatuto;
47991593487

 1/3 do vencimento do dia, se comparecer ao serviço


dentro da hora seguinte à fixação para o início do
expediente, quando se retirar antes de findo o período de
trabalho;

 1/3 terço do vencimento, durante o afastamento por


motivo:

 de prisão administrativa;

 prisão preventiva;

 pronúncia por crime comum;

 denúncia por crime funcional; ou

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 6 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

 condenação por crime inafiançável em processo no


qual não haja pronúncia, tendo direito à diferença,
se absolvido;
 2/3 do vencimento durante o período de afastamento
em virtude de condenação por sentença passada em
julgado à pena de que não resulte em demissão.

O funcionário investido em mandato gratuito de vereador fará jus à


percepção dos seus vencimentos nos dias em que comparecer às sessões da
Câmara.

Saiba também que há situações em que não se fala em perda de


vencimento, mas sim na obrigação de o funcionário repor e/ou indenizar o
erário (os cofres públicos). Vamos conhecê-las!

1.2 A Reposição ao Erário

As reposições e indenizações devidas à Fazenda Pública Estadu-


al serão descontadas em parcelas mensais, não excedentes da 10ª
parte da remuneração do servidor, assim entendida como o vencimento-
base, acrescido das vantagens fixas e de caráter pessoal.

Sobre o tema, dois destaques muito bons de prova:

47991593487

 A retribuição pecuniária atribuída ao funcionário não


sofrerá descontos além dos previstos expressamente em lei,
NEM SERÃO OBJETOS DE ARRESTO, SEQÜESTRO OU
PENHORA, salvo quando se tratar de:

 prestação de alimentos determinada judicialmente;

 reposição de indenização devida à Fazenda Estadual;

 auxílios e benefícios instituídos pela Administração


Pública.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 7 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

Se o funcionário for exonerado ou demitido, a quantia por ele


devida será inscrita como DÍVIDA ATIVA para os efeitos legais.

Sobre o vencimento, é o que o Estatuto nos tem a dizer. Vamos conhecer


agora as outras formas de retribuição pecuniária existentes: a ajuda de custo,
as diárias e as gratificações.

1.3 A Ajuda de Custo

Será concedida ajuda de custo ao funcionário que for designado, DE


OFÍCIO, para ter exercício em nova sede, mesmo fora do Estado.

A ajuda de custo destina-se à indenização das despesas de


viagem e de nova instalação do funcionário.

A ajuda de custo não excederá de 03 meses de vencimentos, salvo


nos casos de designação do funcionário para:

 ter exercício fora do Estado;

 serviço fora do Estado.

Ou seja, se um servidor recebe R$ 5.000,00 de remuneração, a ajuda


de custo a ele paga será de no máximo R$ 15.000,00, a não ser que seja
designado para ter exercício ou prestar serviço fora do Estado do Ceará.

A ajuda de custo será arbitrada, dentro das respectivas áreas de


47991593487

competência, pelo Governador do Estado, Presidente da Assembléia


Legislativa, do Tribunal de Justiça, do Tribunal de Contas, do Conselho de
Contas dos Municípios e das Autarquias.

E guarde bem as regrinhas a seguir:

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 8 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

 O funcionário restituirá a ajuda de custo quando:

 não se transportar para a nova sede no prazo


determinado;

 antes de terminada a incumbência, regressar, pedir


exoneração ou abandonar o serviço.

 A restituição é de exclusiva responsabilidade pessoal e


poderá ser feita parceladamente.

 Não haverá obrigação de restituir, quando:

 o regresso do funcionário for determinado de ofício ou


por doença comprovada; ou

 o mesmo for exonerado a pedido, após 90 dias de


exercício na nova sede.

Beleza? Vamos às diárias!

1.4. Diárias

Ao funcionário que se deslocar da sua repartição em objeto de


serviço, conceder-se-á diária a título de indenização das despesas de
47991593487

alimentação e hospedagem, na forma do Regulamento.

É importante notar, portanto, que as diárias somente são devidas ao


servidor quando o deslocamento é de caráter eventual, ok?

O funcionário que receber diária INDEVIDA será obrigado a


restituí-la de uma só vez, ficando, ainda, sujeito à punição
disciplinar.

Só isso! Sigamos agora com as regras trazidas pelo Estatuto sobre as


gratificações.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 9 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

1.5. Gratificações

As gratificações a que fazem jus os servidores públicos estaduais estão


enumeradas no art. 132 da Lei CE nº 9.826/1974. Segundo esse artigo, ao
funcionário será concedida gratificação em virtude de:

47991593487

Antes de conhecermos as regras trazidas pelo Estatuto sobre algumas


das vantagens acima (há algumas que o Estatuto não detalha), cabe ressaltar
que, além delas, a norma em comento prevê ainda a existência de outras nele
não definidas, que serão objeto de regulamento. Estas, obviamente, não nos
interessam para fins de sua prova!

Vamos, portanto, às regras presentes no Estatuto!

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 10 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

1.5.1. Gratificação pela Prestação de Serviço


Extraordinário

O serviço extraordinário é aquele exercido além da jornada ordinária de


trabalho (trabalho extra).

A Lei CE nº 9.826/1974 estabelece que a gratificação pela prestação de


serviço extraordinário é a retribuição de serviço cuja execução exija
dedicação além do expediente normal a que estiver sujeito o servidor e
será paga proporcionalmente:

 por hora de trabalho adicional; ou,

 por tarefa especial, levando-se em conta estimativa do


número de dias e de horas necessários para sua realização.

O valor da hora de trabalho adicional será 50% maior que o da hora


normal de trabalho, apurado através da divisão do valor da remuneração
mensal do servidor por 30 e este resultado pelo número de horas
correspondentes à carga horária ou regime do servidor.

Suponhamos que o funcionário (servidor) Mévio tenha remuneração de


R$ 6.000,00 e jornada de trablaho de 40 horas semanais.

Quanto vale a hora normal de trabalho de Mévio?

Primeiro, dividimos R$ 6.000,00 por 30 que será igual a R$ 200,00. Em


seguida, dividimos R$ 200 por 40 (carga horária de Mévio). Temos então que a
47991593487

hora normal vale R$ 5,00.

E quanto vale então a hora de trabalho adicional por serviço prestado de


forma extraordinária?

Será de R$ 7,50 (R$ 5,00 mais 50% de 5,00).

Tranquilo?

No caso de prestação de serviço extraordinário por tarefa especial, a


gratificação será arbitrada previamente pelo dirigente do órgão ou
entidade da administração pública de qualquer dos Poderes, através de
ato que demonstre a proporcionalidade do pagamento, com indicação da
estimativa dos dias e dos horários que serão necessários à consecução dos
serviços.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 11 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

Agora, muita atenção, pois o número de horas trabalhadas em prestação


de serviço extraordinário não é ilimitada, ok?

 A despesa total mensal com o pagamento dessa


gratificação em nenhuma hipótese poderá exceder a
1,5% do valor total da despesa mensal com pagamento de
pessoal, do órgão ou entidade considerado.

 O descumprimento da regra acima acarretará


responsabilidade para o dirigente do órgão ou entidade e
seus subordinados envolvidos, que ficarão
solidariamente obrigados a restituir ao tesouro estadual
as quantias pagas a maior.

Sigamos com as próximas!

1.5.2. Gratificação pela Representação de Gabinete

A gratificação pela representação de Gabinete poderá ser concedida


a funcionários e a pessoas estranhas ao Sistema Administrativo, sem
qualquer vínculo, com exercício nos gabinetes e órgãos de
assessoramento técnico do referido Sistema, na forma do Regulamento.

É um tipo de gratificação que pode ser concedida até por pessoa que
47991593487

nunca foi concursada, mas que foi nomeada para exercício de atribuições
específicas em gabinetes e em órgãos de assessoramento técnico.

A funcionários públicos efetivos (os concursados) também, obviamente,


tal gratificação pode ser concedida, desde que para a mesma finalidade.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 12 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

1.5.3. Gratificação por Regime de Tempo Integral

A gratificação por regime de tempo integral, que se destina ao


incremento das atividades de investigação científica, ou tecnológica, e
aumento da produtividade, no Sistema Administrativo Estadual, será objeto
de regulamentação específica.

Geralmente, essa tal "regulamentação específica" se dá por meio de


Decretos Estaduais, ok?

Para o Regulamento dessa gratificação, o Estatuto estabelece que serão


obedecidas algumas diretrizes. A primeira delas diz respeito à
proporcionalidade do valor pago, que variará de 60 % a 100 % do valor do
nível de vencimento ou função, observando-se os seguintes fatores de
variação;

 a complexidade da tarefa;

 os deslocamentos exigidos para execução das tarefas;

 a situação no mercado de trabalho;

 as condições de trabalho;

 as prioridades dos programas, do cargo ou grupo de cargos; e

 a especialização exigida do funcionário.

A outra diretriz é que a atribuição da gratificação a ocupantes de cargos


ou grupos de cargos será condicionada a procedimentos administrativos que
possibilitem:

 a verificação das prioridades dos programas, para aumento da


47991593487

produtividade ou incremento à investigação científica ou


tecnológica, com as justificativas dos programas e subprogramas;

 a relação dos servidores indispensáveis à sua execução;

 o prazo de duração do regime; e

 a despesa dele decorrente.

Bom, são essas três as gratificações que o Estatuto trata de dar o


mínimo de detalhamento. No que diz respeito às demais, a Lei CE nº
9.826/1974 fala muito pouco, e o que fiz a seguir foi compilar as respectivas
regras em um só tópico, numa tabelinha bem especial. Confira!

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 13 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

1.5.4. As Outras Gratificações

Para a sua prova, você deve entender as demais gratificações previstas


pelo Estatuto da seguinte forma:

Gratificação pela elaboração ou será arbitrada e atribuída pelos


execução de trabalho dirigentes do Sistema
relevante, técnico ou científico Administrativo Estadual.

Gratificação pela execução de será atribuída pelos dirigentes


trabalho em condições do Sistema Administrativo
especiais, inclusive com risco Estadual, observado o disposto em
de vida ou de saúde Regulamento.

indenização atribuída aos


ocupantes de cargos em
comissão e outros que a lei
Gratificação de representação determinar, tendo em vista
despesas de natureza social e
profissional determinadas pelo
exercício funcional.

a incentivar o aumento de
arrecadação dos tributos
Gratificação de produtividade
estaduais, devendo ser objeto de
Regulamentação.

atribuída aos funcionários


47991593487

Gratificação de exercício fazendários e é objeto de


regulamentação própria.

As demais gratificações são objeto de regulamentação específica e


sequer foram citadas pelo Estatuto. Nem precisa se preocupar com elas, ok?
Basta saber que existem!

Vamos agora estudar sobre outro direito que todo mundo gosta: o de
gozar as boas férias!!!!

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 14 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

2. As Férias

Caro aluno, o direito ao gozo de férias anuais remuneradas vem previsto


no art. 7º, inciso XVII, da Constituição Federal de 1988, e assim dispõe:

CF/88:
Art. 7º São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de
outros que visem à melhoria de sua condição social:
(...)
XVII - gozo de férias anuais remuneradas com, pelo menos, um
terço a mais do que o salário normal;

E é óbvio que a Lei CE nº 9.826/1974 também teria que garantir tal


direito aos servidores públicos estaduais, assim o fazendo no seu art. 78!

Segundo essedispositivo, o funcionário gozará 30 dias


consecutivos, ou não, de férias por ano, de acordo com a escala
organizada pelo dirigente da Unidade Administrativa, na forma do
regulamento.

Agora, se a escala não tiver sido organizada, ou houver alteração do


exercício funcional, com a movimentação do funcionário, a este caberá
requerer, ao superior hierárquico, o gozo das férias, podendo a
autoridade, apenas, fixar a oportunidade do deferimento do pedido, dentro do
47991593487

ano a que se vincular o direito do servidor.

O funcionário terá direito a férias após cada ano de exercício no Sistema


Administrativo.

E aí, duas regrinhas boas de prova sobre esse direito tão maravilhoso:

 O funcionário não poderá gozar, por ano, mais de dois


períodos de férias.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 15 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

 É vedado levar à conta de férias QUALQUER FALTA AO


SERVIÇO.

Para a primeira regra do quadro acima, você deve saber que poderá
dividir suas férias em até dois períodos, não mais do que isso.

Para a segunda regra, saiba que as faltas que porventura existiram


durante o ano não podem ser descontadas do período de gozo de férias, ok?
Isso seria uma punição e é inaceitável! Ainda bem!

Bom, é isso. Como se pode ver, o Estatuto também é bem econômico


quando regula o direito a férias!

Tratemos agora de mais dois direito: ao da estabilidade e ao da


vitaliciedade.

3. Estabilidade e Vitaliciedade

A estabilidade, em regra, é adquirida uma única vez pelo servidor na


administração pública de um mesmo ente federado. O servidor é estável no
serviço público (de um ente federado), e não em um cargo
determinado.

Pois bem, de acordo com o art. 74 do Estatuto, a estabilidade assegura a


permanência do funcionário no Sistema Administrativo. O funcionário nomeado
em virtude de concurso público adquire estabilidade depois de decorridos 03
anos de efetivo exercício.
03 anos, professor, tem certeza? Eu estou lendo a lei aqui e não é isso
que consta nela!

Sim, eu sei, mas atenção: apesar de a letra do art. 75 do Estatuto prever


47991593487

que a estabilidade é adquirida depois de 02 anos de efetivo serviço, esse


tempo foi tacitamente revogado pelo art. 41, caput, da Constituição
Federal, que passou a prever o tempo de 03 anos para o estágio probatório e,
consequentemenete, para a aquisição da estabilidade. E a partir daí, foi a
Constituição quem passou a mandar, ok?

Agora, detalhe:

A ESTABILIDADE funcional é incompatível com o cargo


em comissão.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 16 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

Servidor comissionado não concursoado não pode ter estabilidade, não é


mesmo?

E atenção:

 Estabilidade é o direito que adquire o funcionário efetivo de


não ser exonerado ou demitido, senão em virtude de sentença
judicial ou inquérito administrativo, em que se lhe tenha sido
assegurada ampla defesa.

Na Administração Pública cearense há ainda os cargos que prevêem a


vitaliciedade, e não a estabilidade, como por exemplo, os de juízes,
promotores de justiça e outros.

Você sabe (ou lembra) o que é a vitaliciedade de cargo público?

Vitaliciedade é a denominação do cargo público que assegura ao titular o


direito à permanência nele, do qual só pode ser afastado mediante
sentença judicial transitada em julgado. Exatamente o que afirma o art.
76 do Estatuto em estudo, que assim dispõe:

O funcionário perderá o cargo vitalício somente em virtude de


sentença judicial.
47991593487

A vitaliciedade garante maior permanência, pois, em contraposição à


estabilidade, é mais restritiva quanto às possibilidades de perda do cargo. No
entanto, de forma alguma se pode interpretá-la literalmente, isto é, ela não
significa que a pessoa poderá ficar no cargo durante “toda a vida”, porque não
impede a aposentadoria compulsória, conforme teor da Súmula n. 36 do
Supremo Tribunal Federal: “o servidor vitalício está sujeito à aposentadoria
compulsória, em razão da idade”.

Os casos de vitaliciedade estão previstos na Constituição, abrangendo: a


Magistratura (art. 95, I), os membros do Ministério Público (art. 128, §5º, "a")
e do Tribunal de Contas (art. 73, §3º).

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 17 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

Tranquilo? Passemos agora a mais um direito do funcionário público


estadual: o direito de petição!

4. O Direito de Petição

O direito de petição define-se como o direito que pertence a uma pessoa


de invocar a atenção dos poderes públicos sobre uma questão ou uma
situação, seja para denunciar uma lesão concreta e pedir a reorientação da
situação, seja para solicitar uma modificação do direito em vigor, no sentido
mais favorável à liberdade.

Ele está consignado no art. 5º, inciso XXXIV, da Constituição Federal de


1988, que assegura a todos o direito de petição aos Poderes Públicos em
defesa de direitos ou contra ilegalidade ou abuso de poder.

Pois bem, o Estatuto dos Funcionários Públicos do Estado do Ceará


também regula o direito de petição para essas pessoas. De acordo com o seu
art. 141:

É assegurado ao funcionário e ao aposentado o direito de


requerer, pedir reconsideração e recorrer.

A petição será dirigida à autoridade competente para decidir do pedido e


encaminhada por intermédio daquela a quem estiver imediatamente
subordinado o requerente se for o caso.

O direito de pedir reconsideração, que será exercido perante a


autoridade que houver expedido o ato, ou proferido a primeira decisão,
decairá após 60 dias da ciência do ato pelo peticionante, OU de sua
publicação quando esta for obrigatória.47991593487

 O requerimento (pedido inicial) e o pedido de reconsideração


deverão ser:

 despachados no prazo de 5 dias; e

 decididos dentro de 30 dias improrrogáveis.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 18 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

 É vedado repetir pedido de reconsideração ou recurso


perante a mesma autoridade.

E você pensa que para por aí?! Não, não mah!

Em seu art. 144, o Estatuto estabelece ainda que caberá recurso:

 do indeferimento do pedido de reconsideração;

 das decisões sobre os recursos sucessivamente


interpostos.

O recurso, interposto, perante a autoridade que tiver praticado o ato ou


proferido a decisão, será dirigido à autoridade imediatamente superior e,
sucessivamente, em escala ascendente, às demais autorida-des.

Entenda bem: o direito de petição, consubstanciado por um


requerimento, uma vez encaminhado à autoridade competente, deverá ser
despachado no prazo de 5 dias e decidido dentro de 30 dias improrrogáveis.
Depois desse prazo, caso seu pedido seja negado, você poderá fazer um
pedido de reconsideração, que funcionará como um primeiro recurso e será
encaminhado à autoridade competente. Essa autoridade terá os mesmos
prazos para despachar e decidir sobre esse pedido de reconsideração. Frente a
mais uma negativa, agora é hora de um novo recurso. Esse segundo recurso
será dirigido agora à autoridade imediatamente superior e, sucessivamente,
em escala ascendente, às demais autoridades.

O pedido de reconsideração e o recurso não têm efeito suspensivo,


salvo disposição em contrário, e o que for provido retroagirá, nos efeitos,
47991593487

à data do ato impugnado.

O efeito suspensivo é aquele que provoca o impedimento da produção


imediata dos efeitos da decisão que se quer impugnar. Assim, mesmo
entrando com esses pedidos, os efeitos não serão suspensos enquanto
analisados e julgados, tá?

Bom, mas esse direito não é infinito, ou seja, você não pode exercer o
direito de petição quando bem entender ou quando lhe der na telha. Há um
prazo para você exercer tal direito e esse prazo chama-se prazo
prescricional.

Em linhas gerais, a prescrição é a perda do direito de ação, sem


prejuízo do direito material, e que atinge diretamente a pretensão, não
podendo mais o titular do direito buscar a prestação jurisdicional.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 19 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

Em se tratanto, portanto, de prazo prescricional, mais uma vez esse


Estatuto foi bem econômico, assim dispondo em seu art. 146:

 O direito de pleitear na esfera administrativa prescreverá em


120 dias, salvo estipulação em contrário, prevista
expressamente em lei ou regulamento.

Saiba que os prazos aqui estabelecidos são fatais e improrrogáveis, e


o pedido de reconsideração e o recurso, quando cabíveis, interrompem a
prescrição. Interromper a prescrição significa dar uma parada na contagem
do prazo que, quando e se voltar a correr, recomeça a ser contando do zero.

Entendido?

Por fim, cabe destacar que ao funcionário ou ao seu representante


legalmente constituído é assegurado, para efeito de recurso ou pedido de
reconsideração, o direito de vista ao processo na repartição
competente durante todo o expediente regulamentar, assegurado o livre
manuseio do processo em local conveniente. Se o representante do funcionário
for advogado, aplica-se o disposto na Lei Federal pertinente.

Bom, essas são as regras do direito de petição! Agora vamos ver fechar
nossa aula com o estudo da contagem de tempo de serviço.

Para que a aula não fica tão mais cheia de regras e demasiadamente
extensa, deixei para a próxima aula o estudo das licenças e das autorizações,
outros futuros direitos seus como funcionário público estadual. Combinado?
47991593487

Então vamos lá!

5. O Cômputo do Tempo de Serviço

Caro aluno, venho falando aqui e acolá sobre o efetivo tempo de


serviço, sem me aprofundar muito sobre o que é e o que esse termo impacta
na sua futura vida funcional como funcionário público do Estado do Ceará.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 20 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

Bom, chegou a hora então de estudarmos o regramento trazido pela Lei


CE nº 9.826/1974 sobre essa tal contagem de tempo de serviço. Vamos lá!

Tempo de serviço, como o próprio nome insinua, é o período que


realmente valerá para fins de contagem de tempo para aposentadoria e para
outros aspectos importantes do seu dia-a-dia como servidor público do Estado
(estabilidade, licenças e etc.).

Para efeitos do Estatuto (art. 67):

Tempo de serviço compreende o período de efetivo exercício


das atribuições de cargo ou emprego público.

Em seu art. 68, o Estatuto estabelece que a apuração do tempo de


contribuição será feita em anos, meses e dias. O ano corresponderá a 365
dias e o mês aos 30 dias.

Para o cálculo de qualquer benefício, depois de apurado o tempo de


contribuição, este será convertido em dias, vedado qualquer forma de
arredondamento. Aqui a regra é diferente daquela estudada para o cálculo
de tempo para a disponibilidade, percebe?

Dito isto, já te convido a memorizar bem o destaque a seguir, que é


muito bom de prova!

47991593487

 Será considerado de efetivo exercício o afastamento em


virtude de:

 férias;

 casamento, até 8 dias;

 luto, até 8 dias, por falecimento de cônjuge ou


companheiro, parentes, consanguíneos ou afins, até o 2º
grau, inclusive madrasta, padrasto e pais adotivos;

 luto, até 2 dias, por falecimento de tio e cunhado;

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 21 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

 exercício das atribuições de outro cargo estadual de


provimento em comissão, inclusive da Administração
Indireta do Estado;

 convocação para o Serviço Militar;

 júri e outros serviços obrigatórios;

 desempenho de função eletiva federal, estadual ou


municipal, observada quanto a esta, a legislação pertinente;

 exercício das atribuições de cargo ou função de Governo


ou direção, por nomeação do Governador do Estado;

 licenças:

 por acidente no trabalho, agressão não provocada ou


doença profissional;

 especial;

 à funcionária gestante;

 para tratamento de saúde;

 para tratamento de moléstias que impossibilitem o


funcionário definitivamente para o trabalho, nos
termos em que estabelecer Decreto do Chefe do
Poder Executivo;

 doença, devidamente comprovada, até 36 dias por ano e


não mais de 3 dias por mês;
47991593487

 missão ou estudo noutras partes do território nacional ou


no es-trangeiro, quando o afastamento houver sido
expressamente autorizado pelo Governador do Estado,
ou pelos Chefes dos Poderes Legislativo e Judiciário;

 decorrente de período de trânsito, de viagem do


funcionário que mudar de sede, contado da data do
desligamento e até o máximo de 15 dias;

 prisão do funcionário, absolvido por sentença transitada


em julgado;

 prisão administrativa, suspensão preventiva, e o período


de suspensão, neste último caso, quando o funcionário
for reabilitado em pro-cesso de revisão;

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 22 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

 disponibilidade;

 nascimento de filho, até 1 dia, para fins de registro civil.

Para os efeitos deste Estatuto, entende-se por acidente de trabalho o


evento que cause dano físico ou mental ao funcionário, por efeito ou
ocasião do serviço, inclusive no deslocamento para o trabalho ou deste
para o domicílio do funcionário.

Equipara-se a acidente no trabalho a agressão, quando não


provocada, sofrida pelo funcionário no serviço ou em razão
dele.

Por doença profissional, para os efeitos deste Estatuto, entende-se


aquela peculiar ou inerente ao trabalho exercido, comprovada, em
qualquer hipótese, a relação de causa e efeito.

Em ambos os casos (de acidente de trabalho ou de doença profissional),


o laudo resultante da inspeção médica deverá estabelecer, expressamente, a
caracterização do acidente no trabalho da doença profissional.

Há também, caro aluno, aqueles eventos que podem ser uitilizados para
contagem de tempo de serviço para fins de aposentadoria e disponibilidade.

De acordo com o art. 69 do Estatuto, será computado para efeito de


disponibilidade e aposentadoria:

47991593487

 o tempo de contribuição para o Regime Geral de


Previdência Social – RGPS, bem como para os Regimes
Próprios de Previdência Social – RPPS;

Esse tempo de contribuição será computado à vista de certidões


passadas com base em folha de pagamento.

 o período de serviço ativo das Forças Armadas;

 o tempo de aposentadoria, desde que ocorra reversão;

 a licença por motivo de doença em pessoa da família, desde


que haja contribuição.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 23 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

Nesse último caso, o afastamento superior a 06 meses ocorrerá


sem o direito de percepção de vencimentos.

Na contagem de tempo para os casos do quadro acima, deverá ser


observado o seguinte:

 não será admitida a contagem em dobro ou em outras


condições especiais;

 é vedada a contagem de tempo de contribuição, quando


concomitantes;

 não será contado, por um sistema, o tempo de contribuição


utiliza-do para a concessão de algum benefício, por outro.

E para fecharmos, o nosso último quadro-destaque da aula com


vedações que se aplicam para as regras de contagem de tempo de serviço
como um todo.

 É vedado:

 o cômputo de tempo fictício para o cálculo de benefício


previdenciário;

 a concessão de aposentadoria especial, nos termos no art.


40, §4° da Constituição Federal, até que Lei Complementar
Federal discipline a matéria;
47991593487

 a percepção de mais de uma aposentadoria à conta do


Sistema Único de Previdência Social dos Servidores
Públicos Civis e Militares, dos Agentes Públicos e dos
Membros de Poder do Estado do Ceará – SUPSEC,
ressalvadas as decorrentes dos cargos acumuláveis
previstos na Constituição Federal;

 a percepção simultânea de proventos de aposentadoria


decorrente de regime próprio de servidor titular de
cargo efetivo, com a remuneração de cargo, emprego ou
função pública, ressalvados:

 os cargos acumuláveis previstos na Constituição


Federal;

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 24 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

 os eletivos; e

 os cargos em comissão declarados em Lei de livre


nomeação e exoneração.

Saiba que o Estatuto não considera fictício o tempo definido em Lei


como tempo de contribuição para fins de concessão de aposentadoria quando
tenha havido, por parte do servidor, a prestação de serviço ou a
correspondente contribuição.

A última vedação do quadro acima não se aplica aos membros de


Poder e aos inativos, servidores e militares que, até 16 de dezembro de
1998, tenham ingressado novamente no serviço público por concurso
público de provas ou de provas e títulos, e pelas demais formas
previstas na Constituição Federal, sendo-lhes proibida a percepção de mais
de uma aposentadoria pelo Sistema Único de Previdência Social dos Ser-
vidores Públicos Civis e Militares, dos Agentes Públicos e dos Mem-bros de
Poder do Estado do Ceará – SUPSEC, exceto se decorrentes de cargos
acumuláveis previstos na Constituição Federal.

 O servidor inativo para ser investido em cargo público efetivo não


acumulável com aquele que gerou a aposentadoria deverá
renunciar aos proventos desta.

Observadas todas as regras acima, o servidor poderá desaverbar (pedir


47991593487

que seja desconsidrado), em qualquer época, total ou parcialmente, seu tempo


de contribuição, desde que não tenha sido computado este tempo para a
concessão de qualquer benefício.

Pronto. Sobre o tempo de serviço, é isso que você precisa saber!

Fim de linha por hoje!

Vamos agora exercitar o aprendizado. Com não há muitas questões de


concursos elaboradas sobre os temas aqui estudados, convidei a nossa
estimada banca “Estratégia e Marcos Girão” para nos ajudar nessa empreitada!

Então, vamos arregaçar as mangas e exercitar o aprendizado agora


mesmo!

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 25 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

01. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Considere


as assertivas abaixo, relacionadas aos direitos dos funcionários
públicos do Estado do Ceará.

I. A remuneração é a retribuição correspondente ao padrão, nível ou símbolo


do cargo a que esteja vinculado o funcionário, em razão do efetivo exercício de
função pública.

II. Para fins de disponibilidade, a apuração do tempo de serviço será feita em


dias, sendo o número de dias convertido em anos, considerando-se o ano de
365 dias, permitido o arredondamento para 01 ano, na conclusão da
conversão, o que exceder a 182 dias.

III. Quando um funcionário estável é afastado do seu exercício em virtude da


extinção do cargo, ou da decretação de sua desnecessidade, diz-se que ela está
disponível.

IV. O funcionário é obrigado a restituir a ajuda de custo recebida quando não


se transportar para a nova sede no prazo determinado.

V. Em hipótese alguma a retribuição pecuniária atribuída ao funcionário


sofrerá descontos além dos previstos expressamente em lei, nem serão
objetos de arresto, sequestro ou penhora.
47991593487

Está correto o que se afirma APENAS em

(A) I, III e V.

(B) I e IV.

(C) I e V.

(D) II, III e IV.

(E) II, IV e V.

Comentário:

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 26 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

Item I – Já começo alertando você para o cuidado com a leitura rápida!


Corrigindo: considera-se vencimento a remuneração é a retribuição
correspondente ao padrão, nível ou símbolo do cargo a que esteja vinculado o
funcionário, em razão do efetivo exercício de função pública (art. 123).
Entenda assim: vencimento é o valor pecuniário mais básico pago pelo Estado
pelo exercício do cargo  remuneração (não conceituada expressamente
conceituada pelo Estatuto) é o vencimento acrescido da outras formas de
retribuição (diárias, ajuda de custo e gratificações). (Errado)

Item II – Perfeito! Segundo o §2º do art. 77 do Estatuto, para fins de


disponibilidade, a apuração do tempo de serviço será feita em dias, sendo o
número de dias convertido em anos, considerando-se o ano de 365 dias,
permitido o arredondamento para 01 ano, na conclusão da conversão, o que
exceder a 182 dias. (Certo)

Item III – É exatamente esse conceito de disponibilidade: pelo Estatuto,


disponibilidade nada mais é do que o afastamento de exercício de funcionário
estável em virtude da extinção do cargo, ou da decretação de sua
desnecessidade (art. 77). (Certo)

Item IV – Certinho também! Lembre-se (art. 128, I e II):

Item V – Não foi bem isso que estudamos! Vamos revisar mais um de nossos
importantes quadro-destaques (art. 122, §3º):
47991593487

(Errado)

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 27 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

Logo, está correto o que se afirma APENAS em II, III e IV.

Gabarito: Letra "D"

02. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] De


acordo com a Lei CE nº 9.826/74, em relação aos direitos dos
Funcionários Públicos do Estado do Ceará:

(A) Estabilidade é o direito que adquire o funcionário efetivo de não ser


exonerado ou demitido.

(B) As reposições e indenizações devidas à Fazenda Pública Estadual serão


descontadas em parcelas mensais, não excedentes a 20% do vencimento do
servidor, assim entendida como o vencimento-base, acrescido das vantagens
fixas e de caráter pessoal.

(C) A gratificação pela representação de Gabinete poderá ser concedida tanto a


funcionários como a pessoas estranhas ao Sistema Administrativo, sem
qualquer vínculo, desde que para o exercício nos gabinetes e órgãos de
assessoramento técnico do referido Sistema.

(D) O funcionário que receber diária indevida será obrigado a restituí-la, em até
duas parcelas, ficando, ainda, sujeito à punição disciplinar.

(E) O funcionário perderá o cargo vitalício somente em virtude de sentença


judicial ou de inquérito administrativo que enseje na pena de demissão.

Comentário:

Item A – Quase certa, não fosse por ter esquecido a ressalva que o próprio
Estatuto faz nessa regra: estabilidade é o direito que adquire o funcionário
efetivo de não ser exonerado ou demitido, senão em virtude de sentença
judicial ou inquérito administrativo, em que se lhe tenha sido assegurada
ampla defesa (art. 73). Do jeito que o item está escrito, nos parece que o
direito é absoluto, o que não é verdade! (Errado)
47991593487

Item B – Corrigindo: as reposições e indenizações devidas à Fazenda Pública


Estadual serão descontadas em parcelas mensais, não excedentes da 10ª
parte da remuneração do servidor, assim entendida como o vencimento-
base, acrescido das vantagens fixas e de caráter pessoal (art. 122, §4º).
(Errado)

Item C – Ah, agora sim! De fato, o art. 134 do Estatuto nos ensina que a
gratificação pela representação de Gabinete poderá ser concedida tanto a
funcionários como a pessoas estranhas ao Sistema Administrativo, sem
qualquer vínculo, desde que para o exercício nos gabinetes e órgãos de
assessoramento técnico do referido Sistema. (Certo)

Item D – De forma alguma! Não esqueça (art. 130):

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 28 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

Item E – Erradíssimo! O funcionário perderá o cargo vitalício somente em


virtude de sentença judicial ou de inquérito administrativo que enseje na
pena de demissão (art. 76).

Gabarito: Letra "C"

03. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Quanto


aos direitos do funcionário público do Estado do Ceará:

I. O conjunto das retribuições constitui a remuneração do funcionário público.

II. Desde que de acordo com a escala organizada pelo dirigente da Unidade
Administrativa, é possível que o funcionário goze, por ano, mais de dois
períodos de férias.

III. A despesa total mensal com o pagamento da grativicação por prestação de


serviço extraordinário não poderá exceder, em nenhuma hipótese, a 1,5% do
valor total da despesa mensal com pagamento de pessoal, do órgão ou
entidade considerado.

IV. A ajuda de custo destina-se à indenização das despesas de viagem e de


nova instalação do funcionário e, havendo necessidade de restituí-la, a
restituição é de exclusiva responsabilidade pessoal, pondendo ser feita
parceladamente.

Está correto o que se afirma APENAS em

(A) I, II e III.

(B) I e III.
47991593487

(C) II e IV.

(D) I, III e IV.

(E) III e IV.

Comentário:

Item I - Pegadinha do malandro! Não esqueça: o conjunto das retribuições


constitui os vencimentos funcionais a remuneração do funcionário público
(art. 122, §1º). (Errado)

Item II – De jeito nenhum! Em seu art. 78, §2º, o Estatuto assim dispõe: o
funcionário não poderá gozar, por ano, mais de dois períodos de férias.
(Errado)

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 29 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

Item III – Aqui tudo certo! A despesa total mensal com o pagamento da
grativicação por prestação de serviço extraordinário não poderá exceder, em
nenhuma hipótese, a 1,5% do valor total da despesa mensal com pagamento
de pessoal, do órgão ou entidade considerado (art. 133, §3º). (Certo)

Item IV – Outro item tal qual consta no Estatuto. A ajuda de custo destina-se à
indenização das despesas de viagem e de nova instalação do funcionário e,
havendo necessidade de restituí-la, a restituição é de exclusiva
responsabilidade pessoal, pondendo ser feita parceladamente (art. 125, caput
c/c 128, §1º). (Certo)

Logo, está correto o que se afirma APENAS em III e IV.

Gabarito: Letra "E"

04. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Quanto


aos direitos e vantagens do funcionário público do Estado do Ceará, é
certo que,

(A) o período de serviço ativo das Forças Armadas não poderá ser computado
para efeito de disponibilidade e aposentadoria.

(B) a gratificação de produtividade se destina ao incremento das atividades de


investigação científica, ou tecnológica, e aumento da produtividade, no Sistema
Administrativo Estadual.
(C) a retribuição pecuniária atribuída ao funcionário poderão ser, em qualquer
caso, objeto de arresto, sequestro ou penhora.

(D) se o funcionário for exonerado ou demitido, a quantia por ele devida deverá
ser ressarcida imediatamente ao erário, vedado o seu parcelamento.

(E) será considerado de efetivo exercício o afastamento em virtude de doença,


desde que preenchidos os seguintes resquisitos: devidamente comprovada,
duração de até 36 dias por ano e não mais de 3 dias por mês.
47991593487

Comentário:

Item A – É o contrário! O período de serviço ativo das Forças Armadas não


poderá ser será sim computado para efeito de disponibilidade e aposentadoria
(art. 69, II). (Errado)
Item B – Não, não! É a gratificação por regime de tempo integral, que se
destina ao incremento das atividades de investigação científica, ou tecnológica,
e aumento da produtividade, no Sistema Administrativo Estadual, será objeto
de regulamentação específica. A gratificação de produtividade visa a incentivar
o aumento de arrecadação dos tributos estaduais, devendo ser objeto de
Regulamentação. (Errado)

Item C – Claro que não, não é mesmo? A retribuição pecuniária atribuída ao

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 30 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

funcionário não sofrerá descontos além dos previstos expressamente em lei,


nem serão objetos de arresto, sequestro ou penhora, salvo quando se
tratar de:

 prestação de alimentos determinada judicialmente;

 reposição de indenização devida à Fazenda Estadual;

 auxílios e benefícios instituídos pela Administração Pública.


(Errado)

Item D – Corrigindo: se o funcionário for exonerado ou demitido, a quantia por


ele devida será inscrita como dívida ativa para os efeitos legais (art. 122,
§5º). (Errado)

Item E – Verdade! Será considerado de efetivo exercício o afastamento em


virtude de doença, devidamente comprovada, até 36 dias por ano e não mais
de 3 dias por mês (art. 68, XV).

Gabarito: Letra "E"

05. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Sobre o


direito de petição, previsto na Lei CE 9.826/1974, é correto afirmar:

(A) O direito de pleitear na esfera administrativa prescreverá em 120 dias.

(B) Cabe pedido de reconsideração à autoridade que houver expedido o ato ou


proferido a primeira decisão, podendo ser renovado por uma única vez.

(C) A petição será dirigida à autoridade competente para decidir do pedido e


encaminhada por intermédio daquela a quem estiver imediatamente
subordinado o requerente se for o caso.

(D) O pedido de reconsideração e o recurso, quando cabíveis, suspendem a


prescrição.
47991593487

(E) É assegurado ao funcionário e ao aposentado o direito de requerer, pedir


reconsideração e recorrer. O requerimento e o pedido de reconsideração
deverão ser despachados no prazo de dez dias e decididos dentro de trinta
dias, prorrogáveis por igual período.

Comentário:

Item A - Nem sempre! De acordo com o Estatuto, o direito de pleitear na esfera


administrativa prescreverá em 120 dias, salvo estipulação em contrário,
prevista expressamente em lei ou regulamento (art. 126). Ou seja: há
exceção à regra dos 120 dias! (Errado)

Item B - Não é bem isso que vimos aqui! O direito de pedir reconsideração, que
será exercido perante a autoridade que houver expedido o ato, ou proferido a

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 31 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

primeira decisão, decairá após 60 dias da ciência do ato pelo


peticionante, ou de sua publicação quando esta for obrigatória. (Errado)

Item C - Certíssimo! Segundo o art. 142, a petição será dirigida à autoridade


competente para decidir do pedido e encaminhada por intermédio daquela a
quem estiver imediatamente subordinado o requerente se for o caso. (Certo_

Item D - Muito cuidado! O pedido de reconsideração e o recurso, quando


cabíveis, interrompem suspendem a prescrição (art. 147).

Item E - De fato, é assegurado ao funcionário e ao aposentado o direito de


requerer, pedir reconsideração e recorrer. Agora, não esqueça (art. 143,
§1º):

Gabarito: Letra "C"

06. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Quanto


aos direitos e vantagens do funcionário público do Estado do Ceará,
considere:

I. O vencimento, a remuneração, a ajuda de custo e as diárias são formas de


retribuição dos funcionários públicos estaduais.

II. Os vencimentos do funcionário disponível constituem retribuição para todos


os efeitos legais. 47991593487

III. As diárias serão concedidas a título de indenização das despesas de


alimentação e hospedagem ao funcionário que se deslocar da sua repartição
em objeto de serviço.

IV. O funcionário perderá 2/3 do vencimento durante o período de afastamento


em virtude de condenação por sentença passada em julgado à pena de que não
resulte em demissão.

V. É vedado o cômputo de tempo fictício para o cálculo de benefício


previdenciário.

É correto o que consta APENAS em

(A) II e IV.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 32 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

(B) I, II e III.

(C) I, III e V.

(D) III, IV e V.

(E) I e II.

Comentário:

Item I – Cuidado com a leitura rápida e emocionada, hein! As formas de


retribuição dos funcionários públicos estaduais são as seguintes: o
vencimento, a remuneração, a ajuda de custo e as diárias são formas de
retribuição dos funcionários públicos estaduais (art. 122). Lembre-se:

(Errado)

Item II – É o contrário! De acordo com o §2º do art. 122, a retribuição Os


vencimentos do funcionário disponível constitui vencimentos retribuição para
todos os efeitos legais. (Errado)

Item III – Certíssimo! As diárias serão concedidas a título de indenização das


despesas de alimentação e hospedagem ao funcionário que se deslocar da sua
repartição em objeto de serviço (art. 129). (Certo)
47991593487

Item IV – Também correto. O funcionário perderá 2/3 do vencimento durante o


período de afastamento em virtude de condenação por sentença passada em
julgado à pena de que não resulte em demissão (art. 124, VII). (Certo)

Item V – Verdade! O art. 71, inciso I, do Estatuto veda o cômputo de tempo


fictício para o cálculo de benefício previdenciário. (Certo)

Assim, é correto o que consta APENAS em III, IV e V.

Gabarito: Letra "D"

07. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Sobre as


férias dos funcionários públicos do Estado do Ceará, previstas na Lei CE
n° 9.826/1974, é correto afirmar que:

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 33 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

(A) O funcionário gozará 30 dias consecutivos de férias por ano, de acordo com
a escala organizada pelo dirigente da Unidade Administrativa, na forma do
regulamento.
(B) Se houver alteração do exercício funcional, com a movimentação do
funcionário, caberá ao seu superior hierárquico requerer o gozo das férias.

(C) Para o primeiro período aquisitivo de férias serão exigidos 12 meses de


exercício.

(D) É proibido ao funcionário público levar à conta de férias qualquer falta ao


serviço.

(E) O pagamento da remuneração das férias será efetuado no primeiro dia de


gozo de férias do respectivo período.

Comentário:

Item A – Cuidado: o funcionário gozará 30 dias consecutivos, ou não, de férias


por ano, de acordo com a escala organizada pelo dirigente da Unidade
Administrativa, na forma do regulamento (art. 78).
Item B – Não é essa a regra do §1º do art. 78. Se a escala não tiver sido
organizada, ou houver alteração do exercício funcional, com a movimentação
do funcionário, a este caberá requerer, ao superior hierárquico, o gozo
das férias, podendo a autoridade, apenas, fixar a oportunidade do deferimento
do pedido, dentro do ano a que se vincular o direito do servidor.

Item C – A regra do Estatuto é a seguinte: o funcionário terá direito a férias


após cada ano de exercício no Sistema Administrativo (art. 78, §3º). Não há
essa regra específica de que para o primeiro período aquisitivo de férias serão
exigidos 12 meses de exercício.

Item D – Exatamente! É proibido, vedado, ao funcionário público levar à conta


de férias qualquer falta ao serviço (art. 78, §4º).
47991593487

Item E – Não há essa regra na Lei CE nº 9.826/1974!

Gabarito: Letra "D"

08. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Sobre os


direitos dos funcionários públicos do Estado do Ceará, nos termos da
Lei CE nº 9.826/1974, a gratificação que é atribuída aos funcionários
fazendários, objeto de regulamentação própria, é a:
(A) gratificação de representação.

(B) gratificação pela elaboração ou execução de trabalho relevante, técnico ou


científico.

(C) gratificação de produtividadel.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 34 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

(D) gratificação pela execução de trabalho em condições especiais, inclusive


com risco de vida ou de saúde.

(E) gratificação de exercício.

Comentário:
Que tal revisarmos as linhas gerais de algumas das gratificações de
direito dos funcionários públicos do Estado do Ceará?

Vou replicar a tabelinha que apresentamos na parte teórica, destacando a


resposta da questão:

Gabarito: Letra “E”

09. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Será


considerado de efetivo exercício o afastamento de funcionário público
civil do Estado do Ceará, dentre outros:
47991593487

(A) férias; casamento, até cinco dias; luto, até oito dias, por falecimento de
cônjuge ou companheiro, parentes, consangüíneos ou afins, até o 2º grau,
inclusive madrasta, padrasto e pais adotivos; convocação para o Serviço
Militar; licença à funcionária gestante.

(B) férias; casamento, até oito dias; luto, até cinco dias, por falecimento de
cônjuge ou companheiro, parentes, consangüíneos ou afins, até o 2º grau,
inclusive madrasta, padrasto e pais adotivos; convocação para o Serviço
Militar; licença à funcionária gestante.

(C) férias; casamento, até oito dias; luto, até oito dias, por falecimento de
cônjuge ou companheiro, parentes, consangüíneos ou afins, até o 2º grau,
inclusive madrasta, padrasto e pais adotivos; convocação para o Serviço
Militar; licença à funcionária gestante.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 35 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

(E) férias; casamento, até oito dias; luto, até oito dias, por falecimento de
cônjuge ou companheiro, parentes, consangüíneos ou afins, até o 1º grau,
inclusive madrasta, padrasto e pais adotivos; convocação para o Serviço
Militar; licença à funcionária gestante.

Comentário:

Para responder com segurança essa questão, você deve ter bem
memorizados os eventos que entram no cômputo do tempo de serviço de um
funcionário público estatual.

De acordo com o art. 68 do Estatuto, será considerado de efetivo


exercício o afastamento em virtude de:

 férias;

 casamento, até 8 dias;

 luto, até 8 dias, por falecimento de cônjuge ou companheiro,


parentes, consanguíneos ou afins, até o 2º grau, inclusive
madrasta, padrasto e pais adotivos;

 luto, até 2 dias, por falecimento de tio e cunhado;

 exercício das atribuições de outro cargo estadual de provimento em


comissão, inclusive da Administração Indireta do Estado;

 convocação para o Serviço Militar;

 júri e outros serviços obrigatórios;

 desempenho de função eletiva federal, estadual ou municipal,


observada quanto a esta, a legislação pertinente;

 exercício das atribuições de cargo ou função de Governo ou direção,


por nomeação do Governador do Estado;

 licenças: 47991593487

 por acidente no trabalho, agressão não provocada ou doença


profissional;

 especial;

 à funcionária gestante;

 para tratamento de saúde;

 para tratamento de moléstias que impossibilitem o funcionário


definitivamente para o trabalho, nos termos em que estabelecer
Decreto do Chefe do Poder Executivo;

 doença, devidamente comprovada, até 36 dias por ano e não mais de


3 dias por mês;

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 36 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

 missão ou estudo noutras partes do território nacional ou no es-


trangeiro, quando o afastamento houver sido expressamente
autorizado pelo Governador do Estado, ou pelos Chefes dos Poderes
Legislativo e Judiciário;

 decorrente de período de trânsito, de viagem do funcionário que


mudar de sede, contado da data do desligamento e até o máximo de
15 dias;

 prisão do funcionário, absolvido por sentença transitada em julgado;

 prisão administrativa, suspensão preventiva, e o período de


suspensão, neste último caso, quando o funcionário for reabilitado em
pro-cesso de revisão;

 disponibilidade;

 nascimento de filho, até 1 dia, para fins de registro civil.

Gabarito: Letra "C"

[ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Sobre as


férias dos servidores públicos do Estado do Ceará, julgue os itens a
seguir.

10. O funcionário gozará 30 dias consecutivos, ou não, de férias por ano, de


acordo com a escala organizada pelo dirigente da Unidade Administrativa.

11. Não é vedado ao funcionário levar à conta de férias alguma falta ao


serviço.

12. O funcionário não poderá gozar, por ano, mais de três períodos de férias.

Comentário 10:

Perfeito e está tal qual regulamenta o art. 78, caput, do Estatuto: o


funcionário gozará 30 dias consecutivos, ou não, de férias por ano, de acordo
com a escala organizada pelo dirigente da Unidade Administrativa, na forma do
47991593487

regulamento.

Gabarito: Certo

Comentário 11:

É o contrário! É vedado ao servidor levar à conta de férias alguma falta


ao serviço. Ou seja, os dias em que você faltar não podem ser descontados dos
dias de férias!

Gabarito: Errado

Comentário 12:

Essa ficou bem fácil e você deve ter resolvido num piscar de olhos, não

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 37 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

foi?

Já está cansado de saber que o funcionário não poderá gozar, por ano,
mais de dois três períodos de férias.

Gabarito: Errado

13. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] De


acordo com o que estabelece o Estatuto dos Funcionários Públicos do
Ceará, o funcionário PERDERÁ:

I. o vencimento do dia, se não comparecer ao serviço, salvo motivo legal ou


doença comprovada, de acordo com o disposto neste Estatuto.

II. 1/3 do vencimento do cargo efetivo, quando nomeado para cargo em


comissão, salvo o direito de opção e de acumulação lícita.

III. 2/3 do vencimento do cargo efetivo, quando dele afastado para exercer
mandato eletivo municipal remunerado.
IV. 1/3 terço do vencimento, durante o afastamento por motivo de pronúncia
por crime comum.

V. o vencimento do dia, se comparecer ao serviço dentro da hora seguinte à


fixação para o início do expediente, quando se retirar antes de findo o período
de trabalho.

Está incorreto o que se afirma em:

(A) II, III e V

(B) I e II

(C) II, III e IV


47991593487

(D) I e IV

(E) II e III

Comentário:

A nossa estimada banca cobrou aqui uma regrinha muito boa de prova: a
que traz as possibilidades de perda temporária do vencimento do funcionário.
Que tal relembrá-la e aproveitar para responder a questão?!

Vamos lá! O funcionário perderá (art. 124):

 o vencimento do cargo efetivo, quando nomeado para cargo em


comissão, salvo o direito de opção e de acumulação lícita; (Item II
errado)

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 38 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

 o vencimento do cargo efetivo, quando no exercício de mandato eletivo,


federal ou estadual; (Item III errado)

 o vencimento do cargo efetivo, quando dele afastado para exercer


mandato eletivo municipal remunerado;

 o vencimento do dia, se não comparecer ao serviço, salvo motivo legal


ou doença comprovada, de acordo com o disposto neste Estatuto;
(Item I correto)

 1/3 do vencimento do dia, se comparecer ao serviço dentro da hora


seguinte à fixação para o início do expediente, quando se retirar antes
de findo o período de trabalho; (Item V errado)

 1/3 terço do vencimento, durante o afastamento por motivo:

 de prisão administrativa;

 prisão preventiva;

 pronúncia por crime comum; (Item IV certo)

 denúncia por crime funcional; ou

 condenação por crime inafiançável em processo no qual não haja


pronúncia, tendo direito à diferença, se absolvido;
 2/3 do vencimento durante o período de afastamento em virtude de
condenação por sentença passada em julgado à pena de que não
resulte em demissão.

Logo, está incorreto o que se afirma em II, III e V.

Gabarito: Letra "A"

14. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] A ajuda de


custo, quando devida a funcionário que for designado, de ofício, para ter
exercício em nova sede, mesmo fora do Estado, é calculada pela média das três
47991593487

últimas remunerações e não pode ultrapassar o valor equivalente à


remuneração mensal do servidor.

Comentário:

Será concedida ajuda de custo ao funcionário que for designado, de


ofício, para ter exercício em nova sede, mesmo fora do Estado. Destina-se à
indenização das despesas de viagem e de nova instalação do funcionário.
Agora, atenção: a ajuda de custo não excederá de 03 meses de
vencimentos, salvo nos casos de designação do funcionário para ter exercício
fora do Estado e serviço fora do Estado (art. 126).

Gabarito: Errado

15. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] De

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 39 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

acordo com o que a Lei CE nº 9.826/1974, que institui o Estatuto dos


Funcionários Públicos do Estado do Ceará, está correto afirmar que
será considerado de efetivo exercício o afastamento em virtude de:

(A) prisão do funcionário.

(B) período de trânsito, de viagem do funcionário que mudar de sede, contado


da data do desligamento e até o máximo de 15 dias.

(C) luto, até 8 dias, por falecimento de cônjuge ou companheiro, madrasta,


padrasto, pais adotivos, tio e cunhado;

(D) nascimento de filho, até 2 dias, para fins de registro civil.

(E) licenças para trato de interesses particulares.

Comentário:

Vamos aos itens, analisando-os à luz do art. 68 do Estatuto!

Item A - Errado, pois a prisão do funcionário será considerada como tempo de


efetivo exercício, desde que ele seja absolvido por sentença transitada
em julgado.

Item B - Certinho! Será considerado como tempo de efetivo exercício o período


de trânsito, de viagem do funcionário que mudar de sede, contado da data do
desligamento e até o máximo de 15 dias.

Item C - Opa, cuidado! Para fins de contamge de tempo de efetivo exercício,


você deve entender as regras para o luto da seguinte forma:

 luto, até 8 dias, por falecimento de cônjuge ou companheiro,


parentes, consanguíneos ou afins, até o 2º grau, inclusive
madrasta, padrasto e pais adotivos;

 luto, até 2 dias, por falecimento de tio e cunhado;


47991593487

O item erra ao colocar tudo num mesmo balaio!

Item D - Errado, pois é considerado como tempo de efetivo exercício o


nascimento de filho, até 1 dia 2 dias, para fins de registro civil.

Item E - Errado, pois o tempo gozado com licenças para trato de interesses
particulares não pode ser contado como de efetivo exercício. Apenas o tempo
gasto nas licenças:

 por acidente no trabalho, agressão não provocada ou doença


profissional;

 especial;

 à funcionária gestante;

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 40 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

 para tratamento de saúde; e

 para tratamento de moléstias que impossibilitem o funcionário


definitivamente para o trabalho, nos termos em que estabelecer
Decreto do Chefe do Poder Executivo.

Gabarito: Letra "B"

16. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] De


acordo com o Estatuto dos Funcionários Públicos do Estado do Ceará,
será computado (a) para efeito de disponibilidade e aposentadoria,
EXCETO:

(A) o tempo de aposentadoria, desde que ocorra reversão.

(B) o período de serviço ativo das Forças Armadas.

(C) o tempo de contribuição para o Regime Geral de Previdência Social – RGPS,


bem como para os Regimes Próprios de Previdência Social – RPPS.

(D) a licença por motivo de doença em pessoa da família, desde que haja
contribuição.

(E) a licença por acidente no trabalho, agressão não provocada ou doença


profissional.

Comentário:

Em seu art. 69, o Estatuto estabelece que será computado para efeito de
disponibilidade e aposentadoria:

 o tempo de contribuição para o Regime Geral de Previdência Social


– RGPS, bem como para os Regimes Próprios de Previdência Social
– RPPS; (Item C)

 o período de serviço ativo das Forças Armadas; (Item B)


47991593487

 o tempo de aposentadoria, desde que ocorra reversão; (Item A)

 a licença por motivo de doença em pessoa da família, desde que


haja contribuição. (Item D)

A licença por acidente no trabalho, agressão não provocada ou doença


profissional, não será computada para efeito de disponibilidade e
aposentadoria.

Gabarito: Letra "E"

[ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Quanto ao


tempo de serviço do servidor público do Estado do Ceará, julgue os
itens a seguir.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 41 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

17. Em se tratando de disponibilidade, a apuração do tempo de serviço será


feita em dias, que serão convertidos em anos, considerado o ano como de
trezentos e sessenta e cinco dias, não permitido o arredondamento.
18. Além de outras hipóteses de ausências, são considerados como de efetivo
exercício os afastamentos em virtude de licença paternidade e de desempenho
de função eletiva federal, estadual ou municipal, observada quanto a esta, a
legislação pertinente.

19. O servidor inativo para ser investido em cargo público efetivo não
acumulável com aquele que gerou a aposentadoria deverá renunciar aos
proventos desta.

Comentário 17:

Errado! Para fins de disponibilidade, a apuração do tempo de serviço será


feita em dias, sendo o número de dias convertido em anos, considerando-se o
ano de 365 dias, permitido o arredondamento para 01 ano, na conclusão
da conversão, o que exceder a 182 dias (art. 77, §2).

Gabarito: Errado

Comentário 18:
O Estatuto nada trata a respeito de a licença paternidade ser ou não
considerada como tempo de efetivo exercício. Logo, não podemos garantir o
que afirma a assertiva! Agora, o afastamento em virtude de desempenho de
função eletiva federal, estadual ou municipal, esse está certo: será considerado
como tempo de efetivo exercício do cargo (art. 68, VIII).

Gabarito: Errado

Comentário 19:

É exatamente mais um dos destaques que aqui fizemos! O servidor


47991593487

inativo para ser investido em cargo público efetivo não acumulável com aquele
que gerou a aposentadoria deverá renunciar aos proventos desta (art. 71,
§3º).

Gabarito: Certo

20. [FCC - TÉCNICO JUDICIÁRIO - TRT/4ª - 2011 - Adapt.] Analise as


seguintes assertivas sobre o direito de petição dos funcionários
públicos do Estado do Ceará:

I. Cabe pedido de reconsideração à autoridade que houver expedido o ato ou


proferido a primeira decisão, podendo ser renovado.

II. Salvo estipulação em contrário, prevista expressamente em lei ou


regulamento, o direito de pleitear na esfera administrativa prescreverá em 120

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 42 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

dias.

III. Para o exercício do direito de petição, é assegurada vista do processo ou


documento, dentro ou fora da repartição, ao funcionário ou a procurador por
ele constituído.

Está correto o que se afirma SOMENTE em

(A) I.

(B) II.

(C) I e II.

(D) I e III.

(E) II e III.

Comentário:

Item I - Essa não é a regra que aqui aprendemos! Corrigindo: o direito de pedir
reconsideração, que será exercido perante a autoridade que houver expedido o
ato, ou proferido a primeira decisão, decairá após 60 dias da ciência do ato
pelo peticionante, ou de sua publicação quando esta for obrigatória (art.
143). (Errado)

Item II - Certinho! O direito de pleitear na esfera administrativa prescreverá


em 120 dias, salvo estipulação em contrário, prevista expressamente em lei ou
regulamento (art. 146). (Certo)

Item III - Muita atenção a essa regra: ao funcionário ou ao seu representante


legalmente constituído é assegurado, para efeito de recurso ou pedido de
reconsideração, o direito de vista ao processo na repartição competente
durante todo o expediente regulamentar, assegurado o livre manuseio do
processo em local conveniente. Se o representante do funcionário for
advogado, aplica-se o disposto na Lei Federal pertinente (art. 148). (Errado)
47991593487

Logo, está correto o que se afirma SOMENTE em II.

Gabarito: Letra "B"

21. [FCC - ANALISTA JUDICIÁRIO - TRE/AL - 2010 - Adapt.] Os


funcionários nomeados, em virtude de concurso público para cargo de
provimento efetivo do Estado do Ceará, são considerados estáveis após

(A) um ano de efetivo exercício.

(B) dois anos de efetivo exercício.

(C) três anos de efetivo exercício.

(D) quatro anos de efetivo exercício.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 43 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

(E) cinco anos de efetivo exercício.

Comentário:

Essa é bem fácil, mas não poderia deixar de trazê-la, já que foi aplicada
em prova real de concurso.

De acordo com o art. 74 do Estatuto, a estabilidade assegura a


permanência do funcionário no Sistema Administrativo. O funcionário nomeado
em virtude de concurso público adquire estabilidade depois de decorridos 03
anos (por força conticucional, CF/88, art. 41, caput) de efetivo exercício.

Lembre-se que apesar de a letra do art. 75 do Estatuto prever que a


estabilidade é adquirida depois de 02 anos de efetivo serviço, esse tempo foi
tacitamente revogado pelo art. 41, caput, da Constituição Federal, que passou
a prever o tempo de 03 anos para o estágio probatório e, consequentemenete,
para a aquisição da estabilidade. E é a Constituição quem manda, ok?

Gabarito: Letra "C"

22. [FCC - TÉCNICO JUDICIÁRIO - TRT/4ª - 2011 - Adapt.] Paulo, ao


exercer o direito de petição deve saber que,

(A) O direito de pedir reconsideração, que será exercido perante a autoridade


que houver expedido o ato, ou proferido a primeira decisão, decairá após 60
dias da ciência do ato pelo peticionante, ou de sua publicação quando esta for
obrigatória.

(B) é possível, desde que autorizado pela autoridade competente, repetir


pedido de reconsideração ou recurso perante a mesma autoridade.

(C) para o exercício desse direito é assegurada vista do processo em qualquer


local, desde que ao funcionário pessoalmente.

(D) o pedido de reconsideração e o recurso, em qualquer situação, por terem


efeito suspensivo não interrompem a prescrição.
47991593487

(E) Os prazos referentes ao direito de petição são fatais e prorrogáveis.

Comentário:

Item A - Já começou bem a questão! Realmente, segundo o que versa o caput


do art. 143, o direito de pedir reconsideração, que será exercido perante a
autoridade que houver expedido o ato, ou proferido a primeira decisão, decairá
após 60 dias da ciência do ato pelo peticionante, ou de sua publicação quando
esta for obrigatória. (Certo)

Item B - Muito pelo contrário! Lembre-se que é vedado possível, desde que
autorizado pela autoridade competente, repetir pedido de reconsideração ou
recurso perante a mesma autoridade (art. 143, §2º). (Errado)

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 44 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

Item C - Em qualquer lugar, não! E muito menos somente ao funcionário


pessoalmente! Ao funcionário ou ao seu representante legalmente
constituído é assegurado, para efeito de recurso ou pedido de reconsideração,
o direito de vista ao processo na repartição competente durante todo o
expediente regulamentar, assegurado o livre manuseio do processo em local
conveniente. (Errado)

Item D - Errado! O pedido de reconsideração e o recurso não têm efeito


suspensivo, salvo disposição em contrário, e o que for provido retroagirá, nos
efeitos, à data do ato impugnado (art. 145). (Errado)

Item E - Errado por pouca coisa que pode pegar o candidato mais
apressadinho! Não esqueça: os prazos referentes ao direito de petição são
fatais e IMprorrogáveis (art. 147).

Gabarito: Letra "A"

Como de praxe, vamos ver como esses temas do Estatuto foram


originalmente cobrados nas poucas questões já elaboradas sobre ele em provas
para cargos estaduais do Ceará:

[CESPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO – TJ/CE - 2008] Acerca do EFPC/CE


(Estatuto dos Funcionários Públicos do Estado do Ceará), julgue os
itens a seguir.

23. De acordo com o EFPC/CE, há a possibilidade de que o período de


convocação para o serviço militar, o período de atuação no júri e o tempo que o
funcionário tenha passado preso sejam computados como efetivo serviço.

Comentário:

Vamos responder, revisando o que estabelece o art. 68 do Estatuto até


47991593487

você memorizá-lo de vez! Segundo esse dispositivo, será considerado de


efetivo exercício o afastamento em virtude de:

 férias;

 casamento, até 8 dias;

 luto, até 8 dias, por falecimento de cônjuge ou companheiro,


parentes, consanguíneos ou afins, até o 2º grau, inclusive madrasta,
padrasto e pais adotivos;

 luto, até 2 dias, por falecimento de tio e cunhado;

 exercício das atribuições de outro cargo estadual de provimento em


comissão, inclusive da Administração Indireta do Estado;

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 45 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

 convocação para o Serviço Militar; (Ok)

 júri e outros serviços obrigatórios; (Ok)

 desempenho de função eletiva federal, estadual ou municipal,


observada quanto a esta, a legislação pertinente;

 exercício das atribuições de cargo ou função de Governo ou direção,


por nomeação do Governador do Estado;

 licenças:

 por acidente no trabalho, agressão não provocada ou doença


profissional;

 especial;

 à funcionária gestante;

 para tratamento de saúde;

 para tratamento de moléstias que impossibilitem o funcionário


definitivamente para o trabalho, nos termos em que estabelecer
Decreto do Chefe do Poder Executivo;

 doença, devidamente comprovada, até 36 dias por ano e não mais de


3 dias por mês;

 missão ou estudo noutras partes do território nacional ou no es-


trangeiro, quando o afastamento houver sido expressamente
autorizado pelo Governador do Estado, ou pelos Chefes dos Poderes
Legislativo e Judiciário;

 decorrente de período de trânsito, de viagem do funcionário que


mudar de sede, contado da data do desligamento e até o máximo de
15 dias;

 prisão do funcionário, absolvido por sentença transitada em


julgado; (se não for absolvido, o tempo de prisão não conta
47991593487

como de efetivo serviço, ok?)

 prisão administrativa, suspensão preventiva, e o período de


suspensão, neste último caso, quando o funcionário for reabilitado em
pro-cesso de revisão;

 disponibilidade;

 nascimento de filho, até 1 dia, para fins de registro civil.

Por conta do destacado em vermelho, pode-se afirmar que há também a


possibilidade de que o tempo em que o funcionário tenha passado preso seja
contado como de efetivo exercício. Desde que absolvido em sentença transitada
em jugado, não é mesmo?!

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 46 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

Gabarito: Certo

[CESPE – ANALISTA LEGISLATIVO – AL/CE - 2011] Com relação ao


Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado do Ceará — Lei n.o
9.826/1974 —, julgue o próximo item.

24. Se um servidor estiver no exercício cumulativo de dois cargos distintos,


será facultado a ele transpor o tempo de serviço de um para o outro cargo.

Comentário:

Errado, pois não há essa previsão no Estatuto! Se o cargo for cumulável,


nos termos da CF/88, não há que se falar em transposição de tempo de
serviço, beleza?

Gabarito: Errado

[FCC – ANALISTA CONTROLE EXTERNO – TCE/CE - 2015 - Adapt.] Josué


é funcionário público, ocupando cargo efetivo no quadro da Secretaria
da Fazenda Estadual. Em razão de sua formação superior na área de
ciências contábeis, foi convidado a ocupar a função de diretor
financeiro da empresa estatal que atua na exploração de rodovias
estaduais. Josué, não obstante tenha se interessado pelo convite, ficou
com receio de que seu afastamento desfavorecesse os direitos e
vantagens a que faz jus como titular de cargo efetivo. A propósito
desse aspecto, julgue os itens a seguir de acordo com a Lei n o
9.826/1974.

25. Em se tratando de ocupar outro cargo estadual de provimento em


comissão, o tempo de serviço será computável para todos os fins em favor do
servidor Josué.

26. É vedado o afastamento de servidor público ocupante de cargo efetivo para


ocupar outro cargo na Administração pública, tendo em vista que equivaleria a
colocar o cargo original em disponibilidade.
47991593487

27. Apenas o afastamento que dependa de autorização legislativa pode ser


computado como tempo de efetivo serviço.

Comentário 25:

Verdade, pois já vimos por várias vezes aqui na aula que será
considerado de efetivo exercício o afastamento em virtude de exercício das
atribuições de outro cargo estadual de provimento em comissão,
inclusive da Administração Indireta do Estado.

Gabarito: Certo

Comentário 26:

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 47 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

Erradísismo! A disponibilidade é um dos direitos que pertencem ao


servidor (funcionário) público do Estado do Ceará!

A disponibilidade nada mais é do que o afastamento de exercício de


funcionário estável em virtude da extinção do cargo, ou da decretação de sua
desnecessidade. Extinto o cargo ou declarada sua desnecessidade, o servidor
ficará em disponibilidade percebendo remuneração proporcional por cada ano
de serviço, à razão de:

Gabarito: Errado

Comentário 27:

Essa aqui, por tudo que vimos, está na cara que está errada, não é
verdade!

E está mesmo, pois vários são os afastamentos qeu podem contar como
tempo de efetivo exer´ccio sem essa de depender de autorização legislativa
para tanto.

Gabarito: Errado

47991593487

***

Bom, é isso!

Grande abraço e até a próxima aula!

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 48 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

QUESTÕES DE SUA AULA

01. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017]


Considere as assertivas abaixo, relacionadas aos direitos dos
funcionários públicos do Estado do Ceará.
I. A remuneração é a retribuição correspondente ao padrão, nível ou símbolo
do cargo a que esteja vinculado o funcionário, em razão do efetivo exercício
de função pública.
II. Para fins de disponibilidade, a apuração do tempo de serviço será feita em
dias, sendo o número de dias convertido em anos, considerando-se o ano de
365 dias, permitido o arredondamento para 01 ano, na conclusão da
conversão, o que exceder a 182 dias.
III. Quando um funcionário estável é afastado do seu exercício em virtude da
extinção do cargo, ou da decretação de sua desnecessidade, diz-se que ela
está disponível.
IV. O funcionário é obrigado a restituir a ajuda de custo recebida quando não
se transportar para a nova sede no prazo determinado.
V. Em hipótese alguma a retribuição pecuniária atribuída ao funcionário
sofrerá descontos além dos previstos expressamente em lei, nem serão
objetos de arresto, sequestro ou penhora.
Está correto o que se afirma APENAS em
(A) I, III e V.
(B) I e IV.
47991593487

(C) I e V.
(D) II, III e IV.
(E) II, IV e V.

02. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] De


acordo com a Lei CE nº 9.826/74, em relação aos direitos dos
Funcionários Públicos do Estado do Ceará:
(A) Estabilidade é o direito que adquire o funcionário efetivo de não ser
exonerado ou demitido.
(B) As reposições e indenizações devidas à Fazenda Pública Estadual serão
descontadas em parcelas mensais, não excedentes a 20% do vencimento do

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 49 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

servidor, assim entendida como o vencimento-base, acrescido das vantagens


fixas e de caráter pessoal.
(C) A gratificação pela representação de Gabinete poderá ser concedida tanto a
funcionários como a pessoas estranhas ao Sistema Administrativo, sem
qualquer vínculo, desde que para o exercício nos gabinetes e órgãos de
assessoramento técnico do referido Sistema.
(D) O funcionário que receber diária indevida será obrigado a restituí-la, em
até duas parcelas, ficando, ainda, sujeito à punição disciplinar.
(E) O funcionário perderá o cargo vitalício somente em virtude de sentença
judicial ou de inquérito administrativo que enseje na pena de demissão.

03. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Quanto


aos direitos do funcionário público do Estado do Ceará:
I. O conjunto das retribuições constitui a remuneração do funcionário público.
II. Desde que de acordo com a escala organizada pelo dirigente da Unidade
Administrativa, é possível que o funcionário goze, por ano, mais de dois
períodos de férias.
III. A despesa total mensal com o pagamento da grativicação por prestação
de serviço extraordinário não poderá exceder, em nenhuma hipótese, a 1,5%
do valor total da despesa mensal com pagamento de pessoal, do órgão ou
entidade considerado.
IV. A ajuda de custo destina-se à indenização das despesas de viagem e de
nova instalação do funcionário e, havendo necessidade de restituí-la, a
restituição é de exclusiva responsabilidade pessoal, pondendo ser feita
parceladamente.
Está correto o que se afirma APENAS em
(A) I, II e III.
(B) I e III.
(C) II e IV. 47991593487

(D) I, III e IV.


(E) III e IV.

04. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Quanto


aos direitos e vantagens do funcionário público do Estado do Ceará, é
certo que,
(A) o período de serviço ativo das Forças Armadas não poderá ser computado
para efeito de disponibilidade e aposentadoria.
(B) a gratificação de produtividade se destina ao incremento das atividades de
investigação científica, ou tecnológica, e aumento da produtividade, no
Sistema Administrativo Estadual.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 50 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

(C) a retribuição pecuniária atribuída ao funcionário poderão ser, em qualquer


caso, objeto de arresto, sequestro ou penhora.
(D) se o funcionário for exonerado ou demitido, a quantia por ele devida
deverá ser ressarcida imediatamente ao erário, vedado o seu parcelamento.
(E) será considerado de efetivo exercício o afastamento em virtude de doença,
desde que preenchidos os seguintes resquisitos: devidamente comprovada,
duração de até 36 dias por ano e não mais de 3 dias por mês.

05. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Sobre o


direito de petição, previsto na Lei CE 9.826/1974, é correto afirmar:
(A) O direito de pleitear na esfera administrativa prescreverá em 120 dias.
(B) Cabe pedido de reconsideração à autoridade que houver expedido o ato ou
proferido a primeira decisão, podendo ser renovado por uma única vez.
(C) A petição será dirigida à autoridade competente para decidir do pedido e
encaminhada por intermédio daquela a quem estiver imediatamente
subordinado o requerente se for o caso.
(D) O pedido de reconsideração e o recurso, quando cabíveis, suspendem a
prescrição.
(E) É assegurado ao funcionário e ao aposentado o direito de requerer, pedir
reconsideração e recorrer. O requerimento e o pedido de reconsideração
deverão ser despachados no prazo de dez dias e decididos dentro de trinta
dias, prorrogáveis por igual período.

06. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Quanto


aos direitos e vantagens do funcionário público do Estado do Ceará,
considere:
I. O vencimento, a remuneração, a ajuda de custo e as diárias são formas de
retribuição dos funcionários públicos estaduais.
II. Os vencimentos do funcionário disponível constituem retribuição para todos
os efeitos legais.
47991593487

III. As diárias serão concedidas a título de indenização das despesas de


alimentação e hospedagem ao funcionário que se deslocar da sua repartição
em objeto de serviço.
IV. O funcionário perderá 2/3 do vencimento durante o período de
afastamento em virtude de condenação por sentença passada em julgado à
pena de que não resulte em demissão.
V. É vedado o cômputo de tempo fictício para o cálculo de benefício
previdenciário.
É correto o que consta APENAS em
(A) II e IV.
(B) I, II e III.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 51 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

(C) I, III e V.
(D) III, IV e V.
(E) I e II.

07. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Sobre as


férias dos funcionários públicos do Estado do Ceará, previstas na Lei
CE n° 9.826/1974, é correto afirmar que:
(A) O funcionário gozará 30 dias consecutivos de férias por ano, de acordo com
a escala organizada pelo dirigente da Unidade Administrativa, na forma do
regulamento.
(B) Se houver alteração do exercício funcional, com a movimentação do
funcionário, caberá ao seu superior hierárquico requerer o gozo das férias.
(C) Para o primeiro período aquisitivo de férias serão exigidos 12 meses de
exercício.
(D) É proibido ao funcionário público levar à conta de férias qualquer falta ao
serviço.
(E) O pagamento da remuneração das férias será efetuado no primeiro dia de
gozo de férias do respectivo período.

08. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Sobre os


direitos dos funcionários públicos do Estado do Ceará, nos termos da
Lei CE nº 9.826/1974, a gratificação que é atribuída aos funcionários
fazendários, objeto de regulamentação própria, é a:
(A) gratificação de representação.
(B) gratificação pela elaboração ou execução de trabalho relevante, técnico ou
científico.
(C) gratificação de produtividadel.
(D) gratificação pela execução de trabalho em condições especiais, inclusive
com risco de vida ou de saúde.
47991593487

(E) gratificação de exercício.

09. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Será


considerado de efetivo exercício o afastamento de funcionário público
civil do Estado do Ceará, dentre outros:
(A) férias; casamento, até cinco dias; luto, até oito dias, por falecimento de
cônjuge ou companheiro, parentes, consangüíneos ou afins, até o 2º grau,
inclusive madrasta, padrasto e pais adotivos; convocação para o Serviço
Militar; licença à funcionária gestante.
(B) férias; casamento, até oito dias; luto, até cinco dias, por falecimento de
cônjuge ou companheiro, parentes, consangüíneos ou afins, até o 2º grau,

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 52 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

inclusive madrasta, padrasto e pais adotivos; convocação para o Serviço


Militar; licença à funcionária gestante.
(C) férias; casamento, até oito dias; luto, até oito dias, por falecimento de
cônjuge ou companheiro, parentes, consangüíneos ou afins, até o 2º grau,
inclusive madrasta, padrasto e pais adotivos; convocação para o Serviço
Militar; licença à funcionária gestante.
(E) férias; casamento, até oito dias; luto, até oito dias, por falecimento de
cônjuge ou companheiro, parentes, consangüíneos ou afins, até o 1º grau,
inclusive madrasta, padrasto e pais adotivos; convocação para o Serviço
Militar; licença à funcionária gestante.

[ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Sobre as


férias dos servidores públicos do Estado do Ceará, julgue os itens a
seguir.
10. O funcionário gozará 30 dias consecutivos, ou não, de férias por ano, de
acordo com a escala organizada pelo dirigente da Unidade Administrativa.
11. Não é vedado ao funcionário levar à conta de férias alguma falta ao
serviço.
12. O funcionário não poderá gozar, por ano, mais de três períodos de férias.

13. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] De


acordo com o que estabelece o Estatuto dos Funcionários Públicos do
Ceará, o funcionário PERDERÁ:
I. o vencimento do dia, se não comparecer ao serviço, salvo motivo legal ou
doença comprovada, de acordo com o disposto neste Estatuto.
II. 1/3 do vencimento do cargo efetivo, quando nomeado para cargo em
comissão, salvo o direito de opção e de acumulação lícita.
III. 2/3 do vencimento do cargo efetivo, quando dele afastado para exercer
mandato eletivo municipal remunerado.
IV. 1/3 terço do vencimento, durante o afastamento por motivo de pronúncia
47991593487

por crime comum.


V. o vencimento do dia, se comparecer ao serviço dentro da hora seguinte à
fixação para o início do expediente, quando se retirar antes de findo o período
de trabalho.
Está incorreto o que se afirma em:
(A) II, III e V
(B) I e II
(C) II, III e IV
(D) I e IV
(E) II e III

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 53 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

14. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] A ajuda


de custo, quando devida a funcionário que for designado, de ofício, para ter
exercício em nova sede, mesmo fora do Estado, é calculada pela média das
três últimas remunerações e não pode ultrapassar o valor equivalente à
remuneração mensal do servidor.
15. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] De
acordo com o que a Lei CE nº 9.826/1974, que institui o Estatuto dos
Funcionários Públicos do Estado do Ceará, está correto afirmar que
será considerado de efetivo exercício o afastamento em virtude de:
(A) prisão do funcionário.
(B) período de trânsito, de viagem do funcionário que mudar de sede, contado
da data do desligamento e até o máximo de 15 dias.
(C) luto, até 8 dias, por falecimento de cônjuge ou companheiro, madrasta,
padrasto, pais adotivos, tio e cunhado;
(D) nascimento de filho, até 2 dias, para fins de registro civil.
(E) licenças para trato de interesses particulares.

16. [ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] De


acordo com o Estatuto dos Funcionários Públicos do Estado do Ceará,
será computado (a) para efeito de disponibilidade e aposentadoria,
EXCETO:
(A) o tempo de aposentadoria, desde que ocorra reversão.
(B) o período de serviço ativo das Forças Armadas.
(C) o tempo de contribuição para o Regime Geral de Previdência Social –
RGPS, bem como para os Regimes Próprios de Previdência Social – RPPS.
(D) a licença por motivo de doença em pessoa da família, desde que haja
contribuição.
(E) a licença por acidente no trabalho, agressão não provocada ou doença
47991593487

profissional.

[ESTRATÉGIA E GIRÃO – AGEPEN/CE – SEJUS/CE - 2017] Quanto ao


tempo de serviço do servidor público do Estado do Ceará, julgue os
itens a seguir.
17. Em se tratando de disponibilidade, a apuração do tempo de serviço será
feita em dias, que serão convertidos em anos, considerado o ano como de
trezentos e sessenta e cinco dias, não permitido o arredondamento.
18. Além de outras hipóteses de ausências, são considerados como de efetivo
exercício os afastamentos em virtude de licença paternidade e de desempenho
de função eletiva federal, estadual ou municipal, observada quanto a esta, a
legislação pertinente.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 54 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

19. O servidor inativo para ser investido em cargo público efetivo não
acumulável com aquele que gerou a aposentadoria deverá renunciar aos
proventos desta.

20. [FCC - TÉCNICO JUDICIÁRIO - TRT/4ª - 2011 - Adapt.] Analise as


seguintes assertivas sobre o direito de petição dos funcionários
públicos do Estado do Ceará:
I. Cabe pedido de reconsideração à autoridade que houver expedido o ato ou
proferido a primeira decisão, podendo ser renovado.
II. Salvo estipulação em contrário, prevista expressamente em lei ou
regulamento, o direito de pleitear na esfera administrativa prescreverá em 120
dias.
III. Para o exercício do direito de petição, é assegurada vista do processo ou
documento, dentro ou fora da repartição, ao funcionário ou a procurador por
ele constituído.
Está correto o que se afirma SOMENTE em
(A) I.
(B) II.
(C) I e II.
(D) I e III.
(E) II e III.

21. [FCC - ANALISTA JUDICIÁRIO - TRE/AL - 2010 - Adapt.] Os


funcionários nomeados, em virtude de concurso público para cargo de
provimento efetivo do Estado do Ceará, são considerados estáveis
após
(A) um ano de efetivo exercício.
(B) dois anos de efetivo exercício.
47991593487

(C) três anos de efetivo exercício.


(D) quatro anos de efetivo exercício.
(E) cinco anos de efetivo exercício.

22. [FCC - TÉCNICO JUDICIÁRIO - TRT/4ª - 2011 - Adapt.] Paulo, ao


exercer o direito de petição deve saber que,
(A) O direito de pedir reconsideração, que será exercido perante a autoridade
que houver expedido o ato, ou proferido a primeira decisão, decairá após 60
dias da ciência do ato pelo peticionante, ou de sua publicação quando esta for
obrigatória.
(B) é possível, desde que autorizado pela autoridade competente, repetir
pedido de reconsideração ou recurso perante a mesma autoridade.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 55 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

(C) para o exercício desse direito é assegurada vista do processo em qualquer


local, desde que ao funcionário pessoalmente.
(D) o pedido de reconsideração e o recurso, em qualquer situação, por terem
efeito suspensivo não interrompem a prescrição.
(E) Os prazos referentes ao direito de petição são fatais e prorrogáveis.

[CESPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO – TJ/CE - 2008] Acerca do EFPC/CE


(Estatuto dos Funcionários Públicos do Estado do Ceará), julgue os
itens a seguir.
23. De acordo com o EFPC/CE, há a possibilidade de que o período de
convocação para o serviço militar, o período de atuação no júri e o tempo que
o funcionário tenha passado preso sejam computados como efetivo serviço.

[CESPE – ANALISTA LEGISLATIVO – AL/CE - 2011] Com relação ao


Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado do Ceará — Lei n.o
9.826/1974 —, julgue o próximo item.
24. Se um servidor estiver no exercício cumulativo de dois cargos distintos,
será facultado a ele transpor o tempo de serviço de um para o outro cargo.

[FCC – ANALISTA CONTROLE EXTERNO – TCE/CE - 2015 - Adapt.]


Josué é funcionário público, ocupando cargo efetivo no quadro da
Secretaria da Fazenda Estadual. Em razão de sua formação superior na
área de ciências contábeis, foi convidado a ocupar a função de diretor
financeiro da empresa estatal que atua na exploração de rodovias
estaduais. Josué, não obstante tenha se interessado pelo convite, ficou
com receio de que seu afastamento desfavorecesse os direitos e
vantagens a que faz jus como titular de cargo efetivo. A propósito
desse aspecto, julgue os itens a seguir de acordo com a Lei n o
9.826/1974.
25. Em se tratando de ocupar outro cargo estadual de provimento em
47991593487

comissão, o tempo de serviço será computável para todos os fins em favor do


servidor Josué.
26. É vedado o afastamento de servidor público ocupante de cargo efetivo
para ocupar outro cargo na Administração pública, tendo em vista que
equivaleria a colocar o cargo original em disponibilidade.
27. Apenas o afastamento que dependa de autorização legislativa pode ser
computado como tempo de efetivo serviço.

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 56 de 57


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS P/ AGENTE PENITENCIÁRIO/CE
Teoria e Questões
Aula 01 – Prof. Marcos Girão

GABARITO

1 2 3 4
D C E E
5 6 7 8
C D D E
9 10 11 12
C C E E
13 14 15 16
A E B E
17 18 19 20
E E C B
21 22 23 24
C A C E
25 26 27
C E E

47991593487

www.estrategiaconcursos.com.br | Prof Marcos Girão 57 de 57