Anda di halaman 1dari 4

Escola/Agrupamento de Escolas | Teste de avaliação 1 – CienTIC8 Versão1

Ciências Naturais
8.º ano de escolaridade
Duração do Teste: 50 minutos |

Grupo I

A composição da atmosfera terrestre, assim como a vida, evoluíram de forma paralela nestes
últimos 3500 milhões de anos de história do nosso planeta. A composição química da Terra
primitiva foi fundamental para o surgimento da vida. Organismos rudimentares, unicelulares,
foram capazes de alterar o ambiente, transformando substâncias abundantes em outras,
aproveitadas por novas formas vivas. Uma vez que a vida no planeta é baseada em carbono e
hidrogénio, sempre houve uma procura incessante por esses elementos. As cianobactérias
primitivas passaram a usar uma fonte de hidrogénio abundante e disponível, a água, e assim
começaram a libertar oxigénio, originando a fotossíntese. Com essa admirável adaptação ao
meio, as cianobactérias aumentaram a sua taxa de sobrevivência e de reprodução, mantendo-
se em ambientes aquáticos até aos dias atuais. Mais 1500 milhões de anos foram necessários
para que a concentração de oxigénio atingisse níveis próximos dos atuais, o que deve ter
ocorrido por volta de 600 milhões de anos atrás. Assim, até que a taxa desse gás se estabilizasse,
os únicos organismos capazes de se desenvolver foram bactérias, uma vez que os organismos
aeróbios multicelulares só sobrevivem no nível atual de oxigénio atmosférico (cerca de 21%).
Baseado em Costa, E. (2016). A evolução da composição da
atmosfera terrestre. Quím. nova esc. 38(4): 318-323

Temperatura superficial

CO2 atmosférico

O3 atmosférico
Multicelulares

Bactérias Algas

Mil milhões de anos

Figura 1. Eventos na evolução da vida na Terra.


Baseado em https://bit.ly/2OofPTg [Consult. em outubro de 2018]

CienTIC8 – Teste de Ciências Naturais 1 1


Na resposta a cada um dos itens de 1. a 5., seleciona a única opção que permite obter uma
afirmação correta.

1. A acumulação de oxigénio na atmosfera


(A) foi fundamental para o aparecimento de vida na Terra.
(B) resultou da atividade fotossintética dos seres vivos.
(C) reteve o calor interno da Terra, mantendo a temperatura favorável para a vida.
(D) foi o resultado da intensa atividade vulcânica da Terra primitiva.

2. A Terra é um planeta “habitável” porque


(A) é um planeta rochoso com atmosfera.
(B) a distância ao Sol permite manter uma atmosfera rica em oxigénio.
(C) a temperatura superficial permite manter a água no estado líquido.
(D) se situa numa zona interior à cintura de asteroides.

3. O acontecimento que abriu caminho à colonização dos ambientes terrestres pelas plantas foi
(A) a formação da camada de ozono.
(B) o aparecimento do oxigénio atmosférico.
(C) a diminuição do dióxido de carbono atmosférico.
(D) o aumento do efeito estufa.

4. O aparecimento do oxigénio atmosférico resultou de uma interação com o subsistema


(A) biosfera. (C) geosfera.
(B) hidrosfera. (D) atmosfera.

5. A atmosfera atual é composta, essencialmente, por


(A) metano e amónia. (C) dióxido de carbono e azoto.
(B) azoto e oxigénio. (D) oxigénio e dióxido de carbono.

6. Indica quais são os dois reagentes usados no processo de fotossíntese.

7. Indica qual é a temperatura média atual do nosso planeta.

8. Classifica as cianobactérias de acordo com a sua organização celular.

9. Ordena as letras de A. a E., de modo a reconstituíres a sequência cronológica dos


acontecimentos relacionados com a evolução da atmosfera terrestre.
A. Aparecimento dos seres vivos fotossintéticos.
B. Formação de uma atmosfera rica em dióxido de carbono.
C. Formação de uma atmosfera rica em oxigénio.
D. Formação da camada de ozono.
E. Intensa atividade vulcânica.

10. Explica a relação, evidenciada no texto, que se estabelece entre a biosfera e a atmosfera,
que explica a evolução do oxigénio e do dióxido de carbono na Terra.

CienTIC8 – Teste de Ciências Naturais 1 2


Grupo II

Documento I
As alterações climáticas são, muitas vezes, associadas a algo que acontece na atmosfera. Afinal,
quando as plantas fazem a fotossíntese, absorvem dióxido de carbono da atmosfera. No
entanto, o carbono atmosférico também afeta o solo, porque o que não é utilizado no
crescimento da parte superior das plantas é distribuído pelas suas raízes, depositando carbono
no solo. No que respeita à absorção de carbono, nem todos os solos são iguais. Os mais ricos em
carbono são as turfeiras. As turfeiras são ecossistemas-relíquias do tempo das glaciações, que
ocorreram há cerca de 10 000 anos, tendo vindo a regredir paulatinamente e estando hoje
confinadas a pequenos refúgios no alto das montanhas. A base destes ecossistemas são as águas
oligotróficas (pobres em nutrientes) do cimo das serras, que determinam uma flora e fauna
únicas, onde o esfagno, musgo que é o ser vivo com a maior capacidade de absorção de água
existente, é o elemento dominante e origina a turfa, solo quase 100% orgânico. A biodiversidade
da turfeira da Fraguinha é muito impressionante, contando-se uma muito importante população
de narciso-das-turfeiras, algumas gencianas, matos de urze-das-turfeiras ou margariça,
verónica-das-turfeiras, juncos diversos e espécies de carex exclusivos das turfeiras. No que à
fauna diz respeito, este é território de lobo e de corço, testemunhas de um Portugal selvagem
que teima em sobreviver.
Adaptado de http://rota-ap.pt/linha/arada/ponto/
a6-turfeira-da-fraguinha [Consult. em outubro de 2018]

Documento II
Numa aula de Ciências Naturais do 8.o ano, os alunos realizaram o seguinte protocolo
experimental para observarem diferentes estruturas de células de um musgo recolhido numa
turfeira.

Protocolo Resultados
1. Colocar uma gota de água numa
1
lâmina de vidro.
2. Destacar uma folha de musgo e
colocá-la sobre a gota de água.
3. Cobrir com uma lamela e observar no 2
microscópio ótico.

3
Figura 2.

Na resposta a cada um dos itens de 1. a 5., seleciona a única opção que permite obter uma
afirmação correta.

1. Os organismos usados na experiência são


(A) unicelulares procarióticos. (C) pluricelulares procarióticos.
(B) unicelulares eucarióticos. (D) pluricelulares eucarióticos.

CienTIC8 – Teste de Ciências Naturais 1 3


2. A estrutura representada por 2 na figura 2
(A) assegura o controlo das atividades celulares.
(B) assegura a produção de matéria orgânica.
(C) protege e dá forma à célula.
(D) regula a troca de materiais com o meio.

3. A ampliação total obtida ao microscópio corresponde à ampliação da


(A) ocular.
(B) objetiva.
(C) ocular mais a ampliação da objetiva.
(D) ocular vezes a ampliação da objetiva.

4. Os organelos são estruturas que


(A) aumentam o tamanho celular.
(B) filtram substâncias indesejáveis para a célula.
(C) apenas servem para preencher o volume interno da célula.
(D) desempenham funções específicas fundamentais para a célula.

5. Os nutrientes presentes na água das turfeiras têm origem no subsistema


(A) biosfera. (C) geosfera.
(B) hidrosfera. (D) atmosfera.

6. Indica qual é a fração predominante no solo das turfeiras.

7. Indica qual é a espécie predominante na turfeira da Fraguinha.

8. Identifica as estruturas 1, 2 e 3 representadas na figura 2.

9. Faz corresponder cada uma das descrições, expressas na coluna A, à respetiva designação,
que consta da coluna B.
Escreve, na folha de respostas, apenas as letras e os números correspondentes.
Utiliza cada letra e cada número apenas uma vez.

Coluna A Coluna B
(a) Maior ou menor capacidade de o solo se deixar atravessar (1) Matéria mineral
pela água. (2) Matéria orgânica
(b) Quantidade e dimensão dos poros existentes entre (3) Porosidade
as partículas do solo. (4) Permeabilidade
(c) Conjunto dos reservatórios de água do planeta. (5) Biosfera
(d) Fragmentos do solo que provêm da desagregação (6) Hidrosfera
das rochas. (7) Atmosfera
(e) Suporte físico da grande maioria dos seres vivos. (8) Geosfera

10. Explica de que modo os ecossistemas de turfeira contribuem para a regulação da


temperatura do planeta.

CienTIC8 – Teste de Ciências Naturais 1 4