Anda di halaman 1dari 6

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS

ESCOLA DE ENGENHARIA
CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

Plano de Ensino - 2017/1


Professora: Me. Deborah de Almeida Rezende
Arquiteta e Urbanista

Disciplina: PLANEJAMENTO URBANO


Curso: ENGENHARIA CIVIL
Código Créditos Carga Horária Período Co-requisito Pré-requisito
ENG-1760 04 80 OPTATIVA - -

Turma: C01 e C02


Local Dias Horário
Sala 306, Bloco C, Área III Segunda e Quinta 20h30min às 22h00min

1. HABILIDADES GERAIS
 HG 1: Interpretar textos.
 HG 2: Analisar e criticar informações.
 HG 3: Extrair conclusões, estabelecer relações, comparações e contradições.
 HG 4: Fazer escolhas valorativas avaliando as consequências.
 HG 5: Detectar contradições.
 HG 6: Propor soluções para situações problema.

2. HABILIDADES E COMPETÊNCIAS
 CH 1:Aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e instrumentais
à Engenharia.
 CH 2:Projetar e conduzir experimentos e interpretar resultados.
 CH 3:Conceber, projetar e analisar sistemas, produtos e processos.
 CH 4:Planejar, supervisionar, elaborar e coordenar projetos e serviços de
Engenharia.
 CH 5:Identificar, formular e resolver problemas de Engenharia.
 CH 6:Desenvolver e/ou utilizar novas ferramentas e técnicas.
 CH 7:Supervisionar a operação e a manutenção de sistemas.
 CH 8:Avaliar criticamente a operação e a manutenção de sistemas.
 CH 9:Comunicar-se eficientemente nas formas escrita, oral e gráfica.
 CH 10:Atuar em equipes multidisciplinares.
 CH 11:Compreender e aplicar a ética e responsabilidade profissionais.
 CH 12:Avaliar o impacto das atividades da engenharia no contexto social e
ambiental.
 CH 13:Avaliar a viabilidade econômica de projetos de Engenharia.
 CH 14:Assumir a postura de permanente busca de atualização profissional.

3. EMENTA
Aspectos do processo histórico de urbanização, produção das cidades (e industrialização)
no Brasil e países em desenvolvimento. Tendências e dinâmicas recentes do processo de
urbanização. Instrumentos de planejamento do processo de urbanização.
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS
ESCOLA DE ENGENHARIA
CURSO DE ENGENHARIA CIVIL
4. OBJETIVOS GERAIS
Possibilitar ao aluno, conhecer e praticar, noções gerais dos elementos que compõem o
espaço urbano, tais como edificações, infraestrutura urbana e serviços públicos,
compreendendo o planejamento territorial como instrumento de gestão.

5. OBJETIVOS ESPECÍFICOS
 Conhecer e debater os conceitos básicos de cidade e planejamento territorial,
compreendendo o processo de formação das cidades, apropriação do território e
alterações de uso urbano-rural;
 Compreender as diferenças do processo de aprovação, implantação, ocupação e
apropriação do espaço de uma edificação e de um parcelamento do solo, com base
em estudos de casos práticos e reais;
 Instrumentalizar as análises do território sob os aspectos histórico, social, cultural,
legal, ambiental, físico, econômico, político, e outros, possibilitando a análise crítica
para tomada de decisões de gestão;
 Apreender os conteúdos, a partir de estudos dos elementos influenciadores do meio
urbano-rural, para associá-los às práticas multidisciplinares e multiescalares do
planejamento urbano;
 Estimular o raciocínio crítico-analítico por meio da leitura e do desenvolvimento de
textos científicos, relacionados ao entendimento do ordenamento territorial.

6. CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
Serão desenvolvidos trabalhos, individuais e em grupos (de, no máximo, 7 alunos), de
forma integrada e participativa, proporcionando-os experimentarem situações reais da
rotina do processo do planejamento urbano, sendo que os trabalhos abordarão:
 Trabalho de Grupo-1 (TG-1) – Multidisciplinaridade e Multiescalaridade no
Planejamento Urbano. Valor: Participação no Grupo-1 (PG-1)=5pts + Participação
Individual-1 (PI-1)=3pts;
 Trabalho de Grupo-2 (TG-2) – Julgamento de Ações Judiciais Urbanas. Valor:
Participação no Grupo-1 (PG-1)=5pts + Participação Individual-1 (PI-1)=3pts;
 Trabalho de Grupo-3 (TG-3) – Elaboração e aprovação de uma lei. Valor:
Participação no Grupo-1 (PG-1)=5pts + Participação Individual-1 (PI-1)=3pts;
 Trabalho Individual-1 (TI-1) – Produção de Resumo de Artigo Científico, com o
tema “Planejamento Urbano”. Valor: 2pts;
 Trabalho Individual-2 (TI-2) – Produção de Peça Técnica, do problema pesquisado
no TG-2. Valor: 1pts.

7. METODOLOGIA
 Trabalhos em grupo e individuais;
 Aulas com exposição didática;
 Projeções de slides;
 Exposição de projetos;
 Orientações em grupo e individuais;
 Pesquisa de campo;
 Pesquisa bibliográfica, leitura e discussão de textos;
 Mapa da cidade de Goiânia e outros instrumentais técnicos;
 Apresentação de vídeos;
 Incentivo à produção de textos científicos;
 Estímulo à análise crítica e ao debate;
 Compreensões de múltiplas competências.
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS
ESCOLA DE ENGENHARIA
CURSO DE ENGENHARIA CIVIL
8. SISTEMA DE AVALIAÇÕES
Os critérios adotados para as avaliações dos trabalhos estarão relacionados com os seus
respectivos conteúdos e as notas divulgadas, no máximo, quinze dias após a entrega de
cada etapa. Apesar das notas estanques o aprendizado é continuado e ininterrupto e os
seus desdobramentos só serão possíveis mediante acompanhamento individualizado por
parte do professor. As notas estão em conformidade com o critério da Universidade,
(Resolução 001/ 93 dc 19/7/93), que é:

MF = (N1 X 0.4) + (N2 X 0.6),

sendo que:

N1 = (PG-1 + PI-1) + TI-1;

N2 = [(PG-2 + PI-2)+(PG-3 + PI-3)] / 2 + TI-2 + AI

Poderá ser aplicada prova escrita (individual, sem consulta e de todo o conteúdo), em data
a ser acordada em sala, caso a participação dos alunos durante as aulas, pesquisas e
orientações, não seja satisfatória. Nesse caso, a Avaliação Extra (AE) terá igual valor e
peso aos Trabalhos de Grupo da N2, compondo essa nota.

Poderá ser concedida, excepcionalmente, bonificação, a título de incentivo à Iniciação


Científica e aos Cursos de Aperfeiçoamento, ao aluno que cumprir as atividades extra-
classe de acordo com as especificações dadas pela professora em sala. Nesse caso, a
Pontuação Extra (PE) terá igual valor ao Trabalho Individual-2 e será somado à N2.

9. ATIVIDADES EXTERNAS DA DISCIPLINA (AED)


Para cada Atividades Extra-Disciplinares, serão computadas 2 (duas) presenças e essas
serão assim constituídas:

 AED-1: Relatório sobre o Filme – “Tempos Modernos”, de Charles Chaplin;


 AED-2: Relatório sobre o Programa – "Cidades Sustentáveis";
 AED-3: Relatórios e comprovação de participação em eventos (Cursos/Seminários)
relacionados à Disciplina (mínimo 25h)
 AED-4: Relatórios e comprovação de participação em eventos (Cursos/Seminários)
relacionados à Disciplina (mínimo 25h).

10. CONSIDERACÕES GERAIS


Presenças -É obrigatória a participação do aluno em sala de aula de no mínimo de 75%
do total de aulas, perfazendo um total necessário de 60 h/aulas. Apenas as exceções
previstas em lei serão analisadas e deliberadas pela professora, individualmente, desde
que as justificativas sejam apresentadas até o último dia útil de cada mês.
Reunião/Dispensas/Conferências/Visitas - Os alunos que se inscreverem em atividades
extraclasse que sejam coincidentes com os horários das aulas, deverão solicitar, com 2
aulas de antecedência e por escrito, a dispensa com frequência justificada. Deverá expor
neste pedido as razões e as vantagens de tal participação. Os pedidos serão analisados e
respondidos na aula porterior e suas ausências justificadas mediante certificado de
participação ou atestado correspondente.
Entregas de trabalho - Os trabalhos deverão ser entregues nos formatos e prazos
estabelecidos. A entrega extemporânea dos trabalhos deverá ser autorizada pela
professora e, necessariamente, ensejará a perda de pontos por atraso.
Apresentações - Os trabalhos deverão ser apresentados segundo os modelos
determinados para cada um, podendo-se utilizar programas de apresentação, bem como
outros meios criativos e adequados.
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS
ESCOLA DE ENGENHARIA
CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

11. CRONOGRAMA

CRONOGRAMA DE AULAS
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS
ESCOLA DE ENGENHARIA
Disciplina de Planejamento Urbano - PU
ENG-1760 - Turma C01 - 2017/1
Prof. Arq. Urb. Me. Deborah de Almeida Rezende

AUL SE DI
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS AULAS
A M A
SEG 06 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL
RECEPÇÃO AOS CALOUROS
01 QUI 09 APRESENTAÇÃO DA PROFESSORA, DA DISCIPLINA E DO PLANO DE ENSINO
02 SEG 13 AULA TEÓRICA/DEBATE: URBANIZAÇÃO: ORIGENS HISTÓRICAS
FEV-10h/a

03 QUI 16 APRESENTAÇÃO E DEBATE DOS VÍDEOS: "HISTÓRIA DA INDUSTRIALIZAÇÃO",


"TAYLORISMO, FORDISMO E TOYOTISMO", "DO FORDISMO AO TOYOTISMO" E "A
HISTÓRIA DAS COISAS"
04 SEG 20 AULA TEÓRICA/DEBATE: CONTRADIÇÕES DAS CIDADES: MITOS E ESPECIFICIDADES
05 QUI 23 LANÇAMENTO DE: TG-1, TI-1, AED-1, AED-2, AED-3, AED-4;
FORMAÇÃO DE GRUPOS TG-1
SEG 27 RECESSO/FERIADO DE CARNAVAL

AUL SE DI
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS AULAS
A M A
06 QUI 02 APRESENTAÇÃO E DEBATE DO VÍDEO "CIDADES: DA ALDEIA À MEGALÓPOLE"
07 SEG 06 ORIENTAÇÃO DE GRUPOS TG-1
08 QUI 09 AULA TEÓRICA/DEBATE: MULTIDISCIPLINARIDADE: AS DIVERSAS DISCIPLINAS
ENVOLVIDAS NO PLANEJAMENTO URBANO
09 SEG 13 ORIENTAÇÃO DE GRUPOS TG-1
MAR-18h/a

10 QUI 16 LEITURA E DEBATE: TEXTO 1 (RAQUEL ROLNIK) E RELAÇÃO COM REPORTAGENS


ATUAIS SOBRE OS PROBLEMAS DAS CIDADES
11 SEG 20 ORIENTAÇÃO DE GRUPOS TG-1
12 QUI 23 AULA TEÓRICA/DEBATE: MULTIESCALARIDADE: AS ESCALAS TEMPORAIS E
ESPACIAIS DO PLANEJAMENTO URBANO
13 SEG 27 ORIENTAÇÃO DE GRUPOS TG-1;
ENTREGA DE TI-1
14 QUI 30 ATIVIDADE EM GRUPOS: ANÁLISE, DEFESA E DEBATE DE ESTUDO DE CASO: UM
PLANO DE GOVERNO E SUAS ESCALAS DE PLANEJAMENTO E IMPLANTAÇÃO

AUL SE DI
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS AULAS
A M A
15 SEG 03 APRESENTAÇÃO DE GRUPOS-TG-1
ABR-16h/a

16 QUI 06 APRESENTAÇÃO DE GRUPOS-TG-1


17 SEG 10 AVALIAÇÃO DE GRUPOS-TG-1;
LANÇAMENTO TG-2
QUI 13 RECESSO/FERIADO DE PÁSCOA
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS
ESCOLA DE ENGENHARIA
CURSO DE ENGENHARIA CIVIL
18 SEG 17 AULA TEÓRICA/DEBATE - PLANEJAMENTO URBANO: INSTRUMENTOS LEGAIS;
LANÇAMENTO DE TI-2
19 SEG 17 ENTREGA DE AED-1: RELATÓRIO SOBRE FILME "TEMPOS MODERNOS", DE CHARLES
CHAPLIN
20 QUI 20 ORIENTAÇÃO DE GRUPOS-TG-2
21 SEG 24 AULA TEÓRICA: PLANEJAMENTO URBANO: DIMENSÕES E TENDÊNCIAS;
ENTREGA DE NOTAS DE N1 AOS ALUNOS E NA SECRETARIA
22 QUI 27 ORIENTAÇÃO DE GRUPOS-TG-2

AUL SE DI
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS AULAS
A M A
SEG 01 FERIADO DO DIA DO TRABALHO
23 QUI 04 LEITURA E DEBATE: TEXTO 2 (ERMÍNIA MARICATTO) E RELAÇÃO COM REPORTAGENS
ATUAIS SOBRE NOVAS TECNOLOGIAS E SOLUÇÕES APLICÁVEIS AO PLANEJAMENTO
URBANO
24 SEG 08 ORIENTAÇÃO DE GRUPOS TG-2
25 QUI 11 AVALIAÇÃO INTERDISCIPLINAR (AI);
ALUNOS DISPENSADOS DA AULA PARA REALIZAÇÃO DA AVALIAÇÃO
MAI-18h/a

26 SEG 15 APRESENTAÇÃO DE GRUPOS-TG-2


27 QUI 18 APRESENTAÇÃO DE GRUPOS-TG-2
28 SEG 22 AVALIAÇÃO DE GRUPOS-TG-2;
LANÇAMENTO TG-3
29 SEG 22 ENTREGA DE AED-2: RELATÓRIO SOBRE PROGRAMA "CIDADES SUSTENTÁVEIS"
30 QUI 25 IV JORNADA DA CIDADANIA;
ALUNOS DISPENSADOS DA AULA PARA PARTICIPAÇÃO NAS ATIVIDADES DA IV
JORNADA DA CIDADANIA
31 SEX 26 AULA EXTRAORDINÁRIA PARA COMPLEMENTAÇÃO DE CARGA HORÁRIA;
ATIVIDADE NA IV JORNADA DA CIDADANIA
SEG 29 RECESSO/COMPENSAÇÃO DO FERIADO DA PADROEIRA DE GOIÂNIA

AUL SE DI
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS AULAS
A M A
32 QUI 01 ORIENTAÇÃO DE GRUPOS TG-3;
ENTREGA TI-2
33 SEG 05 LEITURA E DEBATE DO TEXTO 3 (FLÁVIO VILLAÇA) E EXERCÍCIO CRÍTICO-ANÁLITICO
DE CONSOLIDAÇÃO DO
APRENDIZADO (PALAVRAS-CHAVE)
34 QUI 08 ORIENTAÇÃO DE GRUPOS TG-3
35 SEG 12 ORIENTAÇÃO DE GRUPOS TG-3
QUI 15 FERIADO DE CORPUS CHRISTI
JUN-18h/a

36 SEG 19 APRESENTAÇÃO DE GRUPOS-TG-3


37 SEG 19 ENTREGA DE AED-3: RELATÓRIOS E COMPROVAÇAO DE PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS
- CURSOS/SEMINÁRIOS - RELACIONADOS À DISCIPLINA (MÍNIMO DE 25H)
38 QUI 22 APRESENTAÇÃO DE GRUPOS-TG-3
39 QUI 22 ENTREGA DE AED-4: RELATÓRIOS E COMPROVAÇAO DE PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS
- CURSOS/SEMINÁRIOS - RELACIONADOS À DISCIPLINA (MÍNIMO DE 25H)
40 SEG 26 AULA DE ENCERRAMENTO DA DISCIPLINA;
AVALIAÇÃO DE TG-3;
APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS FINAIS (NOTAS E FREQUÊNCIAS) AOS ALUNOS
QU 28 ENTREGA DAS NOTAS E FREQUÊNCIAS-SECRETARIA;
A FINAL DO SEMESTRE LETIVO
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS
ESCOLA DE ENGENHARIA
CURSO DE ENGENHARIA CIVIL
* As AEDs deverão ser entregues até antes do início da aula da data marcada (no máximo, até 20h30).
* Cronograma sujeito a alterações, em razão da disponibilidade de salas e equipamentos, e, ainda, acordos (alunos e
professora).

12. BIBLIOGRAFIA BÁSICA


VILLAÇA, F. Espaço intra-urbano no Brasil. São Paulo: Studio Nobel/FAPESP, 2001.
ROLNIK, R. A cidade e a lei: legislação, política urbana e territórios na cidade de
São Paulo. (Coleção cidade aberta). São Paulo: Studio Nobel/FAPESP, 1997.
ARANTES, O.; VAINER, C.; MARICATO, E. A cidade do pensamento único:
desmanchando consensos. 5ª ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

13. BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR


ACIOLY, C. Densidade urbana: um instrumento de planejamento e gestão urbana.
Rio de Janeiro: Mauad, 1998.
MASCARÓ, J. L.; YOSHINAGA, M. Infraestrutura urbana. Porto Alegre: +4Editora,
2005.
SANTORO, P. (org.). Gestão social da valorização da terra. (Cadernos Pólis, 9). São
Paulo: Instituto Pólis, 2004.
MARICATO, E. Brasil, cidades: alternativas para a crise urbana. 3ª ed. Petrópolis:
Vozes, 2008.
ROLNIK, R. O que é cidade. São Paulo: Brasiliense, 1995.

14. MATERIAL DE APOIO


ARANTES, Otíla B. Fiori, Urbanismo em Fim de Linha. Ed. USP, 2ª Edição, 2001, São
Paulo, Brasil.
BRANDÃO, Carlos Antônio. Território e Desenvolvimento: as múltiplas escalas entre o
local e o global. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2007.
CÂMARA MUNICIPAL DE GOIÂNIA. Código de Obras e Edificações de Goiânia – Lei
Complementar Nº 177, de 09/01/2008.
CÂMARA MUNICIPAL DE GOIÂNIA. Plano Diretor de Goiânia – Lei Complementar Nº
171, de 29/05/2007.
CHOAY, F. O Urbanismo. Tradução Dafne Nascimento Rodrigues. São Paulo: Perspectiva,
2002.
CONGRESSO NACIONAL. Estatuto das Cidades. Lei Federal Nº 10.257, de 10/07/2001.
MASCARÓ, Juan Luis – O Custo das Decisões Arquitetônicas – Ed. +4 editora, Porto
Alegre, 3º edição, 2004.
MUNFORD, Lewis. A Cidade na História: suas origens, transformações e perspectivas.
São Paulo: Martins Fontes, Brasília: Ed. da UNB, 1.998.
SANTOS, Carlos Nelson F. dos. A Cidade como um Jogo de Cartas; Niteroi, Ed.
Universidade Federal Fluminense: UDUFF, 1988.
SEGAWA, Hugo. Arquiteturas no Brasil: 1900-1990, 2. ed. – São Paulo: Editora da
Universidade de São Paulo, 1999. – (Acadêmica; 21).