Anda di halaman 1dari 4

P.

Recebei, ó Pai, esta oferenda, como lei”; / o céu é só festa, os santos se alegram que nossas ações correspondam ao que
recebestes a oferta de Abel, o sacrifício com Deus. / Este Pão me põe nesta feliz já somos. Devemos agir como santos
de Abraão e os dons de Melquisedeque. comunhão com os céus!
Nós vos suplicamos que ela seja levada porque já somos santos, e não para nos
3. Meu Pão da Amizade, sem ti não vou santificarmos. “Sejamos, pois, imita-
à vossa presença, para que, ao participar-
passar: / vida, em verdade, é só ser amado
mos deste altar, recebendo o Corpo e o dores do Senhor, como convém aos seus
e amar! / Pão que chega à mesa, unindo
Sangue de vosso Filho, sejamos repletos filhos amados” (cf. Ef 5,1). Para tanto, con-
centenas de grãos, / neste altar, com cer-
de todas as graças e bênçãos do céu.
teza, / reúne os que Deus fez irmãos! tamos com uma multidão inumerável
T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!
4. Meu Pão da Esperança, não sei viver de irmãos e irmãs, que nos servem de
P. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos
sem ti; / pois na confiança, já temos o céu modelo e intercessão.
e filhas N. N. que partiram desta vida,
por aqui! / É só nesta mesa que eu posso
marcados com o sinal da fé. A eles, e a
encontrar o vigor / de exigir com firmeza, 22. Bênção Final e Despedida
todos os que adormeceram no Cristo,
justiça com paz e amor!
concedei a felicidade, a luz e a paz. P. O Senhor esteja convosco.
T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos! 5. Pão que ressuscita, oh! vem me libertar:
/ vida bendita é vida pra sempre durar! T. Ele está no meio de nós.
P. E a todos nós pecadores, que con- / Pão vivo é semente de céu bem no meu
fiamos na vossa imensa misericórdia, coração, / e me faz ser mais gente na espera P. Deus, glória e exultação dos Santos e
concedei, não por nossos méritos, mas da ressurreição! Santas, que hoje celebrais solenemente,
por vossa bondade, o convívio dos
Apóstolos e Mártires: João Batista e Momento de silêncio para oração pessoal.
vos abençoe para sempre.
Estevão, Matias e Barnabé, (Inácio, Ale- T. Amém.
xandre, Marcelino e Pedro; Felicidade e Antífona da Comunhão (Mt 5,8-10)
Perpétua, Águeda e Luzia, Inês, Cecília, P. Livres por sua intercessão dos males
Anastácia) e todos os vossos santos. Por Bem-aventurados os corações puros, por- presentes, e inspirados pelo exemplo de
Cristo, Senhor nosso. que eles verão a Deus. Bem-aventurados
os que constroem a paz, porque serão suas vidas, possais colocar-vos constan-
T. Concedei-nos o convívio dos eleitos!
chamados filhos de Deus. Bem-aventura- temente a serviço de Deus e dos irmãos.
P. Por ele não cessais de criar e santificar dos os que são perseguidos por causa da
estes bens e distribuí-los entre nós. Por justiça, porque deles é o Reino dos céus. T. Amém.
Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós, Deus
P. E, assim, com todos eles, vos seja dado
Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito 20. Depois da Comunhão (De pé)
Santo, toda a honra e toda a glória, agora gozar a alegria da verdadeira pátria, onde
e para sempre. P. OREMOS: Ao celebrarmos, ó Deus,
a Igreja reúne os seus filhos e filhas aos
todos os Santos, nós vos adoramos e
T. Amém. admiramos, porque só vós sois o Santo, santos para a paz eterna.
e imploramos que a vossa graça nos san-
18. Rito da Comunhão tifique na plenitude do vosso amor, para
T. Amém.
P. Obedientes à palavra do Salvador e que, desta mesa de peregrinos, passemos P. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai
formados por seu divino ensinamento, ao banquete do vosso reino. Por Cristo, e Filho e = Espírito Santo.
ousamos dizer: nosso Senhor.
T. Pai nosso... (O celebrante continua...) T. Amém. T. Amém.
P. A alegria do Senhor seja a vossa força;
19. Canto de Comunhão ide em paz e o Senhor vos acompanhe.
1. Meu Pão, minha Vida, sem ti não sei Ritos Finais T. Graças a Deus.
viver, / pois na comida encontro meu jeito
de ser! / O trigo, esta uva, me põem em
feliz comunhão / com o sol, vento e chuva 21. Vivência ORAÇÃO DO DIZIMISTA
e toda a riqueza do chão. L. Muitas vezes temos uma ideia equivo- “Recebei, Senhor, a minha oferta. Não é uma
REFRÃO: Povo feliz, a Igreja vai / nova cada do que é ser santo. Pensamos que, esmola, porque não sois mendigo! Não é um
canção a cantar! / Tem Padre assim, para ser santo, é preciso fazer muitas auxílio, porque não precisais dele! Também
Pastor e Pai, / pondo este pão sobre o coisas. No entanto, desde o nosso Batis-
mo, somos templos do Espírito Santo, não é o que me sobra, que vos ofereço. Esta
altar!
configurados a Cristo. Ora, se já fomos oferta representa minha gratidão! Pois o que
2. Meu Pão da Alegria, sem ti não viverei: santificados, nosso empenho deve ser tenho eu o recebi de vós. Amém!”
/ Deus que me cria, me diz “Ser alegre é a para mudar nosso modo de agir, para

LEITURAS DA SEMANA
05/2 ª FEIRA: Fl 2, 1-4; Sl 130(131); Lc 14, 12-14; 06/3ª FEIRA: Fl 2, 5-11; Sl 21(22); Lc 14, 15-24; 07/4ª FEIRA: Fl 2, 12-18; Sl 26(27); Lc 14,
25-33; 08/5ª FEIRA: Fl 3, 3-8a; Sl 104(105); Lc 15, 1-10; 09/6ª FEIRA: Dedicação da Basílica do Latrão (Catedral de Roma), festa: Ez 47,1-
2.8-9.12 ou 1Cor 3,9c-11.16-17; Sl 45(46); Jo 2, 13-22; 10/SÁBADO: S. Leão Magno, PpDr, memória: Fl 4, 10-19; Sl 111(112); Lc 16, 9-15.

COM APROVAÇÃO ECLESIÁSTICA: Publicação da Coordenação de Pastoral da Arquidiocese do Rio PORTAL DA ARQUIDIOCESE
de Janeiro. Rua Benjamin Constant, 23 – CEP 20241-150 – Rio de Janeiro, RJ – Telefax: 2292-3132. DO RIO DE JANEIRO
Cantos selecionados pela Comissão Arquidiocesana de Música Sacra. www.arquidiocese.org.br

LI V R A R I A E EDITOR A NOSSA SEN HOR A DA PA Z: Rua Joa na A ngél ic a, 71 – Ipa nema


C EP: 224 2 0 - 03 0 – R io de Ja nei ro, RJ – Bra si l – Tel.: (21) 2521-7299 - Fa x : (21) 2513 -2955 – ed itora@n spa z .org.br
Ano B – n o 61 – 4 de novembro de 2018

Todos os Santos
31o Domingo do Tempo Comum – Solenidade

Neste domingo celebramos a solenidade de Todos os Santos, transferida do dia 1 º

de novembro. Na liturgia terrestre, antegozamos a liturgia celeste: reunimo-nos em


torno do Cristo, o Cordeiro Imolado, proclamamos que só Ele é Santo, bendizemos
a Ele com todos os Santos e Santas, e pedimos que Ele nos ajude a viver como santos,
para podermos tomar parte da herança prometida a nós. Com todos os Anjos e Santos,
louvemos ao Senhor, fonte da santidade.

graça e paz vos sejam concedidas abun-


dantemente.
Ritos Iniciais T. Bendito seja Deus que nos reuniu P. Que Deus todo-poderoso nos purifique
no amor de Cristo. dos nossos pecados e, pela celebração
desta Eucaristia, nos torne dignos da mesa
1. Canto de Entrada (De pé)
Antífona da Entrada do seu Reino.
REFRÃO: Vejo a multidão em vestes T. Amém.
Alegremo-nos todos no Senhor, celebran-
brancas caminhando alegre, jubilosa. / do a festa de todos os Santos. Conosco
É a aclamação de todo o povo que Jesus alegram-se os Anjos e glorificam o Filho 4. Hino de Louvor
é seu Senhor. de Deus. P. Glória a Deus nas alturas,
1. Também estaremos nós um dia / assim T. e paz na terra aos homens por Ele
regenerados pelo amor. / Nesta esperança, 3. Ato Penitencial amados. / Senhor Deus, rei dos céus,
viveremos, / somos a família dos cristãos: / Deus Pai todo-poderoso: / nós vos
/ nossa lei é sempre o amor! P. Irmãos e irmãs, ao celebrar hoje a sole-
nidade de Todos os Santos, invoquemos louvamos, / nós vos bendizemos, / nós
2. Povo que caminha rumo à Pátria, / a o Senhor nosso Deus para que se digne vos adoramos, / nós vos glorificamos, /
nova cidadela dos cristãos. / Passos firmes, abençoar esta água que vai ser aspergida nós vos damos graças por vossa imen-
muita fé nos olhos, / muito amor carregam: sobre nós, recordando o nosso batismo, sa glória. / Senhor Jesus Cristo, Filho
são irmãos. / Nossa lei é sempre o amor! por meio do qual entramos na comunhão Unigênito, / Senhor Deus, / Cordeiro
3. Rumo à liberdade, decididos / nem dos santos. Que Ele se digne ajudar-nos de Deus, / Filho de Deus Pai. / Vós que
sequer se voltam para trás. / Muita violên- para permanecermos fiéis ao Espírito que tirais o pecado do mundo, / tende pie-
cia se fizeram, / alcançaram com firmeza recebemos. dade de nós. / Vós que tirais o pecado
a paz. / Nossa lei é sempre o amor! (Pausa. Todos rezam em silêncio) do mundo, / acolhei a nossa súplica. /
Vós que estais à direita do Pai, / tende
4. Nós aqui estamos ansiosos, / celebran- P. Senhor Deus todo-poderoso, fonte e piedade de nós. / Só vós sois o Santo, /
do o dia do Senhor. / Não nos custa crer, origem de toda a vida, abençoai = esta água só vós, o Senhor, / só vós, o Altíssimo,
pois, afinal, / unidos já estamos no amor. que vamos usar confiantes para implorar / Jesus Cristo, / com o Espírito Santo,
/ Nossa lei é sempre o amor! o perdão dos nossos pecados e alcançar na glória de Deus Pai. / Amém.
a proteção da vossa graça contra toda
2. Saudação doença e cilada do inimigo. Concedei, ó 5. Oração
Deus, que por vossa misericórdia, jorrem P. OREMOS: Deus eterno e todo-podero-
P. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito sempre para nós as águas da salvação para
Santo. so, que nos dais celebrar numa só festa os
que possamos nos aproximar de vós com méritos de todos os Santos, concedei-nos
T. Amém. o coração puro, e evitar todo perigo do por intercessores tão numerosos a plenitu-
corpo e da alma. Por Cristo, nosso Senhor. de da vossa misericórdia. Por nosso Senhor
P. Irmãos, eleitos segundo a presciência
de Deus Pai, pela santificação do Espírito T. Amém. Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do
para obedecer a Jesus Cristo e participar (Após a aspersão, o celebrante retorna à cadeira e Espírito Santo.
da bênção da aspersão do seu sangue, conclui o rito dizendo:) T. Amém.

Entrada: Pe. José Cândido da Silva; Ofertas: Fr. Fabreti;


Comunhão: Pe. Lúcio Floro e Irmã Miria Kolling.
seres que o povoam; porque ele a tornou 8
Bem-aventurados os puros de coração,
firme sobre os mares, * e sobre as águas porque verão a Deus. 9Bem-aventurados
Liturgia da Palavra a mantém inabalável. os que promovem a paz, porque serão
chamados filhos de Deus. 10Bem-aventu-
2. “Quem subirá até o monte do Senhor, *
L. Ser santo é viver como filho de Deus. O quem ficará em sua santa habitação?” rados os que são perseguidos por causa da
filho vive como seu Pai. Acolhendo a Pala- “Quem tem mãos puras e inocente cora- justiça, porque deles é o Reino dos Céus.
vra, busquemos realizá-la no cotidiano de ção, * quem não dirige sua mente para o
11
Bem-aventurados sois vós, quando vos
nossas vidas. crime. injuriarem e perseguirem, e, mentindo,
disserem todo tipo de mal contra vós, por
6. Primeira Leitura 3. Sobre este desce a bênção do Senhor * causa de mim. 12a Alegrai-vos e exultai,
(Sentados) (Ap 7,2-4.9-14)
e a recompensa de seu Deus e Salvador.” porque será grande a vossa recompensa
“É assim a geração dos que o procuram, * nos céus”. Palavra da Salvação.
Leitura do Livro do Apocalipse de São e do Deus de Israel buscam a face.”
João T. Glória a vós, Senhor.
Eu, João, 2vi um outro anjo, que subia do 8. Segunda Leitura (1Jo 3,1-3) 11. Homilia (Sentados)
lado onde nasce o sol. Ele trazia a marca
do Deus vivo e gritava, em alta voz, aos Leitura da Primeira Carta de São João Momento de silêncio para meditação pessoal.
quatro anjos que tinham recebido o poder Caríssimos: 1Vede que grande presente de
de danificar a terra e o mar, dizendo- amor o Pai nos deu: de sermos chamados 12. Profissão de Fé (De pé)
-lhes: 3“Não façais mal à terra, nem ao filhos de Deus! E nós o somos! Se o mundo P. Creio em Deus Pai todo-poderoso,
mar, nem às árvores, até que tenhamos não nos conhece, é porque não conheceu
marcado na fronte os servos do nosso o Pai. 2Caríssimos, desde já somos filhos T. criador do céu e da terra. / E em Jesus
Deus”. 4Ouvi então o número dos que de Deus, mas nem sequer se manifestou o Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, /
tinham sido marcados: eram cento e que seremos! Sabemos que, quando Jesus que foi concebido pelo poder do Espírito
quarenta e quatro mil, de todas as tri- se manifestar, seremos semelhantes a ele, Santo; / nasceu da Virgem Maria; / pade-
bos dos filhos de Israel. 9Depois disso, vi porque o veremos tal como ele é. 3Todo ceu sob Pôncio Pilatos, / foi crucificado,
uma multidão imensa de gente de todas o que espera nele, purifica-se a si mes- morto e sepultado. / Desceu à mansão
as nações, tribos, povos e línguas, e que mo, como também ele é puro. Palavra dos mortos; / ressuscitou ao terceiro dia,
ninguém podia contar. Estavam de pé do Senhor. / subiu aos céus; / está sentado à direita
diante do trono e do Cordeiro; trajavam de Deus Pai todo-poderoso, / donde há
T. Graças a Deus.
vestes brancas e traziam palmas na mão. de vir a julgar os vivos e os mortos. /
10
Todos proclamavam com voz forte: 9. Aclamação ao Evangelho Creio no Espírito Santo; / na Santa Igreja
“A salvação pertence ao nosso Deus, que (Mt 11,28) (De pé)
Católica; / na comunhão dos santos; / na
está sentado no trono, e ao Cordeiro”. remissão dos pecados; / na ressurreição
REFRÃO: Aleluia, Aleluia, Aleluia. da carne; / na vida eterna. / Amém.
11
Todos os anjos estavam de pé, em volta
do trono e dos Anciãos e dos quatro Seres L. Vinde a mim, todos vós que estais can-
vivos e prostravam-se, com o rosto por sados e penais a carregar pesado fardo, e 13. Preces da Comunidade
terra, diante do trono. E adoravam a Deus, descanso eu vos darei, diz o Senhor.
P. Irmãos e irmãs caríssimos, na solenida-
dizendo: 12“Amém. O louvor, a glória e de que nos une a todos os Santos, rezemos
a sabedoria, a ação de graças, a honra, 10. Evangelho (Mt 5,1-12a)
Àquele que pode saciar a nossa fome de
o poder e a força pertencem ao nosso P. O Senhor esteja convosco. santidade e de vida, dizendo com alegria:
Deus para sempre. Amém”. 13E um dos T. Ele está no meio de nós.
Anciãos falou comigo e perguntou: “Quem T. Santificai, Senhor, a vossa Igreja.
são esses vestidos com roupas brancas? P. = Proclamação do Evangelho de Jesus 1. Pela Santa Igreja de Deus, para que,
De onde vieram?” 14Eu respondi: “Tu é Cristo segundo Mateus. no dia da manifestação de Jesus Cristo,
que sabes, meu senhor”. E então ele me T. Glória a vós, Senhor. apareça resplandecente em todos os seus
disse: “Esses são os que vieram da grande P. NAQUELE TEMPO, 1vendo Jesus as membros, rezemos:
tribulação. Lavaram e alvejaram as suas multidões, subiu ao monte e sentou-se. 2. Pelos bispos, presbíteros e diáconos,
roupas no sangue do Cordeiro”. Palavra Os discípulos aproximaram-se, 2e Jesus para que venham um dia a contemplar
do Senhor. começou a ensiná-los: 3“Bem-aventurados no céu Aquele que na terra os chamou a
T. Graças a Deus. os pobres em espírito, porque deles é o seu serviço, rezemos:
Reino dos Céus. 4Bem-aventurados os
3. Pelos que regem os destinos das nações,
7. Salmo Responsorial [Sl 23(24)] aflitos, porque serão consolados. 5Bem-
para que Deus lhes dê o dom da sabedoria,
-aventurados os mansos, porque pos-
REFRÃO: É assim a geração dos que suirão a terra. 6Bem-aventurados os que da prudência, do desapego e da verdade,
procuram o Senhor! têm fome e sede de justiça, porque serão rezemos:
1. Ao Senhor pertence a terra e o que saciados. 7Bem-aventurados os misericor- 4. Pelos que choram e pelos que sofrem
ela encerra, * o mundo inteiro com os diosos, porque alcançarão misericórdia. perseguição por amarem a justiça e a ver-

DE 28/NOV A 2/DEZ
RIOCENTRO
www.feiradaprovidencia.org.br
dade, para que se alegrem com todos os 17. Oração Eucarística I Cristo; e também São José, esposo
de Maria, os santos Apóstolos e Már-
Santos no céu, rezemos:
A Jerusalém celeste
5. Pelos que andam cansados e oprimi- tires: Pedro e Paulo, André, (Tiago e
P. O Senhor esteja convosco. João, Tomé, Tiago e Filipe, Bartolomeu
dos, para que sintam a presença de Jesus
T. Ele está no meio de nós. e Mateus, Simão e Tadeu, Lino, Cleto,
e nele encontrem descanso, alívio e força,
Clemente, Sisto, Cornélio e Cipriano,
rezemos: P. Corações ao alto. Lourenço e Crisógono, João e Paulo, Cos-
6. Por todos nós, que celebramos esta T. O nosso coração está em Deus. me e Damião), e todos os vossos Santos.
solenidade, para que Deus nos reúna aos P. Demos graças ao Senhor, nosso Deus. Por seus méritos e preces concedei-nos
seus eleitos e um dia nos mostre o rosto sem cessar a vossa proteção.
de Cristo glorioso, rezemos: T. É nosso dever e nossa salvação.
T. Em comunhão com toda a Igreja aqui
(Outras intenções) P. Na verdade, é justo e necessário, é estamos!
P. Deus eterno e todo-poderoso, dig- nosso dever e salvação dar-vos graças,
sempre e em todo o lugar, Senhor, Pai P. Recebei, ó Pai, com bondade, a ofe-
nai-vos ouvir as nossas súplicas e con- renda dos vossos servos e de toda a vos-
duzir-nos, pelo vosso Espírito, para a santo, Deus eterno e todo-poderoso, por
Cristo, Senhor nosso. Festejamos, hoje, a sa família; dai-nos sempre a vossa paz,
bem-aventurança que nos prometeis. Por livrai-nos da condenação e acolhei-nos
Cristo, nosso Senhor. cidade do céu, a Jerusalém do alto, nossa
mãe, onde nossos irmãos, os santos, vos entre os vossos eleitos. Dignai-vos, ó Pai,
T. Amém. cercam e cantam eternamente o vosso aceitar e santificar estas oferendas, a fim
louvor. Para essa cidade caminhamos, de que se tornem para nós o Corpo e
pressurosos, peregrinando na penumbra o Sangue de Jesus Cristo, vosso Filho e
da fé. Contemplamos, alegres, na vossa luz Senhor nosso.
Liturgia Eucarística tantos membros da Igreja, que nos dais T. Santificai nossa oferenda, ó Senhor!
como exemplo e intercessão. Enquanto
P. Na noite em que ia ser entregue, ele
14. Canto das Ofertas (Sentados) esperamos a glória eterna, com os anjos e
todos os santos, proclamamos vossa bon- tomou o pão em suas mãos, elevou os
dade, cantando (dizendo) a uma só voz: olhos a vós, ó Pai, deu graças e o partiu
REFRÃO: Igual pastor, ovelhas sepa- e deu a seus discípulos, dizendo:
rando: / longe dos lobos, irão ficar! / T. Santo, Santo, Santo...
Rebanho, então, ouvirá a voz do Rei: / TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O
P. Pai de misericórdia, a quem sobem MEU CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE
“Entrai no Reino que vos preparei.” nossos louvores, nós vos pedimos por POR VÓS.
1. Tive fome e me destes de comer. / Tive Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso,
que abençoeis = estas oferendas apresen- Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele
sede e me destes de beber. / Quando nu,
tadas ao vosso altar. tomou o cálice em suas mãos, deu gra-
me cobriu o vosso manto. / Com bondade,
ças novamente e o deu a seus discípu-
aliviastes meu sofrer! T. Abençoai nossa oferenda, ó Senhor! los, dizendo:
2. Peregrino eu fui e me acolhestes! / P. Nós as oferecemos pela vossa Igreja TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O
Fostes ver-me tão triste na prisão! / E, no santa e católica: concedei-lhe paz e prote- CÁLICE DO MEU SANGUE, O SAN-
leito de dor, me consolastes! / Me acolhes- ção, unindo-a num só corpo e governan- GUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA,
tes, assim, em cada irmão. do-a por toda a terra. Nós as oferecemos QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E
também pelo vosso servo o Papa N., por POR TODOS PARA REMISSÃO DOS
15. Convite à Oração (De pé) nosso Bispo N., e por todos os que guar- PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓRIA
P. Orai, irmãos e irmãs, para que o nos- dam a fé que receberam dos apóstolos. DE MIM.
so sacrifício seja aceito por Deus Pai T. Conservai a vossa Igreja sempre unida! Eis o mistério da fé!
todo-poderoso. P. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos e T. Todas as vezes que comemos deste
T. Receba o Senhor por tuas mãos este filhas N. N. e de todos os que circundam pão e bebemos deste cálice, anuncia-
sacrifício, para glória do seu nome, para este altar, dos quais conheceis a fidelidade mos, Senhor, a vossa morte, enquanto
nosso bem e de toda a santa Igreja. e a dedicação em vos servir. Eles vos ofe- esperamos a vossa vinda!
recem conosco este sacrifício de louvor P. Celebrando, pois, a memória da pai-
16. Oração Sobre as Oferendas por si e por todos os seus, e elevam a vós xão do vosso Filho, da sua ressurreição
P. Possam agradar-vos, ó Deus, as oferen­ as suas preces para alcançar o perdão de dentre os mortos e gloriosa ascensão aos
das apresentadas em honra de todos os suas faltas, a segurança em suas vidas e a céus, nós, vossos servos, e também vosso
Santos. Certos de que eles já alcançaram salvação que esperam. povo santo, vos oferecemos, ó Pai, den-
a imortalidade, esperamos sua intercessão T. Lembrai-vos, ó Pai, de vossos filhos! tre os bens que nos destes, o sacrifício
contínua pela nossa salvação. Por Cristo, P. Em comunhão com toda a Igreja, perfeito e santo, pão da vida eterna e cálice
nosso Senhor. veneramos a sempre Virgem Maria, da salvação.
T. Amém. Mãe de nosso Deus e Senhor Jesus T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!