Anda di halaman 1dari 4

Planejamneto em PPR: seuqnecia de desenhos das armações metálicas

Conhecendo-se os componentes da PPR e suas funções, poderíamos já pensar em planejar o desenho de uma
estrutura;
 No entanto precisamos saber como distribuir estes componentes da maneira mais favorável, do ponto de vista
biomecânico;
 Os princípios básicos para determinar o sucesso da PPR, que devem sempre ser lembrados, são os seguintes
1: suporte
2: Retenção
3: estabilidade
4: Estetica
 Fundamentando-se nos princípios básicos, o planejamento (desenho) da PPR deve seguir sempre a seguinte
seqüência:
1. Classificação do arco parcialmente desdentado;
2. Desenho dos apoios oclusais;
3. Desenho dos grampos de retenção;
4. Desenho dos grampos de oposição;
5. Desenho da barra ou conexão maior;
6. Desenho das selas;
7. Desenho dos conectores menores;
8. Desenho dos retentores indiretos; 9. Desenho dos planos guias;
 Regras para localizar os apoios:
 Todo dente adjacente ao espaço protético deve receber um apoio (apoio direto);
 Todo dente que receber grampos, deve receber apoio;
 O número mínimo de apoios para qualquer caso deve ser 3. Assim determinamos um plano de estabilização.
Quanto maior a área do plano determinado, maior a estabilidade da PPR;
 A partir da determinação dos apoios diretos (adjacentes ao espaço protético), devemos estabelecer qual o eixo de
rotação possível da PPR, e buscar apoio (s) na área perpendicular ao eixo determinado (apoio indireto);
Linhas de Fulcro: linhas imaginarias decorrente DE MOVIMENTAÇÕES realizadas pelas sela, ao seu redor.

1. L o c ali z ad o s o s a p oi os , v am o s d e te r mi n ar e nt ã o o s g r am p o s . Se g uim o s as s e g ui nt e s
r e gr as :
2. Todo dente adjacente ao espaço protético deve receber retenção;
3. Todo dente que recebe apoio, deve receber grampos;
4. O tipo do retentor usado será determinado pela forma do dente, quantidade de retenção necessária e
estética, bem como pelo fato da prótese ser dentossuportada ou não;
5. 3 tipos de alavancas...
 ALAVANCAS DE 1º Classe/GÊNERO=> resistência e potência de lados opostos entre eles o fulcro (eixo
de rotação ou ponto de apoio) = Gangorra;

 ALAVANCA DE 2º Classe/GÊNERO => resistência e potência para o mesmo sentido, elas não estão em sentidos
opostos e nós pegamos o eixo de rotação e deslocamos para a extremidade. Exemplo: carro de mão

 ALAVANCA DE 3º Classe/GÊNERO (ATM) resistência dos dentes e potência do masseter => Potência e resistência

no sentido contrário;

Classe I Superior:

1. Apoio: na mesial. Dentes 14-24 dente pilares;


2. Localização distante do espaço protético, proporciona sistema de alavanca 2° gênero, prevenindo forças
laterais nocivas aos dentes sobre os dentes pilares
3. Grampo de retenção: Roach, utilizado em dentes anteriores e posteriores, pilares principais de PPR
extremidade livre;
4. Grampo de oposição: rígidos e grampo circunferencial;
BARRA: tipo ântero-posterior;
 Conector menor: localizado no espaço interdental e planejados entre os dentes 13-14 num hemiarco e 23-24 no
hemiarco oposto;
 Retentores indiretos: são apoios oclusais que devem estar situados a frente da linha de fulcro, sobre os nichos
preparados na região dos cíngulos dos dentes 13-23;
 Plano Guias: proximais dos dentes dos espaços desdentados, e com forma de placa rígida, unida aos grampos de
Roach, estendendo-se até a região dos terços médio e oclusal das superfícies distais dos dentes 14-24;  C
Classe I Inferior:
 Apoios: oclusais rígidos e proporcionar adequado suporte vertical, impedindo seu deslocamento no sentido
ocluso-gengival, e ser realizados na região de cíngulo para favorecer a estética e ser deslocados para mesial, obtendo
alavanco de 2° gênero;
 Grampo de retenção: da mesma forma do superior. Grampo de Roach, atingindo área retentiva dos dentes pilares
33-43 pela cervical, resultando em retenção mais efetiva necessária em PPR de extremidade livre;
 Grampo de oposição: para os dentes 33-43 são do tipo MDL, desenhado próximo a região cervical, neutralizando
as forças geradas pelo grampo de Roach, como esses dentes apresentam área expulsiva essa neutralização ocorrera
no final do assentamento da prótese;
Conexão: a ser utilizada deverá ser barra lingual;
 Selas: desenhada no espaço protético em forma de grade;
 Conectores menores: localizados nas ameias interproximais dos dentes pilares 32,33, 42, 43, apresentando forma
triangular com a base unida à barra em ângulo reto;
 Linha de fulcro: localizada sobre os apoios oclusais mesiais dos dentes 33-43;
 Retentores indiretos: na região de cíngulo dos dentes 32-42 reduzindo o afastamento da base da prótese;
 Plano guia: rígido, apresentando contato com as superfícies dentais vizinhas aos espaços protéticos. Neste arco o
elemento que ira atuar como plano guia será a extensão do grampo MDL para as superfícies distais dos dentes 33-
43;
Classe II Superior:
 Apoios oclusais: dente 13 apoio no cíngulo, nos dentes 26 na região distal e no 26 na região mesial para promover
maior estabilidade;
 Grampo de retenção: no dente 13 vizinho, um grampo de Roach. Nos dentes 26-27 grampos circunferenciais, que
atingem a área retentiva a partir da oclusal, resultando em menor grau de retenção;
 Barra: ântero-posterior, ficando as fitas laterais de 5 a 6mm distantes da margem gengival;  Sela: desenhadas na
crista do rebordo residual;
 Conectores menores: mesial do dente 13 e entre os dentes 26-27;
 Linha de fulcro: diagonal, apresentando-se sobre os apoios oclusais mesiais dos dentes 13- 27;
 Retentor indireto: apoio oclusal e conector menor na região do dente 24;
 Plano guia: grampo MDL de oposição no dente 13
; Grampo de oposição: dente 13 MDL, 26-27 circunferencial;

 Classe II Inferior:
 Apoios oclusais: dente 43 apoio no cíngulo;
 Dentes 36-37 devem apresentar extensão no sentido mésio-distal para abranger pelo menos uma das raízes;
 Grampo de retenção: dente 43 grampo de Roach, áreas retentivas deverão ser localizadas nas regiões mésio e
disto vestibular do dente pilar e apresentar duas pontas ativas. Nos dentes 36-37 os grampos indicados são do tipo
circunferencial;
 Grampo de oposição: dente 43 um grampo MDL. Nos dentes 36-37 circunferencial;
 Barra lingual: Deve ter alivio ficando distante 4 a 5mm de gengiva marginal livre;
 Sela: desenhada na área desdentada e apresentar alívio maior que o da barra em relação aos tecidos, e espaço
para a resina;
 Conectores menores: convexos, proporcionando conforto ao paciente e facilitando a higienização. Devem ser
localizados entre os molares 36-37 e os dentes 42-43;
 Linha de fulcro: localizado sobre os apoios mesiais dos dentes 37-43. Sendo necessário planejar um retentor
indireto na mesial do dente 34, podendo estar no dente 33;
 Na superfície distal do dente 43 deverá ser planejada uma extensão do grampo MDL de oposição, atuando como
plano-guia;
 Classe III Superior:
 Apoios oclusais: planejados nos dentes pilares vizinhos aos espaços protéticos. No dente 27 deve-se localizar na
oclusal na região mesial. No dente 23 na superfície incisal ou no cíngulo para obter estética. No lado oposto do arco,
apoios oclusais devem ser realizados nas superfícies mésio-oclusal do dente 17 e disto-oclusal do dente 16;
 Grampos de retenção: no dente 27 grampo circunferencial unido ao apoio, irá apresentar sua ponta ativa na
região disto-vestibular, ultrapassando a linha dos 180° para se obter reciprocidade horizontal. No dente planejado é
o MDL modificado, sendo indicados em espaços intercalados. No lado oposto é indicado o grampo geminado;
 Grampo de oposição: no dente 23 a porção lingual do grampo MDL modificado. Nos dentes 27, 16 e 17 são
indicados os grampos circunferenciais de oposição, e desenhados circundando os dentes até ultrapassar 180°
 Sela: unida a fita da conexão maior;
 Conectores menores: localizados nas ameias dos dentes suporte. Os apoios nos dentes 16-17 são unidos a barra
por um único conector menor. Une o apoio do dente 23 na ameia mesial desse dente, pois se a união fosse
planejada na distal, a flexibilidade do grampo MDL poderia ser comprometida. Um apoio auxiliar deve ser planejado
na superfície mesial do dente 14 unido a barra por um conector menor;
 Linha de fulcro: o planejamento bilateral impede a linha de fulcro. Próteses unilaterais são instáveis;
 Planos guias: a extensão distal do grampo MDL modificado e o conector menor, localizado na superfície mesial do
dente 27, atuarão como plano guias, direcionando a entrada e saída da prótese
 Conector maior: barra ântero-posterior. A barra posterior deve unir fitas laterais formando um ângulo reto com
alinha média na região do palato;
 Apoios oclusais: grampo de retenção e oposição, sela, conectores menores e planos guias iguais ao superior;
 Conexão maior: indicada é a barra lingual, mantendo uma distância de 4 a 5mm entre sua borda superior e
gengiva marginal, e a barra deve manter uma largura de 5,0 mm;

 Classe IV Superior:
 Apoios oclusais: nos dentes suporte principais 13-23, na região do cíngulo, permitindo estética favorável. Outros
apoios são necessários nas superfícies distais dos dentes 16-26 e mesiais dos dentes 17-27
 Grampo de retenção: nos dentes 13-23 são planejados grampos do tipo MDL modificado no cíngulo, sendo a área
retentiva localizada na região mésio-vestibular. Nos dentes 16-17-26-27 são planejados grampos do tipo
Circunferencial Geminado;
 Grampo de oposição: planejados em todos dentes pilares. Nos dentes 13-23 os segmentos palatinos dos dentes
MDL Modificados atuam como grampos de oposição. Nos dentes 16-17-26-27 são planejados grampos do tipo
Circunferencial ;
 Barra: ântero-posterior;
 Sela: deve apresentar pinos em forma de cabeça de alfinete favorecendo a retenção mecânica dos dentes
artificiais;
 Conectores menores: localizados nas ameias dos molares 16-17-26-27 e distais dos caninos 13-23;
 Linha de fulcro: passa pelos apoios dos dentes 13-23 durante o movimento de protrusão;  Retentores indiretos:
conjunto formado pelos grampos geminados e apoios oclusais;
 Planos-guias: são prolongamentos mesiais dos grampos MDL modificados dos dentes 13-23;
 Elementos como: apoios oclusais, grampos de retenção e oposição, selas, conectores menores, retentores
indiretos e planos guias são desenhados e localizados de maneira semelhante ao planejamento da cl IV superior;
 Conexão maior: barra lingual;