Anda di halaman 1dari 8

Trigonometria Básica

Reforço de Matemática Básica - Professor: Marcio Sabino - 2◦ Semestre 2017

1. Trigonometria
O nome Trigonometria vem do grego trigo-non “triângulo” + metron “medida”. Esta é um ramo da matemática
que estuda relações entre ângulos e comprimentos dos lados de um triângulo retângulo.

2. Medidas de Ângulos e Arcos


• Definição de Ângulo: Do latim angulu: canto, esquina. Do grego gonas: reunião de duas semi-retas de
mesma origem não colineares.

• Definição de Arco: Do latim arcus: tudo o que tem a forma curva; uma porção qualquer da circunferência;
é cada uma das partes em que uma circunferência fica dividida por dois de seus pontos.

• O Grau: Do latim gradu: dividindo a circunferência em 360 partes iguais, cada arco unitário que corresponde
1
a da circunferência denominamos de grau.
360
• O Radiano: é o arco cujo comprimento é igual ao comprimento do raio da circunferência que o contém

Na figura temos o ângulo central α = AOB


\ com vértice no centro da circunferência e um arco x = AB. d A
medida do ângulo central (em graus) e a medida do arco correspondente (em radianos) são equivalentes.

O α x

Na trigonometria convencionou-se que a circunferência trigonométrica possui raio unitário, ou seja, r = 1 [u.c]
(OBS. A notação [u.c] denota unidade de comprimento).
Uma volta completa sobre uma circunferência de raio r, ou seja, o comprimento de uma circunferência é definido
por C = 2πr. De forma equivalente, quando medimos uma volta completa em graus temos 360◦ . Como o radiano é
o arco cujo comprimento é igual ao comprimento do raio da circunferência que o contém, então 360o = 2π [rad] ,
pois no nosso caso, r = 1. Temos então a seguinte condição para conversão entre graus e radianos.

• Conversão: Utilizar a regra de 3 simples: O ângulo α está para 360o assim como o arco x está para 2π [rad].

• Ex.: Transforme α = 30o para radianos:

360o = 2π [rad]
30o = x [rad]

30 · 2π π
360 · x = 30 · 2π ⇔ x = ⇒x=
360 6
π
Assim, α = 30o é equvalente à x = [rad] .
6
3. Triângulo Retângulo
Um triângulo que possui um ângulo interno de 90o , é denominado triângulo retângulo. O ângulo reto, ou seja, o
ângulo de 90o é representado na figura com um quadrado com um pingo no centro.
Os comprimentos dos lados do triângo retângulo são denomidados:

• Hipotenusa : Lado oposto ao ângulo reto;

• Catetos: Lados adjacentes ao ângulo reto.

Considere o seguinte triângulo retângulo:

cateto hipotenusa

Ĉ C
A cateto

Figura 1: Triângulo retângulo.

3.1. Teorema de Pitágoras


Considere um triângulo retângulo ABC da figura 1. O quadrado da medida do comprimento da hipotenusa é igual
a soma das medidas dos comprimentos dos catetos, ou seja:

(hipotenusa)2 = (cateto1)2 + (cateto2)2

Este teorema é muito útil quando estamos trabalhando apenas com as medidas dos comprimentos dos lados de
um triângulo retângulo.

• Ex.: Na figura abaixo, temos um triângulo retângulo com cateto AB = 3 [u.c] e BC = 5 [u.c]. Qual o
comprimento do lado AC?

3 5

A C

Solução: Temos o valos de um dos catetos e da hipotenusa e queremos determinar o valor do outro cateto.
Assim:

(hipotenusa)2 = (cateto1)2 + (cateto2)2


(BC)2 = (AC)2 + (AB)2
(5)2 = (AC)2 + (3)2
25 = (AC)2 + 9
25 − 9 = (AC)2
16 = (AC)2
(AC)2 = 16√
AC = ± 16
AC = ±4

Como AC é um comprimento, utilizamos a solução AC = 4 [u.c]


3.2. Seno
Considere um ângulo α interno a um triângulo retângulo. O seno deste ângulo é a razão da medida do comprimento
do cateto oposto a esse ângulo, dividido pela medida do comprimento da hipotenusa, ou seja:

cateto oposto ao angulo α


sen(α) =
hipotenusa

cateto oposto ao angulo 30◦ 2 1 1


• Ex.: Para a figura abaixo, temos que: sen(30◦ ) = = = ⇒ sen(30◦ ) = .
hipotenusa 4 2 2

2 4

30◦
A C

Para utilizar a calculadora, deve-se tomar cuidado com a forma graus ou radiano. No exercı́cio acima, o ângulo
pedido foi 30◦ . Assim,
 π  devemos colocar a calculadora para trabalhar no modo graus e depois fazer o calculo. Se o
pedido fosse sen , teriamos que deixar a calculadora na forma de radianos para efetuar a operação.
6

3.3. Cosseno
Considere um ângulo α interno a um triângulo retângulo. O cosseno deste ângulo é a razão da medida do compri-
mento do cateto adjacente a esse ângulo, dividido pela medida do comprimento da hipotenusa, ou seja:

cateto adjacente ao angulo α


cos(α) =
hipotenusa
√ √
cateto adjacente ao angulo 30◦ 2· 3 3
• Ex.: Para a figura abaixo, temos que: cos(30◦ ) = = = ⇒
hipotenusa 4 2

◦ 3
cos(30 ) = .
2

30◦

A 2· 3 C

3.4. Tangente
Considere um ângulo α interno a um triângulo retângulo. A tangente deste ângulo é a razão da medida do
comprimento do cateto oposto a esse ângulo, dividido pela medida do comprimento do cateto adjacente ao mesmo
ângulo, ou seja:

cateto oposto ao angulo α


tg(α) =
cateto adjacente ao angulo α

De forma equivalente, uma outra relação para a tangente de um ângulo é dada por:

sen(α)
tg(α) =
cos(α)
• Ex.: Para a figura abaixo, temos que:
√ √ √ √
cateto oposto ao angulo 30 ◦
2 · 3 /2 · 3 3 3
◦ ◦
∗ tg(30 ) = = = = ⇒ tg(30 ) = .
cateto adjacente ao angulo 30◦ 6 /6 3 3
∗ De forma equivalente, podemos calcular a tangente por:
1
√ √ √ √
◦ sen(30◦ ) 2 1 2 1 1 3 1· 3 3 ◦ 3
tg(30 ) = ◦
= √ = ·√ =√ =√ ·√ = = ⇒ tg(30 ) = .
cos(30 ) 3 2 3 3 3 3 3 3 3
2


2· 3

30◦
A 6 C

3.5. Determinando o ângulo


Para determinar o ângulo α conhecendo o valor de seno, cosseno ou tangente, devemos fazer a seguinte perguna: “
Qual o valor do arco cujo relação trigonometrica vale x”? Temos então as seguintes situações:

• Se sen(α) = x, então arcsen(x) =?. “Qual o valor do arco cujo seno vale x”.
• Se cos(α) = x, então arccos(x) =?. “Qual o valor do arco cujo cosseno vale x”.
• Se tan(α) = x, então arctan(x) =?. “Qual o valor do arco cuja tangente vale x”.

Em algumas calculadoras, a notação acima pode ser encontrada como: sen−1 (x) =?, cos−1 (x) =? e tan−1 (x) =?.

2
• Ex.: Determine o ângulo θ sabendo que sen(θ) = .
2

√ Solução: Queremos a resposta para: Qual o valor do arco sobre a circunferência trigonométrica cujo sen(θ) =
2
? Assim:
2 √ !
2 π
θ = arcsen = [rad] ≈ 0, 7854 [rad], ou, fazendo a conversão, θ = 45◦ .
2 4
Na calculadora, devemos selecionar antes o modo ao qual queremos que apareça o resultado, ou seja, em radianos
ou em graus.
1
• Ex.: Determine o ângulo θ sabendo que cos(θ) = .
2
1
Solução: Vamos determinar o arco sobre a circunferência trigonométrica, cujo cos(θ) = . Assim:
  2
1 π ◦
θ = arccos = [rad] ≈ 1, 0472 [rad], ou, fazendo a conversão, θ = 60 .
2 3
4. Triângulo Qualquer
Quando temos um triângulo retângulo, podemos utilizar o teorema de pitágoras e as relações trigonométricas seno,
cosseno e tangente. Para um triângulo qualquer, ou seja, não necessariamente retângulo, estas relações não são
válidas e devemos utilizar a Lei dos Senos ou a Lei dos Cossenos.

4.1. Lei dos Senos


Considere um triângulo ABC qualquer, com lados BC, AC e AB medindo respectivamente a, b e c e com ângulos
internos opostos à estes lados sendo respectivamente Â, B̂ e Ĉ, inscrito em uma circunferência de raio r.

B
r

c a

 Ĉ C
A b

Figura 2: Triângulo ABC incrito em uma circunferência de raio r.

A lei dos senos diz que:

a b c
= = = 2.r
sen(Â) sen(B̂) sen(Ĉ)

• Ex.: Dado o triângulo ABC abaixo, determine o comprimento do lado x:

45◦
3

30◦

A x C

Temos que: √
2 √
x 3 3 · sen(45◦ ) 3· 2 2 √
= ⇔x= = 2 =3· · =3· 2

sen(45 ) ◦
sen(30 ) sen(30 )◦ 1 2 1
2

Assim, x = 3 · 2 [u.c] .
4.2. Lei dos Cossenos
Considere um triângulo ABC qualquer, com lados BC, AC e AB medindo respectivamente a, b e c e com ângulos
internos opostos à estes lados sendo respectivamente Â, B̂ e Ĉ.

c a

 C
A b

Figura 3: Triângulo ABC.

A lei dos cossenos diz que:

a2 = b2 + c2 − 2 · b · c · cos(Â)

Analogamente, temos as seguintes relações:

• b2 = a2 + c2 − 2 · a · c · cos(B̂) ; • c2 = a2 + b2 − 2 · a · b · cos(Ĉ) .

• Ex.: Dado o triângulo ABC abaixo, determine o comprimento do lado x:

x
3

60◦
C
A 5

Temos que:

x2 = (3)2 + (5)2 − 2 · (3) · (5) · cos(60◦ )


1
x2 = 9 + 25 − 2 · (3) · (5) ·
2
x2 = 34 − 15
x2 = 19√
x = ± 19

Assim, temos o comprimento x = 19 [u.c] .
EXERCÍCIOS - Trigonometria Básica

Reforço de Matemática Básica - Professor: Marcio Sabino - 2◦ Semestre 2017

N ome : Ra : PMM PMN

1. Faça as seguintes tranformações:


π
(a) x = 60◦ para radianos (c) x = para graus
4
π
(b) x = 150◦ para radianos (d) x = para graus
2

2. Considere cada item à figura correspon-


dente:
(a) Determine o valor do comprimento
da aresta e do triângulo.

(b) Determine a altura do prédio A.


Determine também a distância
percorrida pelo pássaro para voar
em linha reta do topo do prédio
A ao pão no solo e em seguida ao
topo do prédio B.

3. Um avião voando paralelo ao solo a 600 [m] de altitude avista a pista de pouso
e inclina-se 30◦ para iniciar a descida. Determine a distância x percorrida pelo
avião até tocar a pista.

4. Quando o ângulo de elevação do sol é de 60o , a sombra de uma árvore mede 15 m. Calcule a altura da árvore.

5. Uma escada de 20 [m], encostada na parede de um edifı́cio, tem seus pés afastados 10 2 [m] do edifı́cio,
formando assim, com o plano horizontal, um ângulo de β. Determine o ângulo β?

6. Considere o esquema na figura onde um barco


está próximo de uma torre em uma base de
um porto. Determine o ângulo θ.

7. Um avião levanta vôo sob um ângulo de 30o . Depois de percorrer 8 km em linha


reta, que altura estará o avião?

8. Sob um ângulo θo em relação ao solo, um projétil sobe 8 [km] em linha reta e se desloca 4 [km] horizontalmente.
Qual o ângulo θ?
9. Considere uma peça plana que possui um formato triangular. Supondo um triângulo ABC, sabe-se que
AB = 40 [cm] e que o ângulo oposto a este lado vale 30◦ , enquanto que o ângulo oposto ao lado AC vale 60◦ .
Determine o comprimento do lado AC da peça.

10. Uma pessoa se encontra em um ponto A de uma planı́cie, às margens


de um rio e vê, do ooutro lado do rio, o topo do mastro de uma
bandeira, ponto B. Com o objetivo de determinar a altura h do
mastro, ela anda, em linha reta, 50 [m] para a direita do ponto em
que se encontrava e marca o ponto C. Sendo D o pé do mastro, avalia
ˆ e BCD
que os ângulos BAC ˆ valem 30◦ , e o ângulo ACBˆ vale 105◦ ,
como na figura. Determine a altura h do mastro da bandeira.

11. A água utilizada na casa de uma sı́tio é captada e bombeada do rio


para uma caixa de água a 50 [m] de distância. A casa está a 80 [m]
de distância da caixa de água e o ângulo formado pelas direções casa-
caixa de água e caixa de água-bomba é de 60◦ . Determine quantos
metros são necessário para levar água diretamente da bomba até a
casa.

12. Considere o triângulo ABC da figura abaixo. Determine o comprimento x do triângulo.

3 cm 7 cm

60◦
C
x
A

Respostas
π
(1a) x = rad
3

(1b) x = rad
6
(1c) x = 45◦
(1d) x = 90◦

(2a) e = 6
(2b) h = 48 [m] e d = 110 [m]
(3) x = 1200 [m].

(4) h = 15 · 3 [m].
(5) β = 45◦ .
(6) θ = 30◦ .
(7) H = 4 [km].
(8) θ = 60◦ .

(9) AC = 40 · 3 [cm].

25 · 2
(10) h = [m].
2
(11) x = 70 [m].
(12) x = 8 [cm].