Anda di halaman 1dari 124

MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII

QUESTÕES SELECIONADAS

Caderno de questões Antes de mais nada...

Neste caderno você encontra as Esta seleção de questões foi

questões de 1º fase do exame da OAB disponibilizada exclusivamente para

das disciplinas mais cobradas no os inscritos na Maratona OAB de 1ª

Exame da Ordem. Este material de fase do Saraiva Aprova.

apoio faz parte da Maratona OAB e as No dia ​10 de novembro​​, todos os


questões foram selecionadas pelo inscritos na Maratona poderão assistir
time de professores do Saraiva à correção das questões com os
Aprova. professores do Saraiva Aprova à partir
das 8:30 (horário de Brasília).

Fique atento com o Se você ainda não se inscreveu na


Maratona, clique ​aqui​.
calendário da Maratona
Desejamos uma boa prova!
Saraiva Aprova.

Os professores do Saraiva Aprova


preparam uma aula exclusiva e ao
vivo para resolver com você várias das
questões que estão contidas neste
caderno. Fique atento às datas das
transmissões para não perder nada!
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

DIREITO CONSTITUCIONAL

PROF. PEDRO LENZA

Questão 1

(XXI Exame de Ordem Unificado / FGV) Carlos pleiteia determinado direito, que
fora regulado de forma mais genérica no corpo principal da CRFB/88 e de forma
mais específica no Ato das Disposições Constitucionais Transitórias – o ADCT. O
problema é que o corpo principal da Constituição da República e o ADCT
estabelecem soluções jurídicas diversas, sendo que ambas as normas poderiam
incidir na situação concreta. Carlos, diante do problema, consulta um(a)
advogado(a) para saber se a solução do seu caso deve ser regida pela norma
genérica oferecida pelo corpo principal da Constituição da República ou pela
norma específica oferecida pelo ADCT. Com base na CRFB/88, assinale a opção
que apresenta a proposta correta dada pelo(a) advogado(a).

A) Como o corpo principal da CRFB/88 possui hierarquia superior a todas as


demais normas do sistema jurídico, deve ser aplicável, afastada a aplicação das
normas do ADCT.

B) Como o ADCT possui o mesmo status jurídico das demais normas do corpo
principal da CRFB/88, a norma específica do ADCT deve ser aplicada no caso
concreto.

C) Como o ADCT possui hierarquia legal, não pode afastar a solução normativa
presente na CRFB/88.

D) Como o ADCT possui caráter temporário, não é possível que venha a reger
qualquer caso concreto, posto que sua eficácia está exaurida.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Questão 2

(Exame XXVI) Uma nova Constituição é promulgada, sendo que um grupo de


parlamentares mantém dúvidas acerca do destino a ser concedido a várias normas
da Constituição antiga, cujas temáticas não foram tratadas pela nova Constituição.
Como a nova Constituição ficou silente quanto a essa situação, o grupo de
parlamentares, preocupado com possível lacuna normativa, resolve procurar
competentes advogados a fim de sanar a referida dúvida. Os advogados
informaram que, segundo o sistema jurídico- constitucional brasileiro,

A) as normas da Constituição pretérita que guardarem congruência material com


a nova Constituição serão convertidas em normas ordinárias.

B) as matérias tratadas pela Constituição pretérita e não reguladas pela nova


Constituição serão por esta recepcionadas.

C) as matérias tratadas pela Constituição pretérita e não reguladas pela nova


Constituição receberão, na nova ordem, status supralegal, mas
infraconstitucional.

D) a revogação tácita da ordem constitucional pretérita pela nova Constituição se


dará de forma completa e integral, ocasionando a perda de sua validade.

Questão 3

(XXV Exame de Ordem Unificado – Primeira Fase – FGV/2018) O chefe do Poder


Executivo do município Ômega, mediante decisão administrativa, resolve estender
aos servidores inativos do município o direito ao auxílio-alimentação,
contrariando a Súmula Vinculante no 55 do Supremo Tribunal Federal. Para se
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

insurgir contra a situação apresentada, assinale a opção que indica a medida


judicial que deve ser adotada.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

A) Ação Direta de Inconstitucionalidade, perante o Supremo Tribunal Federal, com


o objetivo de questionar o decreto.

B) Mandado de injunção, com o objetivo de exigir que o Poder Legislativo


municipal edite lei regulamentando a matéria.

C) Reclamação constitucional, com o objetivo de assegurar a autoridade da


súmula vinculante.

D) Habeas data, com o objetivo de solicitar explicações à administração pública


municipal.

Questão 4

(XIX Exame de Ordem Unificado / FGV) Após ampla investigação, os órgãos


competentes concluíram que o deputado federal X praticara um crime de
homicídio, figurando como vítima o também deputado federal Y, seu desafeto
político. Esse fato, ocorrido dentro das dependências da respectiva Casa
Legislativa, despertou intenso debate a respeito de qual seria o órgão competente
para julgá-lo. À luz da sistemática constitucional, é correto afirmar que X deve ser
julgado:

A) pelo Supremo Tribunal Federal, órgão competente para processar e julgar os


Deputados Federais em qualquer infração penal comum.

B) pelo Tribunal do Júri, órgão competente para julgar qualquer pessoa pela
prática de crime doloso contra a vida.

C) pelo Superior Tribunal de Justiça, órgão competente para processar e julgar os


Deputados Federais no caso de crime doloso contra a vida.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) pela Câmara dos Deputados, órgão competente para julgar os Deputados


Federais por crimes de responsabilidade, considerados como tais aqueles que
tenham relação com o exercício do mandato.

Questão 5

(XIX Exame de Ordem Unificado / FGV) O Presidente da República tem dúvidas


sobre como proceder em determinado projeto de lei que vem gerando muitas
críticas na imprensa. No décimo quarto dia útil do prazo para sancionar ou vetar o
referido projeto de lei, o Chefe do Executivo consulta o Advogado-Geral da União
para saber os efeitos jurídicos que adviriam do transcurso do prazo de quinze dias
úteis sem a adoção de nenhuma providência expressa, simplesmente
permanecendo silente. De acordo com a sistemática constitucional, essa situação
implicaria:

A) veto total, que ainda será apreciado em sessão conjunta das casas do
Congresso Nacional.

B) sanção tácita, o que não exclui a possibilidade de o Chefe do Poder Executivo


promulgar a lei.

C) sanção tácita, o que convalida eventual vício de iniciativa, ainda que da lei
decorra aumento de despesa.

D) veto parcial, que ainda será apreciado em sessão separada, pelo plenário de
cada uma das Casas do Congresso Nacional.

Questão 6

(XX Exame de Ordem Unificado / FGV) O Presidente da República, após manter


áspera discussão com um de seus primos, que teve por motivação assuntos
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

relacionados à herança familiar, efetua um disparo de arma de fogo e mata o


referido parente. Abalado com o grave fato e preocupado com as repercussões
políticas em razão de sua condição de Presidente da República, consulta seu corpo
jurídico, indagando quais as consequências do referido ato no exercício da
presidência. Seus advogados, corretamente, respondem que a solução extraída do
sistema jurídicoconstitucional brasileiro é a de que:

A) será imediatamente suspenso de suas funções pelo prazo de até 180 dias, se
recebida a denúncia pelo Supremo Tribunal Federal.

B) será imediatamente suspenso de suas funções pelo prazo de até 180 dias, se
recebida a denúncia pelo Senado Federal.

C) será imediatamente suspenso de suas funções, se a acusação for autorizada por


dois terços da Câmara dos Deputados e a denúncia recebida pelo Supremo
Tribunal Federal.

D) será criminalmente processado somente após o término do mandato, tendo


imunidade temporária à persecução penal.

Questão 7

(XIX Exame de Ordem Unificado / FGV) O instituto da súmula vinculante aos


poucos vai tendo suas características cristalizadas a partir da interpretação dos
seus contornos constitucionais pela jurisprudência do Supremo Tribunal Federal.
Considerando a importância assumida pelo instituto, determinada associação de
classe procura seu advogado e solicita esclarecimentos a respeito dos legitimados
a requerer a edição da súmula vinculante, dos seus efeitos e do órgão que pode
editá-la. Com base no fragmento acima, assinale a opção que se apresenta em
consonância com os delineamentos desse instituto.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

A) Pode ser editada pelos tribunais superiores quando houver reiteradas decisões,
proferidas na sua esfera de competência, que recomendem a uniformização de
entendimento junto aos órgãos jurisdicionais inferiores.

B) Estão legitimados a propor a sua edição, exclusivamente, os legitimados para o


ajuizamento da ação direta de inconstitucionalidade e da ação declaratória de
constitucionalidade, estabelecidos no art. 103 da Constituição Federal.

C) Pode dizer respeito a qualquer situação jurídica constituída sob a égide das
normas brasileiras, de natureza constitucional ou infraconstitucional, e ser
especificamente direcionada à resolução de um caso concreto, nele exaurindo a
sua eficácia.

D) A vinculação sumular incide sobre a administração pública direta e indireta e os


demais órgãos do Poder Judiciário, não podendo, porém, atingir o Poder
Legislativo.

Questão 8

(EXAME XXVI) Durante ato de protesto político, realizado na praça central do


Município Alfa, os manifestantes, inflamados por grupos oposicionistas, começam
a depredar órgãos públicos locais, bem como invadem e saqueiam
estabelecimentos comerciais, situação que foge do controle das forças de
segurança. Diante do quadro de evidente instabilidade social, o Presidente da
República, por Decreto, institui o estado de defesa no Município Alfa por prazo
indeterminado, até que seja restaurada a ordem pública e a paz social. No
Decreto, ainda são fixadas restrições aos direitos de reunião e ao sigilo de
correspondência e comunicação telefônica. Acerca do caso apresentado, assinale
a afirmativa correta.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

A) Durante o estado de defesa, podem ser estabelecidas restrições aos direitos de


reunião e ao sigilo de correspondência e comunicação telefônica, mas o referido
decreto não poderia estender-se por prazo indeterminado, estando em
desconformidade com a ordem constitucional.

B) Ao decretar a medida, o Chefe do Poder Executivo não poderia adotar medidas


de restrição ao sigilo de correspondência e comunicação telefônica, o que denota
que o decreto é materialmente inconstitucional.

C) O decreto é formalmente inconstitucional, porque o Presidente da República


somente poderia decretar medida tão drástica mediante lei previamente
aprovada em ambas as casas do Congresso Nacional.

D) O decreto presidencial, na forma enunciada, não apresenta qualquer vício de


inconstitucionalidade, sendo assegurada, pelo texto constitucional, a possibilidade
de o Presidente da República determinar, por prazo indeterminado, restrições aos
referidos direitos.

Questão 9

(XXV Exame de Ordem Unificado – Primeira Fase – FGV/2018) Policiais militares do


estado Y decidiram entrar em greve em razão dos atrasos salariais e por
considerarem inadequadas as condições de trabalho. Em razão desse quadro, a
Associação de Esposas e Viúvas dos Policiais Militares procura um advogado para
saber da constitucionalidade dessa decisão dos policiais militares. Sobre a
hipótese apresentada, assinale a afirmativa correta:

A) Compete aos referidos policiais militares decidir sobre a oportunidade de


exercer o direito de greve, que lhes é assegurado pela CRFB/88.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

B) O direito de greve pode ser livremente exercido pelos policiais militares


estáveis, mas aqueles que estiverem em estágio probatório podem ser demitidos
por falta injustificada ao serviço.

C) O exercício do direito de greve, sob qualquer forma ou modalidade, é-lhes


vedado, pois sua atividade é essencial à segurança da socie

D) O direito de greve dos servidores públicos ainda não foi regulamentado por lei
específica, o que torna a decisão constitucionalmente incorreta

Questão 10

(XXII Exame de Ordem Unificado - FGV) A Lei n. 13.300/2016, que disciplina o


processo e o julgamento dos mandados de injunção individual e coletivo, surgiu
para combater o mal da síndrome da inefetividade das normas constitucionais.
Nesse sentido, o seu art. 8.º, inciso II, inovou a ordem jurídica positivada ao
estabelecer que, reconhecido o estado de mora legislativa, será deferida a
injunção para estabelecer as condições em que se dará o exercício dos direitos,
das liberdades ou das prerrogativas reclamados, ou, se for o caso, as condições
em que o interessado poderá promover ação própria visando a exercê-los, caso
não seja suprida a mora legislativa no prazo determinado. Considerando o
conteúdo normativo do art. 8º, inciso II, da Lei n. 13.300/16 e a teoria acerca da
efetividade das normas constitucionais, assinale a afirmativa correta:

A) Foi adotada a posição neoconstitucionalista, na qual cabe ao Poder Judiciário


apenas declarar formalmente a mora legislativa, atuando como legislador
negativo e garantindo a observância do princípio da separação dos poderes, sem
invadir a esfera discricionária do legislador democrático.

B) Foi consolidada a teoria concretista, em prol da efetividade das normas


constitucionais, estabelecendo as condições para o ativismo judicial, revestindo o
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

de legitimidade democrática, sem ferir a separação de Poderes e, ao mesmo


tempo, garantindo a força normativa da Constituição.

C) Foi promovida a posição não concretista dentro do escopo de um Estado


Democrático de Direito, na qual cabe ao Poder Judiciário criar direito para sanar
omissão legiferante dos Poderes constituídos, geradores da chamada “síndrome
da inefetividade das normas constitucionais”, em típico processo objetivo de
controle de constitucionalidade.

d) Foi retomada a posição positivista normativista, concedendo poderes


normativos momentâneos aos juízes e tribunais, de modo a igualar os efeitos da
ação direta de inconstitucionalidade por omissão (modalidade do controle
abstrato) e do mandado de injunção (remédio constitucional).

Questão 11

(XXV Exame de Ordem Unificado/FGV) Jean Oliver, nascido em Paris, na França,


naturalizou-se brasileiro no ano de 2003. Entretanto, no ano de 2016, foi
condenado, na França, por comprovado envolvimento com tráfico ilícito de drogas
(cocaína), no território francês, entre os anos de 2010 e 2014. Antes da
condenação, em 2015, Jean passou a residir no Brasil. A França, com quem o Brasil
possui tratado de extradição, requer a imediata extradição de Jean, a fim de que
cumpra, naquele país, a pena de oito anos à qual foi condenado. Apreensivo, Jean
procura um advogado e o questiona acerca da possibilidade de o Brasil
extraditá-lo. O advogado, então, responde que, segundo o sistema
jurídico-constitucional brasileiro, a extradição:

A) não é possível, já que, a Constituição Federal, por não fazer distinção entre o
brasileiro nato e o brasileiro naturalizado, não pode autorizar tal procedimento.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

B) não é possível, pois o Brasil não extradita seus cidadãos nacionais


naturalizados, por crime comum praticado após a oficialização do processo de
naturalização.

C) é possível, pois a Constituição Federal prevê a possibilidade de extradição em


caso de comprovado envolvimento com tráfico ilícito de drogas, ainda que
praticado após a naturalização.

D) é possível, pois a Constituição Federal autoriza que o Brasil extradite qualquer


brasileiro quando comprovado o seu envolvimento na prática de crime hediondo
em outro país.

Questão 12

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) Numerosos partidos políticos de oposição


ao governo federal iniciaram tratativas a fim de se fundirem, criando um novo
partido, o Partido Delta. Almejam, com isso, criar uma força política de maior
relevância no contexto nacional. Preocupados com a repercussão da iniciativa no
âmbito das políticas regionais e percebendo que as tratativas políticas estão
avançadas, alguns deputados federais buscam argumentos jurídico-constitucionais
que impeçam a criação desse novo partido. Em reunião, concluem que, embora o
quadro jurídico-constitucional brasileiro não vede a fusão de partidos políticos,
estes, como pessoas jurídicas de direito público, somente poderão ser criados
mediante lei aprovada no Congresso Nacional. Ao submeterem essas conclusões a
um competente advogado, este, alicerçado na Constituição da República, afirma
que os deputados federais:

A) estão corretos quanto à possibilidade de fusão entre partidos políticos, mas


equivocados quanto à necessidade de criação de partido por via de lei, já que, no
Brasil, os partidos políticos possuem personalidade jurídica de direito privado.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

B) estão equivocados quanto à possibilidade de fusão entre partidos políticos no


Brasil, embora estejam corretos quanto à necessidade de que a criação de
partidos políticos se dê pela via legal, por serem pessoas jurídicas de direito
público.

C) estão equivocados, pois a Constituição da República não só proibiu a fusão


entre partidos políticos como também deixou a critério do novo partido político
escolher a personalidade jurídica de direito que irá assumir, pública ou privada.

D) estão corretos, pois a Constituição da República, ao exigir que a criação ou a


fusão de partidos políticos se dê pela via legislativa, concedeu ao Congresso
Nacional amplos poderes de fiscalização para sua criação ou fusão.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

DIREITO TRIBUTÁRIO
PROF. ROBERTO CAPARROZ

Questão 1

(XXIV Exame de Ordem Unificado/FGV) João e Maria celebraram entre si contrato


de locação, sendo João o locador e proprietário do imóvel. No contrato, eles
estipularam que a responsabilidade pelo pagamento do Imposto sobre a
Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) do imóvel será de Maria, locatária.
Com base nessas informações, assinale a afirmativa correta.
A) O contrato será ineficaz entre as partes, pois transferiu a obrigação de pagar o
imposto para pessoa não prevista em lei.
B) O contrato firmado entre particulares não poderá se opor ao fisco municipal, no
que tange à alteração do sujeito passivo do tributo.
C) O contrato é válido e eficaz, e, por consequência dele, a responsabilidade pelo
pagamento do tributo se tornará solidária, podendo o fisco municipal cobrá-lo de
João e/ou de Maria.
D) No caso de o fisco municipal cobrar o tributo de João, ele não poderá ajuizar
ação regressiva em face de Maria.

Questão 2

(XXIV Exame de Ordem Unificado/FGV) Considere que Luís é um andarilho


civilmente capaz que não elegeu nenhum lugar como seu domicílio tributário, não
tem domicílio civil, nem residência fixa, e não desempenha habitualmente
atividades em endereço certo.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

A partir da hipótese apresentada, de acordo com o Código Tributário Nacional e no


silêncio de legislação específica, assinale a afirmativa correta.

A) Luís nunca terá domicílio tributário.


B) O domicílio tributário de Luís será o lugar da situação de seus bens ou da
ocorrência do fato gerador.
C) O domicílio tributário de Luís será, necessariamente, a sede da entidade
tributante.
D) O domicílio tributário de Luís será a residência de seus parentes mais próximos
ou o lugar da situação dos bens de Luís.

Questão 3

(XXIV Exame de Ordem Unificado/FGV) O Município X, graças a uma lei municipal


publicada no ano de 2014, concedeu isenção de IPTU aos proprietários de imóveis
cujas áreas não ultrapassassem 70m².
João possui um imóvel nessa condição e procura seus serviços, como advogado(a),
para saber se deve pagar a taxa de coleta de resíduos sólidos urbanos, instituída
pelo município por meio de lei publicada em junho de 2017, a ser exigida a partir do
exercício financeiro seguinte.
Diante desse quadro fático, assinale a afirmativa correta.

A) João não deve pagar a taxa de coleta, uma vez que a isenção do IPTU se aplica a
qualquer outro tributo.
B) João não deve pagar a taxa de coleta, porque, sendo a lei instituidora da taxa
posterior à lei que concedeu a isenção, por esta é abrangida, ficando João
desobrigado do IPTU e da taxa.
C) João deve pagar a taxa de coleta, porque a isenção só é extensiva às
contribuições de melhoria instituídas pelo município.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) João deve pagar a taxa de coleta, porque, salvo disposição de lei em contrário, a
isenção não é extensiva às taxas.

Questão 4

(XIX Exame de Ordem Unificado/FGV) O Estado X, visando aumentar a sua


arrecadação, instituiu novo imposto, não previsto na Constituição Federal.
Sobre a hipótese, assinale a afirmativa correta.

A) O Estado X pode instituir imposto, mediante lei complementar, desde que


previsto na Constituição Estadual.
B) Para exercer a competência residual do Estado X, é necessária lei de iniciativa do
Governador do Estado.
C) O Estado X não pode instituir o imposto novo, tendo em vista que a competência
residual para a instituição de novos impostos é somente da União.
D) É vedada à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios, a instituição
de impostos não previstos na Constituição Federal.

Questão 5

(XXIII Exame de Ordem Unificado/FGV) O reitor de uma faculdade privada sem fins
lucrativos (cujas receitas, inclusive seus eventuais superávits, são integralmente
reinvestidas no estabelecimento de ensino) deseja saber se está correta a
cobrança de impostos efetuada pelo fisco, que negou a pretendida imunidade
tributária, sob o argumento de que a instituição de ensino privada auferia lucros.
Na hipótese, sobre a atuação do fisco, assinale a afirmativa correta.

A) O fisco agiu corretamente, pois a imunidade tributária apenas alcança


instituições de ensino que não sejam superavitárias.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

B) O fisco agiu corretamente, pois a imunidade tributária apenas alcança


instituições públicas de ensino.
C) O fisco não agiu corretamente, pois não há impedimento à distribuição de lucro
pelo estabelecimento de ensino imune.
D) O fisco não agiu corretamente, pois, para que seja concedida tal imunidade, a
instituição não precisa ser deficitária, desde que o superávit seja revertido para suas
finalidades.

Questão 6

(XXIII Exame de Ordem Unificado/FGV) O laboratório de análises clínicas X realizou


a importação de equipamento eletrônico necessário para a realização de alguns
exames. Por ocasião do desembaraço aduaneiro, foi-lhe exigido o pagamento de
Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), cuja base de cálculo correspondia a
150% do preço corrente do equipamento no mercado atacadista da praça do
remetente, acrescido do Imposto de Importação (II), das taxas exigidas para a
entrada do produto no país e dos encargos cambiais efetivamente pagos pelo
laboratório.
Sobre a exigência feita, assinale a afirmativa correta.

A) É ilegal, pois, além dos acréscimos, a base de cálculo está sendo de 150% do
preço corrente do equipamento no mercado atacadista da praça do remetente.
B) É ilegal, pois a base de cálculo está incluindo o montante correspondente ao
imposto de importação.
C) É ilegal, pois a base de cálculo está incluindo o montante correspondente às taxas
exigidas para a entrada do produto no país.
D) É ilegal, pois a base de cálculo está incluindo o montante correspondente aos
encargos cambiais efetivamente pagos pelo laboratório.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Questão 7

(XXIII Exame de Ordem Unificado/FGV) A pessoa jurídica XYZ, prestadora de


serviços contábeis, é devedora de Imposto sobre a Renda Pessoa Jurídica (IRPJ),
além de multa moratória e punitiva, dos anos-calendário de 2014 e 2015.
No ano de 2016, a pessoa jurídica XYZ foi incorporada pela pessoa jurídica ABC,
também prestadora de serviços contábeis.
Sobre a responsabilidade tributária da pessoa jurídica ABC, assinale a afirmativa
correta.

A) Ela é responsável apenas pelo IRPJ devido, não sendo responsável pelo
pagamento das multas moratória e punitiva.
B) Ela é responsável integral, tanto pelo pagamento do IRPJ devido quanto pelas
multas moratória e punitiva.
C) Ela não é responsável pelo pagamento do IRPJ e das multas moratória e punitiva,
uma vez que não praticou o fato gerador do tributo.
D) Ela é responsável apenas pelo IRPJ e pela multa moratória, não sendo
responsável pelo pagamento da multa punitiva.

Questão 8

(XXIII Exame de Ordem Unificado/FGV) O Estado E publicou a Lei no 123,


instituindo anistia relativa às infrações cometidas em determinada região de seu
território, em função de condições a ela peculiares. Diante desse fato, o
contribuinte C apresentou requerimento para a concessão da anistia,
comprovando o preenchimento das condições e o cumprimento dos requisitos
previstos em lei.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Efetivada a anistia por despacho da autoridade administrativa, verificou-se o


descumprimento, por parte do contribuinte, das condições estabelecidas em lei,
gerando a revogação da anistia de ofício.
Diante da situação apresentada, assinale a afirmativa correta.

A) A anistia instituída pela Lei no 123 é inviável, pois a anistia deve abranger todo o
território da entidade tributante.
B) Não é possível a revogação da anistia, pois o preenchimento das condições e o
cumprimento dos requisitos previstos em lei, por parte do contribuinte, geram
direito adquirido.
C) A anistia instituída pela Lei no 123 é inviável, pois a anistia somente pode ser
concedida em caráter geral.
D) É possível a revogação da anistia, pois o despacho da autoridade administrativa
efetivando a anistia não gera direito adquirido.

Questão 9

(XXII Exame de Ordem Unificado/FGV) João e Pedro são, por lei, contribuintes
obrigados solidariamente a pagar determinado tributo. Foi publicada lei que
isenta os ex-combatentes do pagamento de tal tributo, sendo este o caso pessoal
somente de João.
Tendo em vista essa situação, assinale a afirmativa correta.

A) Sendo um caso de isenção pessoal, a lei não exonera Pedro, que permanece
obrigado a pagar o saldo remanescente, descontada a parcela isenta em favor de
João.
B) Pedro ficará totalmente exonerado do pagamento, aproveitando-se da isenção
em favor de João.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

C) O imposto poderá ser cobrado de Pedro ou de João, pois a solidariedade afasta a


isenção em favor deste.
D) Pedro permanece obrigado a pagar integralmente o imposto, nada obstante a
isenção em favor de João.

Questão 10

(XXII Exame de Ordem Unificado/FGV) O Município Alfa realizou obras nas praças
públicas de determinado bairro, incluindo iluminação e arborização. Tais obras
acarretaram a valorização imobiliária de dezenas de residências daquela região.
Em decorrência disso, o município instituiu contribuição de melhoria.
Sobre a contribuição em questão, segundo o CTN, assinale a afirmativa correta.

A) É inválida, pois deveria ter sido instituída pelo Estado Beta, onde está localizado
o Município Alfa.
B) É válida, porque foi instituída para fazer face ao custo de obra pública da qual
decorre a valorização imobiliária.
C) É válida, mas poderia ter sido instituída independentemente da valorização dos
imóveis dos contribuintes.
D) É inválida, porque deveria ter, como limite individual, o valor global da despesa
realizada pelo Poder Público na obra e não a valorização de cada imóvel.

Questão 11

(XXI Exame de Ordem Unificado/FGV) Determinado Estado da Federação publicou,


em julho de 2015, a Lei no 123/2015, que majorou o valor das multas e das
alíquotas de ICMS. Em fevereiro de 2016, em procedimento de fiscalização, aquele
Estado constatou que determinado contribuinte, em operações realizadas em
outubro de 2014, não recolheu o ICMS devido. Por conta disso, foi efetuado o
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

lançamento tributário contra o contribuinte, exigindo-lhe o ICMS não pago e a


multa decorrente do inadimplemento.
O lançamento em questão só estará correto se

A) as multas e alíquotas forem as previstas na Lei no 123/2015.


B) as alíquotas forem as previstas na Lei no 123/2015 e as multas forem aquelas
previstas na lei vigente ao tempo do fato gerador.
C) as multas e as alíquotas forem as previstas na lei vigente ao tempo do fato
gerador.
D) as multas forem as previstas na Lei no 123/2015 e as alíquotas forem aquelas
previstas na lei vigente ao tempo do fato gerador.

Questão 12

(XXI Exame de Ordem Unificado/FGV) João, advogado tributarista, é procurado


para orientar a empresa L a respeito do comportamento da jurisprudência do
Supremo Tribunal Federal sobre matéria tributária.
Como assistente de João, assinale a opção que veicula enunciado com efeito
vinculante em relação aos órgãos do Poder Judiciário e à Administração Pública
direta e indireta, nas esferas federal, estadual e municipal.

A) Na entrada de mercadoria importada do exterior é legítima a cobrança do ICMS


por ocasião do desembaraço aduaneiro.
B) Ainda quando alugado a terceiros, o imóvel pertencente a qualquer das
entidades referidas pelo Art. 150, inciso VI, alínea c, da CRFB/88, permanece imune
ao IPTU, não importando a finalidade a que os aluguéis se destinem.
C) A norma legal que altera o prazo de recolhimento de obrigação tributária está
sujeita ao princípio da anterioridade.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) A exigência de depósito prévio, como requisito de admissibilidade de ação


judicial na qual se pretenda discutir a exigibilidade de crédito tributário, é
constitucional.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

PROCESSO DO TRABALHO

PROF. BRUNO KLIPPEL

Questão 1

(V Exame de Ordem Unificado / FGV) Com relação à competência material da


Justiça do Trabalho, é correto afirmar que

A) não compete à Justiça do Trabalho, mas à Justiça Federal, o julgamento de ação


anulatória de auto de infração lavrado por auditor fiscal do trabalho.
B) é da competência da Justiça do Trabalho o julgamento das ações ajuizadas em
face da Previdência Social que versem sobre litígios ou medidas cautelares relativos
a acidentes do trabalho.
C) de acordo com o entendimento do Superior Tribunal de Justiça, é da
competência da Justiça do Trabalho processar e julgar a ação de cobrança ajuizada
por profissional liberal contra cliente.
D) a Justiça do Trabalho é competente para julgar ação ajuizada por sindicato de
categoria profissional em face de determinada empresa para que esta seja
condenada a repassar-lhe as contribuições assistenciais descontadas dos salários
dos empregados sindicalizados.

Questão 2

(VIII Exame de Ordem Unificado / FGV) Se for instalado conflito de competência


positivo entre dois juízes do Trabalho do Estado de Pernambuco, qual será o órgão
competente para julgá-lo?

A) O TST.
B) O STJ.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

C) O TRT de Pernambuco.
D) O STF.

Questão 3

(XXVI Exame de Ordem Unificado / FGV) Gustavo foi empregado da empresa


Pizzaria Massa Deliciosa. Após a extinção do seu contrato, ocorrida em julho de
2018, as partes dialogaram e confeccionaram um termo de acordo extrajudicial, que
levaram à Justiça do Trabalho para homologação. O acordo em questão foi assinado
pelas partes e por um advogado, que era comum às partes. Considerando o caso
narrado, segundo os ditames da CLT, assinale a afirmativa correta.

A) Viável a homologação do acordo extrajudicial, porque fruto de manifestação de


vontade das partes envolvidas.
B) Não será possível a homologação, porque empregado e empregador não podem
ter advogado comum.
C) Impossível a pretensão, porque, na Justiça do Trabalho, não existe procedimento
especial de jurisdição voluntária, mas apenas contenciosa.
D) Para a validade do acordo proposto, seria necessário que o empregado ganhasse
mais de duas vezes o teto da Previdência Social.

Questão 4

(XX Exame de Ordem Unificado - reaplicado/FGV) Feito o pregão em reclamação


trabalhista, as partes sentam à mesa de audiência com seus respectivos advogados
e informam ao juiz que conciliaram. Analisando os termos da petição inicial, o juiz
entende que a proposta de acordo é lesiva ao trabalhador, e informa que em razão
disso não irá homologá-la. Sobre o caso apresentado, de acordo com a CLT e o
entendimento consolidado do TST, assinale a afirmativa correta.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

A) Agiu incorretamente o juiz, pois se as partes desejam o acordo e estão assistidas,


essa vontade precisa ser respeitada.
B) A negativa de homologação do acordo por parte de um juiz obriga aos demais
magistrados, inclusive os substitutos, em razão do princípio da unidade.
C) O juiz cometeu uma impropriedade, pois necessitaria, de acordo com a CLT, da
presença do Ministério Público do Trabalho para negar a homologação ao acordo.
D) Correta a atitude judicial porque a homologação de um acordo é faculdade do
magistrado.

Questão 5

(XXIII Exame de Ordem Unificado /FGV) Rômulo ajuizou ação trabalhista em face de


sua ex-empregadora, a empresa Análise Eletrônica Ltda. Dentre outros pedidos,
pretendeu indenização por horas extras trabalhadas e não pagas, férias vencidas
não gozadas, nem pagas, e adicional de periculosidade. Na audiência, foi requerida
e deferida a perícia, a qual foi custeada por Rômulo, que se sagrou vitorioso no
respectivo pedido. Contudo, os pedidos de horas extras e férias foram julgados
improcedentes. Rômulo também indicou e custeou assistente técnico, que cobrou o
mesmo valor de honorários que o perito do juízo. Observados os dados acima e o
disposto na CLT, na qualidade de advogado(a) que irá orientar Rômulo acerca do
custeio dos honorários periciais e do assistente técnico, assinale a afirmativa
correta.

A) Tendo Rômulo sido vitorioso no objeto da perícia, não há que se falar em


pagamento de honorários periciais e do assistente técnico, pois a ré os custeará.
B) Independentemente do resultado no objeto da perícia, como ao final o rol de
pedidos foi parcialmente procedente, Rômulo custeará os honorários periciais e do
assistente técnico.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

C) Em virtude da aplicação do princípio da celeridade, descabe a indicação de


assistente técnico no processo do trabalho, não cabendo a aplicação subsidiária do
CPC nesse mister.
D) Tendo Rômulo sido vitorioso no objeto da perícia, os honorários periciais serão
custeados pela parte sucumbente no seu objeto, porém os honorários do assistente
técnico serão de responsabilidade da parte que o indicou.

Questão 6

(XXII Exame de Ordem Unificado /FGV) Lucas é vigilante. Nessa condição, trabalhou


como terceirizado durante um ano em um estabelecimento comercial privado e, a
seguir, em um órgão estadual da administração direta, no qual permaneceu por
dois anos. Dispensado, ajuizou ação contra o ex-empregador e contra os dois
tomadores dos seus serviços (a empresa privada e o Estado), pleiteando o
pagamento de horas extras durante todo o período contratual e a responsabilidade
subsidiária dos tomadores nos respectivos períodos em que receberam o serviço. A
sentença julgou procedente o pedido e os réus pretendem recorrer. Em relação às
custas, com base nos ditames da CLT, assinale a afirmativa correta.

A) Cada réu deverá recolher 1/3 das custas.


B) Havendo participação do Estado, ninguém pagará custas.
C) Somente o Estado ficará dispensado das custas.
D) Cada réu deverá recolher a integralidade das custas.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Questão 7

(XI Exame de Ordem Unificado /FGV) Um determinado trabalhador ajuizou uma


reclamação trabalhista e, na data designada, faltou injustificadamente à audiência.
Seu advogado requereu o desentranhamento dos documentos, no que foi atendido.
Dois meses depois, apresentou a mesma reclamação, mas posteriormente resolve
desistir dela em mesa de audiência, o que foi homologado pelo magistrado, sendo
extinto o processo sem resolução do mérito. Caso queira ajuizar uma nova ação, o
trabalhador

A) terá de aguardar o prazo de seis meses, pois contra ele será aplicada a pena de
perempção.
B) poderá ajuizar a nova ação de imediato, contanto que pague o valor de uma
multa que será arbitrada pelo juiz.
C) não precisará aguardar nenhum prazo para ajuizar nova ação.
D) deverá aguardar seis meses para ajuizar ação contra aquele empregador, mas
não para outros que porventura venha a ter.

Questão 8

(XX Exame de Ordem Unificado /FGV) Em reclamação trabalhista, na qual você


figurava como advogado da ré, seu processo era o primeiro da pauta de audiências,
designado para as 9h00min. Entretanto, já passados 25 minutos do horário da sua
audiência, o juiz ainda não havia comparecido e você e seu cliente tinham audiência
em outra Vara às 9h40min. Nesse caso, de acordo com previsão expressa na CLT,
assinale a opção que apresenta o procedimento a ser adotado.

A) O advogado e o cliente poderão se retirar, devendo o ocorrido constar do livro de


registro de audiências.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

B) O advogado e o cliente deverão aguardar até que se completem 30 minutos para,


então, se retirar e consignar o ocorrido em livro próprio.
C) O advogado e o cliente deverão tentar inverter a pauta de audiências,
comunicando ao secretário de audiências que estarão em outra Vara para posterior
retorno e realização da assentada.
D) O advogado e o cliente deverão se retirar e depois juntar cópia da ata da
audiência da outra Vara com a justificativa pela ausência.

Questão 9

(XXVI Exame de Ordem Unificado /FGV) Vando ajuizou reclamação trabalhista em


desfavor da sociedade empresária Cetro Dourado Ltda., na qual trabalhou por 5
anos e 3 meses, na condição de vigia noturno. A sociedade empresária não
compareceu à audiência, daí porque o pedido foi julgado procedente à sua revelia.
Contudo, a sociedade empresária interpôs recurso ordinário no prazo legal e
efetuou o recolhimento das custas e do depósito recursal, mas com valor inferior ao
devido (R$ 10,00 a menos nas custas e R$ 500,00 a menos no depósito recursal).
Com base na situação retratada, na lei e no entendimento consolidado do TST,
assinale a afirmativa correta.

A) O recurso não pode ser conhecido, porque houve revelia; assim, a sociedade
empresária fica juridicamente impedida de recorrer.
B) Na Justiça do Trabalho, não existe possibilidade de se sanar vício referente à
diferença no preparo, motivo pelo qual o recurso será considerado deserto.
C) O juiz deverá assinalar prazo de 5 dias para que a sociedade empresária efetue o
recolhimento da diferença das custas e do depósito recursal, sob pena de deserção.
D) Em tese, seria possível que a sociedade empresária recolhesse a diferença das
custas, mas não há previsão jurisprudencial de prazo para complementar o depósito
recursal.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Questão 10
(XXIV Exame de Ordem Unificado /FGV) Contra ato de Juiz do Trabalho que
determinou a antecipação de honorários periciais do seu cliente, mesmo não tendo
ele condições financeiras para arcar com esse custo, você, na defesa dos interesses
do cliente, impetrou mandado de segurança contra o ato judicial, mas, por
unanimidade, não teve a segurança concedida. De acordo com a CLT, assinale a
opção que indica o procedimento a ser adotado para tentar reverter a decisão.

A) Interpor Recurso Ordinário para o TST.


B) Interpor Agravo de Instrumento para o STF.
C) Interpor Agravo Interno para o próprio TRT.
D) Nada mais pode ser feito, porque se trata de decisão irrecorrível.

Questão 11

(XXIII Exame de Ordem Unificado /FGV) A sociedade empresária Arco Íris Limpeza
Ltda. foi citada para pagar o valor de uma dívida trabalhista homologada pelo juiz e,
sem apresentar guia de pagamento ou arrolar bens, apresentou embargos de
devedor, nos quais aponta diversas inconsistências nos cálculos. Diante disso, de
acordo com a CLT, assinale a afirmativa correta.

A) A Justiça do Trabalho passou a adotar o sistema do CPC, pelo qual não


há necessidade de garantir o juízo para embargar, de modo que os embargos serão
apreciados.
B) A CLT prevê que, para o ajuizamento de embargos de devedor, é necessário
garantir o juízo com 50% do valor da dívida exequenda, o que não aconteceu na
espécie.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

C) Sem a garantia do juízo, o executado não poderá ajuizar embargos de devedor,


de modo que as matérias por ele trazidas não serão apreciadas naquele momento.
D) A CLT determina que, havendo ajuizamento de embargos de devedor, o
executado é obrigado a declarar, o valor que entende devido e a depositar essa
quantia à disposição do juízo.

Questão 12

(II Exame de Ordem Unificado /FGV) Com relação à execução trabalhista, assinale a


afirmativa correta.

A) A execução deve ser impulsionada pela parte interessada, sendo vedado ao juiz
promovê-la de ofício em qualquer hipótese.

B) O termo de compromisso de ajustamento de conduta firmado perante o


Ministério Público do Trabalho, para que possa ser executado no processo do
trabalho, depende de prévia homologação pelo juiz que teria competência para o
processo de conhecimento relativo à matéria.
C) Conforme disposição expressa na Consolidação das Leis do Trabalho,
considera-se inexigível o título judicial fundado em lei ou ato normativo declarados
inconstitucionais pelo Supremo Tribunal Federal ou em aplicação ou interpretação
tidas por incompatíveis com a Constituição Federal.
D) Garantida a execução ou penhorados os bens, é de 10 (dez) dias o prazo para o
executado apresentar embargos à execução, cabendo igual prazo ao exequente
para impugnação.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

DIREITO EMPRESARIAL

PROF. MARCELO SACRAMONE

Questão 1

(XXII - Exame de Ordem Unificado/FGV) - Matheus, empresário individual,


pretende alugar um imóvel para instalar seu estabelecimento e nele localizar seu
ponto empresarial. Antes de celebrar o contrato, ele procura você para, como
advogado(a), informar-lhe sobre aspectos concernentes à locação não residencial.
Sobre a locação não residencial, assinale a afirmativa correta.

A) Na ação de despejo que tiver por fundamento exclusivo o término do prazo


contratual, tendo sido proposta a ação em até 30 dias do cumprimento de
notificação ao locatário comunicando o intento de retomada, será concedida
liminar para desocupação em quinze dias, ouvida a parte contrária e se prestada
caução pelo autor no valor equivalente a dois meses de aluguel.
B) Na locação não residencial de imóvel urbano, na qual o locador procede à prévia
aquisição do imóvel especificado pelo pretendente à locação, a fim de que seja a
este locado por prazo determinado, poderá ser convencionado no contrato a
renúncia ao direito de revisão do valor dos aluguéis durante o prazo de vigência do
contrato.
C) Nas locações de espaço em shopping centers, o locador poderá recusar a
renovação do contrato pleiteada pelo locatário se o imóvel vier a ser utilizado pelo
locador, que não poderá ser destinado ao uso no mesmo ramo da atividade do
locatário.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) Nas locações por prazo determinado de imóveis utilizados por estabelecimentos de


ensino autorizados e fiscalizados pelo Poder Público, o contrato poderá ser rescindido por
denúncia do locador, a qualquer tempo, independentemente de notificação ou aviso.

Questão 2

(XXIV Exame de Ordem Unificado/FGV) O administrador da sociedade empresária


Dutra & Filhos Comércio de Alimentos Ltda. consulta seu advogado para orientá-lo
sobre o contrato apropriado para o aumento de sua capacidade de distribuição. A
intenção da pessoa jurídica é celebrar um contrato pelo qual possa receber a posse
direta de veículos, que serão indicados por ela ao proprietário, para utilizá-los por
prazo determinado, mediante o pagamento de prestações mensais durante a
vigência do contrato.

Ao termo final, a cliente deseja ter a possibilidade de adquirir os veículos ao invés


de ser obrigada a devolvê-los ao proprietário ou renovar o contrato. Assinale a
opção que indica o contrato apropriado para a sociedade empresária.

A) Locação a prazo determinado.

B) Cessão de uso a título oneroso.

C) Compra e venda a prazo.

D) Arrendamento mercantil.

Questão 3

(XXV Exame de Ordem Unificado/FGV) O empresário individual José de Freitas


alienou seu estabelecimento a outro empresário mediante os termos de um
contrato escrito, averbado à margem de sua inscrição no Registro Público de
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Empresas Mercantis, publicado na imprensa oficial, mas não lhe restaram bens
suficientes para solver o seu passivo.

Em relação à alienação do estabelecimento empresarial nessas condições, sua


eficácia depende

A) da quitação prévia dos créditos trabalhistas e fiscais vencidos no ano anterior ao


da alienação do estabelecimento.

B) do pagamento a todos os credores, ou do consentimento destes, de modo


expresso ou tácito, em trinta dias a partir de sua notificação.

C) da quitação ou anuência prévia dos credores com garantia real e, quanto aos
demais credores, da notificação da transferência com antecedência de, no mínimo,
sessenta dias.

D) do consentimento expresso de todos os credores quirografários ou da


consignação prévia das importâncias que lhes são devidas.

Questão 4

(XXII Exame de Ordem Unificado/FGV) A instauração do incidente de


desconsideração da personalidade jurídica foi requerida em um processo de
execução por título extrajudicial. O advogado do executado manifestou-se
contrariamente ao pedido, sob a alegação de cerceamento de defesa de seu cliente,
somente cabendo a desconsideração se requerida em ação de conhecimento
ajuizada especificamente contra o sócio da sociedade empresária devedora. Sobre a
argumentação acima, assinale a afirmativa correta.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

A) Procede, porque o pressuposto para a aplicação da desconsideração da


personalidade jurídica é sempre a conduta ilícita do sócio perpetrada por meio da
personalidade da pessoa jurídica; portanto, é imprescindível a demonstração cabal
da culpa em ação de conhecimento.

B) Procede, porque o requerimento de instauração do incidente de desconsideração


deve demonstrar o preenchimento dos pressupostos legais específicos, dentre eles
o desvio de finalidade da pessoa jurídica, que só pode ser feito em ação de
conhecimento, onde estarão preservados o contraditório e a ampla defesa.

C) Não procede, porque, ao contrário do afirmado pelo advogado, o incidente de


desconsideração só é cabível no cumprimento de sentença e na execução de título
executivo extrajudicial, pois, no processo de conhecimento, a desconsideração só
pode ser decretada na sentença de mérito.

D) Não procede, porque o incidente de desconsideração é cabível em todas as fases


do processo de conhecimento, no cumprimento de sentença e na execução fundada
em título executivo extrajudicial.

Questão 5

(XIX Exame de Ordem Unificado / FGV) Xerxes constituiu uma Empresa Individual


de Responsabilidade Limitada (EIRELI) com sede na zona rural do município de Vale
Real para fabricação de laticínios, cuja matéria-prima será adquirida de produtores
rurais da região ou de cooperativas de produtores rurais. A pessoa jurídica será
administrada por sua cunhada Ceres e seu instituidor pretende adotar como nome
empresarial a espécie denominação.

Com base nessas informações e na disciplina legal da EIRELI, assinale a afirmativa


correta.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

A) A administração da EIRELI deverá ser exercida em caráter privativo por Xerxes,


que poderá designar mandatário em ato separado.

B) Para a constituição da EIRELI não há capital mínimo, no entanto esse deve estar
previamente integralizado.

C) A EIRELI em questão adquire personalidade jurídica com a inscrição do ato de


constituição no Registro Público de Empresas Mercantis, a cargo das Juntas
Comerciais.

D) A EIRELI deverá adotar firma como espécie de nome empresarial, formada pelo
patronímico do titular, acrescido do objeto da empresa e da expressão “EIRELI”.

Questão 6

(XXI Exame de Ordem Unificado / FGV) Paula, sócia administradora de Nova Trento
Serviços Automotivos Ltda., cujo capital encontra-se parcialmente integralizado,
comunica aos demais sócios que pretende se afastar da administração e indicar sua
mãe Maria para a administração. O sócio Dionísio consulta seu(sua) advogado(a)
para saber a legalidade da indicação e eventual eleição, porque Maria não integra o
quadro social. O(A) advogado(a) respondeu corretamente que a indicação é

A) legal, desde que seja aprovada pela unanimidade dos sócios diante da não
integralização do capital social.

B) ilegal, porque não existe no contrato cláusula de regência supletiva pela Lei de
Sociedades por Ações.

C) legal, desde que seja inserida no contrato previamente a possibilidade de a


administração ser exercida por não sócio.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) ilegal, pois o capital social deveria estar integralizado para que a indicação seja
aprovada por maioria de três quartos do capital.

Questão 7

(XXIV Exame de Ordem Unificado/FGV) Miguel e Paulo pretendem constituir uma


sociedade do tipo limitada porque não pretendem responder subsidiariamente
pelas obrigações sociais. Na consulta a um advogado previamente à elaboração do
contrato, foram informados de que, nesse tipo societário, todos os sócios
respondem

A) solidariamente pela integralização do capital social.

B) até o valor da quota de cada um, sem solidariedade entre si e em relação à


sociedade.

C) até o valor da quota de cada um, após cinco anos da data do arquivamento do
contrato.

D) solidariamente pelas obrigações sociais.

Questão 8

(XVIII Exame de Ordem Unificado / FGV) São João da Baliza Transporte Rodoviário


Ltda. sacou duplicata de prestação de serviços no valor de R$ 32.000,00 (trinta e
dois mil reais) para recebimento do frete decorrente do transporte de cargas entre
ela e Supermercados Caracaraí Ltda. EPP. Diante do inadimplemento do pagamento
do frete, a sacadora levou a duplicata a protesto, sem aceite, com vistas a instruir
pedido de falência do sacado.

Com base nas informações do enunciado, assinale a afirmativa correta.


MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

A) Essa duplicata não aceita não é título hábil para instruir pedido de falência, ainda
que protestada e comprovada a prestação dos serviços.
B) Essa duplicata não aceita, mas protestada, é título hábil para instruir pedido de
falência, comprovada a prestação dos serviços.

C) Essa duplicata de prestação de serviços é título hábil para instruir pedido de


falência, caso esteja aceita, protestada e tenha o sacador comprovado a prestação
dos serviços.

D) Essa duplicata não é título hábil para instruir pedido de falência do destinatário
porque o documento apropriado para a cobrança do frete é o conhecimento de
transporte.

Questão 9

(XVIII Exame de Ordem Unificado / FGV) São João da Baliza Transporte Rodoviário


Ltda. sacou duplicata de prestação de serviços no valor de R$ 32.000,00 (trinta e
dois mil reais) para recebimento do frete decorrente do transporte de cargas entre
ela e Supermercados Caracaraí Ltda. EPP. Diante do inadimplemento do pagamento
do frete, a sacadora levou a duplicata a protesto, sem aceite, com vistas a instruir
pedido de falência do sacado.

Com base nas informações do enunciado, assinale a afirmativa correta.

A) Essa duplicata não aceita não é título hábil para instruir pedido de falência, ainda
que protestada e comprovada a prestação dos serviços.

B) Essa duplicata não aceita, mas protestada, é título hábil para instruir pedido de
falência, comprovada a prestação dos serviços.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

C) Essa duplicata de prestação de serviços é título hábil para instruir pedido de


falência, caso esteja aceita, protestada e tenha o sacador comprovado a prestação
dos serviços.

D) Essa duplicata não é título hábil para instruir pedido de falência do destinatário
porque o documento apropriado para a cobrança do frete é o conhecimento de
transporte.

Questão 10

(XX Exame de Ordem Unificado / FGV) Cícero sacou uma letra de câmbio em favor
de Amélia, tendo designado como sacado Elísio, que acatou a ordem de pagamento.
A primeira endossante realizou um endosso em preto para Dario, com proibição de
novo endosso.

Diante do efeito legal da cláusula de proibição de novo endosso, assinale a


afirmativa correta.

A) Caso Dario realize um novo endosso, tal transferência terá efeito de cessão de
crédito perante os coobrigados e efeito de endosso perante o aceitante.

B) Dario não poderá realizar novo endosso no título sob pena de desoneração de
responsabilidade cambial dos coobrigados.

C) Tal qual o endosso parcial, a proibição de novo endosso é nula por restringir a
responsabilidade cambiária do endossante e do sacador.

D) Amélia, embora coobrigada, não responde pelo pagamento da letra de câmbio


perante os endossatários posteriores a Dario.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Questão 11

(XXIV Exame de Ordem Unificado/FGV) Um cliente apresenta a você um cheque


nominal à ordem com as assinaturas do emitente no anverso e do endossante no
verso. No verso da cártula, também consta uma terceira assinatura, identificada
apenas como aval pelo signatário. Com base nessas informações, assinale a
afirmativa correta.

A) O aval dado no título foi irregular, pois, para a sua validade, deveria ter sido
lançado no anverso.

B) A falta de indicação do avalizado permite concluir que ele pode ser qualquer dos
signatários (emitente ou endossante).

C) O aval dado no título foi na modalidade em branco, sendo avalizado o emitente.

D) O aval somente é cabível no cheque não à ordem, sendo considerado não escrito
se a emissão for à ordem.

Questão 12

(XXIV Exame de Ordem Unificado/FGV) A sociedade empresária Pará de Minas


Veiculos Ltda. pretende requerer sua recuperação judicial. Ao analisar a minuta de
petição inicial, o gerente administrativo listou os impedimentos ao pedido de
recuperação. Assinale a opção que apresenta um desses impedimentos.

A) O devedor ter, há menos de 5 (cinco) anos, obtido concessão de recuperação


judicial.

B) O devedor possuir ativo que não corresponda a, pelo menos, 50% (cinquenta por
cento) do passivo quirografário.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

C) O devedor deixar de requerer sua autofalência nos 30 (trinta) dias seguintes ao


vencimento de qualquer obrigação líquida.

D) A sociedade ter como administrador pessoa condenada por crime contra o


patrimônio ou contra a fé pública.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

DIREITO PENAL

PROF. ALEXANDRE SALIM

Questão 1

(XXIII Exame de Ordem Unificado) Pedro, jovem rebelde, sai à procura de


Henrique, 24 anos, seu inimigo, com a intenção de matá-lo, vindo a encontrá-lo
conversando com uma senhora de 68 anos de idade. Pedro saca sua arma,
regularizada e cujo porte era autorizado, e dispara em direção ao rival. Ao mesmo
tempo, a senhora dava um abraço de despedida em Henrique e acaba sendo
atingida pelo disparo. Henrique, que não sofreu qualquer lesão, tenta salvar a
senhora, mas ela falece. Diante da situação narrada, em consulta técnica
solicitada pela família, deverá ser esclarecido pelo advogado que a conduta de
Pedro, de acordo com o Código Penal, configura:

A) Crime de homicídio doloso consumado, apenas, com causa de aumento em razão


da idade da vítima.

B) Crime de homicídio doloso consumado, apenas, sem causa de aumento em razão


da idade da vítima.

C) Crimes de homicídio culposo consumado e de tentativa de homicídio doloso em


relação a Henrique.

D) Crime de homicídio culposo consumado, sem causa de aumento pela idade da


vítima.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Questão 2

(XXIII Exame de Ordem Unificado) Rafael e Francisca combinam praticar um crime


de furto em uma residência onde ela exercia a função de passadeira. Decidem,
então, subtrair bens do imóvel em data sobre a qual Francisca tinha conhecimento
de que os proprietários estariam viajando, pois assim ela tinha certeza de que os
patrões, de quem gostava, não sofreriam qualquer ameaça ou violência. No dia do
crime, enquanto Francisca aguarda do lado de fora, Rafael entra no imóvel para
subtrair bens. Ela, porém, percebe que o carro dos patrões está na garagem e
tenta avisar o fato ao comparsa para que este saísse rápido da casa. Todavia,
Rafael, ao perceber que a casa estava ocupada, decide empregar violência contra
os proprietários para continuar subtraindo mais bens. Descobertos os fatos,
Francisca e Rafael são denunciados pela prática do crime de roubo majorado.
Considerando as informações narradas, o(a) advogado(a) de Francisca deverá
buscar:

A) sua absolvição, tendo em vista que não desejava participar do crime


efetivamente praticado.

B) o reconhecimento da participação de menor importância, com aplicação de


causa de redução de pena.

C) o reconhecimento de que o agente quis participar de crime menos grave,


aplicando-se a pena do furto qualificado.

D) o reconhecimento de que o agente quis participar de crime menos grave,


aplicando-se causa de diminuição de pena sobre a pena do crime de roubo
majorado.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Questão 3

(XXIII Exame de Ordem Unificado) Caio, Mário e João são denunciados pela prática
de um mesmo crime de estupro (Art. 213 do CP). Caio possuía uma condenação
anterior definitiva pela prática de crime de deserção, delito militar próprio, ao
cumprimento de pena privativa de liberdade. Já Mário possuía uma condenação
anterior, com trânsito em julgado, pela prática de crime comum, com aplicação
exclusiva de pena de multa. Por fim, João possuía condenação definitiva pela
prática de contravenção penal à pena privativa de liberdade. No momento da
sentença, o juiz reconhece agravante da reincidência em relação aos três
denunciados. Considerando apenas as informações narradas, de acordo com o
Código Penal, o advogado dos réus:

A) não poderá buscar o afastamento da agravante, já que todos são reincidentes.

B) poderá buscar o afastamento da agravante em relação a Mário, já que somente


Caio e João são reincidentes.

C) poderá buscar o afastamento da agravante em relação a João, já que somente


Caio e Mário são reincidentes.

D) poderá buscar o afastamento da agravante em relação a Caio e João, já que


somente Mário é reincidente.

Questão 4

(XXIII Exame de Ordem Unificado) Pedro, quando limpava sua arma de fogo,
devidamente registrada em seu nome, que mantinha no interior da residência
sem adotar os cuidados necessários, inclusive o de desmuniciá-la, acaba,
acidentalmente, por dispará-la, vindo a atingir seu vizinho Júlio e a esposa deste,
Maria. Júlio faleceu em razão da lesão causada pelo projétil e Maria sofreu lesão
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

corporal e debilidade permanente de membro. Preocupado com sua situação


jurídica, Pedro o procura para, na condição de advogado, orientá-lo acerca das
consequências do seu comportamento. Na oportunidade, considerando a situação
narrada, você deverá esclarecer, sob o ponto de vista técnico, que ele poderá vir a
ser responsabilizado pelos crimes de:

A) homicídio culposo, lesão corporal culposa e disparo de arma de fogo, em


concurso formal.

B) homicídio culposo e lesão corporal grave, em concurso formal.

C) homicídio culposo e lesão corporal culposa, em concurso material.

D) homicídio culposo e lesão corporal culposa, em concurso formal.

Questão 5

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) Juarez, com a intenção de causar a morte
de um casal de vizinhos, aproveita a situação em que o marido e a esposa estão
juntos, conversando na rua, e joga um artefato explosivo nas vítimas, sendo a
explosão deste material bélico a causa eficiente da morte do casal. Apesar de
todos os fatos e a autoria restarem provados em inquérito encaminhado ao
Ministério Público com relatório final de indiciamento de Juarez, o Promotor de
Justiça se mantém inerte em razão de excesso de serviço, não apresentando
denúncia no prazo legal. Depois de vários meses com omissão do Promotor de
Justiça, o filho do casal falecido procura o advogado da família para adoção das
medidas cabíveis. No momento da apresentação de queixa em ação penal privada
subsidiária da pública, o advogado do filho do casal, sob o ponto de vista técnico,
de acordo com o Código Penal, deverá imputar a Juarez a prática de dois crimes
de homicídio em:
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

A) concurso material, requerendo a soma das penas impostas para cada um dos
delitos.

B) concurso formal, requerendo a exasperação da pena mais grave em razão do


concurso de crimes.

C) continuidade delitiva, requerendo a exasperação da pena mais grave em razão


do concurso de crimes.

D) concurso formal, requerendo a soma das penas impostas para cada um dos
delitos.

Questão 6

(XXIV ​Exame de Ordem Unificado / FGV​) ​Cássio foi denunciado pela prática de um
crime de dano qualificado, por ter atingido bem municipal (Art. 163, parágrafo
único, inciso III, do CP – pena: detenção de 6 meses a 3 anos e multa), merecendo
destaque que, em sua Folha de Antecedentes Criminais, consta uma única
condenação anterior, definitiva, oriunda de sentença publicada 4 anos antes, pela
prática do crime de lesão corporal culposa praticada na direção de veículo
automotor. Ao final da instrução, Cássio confessa integralmente os fatos, dizendo
estar arrependido e esclarecendo que “perdeu a cabeça” no momento do crime,
sendo certo que está trabalhando e tem 03 filhos com menos de 10 anos de idade
que são por ele sustentados. Apenas com base nas informações constantes, o(a)
advogado(a) de Cássio poderá pleitear, de acordo com as previsões do Código
Penal, em sede de alegações finais:

A) o reconhecimento do perdão judicial.


MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

B) o reconhecimento da atenuante da confissão, mas nunca sua compensação


com a reincidência.

C) a substituição da pena privativa de liberdade por restritiva de direitos, apesar


de o agente ser reincidente.

D) o afastamento da agravante da reincidência, já que o crime pretérito foi


praticado em sua modalidade culposa, e não dolosa.

Questão 7

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) Bárbara, nascida em 23 de janeiro de


1999, no dia 15 de janeiro de 2017, decide sequestrar Felipe, por dez dias, para
puni-lo pelo fim do relacionamento amoroso. No dia 16 de janeiro de 2017,
efetivamente restringe a liberdade do ex-namorado, trancando-o em uma casa e
mantendo consigo a única chave do imóvel. Nove dias após a restrição da
liberdade, a polícia toma conhecimento dos fatos e consegue libertar Felipe, não
tendo, assim, se realizado, em razão de circunstâncias alheias, a restrição da
liberdade por dez dias pretendida por Bárbara. Considerando que, no dia 23 de
janeiro de 2017, entrou em vigor nova lei, mais gravosa, alterando a sanção penal
prevista para o delito de sequestro simples, passando a pena a ser de 01 a 05 anos
de reclusão e não mais de 01 a 03 anos, o Ministério Público ofereceu denúncia
em face de Bárbara, imputando-lhe a prática do crime do Art. 148 do Código Penal
(Sequestro e Cárcere Privado), na forma da legislação mais recente, ou seja,
aplicando-se, em caso de condenação, pena de 01 a 05 anos de reclusão. Diante
da situação hipotética narrada, é correto afirmar que o advogado de Bárbara, de
acordo com a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, deverá pleitear:

A) a aplicação do instituto da suspensão condicional do processo.


MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

B) a aplicação da lei anterior mais benéfica, ou seja, a aplicação da pena entre o


patamar de 01 a 03 anos de reclusão.

C) o reconhecimento da inimputabilidade da acusada, em razão da idade.

D) o reconhecimento do crime em sua modalidade tentada.

Questão 8

(XXVI Exame de Ordem Unificado / FGV) Jorge foi condenado, definitivamente,


pela prática de determinado crime, e se encontrava em cumprimento dessa pena.
Ao mesmo tempo, João respondia a uma ação penal pela prática de crime idêntico
ao cometido por Jorge. Durante o cumprimento da pena por Jorge e da submissão
ao processo por João, foi publicada e entrou em vigência uma lei que deixou de
considerar as condutas dos dois como criminosas. Ao tomarem conhecimento da
vigência da lei nova, João e Jorge o procuram, como advogado, para a adoção das
medidas cabíveis. Com base nas informações narradas, como advogado de João e
de Jorge, você deverá esclarecer que:

A) não poderá buscar a extinção da punibilidade de Jorge em razão de a sentença


condenatória já ter transitado em julgado, mas poderá buscar a de João, que
continuará sendo considerado primário e de bons antecedentes.

B) poderá buscar a extinção da punibilidade dos dois, fazendo cessar todos os


efeitos civis e penais da condenação de Jorge, inclusive não podendo ser
considerada para fins de reincidência ou maus antecedentes.

C) poderá buscar a extinção da punibilidade dos dois, fazendo cessar todos os


efeitos penais da condenação de Jorge, mas não os extrapenais.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) não poderá buscar a extinção da punibilidade dos dois, tendo em vista que os
fatos foram praticados anteriormente à edição da lei.

Questão 9

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) Decidido a praticar crime de furto na


residência de um vizinho, João procura o chaveiro Pablo e informa do seu desejo,
pedindo que fizesse uma chave que possibilitasse o ingresso na residência, no que
foi atendido. No dia do fato, considerando que a porta já estava aberta, João
ingressa na residência sem utilizar a chave que lhe fora entregue por Pablo, e
subtrai uma TV. Chegando em casa, narra o fato para sua esposa, que o convence
a devolver o aparelho subtraído. No dia seguinte, João atende à sugestão da
esposa e devolve o bem para a vítima, narrando todo o ocorrido ao lesado, que,
por sua vez, comparece à delegacia e promove o registro próprio. Considerando o
fato narrado, na condição de advogado(a), sob o ponto de vista técnico, deverá
ser esclarecido aos familiares de Pablo e João que:

A) nenhum deles responderá pelo crime, tendo em vista que houve


arrependimento eficaz por parte de João e, como causa de excludente da
tipicidade, estende-se a Pablo.
B) ambos deverão responder pelo crime de furto qualificado, aplicando-se a
redução de pena apenas a João, em razão do arrependimento posterior.
C) ambos deverão responder pelo crime de furto qualificado, aplicando-se a
redução de pena para os dois, em razão do arrependimento posterior, tendo em
vista que se trata de circunstância objetiva.
D) João deverá responder pelo crime de furto simples, com causa de diminuição
do arrependimento posterior, enquanto Pablo não responderá pelo crime contra
o patrimônio.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Questão 10

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) Laura, nascida em 21 de fevereiro de


2000, é inimiga declarada de Lívia, nascida em 14 de dezembro de 1999, sendo
que o principal motivo da rivalidade está no fato de que Lívia tem interesse no
namorado de Laura. Durante uma festa, em 19 de fevereiro de 2018, Laura vem a
saber que Lívia anunciou para todos que tentaria manter relações sexuais com o
referido namorado. Soube, ainda, que Lívia disse que, na semana seguinte, iria
desferir um tapa no rosto de Laura, na frente de seus colegas, como forma de
humilhá-la. Diante disso, para evitar que as ameaças de Lívia se concretizassem,
Laura, durante a festa, desfere facadas no peito de Lívia, mas terceiros intervêm e
encaminham Lívia diretamente para o hospital. Dois dias depois, Lívia vem a
falecer em virtude dos golpes sofridos. Descobertos os fatos, o Ministério Público
ofereceu denúncia em face de Laura pela prática do crime de homicídio
qualificado. Confirmados integralmente os fatos, a defesa técnica de Laura deverá
pleitear o reconhecimento da:

A) inimputabilidade da agente.

B) legítima defesa.

C) inexigibilidade de conduta diversa.

D) atenuante da menoridade relativa.

Questão 11

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) Com dificuldades financeiras para


comprar o novo celular pretendido, Vanessa, sem qualquer envolvimento
pretérito com aparato policial ou judicial, aceita, a pedido de namorado de sua
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

prima, que havia conhecido dois dias antes, transportar 500 g de cocaína de
Alagoas para Sergipe. Apesar de aceitar a tarefa, Vanessa solicitou como
recompensa R$ 5.000,00, já que estava muito nervosa por nunca ter adotado
qualquer comportamento parecido. Após a transferência do valor acordado,
Vanessa esconde o material entorpecente na mala de seu carro e inicia o
transporte da substância. Ainda no estado de Alagoas, 30 minutos depois, Vanessa
é abordada por policiais e presa em flagrante. Após denúncia pela prática do
crime de tráfico de drogas com causa de aumento do Art. 40, inciso V, da Lei nº
11.343/06 (“caracterizado tráfico entre Estados da Federação ou entre estes e o
Distrito Federal”), durante a instrução, todos os fatos são confirmados: Folha de
Antecedentes Criminais sem outras anotações, primeira vez no transporte de
drogas, transferência de valores, que o bem transportado era droga e que a
pretensão era entregar o material em Sergipe. Intimado da sentença condenatória
nos termos da denúncia, o advogado de Vanessa, de acordo com as previsões da
Lei nº 11.343/06 e a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça, deverá
pleitear:

A) o reconhecimento da causa de diminuição de pena do tráfico privilegiado e


reconhecimento da tentativa.

B) o afastamento da causa de aumento e o reconhecimento da causa de


diminuição de pena do tráfico privilegiado.

C) o afastamento da causa de aumento, apenas.

D) o reconhecimento da causa de diminuição de pena do tráfico privilegiado,


apenas. 
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Questão 12

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) Márcia e Plínio se encontraram em um


quarto de hotel e, após discutirem o relacionamento por várias horas, acabaram
por se ofender reciprocamente. Márcia, então, querendo dar fim à vida de ambos,
ingressa no banheiro do quarto e liga o gás, aproveitando-se do fato de que Plínio
estava dormindo. Em razão do forte cheiro exalado, quando ambos já estavam
desmaiados, os seguranças do hotel invadem o quarto e resgatam o casal, que foi
levado para o hospital. Tanto Plínio quanto Márcia acabaram sofrendo lesões
corporais graves. Registrado o fato na delegacia, Plínio, revoltado com o
comportamento de Márcia, procura seu advogado e pergunta se a conduta dela
configuraria crime. Considerando as informações narradas, o advogado de Plínio
deverá esclarecer que a conduta de Márcia configura crime de:

A) lesão corporal grave, apenas.

B) tentativa de homicídio qualificado e tentativa de suicídio.

C) tentativa de homicídio qualificado, apenas.

D) tentativa de suicídio, por duas vezes.


MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

DIREITO DO TRABALHO

PROFª CARLA ROMAR

Questão 1

(XX Exame de Ordem Unificado / FGV) Lúcia trabalha na sede de uma estatal
brasileira que fica em Brasília. Seu contrato vigora há 12 anos e, em razão de sua
capacidade e experiência, Lúcia foi designada para trabalhar na nova filial do
empregador que está sendo instalada na cidade do México, o que foi
imediatamente aceito.

Em relação à situação retratada e ao FGTS, à luz do entendimento consolidado do


TST, assinale a afirmativa correta.

A) Lúcia terá direito ao depósito do FGTS enquanto estiver trabalhando no México,


que deverá continuar sendo depositado na sua conta vinculada no Brasil.

B) Usando-se a teoria atomista, chega-se à conclusão que Lúcia terá direito à


metade do FGTS, que será depositado na sua conta vinculada.

C) Uma vez que na legislação do México não há previsão de FGTS, Lúcia não terá
esse direito assegurado.

D) Para que Lúcia tenha direito ao FGTS, deverá assinar documento próprio para tal
fim, devidamente traduzido.

Questão 2

(XXI Exame de Ordem Unificado / FGV) As irmãs Rita e Tereza trabalham para o
mesmo empregador. Quando Rita engravida, Tereza, que não pode ter filhos
naturais, resolve adotar uma criança. Assim, logo após o nascimento da filha de
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Rita, Tereza adota uma criança de 6 meses de idade. Considerando a situação posta
e de acordo com as leis vigentes, assinale a afirmativa correta.

A) Rita terá garantia no emprego até 5 meses após o parto, enquanto Tereza não.

B) Ambas sairão em licença-maternidade, mas Tereza, por ser mãe adotiva, terá
período um pouco menor, de 60 dias.

C) Ambas terão estabilidade de até 5 meses, sendo que, para Rita, o período será
contado do parto e para Tereza, do momento da adoção.

D) Ambas terão o salário pago diretamente pelo empregador, enquanto durar a


licença-maternidade.

Questão 3

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) Solange é comissária de bordo em uma


grande empresa de transporte aéreo e ajuizou reclamação trabalhista postulando
adicional de periculosidade, alegando que permanecia em área de risco durante o
abastecimento das aeronaves porque ele era feito com a tripulação a bordo.
Iracema, vizinha de Solange, trabalha em uma unidade fabril recebendo adicional
de insalubridade, mas, após cinco anos, sua atividade foi retirada da lista de
atividades insalubres, por ato da autoridade competente. Sobre as duas situações,
segundo a norma de regência e o entendimento consolidado do TST, assinale a
afirmativa correta.

A) Solange não tem direito ao adicional de periculosidade e Iracema perderá o


direito ao adicional de insalubridade.

B) Solange tem direito ao adicional de periculosidade e Iracema manterá o adicional


de insalubridade por ter direito adquirido.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

C) Solange não tem direito ao adicional de periculosidade e Iracema manterá o


direito ao adicional de insalubridade.

D) Solange tem direito ao adicional de periculosidade e Iracema perderá o direito ao


adicional de insalubridade.

Questão 4

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) Um empresário explora o ramo de


farmácias e drogarias, possuindo 18 filiais divididas por dois estados da Federação.
Cada filial tem 5 empregados, todos com CTPS assinada. O empresário, desejando
saber se precisa manter controle escrito dos horários de entrada e saída dos
empregados, procura você para, como advogado, orientá-lo. Diante da situação
retratada e com base na CLT, assinale a afirmativa correta.

A) O controle de ponto deverá ser mantido, porque a empresa possui mais de 10


empregados.

B) A análise deverá ser feita por cada estado da Federação, sendo obrigatório o
ponto se houver mais de 10 empregados no espaço geográfico do estado.

C) O empresário não precisará manter controle escrito, porque tem menos de 10


empregados por estabelecimento.

D) A Lei é omissa a respeito, daí porque, a título de cautela, é recomendável que


seja marcado o controle, podendo haver a pré-assinalação da pausa alimentar.

Questão 5

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) Em março de 2015, Lívia foi contratada por
um estabelecimento comercial para exercer a função de caixa, cumprindo jornada
de segunda-feira a sábado das 8h às 18h, com intervalo de 30 minutos para
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

refeição. Em 10 de março de 2017, Lívia foi dispensada sem justa causa, com aviso
prévio indenizado, afastando-se de imediato. Em 30 de março de 2017, Lívia
registrou sua candidatura a dirigente sindical e, em 8 de abril de 2017, foi eleita
vice-presidente do sindicato dos comerciários da sua região. Diante desse fato, Lívia
ponderou com a direção da empresa que não seria possível a sua dispensa, mas o
empregador insistiu na manutenção da dispensa afirmando que o aviso prévio não
poderia ser considerado para fins de garantia no emprego. Sobre a hipótese
narrada, de acordo com a CLT e com o entendimento consolidado do TST, assinale a
afirmativa correta.

A) O período do aviso prévio é integrado ao contrato para todos os fins, daí porque
Lívia, que foi eleita enquanto o pacto laboral estava em vigor, não poderá ser
dispensada sem justa causa.

B) Não se computa o aviso prévio para fins de tempo de serviço nem anotação na
CTPS do empregado e, em razão disso, Lívia não terá direito à estabilidade oriunda
da eleição para dirigente sindical.

C) O aviso prévio é computado para todos os fins, mas, como a candidatura da


empregada ocorreu no decorrer do aviso prévio, Lívia não terá garantia no
emprego.

D) A Lei e a jurisprudência não tratam dessa situação especial, razão pela qual
caberá ao magistrado, no caso concreto, decidir se o aviso prévio será computado
ao contrato.

Questão 6

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) Ferdinando trabalha na sociedade


empresária Alfa S.A. há 4 anos, mas anda desestimulado com o emprego e deseja
dar um novo rumo à sua vida, retornando, em tempo integral, aos estudos para
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

tentar uma outra carreira profissional. Imbuído desta intenção, Ferdinando


procurou seu chefe, em 08/03/2018, e apresentou uma proposta para, de comum
acordo, ser dispensado da empresa, com formulação de um distrato. Diante do caso
apresentado e dos termos da CLT, assinale a afirmativa correta.

A) A realização da extinção contratual por vontade mútua é viável, mas a


indenização será reduzida pela metade e o empregado não receberá seguro
desemprego.

B) A ruptura contratual por consenso pode ser feita, mas depende de homologação
judicial ou do sindicato de classe do empregado.

C) O contrato não pode ser extinto por acordo entre as partes, já que falta previsão
legal para tanto, cabendo ao empregado pedir demissão ou o empregador o
dispensar sem justa causa.

D) O caso pode ser considerado desídia por parte do empregado, gerando então a
dispensa por justa causa, sem direito a qualquer indenização.

Questão 7

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) Jerônimo Fernandes Silva foi admitido pela
sociedade empresária Usina Açúcar Feliz S.A. em 12 de fevereiro de 2018 para
exercer a função de gerente regional, recebendo salário de R$ 22.000,00 mensais.
Jerônimo cuida de toda a Usina, analisando os contratos de venda dos produtos
fabricados, comprando insumos e materiais, além de gerenciar os 80 empregados
que a sociedade empresária possui. A sociedade empresária pretende inserir
cláusula compromissória de arbitragem no contrato de trabalho. Diante da situação
retratada e dos preceitos da CLT, assinale a afirmativa correta.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

A) A cláusula compromissória de arbitragem pode ser estipulada no momento da


contratação, desde que o empregado manifeste concordância expressa.

B) A cláusula compromissória de arbitragem é viável, se o empregado for portador


de diploma de nível superior.

C) Não cabe arbitragem nas lides trabalhistas individuais, pelo que nula eventual
estipulação nesse sentido.

D) É possível a estipulação de cláusula compromissória de arbitragem, desde que


isso seja homologado pelo sindicato de classe.

Questão 8

(XXVI Exame de Ordem Unificado / FGV) Jorge era caixa bancário e trabalhava para
o Banco Múltiplo S/A. Recebia salário fixo de R$ 4.000,00 mensais. Além disso,
recebia comissão de 3% sobre cada seguro de carro, vida e previdência oferecido e
aceito pelos clientes do Banco, o que fazia concomitantemente com suas atividades
de caixa, computando-se o desempenho para suas metas e da agência. Os produtos
em referência não eram do banco, mas, sim, da Seguradora Múltiplo S/A, empresa
do mesmo grupo econômico do empregador de Jorge. Diante disso, observando o
entendimento jurisprudencial consolidado do TST, bem como as disposições da CLT,
assinale a afirmativa correta.

A) Os valores recebidos a título de comissão não devem integrar a remuneração de


Jorge, por se tratar de liberalidade.

B) Os valores recebidos a título de comissão não devem integrar a remuneração de


Jorge, porque relacionados a produtos de terceiros.

C) Os valores recebidos a título de comissão devem integrar a remuneração de


Jorge.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) Os valores recebidos a título de comissão não devem integrar a remuneração de


Jorge, uma vez que ocorreram dentro do horário normal de trabalho, para o qual
Jorge já é remunerado pelo banco.

Questão 9

(XXVI Exame de Ordem Unificado / FGV) Em 2018, um sindicato de empregados


acertou, em acordo coletivo com uma sociedade empresária, a redução geral dos
salários de seus empregados em 15% durante 1 ano. Nesse caso, conforme dispõe a
CLT,

A) uma contrapartida de qualquer natureza será obrigatória e deverá ser acertada


com a sociedade empresária.

B) a contrapartida será a garantia no emprego a todos os empregados envolvidos


durante a vigência do acordo coletivo.

C) a existência de alguma vantagem para os trabalhadores para validar o acordo


coletivo será desnecessária.

D) a norma em questão será nula, porque a redução geral de salário somente pode
ser acertada por convenção coletiva de trabalho.

Questão 10

(XIX Exame de Ordem Unificado / FGV) Maria trabalha para a sociedade empresária
Beta e recentemente foi aposentada por invalidez. Diante desse fato, a empresa
cancelou o plano de saúde de Maria.

Em relação à hipótese retratada e de acordo com a lei e o entendimento sumulado


do TST, assinale a afirmativa correta.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

A) A sociedade empresária agiu corretamente, pois a aposentadoria por invalidez


rompeu o contrato de trabalho.

B) A sociedade empresária poderia, diante da situação retratada e a seu exclusivo


critério, manter ou não o plano de saúde.

C) A sociedade empresária terá obrigação de manter o plano por 12 meses, quando


terminaria a estabilidade da obreira.

D) A sociedade empresária se equivocou, porque o contrato está suspenso,


devendo ser mantido o plano de saúde.

Questão 11

(XXI Exame de Ordem Unificado / FGV) Plínio é empregado da empresa Vigilância e


Segurança Ltda., a qual não lhe paga salário há dois meses e não lhe fornece
vale-transporte há cinco meses. Plínio não tem mais condições de ir ao trabalho e
não consegue prover seu sustento e de sua família. Na qualidade de advogado(a) de
Plínio, de acordo com a CLT, assinale a opção que melhor atende aos interesses do
seu cliente.

A) Propor uma ação trabalhista pedindo a rescisão indireta em razão do


descumprimento do contrato por não concessão do vale-transporte, podendo
permanecer, ou não, no serviço até decisão do processo.

B) Propor uma ação trabalhista pedindo a rescisão indireta em razão do


descumprimento do contrato por mora salarial.

C) Propor uma ação trabalhista pedindo a rescisão indireta em razão do


descumprimento do contrato por não concessão do vale-transporte, mas deverá
continuar trabalhando até a data da sentença.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) Propor uma ação trabalhista pedindo as parcelas decorrentes da ruptura


contratual por pedido de demissão, além do vale-transporte e salários atrasados e
indenização por dano moral, mas seu cliente deve pedir demissão.

Questão 12

(XXII Exame de Ordem Unificado / FGV) Suely trabalha na casa de Rogério como
cuidadora de seu pai, pessoa de idade avançada e enferma, comparecendo de
segunda a sexta-feira, das 8:00 às 17:00 h, com intervalo de uma hora para refeição.

De acordo com o caso narrado e a legislação de regência, assinale a afirmativa


correta.

A) O controle escrito não é necessário, porque menos de 10 empregados trabalham


na residência de Rogério.

B) A lei de regência prevê que as partes podem acertar, por escrito, a isenção de
marcação da jornada normal, assinalando apenas a eventual hora extra.

C) A Lei é omissa a respeito, daí por que a existência de controle deve ser acertado
entre as partes envolvidas no momento da contratação.

D) Rogério deve, por força de Lei, manter controle escrito dos horários de entrada e
saída da empregada doméstica.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

PROCESSO PENAL

PROF. CHRISTIANO GONZAGA

Questão 1

(XXVI Exame de Ordem Unificado/FGV) Pablo e Leonardo foram condenados, em


primeira instância, pela prática do crime de furto qualificado, à pena de 02 anos e
06 meses de reclusão e 12 dias-multa, por fatos que teriam ocorrido quando Pablo
tinha 18 anos e Leonardo, 21 anos. A pena-base foi aumentada, não sendo
reconhecidas atenuantes ou agravantes nem causas de aumento ou diminuição.
Intimados da sentença, o promotor e o advogado de Leonardo não tiveram
interesse em apresentar recurso, mas o advogado de Pablo apresentou recurso de
apelação.

Por ocasião do julgamento do recurso, entenderam os desembargadores por


reconhecer que o crime restou tentado, bem como que deveria ser aplicada a
atenuante da menoridade relativa a Pablo.

Com base nas informações expostas, os efeitos da decisão do Tribunal

A) não poderão ser estendidos a Leonardo, tendo em vista que houve trânsito em
julgado da sua condenação.

B) poderão ser integralmente estendidos a Leonardo, aplicando-se a atenuante e a


causa de diminuição de pena da tentativa.

C) poderão ser parcialmente estendidos a Leonardo, aplicando-se a causa de


diminuição de pena da tentativa, mas não a atenuante.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) não poderão ser estendidos a Leonardo, pois, ainda que sem trânsito em
julgado, em recurso exclusivo de Pablo não poderia haver reformatio in mellius para
o corréu.

Questão 2

(XXVI Exame de Ordem Unificado/FGV) Caio vinha sendo investigado pela prática de
crime de organização criminosa. Durante os atos de investigação, agentes da Polícia
Civil descobriram que ele realizaria ação no exercício da atividade criminosa da
organização que deixaria clara a situação de flagrante e permitiria a obtenção de
provas. Todavia, a investigação também indicava que nos dias seguintes outros atos
do grupo criminoso seriam praticados por Caio, o que permitiria a identificação de
outros envolvidos na organização. Diante disso, a autoridade policial determina
diretamente e em sigilo que ocorra ação controlada, comunicando apenas ao
Ministério Público, retardando a intervenção policial para que a medida se
concretizasse de forma mais eficaz à formação da prova e obtenção de informações.

Considerando apenas as informações narradas, o advogado de Caio poderá buscar a


invalidade da chamada “ação controlada”, porque

A) não foi deferido acesso aos autos, antes do encerramento da diligência, à defesa
técnica, mas tão só ao Ministério Público e ao delegado.

B) não é instrumento previsto na Lei de Organização Criminosa, diferente da


infiltração de agentes, devidamente disciplinada no diploma legal.

C) não houve prévia comunicação ao juiz competente, que nos termos da lei,
poderia, inclusive, estabelecer os limites do ato.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) não poderia haver retardo na realização da prisão em flagrante, sob pena de não
mais ser admitida medida cautelar restritiva de liberdade, apesar de ser possível o
retardo na formação e obtenção das provas.

Questão 3

(XXVI Exame de Ordem Unificado/FGV) Maicon, na condução de veículo automotor,


causou lesão corporal de natureza leve em Marta, desconhecida que dirigia outro
automóvel, que inicialmente disse ter interesse em representar em face do autor
dos fatos, diante da prática do crime do Art. 303, ​caput,​ do Código de Trânsito
Brasileiro.

Em audiência preliminar, com a presença de Maicon e Marta acompanhados por


seus advogados e pelo Ministério Público, houve composição dos danos civis,
reduzida a termo e homologada pelo juiz em sentença. No dia seguinte, Marta se
arrepende, procura seu advogado e afirma não ter interesse na execução do acordo
celebrado.

Considerando apenas as informações narradas, o advogado de Marta deverá

A) interpor recurso de apelação da sentença que homologou a composição dos


danos civis.

B) esclarecer que o acordo homologado acarretou renúncia ao direito de


representação.

C) interpor recurso em sentido estrito da sentença que homologou composição dos


danos civis.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) esclarecer que, sendo crime de ação penal de natureza pública, não caberia
composição dos danos civis, mas sim transação penal, de modo que a sentença é
nula.

Questão 4

(XXV Exame de Ordem Unificado/FGV) O Ministério Público ofereceu denúncia em


face de Matheus, imputando-lhe a prática de um crime de estelionato. Na cota da
denúncia, o Promotor de Justiça solicitou a realização de exame grafotécnico para
comparar as assinaturas constantes da documentação falsa, utilizada como
instrumento da prática do estelionato, com as de Matheus. Após ser citado,
Matheus procura seu advogado e esclarece, em sigilo, que realmente foi autor do
crime de estelionato.

Considerando as informações narradas, sob o ponto de vista técnico, o advogado


deverá esclarecer que Matheus

A) deverá realizar o exame grafotécnico, segundo as determinações que lhe forem


realizadas, já que prevalece no Processo Penal o Princípio da Verdade Real.

B) poderá se recusar a realizar o exame grafotécnico até o momento de seu


interrogatório, ocasião em que deverá fornecer padrão para o exame grafotécnico,
ainda que com assinaturas diferentes daquelas tradicionalmente utilizadas por ele.

C) deverá realizar o exame grafotécnico, tendo em vista que, no recebimento da


denúncia, prevalece o princípio do in dubio pro societatis.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) poderá se recusar a realizar o exame grafotécnico durante todo o processo, e


essa omissão não pode ser interpretada como confissão dos fatos narrados na
denúncia.

Questão 5

(XXV Exame de Ordem Unificado/FGV) Bruna compareceu à Delegacia e narrou que


foi vítima de um crime de ameaça, delito este de ação penal pública condicionada à
representação, que teria sido praticado por seu marido Rui, em situação de
violência doméstica e familiar contra a mulher. Disse, ainda, ter interesse que seu
marido fosse responsabilizado criminalmente por seu comportamento.

O procedimento foi encaminhado ao Ministério Público, que ofereceu denúncia em


face de Rui pela prática do crime de ameaça (Art. 147 do Código Penal, nos termos
da Lei n. 11.340/06). Bruna, porém, comparece à Delegacia, antes do recebimento
da denúncia, e afirma não mais ter interesse na responsabilização penal de seu
marido, com quem continua convivendo. Posteriormente, Bruna e Rui procuram o
advogado da família e informam sobre o novo comparecimento de Bruna à
Delegacia.

Considerando as informações narradas, o advogado deverá esclarecer que

A) a retratação de Bruna, perante a autoridade policial, até o momento, é


irrelevante e não poderá ser buscada proposta de suspensão condicional do
processo.

B) a retratação de Bruna, perante a autoridade policial, até o momento, é válida e


suficiente para impedir o recebimento da denúncia.

C) não cabe retratação do direito de representação após o oferecimento da


denúncia; logo, a retratação foi inválida.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) não cabe retratação do direito de representação nos crimes praticados no âmbito


de violência doméstica e familiar contra a mulher, e nem poderá ser buscada
proposta de transação penal.

Questão 6

(XXV Exame de Ordem Unificado/FGV) Maria, 15 anos de idade, comparece à


Delegacia em janeiro de 2017, acompanhada de seu pai, e narra que João, 18 anos,
mediante grave ameaça, teria constrangido-a a manter com ele conjunção carnal,
demonstrando interesse, juntamente com seu representante, na responsabilização
criminal do autor do fato. Instaurado inquérito policial para apurar o crime de
estupro, todas as testemunhas e João afirmaram que a relação foi consentida por
Maria, razão pela qual, após promoção do Ministério Público pelo arquivamento por
falta de justa causa, o juiz homologou o arquivamento com base no fundamento
apresentado. Dois meses após o arquivamento, uma colega de classe de Maria a
procura e diz que teve medo de contar antes a qualquer pessoa, mas em seu celular
havia filmagem do ato sexual entre Maria e João, sendo que no vídeo ficava
demonstrado o emprego de grave ameaça por parte deste. Maria, então, entrega o
vídeo ao advogado da família.

Considerando a situação narrada, o advogado de Maria

A) nada poderá fazer sob o ponto de vista criminal, tendo em vista que a decisão de
arquivamento fez coisa julgada material.

B) poderá apresentar o vídeo ao Ministério Público, sendo possível o


desarquivamento do inquérito ou oferecimento de denúncia por parte do Promotor
de Justiça, em razão da existência de prova nova.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

C) nada poderá fazer sob o ponto de vista criminal, tendo em vista que, apesar de a
decisão de arquivamento não ter feito coisa julgada material, o vídeo não poderá
ser considerado prova nova, já que existia antes do arquivamento do inquérito.

D) poderá iniciar, de imediato, ação penal privada subsidiária da pública em razão


da omissão do Ministério Público no oferecimento de denúncia em momento
anterior.

Questão 7

(XXV Exame de Ordem Unificado/FGV) Luiz foi condenado, em primeira instância,


pela prática de crime de homicídio qualificado em razão de recurso que dificultou a
defesa da vítima. Durante seu interrogatório em Plenário, Luiz confessou a prática
delitiva, mas disse que não houve recurso que dificultou a defesa da vítima, tendo
em vista que ele estava discutindo com ela quando da ação delitiva. Insatisfeito com
o reconhecimento da qualificadora pelos jurados, já que, diferentemente do que
ocorreu em relação à autoria, não haveria qualquer prova em relação àquela, o
advogado apresentou, de imediato, recurso de apelação.

Considerando apenas as informações narradas, o advogado de Luiz deverá buscar,


em sede de recurso,

A) o reconhecimento de nulidade, com consequente realização de nova sessão de


julgamento.

B) o reconhecimento de que a decisão dos jurados foi manifestamente contrária à


prova dos autos em relação à qualificadora, com consequente realização de nova
sessão de julgamento.

C) o afastamento da qualificadora pelo Tribunal de 2ª instância, com imediata


readequação, pelo órgão, da pena aplicada pelo juízo do Tribunal do Júri.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) o afastamento da qualificadora pelo Tribunal de 2ª instância, com baixa dos


autos, para que o juízo do Tribunal do Júri aplique nova pena.

Questão 8

(XXV Exame de Ordem Unificado/FGV) No dia 15 de maio de 2017, Caio, pai de um


adolescente de 14 anos, conduzia um veículo automotor, em via pública, às 14h,
quando foi solicitada sua parada em uma blitz. Após consultar a placa do
automóvel, os policiais constataram que o veículo era produto de crime de roubo
ocorrido no dia 13 de maio de 2017, às 09h. Diante da suposta prática do crime de
receptação, realizaram a prisão e encaminharam Caio para a Delegacia.

Em sede policial, a vítima do crime de roubo foi convidada a comparecer e, em


observância a todas as formalidades legais, reconheceu Caio como o autor do crime
que sofrera. A autoridade policial lavrou auto de prisão em flagrante pelo crime de
roubo em detrimento de receptação. O Ministério Público, em audiência de
custódia, manifesta-se pela conversão da prisão em flagrante em preventiva,
valorizando o fato de Caio ser reincidente, conforme confirmação constante de sua
Folha de Antecedentes Criminais.

Quando de sua manifestação, o advogado de Caio, sob o ponto de vista técnico,


deverá requerer

A) liberdade provisória, pois, apesar da prisão em flagrante ser legal, não estão
presentes os pressupostos para prisão preventiva.

B) relaxamento da prisão, em razão da ausência de situação de flagrante.

C) revogação da prisão preventiva, pois a prisão em flagrante pelo crime de roubo


foi ilegal.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) substituição da prisão preventiva por prisão domiliciar, pois Caio é responsável


pelos cuidados de adolescente de 14 anos.

Questão 9

(XXIV Exame de Ordem Unificado/FGV) Vinícius, sócio de um grande escritório de


advocacia, especializado na área criminal, recebeu, no dia 02 de outubro de 2017,
duas intimações de decisões referentes a dois clientes diferentes. A primeira
intimação tratava de decisão proferida pela 1a Câmara Criminal de determinado
Tribunal de Justiça denegando a ordem de habeas corpus que havia sido
apresentada perante o órgão em favor de Gilmar (após negativa em primeira
instância), que responde preso a ação pela suposta prática de crime de roubo. A
segunda intimação foi de decisão proferida pelo Juiz de Direito da 1a Vara Criminal
de Fortaleza, também denegando ordem de habeas corpus, mas, dessa vez, a
medida havia sido apresentada em favor de Rubens, que figura como indiciado em
inquérito que investiga a suposta prática do crime de tráfico de drogas.

Diante das intimações realizadas, insatisfeito com as decisões proferidas, Vinícius,


para combater as decisões prejudiciais a Gilmar e Rubens, deverá apresentar

A) Recurso Ordinário Constitucional e Recurso em Sentido Estrito, respectivamente.

B) Recurso em Sentido Estrito, nos dois casos.

C) Recurso Ordinário Constitucional, nos dois casos.

D) Recurso Especial e Recurso Ordinário Constitucional, respectivamente.

Questão 10
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

(XXIV Exame de Ordem Unificado/FGV) Na cidade de Angra dos Reis, Sérgio


encontra um documento adulterado (logo, falso), que, originariamente, fora
expedido por órgão estadual. Valendo-se de tal documento, comparece a uma
agência da Caixa Econômica Federal localizada na cidade do Rio de Janeiro e
apresenta o documento falso ao gerente do estabelecimento. Desconfiando da
veracidade da documentação, o gerente do estabelecimento bancário chama a
Polícia, e Sérgio é preso em flagrante, sendo denunciado pela prática do crime de
uso de documento falso (art. 304 do Código Penal) perante uma das Varas Criminais
da Justiça Estadual da cidade do Rio de Janeiro.

Considerando as informações narradas, de acordo com a jurisprudência do Superior


Tribunal de Justiça, o advogado de Sérgio deverá

A) alegar a incompetência, pois a Justiça Federal será competente, devendo ser


considerada a cidade de Angra dos Reis para definir o critério territorial.

B) alegar a incompetência, pois a Justiça Federal será competente, devendo ser


considerada a cidade do Rio de Janeiro para definir o critério territorial.

C) alegar a incompetência, pois, apesar de a Justiça Estadual ser competente, deverá


ser considerada a cidade de Angra dos Reis para definir o critério territorial.

D) reconhecer a competência do juízo perante o qual foi apresentada a denúncia.

Questão 11

(XXIV Exame de Ordem Unificado/FGV) Lívia, insatisfeita com o fim do


relacionamento amoroso com Pedro, vai até a casa deste na companhia da amiga
Carla e ambas começam a quebrar todos os porta-retratos da residência nos quais
estavam expostas fotos da nova namorada de Pedro. Quando descobre os fatos,
Pedro procura um advogado, que esclarece a natureza privada da ação criminal pela
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

prática do crime de dano. Diante disso, Pedro opta por propor queixa-crime em face
de Carla pela prática do crime de dano (art. 163, caput, do Código Penal), já que
nunca mantiveram boa relação e ele tinha conhecimento de que ela era reincidente,
mas, quanto a Lívia, liga para ela e diz que nada fará, pedindo, apenas, que o fato
não se repita. Apesar da decisão de Pedro, Lívia fica preocupada quanto à
possibilidade de ele mudar de opinião, razão pela qual contrata um advogado junto
com Carla para consultoria jurídica.

Considerando apenas as informações narradas, o advogado deverá esclarecer que


ocorreu

A) renúncia em relação a Lívia, de modo que a queixa-crime não deve ser recebida
em relação a Carla.

B) renúncia em relação a Lívia, de modo que a queixa-crime deve ser recebida


apenas em relação a Carla.

C) perempção em relação a Lívia, de modo que a queixa- crime deve ser recebida
apenas em relação a Carla.

D) perdão do ofendido em relação a Lívia, de modo que a queixa-crime deve ser


recebida apenas em relação a Carla.

Questão 12

(XXIII Exame de Ordem Unificado / FGV) No dia 31 de dezembro de 2015, Leandro


encontra, em uma boate, Luciana, com quem mantivera uma relação íntima de
afeto, na companhia de duas amigas, Carla e Regina. Já alterado em razão da
ingestão de bebida alcoólica, Leandro, com ciúmes de Luciana, inicia com esta uma
discussão e desfere socos em sua face. Carla e Regina vêm em defesa da amiga,
mas, descontrolado, Leandro também agride as amigas, causando lesões corporais
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

leves nas três. Diante da confusão, Leandro e Luciana são encaminhados a uma
delegacia, enquanto as demais vítimas decidem ir para suas casas. Após exame de
corpo de delito confirmando as lesões leves, Luciana é ouvida e afirma
expressamente que não tem interesse em ver Leandro responsabilizado
criminalmente. Em relação às demais lesadas, não tiveram interesse em ser ouvidas
em momento algum das investigações, mas as testemunhas confirmaram as
agressões. Diante disso, o Ministério Público, em 05 de julho de 2016, oferece
denúncia em face de Leandro, imputando-lhe a prática de três crimes de lesão
corporal leve.

Considerando apenas as informações narradas, o(a) advogado(a) de Leandro

A) não poderá buscar a rejeição da denúncia em relação a nenhum dos três crimes.

B) poderá buscar a rejeição da denúncia em relação ao crime praticado contra


Luciana, mas não quanto aos delitos praticados contra Carla e Regina.

C) poderá buscar a rejeição da denúncia em relação aos três crimes.

D) não poderá buscar a rejeição da denúncia em relação ao crime praticado contra


Luciana, mas poderá pleitear a imediata rejeição quanto aos delitos praticados
contra Carla e Regina.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

DIREITO CIVIL (GERAL)

BRUNO ZAMPIER

Questão 1

(XXVI Exame de Ordem Unificado / FGV) Diante da crise que se abateu sobre seus
negócios, Eriberto contrai empréstimo junto ao seu amigo Jorge, no valor de R$
200.000,00, constituindo, como garantia, hipoteca do seu sítio, com vencimento em
20 anos. Esgotado o prazo estipulado e diante do não pagamento da dívida, Jorge
decide executar a hipoteca, mas vem a saber que o imóvel foi judicialmente
declarado usucapido por Jonathan, que o ocupava de forma mansa e pacífica para
sua moradia durante o tempo necessário para ser reconhecido como o novo
proprietário do bem.
Diante do exposto, assinale a opção correta.

A) Como o objeto da hipoteca não pertence mais a Eriberto, a dívida que ele tinha
com Jorge deve ser declarada extinta.
B) Se a hipoteca tiver sido constituída após o início da posse ad usucapionem de
Jonathan, o imóvel permanecerá hipotecado mesmo após a usucapião, em respeito
ao princípio da ambulatoriedade.
C) Diante da consumação da usucapião, Jorge tem direito de regresso contra
Jonathan, haja vista que o bem usucapido era objeto de sua garantia.
D) Sendo a usucapião um modo de aquisição originária da propriedade, Jonathan
pode adquirir a propriedade do imóvel livre da hipoteca que Eriberto constituíra em
favor de Jorge.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Questão 2

(XXVI Exame de Ordem Unificado / FGV) A cidade de Asa Branca foi atingida por
uma tempestade de grandes proporções. As ruas ficaram alagadas e a população
sofreu com a inundação de suas casas e seus locais de trabalho. Antônio, que tinha
uma pequena barcaça, aproveitou a ocasião para realizar o transporte dos
moradores pelo triplo do preço que normalmente seria cobrado, tendo em vista a
premente necessidade dos moradores de recorrer a esse tipo de transporte.
Nesse caso, em relação ao citado negócio jurídico, ocorreu:

A) estado de perigo.
B) dolo.
C) lesão.
D) erro.

Questão 3
(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) Marcos caminhava na rua em frente ao
Edifício Roma quando, da janela de um dos apartamentos da frente do edifício, caiu
uma torradeira elétrica, que o atingiu quando passava. Marcos sofreu fratura do
braço direito, que foi diretamente atingido pelo objeto, e permaneceu seis semanas
com o membro imobilizado, impossibilitado de trabalhar, até se recuperar
plenamente do acidente. À luz do caso narrado, assinale a afirmativa correta.

A) O condomínio do Edifício Roma poderá vir a ser responsabilizado pelos danos


causados a Marcos, com base na teoria da causalidade alternativa.
B) Marcos apenas poderá cobrar indenização por danos materiais e morais do
morador do apartamento do qual caiu o objeto, tendo que comprovar tal fato.
C) Marcos não poderá cobrar nenhuma indenização a título de danos materiais pelo
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

acidente sofrido, pois não permaneceu com nenhuma incapacidade permanente.


D) Caso Marcos consiga identificar de qual janela caiu o objeto, o respectivo
morador poderá alegar ausência de culpa ou dolo para se eximir de pagar qualquer
indenização a ele.

Questão 4
(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) Jonas trabalha como caseiro da casa de
praia da família Magalhães, exercendo ainda a função de cuidador da matriarca
Lena, já com 95 anos. Dez dias após o falecimento de Lena, Jonas tem seu contrato
de trabalho extinto pelos herdeiros. Contudo, ele permanece morando na casa,
apesar de não manter qualquer outra relação jurídica com os herdeiros, que
também já não frequentam mais o imóvel e permanecem incomunicáveis. Jonas
decidiu, por sua própria conta, fazer diversas modificações na casa: alterou a
pintura, cobriu a garagem (que passou a alugar para vizinhos) e ampliou a
churrasqueira. Ele passou a dormir na suíte principal, assumiu as despesas de água,
luz, gás e telefone, e apresentou-se, perante a comunidade, como “o novo
proprietário do imóvel”. Doze anos após o falecimento de Lena, seu filho Adauto
decide retomar o imóvel, mas Jonas se recusa a devolvê-lo. A partir da hipótese
narrada, assinale a afirmativa correta.

A) Jonas não pode usucapir o bem, eis que é possuidor de má-fé.


B) Adauto não tem direito à ação possessória, eis que o imóvel estava abandonado.
C) Jonas não pode ser considerado possuidor, eis que é o caseiro do imóvel.
D) Na hipótese indicada, a má-fé de Jonas não é um empecilho à usucapião.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Questão 5

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) João, empresário individual, é titular de um


estabelecimento comercial que funciona em loja alugada em um shopping center
movimentado. No estabelecimento, trabalham o próprio João, como gerente, sua
esposa, como caixa, e Márcia, uma funcionária contratada para atuar como
vendedora. Certo dia, Miguel, um fornecedor de produtos da loja, quando da
entrega de uma encomenda feita por João, foi recebido por Márcia e sentiu-se
ofendido por comentários preconceituosos e discriminatórios realizados pela
vendedora. Assim, Miguel ingressou com ação indenizatória por danos morais em
face de João. A respeito do caso narrado, assinale a afirmativa correta.

A) João não deve responder pelo dano moral, uma vez que não foi causado direta e
imediatamente por conduta sua.
B) João pode responder apenas pelo dano moral, caso reste comprovada sua culpa
in vigilando em relação à conduta de Márcia.
C) João pode responder apenas por parte da compensação por danos morais diante
da verificação de culpa concorrente de terceiro.
D) João deve responder pelos danos causados, não lhe assistindo alegar culpa
exclusiva de terceiro.

Questão 6

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) Em 05 de dezembro de 2016, Sérgio,


mediante contrato de compra e venda, adquiriu de Fernando um computador
seminovo (ano 2014) da marca Massa pelo valor de R$ 5.000,00. O pagamento foi
integralizado à vista, no mesmo dia, e foi previsto no contrato que o bem seria
entregue em até um mês, devendo Fernando contatar Sérgio, por telefone, para
que este buscasse o computador em sua casa. No contrato, também foi prevista
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

multa de R$ 500,00 caso o bem não fosse entregue no prazo combinado. Em 06 de


janeiro de 2017, Sérgio, muito ansioso, ligou para Fernando perguntando pelo
computador, mas teve como resposta que o atraso na entrega se deu porque a irmã
de Fernando, Ana, que iria trazer um computador novo para ele do exterior, tinha
perdido o voo e só chegaria após uma semana. Por tal razão, Fernando ainda
dependia do computador antigo para trabalhar e não poderia entregá-lo de
imediato a Sérgio. Acerca dos fatos narrados, assinale a afirmativa correta.

A) Sérgio poderá exigir de Fernando a execução específica da obrigação (entrega do


bem) ou a cláusula penal de R$ 500,00, não podendo ser cumulada a multa com a
obrigação principal.
B) Sérgio poderá exigir de Fernando a execução específica da obrigação (entrega do
bem) simultaneamente à multa de R$ 500,00, tendo em vista ser cláusula penal
moratória.
C) Sérgio somente poderá exigir de Fernando a execução específica da obrigação
(entrega do bem), não a multa, pois o atraso foi por culpa de terceiro (Ana), e não
de Fernando.
D) Sérgio somente poderá exigir de Fernando a cláusula penal de R$ 500,00, não a
execução específica da obrigação (entrega do bem), que depende de terceiro (Ana).

Questão 7
(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) Quincas adentra terreno vazio e, de forma
pública, passa a construir ali a sua moradia. Após o exercício ininterrupto da posse
por 17 (dezessete) anos, pleiteia judicialmente o reconhecimento da propriedade
do bem pela usucapião. Durante o processo, constatou-se que o imóvel estava
hipotecado em favor de Jovelino, para o pagamento de numerários devidos por
Adib, proprietário do imóvel.
Com base nos fatos apresentados, assinale a afirmativa correta.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

A) A hipoteca existente em benefício de Jovelino prevalece sobre eventual direito


de Quincas, tendo em vista o princípio da prioridade no registro.
B) A hipoteca é um impeditivo para o reconhecimento da usucapião, tendo em vista
a função social do crédito garantido.
C) Como a usucapião é modo originário de aquisição da propriedade, a hipoteca não
é capaz de impedir a sua consumação.
D) Quincas pode adquirir, pela usucapião, o imóvel em questão, porém ficará com o
ônus de quitar o débito que a hipoteca garantia.

Questão 8
(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) André, Mariana e Renata pegaram um
automóvel emprestado com Flávio, comprometendo-se solidariamente a devolvê-lo
em quinze dias. Ocorre que Renata, dirigindo acima do limite de velocidade, causou
um acidente que levou à destruição total do veículo.
Assinale a opção que apresenta os direitos que Flávio tem diante dos três.

A) Pode exigir, de qualquer dos três, o equivalente pecuniário do carro, mais perdas
e danos.
B) Pode exigir, de qualquer dos três, o equivalente pecuniário do carro, mas só pode
exigir perdas e danos de Renata.
C) Pode exigir, de cada um dos três, um terço do equivalente pecuniário do carro e
das perdas e danos.
D) Pode exigir, de cada um dos três, um terço do equivalente pecuniário do carro,
mas só pode exigir perdas e danos de Renata.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Questão 9

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) Eduardo comprometeu-se a transferir para


Daniela um imóvel que possui no litoral, mas uma cláusula especial no contrato
previa que a transferência somente ocorreria caso a cidade em que o imóvel se
localiza viesse a sediar, nos próximos dez anos, um campeonato mundial de surfe.
Depois de realizado o negócio, todavia, o advento de nova legislação ambiental
impôs regras impeditivas para a realização do campeonato naquele local.
Sobre a incidência de tais regras, assinale a afirmativa correta.

A) Daniela tem direito adquirido à aquisição do imóvel, pois a cláusula especial


configura um termo.
B) Prevista uma condição na cláusula especial, Daniela tem direito adquirido à
aquisição do imóvel.
C) Há mera expectativa de direito à aquisição do imóvel por parte de Daniela, pois a
cláusula especial tem natureza jurídica de termo.
D) Daniela tem somente expectativa de direito à aquisição do imóvel, uma vez que
há uma condição na cláusula especial.

Questão 10
(XXIII Exame de Ordem Unificado / FGV) Em ação judicial na qual Paulo é réu,
levantou-se controvérsia acerca de seu domicílio, relevante para a determinação do
juízo competente. Paulo alega que seu domicílio é a capital do Estado do Rio de
Janeiro, mas o autor sustenta que não há provas de manifestação de vontade de
Paulo no sentido de fixar seu domicílio naquela cidade. Sobre o papel da vontade
nesse caso, assinale a afirmativa correta.
A) Por se tratar de um fato jurídico em sentido estrito, a vontade de Paulo na
fixação de domicílio é irrelevante, uma vez que não é necessário levar em
consideração a conduta humana para a determinação dos efeitos jurídicos desse
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

fato.
B) Por se tratar de um ato-fato jurídico, a vontade de Paulo na fixação de domicílio é
irrelevante, uma vez que, embora se leve em consideração a conduta humana para
a determinação dos efeitos jurídicos, não é exigível manifestação de vontade.
C) Por se tratar de um ato jurídico em sentido estrito, embora os seus efeitos sejam
predeterminados pela lei, a vontade de Paulo na fixação de domicílio é relevante,
no sentido de verificar a existência de um ânimo de permanecer naquele local.
D) Por se tratar de um negócio jurídico, a vontade de Paulo na fixação de domicílio é
relevante, já que é a manifestação de vontade que determina quais efeitos jurídicos
o negócio irá produzir.

Questão 11
(XXIII Exame de Ordem Unificado / FGV) Em um bazar beneficente, promovido por
Júlia, Marta adquiriu um antigo faqueiro, praticamente sem uso. Acreditando que o
faqueiro era feito de prata, Marta ofereceu um preço elevado sem nada perguntar
sobre o produto. Júlia, acreditando no espírito benevolente de sua vizinha,
prontamente aceitou o preço oferecido. Após dois anos de uso constante, Marta
percebeu que os talheres começaram a ficar manchados e a se dobrarem com
facilidade. Consultando um especialista, ela descobre que o faqueiro era feito de
uma liga metálica barata, de vida útil curta, e que, com o uso reiterado, ele se
deterioraria.
De acordo com o caso narrado, assinale a afirmativa correta.

A) A compra e venda firmada entre Marta e Júlia é nula, por conter vício em seu
objeto, um dos elementos essenciais do negócio jurídico.
B) O negócio foi plenamente válido, considerando ter restado comprovado que Júlia
não tinha qualquer motivo para suspeitar do engano de Marta.
C) O prazo decadencial a ser observado para que Marta pretenda judicialmente o
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

desfazimento do negócio deve ser contado da data de descoberta do vício.


D) De acordo com a disciplina do Código Civil, Júlia poderá evitar que o negócio seja
desfeito se oferecer um abatimento no preço de venda proporcional à baixa
qualidade do faqueiro.

Questão 12
(XXIII Exame de Ordem Unificado / FGV) À vista de todos e sem o emprego de
qualquer tipo de violência, o pequeno agricultor Joventino adentra terreno vazio,
constrói ali sua moradia e uma pequena horta para seu sustento, mesmo sabendo
que o terreno é de propriedade de terceiros. Sem ser incomodado, exerce posse
mansa e pacífica por 2 (dois) anos, quando é expulso por um grupo armado
comandado por Clodoaldo, proprietário do terreno, que só tomou conhecimento da
presença de Joventino no imóvel no dia anterior à retomada.
Diante do exposto, assinale a afirmativa correta.
A) Como não houve emprego de violência, Joventino não pode ser considerado
esbulhador.
B) Clodoaldo tem o direito de retomar a posse do bem mediante o uso da força com
base no desforço imediato, eis que agiu imediatamente após a ciência do ocorrido.
C) Tendo em vista a ocorrência do esbulho, Joventino deve ajuizar uma ação
possessória contra Clodoaldo, no intuito de recuperar a posse que exercia.
D) Na condição de possuidor de boa-fé, Joventino tem direito aos frutos e ao
ressarcimento das benfeitorias realizadas durante o período de exercício da posse.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

DIREITO CIVIL – FAMÍLIA E SUCESSÕES


PROFª. CARLA CARVALHO

Questão 1

(XIX Exame de Ordem Unificado / FGV) Júlio, casado com Isabela durante 23 anos,
com quem teve 3 filhos, durante audiência realizada em ação de divórcio cumulada
com partilha de bens proposta por Isabela, reconhece, perante o Juízo de Família,
um filho havido de relacionamento extraconjugal. Posteriormente, arrependido,
Júlio deseja revogar tal reconhecimento.

Sobre os fatos narrados, assinale a afirmativa correta.

A) O reconhecimento de filho só é válido se for realizado por escritura pública ou


testamento.

B) O reconhecimento de filho realizado por Júlio perante o Juízo de Família é ato


irrevogável.

C) O reconhecimento de filho em Juízo só tem validade em ação própria com essa


finalidade.

D) Júlio só poderia revogar o ato se este tivesse sido realizado por testamento.

Questão 2

(XXIII Exame de Ordem Unificado / FGV) Arlindo e Berta firmam pacto antenupcial,
preenchendo todos os requisitos legais, no qual estabelecem o regime de separação
absoluta de bens. No entanto, por motivo de saúde de um dos nubentes, a
celebração civil do casamento não ocorreu na data estabelecida.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Diante disso, Arlindo e Berta decidem não se casar e passam a conviver


maritalmente. Após cinco anos de união estável, Arlindo pretende dissolver a
relação familiar e aplicar o pacto antenupcial, com o objetivo de não dividir os bens
adquiridos na constância dessa união.

Nessas circunstâncias, o pacto antenupcial é

A) válido e ineficaz.

B) válido e eficaz.

C) inválido e ineficaz.

D) inválido e eficaz.

Questão 3

(XVIII Exame de Ordem Unificado/FGV) Roberto e Ana casaram-se, em 2005, pelo


regime da comunhão parcial de bens. Em 2008, Roberto ganhou na loteria e, com os
recursos auferidos, adquiriu um imóvel no Recreio dos Bandeirantes. Em 2014,
Roberto foi agraciado com uma casa em Santa Teresa, fruto da herança de sua tia.
Em 2015, Roberto e Ana se separaram.

Tendo em vista o regime de bens do casamento, assinale a afirmativa correta.

A) Os imóveis situados no Recreio dos Bandeirantes e em Santa Teresa são bens


comuns e, por isso, deverão ser partilhados em virtude da separação do casal.

B) Apenas o imóvel situado no Recreio dos Bandeirantes deve ser partilhado, sendo
o imóvel situado em Santa Teresa bem particular de Roberto.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

C) Apenas o imóvel situado em Santa Teresa deve ser partilhado, sendo o imóvel
situado no Recreio dos Bandeirantes excluído da comunhão, por ter sido adquirido
com o produto de bem advindo de fato eventual.

D) Nenhum dos dois imóveis deverá ser partilhado, tendo em vista que ambos são
bens particulares de Roberto.

Questão 4

(XII Exame de Ordem Unificado / FGV) Tiago, com 17 anos de idade e relativamente
incapaz, sob autoridade de seus pais Mário e Fabiana, recebeu, por doação de seu
tio, um imóvel localizado na rua Sete de Setembro, com dois pavimentos, contendo
três lojas comerciais no primeiro piso e dois apartamentos no segundo piso. Tiago
trabalha como cantor nos finais de semana, tendo uma renda mensal de R$
3.000,00 (três mil reais).

Face aos fatos narrados e considerando as regras de Direito Civil, assinale a opção
correta.

A) Mário e Fabiana exercem sobre os bens imóveis de Tiago o direito de usufruto


convencional, inerente à relação de parentesco que perdurará até a maioridade civil
ou emancipação de Tiago.

B) Mário e Fabiana poderão alienar ou onerar o bem imóvel de Tiago, desde que
haja prévia autorização do Ministério Público e seja demonstrado o evidente
interesse da prole.

C) Mário e Fabiana não poderão administrar os valores auferidos por Tiago no


exercício de atividade de cantor, bem como os bens com tais recursos adquiridos.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) Mário e Fabiana, entrando em colisão de interesses com Tiago sobre a


administração dos bens, facultam ao juiz, de ofício, nomear curador especial.

Questão 5

5. (XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) João e Carla foram casados por cinco
anos, mas, com o passar dos anos, o casamento se desgastou e eles se divorciaram.
As três filhas do casal, menores impúberes, ficaram sob a guarda exclusiva da mãe,
que trabalha em uma escola como professora, mas que está com os salários
atrasados há quatro meses, sem previsão de recebimento.

João vinha contribuindo para o sustento das crianças, mas, estranhamente, deixou
de fazê-lo no último mês. Carla, ao procurá-lo, foi informada pelos pais de João que
ele sofreu um atropelamento e está em estado grave na UTI do Hospital Boa Sorte.
Como João é autônomo, não pode contribuir, justificadamente, com o sustento das
filhas.

Sobre a possibilidade de os avós participarem do sustento das crianças, assinale a


afirmativa correta.

A) Em razão do divórcio, os sogros de Carla são ex-sogros, não são mais parentes,
não podendo ser compelidos judicialmente a contribuir com o pagamento de
alimentos para o sustento das netas.

B) As filhas podem requerer alimentos avoengos, se comprovada a impossibilidade


de Carla e de João garantirem o sustento das filhas.

C) Os alimentos avoengos não podem ser requeridos, porque os avós só podem ser
réus em ação de alimentos no caso de falecimento dos responsáveis pelo sustento
das filhas.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) Carla não pode representar as filhas em ação de alimentos avoengos, porque


apenas os genitores são responsáveis pelo sustento dos filhos.

Questão 6

(XVIII Exame de Ordem Unificado / FGV) Fabiana e Mauro são casados pelo regime
da separação convencional de bens e possuem dois filhos: Amanda e Pedro, de 19 e
16 anos, respectivamente. Mauro é filho de José, que se encontra com 65 anos.
Mauro sofreu um acidente automobilístico e, em razão da violência do acidente,
está em estado de coma, impossibilitado de exercer os atos da vida civil, razão pela
qual sua interdição tornou-se necessária.

Diante dos fatos narrados, assinale a afirmativa correta.

A) Fabiana, em razão do regime de bens que rege o casamento, não poderá ser
nomeada curadora de Mauro.

B) Como Mauro possui ascendente vivo e capaz, este será nomeado seu curador, na
forma da lei.

C) A filha de Mauro, por ser maior e capaz, será nomeada sua curadora, na forma da
lei.

D) Fabiana será nomeada curadora de Mauro, na forma da lei.

Questão 7

(XVI Exame de Ordem Unificado / FGV) Márcia era viúva e tinha três filhos: Hugo,
Aurora e Fiona. Aurora, divorciada, vivia sozinha e tinha dois filhos, Rui e Júlia.
Márcia faleceu e Aurora renunciou à herança da mãe.

Sobre a divisão da herança de Márcia, assinale a afirmativa correta.


MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

A) Diante da renúncia de Aurora, a herança de Márcia deve ser dividida entre Hugo
e Fiona, cabendo a cada um metade da herança.

B) Diante da renúncia de Aurora, a herança de Márcia deve ser dividida entre Hugo,
Fiona, Rui e Júlia, em partes iguais, cabendo a cada um 1/4 da herança.

C) Diante da renúncia de Aurora, a herança de Márcia deve ser dividida entre Hugo,
Fiona, Rui e Júlia, cabendo a Hugo e Fiona 1/3 da herança, e a Rui e Júlia 1/6 da
herança para cada um.

D) Aurora não pode renunciar à herança de sua mãe, uma vez que tal faculdade não
é admitida quando se tem descendentes de primeiro grau.

Questão 8

(XXV Exame de Ordem Unificado/FGV) Ana, sem filhos, solteira e cujos pais são
pré-mortos, tinha os dois avós paternos e a avó materna vivos, bem como dois
irmãos: Bernardo (germano) e Carmem (unilateral). Ana falece sem testamento,
deixando herança líquida no valor de R$ 60.000,00 (sessenta mil reais).

De acordo com os fatos narrados, assinale a afirmativa correta.

A) Seus três avós receberão, cada um, R$ 20.000,00 (vinte mil reais), por direito de
representação dos pais de Ana, pré-mortos.

B) Seus avós paternos receberão, cada um, R$ 15.000,00 (quinze mil reais) e sua avó
materna receberá R$ 30.000,00 (trinta mil reais), por direito próprio.

C) Bernardo receberá R$ 40.000,00 (quarenta mil reais), por ser irmão germano, e
Carmem receberá R$ 20.000,00 (vinte mil reais), por ser irmã unilateral.

D) Bernardo e Carmem receberão, cada um, R$ 30.000,00 (trinta mil reais), por
direito próprio.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Questão 9

(XXIV Exame de Ordem Unificado/FGV) Lúcia, sem ascendentes e sem


descendentes, faleceu solteira e não deixou testamento. O pai de Lúcia tinha dois
irmãos, que tiveram, cada qual, dois filhos, sendo, portanto, primos dela. Quando
do falecimento de Lúcia, seus tios já haviam morrido. Ela deixou ainda um sobrinho,
filho de seu único irmão, que também falecera antes dela.

Sobre a sucessão de Lúcia, de acordo com os fatos narrados, assinale a afirmativa


correta.

A) O sobrinho concorre com o tio na sucessão de Lúcia, partilhando-se por cabeça.

B) O sobrinho representará seu pai, pré-morto, na sucessão de Lúcia.

C) O filho do tio pré-morto será chamado à sucessão por direito de representação.

D) O sobrinho é o único herdeiro chamado à sucessão e herda por direito próprio.

Questão 10

(XXVI Exame de Ordem Unificado / FGV) Lúcio, viúvo, tendo como únicos parentes
um sobrinho, Paulo, e um tio, Fernando, fez testamento de acordo com todas as
formalidades legais e deixou toda a sua herança ao seu amigo Carlos, que tinha uma
filha, Juliana. O herdeiro instituído no ato de última vontade morreu antes do
testador. Morto Lúcio, foi aberta a sucessão.

Assinale a opção que indica como será feita a partilha.

A) Juliana receberá todos os bens de Lúcio.

B) Juliana receberá a parte disponível e Paulo, a legítima .


MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

C) Paulo e Fernando receberão, cada um, metade dos bens de Lúcio.

D) Paulo receberá todos os bens de Lúcio.

Questão 11

(XIX Exame de Ordem Unificado / FGV) Os pais de Raimundo já haviam falecido e,


como ele não tinha filhos, seu sobrinho Otávio era seu único parente vivo. Seu
melhor amigo era Alfredo. Em um determinado dia, Raimundo resolveu fazer
sozinho uma trilha perigosa pela Floresta dos Urucuns e, ao se perder na mata,
acidentou-se gravemente.

Ao perceber que podia morrer, redigiu em um papel, datado e assinado por ele,
declarando a circunstância excepcional em que se encontrava e que gostaria de
deixar toda a sua fortuna para Alfredo. Em razão do acidente, Raimundo veio a
falecer, sendo encontrado pelas equipes de resgate quatro dias depois do óbito. Ao
seu lado, estava o papel com sua última declaração escrita em vida, que foi
recolhido pela equipe de resgate e entregue à Polícia. Ao saber do ocorrido, Otávio
consulta seu advogado para saber se a declaração escrita por Raimundo tinha
validade.

Com base na hipótese narrada, assinale a afirmativa correta.

A) O testamento deixado por Raimundo não tem validade em virtude da ausência


das formalidades legais para o ato de última vontade, em especial a presença de
testemunhas.

B) O testamento deixado por Raimundo tem validade, mas suas disposições terão
que ser reduzidas em 50%, pelo fato de Otávio ser herdeiro de Raimundo.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

C) O testamento deixado por Raimundo poderá ser confirmado, a critério do juiz,


uma vez que a lei admite o testamento particular sem a presença de testemunhas
quando o testador estiver em circunstâncias excepcionais.

D) O testamento deixado por Raimundo não tem validade porque a lei s admite o
testamento público, lavrado na presença de um tabelião.

Questão 12

(XV Exame de Ordem Unificado / FGV) Mateus não tinha mais parentes, nunca
tivera descendentes e jamais havia vivido em união estável ou em matrimônio. Há
alguns anos, ele decidiu fazer um testamento e deixar todo o seu patrimônio para
seus amigos da vida toda, Marcos e Lucas. Seis meses depois da lavratura do
testamento, por força de um exame de DNA, Mateus descobriu que tinha um filho,
Alberto, 29 anos, que não conhecia, fruto de um relacionamento fugaz ocorrido no
início de sua faculdade. Mateus reconheceu a paternidade de Alberto no Registro
Civil e passou a conviver periodicamente com o filho. No mês passado, Mateus
faleceu.

Sobre sua sucessão, assinale a afirmativa correta.

A) Todo o patrimônio de Mateus caberá́ a Alberto.

B) Todo o patrimônio de Mateus caberá́ a Marcos e Lucas, por força do


testamento.

C) Alberto terá direito à legítima, cabendo a Marcos e Lucas a divisão da quota


disponível.

D) A herança de Mateus caberá igualmente aos três herdeiros.


MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

PROCESSO CIVIL

PROF. LUÍZ DELLORE

Questão 1

(XXVI Exame de Ordem Unificado / FGV) Alexandre ajuizou ação em face da


prestadora de serviço de iluminação pública de sua cidade, questionando os valores
cobrados nas últimas contas, bem como pleiteando a condenação da Ré no
pagamento de indenização por danos morais. A título de tutela provisória, requereu
a retirada de seu nome dos cadastros de inadimplentes, tendo a juíza competente
deferido liminarmente a tutela da evidência sob o fundamento de que a ré costuma
apresentar contestações padronizadas em processos semelhantes, o que
caracterizaria abuso de direito de defesa.

Sobre o procedimento adotado, assinale a afirmativa correta.

A) O juiz errou ao conceder liminarmente a tutela da evidência, na medida em que


esta somente é cabível quando há súmula vinculante sobre o tema.

B) O juiz acertou ao conceder liminarmente a tutela da evidência, pois a


apresentação de contestação padronizada em outro processo configura abuso de
direito de defesa.

C) O juiz acertou ao conceder liminarmente a tutela da evidência, uma vez que,


assim como na tutela de urgência, é dever do juiz conceder a tutela
independentemente da oitiva do réu.

D) O juiz errou ao conceder liminarmente a tutela da evidência, pois é necessária a


oitiva do réu antes de concedê-la com fundamento no abuso do direito de defesa.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Questão 2

(XXV Exame de Ordem Unificado/FGV) Tancredo ajuizou equivocadamente, em abril


de 2017, demanda reivindicatória em face de Gilberto, caseiro do sítio Campos
Verdes, porque Gilberto parecia ostentar a condição de proprietário. Diante do
narrado, assinale a afirmativa correta.

A) Gilberto deverá realizar a nomeação à autoria no prazo de contestação.

B) Gilberto poderá alegar ilegitimidade ad causam na contestação, indicando aquele


que considera proprietário.

C) Trata-se de vício sanável, podendo o magistrado corrigir o polo passivo de ofício,


substituindo Gilberto da relação processual, ainda que este não tenha indicado
alguém.

D) Gilberto poderá promover o chamamento ao processo de seu patrão, a quem


está subordinado.

Questão 3

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) Alice, em razão de descumprimento


contratual por parte de Lucas, constituiu Osvaldo como seu advogado para ajuizar
uma ação de cobrança com pedido de condenação em R$ 300.000,00 (trezentos mil
reais), valor atribuído à causa. A ação foi julgada procedente, mas não houve a
condenação em honorários sucumbenciais. Interposta apelação por Lucas, veio a
ser desprovida, sendo certificado o trânsito em julgado. Considerando o exposto,
assinale a afirmativa correta.

A) Em razão do trânsito em julgado e da preclusão, não há mais possibilidade de


fixação dos honorários sucumbenciais.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

B) Como não houve condenação, presume-se que há fixação implícita de honorários


sucumbenciais na média entre o mínimo e o máximo, ou seja, 15% do valor da
condenação.

C) O trânsito em julgado não impede a discussão no mesmo processo, podendo ser


requerida a fixação dos honorários sucumbenciais por meio de simples petição.

D) Deve ser proposta ação autônoma para definição dos honorários sucumbenciais
e de sua cobrança.

Questão 4

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) Almir ingressa com ação pelo procedimento
comum em face de José, pleiteando obrigação de fazer consistente na restauração
do sinteco aplicado no piso de seu apartamento, uma vez que, dias após a
realização do serviço ter sido concluída, o verniz começou a apresentar diversas
manchas irregulares. Em sua inicial, afirma ter interesse na autocomposição. O juiz
da causa, verificando que a petição inicial preenche os requisitos essenciais, não
sendo caso de improcedência liminar do pedido, designa audiência de conciliação a
ser realizada dentro de 60 (sessenta) dias, promovendo, ainda, a citação do réu com
30 (trinta) dias de antecedência. Com base na legislação processual aplicável ao
caso apresentado, assinale a afirmativa correta.

A) Caso Almir e José cheguem a um acordo durante a audiência de conciliação, a


autocomposição obtida será reduzida a termo pelo conciliador e,
independentemente da sua homologação pelo magistrado, já constitui título
executivo judicial, bastando que o instrumento seja referendado pelos advogados
dos transatores ou por conciliador credenciado junto ao tribunal.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

B) Agiu equivocadamente o magistrado, uma vez que o CPC/15 prevê a


imprescindibilidade do prévio oferecimento de contestação por José, no prazo de
15 (quinze) dias úteis a serem contados de sua citação e antes da designação da
audiência conciliatória, sob pena de vulnerar o princípio constitucional da ampla
defesa e do contraditório, também reproduzido na legislação adjetiva.

C) Caso Almir, autor da ação, deixe de comparecer injustificadamente à audiência


de conciliação, tal ausência é considerada pelo CPC/15 como ato atentatório à
dignidade da justiça, sendo sancionado com multa de até dois por cento da
vantagem econômica pretendida ou do valor da causa, revertida em favor do
Estado.

D) Almir e José não precisam comparecer à audiência de conciliação acompanhados


por seus advogados, uma vez que, nessa fase processual, a relação processual ainda
não foi integralmente formada e não há propriamente uma lide, a qual apenas
surgirá quando do oferecimento da contestação pelo réu.

Questão 5

(XXIII Exame de Ordem Unificado / FGV) Luana, em litígio instaurado em face de


Luciano, viu seu pedido ser julgado improcedente, o que veio a ser confirmado pelo
tribunal local, transitando em julgado.
O advogado da autora a alerta no sentido de que, apesar de a decisão do tribunal
local basear-se em acórdão proferido pelo Superior Tribunal de Justiça em regime
repetitivo, o precedente não seria aplicável ao seu caso, pois se trata de hipótese
fática distinta. Afirmou, assim, ser possível reverter a situação por meio do
ajuizamento de ação rescisória.

Diante do exposto, assinale a afirmativa correta.


MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

A) Não cabe a ação rescisória, pois a previsão de cabimento de rescisão do julgado


se destina às hipóteses de violação à lei e não de precedente.

B) Cabe a ação rescisória, com base na aplicação equivocada do precedente


mencionado.

C) Cabe a ação rescisória, porque o erro sobre o precedente se equipara à situação


da prova falsa.

D) Não cabe ação rescisória com base em tal fundamento, eis que a hipótese é de
ofensa à coisa julgada.

Questão 6

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) Leilane, autora da ação de indenização por
danos morais, proposta em face de Carlindo na 5ª Vara Cível da comarca da capital,
informou, em sua petição inicial, que não possuía interesse na audiência de
conciliação prevista no art. 334 do CPC/15. Mesmo assim, o magistrado marcou a
audiência de conciliação e ordenou a citação do réu. O réu, regularmente citado,
manifestou interesse na realização da referida audiência, na qual apenas o réu
compareceu. O juiz, então, aplicou à autora a multa de 2% sobre o valor da causa.
Sobre o procedimento do magistrado, a partir do caso apresentado, assinale a
afirmativa correta.

A) O magistrado não deveria ter marcado a audiência de conciliação, já que a autora


informou, em sua petição inicial, que não possuía interesse.

B) O magistrado agiu corretamente, tendo em vista que a conduta da autora se


caracteriza como um ato atentatório à dignidade da justiça.

C) O magistrado deveria ter declarado o processo extinto sem resolução do mérito,


e a multa não possui fundamento legal.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) A manifestação de interesse do réu na realização da referida audiência pode ser


feita em até 72 horas antes da sua realização.

Questão 7

(XXVI Exame de Ordem Unificado / FGV) Cláudia, intimada pelo juízo da Vara Z para
pagar a Cleide o valor de R$ 20.000,00, com fundamento em cumprimento
definitivo de sentença, realiza, no prazo de 15 dias, o pagamento de R$ 5.000,00.

De acordo com o que dispõe o CPC/2015, deve incidir:

A) Multa de 10% e honorários advocatícios sobre R$15.000,00.

B) Multa de 10% sobre R$15.000,00 e honorários advocatícios sobre R$ 20.000,00.

C) Multa de 10% e honorários advocatícios sobre R$ 20.000,00.

D) Multa de 10% e honorários advocatícios sobre R$5.000,00.

Questão 8

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) O Supermercado “X” firmou contrato com
a pessoa jurídica “Excelência” – sociedade empresária de renome – para que esta
lhe prestasse assessoria estratégica e planejamento empresarial no processo de
expansão de suas unidades por todo o país. Diante da discussão quanto ao
cumprimento da prestação acordada, uma vez que o supermercado entendeu que o
serviço fora prestado de forma deficiente, as partes se socorreram da arbitragem,
em razão de expressa previsão do meio de solução de conflitos trazida no contrato.
Na arbitragem, restou decidido que assistia razão ao supermercado, sendo a
sociedade empresária “Excelência” condenada ao pagamento de indenização, além
de multa de 30%. Considerando o exposto, assinale a afirmativa correta.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

A) Por se tratar de um título executivo extrajudicial, deve ser instaurado um


processo de execução.

B) Por se tratar de um título executivo judicial, será promovido segundo as regras


do cumprimento de sentença.

C) A sentença arbitral só poderá ser executada junto ao Poder Judiciário após ser
confirmada em processo de conhecimento, quando adquire força de título
executivo judicial.

D) A sentença arbitral será executada segundo as regras do cumprimento de


sentença, tendo em vista seu caráter de título executivo extrajudicial.

Questão 9

(XXVI Exame de Ordem Unificado / FGV) José ajuizou ação de indenização por danos
morais, materiais e estéticos em face de Pedro. O juiz competente, ao analisar a
petição inicial, considerou os pedidos incompatíveis entre si, razão pela qual a
indeferiu, com fundamento na inépcia.
Nessa situação hipotética, assinale a opção que indica o recurso que José deverá
interpor.

A) Apelação, sendo facultado ao juiz, no prazo de cinco dias, retratar-se do


pronunciamento que indeferiu a petição inicial.

B) Apelação, sendo os autos diretamente remetidos ao Tribunal de Justiça após a


citação de Pedro para a apresentação de contrarrazões.

C) Apelação, sendo que o recurso será diretamente remetido ao Tribunal de Justiça,


sem a necessidade de citação do réu para apresentação de contrarrazões.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) Agravo de Instrumento, inexistindo previsão legal de retratação por parte do


magistrado.

Questão 10

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) Lucas, em litígio instaurado contra Alberto,
viu seus pedidos serem julgados procedentes em primeira instância, o que veio a
ser confirmado pelo tribunal local em sede de apelação. Com a publicação do
acórdão proferido em sede de apelação na imprensa oficial, Alberto interpôs
recurso especial, alegando que o julgado teria negado vigência a dispositivo de lei
federal. Simultaneamente, Lucas opôs embargos de declaração contra o mesmo
acórdão, suscitando a existência de omissão. Nessa situação hipotética,

A) O recurso especial de Alberto deverá ser considerado extemporâneo, visto que


interposto antes do julgamento dos embargos de declaração de Lucas.

B) Alberto, após o julgamento dos embargos de declaração de Lucas, terá o direito


de complementar ou alterar as razões de seu recurso especial, independentemente
do resultado do julgamento dos embargos de declaração.

C) Alberto não precisará ratificar as razões de seu recurso especial para que o
recurso seja processado e julgado se os embargos de declaração de Lucas forem
rejeitados, não alterando a decisão recorrida.

D) Alberto deverá interpor novo recurso especial após o julgamento dos embargos
de declaração.

Questão 11

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) Arthur ajuizou ação perante o Juizado
Especial Cível da Comarca do Rio de Janeiro, com o objetivo de obter reparação por
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

danos materiais, em razão de falha na prestação de serviços pela sociedade


empresária Consultex. A sentença de improcedência dos pedidos iniciais foi
publicada, mas não apreciou juridicamente um argumento relevante suscitado na
inicial, desconsiderando, em sua fundamentação, importante prova do nexo de
causalidade. Arthur pretende opor embargos de declaração para ver sanada tal
omissão.

Diante de tal cenário, assinale a afirmativa correta.

A) Arthur poderá opor embargos de declaração, suspendendo o prazo para


interposição de recurso para a Turma Recursal.

B) Os embargos não interrompem ou suspendem o prazo para interposição de


recurso para a Turma Recursal, de modo que Arthur deverá optar entre os
embargos ou o recurso, sob pena de preclusão.

C) Eventuais embargos de declaração interpostos por Arthur interromperão o prazo


para interposição de recurso para a Turma Recursal.

D) Arthur não deverá interpor embargos de declaração pois estes não são cabíveis
no âmbito de Juizados Especiais.

Questão 12

(XXVI Exame de Ordem Unificado / FGV) A associação “Amigos da Natureza”,


constituída há 2 anos, com a finalidade institucional de proteger o meio ambiente,
tem interesse na propositura de uma ação civil pública, a fim de que determinado
agente causador de dano ambiental seja impedido de continuar a praticar o ilícito.
Procurado pela associação, você, na qualidade de advogado, daria a orientação de
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

A) Não propor uma ação civil pública, visto que as associações não têm legitimidade
para manejar tal instrumento, sem prejuízo de que outros legitimados, como o
Ministério Público, o façam.

B) Propor uma ação civil pública, já que a associação está constituída há pelo menos
1 ano e tem, entre seus fins institucionais, a defesa do meio ambiente.

C) Apenas propor a ação civil pública quando a associação estiver constituída há


pelo menos 3 anos.

D) Que a associação tem iniciativa subsidiária, de modo que só pode propor a ação
civil pública após demonstração de inércia do Ministério Público.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

DIREITO ADMINISTRATIVO
PROFª LICÍNIA ROSSI

Questão 1
(XIX Exame de Ordem Unificado / FGV) Um paciente de um hospital psiquiátrico
estadual conseguiu fugir da instituição em que estava internado, ao aproveitar um
momento em que os servidores de plantão largaram seus postos para acompanhar
um jogo de futebol na televisão. Na fuga, ao pular de um viaduto próximo ao
hospital, sofreu uma queda e, em razão dos ferimentos, veio a falecer.

Nesse caso,

A) o Estado não responde pela morte do paciente, uma vez que não configurado o
nexo de causalidade entre a ação ou omissão estatal e o dano.
B) o Estado responde de forma subjetiva, uma vez que não configurado o nexo de
causalidade entre a ação ou omissão estatal e o dano.
C) o Estado não responde pela morte do paciente, mas, caso comprovada a
negligência dos servidores, estes respondem de forma subjetiva.
D) o Estado responde pela morte do paciente, garantido o direito de regresso
contra os servidores no caso de dolo ou culpa.

Questão 2

(XX Exame de Ordem Unificado / FGV) A fim de pegar um atalho em seu caminho
para o trabalho, Maria atravessa uma área em obras, que está interditada pela
empresa contratada pelo Município para a reforma de um viaduto. Entretanto, por
desatenção de um dos funcionários que trabalhava no local naquele momento, um
bloco de concreto se desprendeu da estrutura principal e atingiu o pé de Maria.

Nesse caso,
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

A) a empresa contratada e o Município respondem solidariamente, com base na


teoria do risco integral.
B) a ação de Maria, ao burlar a interdição da área, exclui o nexo de causalidade
entre a obra e o dano, afastando a responsabilidade da empresa e do Município.
C) a empresa contratada e o Município respondem de forma atenuada pelos danos
causados, tendo em vista a culpa concorrente da vítima.
D) a empresa contratada responde de forma objetiva, mas a responsabilidade do
Município demanda comprovação de culpa na ausência de fiscalização da obra.

Questão 3

(XXVI Exame de Ordem Unificado/FGV) Em uma movimentada rodovia concedida


pela União a uma empresa privada, um veículo particular colidiu com outro,
deixando diversos destroços espalhados pela faixa de rolamento. Um dos objetos
deixados sobre a pista cortou o pneu de um terceiro automóvel, causando a colisão
deste em uma mureta de proteção. Com base no fragmento acima, assinale a
afirmativa correta.

A) A concessionária deve responder objetivamente pelos danos causados, com


fundamento na teoria do risco administrativo.
B) Em nenhuma hipótese a concessionária poderá ser responsabilizada pelo evento
danoso.
C) A concessionária responde pelos danos materiais causados ao terceiro veículo,
com fundamento na teoria do risco integral, isto é, ficou comprovado que o dano
foi causado por culpa exclusiva de terceiro ou por força maior.
D) O proprietário do terceiro automóvel só será reparado pelos danos materiais
caso demonstre a culpa da concessionária, caracterizada, por exemplo, pela demora
excessiva em promover a limpeza da rodovia.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Questão 4

(XXII Exame de Ordem Unificado/FGV) O Município Beta foi assolado por chuvas
que provocaram o desabamento de várias encostas, que abalaram a estrutura de
diversos imóveis, os quais ameaçam ruir, especialmente se não houver imediata
limpeza dos terrenos comprometidos. Diante do iminente perigo público a
residências e à vida de pessoas, o Poder Público deve, prontamente, utilizar
maquinário, que não consta de seu patrimônio, para realizar as medidas de
contenção pertinentes.

Assinale a opção que indica a adequada modalidade de intervenção na propriedade


privada para a utilização do maquinário necessário.

A) Requisição administrativa.
B) Tombamento.
C) Desapropriação.
D) Servidão administrativa.

Questão 5

(XIX Exame de Ordem Unificado / FGV) A associação de moradores do Município F


solicitou ao Poder Público municipal autorização para o fechamento da “rua de
trás”, por uma noite, para a realização de uma festa junina aberta ao público. O
Município, entretanto, negou o pedido, ao fundamento de que aquela rua seria
utilizada para sediar o encontro anual dos produtores de abóbora, a ser realizado
no mesmo dia.

Considerando que tal fundamentação não está correta, pois, antes da negativa do
pedido da associação de moradores, o encontro dos produtores de abóbora havia
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

sido transferido para o mês seguinte, conforme publicado na imprensa oficial,


assinale a afirmativa correta.

A) Mesmo diante do erro na fundamentação, o ato é válido, pois a autorização


pleiteada é ato discricionário da Administração.
B) Independentemente do erro na fundamentação, o ato é inválido, pois a
autorização pleiteada é ato vinculado, não podendo a Administração indeferi-lo.
C) Diante do erro na fundamentação, o ato é inválido, uma vez que, pela teoria dos
motivos determinantes, a validade do ato está ligada aos motivos indicados como
seu fundamento.
D) A despeito do erro na fundamentação, o ato é válido, pois a autorização
pleiteada é ato vinculado, não tendo a associação de moradores demonstrado o
preenchimento dos requisitos.

Questão 6

(XXI Exame de Ordem Unificado / FGV) O Município Beta verificou grave


comprometimento dos serviços de educação das escolas municipais, considerando
o grande número de professoras gozando licença-maternidade e de profissionais
em licença de saúde, razão pela qual fez editar uma lei que autoriza a contratação
de professores, por tempo determinado, sem a realização de concurso, em
situações devidamente especificadas na norma local.

Diante dessa situação hipotética, assinale a afirmativa correta.

A) A Constituição da República não autoriza a contratação temporária sem a


realização de concurso público.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

B) O Município Beta somente poderia se utilizar da contratação temporária para os


cargos permanentes de direção, chefia e assessoramento.

C) A contratação temporária, nos termos da lei, é possível, considerando que a


situação apresentada caracteriza necessidade temporária de excepcional interesse
público.

D) A contratação temporária de servidores, independentemente de previsão legal, é


possível.

Questão 7

(XXVI Exame de Ordem Unificado/FGV ) Maria foi aprovada em concurso para o


cargo de analista judiciário do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, mas, após ter
adquirido a estabilidade, foi demitida sem a observância das normas relativas ao
processo administrativo disciplinar. Em razão disso, Maria ajuizou ação anulatória
do ato demissional, na qual obteve êxito por meio de decisão jurisdicional
transitada em julgado. Nesse interregno, contudo, Alfredo, também regularmente
aprovado em concurso e estável, foi promovido e passou a ocupar o cargo que era
de Maria. Sobre a hipótese apresentada, assinale a afirmativa correta.

A) A invalidação do ato demissional de Maria não poderá importar na sua


reintegração ao cargo anterior, considerando que está ocupado por Alfredo.

B) Maria, em razão de ter adquirido a estabilidade, independentemente da


existência e necessidade do cargo que ocupava, deverá ser posta em
disponibilidade.

C) Maria deverá ser readaptada em cargo superior ao que ocupava anteriormente,


diante da ilicitude de seu ato demissional.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) Em decorrência da invalidade do ato demissional, Maria deve ser reintegrada ao


cargo que ocupava e Alfredo deverá ser reconduzido para o cargo de origem.

Questão 8

(XXIII Exame de Ordem Unificado/ FGV) O Ministério Público estadual ajuizou ação
civil pública por improbidade em desfavor de Odorico, prefeito do Município Beta,
perante o Juízo de 1º grau.

Após os devidos trâmites e do recebimento da inicial, surgiram provas contundentes


de que Odorico se utilizava da máquina administrativa para intimidar servidores e
prejudicar o andamento das investigações, razão pela qual o Juízo de 1º grau
determinou o afastamento cautelar do chefe do Poder Executivo municipal pelo
prazo de sessenta dias.

Nesse caso, o Juízo de 1º grau

A) não poderia ter dado prosseguimento ao feito, na medida em que Odorico é


agente político e, por isso, não responde com base na lei de improbidade, mas
somente na esfera política, por crime de responsabilidade.

B) não tem competência para o julgamento da ação civil pública por improbidade
ajuizada em face de Odorico, ainda que o agente tenha foro por prerrogativa junto
ao respectivo Tribunal de Justiça estadual.

C) não poderia ter determinado o afastamento cautelar de Odorico, pois a perda da


função pública só se efetiva com o trânsito em julgado da sentença condenatória.

D) agiu corretamente ao determinar o afastamento cautelar de Odorico, que,


apesar de constituir medida excepcional, cabe quando o agente se utiliza da
máquina administrativa para intimidar servidores e prejudicar o andamento do
processo.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Questão 9
(XXIV Exame de Ordem Unificado/FGV) Em ação civil pública por atos de
improbidade que causaram prejuízo ao erário, ajuizada em desfavor de José,
servidor público estadual estável, o Juízo de 1º grau, após os devidos trâmites,
determinou a indisponibilidade de todos os bens do demandado, cujo patrimônio é
superior aos danos e às demais imputações que constam na inicial.

Apresentado o recurso pertinente, observa-se que a aludida decisão

A) não merece reforma, na medida em que José deve responder com todo o seu
patrimônio, independentemente do prejuízo causado pelos atos de improbidade
que lhe são imputados.

B) deve ser reformada, considerando que somente podem ser objeto da cautelar os
bens adquiridos depois da prática dos atos de improbidade imputados a José.

C) deve ser reformada, pois não é possível, por ausência de previsão legal, a
determinação de tal medida cautelar em ações civis públicas por ato de
improbidade.

D) deve ser reformada, porquanto a cautelar somente pode atingir tantos bens
quantos bastassem para garantir as consequências financeiras dos atos de
improbidade imputados a José.

Questão 10

(XXV Exame de Ordem Unificado/FGV) Raimundo tornou-se prefeito de um


pequeno município brasileiro. Seu mandato teve início em janeiro de 2009 e
encerrou-se em dezembro de 2012. Em abril de 2010, sabendo que sua esposa
estava grávida de gêmeos e que sua residência seria pequena para receber os novos
filhos, Raimundo comprou um terreno e resolveu construir uma casa maior. No
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

mesmo mês, com o orçamento familiar apertado, para não incorrer em novos
custos, ele usou um trator de esteiras, de propriedade do município, para nivelar o
terreno recém adquirido.

O Ministério Público teve ciência do fato em maio de 2015 e ajuizou, em setembro


do mesmo ano, ação de improbidade administrativa contra Raimundo. Após análise
da resposta preliminar, o juiz recebeu a ação e ordenou a citação do réu em
dezembro de 2015.

Considerando o enunciado da questão e a Lei de Improbidade Administrativa, em


especial as disposições sobre prescrição, o prazo prescricional das eventuais
sanções a serem aplicadas a Raimundo é de

A) cinco anos, tendo como termo inicial a data da infração (abril de 2010); logo,
como a ação foi ajuizada em setembro de 2015, ocorreu a prescrição no caso
concreto.

B) três anos, tendo como termo inicial a data em que os fatos se tornaram
conhecidos pelo Ministério Público (maio de 2015); logo, como a ação foi ajuizada
em setembro de 2015, não ocorreu a prescrição no caso concreto.

C) cinco anos, tendo como termo inicial o término do exercício do mandato


(dezembro de 2012); logo, como a ação foi ajuizada em setembro de 2015, não
ocorreu a prescrição no caso concreto.

D) três anos, tendo como termo inicial o término do exercício do mandato


(dezembro de 2012); logo, como a ação foi ajuizada em setembro de 2015, ocorreu
a prescrição no caso concreto.

Questão 11
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

(XXVI Exame de Ordem Unificado/FGV) Raul e Alberto inscreveram-se para


participar de um concorrido concurso público. Como Raul estava mais preparado,
combinaram que ele faria a prova rapidamente e, logo após, deixaria as respostas
na lixeira do banheiro para que Alberto pudesse ter acesso a elas. A fraude só veio a
ser descoberta após o ingresso de Raul e de Alberto no cargo, fato que ensejou o
afastamento deles. Após rígida investigação policial e administrativa, não foi
identificada, na época do certame, a participação de agentes públicos no esquema.
Sobre os procedimentos de Raul e de Alberto, com base nas disposições da Lei de
Improbidade Administrativa, assinale a afirmativa correta.

A) Eles enriqueceram ilicitamente graças aos salários recebidos e, por isso, devem
responder por ato de improbidade administrativa.

B) Eles causaram prejuízo ao erário, consistente nos salários pagos indevidamente


e, por isso, devem responder por ato de improbidade administrativa.

C) Eles frustraram a licitude de concurso público, atentando contra os princípios da


Administração Pública, e, por isso, devem responder por ato de improbidade
administrativa.

D) Eles não praticaram ato de improbidade administrativa, pois, no momento em


que ocorreu a fraude no concurso público, não houve a participação de agentes
públicos.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

ÉTICA PROFISSIONAL

PROF. ANDRÉ BARBIERI

Questão 1

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) Severino, advogado, é notório conhecedor


das normas procedimentais e disciplinares do Estatuto da Advocacia e da OAB, bem
como de seu regulamento, atuando na defesa de colegas advogados em processos
disciplinares. Recentemente, Severino foi eleito conselheiro, passando a exercer
essa função em certo Conselho Seccional da OAB. Considerando o caso descrito,
assinale a afirmativa correta.

A) Severino não poderá, enquanto exercer a função de conselheiro, atuar em


processos disciplinares que tramitem perante qualquer órgão da OAB, sequer em
causa própria.

B) Severino não poderá, enquanto for conselheiro, atuar em processos disciplinares


que tramitem perante o Conselho Seccional onde exerce sua função. Porém,
perante os demais conselhos, não há vedação à sua atuação, em causa própria ou
alheia.

C) Severino não poderá, enquanto for conselheiro, atuar em processos disciplinares


que tramitem perante o Conselho Seccional onde exerce sua função e o Conselho
Federal da OAB. Porém, perante os demais conselhos, não há vedação à sua
atuação, em causa própria ou alheia.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) Severino não poderá, enquanto exercer a função, atuar em processos


disciplinares que tramitem perante qualquer órgão da OAB, salvo em causa própria.

Questão 2

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) O advogado Inácio foi indicado para
defender em juízo pessoa economicamente hipossuficiente, pois no local onde atua
não houve disponibilidade de defensor público para tal patrocínio. Sobre o direito
de Inácio à percepção de honorários, assinale a afirmativa correta.

A) Os honorários serão fixados pelo juiz, apenas em caso de êxito, de natureza


sucumbencial, a serem executados em face da parte adversa.

B) Os honorários serão fixados pelo juiz, independentemente de êxito, segundo


tabela organizada pelo Conselho Seccional da OAB e pagos pelo Estado.

C) Os honorários serão fixados pelo juiz, apenas em caso de êxito,


independentemente de observância aos patamares previstos na tabela organizada
pelo Conselho Seccional da OAB, a serem pagos pelo Estado.

D) Os honorários serão fixados pelo juiz, independentemente de êxito, segundo


tabela organizada pelo Conselho Seccional da OAB, e pagos pelo patrocinado caso
possua patrimônio, a ser executado no prazo de cinco anos, a contar da data da
nomeação.

Questão 3

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) A advogada Ana encontra-se no quinto mês
de gestação. Em razão de exercer a profissão como única patrona nas causas em
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

que atua, ela receia encontrar algumas dificuldades durante a gravidez e após o
parto. Considerando o caso narrado, assinale a afirmativa correta.

A) O Estatuto da OAB confere a Ana o direito de entrar nos tribunais sem submissão
aos detectores de metais, vagas reservadas nas garagens dos fóruns onde atuar,
preferência na ordem das audiências a serem realizadas a cada dia e suspensão dos
prazos processuais quando der à luz.

B) O Estatuto da OAB não dispõe sobre direitos especialmente conferidos às


advogadas grávidas, mas aplicam-se a Ana as disposições da CLT relativas à
proteção à maternidade e à trabalhadora gestante.

C) O Estatuto da OAB confere a Ana o direito de entrar nos tribunais sem submissão
aos detectores de metais e preferência na ordem das audiências a serem realizadas
a cada dia, mas não dispõe sobre vagas reservadas nas garagens dos fóruns e
suspensão dos prazos processuais quando der à luz.

D) O Estatuto da OAB confere a Ana o direito de entrar nos tribunais sem submissão
aos detectores de metais, preferência na ordem das audiências a serem realizadas a
cada dia e vagas reservadas nas garagens dos fóruns, mas não dispõe sobre
suspensão dos prazos processuais quando der à luz.

Questão 4

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) Tânia, advogada, dirigiu-se à sala de


audiências de determinada Vara Criminal, a fim de acompanhar a realização das
audiências designadas para aquele dia em feitos nos quais não oficia. Tânia verificou
que os processos não envolviam segredo de justiça e buscou ingressar na sala de
audiências no horário designado. Não obstante, certo funcionário deu-lhe duas
orientações. A primeira orientação foi de que ela não poderia permanecer no local
se todas as cadeiras estivessem ocupadas, pois não seria autorizada a permanência
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

de advogados de pé, a fim de evitar tumulto na sala. A segunda orientação foi no


sentido de que, caso ingressassem na sala, Tânia e os demais presentes não
poderiam sair até o fim de cada ato, salvo se houvesse licença do juiz, para evitar
que a entrada e saída de pessoas atrapalhasse o regular andamento das audiências.
Considerando o caso narrado, assinale a afirmativa correta.

A) A primeira orientação dada pelo funcionário viola os direitos assegurados ao


advogado, pois Tânia possui o direito de permanecer, mesmo que de pé, na sala de
audiências. Todavia, a segunda orientação coaduna-se com o poder-dever do
magistrado de presidir e evitar tumulto no ato judicial, não violando, por si, direitos
normatizados no Estatuto da OAB.

B) A segunda orientação dada pelo funcionário viola os direitos assegurados ao


advogado, pois Tânia possui o direito de retirar-se a qualquer momento,
independentemente de licença do juiz, da sala de audiências. Todavia, a primeira
orientação coaduna-se com o poder-dever do magistrado de presidir e evitar
tumulto no ato judicial, não violando, por si, direitos normatizados no Estatuto da
OAB.

C) Ambas as orientações violam os direitos assegurados, pelo Estatuto da OAB, ao


advogado, pois Tânia possui o direito de permanecer, mesmo que de pé, na sala de
audiências, bem como de se retirar a qualquer momento, independentemente de
licença do juiz.

D) Nenhuma das orientações viola os direitos assegurados ao advogado, pois se


coadunam com o poder-dever do magistrado de presidir e evitar tumulto no ato
judicial, não contrariando, por si sós, direitos normatizados no Estatuto da OAB.

Questão 5
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) O Conselho Seccional Y da OAB,


entendendo pela inconstitucionalidade de certa norma em face da Constituição da
República, subscreve indicação de ajuizamento de ação direta de
inconstitucionalidade, endereçando-a ao Conselho Federal da OAB. Considerando o
caso apresentado, de acordo com o Regulamento Geral do Estatuto da Advocacia e
da OAB, assinale a afirmativa correta.

A) A mencionada indicação de ajuizamento de ação direta de inconstitucionalidade


submete-se a obrigatório juízo prévio de admissibilidade realizado pela Diretoria do
Conselho Federal para aferição da relevância da defesa dos princípios e das normas
constitucionais. Caso seja admitida, o relator, designado pelo Presidente,
independentemente da decisão da Diretoria, pode levantar preliminar de
inadmissibilidade perante o Conselho Pleno, quando não encontrar norma ou
princípio constitucional violados pelo ato normativo. Após, se aprovado o
ajuizamento da ação, esta será proposta pelo Presidente do Conselho Federal.

B) A mencionada indicação de ajuizamento de ação direta de inconstitucionalidade


submete-se a obrigatório juízo prévio de admissibilidade realizado pela Segunda
Câmara do Conselho Federal para aferição da relevância da defesa dos princípios e
das normas constitucionais. Caso seja admitida, o relator designado pelo
Presidente, independentemente da decisão da Segunda Câmara, pode levantar
preliminar de inadmissibilidade perante o Conselho Pleno, quando não encontrar
norma ou princípio constitucional violados pelo ato normativo. Após, se aprovado o
ajuizamento da ação, esta será proposta pelo Presidente do Conselho Federal.

C) A mencionada indicação de ajuizamento de ação direta de inconstitucionalidade


não se sujeita a juízo prévio obrigatório de admissibilidade, seja pela Diretoria ou
qualquer Câmara do Conselho Federal. Porém, o relator, designado pelo Presidente,
pode levantar preliminar de inadmissibilidade perante o Conselho Pleno, quando
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

não encontrar norma ou princípio constitucional violados pelo ato normativo. Após,
se aprovado o ajuizamento da ação, esta será proposta pelo Presidente do Conselho
Federal.

D) A mencionada indicação de ajuizamento de ação direta de inconstitucionalidade


não se sujeita a juízo prévio obrigatório de admissibilidade seja pela Diretoria ou
qualquer Câmara do Conselho Federal. Porém, o relator designado pelo Presidente
pode levantar preliminar de inadmissibilidade perante o Conselho Pleno, quando
não encontrar norma ou princípio constitucional violados pelo ato normativo. Após,
se aprovado o ajuizamento da ação, esta será proposta pelo relator designado.

Questão 6

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) Certa sociedade de advogados, de acordo


com a vontade do cliente, emitiu fatura, com fundamento no contrato de prestação
de serviços advocatícios. Em seguida, promoveu o saque de duplicatas quanto ao
crédito pelos honorários advocatícios. Considerando o caso narrado, assinale a
afirmativa correta.

A) É vedada a emissão da fatura, com fundamento no contrato de prestação de


serviços, bem como não é autorizado o saque de duplicatas quanto ao crédito pelos
honorários advocatícios.

B) É autorizada a emissão de fatura, com fundamento no contrato de prestação de


serviços, se assim pretender o cliente, sendo também permitido que
posteriormente seja levada a protesto. Todavia, é vedado o saque de duplicatas
quanto ao crédito pelos honorários advocatícios.

C) É autorizada a emissão de fatura, com fundamento no contrato de prestação de


serviços, se assim pretender o cliente, sendo vedado que seja levada a protesto.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Ademais, não é permitido o saque de duplicatas quanto ao crédito pelos honorários


advocatícios.

D) É vedada a emissão de fatura, com fundamento no contrato de prestação de


serviços, mas é permitido que, posteriormente, seja levada a protesto. Ademais, é
permitido o saque de duplicatas quanto ao crédito pelos honorários advocatícios.

Questão 7

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) Em determinada edição de um jornal de


grande circulação, foram publicadas duas matérias subscritas, cada qual, pelos
advogados Lúcio e Frederico. Lúcio assina, com habitualidade, uma coluna no
referido jornal, em que responde, semanalmente, a consultas sobre matéria
jurídica. Frederico apenas subscreveu matéria jornalística naquela edição,
debatendo certa causa, de natureza criminal, bastante repercutida na mídia, tendo
analisado a estratégia empregada pela defesa do réu no processo. Considerando o
caso narrado e o disposto no Código de Ética e Disciplina da OAB, assinale a
afirmativa correta.

A) Lúcio e Frederico cometeram infração ética.

B) Apenas Lúcio cometeu infração ética.

C) Apenas Frederico cometeu infração ética.

D) Nenhum dos advogados cometeu infração ética.

Questão 8

(XXIV Exame de Ordem Unificado / FGV) O advogado Gennaro exerce suas


atividades em sociedade de prestação de serviços de advocacia, sediada na capital
paulista. Todas as demandas patrocinadas por Gennaro tramitam perante juízos
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

com competência em São Paulo. Todavia, recentemente, a esposa de Gennaro


obteve trabalho no Rio de Janeiro. Após buscarem a melhor solução, o casal
resolveu que fixaria sua residência, com ânimo definitivo, na capital fluminense,
cabendo a Gennaro continuar exercendo as mesmas funções no escritório de São
Paulo.

Nos dias em que não tem atividades profissionais, o advogado, valendo-se da ponte
área, retorna ao domicílio do casal no Rio de Janeiro. Considerando o caso narrado,
assinale a afirmativa correta.

A) O Estatuto da Advocacia e da OAB impõe que Gennaro requeira a transferência


de sua inscrição principal como advogado para o Conselho Seccional do Rio de
Janeiro.

B) O Estatuto da Advocacia e da OAB impõe que Gennaro requeira a inscrição


suplementar como advogado junto ao Conselho Seccional do Rio de Janeiro.

C) O Estatuto da Advocacia e da OAB impõe que Gennaro requeira a inscrição


suplementar como advogado junto ao Conselho Federal da OAB.

D) O Estatuto da Advocacia e da OAB não impõe que Gennaro requeira a


transferência de sua inscrição principal ou requeira inscrição suplementar.

Questão 9

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV)Lina, cidadã que não exerce a advocacia,
deseja endereçar à presidência de certa Subseção da OAB representação pela
instauração de processo disciplinar em face de determinado advogado, pelo
cometimento de infrações éticas. Assim, ela busca se informar sobre como pode
oferecer tal representação e qual a forma adequada para tanto.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

De acordo com o disposto no Código de Ética e Disciplina da OAB, Lina poderá


oferecer representação pela instauração de processo disciplinar em face do
advogado, mas

A) Deve endereçá-la ao presidente do respectivo Conselho Seccional, uma vez que


receber e processar representações com tal conteúdo não se inclui entre as
atribuições das Subseções. A representação poderá ser realizada por escrito ou
verbalmente, com ou sem identificação do representante.

B) Deve formulá-la ao presidente do Conselho Seccional ou ao presidente da


Subseção. A representação poderá ser realizada por escrito ou verbalmente, mas é
necessária a identificação do representante, sob pena de não ser considerada fonte
idônea.

C) Deve endereçá-la ao presidente do respectivo Conselho Seccional, uma vez que


não se inclui entre as atribuições das Subseções receber e processar representações
com tal conteúdo. A representação deverá ser realizada por escrito, não sendo
consideradas fontes idôneas as representações verbais ou sem identificação do
representante.

D) Deve formulá-la ao presidente do Conselho Seccional ou ao presidente da


Subseção. A representação poderá ser realizada por escrito ou verbalmente, com ou
sem identificação do representante. Será considerada fonte idônea ainda que
oferecida sem a identificação do representante.

Questão 10

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) Em determinada sessão do Conselho


Seccional da OAB do Estado da Bahia, compareceram Arthur, Presidente do
Conselho Federal da OAB; Daniel, Conselheiro Federal da OAB, integrante da
delegação da Bahia, e Carlos, ex-Presidente do Conselho Seccional da OAB do
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

Estado da Bahia. De acordo com o Estatuto da OAB, para as deliberações nessa


sessão,

A) Arthur tem direito a voz e voto. Daniel e Carlos têm direito somente a voz.

B) Daniel tem direito a voz e voto. Arthur e Carlos têm direito somente a voz.

C) Daniel e Carlos têm direito a voz e voto. Arthur tem direito somente a voz.

D) Arthur, Daniel e Carlos têm direito somente a voz.

Questão 11

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) O Tribunal de Ética e Disciplina de certo


Conselho Seccional da OAB decidiu pela suspensão preventiva do advogado Hélio,
acusado em processo disciplinar. Hélio, todavia, interpôs o recurso cabível contra
tal decisão. Considerando as regras sobre os recursos em processos que tramitam
perante a OAB, bem como a situação descrita, assinale a afirmativa correta.

A) Em regra, os recursos em processos que tramitam perante a OAB têm efeito


suspensivo. Assim, no caso narrado, o recurso interposto por Hélio será dotado do
aludido efeito.

B) Em regra, os recursos em processos que tramitam perante a OAB não têm efeito
suspensivo. Todavia, nesse caso, excepcionalmente, pode ser atribuído o efeito, se
demonstrada a probabilidade de provimento ou se, sendo relevante a
fundamentação, o recorrente indicar risco de dano grave ou de difícil reparação.

C) Em regra, os recursos em processos que tramitam perante a OAB têm efeito


suspensivo. Todavia, o recurso manejado por Hélio se inclui em hipótese
excepcional, na qual é vedado o efeito suspensivo.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) Em regra, os recursos em processos que tramitam perante a OAB não têm efeito
suspensivo, não sendo permitida a concessão de tal efeito por decisão da
autoridade julgadora. Assim, no caso narrado, o recurso interposto por Hélio não
será dotado de efeito suspensivo.

Questão 12

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) O advogado Valter instalou, na fachada do


seu escritório, um discreto painel luminoso com os dizeres “Advocacia Trabalhista”.
A sociedade de advogados X contratou a instalação de um sóbrio painel luminoso
em um dos pontos de ônibus da cidade, onde constava apenas o nome da
sociedade, dos advogados associados e o endereço da sua sede. Já a advogada
Helena fixou, em todos os elevadores do prédio comercial onde se situa seu
escritório, cartazes pequenos contendo inscrições sobre seu nome, o ramo do
Direito em que atua e o andar no qual funciona o escritório. Considerando as
situações descritas e o disposto no Código de Ética e Disciplina da OAB, assinale a
afirmativa correta.

A) Apenas Valter e a sociedade de advogados X violaram a disciplina quanto à ética


na publicidade profissional.

B) Apenas Helena violou a disciplina quanto à ética na publicidade profissional.

C) Valter, Helena e a sociedade de advogados X violaram a disciplina quanto à ética


na publicidade profissional.

D) Apenas a sociedade de advogados X e Helena violaram a disciplina quanto à ética


na publicidade profissional.

Questão 13
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) Enzo, regularmente inscrito junto à OAB, foi
contratado como empregado de determinada sociedade limitada, a fim de exercer
atividades privativas de advogado. Foi celebrado, por escrito, contrato individual de
trabalho, o qual estabelece que Enzo se sujeitará a regime de dedicação exclusiva. A
jornada de trabalho acordada de Enzo é de oito horas diárias. Frequentemente,
porém, é combinado que Enzo não compareça à sede da empresa pela manhã,
durante a qual deve ficar, por três horas, “de plantão”, ou seja, à disposição do
empregador, aguardando ordens. Nesses dias, posteriormente, no período da tarde,
dirige-se à sede, a fim de exercer atividades no local, pelo período contínuo de seis
horas. Considerando o caso narrado e a disciplina do Estatuto da Advocacia e da
OAB, bem como do seu Regulamento Geral, assinale a afirmativa correta.

A) É vedada a pactuação de dedicação exclusiva. Deverão ser remuneradas como


extraordinárias as horas diárias excedentes a quatro horas contínuas, incluindo-se
as horas cumpridas por Enzo na sede da empresa, bem como as horas que ele
permanece em sede externa, executando tarefas ou meramente aguardando
ordens do empregador.

B) É autorizada a pactuação do regime de dedicação exclusiva. Deverão ser


remuneradas como extraordinárias as horas que excederem a jornada de oito horas
diárias, o que inclui as horas cumpridas por Enzo na sede da empresa ou
efetivamente executando atividades externas ordenadas pelo empregador. As horas
em que Enzo apenas aguarda as ordens fora da sede são consideradas somente
para efeito de compensação de horas.

C) É autorizada a pactuação do regime de dedicação exclusiva. Deverão ser


remuneradas como extraordinárias as horas que excederem a jornada de oito horas
diárias, o que inclui tanto as horas cumpridas por Enzo na sede da empresa como as
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

horas em que ele permanece em sede externa, executando tarefas ou meramente


aguardando ordens do empregador.

D) É autorizada a pactuação do regime de dedicação exclusiva. Deverão ser


remuneradas como extraordinárias as horas que excederem a jornada de nove
horas diárias, o que inclui as horas cumpridas por Enzo na sede da empresa ou
efetivamente executando atividades externas ordenadas pelo empregador. As horas
em que Enzo apenas aguarda as ordens fora da sede são consideradas somente
para efeito de compensação de horas.

Questão 14

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) O advogado Ícaro dos Santos, regularmente
constituído para a defesa judicial de certo cliente, necessitou, para o correto
exercício do mandato, que o cliente lhe apresentasse alguns documentos. Após
Ícaro solicitar-lhe os documentos diversas vezes, realizando inúmeras tentativas de
contato, o cliente manteve-se inerte por prazo superior a três meses. Considerando
o caso narrado, assinale a afirmativa correta.

A) Diante da inércia do cliente, o Código de Ética e Disciplina da OAB dispõe que se


presume extinto automaticamente o mandato.

B) Diante da inércia do cliente, o Código de Ética e Disciplina da OAB dispõe que é


recomendada a renúncia ao mandato. Ainda de acordo com o diploma, a renúncia
ao patrocínio deve ser feita com menção do motivo que a determinou.

C) Diante da inércia do cliente, o Código de Ética e Disciplina da OAB dispõe que é


recomendado ao advogado peticionar nos autos, solicitando a intimação pessoal do
cliente para apresentação dos documentos. Apenas após o ato, se mantida a
inércia, presume-se extinto o mandato.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) Diante da inércia do cliente, o Código de Ética e Disciplina da OAB dispõe que é


recomendada a renúncia ao mandato. Ainda de acordo com o diploma, a renúncia
ao patrocínio deve ser feita sem menção do motivo que a determinou.

Questão 15

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) José Carlos Santos, advogado, dirigiu-se ao
Ministério Público a fim de tomar apontamentos sobre investigação criminal em
andamento, conduzida pelo Parquet, em face de seu cliente, em que foi decretado
sigilo. Dias depois, José Carlos foi à delegacia de polícia no intuito de examinar e
retirar cópias de autos de certo inquérito policial, em curso, no qual também foi
decretado sigilo, instaurado contra outro cliente seu. Consoante o disposto no
Estatuto da Advocacia e da OAB, assinale a afirmativa correta.

A) Em ambos os casos, José Carlos deverá apresentar procuração tanto para tomar
apontamentos sobre a investigação em trâmite perante o Ministério Público quanto
para examinar e retirar cópias do inquérito policial.

B) Apenas é necessário que José Carlos apresente procuração para tomar


apontamentos sobre a investigação em trâmite perante o Ministério Público, não
sendo exigível a apresentação de procuração para examinar e retirar cópias do
inquérito policial.

C) Apenas é necessário que José Carlos apresente procuração para examinar e


retirar cópias do inquérito policial, não sendo exigível a apresentação de procuração
para tomar apontamentos sobre a investigação em trâmite perante o Ministério
Público.
MARATONA 1ª FASE – EXAME XXVII
QUESTÕES SELECIONADAS

D) Não é exigível a apresentação de procuração para examinar e retirar cópias do


inquérito policial, nem para tomar apontamentos sobre a investigação em trâmite
perante o Ministério Público.

Questão 16

(XXV Exame de Ordem Unificado / FGV) Carlos praticou infração disciplinar,


oficialmente constatada em 09 de fevereiro de 2010. Em 11 de abril de 2013, foi
instaurado processo disciplinar para apuração da infração, e Carlos foi notificado
em 15 de novembro do mesmo ano. Em 20 de fevereiro de 2015, o processo ficou
pendente de julgamento, que só veio a ocorrer em 1º de março de 2018. De acordo
com o Estatuto da OAB, a pretensão à punibilidade da infração disciplinar praticada
por Carlos

A) Está prescrita, tendo em vista o decurso de mais de três anos entre a constatação
oficial da falta e a instauração do processo disciplinar.

B) Está prescrita, tendo em vista o decurso de mais de seis meses entre a


instauração do processo disciplinar e a notificação de Carlos.

C) Está prescrita, tendo em vista o decurso de mais de três anos de paralisação para
aguardar julgamento.

D) Não está prescrita, tendo em vista que não decorreram cinco anos entre cada
uma das etapas de constatação, instauração, notificação e julgamento.