Anda di halaman 1dari 20

RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

Afirmação Negação
TÓPICO 3 x=y x≠y
ESTRUTURAS, DIAGRAMAS E LÓGICA x<y x≥y
DE ARGUMENTAÇÃO x≤y x>y
x>y x≤y
RESUMO TEÓRICO x≥y x<y

1. Equivalência lógica
• Para p e q proposições.
1.1. Definição

Diz-se que as proposições A e B são logicamente Proposição Negação


equivalentes, e escreve-se A ≡ B , quando A e B têm a p∨q ¬ ( p ∨ q) ≡ ¬ p ∧ ¬ q
mesma tabela-verdade. p∧q ¬ ( p ∧ q) ≡ ¬ p ∨ ¬ q
p→q ¬ ( p → q) ≡ p ∧ ¬ q
Exemplos: Leis de De Morgan
p↔q ¬ ( p ↔ q) ≡ ( p ∧ ¬ q) ∨ ( q ∧ ¬ p)
1) ¬ ( A ∧ B ) ≡ ¬A ∨ ¬B
2) ¬ ( A ∨ B ) ≡ ¬A ∧ ¬B
• Para P(x) e Q(x) funções proposicionais definidas
2. Proposição contra-recíproca num conjunto A, temos:

A proposição A → B é equivalente à ¬ B → ¬ A.
Sent. Aberta Negação
Como conseqüência, tem-se o teorema contra-recíproco: (∀x ∈ A) (P(x)) ¬(∀x ∈ A) (P(x)) ≡ (∃x ∈ A) (¬P(x))
(∃x ∈ A) (P(x)) ¬(∃x ∈ A) (P(x)) ≡ (∀x ∈ A) (¬P(x))
"A proposição A ( x ) ⇒ B ( x ) é verdadeira se, e somente
P(x) ∨ Q(x) ¬(P(x) ∨ Q(x)) ≡ ¬P(x) ∧ ¬Q(x)
se, ¬B ( x ) ⇒ ¬A ( x ) é verdadeira." P(x) ∧ Q(x) ¬(P(x) ∧ Q(x)) ≡ ¬P(x) ∨ ¬Q(x)
P(x) ⇒ Q(x) ¬(P(x) ⇒ Q(x)) ≡ (P(x) ∧ ¬Q(x))
3. Quantificadores - universal e existencial

As expressões “qualquer que seja” (ou “para todo”) e


“existe”, que ocorrem com freqüência junto das
variáveis, são chamadas quantificadores; e dada sua
grande importância em lógica matemática, serão
substituídas por símbolos especiais.

A expressão “qualquer que seja” é chamada


quantificador universal e será indicada pelo símbolo “∀”;
e a expressão “existe” é chamada quantificador
existencial e será indicada pelo símbolo “∃”.

4. Negação

4.1. Explicação

A negação de uma dada proposição inverte o seu valor


de verdade.

Se a proposição de partida for verdadeira, a sua negação


terá de ser falsa; e se a proposição de partida for falsa, a
sua negação terá de ser verdadeira.

Se isto não acontecer, não é uma negação.

4. 2. Regras para a negação

• Para x, y ∈ A ⊂ R .

IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 1


RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

EXERCÍCIOS PARA DISCUSSÃO E c) trabalhou e não foi ao escritório.


d) foi ao escritório e trabalhou.
TREINAMENTO e) não estudou e não foi ao escritório.

1. (ESAF/AFRE) O reino está sendo atormentado por 5. (CESPE/TRT-ES) Considere que cada uma das
um terrível dragão. O mago diz ao rei: “O dragão proposições seguintes tenha valor lógico V.
desaparecerá amanhã se e somente se Aladim beijou a
princesa ontem”. O rei, tentando compreender melhor as I Tânia estava no escritório ou Jorge foi ao centro da
palavras do mago, faz as seguintes perguntas ao lógico cidade.
da corte:
II Manuel declarou o imposto de renda na data correta e
1 Se a afirmação do mago é falsa e se o dragão Carla não pagou o condomínio.
desaparecer amanhã, posso concluir corretamente que
Aladim beijou a princesa ontem? III Jorge não foi ao centro da cidade.

2 Se a afirmação do mago é verdadeira e se o dragão A partir dessas proposições, é correto afirmar que a
desaparecer amanhã, posso concluir corretamente que proposição:
Aladim beijou a princesa ontem?
1 “Tânia não estava no escritório” tem, obrigatoriamente,
3 Se a afirmação do mago é falsa e se Aladim não valor lógico V.
beijou a princesa ontem, posso concluir corretamente
que o dragão desaparecerá amanhã? 2 “Carla pagou o condomínio” tem valor lógico F.

O lógico da corte, então, diz acertadamente que as 6. (FGV/FIOCRUZ) Três jovens, Mário, Nelson e Paulo
respostas logicamente corretas para as três perguntas têm idades diferentes. As duas afirmativa a seguir são
são, respectivamente: verdadeiras:

a) Não, sim, não I. ou Mário é o mais velho ou Nelson é o mais novo.


b) Não, não, sim II. ou Nelson é o mais velho ou Paulo é o mais velho.
c) Sim, sim, sim
d) Não, sim, sim O mais novo e o mais velho são, respectivamente:
e) Sim, não, sim
a) Nelson e Paulo.
2. (FEC/MPA) Sabemos que "Rita vai à praia ou ao b) Nelson e Mário.
cinema". c) Paulo e Nelson.
d) Paulo e Mário.
Ocorre que Rita não foi ao cinema, logo: e) Mário e Paulo.

a) Rita não foi à praia. 7. (ESAF/AFT) De três irmãos – José, Adriano e Caio –,
b) Rita foi à praia. sabe-se que:
c) Rita foi à praia e ao cinema.
d) Rita pode não ter ido à praia. 1) ou José é o mais velho, ou Adriano é o mais moço;
e) Rita foi ao cinema. 2) ou Adriano é o mais velho, ou Caio é o mais velho.

3. (ESAF/ANEEL) Surfo ou estudo. Fumo ou não surfo. Então, o mais velho e o mais moço dos três irmãos são,
Velejo ou não estudo. Ora, não velejo. Assim, respectivamente:

a) estudo e fumo. a) Caio e José;


b) não fumo e surfo. b) Caio e Adriano;
c) não velejo e não fumo. c) Adriano e Caio;
d) estudo e não fumo. d) Adriano e José;
e) fumo e surfo. e) José e Adriano.

4. (FGV/CUIABÁ-MT) São verdadeiras as seguintes 8. (ESAF/MPOG) Ana possui tem três irmãs: uma
afirmações de Tiago: gremista, uma corintiana e outra fluminense. Uma das
irmãs é loira, a outra morena, e a outra ruiva. Sabe-se
— Trabalho ou estudo. que:
— Vou ao escritório ou não trabalho.
— Vou ao curso ou não estudo. 1) ou a corintiana é morena, ou a fluminense é morena.
2) ou a gremista é loira, ou a fluminense é loira;
Certo dia, Tiago não foi ao curso. 3) ou a gremista é morena, ou a corintiana é ruiva;

É correto concluir que, nesse dia, Tiago Portanto, a gremista, a corintiana e a fluminense, são,
respectivamente,
a) estudou e trabalhou.
b) não estudou e não trabalhou.
IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 2
RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

a) loira, ruiva, morena. é verdadeira e a de Irene falsa, um diagrama cuja parte


b) ruiva, morena, loira. sombreada indica corretamente o conjunto ao qual
c) ruiva, loira, morena. Lucas pertence é:
d) loira, morena, ruiva.
e) morena, loira, ruiva. a)

9. (FGV/FIOCRUZ) Três amigos, Fábio, Hugo e Mário


torcem, cada um, por um time diferente. Um deles é
flamenguista, outro é vascaíno, e outro é botafoguense.

As afirmativas a seguir são todas verdadeiras:

II. ou Fábio é botafoguense ou Hugo é flamenguista. b)


IV. ou Hugo é botafoguense ou Mário é botafoguense.

Os times de Fábio, Hugo e Mário são, respectivamente:

a) Botafogo, Vasco e Flamengo.


b) Vasco, Botafogo e Flamengo.
c) Botafogo, Flamengo e Vasco.
d) Flamengo, Vasco e Botafogo. c)
e) Vasco, Flamengo e Botafogo.

10. (ESAF/ FISCAL DO TRABALHO) Maria tem três


carros: um gol, um corsa e um fiesta. Um dos carros é
branco, o outro é preto, e o outro é azul. Sabe-se que:

1) ou gol é branco, ou o fiesta é branco. d)


2) ou o gol é preto , ou o corsa é azul.
3) ou o fiesta é azul, ou o corsa é azul.
4) ou o corsa é preto, ou o fiesta é preto.

Portanto, as cores do gol, do corsa e do fiesta são,


respectivamente:
e)
a) branco, preto, azul;
b) preto, azul, branco;
c) azul, branco, preto;
d) preto, branco, azul;
e) branco, azul, preto.

11. (ESAF/MPU) Ricardo, Rogério e Renato são irmãos.


Um deles é médico, outro é professor, e o outro é
músico. Sabe-se que: 13. (FCC - adaptado) Seja A o conjunto de todas as
pessoas com mais de 1,80 m de altura, B o conjunto de
1) ou Ricardo é médico, ou Renato é médico, todas as pessoas com mais de 80 kg de massa, e C o
2) ou Ricardo é professor, ou Rogério é músico; conjunto de todas as pessoas com mais de 30 anos de
3) ou Renato é músico, ou Rogério é músico, idade. Tânia diz que Lucas tem menos de 1,80 m ou
4) ou Rogério é professor, ou Renato é professor. mais de 80 kg. Irene diz que Lucas tem mais de 80 kg
ou mais de 30 anos de idade. Sabendo que a afirmação
Portanto, as profissões de Ricardo, Rogério e Renato de Tânia é verdadeira e a de Irene falsa, um diagrama
são, respectivamente, cuja parte sombreada indica corretamente o conjunto ao
qual Lucas pertence é:
a) professor, médico, músico.
b) médico, professor, músico. a)
c) professor, músico, médico.
d) músico, médico, professor.
e) médico, músico, professor.

12. (FCC/TRT-PR) Seja A o conjunto de todas as


pessoas com mais de 1,80 m de altura, B o conjunto de
todas as pessoas com mais de 80 kg de massa, e C o
conjunto de todas as pessoas com mais de 30 anos de
idade. Tânia diz que Lucas tem menos de 1,80 m e mais
de 80 kg. Irene diz que Lucas tem mais de 80 kg e mais
de 30 anos de idade. Sabendo que a afirmação de Tânia
IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 3
RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

b) chamadas premissas, e Q, chamada conclusão, são


proposições. Proposições são declarações para as quais
se pode atribuir um valor V (verdadeiro) ou um valor F
(falso). Uma forma implicativa, ou uma implicação,
simplesmente representada por P → Q, é F se, e
somente se, P for V e Q for F, caso contrário, a
implicação é V. Em forma verbal, lê-se “se P então Q”.
c) Uma argumentação verbal é válida se, e somente se, a
implicação que a define, em forma simbólica, for sempre
V, isto é, se as premissas são supostas V, então,
obrigatoriamente, a conclusão é V.
Com base nessas informações, julgue a validade de
cada argumentação descrita nos itens a seguir.

d) 1 Premissa P1: Se esse número é maior do que 5, então


o quadrado desse número é maior do que 25.

Premissa P2: Esse número não é maior do que 5.

Conclusão Q: O quadrado desse número não é maior do


que 25.

e) 2 Premissa P1: Se a casa for perto do lago, então


poderemos nadar.

Premissa P2: Não poderemos nadar.

Conclusão Q: A casa não é perto do lago.

3 É correto o raciocínio lógico dado pela sequência de


14. (ENAP/ENGENHEIRO) Ana,Beatriz e Carla proposições seguintes:
desempenham diferentes papéis em uma peça de
teatro. Uma delas faz o papel de bruxa; a outra, o de Se Célia tiver um bom currículo, então ela conseguirá
fada. E a outra, o de princesa.Sabe-se que : ou Ana é um emprego.
bruxa, ou Carla é bruxa; ou Ana é fada, ou Beatriz é
princesa; ou Carla é princesa, ou Beatriz é princesa; ou Ela conseguiu um emprego.
Beatriz é fada, ou Carla é fada. Com essas informações,
conclui-se que os papéis desempenhados por Ana e Portanto, Célia tem um bom currículo.
Carla são, respectivamente:
4 Considere a seguinte sequência de proposições.
a) bruxa e fada; Se Nicole é considerada uma ótima atriz, então Nicole
b) bruxa e princesa ganhará o prêmio de melhor atriz do ano.
c) fada e bruxa
d) princesa e fada Nicole não é considerada uma ótima atriz.
e) fada e princesa
Portanto, pode-se concluir que Nicole não ganhará o
15. (ESAF/AFC-CGU) Amigas desde a infância, Beatriz, prêmio de melhor atriz do ano.
Dalva e Valna seguiram diferentes profissões e hoje uma
delas é arquiteta, outra é psicóloga, e outra é Nesse caso, essa sequência constitui uma
economista. Sabe-se que ou Beatriz é a arquiteta ou argumentação válida, porque, se as proposições I e II
Dalva é a arquiteta. Sabe-se, ainda, que ou Dalva é a são verdadeiras, a proposição III também é verdadeira.
psicóloga ou Valna é a economista. Sabe-se, também,
que ou Beatriz é a economista ou Valna é a economista. 5. Considere-se que a proposição simples “Michele
Finalmente, sabe-se que ou Beatriz é a psicóloga ou mora na praia da Costa” e a proposição composta “Se
Valna é a psicóloga. As profissões de Beatriz, Dalva e Josué não é capixaba então Michele não mora na praia
Valna são, pois, respectivamente, da Costa” sejam verdadeiras. Nesse caso, é correto
afirmar que a proposição “Josué é capixaba” é também
a) psicóloga, economista, arquiteta. verdadeira.
b) arquiteta, economista, psicóloga.
c) arquiteta, psicóloga, economista. 6. Considere que as afirmativas “Se Mara acertou na
d) psicóloga, arquiteta, economista. loteria então ela ficou rica “ e “ Mara não acertou na
e) economista, arquiteta, psicóloga loteria” sejam ambas proposições verdadeiras.
Simbolizando adequadamente essas proposições pode-
16. (CESPE) Uma argumentação verbal pode ser se garantir que a proposição “Ela não ficou rica “ é
representada em forma simbólica implicativa do tipo também verdadeira.
(P1 ٨ P2 ٨ ... ٨ Pn) → Q, em que P1, P2 , ... , Pn,
IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 4
RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

7. A sequência de proposições a seguir constitui uma 21. (FCC) Considere a seguinte seqüência de
dedução correta. proposições:

Se Carlos não estudou, então ele fracassou na prova de (1) Se o crime foi perfeito, então o criminoso não foi
Física. preso.
Se Carlos jogou futebol, então ele não estudou. (2) O criminoso não foi preso.
Carlos não fracassou na prova de Física. (3) Portanto, o crime foi perfeito.
Carlos não jogou futebol.
Se (1) e (2) são premissas verdadeiras, então a
17. (FGV/PC-MA) Em frente à casa onde moram João e proposição (3), a conclusão, é verdadeira, e a sequência
Maria, a prefeitura está fazendo uma obra na rua. Se o é uma dedução lógica correta.
operário liga a britadeira, João sai de casa e Maria não
ouve a televisão. Certo dia, depois do almoço, Maria 22. (CESPE/ANCINE) Suponha que as proposições I, II
ouve a televisão. e III a seguir sejam verdadeiras.

Pode-se concluir, logicamente, que I Se o filme Dois Filhos de Francisco não teve a maior
bilheteria de 2005, então esse filme não teve o maior
a) João saiu de casa. número de cópias vendidas.
b) João não saiu de casa.
c) O operário ligou a britadeira. II Se o filme Dois Filhos de Francisco teve a maior
d) O operário não ligou a britadeira. bilheteria de 2005, então esse filme foi exibido em mais
e) O operário ligou a britadeira e João saiu de casa. de 300 salas de projeção.

18. (CESPE) A seguinte argumentação é válida. III O filme Dois Filhos de Francisco teve o maior número
de cópias vendidas.
Premissa 1: Toda pessoa honesta paga os impostos
devidos. Nessa situação, é correto concluir que a proposição O
Premissa 2: Carlos paga os impostos devidos. filme Dois filhos de Francisco foi visto em mais de 300
salas de projeção é uma proposição verdadeira.
Conclusão: Carlos é uma pessoa honesta.
23. (CESPE/SESA-ES) Considera-se válido o seguinte
19. (FCC) Se Francisco desviou dinheiro da campanha argumento: “Se Marcos usa óculos, então Roberto gosta
assistencial, então ele cometeu um grave delito. Mas de tango. Se Marcos não usa óculos, então Márcia
Francisco não desviou dinheiro da campanha dança samba. Márcia não dança samba.
assistencial. Logo:
Logo, “Roberto gosta de tango.”
a) Francisco desviou dinheiro da campanha
assistencial; 24. (CESPE) Considere que são V as seguintes
b) Francisco não cometeu um grave delito; proposições: “todos os candidatos que obtiveram nota
c) Francisco cometeu um grave delito; acima de 9 na prova de Língua Portuguesa foram
d) alguém desviou dinheiro da campanha assistencial; aprovados no concurso” e “Joaquim foi aprovado no
e) alguém não desviou dinheiro da campanha concurso”. Então a proposição “Joaquim teve nota acima
assistencial. de 9 na prova de Língua Portuguesa” é também V,
podendo-se concluir que essas proposições constituem
20. (FGV/CÂMARA DE CARUARU-PE) Ana, Beatriz, um argumento válido.
Carla e Denise fizeram provas para um concurso. Após
as provas, elas fizeram as seguintes afirmativas sobre 25. (FGV) Considere verdadeira a seguinte proposição
seus desempenhos: composta: “Se Mariana chegar, então Antônio dormirá.”
É correto concluir que
Ana disse: “Se eu passar, então Denise também passa.”;
Denise disse: “Se eu passar, então Beatriz também (A) se Mariana não chegar, então Antônio dormirá.
passa.”; (B) se Mariana não chegar, então Antônio não dormirá.
Beatriz disse: “Se eu passar, então Carla também (C) se Antônio dormir, então Mariana chegou.
passa.”. (D) se Antônio não dormir, então Mariana chegou.
(E) se Antônio não dormir, então Mariana não chegou.
As três afirmativas se mostraram verdadeiras, mas
apenas duas delas passaram no concurso. 26. (CESGRANRIO/CAPES) Considere verdadeira a
As duas que passaram no concurso foram declaração: "Se durmo cedo, então não acordo tarde".
Assim, é correto concluir que
(A) Ana e Denise.
(B) Denise e Beatriz. a) se não durmo cedo, então acordo tarde.
(C) Beatriz e Carla. b) se não durmo cedo, então não acordo tarde.
(D) Carla e Ana. c) se acordei tarde, é porque não dormi cedo.
(E) Ana e Beatriz. d) se não acordei tarde, é porque não dormi cedo.
e) se não acordei tarde, é porque dormi cedo.

IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 5


RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

27. (FGV/SEJAP-MA) Manoel e Francisco trabalham a) se não é domingo então não vou ao clube.
juntos em uma empresa. Toda semana, há uma reunião b) se almoço em casa então não é domingo.
social de confraternização entre os funcionários da c) se não vou ao clube então almoço em casa.
empresa à qual nem sempre um dos dois comparece. d) se vou ao clube então é domingo.
Entretanto, é sempre verdade que: “Se Manoel e) se não almoço em casa então vou ao clube.
comparece à reunião então Francisco não comparece.”
32. (CESPE) Simbolizando-se adequadamente, é
Esta afirmação é equivalente a: correto concluir que a sequência formada pelas três
proposições abaixo constitui um argumento válido.
(A) Se Francisco comparece à reunião então Manoel
não comparece. Premissas:
(B) Manoel não comparece à reunião ou Francisco A PETROBRAS patrocinar o Comitê Olímpico Brasileiro
comparece. (COB) é condição suficiente para que o COB promova
(C) Se Manoel não comparece à reunião então maior número de eventos esportivos.
Francisco comparece. O COB promove maior número de eventos esportivos.
(D) Manoel comparece à reunião e Francisco não
comparece. Conclusão:
(E) Se Francisco não comparece à reunião então A PETROBRAS patrocina o COB.
Manoel comparece.
33. (CESPE) Considerando que A e B simbolizem,
28. (CESGRANRIO/TCE–RO) Considere verdadeira a respectivamente, as proposições “A publicação usa e
declaração: "Toda criança gosta de brincar". cita documentos do Itamaraty” e “O autor envia duas
cópias de sua publicação de pesquisa para a Biblioteca
Com relação a essa declaração, assinale a opção que do Itamaraty”, então a proposição B → A é uma
corresponde a uma argumentação correta. simbolização correta para a proposição “Uma condição
necessária para que o autor envie duas cópias de sua
a) Como Marcelo não é criança, não gosta de brincar. publicação de pesquisa para a Biblioteca do Itamaraty é
b) Como Marcelo não é criança, gosta de brincar. que a publicação use e cite documentos do Itamaraty”.
c) Como João não gosta de brincar, então não é criança.
d) Como João gosta de brincar, então é criança. 34. (FGV) A negação de “Marcelo gosta de pizza ou
e) Como João gosta de brincar, então não é criança. Luana gosta de hambúrguer” é

29. (FGV/FNDE) Considere a afirmação: “Todo (A) “Marcelo gosta de pizza e Luana não gosta de
corintiano é feliz.” hambúrguer”.
(B) “Marcelo não gosta de pizza e Luana gosta de
A partir dessa afirmação, pode-se concluir que: hambúrguer”.
(C) “Marcelo não gosta de pizza ou Luana gosta de
a) todo homem feliz é corintiano. hambúrguer”.
b) todo palmeirense é infeliz. (D) “Marcelo gosta de pizza ou Luana não gosta de
c) toda pessoa que não é corintiano não é feliz. hambúrguer”.
d) um infeliz certamente não é corintiano. (E) “Marcelo não gosta de pizza e Luana não gosta de
e) existem infelizes que são corintianos. hambúrguer”.

30. (FGV/DETRAN-MA) Considerando verdadeira a 35. (FUNCAB/PC/ES) Dizer que não é verdade que, Ana
afirmação: é capixaba e Leonardo é carioca é logicamente
equivalente a dizer que é verdade que:
“todos os amigos de Bruno são morenos”.
(A) Se Ana não é capixaba, então Leonardo é carioca.
é correto concluir que: (B) Se Ana não é capixaba, então Leonardo não é
carioca.
(A) Bruno é moreno. (C) Ana não é capixaba ou Leonardo não é carioca.
(B) Bruno não é moreno. (D) Ana não é capixaba e Leonardo não é carioca.
(C) se Carlos é moreno então é amigo de Bruno. (E) Ana é capixaba ou Leonardo não é carioca.
(D) se Francisco não é amigo de Bruno então não é
moreno. 36. (FGV) A negação de “Se chover então não vou” é:
(E) se Hugo não é moreno então não é amigo de Bruno.
(A) Se não chover então não vou.
31. (FGV/MPE-MS) Considere verdadeiras as seguintes (B) Se não chover então vou.
afirmações: (C) Se vou então não está chovendo.
(D) Chove e vou.
- Se vou ao clube, então não almoço em casa. (E) Não chove e vou.
- Todo domingo vou ao clube.

Pode-se concluir que:

IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 6


RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

37. (FGV) A negação lógica da sentença “Se não há (B) Ninguém viajou ou ninguém retornou na terça-feira.
higiene então não há saúde” é: (C) Pelo menos um não viajou ou alguém não retornou
na terça-feira.
(A) Se há higiene então há saúde. (D) Pelo menos um não viajou e alguém não retornou na
(B) Não há higiene e há saúde. terça-feira.
(C) Há higiene e não há saúde. (E) Pelo menos um não viajou ou ninguém retornou na
(D) Não há higiene ou não há saúde. terça-feira.
(E) Se há saúde então há higiene.
43. (FGV/SSP-AM) Considere a afirmação: “Todo animal
38. (FGV/PREFEITURA DO RECIFE-PE) Ana perguntou de 4 patas é mamífero”. A negação dessa afirmação é:
a seu marido Rafael: “Onde você vai trabalhar no dia do
seu aniversário?” a) Nenhum animal de 4 patas é mamífero.
b) Qualquer animal de 4 patas não é mamífero.
Rafael afirmou: “Se for sábado, trabalharei na c) Nenhum mamífero tem 4 patas.
secretaria.” d) Existe animal mamífero que não tem 4 patas.
e) Existe animal de 4 patas que não é mamífero.
A negação lógica da afirmação de Rafael é
44. (FGV/DPE-RO) Considere a afirmação: “Nenhum
(A) Se não for sábado, trabalharei na secretaria. pintor é cego”.
(B) Se não for sábado, não trabalharei na secretaria.
(C) Se for sábado, não trabalharei na secretaria. A negação dessa afirmação é:
(D) Será sábado e trabalharei na secretaria.
(E) Será sábado e não trabalharei na secretaria. (A) Há pelo menos um pintor cego.
(B) Alguns cegos não são pintores.
39. (FGV/TCE-SE) Considere a afirmação: “Se hoje é (C) Todos os pintores são cegos.
sábado, amanhã não trabalharei.” (D) Todos os cegos são pintores.
(E) Todos os pintores não são cegos.
A negação dessa afirmação é:
45. (FGV) Considere a sentença: “Se tenho saúde então
(A) Hoje é sábado e amanhã trabalharei. sou feliz".
(B) Hoje não é sábado e amanhã trabalharei.
(C) Hoje não é sábado ou amanhã trabalharei. Uma sentença logicamente equivalente à sentença dada
(D) Se hoje não é sábado, amanhã trabalharei. é:
(E) Se hoje não é sábado, amanhã não trabalharei.
(A) Se não tenho saúde então não sou feliz.
40. (FGV/TJ-SC) Considere a sentença: “Se cometi um (B) Se sou feliz então tenho saúde.
crime, então serei condenado”. (C) Tenho saúde e não sou feliz.
(D) Tenho saúde e sou feliz.
Uma sentença logicamente equivalente à sentença dada (E) Não tenho saúde ou sou feliz.
é:
46. (FGV/DETRAN-MA) Uma sentença logicamente
(A) Não cometi um crime ou serei condenado. equivalente a
(B) Se não cometi um crime, então não serei condenado.
(C) Se eu for condenado, então cometi um crime. “Se faz sol e eu acordo cedo, então eu vou à praia” é:
(D) Cometi um crime e serei condenado.
(E) Não cometi um crime e não serei condenado. (A) se não faz sol ou eu não acordo cedo então não vou
à praia.
41. (FGV/DETRAN-MA) A negação da sentença (B) se eu vou à praia então faz sol e eu acordo cedo.
(C) se não faz sol e eu não acordo cedo então não vou à
“Se chove então o trânsito fica congestionado” praia.
(D) não faz sol ou eu não acordo cedo ou eu vou à praia.
é: (E) faz sol e eu acordo cedo, ou eu vou à praia.

(A) Se não chove então o trânsito não fica 47. (FGV/SSP-AM) A negação lógica da sentença
congestionado.
(B) Se o trânsito não fica congestionado então não “Se corro muito, então fico cansado” é:
chove.
(C) Chove e o trânsito não fica congestionado. (A) Corro muito e não fico cansado.
(D) Não chove e o trânsito não fica congestionado. (B) Se não corro muito, então não fico cansado.
(E) Não chove e o trânsito fica congestionado. (C) Se corro muito, então não fico cansado.
(D) Não corro muito e fico cansado.
42. (FGV) A negação de “Todos viajaram e retornaram (E) Não corro muito ou fico cansado.
todos na terça feira” é

(A) Ninguém viajou, portanto não retornaram todos na


terça-feira.
IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 7
RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

48. (FGV/SEJAP-MA) Considere a afirmação: “Hoje faço Considerando o diálogo acima, julgue os itens seguintes,
prova e amanhã não vou trabalhar”. tendo como referência a declaração de Mário.

A negação dessa afirmação é: 1 A negação da declaração de Mário pode ser


corretamente expressa pela seguinte proposição:
(A) Hoje não faço prova e amanhã vou trabalhar. “Aquele que não trabalha com o que não gosta não está
(B) Hoje não faço prova ou amanhã vou trabalhar. sempre de férias”.
(C) Hoje não faço prova então amanhã vou trabalhar.
(D) Hoje faço prova e amanhã vou trabalhar. 2 A declaração de Mário é equivalente a “Se o indivíduo
(E) Hoje faço prova ou amanhã não vou trabalhar. trabalhar com o que gosta, então ele estará sempre de
férias”.
49. (CESPE/MCTI) Julgue os próximos itens,
considerando proposição P, a seguir: O 3 A proposição “Enquanto trabalhar com o que gosta, o
desenvolvimento científico do país permanecerá indivíduo estará de férias” é uma forma equivalente à
estagnado se, e somente se, não houver investimento declaração de Mário.
em pesquisa acadêmica no Brasil.
4 “Se o indivíduo estiver sempre de férias, então ele
1 A proposição P é logicamente equivalente a “Se não trabalha com o que gosta” é uma proposição equivalente
houver investimento em pesquisa acadêmica no Brasil, à declaração de Mário.
então o desenvolvimento científico do país permanecerá
estagnado, e se houver investimento em pesquisa 5 Se as proposições “João trabalha com o que gosta” e
acadêmica no Brasil, então o desenvolvimento do país “João não está sempre de férias” forem verdadeiras,
não permanecerá estagnado”. então a declaração de Mário, quando aplicada a João,
será falsa.
2 A negação da proposição P está corretamente
enunciada da seguinte forma: “Ou o desenvolvimento 53. (FGV/DETRAN-MA) Considere a afirmativa:
científico do país permanecerá estagnado, ou não
haverá investimento em pesquisa acadêmica no Brasil”. “nenhum gato é verde”.

3 Se a proposição P for verdadeira, então as A negação dessa afirmativa é:


proposições “O desenvolvimento científico do país
permanece estagnado” e “Há investimento em pesquisa (A) “algum gato é verde”.
acadêmica no Brasil” terão os mesmos valores lógicos. (B) “nenhum animal verde é gato”.
(C) “todo gato é verde”.
50. (CESPE/TRT-17R) Considerando a proposição P: (D) “algum animal verde não é gato”.
“Se nesse jogo nao ha juiz, não há jogada fora da lei”, (E) “algum gato não é verde”.
julgue os itens seguintes, acerca da logica sentencial.
54. (FGV/CGE-MA) Analise as premissas a seguir.
1 A proposição P e equivalente a “Se há jogada fora da
lei, então nesse jogo ha juiz”. • Se o bolo é de laranja, então o refresco é de limão.
• Se o refresco não é de limão, então o sanduíche é de
2 A proposição P e equivalente a “Nesse jogo há juiz ou queijo.
não há jogada fora da lei”. • O sanduíche não é de queijo.

3 A negação da proposição P pode ser expressa por “Se Logo, é correto concluir que:
nesse jogo ha juiz, então há jogada fora da lei”.
(A) o bolo é de laranja.
51. (CESPE/CÂMARA DOS DEPUTADOS) (B) o refresco é de limão.
Considerando que P seja a proposição “Se o bem é (C) o bolo não é de laranja.
público, então não é de ninguém”, julgue os itens (D) o refresco não é de limão.
subsequentes. (E) o bolo é de laranja e o refresco é de limão.

1 A proposição P é equivalente à proposição “Se o bem 55. (FGV/CGE-MA) Considere a sentença:


é de alguém, então não é público”.
“Se Geraldo foi à academia então Jovelina foi ao cinema.”
2 A proposição P é equivalente à proposição “Se o bem
é de todos, então é público”. É correto concluir que:

3. A negação da proposição P está corretamente (A) se Geraldo não foi à academia então Jovelina não foi
expressa por “O bem é público e é de todos”. ao cinema.
(B) se Jovelina foi ao cinema então Geraldo foi à
52. (CESPE/SERPRO) academia.
— Mário, você não vai tirar férias este ano de novo? (C) Geraldo foi à academia ou Jovelina foi ao cinema.
Você trabalha demais! (D) Geraldo foi à academia e Jovelina foi ao cinema.
— Ah, João, aquele que trabalha com o que gosta está (E) Geraldo não foi à academia ou Jovelina foi ao
sempre de férias. cinema.
IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 8
RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

56. (FGV/SUDENE) Sabe‐se que: 60. (FGV/TCC-BA) Os amigos X, Y e Z trabalham


juntos, moram nos bairros M, N e P, não
I. Se Mauro não é baiano então Jair é cearense. necessariamente nessa ordem, e ganham salários
II. Se Jair não é cearense então Angélica é diferentes.
pernambucana.
III. Mauro não é baiano ou Angélica não é São verdadeiras as seguintes informações:
pernambucana.
• Z leva X em seu carro para o trabalho.
É necessariamente verdade que: • X ganha mais do que quem mora em P.
• Quem ganha menos não tem carro e mora em M.
(A) Mauro não é baiano.
(B) Angélica não é pernambucana. É correto concluir que:
(C) Jair não é cearense.
(D) Angélica é pernambucana. (A) X mora em P.
(E) Jair é cearense. (B) Y mora em M.
(C) Z mora em N.
57. (FGV/SUDENE) Supondo que a afirmativa “Todos os (D) Y ganha mais do que Z.
estados do Nordeste sofrem com a seca ou com o (E) X ganha menos do que Y.
excesso de chuvas” seja falsa, analise as afirmativas a
seguir. 61. (FGV/TCC-BA) Em cada um dos três blocos abaixo
há duas premissas e uma conclusão. Verifique se, em
I. “Nenhum estado do Nordeste sofre com a seca ou cada bloco, a conclusão decorre logicamente das
com o excesso de chuvas”. premissas.
II. “Algum estado do Nordeste não sofre com a seca”.
III. “Algum estado do Nordeste sofre com o excesso de
chuvas”.

Assinale:

(A) se somente a afirmativa I for obrigatoriamente


verdadeira.
(B) se somente a afirmativa II for obrigatoriamente
verdadeira.
(C) se somente a afirmativa III for obrigatoriamente
verdadeira.
(D) se somente as afirmativas I e III forem
obrigatoriamente verdadeiras.
(E) se somente as afirmativas II e III forem
obrigatoriamente verdadeiras.

58. (FGV/SUDENE) Considere a afirmação:


Assinale:
“Carne com gordura não é saudável.”
(A) se apenas no bloco I a conclusão decorre
logicamente das premissas.
Uma afirmativa que tem o mesmo significado da acima
(B) se apenas no bloco II a conclusão decorre
é:
logicamente das premissas.
(C) se apenas no bloco III a conclusão decorre
(A) Carne sem gordura é saudável.
logicamente das premissas
(B) Carne não saudável tem gordura.
(D) se apenas nos blocos I e II as conclusões decorrem
(C) Carne saudável não tem gordura.
logicamente das premissas.
(D) Carne saudável pode ter gordura.
(E) se apenas nos blocos II e III as conclusões decorrem
(E) Carne, ou não tem gordura ou é saudável.
logicamente das premissas.
59. (FGV/SUDENE) Não é verdadeira a afirmação:
62. (FGV/AL-MT) Considere a sentença: “Se meu time
for rebaixado, então torcerei pelo Luverdense ou não
“Nenhum motorista é maluco”. Isto significa que:
assistirei mais futebol”.
(A) Há, pelo menos, um motorista maluco.
Dos cenários apresentados a seguir, assinale a opção
(B) Alguns malucos são motoristas.
em que a sentença dada é falsa.
(C) Todos os motoristas são malucos.
(D) Todos os malucos são motoristas.
(A) Meu time não foi rebaixado, não estou torcendo pelo
(E) Todos os motoristas não são malucos.
Luverdense e estou assistindo futebol.
(B) Meu time foi rebaixado, não estou torcendo pelo
Luverdense e estou assistindo futebol.

IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 9


RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

(C) Meu time foi rebaixado, não estou torcendo pelo (E) havia sempre algum amigo ausente quando o tempo
Luverdense e não estou assistindo mais futebol. ficava bom.
(D) Meu time não foi rebaixado, estou torcendo pelo
Luverdense e não estou assistindo mais futebol. 68. (VUNESP/SAP-SP) Considere a afirmação a seguir.
(E) Meu time não foi rebaixado, não estou torcendo pelo
Luverdense e não estou assistindo mais futebol. Levei os detentos ao pátio e os recolhi às 15 horas.

63. (FGV/AL-BA) Afirma-se que: “Toda pessoa gorda Uma negação lógica para essa afirmação está contida
come muito”. na alternativa:

É correto concluir que: (A) Não levei os detentos ao pátio e não os recolhi às 15
horas.
(A) se uma pessoa come muito, então é gorda. (B) Levei os detentos ao pátio, mas não os recolhi às 15
(B) se uma pessoa não é gorda, então não come muito. horas.
(C) se uma pessoa não come muito, então não é gorda. (C) Não levei os detentos ao pátio ou não os recolhi às
(D) existe uma pessoa gorda que não come muito. 15 horas.
(E) não existe pessoa que coma muito e não seja gorda. (D) Levei os detentos ao pátio ou não os recolhi às 15
horas.
64. (CESGRANRIO/IBGE) É verdade que: É um dia do (E) Não levei os detentos ao pátio, mas os recolhi às 15
mês de janeiro, se, e somente se, nesse dia, eu vou à horas.
praia e não trabalho.
69. (VUNESP/SAP-SP) Leia a frase:
Se anteontem foi dia 2 de dezembro, então, ontem, eu:
Ruy é um executivo público e realiza estudos para o
(A) fui à praia ou trabalhei. desenvolvimento de instrumentos de avaliação.
(B) trabalhei e não fui à praia.
(C) fui à praia ou não trabalhei. A afirmação apresentada é uma negação lógica para a
(D) trabalhei ou não fui à praia. afirmação contida na alternativa:
(E) não fui à praia nem trabalhei.
(A) Ruy não é um executivo público e não realiza
65. (CESGRANRIO/IBGE) Se algum amigo meu me estudos para o desenvolvimento de instrumentos de
tivesse dito que iria ao jogo, então eu também teria ido. avaliação.
Como não fui ao jogo, então: (B) Se Ruy é um executivo público, então ele não realiza
estudos para o desenvolvimento de instrumentos de
(A) não tenho amigos. avaliação.
(B) algum amigo meu não foi ao jogo. (C) Se Ruy não é um executivo público, então ele não
(C) nenhum amigo meu me disse que ia ao jogo. realiza estudos para o desenvolvimento de instrumentos
(D) não tenho amigos que gostam de futebol. de avaliação.
(E) apenas um amigo meu não me disse que iria ao (D) Ruy não é um executivo público ou realiza estudos
jogo. para o desenvolvimento de instrumentos de avaliação.
(E) Ruy não é um executivo público se, e somente se,
66. (CESGRANRIO/CEFET-RJ) Se chovesse e ele não realiza estudos para o desenvolvimento de
ventasse, então teria feito frio e, se tivesse feito frio, eu instrumentos de avaliação.
não teria viajado.
70. (VUNESP/SAP-SP) A proposição – se José presta
Ora, como viajei, então: assistência ao dirigente das unidades prisionais, então
ele é aprovado no concurso – tem como uma
(A) fez frio e não ventou. equivalente a proposição:
(B) não fez frio e não choveu.
(C) não choveu e não ventou. (A) se José é aprovado no concurso, então ele presta
(D) não choveu ou não ventou. assistência ao dirigente das unidades prisionais.
(E) pode ter chovido, mas não ventou. (B) José presta assistência ao dirigente das unidades
prisionais e é aprovado no concurso.
67. (CESGRANRIO/CEFET-RJ) Se todos os amigos de (C) José é aprovado no concurso ou presta assistência
tivessem ido à sua festa de aniversário e se tivesse feito ao dirigente das unidades prisionais.
bom tempo, então ela teria ficado feliz. Como Fernanda (D) se José não é aprovado no concurso, então ele não
não ficou feliz, então: presta assistência ao dirigente das unidades prisionais.
(E) José não é aprovado no concurso e não presta
(A) nenhum amigo foi à sua festa de aniversário e assistência ao dirigente das unidades prisionais.
choveu.
(B) nenhum amigo foi à sua festa de aniversário ou
choveu.
(C) algum amigo não foi à sua festa e não fez bom
tempo.
(D) algum amigo não foi à sua festa ou não fez bom
tempo.
IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 10
RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

71. (VUNESP/SAP-SP) Sabe-se que todos os que foram 75. (VUNESP/DESENVOLVE-SP) Se o sino da igreja
condenados por crimes que cometeram já foram toca e minha avó o escuta, então minha avó vai para a
julgados e que alguns desses condenados aguardam igreja.
para cumprir sua sentença. Logo, pode-se afirmar
corretamente que: Uma afirmação equivalente a essa, do ponto de vista
lógico, é:
(A) se Carla não é condenada, então ela não foi julgada.
(B) se Caio não foi julgado, então ele não foi condenado. (A) Se minha avó não vai para a igreja, então o sino da
(C) se José já foi julgado, então ele foi condenado. igreja não toca ou minha avó não o escuta.
(D) se Maria foi condenada, então ela aguarda para (B) Se minha avó não o escuta, então o sino da igreja
cumprir sua sentença. não toca e minha avó não vai para a igreja.
(E) se Marcelo foi condenado, então ele já está (C) Minha avó não o escuta ou o sino da igreja toca ou
cumprindo sua sentença. minha avó vai para a igreja.
(D) Se o sino da igreja toca e minha avó vai para a
72. (VUNESP/SAP-SP) Se Carlos é executivo público, igreja, então minha avó o escuta.
então Cláudio é eletricista e André médico. Se Márcia é (E) Se o sino da igreja não toca ou minha avó não o
enfermeira ou Carolina é nutricionista, então André não escuta, então minha avó não vai para a igreja.
é médico. Constata-se que Márcia é enfermeira ou que
Ana é advogada. Sabe-se, ainda, que Carlos é executivo 76. (VUNESP/DESENVOLVE-SP) Se eu falo, então tu te
público. Logo, é verdade que: calas. Se não te calas, então ela acorda. Se ela acorda,
então eu embalo.
(A) Ana é advogada. Eu não embalo e não grito.
(B) André não é médico. A partir dessas informações, pode-se concluir
(C) Márcia é enfermeira. corretamente que:
(D) Cláudio não é eletricista.
(E) Carolina é nutricionista. (A) eu falo e tu te calas.
(B) eu falo ou eu grito.
73. (VUNESP/PC-SP) Segundo a lógica aristotélica, as (C) tu não te calas e ela não acorda.
proposições têm como uma de suas propriedades (D) ela não acorda e tu te calas.
básicas poderem ser verdadeiras ou falsas, isto é, (E) ela acorda e eu embalo.
terem um valor de verdade. Assim sendo, a oração “A
Terra é um planeta do sistema solar”, por exemplo, é 77. (VUNESP/DESENVOLVE-SP) Alguns gatos não são
uma proposição verdadeira e a oração “O Sol gira em pardos, e aqueles que não são pardos miam alto.
torno da Terra”, por sua vez, é uma proposição
comprovadamente falsa. Mas nem todas as orações são Uma afirmação que corresponde a uma negação lógica
proposições, pois algumas orações não podem ser da afirmação anterior é:
consideradas nem verdadeiras e nem falsas, como é o
caso da oração: (A) Os gatos pardos miam alto ou todos os gatos não
são pardos.
(A) O trigo é um cereal cultivável de cuja farinha se (B) Nenhum gato mia alto e todos os gatos são pardos.
produz pão. (C) Todos os gatos são pardos ou os gatos que não são
(B) Metais são elementos que não transmitem pardos não miam alto.
eletricidade. (D) Todos os gatos que miam alto são pardos.
(C) Rogai aos céus para que a humanidade seja mais (E) Qualquer animal que mia alto é gato e quase sempre
compassiva. ele é pardo.
(D) O continente euroasiático é o maior continente do
planeta. 78. (VUNESP/FUNDUNESP) Considere verdadeiras as
(E) Ursos polares são répteis ovíparos que vivem nos afirmações I, II e III.
trópicos.
I. Se Clóvis é auxiliar administrativo, então Rose é
74. (VUNESP/PC-SP) A implicação é um tipo de relação técnica em química.
condicional que pode ocorrer entre duas proposições e II. Rose é técnica em química ou auxiliar administrativo.
desempenha um importante papel nas inferências em III. Rose não é técnica em química.
geral. Esta relação é adequadamente descrita por meio
da expressão: Conclui-se corretamente dessas informações que:

(A) “Isto ou aquilo”. (A) Clóvis é auxiliar administrativo.


(B) “Isto e aquilo”. (B) Rose é auxiliar administrativo e Clóvis não.
(C) “Não isto ou não aquilo”. (C) Clóvis é auxiliar administrativo e Rose não.
(D) “Se isto então aquilo”. (D) Clóvis é técnico em química.
(E) “Nem isto e nem aquilo”. (E) Clóvis e Rose não são auxiliares administrativo.

IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 11


RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

79. (VUNESP/FUNDACENTRO-SP) Bruno tem dois 84. (VUNESP/PRODEST-ES) Considere a seguinte


irmãos e afirmou que: “se seu irmão é presidente de afirmação: todos os filhos de Paulo têm mais de 55
uma empresa, então sua irmã não possui curso quilos. Dessa afirmação, pode-se concluir que:
superior”. Sua mãe, no entanto, confirmou que essa
afirmação não é verdadeira, o que permite concluir que, (A) se Fernando é filho de Paulo, então seu peso é
em relação a Bruno, inferior a 55 quilos.
(B) se o peso de Laura é menos que 55 quilos, então ela
(A) sua irmã é presidente de uma empresa. não é filha de Paulo.
(B) seu irmão não é presidente de uma empresa. (C) se o peso de Glória é mais que 55 quilos, então ela é
(C) sua irmã possui curso superior. filha de Paulo.
(D) seu irmão possui curso superior. (D) Paulo tem mais que 55 quilos.
(E) seu irmão não possui curso superior. (E) o peso de Paulo é menos que 55 quilos.

80. (VUNESP/PRODEST-ES) Se Cássia é tia, então 85. (VUNESP/MP-ES) Uma afirmação equivalente à
Alberto não é tio. Se Cláudio é tio, então Wiliam é pai. afirmação condicional: – Se escorrego na lama, então
Verifica-se que Alberto e Cláudio são tios. Conclui-se, de estou de olhos fechados ou estou desatento – é:
forma correta, que:
(A) Se não estou desatento e não estou de olhos
(A) Wiliam não é pai e Cássia é tia. fechados, então não escorrego na lama.
(B) se Wiliam é pai, então Cássia é tia. (B) Se não escorrego na lama, então estou de olhos
(C) se Cássia não é tia, então Wiliam não é pai. abertos e estou desatento.
(D) Cássia é tia e Wiliam é pai. (C) Se não escorrego na lama, então estou de olhos
(E) Cássia não é tia e Wiliam é pai. fechados e estou atento.
(D) Se estou de olhos fechados e estou desatento, então
81. (VUNESP/PRODEST-ES) Uma negação lógica para escorrego na lama.
a proposição “Pedro estudou e está participando de um (E) Se estou de olhos fechados e estou desatento, então
concurso” está contida na alternativa: não escorrego na lama.

(A) Pedro não estudou ou não está participando de um 86. (IADES/CAU-BR) Considerando a afirmação “Todo
concurso. arquiteto é louco por futebol”, é correto afirmar que
(B) Pedro não estudou e não está participando de um
concurso. (A) quem não é arquiteto não é louco por futebol.
(C) Pedro estudou pouco, mas está participando de um (B) quem não é arquiteto é louco por futebol.
concurso. (C) aquele que não é louco por futebol não é arquiteto.
(D) Pedro estudou, mas não está participando de um (D) aquele que é louco por futebol é arquiteto.
concurso. (E) nenhum arquiteto é louco por futebol.
(E) Pedro estudou pouco e não está participando de um
concurso. 87. (IADES/SUDAM) A proposição que melhor expressa
a negação de “Se não chove no Amazonas, então neva
82. (VUNESP/PRODEST-ES) O valor lógico da no Tocantins” é:
afirmação “Se Paulo é formado em sistemas de
informação, então ele é um tecnólogo” é falsidade. (A) Se chove no Amazonas, então não neva no
Sendo assim, é verdade que: Tocantins.
(B) Se não chove no Amazonas, então não neva no
(A) Paulo não é formado em sistemas de informação. Tocantins.
(B) Paulo não é um tecnólogo. (C) Não chove no Amazonas e não neva no Tocantins.
(C) Paulo é formado em sistemas de informação e é um (D) Chove no Amazonas e neva no Tocantins.
tecnólogo. (E) Chove no Amazonas e não neva no Tocantins.
(D) Paulo não é formado em sistemas de informação ou
é um tecnólogo. 88. (IADES/SUDAM) Considerando-se que, se Maria
(E) Paulo não é um tecnólogo e não é formado em passar no concurso, ela casa com João; se Maria casar
sistemas de informação. com João, então vai chover muito; se chover muito, não
se pode viajar de carro; e que se pode viajar de carro, é
83. (VUNESP/PRODEST-ES) Se é quarta-feira, treino correto concluir que:
tênis por duas horas exatamente. Se treino tênis por
duas horas exatamente, então lancho no clube. Após (A) Maria não casa com João e não passa no concurso.
treinar tênis, ou jogo bola ou lancho no clube. Após o (B) Maria casa com João, mas não passa no concurso.
último treino de tênis, joguei bola, o que permite concluir (C) Maria casa com João e passa no concurso.
que: (D) Não chove muito e Maria casa com João.
(E) Chove muito e Maria passa no concurso.
(A) era fim de semana.
(B) não era quarta-feira.
(C) lanchei no clube.
(D) treinei por menos de duas horas.
(E) treinei tênis por duas horas exatamente.

IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 12


RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

89. (IADES/CONAB) Com relação à proposição “se (A) Se alguém não tem medo, então é delegado.
chove, então a safra de grãos será abundante”, assinale (B) Se alguém tem medo, então não é delegado.
a alternativa correta. (C) Se alguém não tem medo, então não é delegado.
(D) Se alguém não é delegado, então tem medo.
(A) “Chove” é uma condição necessária para a safra de (E) Se alguém não é delegado, então não tem medo.
grãos ser abundante.
(B) “Se a safra de grãos não for abundante, então não 94. (FUNCAB/PC/ES) A negação da proposição
chove” tem o mesmo valor lógico da proposição condicional “Luciana é médica e legista da Polícia Civil”
apresentada. é:
(C) A negação pode ser “chove ou a safra de grãos não
será abundante”. (A) Luciana é médica ou é legista da Polícia Civil.
(D) “A safra de grãos será abundante” é uma condição (B) Luciana não é médica e é legista da Polícia Civil.
suficiente para “chove”. (C) Luciana não é médica ou é legista da Polícia Civil.
(E) A negação pode ser “não chove ou a safra de grãos (D) Luciana não é médica e não é legista da Polícia
será abundante.” Civil.
(E) Luciana não é médica ou não é legista da Polícia
90. (IADES/CONAB) Considerando que “planto ou crio Civil.
gado”, “não vendo a fazenda ou não planto”, “se aplico
na bolsa, então não crio gado” são proposições 95. (FUNCAB/PC/ES) Dada a proposição “Se Cíntia é
verdadeiras e que, de fato, “aplico na bolsa”, então é assistente social, então Martha é psicóloga”, uma
correto afirmar que: proposição equivalente é:

(A) não vendo a fazenda e planto. (A) Se Cíntia não é assistente social, então Martha não
(B) não planto e vendo a fazenda. é psicóloga.
(C) aplico na bolsa e não planto. (B) Martha é psicóloga se, e somente se, Cíntia é
(D) crio gado e planto. assistente social.
(E) não crio gado e não planto. (C) Se Martha não é psicóloga, então Cíntia não é
assistente social.
91. (FUNCAB/PRF) Se André vai de ônibus, então (D) Se Martha é psicóloga, então Cíntia é assistente
Marcelo não vai de ônibus.' Se Patrick não vai de carro, social.
então Marcelo vai de ônibus. Nem Otávio foi de ônibus, (E) Cíntia é assistente social e Martha é psicóloga.
nem Patrick foi de carro. De acordo com o argumento
determinado pelas premissas acima, assinale a 96. (CESGRANRIO) A negação da proposição “Mário é
alternativa correta. brasileiro ou Maria não é boliviana” é

(A) André vai de ônibus; Marcelo vai de carro; Patrick (A) Mário não é brasileiro e Maria é boliviana.
não vai de carro; Otávio não vai de ônibus. (B) Mário não é brasileiro ou Maria é boliviana.
(B) André vai de ônibus; Marcelo não vai de ônibus; (C) Mário não é brasileiro e Maria não é boliviana.
Patrick não vai de carro; Otávio não vai de ônibus. (D) Mário é brasileiro e Maria não é boliviana.
(C) André não vai de ônibus; Marcelo vai de carro; (E) Mário é brasileiro ou Maria é boliviana.
Patrick não vai de carro; Otávio não vai de ônibus.
(D) André não vai de ônibus; Marcelo vai de ônibus; 97. (FUNCAB/PC/ES) A negação de “Todos os padeiros
Patrick vai de carro; Otávio vai de ônibus. dessa cidade são talentosos” é:
(E) André não vai de ônibus; Marcelo vai de ônibus;
Patrick não vai de carro; Otávio não vai de ônibus. (A) Todos os padeiros dessa cidade não são talentosos.
(B) Somente um padeiro dessa cidade é talentoso.
92. (FUNCAB/PC/ES) “Se Elisângela é psicóloga, então (C) Não há padeiro talentoso nessa cidade.
ela é observadora.” Logo: (D) Existe algum padeiro dessa cidade que não é
talentoso.
(A) Se Elisângela é psicóloga, então ela não é (E) Não há padeiros nessa cidade.
observadora.
(B) Se Elisângela não é psicóloga, então ela é 98. (FUNCAB/PC/ES) A proposição logicamente
observadora. equivalente a “Não chove ou ocorre vendaval” é:
(C) Se Elisângela é observadora, então ela não é
psicóloga. (A) Se chove, então não ocorre vendaval.
(D) Se Elisângela é observadora, então ela é psicóloga. (B) Se ocorre vendaval, então chove.
(E) Se Elisângela não é observadora, então ela não é (C) Se não chove, então ocorre vendaval.
psicóloga. (D) Se chove, então ocorre vendaval.
(E) Se não chove, então não ocorre vendaval.
93. (FUNCAB/PC/ES) Considere verdadeira a
declaração:

“Se alguém é delegado, então não tem medo.”

Com base na declaração, é correto concluir que:

IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 13


RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

99. (FUNCAB/PC/ES) Na páscoa, João não viajou. 104. (FUNCAB/PC/ES) Seja a sentença lógica “Maria é
Sabe-se que, sempre Paulo veleja, Paulo fica morena ou se Patrícia é loira, então, Cássia é ruiva.
bronzeado. Sabe-se também que, na páscoa, ou Sabendo que essa sentença é falsa, podemos concluir
Ricardo descansa ou se diverte. Sempre que Ricardo se corretamente que:
diverte, João viaja, e, sempre que Ricardo descansa,
Paulo veleja. Então, pode-se afirmar que, na páscoa: (A) Maria não é morena; Patrícia não é loira; Cássia não
é ruiva.
(A) Paulo não velejou e, Paulo ficou bronzeado. (B) Maria não é morena; Patrícia é loira; Cássia não é
(B) Paulo não ficou bronzeado e, Ricardo não se ruiva.
divertiu. (C) Maria não é morena; Patrícia é loira; Cássia é ruiva.
(C) Ricardo descansou e, Paulo ficou bronzeado. (D) Maria é morena; Patrícia não é loira; Cássia não é
(D) Paulo velejou e, João viajou. ruiva.
(E) Ricardo não descansou e, Paulo não ficou (E) Maria é morena; Patrícia é loira; Cássia não é ruiva.
bronzeado.
105. (FUNCAB/ARSAE-MG) Assinale a alternativa que
100. (FUNCAB/PC/ES) Falar que “Se Paulo é rico, então contém a sentença logicamente equivalente a “Não é
Pedro é sortudo” é, logicamente equivalente a: verdade que Carla é morena e Luiza é magra”.

(A) Se Paulo não é rico, então Pedro é sortudo. (A) É verdade que se Carla não é morena, então Luiza
(B) Paulo não é rico ou Pedro é sortudo. não é magra.
(C) Se Pedro é sortudo, então Paulo é rico. (B) É verdade que se Carla não é morena, então Luiza é
(D) Se Paulo é sortudo, então Pedro é rico. magra.
(E) Se Paulo é rico, então Pedro não é sortudo. (C) É verdade que Carla é morena ou Luiza não é
magra.
101. (FUNCAB/PC/ES) Carlos não é policial ou Tiago é (D) É verdade que Carla não é morena ou Luiza não é
bombeiro. Bruno é médico ou Tiago não é bombeiro. magra.
Tiago não é bombeiro ou Bruno não é médico. Se Bruno
não é médico, então Carlos é policial. Pode-se concluir 106. (FUNCAB/DER-CE) Se Bento beija Geralda, então
que: Geralda vai à festa, então Cláudia fica no trabalho. Se
Cláudia fica no trabalho, então Richard beija Cláudia.
(A) Carlos não é policial, Tiago não é bombeiro, Bruno é Ora, Richard não beija Cláudia, logo,
médico.
(B) Carlos é policial, Tiago não é bombeiro, Bruno é (A) Geralda vai à festa e Bento beija Geralda.
médico. (B) Geralda não vai à festa e Bento beija Geralda.
(C) Carlos é policial, Tiago é bombeiro, Bruno não é (C) Cláudia não fica no trabalho e Bento não beija
médico. Geralda.
(D) Carlos não é policial, Tiago é bombeiro, Bruno é (D) Cláudia fica no trabalho e Geralda vai à festa.
médico. (E) Cláudia não fica no trabalho e Geralda vai à festa.
(E) Carlos não é policial, Tiago é bombeiro, Bruno não é
médico. 107. (FUNCAB/DER-CE) Se Nelson falou a verdade,
João e Ricardo mentiram. e Ricardo mentiu, Luciano
102. (FUNCAB/PC/ES) Maria almoçar é uma condição falou a verdade. Se Luciano falou a verdade, há um
necessária para Luisa lavar e condição suficiente para argentino torcendo pelo Brasil na Copa do Mundo de
Bianca comprar. Bianca comprar é condição necessária 2014. Ora, não há um argentino torcendo pelo Brasil na
e suficiente para Lúcia trabalhar. Então, quando Luisa Copa do Mundo de 2014. Logo,
lava, podemos concluir corretamente que:
(A) Nelson e João falaram a verdade.
(A) Maria não almoça ou Lúcia não trabalha. (B) Nelson e Luciano mentiram.
(B) Bianca compra e Maria não almoça. (C) Ricardo e Luciano mentiram.
(C) Bianca não compra ou Lúcia não trabalha. (D) Ricardo mentiu ou Luciano disse a verdade.
(D) Nem Maria almoça nem Bianca compra (E) Ricardo e João mentiram.
(E) Maria almoça e Lúcia trabalha.
108. (FUNCAB/DER-CE) Sabe-se que Júlia trabalhar é
103. (FUNCAB/PC/ES) Uma sentença logicamente condição necessária para Márcia viajar e condição
equivalente a “Se o carro é veloz, então, a moto é lenta” suficiente para Dalva caminhar com Paula. Sabe-se,
é: também, que Dalva caminhar com Paula é condição
suficiente para Sabrina não caminhar com Sílvia.
(A) Se o carro não é veloz, então, a moto não é lenta.
(B) O carro é veloz ou a moto não é lenta. Assim, quando Sabrina não caminha com Sílvia,
(C) Se a moto é lenta, o carro é veloz.
(D) O carro é veloz ou a moto é lenta. (A) Júlia trabalha, e Márcia não viaja, e Dalva caminha
(E) Se a moto não é lenta, então, o carro não é veloz. com Paula.
(B) Júlia não trabalha, e Márcia viaja, e Dalva não
caminha com Paula.
(C) Júlia trabalha, e Márcia viaja, e Dalva não caminha
com Paula.
IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 14
RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

(D) Júlia não trabalha, e Márcia não viaja, e Dalva não 113. (ESAF/CGU) A negação da proposição “se Paulo
caminha com Paula. trabalha oito horas por dia, então ele é servidor público”
(E) Júlia não trabalha, e Márcia viaja, e Dalva caminha é logicamente equivalente à proposição:
com Paula.
(A) Paulo trabalha oito horas por dia ou é servidor
público.
109. (FCC/TRT-16ªR) Considere verdadeiras as
(B) Paulo trabalha oito horas por dia e não é servidor
afirmações:
público.
I. Se Ana for nomeada para um novo cargo, então
(C) Paulo trabalha oito horas por dia e é servidor público.
Marina permanecerá em seu posto.
(D) Se Paulo não trabalha oito horas por dia, então não
II. Marina não permanecerá em seu posto ou Juliana
é servidor público.
será promovida.
(E) Se Paulo é servidor público, então ele não trabalha
III. Se Juliana for promovida então Beatriz fará o
oito horas por dia.
concurso.
IV. Beatriz não fez o concurso.
114. (ESAF/CGU)) Em um argumento, as seguintes
premissas são verdadeiras:
A partir dessas informações, pode-se concluir
corretamente que:
- Se o Brasil vencer o jogo, então a França não se
classifica.
(A) Beatriz foi nomeada para um novo cargo.
(B) Marina permanecerá em seu posto.
- Se a França não se classificar, então a Itália se
(C) Beatriz não será promovida.
classifica.
(D) Ana não foi nomeada para um novo cargo.
(E) Juliana foi promovida.
- Se a Itália se classificar, então a Polônia não se
classifica.
110. (FCC/TRT-19ªR) Considere a seguinte afirmação:
- A Polônia se classificou.
Se José estuda com persistência, então ele faz uma boa
prova e fica satisfeito.
Logo, pode-se afirmar corretamente que:
Uma afirmação que é a negação da afirmação acima é: (A) a Itália e a França se classificaram.
(B) a Itália se classificou e o Brasil não venceu o jogo.
(A) José estuda com persistência e ele não faz uma boa (C) a França se classificou ou o Brasil venceu o jogo.
prova e ele não fica satisfeito. (D) a França se classificou e o Brasil venceu o jogo.
(B) José não estuda com persistência e ele não faz uma (E) a França se classificou se, e somente se, o Brasil
boa prova ou fica satisfeito. venceu o jogo.
(C) José estuda com persistência ou ele faz uma boa
prova ou ele não fica satisfeito. 115. (ESAF/DENIT) A proposição “Paulo é médico ou
(D) José estuda com persistência e ele não faz uma boa Ana não trabalha” é logicamente equivalente a:
prova ou ele não fica satisfeito.
(E) Se José fica satisfeito então ele fez uma boa prova e (A) Se Ana trabalha, então Paulo é médico.
estudou com persistência. (B) Se Ana trabalha, então Paulo não é médico.
(C) Paulo é médico ou Ana trabalha.
111. (IDECAN/AGU) Afirmar que não é verdade que “se (D) Ana trabalha e Paulo não é médico.
Pedro não é brasileiro, então João é corintiano” é (E) Se Paulo é médico, então Ana trabalha.
equivalente a dizer que:
116. (ESAF/MTUR) A proposição “se Catarina é turista,
(A) ou Pedro é brasileiro ou João não é corintiano. então Paulo é estudante” é logicamente equivalente a:
(B) Pedro não é brasileiro e João não é corintiano.
(C) Pedro não é brasileiro ou João não é corintiano. (A) Catarina não é turista ou Paulo não é estudante.
(D) se João não é corintiano, então Pedro é brasileiro. (B) Catarina é turista e Paulo não é estudante.
(E) se Pedro não é brasileiro, então João é corintiano. (C) Se Paulo não é estudante, então Catarina não é
turista.
112. (IDECAN/AGU) Considere a seguinte proposição: (D) Catarina não é turista e Paulo não é estudante.
“serei aprovado se e somente se eu estudar muito”. A (E) Se Catarina não é turista, então Paulo não é
sua negação pode ser escrita como: estudante.

(A) “Serei aprovado ou estudarei muito.” 117. (ESAF/MTUR) As seguintes premissas são
(B) "Estudarei muito e não serei aprovado ou serei verdadeiras:
aprovado e não estudarei muito.”
(C) “Serei aprovado ou não estudarei muito e estudarei - Se Paulo não trabalha terça-feira, então Maria trabalha
muito ou não serei aprovado.” sábado.
(D) “Serei aprovado e não estudarei muito ou não - Se Ana não trabalha domingo, então Samuel não
estudarei muito e não serei aprovado.” trabalha sexta-feira.
(E) “Não serei aprovado e não estudarei muito ou - Se Samuel trabalha sexta-feira, então Maria não
estudarei muito e não serei aprovado.” trabalha sábado.
- Samuel trabalha sexta-feira.
IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 15
RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

Logo, pode-se afirmar que: 119. (CESPE/PM-CE) Acerca da proposição R: “A


população aprende a votar ou haverá novos atos de
(A) Paulo trabalha terça-feira e Maria trabalha sábado. corrupção”, julgue os itens seguintes.
(B) Paulo não trabalha terça-feira ou Maria trabalha
sábado. 1 A proposição “Enquanto a população não aprender a
(C) Maria trabalha sábado e Ana não trabalha domingo. votar, haverá novos casos de corrupção” tem o mesmo
(D) Ana não trabalha domingo e Paulo trabalha terça- valor lógico da proposição R.
feira.
(E) Se Maria trabalha sábado, então Ana não trabalha 2 Se P e Q forem, respectivamente, as proposições “A
domingo. população aprende a votar” e “Haverá novos atos de
corrupção”, então a proposição R estará corretamente
118. (CESPE/PC-CE) O exercício da atividade policial assim simbolizada: P ∧ Q.
exige preparo técnico adequado ao enfrentamento de
situações de conflito e, ainda, conhecimento das leis 120. (CESPE/TRT) Ao noticiar que o presidente do país
vigentes, incluindo interpretação e forma de aplicação X teria vetado um projeto de lei, um jornalista fez a
dessas leis nos casos concretos. Sabendo disso, seguinte afirmação. Se o presidente não tivesse vetado
considere como verdadeiras as proposições seguintes. o projeto, o motorista que foi pego dirigindo veículo de
categoria diferente daquela para a qual estava habilitado
P1: Se se deixa dominar pela emoção ao tomar teria cometido infração gravíssima, punida com multa e
decisões, então o policial toma decisões ruins. apreensão do veículo, mas continuaria com a sua
habilitação.
P2: Se não tem informações precisas ao tomar decisões,
então o policial toma decisões ruins. Em face dessa afirmação, que deve ser considerada
como proposição A, considere, ainda, as proposições P,
P3: Se está em situação de estresse e não teve Q e R, a seguir.
treinamento adequado, o policial se deixa dominar pela
emoção ao tomar decisões. P: O presidente não vetou o projeto.

P4: Se teve treinamento adequado e se dedicou nos Q: O motorista que foi pego dirigindo veículo de
estudos, então o policial tem informações precisas ao categoria diferente daquela para a qual é habilitado
tomar decisões. cometeu infração gravíssima, punida com multa e
apreensão do veículo.
Com base nessas proposições, julgue os itens a seguir.
R: O motorista que foi pego dirigindo veículo de
1 A negação de P4 é logicamente equivalente à categoria diferente daquela para a qual é habilitado
proposição “O policial teve treinamento adequado e se continuou com sua habilitação.
dedicou nos estudos, mas não tem informações precisas
ao tomar decisões”. Limitando-se aos aspectos lógicos inerentes às
proposições acima apresentadas, julgue os itens
2 A partir das proposições P2 e P4, é correto inferir que seguintes.
“O policial que tenha tido treinamento adequado e tenha
se dedicado nos estudos não toma decisões ruins” é 1 A negação da proposição “O motorista foi pego
uma proposição verdadeira. dirigindo veículo de categoria diferente daquela para a
qual está habilitado” é “O motorista não foi pego
3 Da proposição P3 é correto concluir que também será dirigindo veículo de categoria igual àquela para a qual
verdadeira a proposição “O policial que tenha tido não está habilitado”
treinamento adequado não se deixa dominar pela
emoção ao tomar decisões, mesmo estando em 2 A veracidade da proposição A permite concluir que o
situações de estresse” motorista que não continua com sua habilitação foi pego
dirigindo veículo de categoria diferente daquela para a
4 Considerando que P1, P2, P3 e P4 sejam as qual está habilitado.
premissas de um argumento cuja conclusão seja “Se o
policial está em situação de estresse e não toma 3 Caso sejam verdadeiras as proposições P e Q, a
decisões ruins, então teve treinamento adequado”, é afirmação A será também verdadeira
correto afirmar que esse argumento é válido. independentemente do valor lógico da proposição R.

5 A proposição formada pela conjunção de P1 e P2 é 4 A proposição A é logicamente equivalente à seguinte


logicamente equivalente à proposição “Se se deixa proposição: O motorista que foi pego dirigindo veículo de
dominar pela emoção ou não tem informações precisas categoria diferente daquela para a qual está habilitado
ao tomar decisões, então o policial toma decisões ruins”. não cometeu infração gravíssima, punida com multa e
apreensão do veículo, ou não continua com sua
6 Admitindo-se como verdadeiras as proposições “O habilitação, pois o presidente vetou o projeto.
policial teve treinamento adequado” e “O policial tem
informações precisas ao tomar decisões”, então a
proposição “O policial se dedicou nos estudos” será,
necessariamente, verdadeira .
IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 16
RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

121. (CESPE/SEBRAE-TRAINEE) 122. (CESPE/CAIXA/TÉCNICO BANCÁRIO)


Considerando a proposição “Se Paulo não foi ao banco,
Em um tipo de lógica trivalente, no conjunto de todas as ele está sem dinheiro”, julgue os itens seguintes.
proposições, somente é analisada aquela proposição P
cujo valor lógico, representado por v(P), assume 1 Se as proposições “Paulo está sem dinheiro” e “Paulo
exatamente uma entre as seguintes opções: verdade foi ao banco” forem falsas, então a proposição
(V), falsidade (F) e incerteza (I). considerada será verdadeira.

As operações lógicas denominadas negação, conjunção, 2 A proposição em apreço equivale à proposição “Paulo
disjunção e condicional, representadas por, foi ao banco e está sem dinheiro”.
~, ∧, ∨, e → , as quais significam “não”, “e”, “ou” e “se
..., então”, respectivamente, são definidas por meio das 3 A proposição considerada equivale à proposição “Se
regras apresentadas nas tabelas de valores a seguir. Paulo não está sem dinheiro, ele foi ao banco”.

4 A negação da referida proposição pode ser expressa


pela proposição “Paulo não foi ao banco e ele não está
sem dinheiro”.

123. (CESPE/MPE-PI) A fim de minimizar o risco de


desvios de recursos públicos por meio da segregação de
funções, uma repartição estabeleceu as seguintes
regras para os processos de aquisição de bens/serviços:

R1: Se o servidor participa da elaboração das


especificações técnicas, não participa do julgamento das
propostas;

R2: Se o servidor participa do julgamento das propostas,


não atesta o recebimento dos bens/serviços;

R3: Se o servidor atesta o recebimento dos


bens/serviços, não ordena seu pagamento.

Com base nessas informações, julgue os próximos itens.

1 A negação da proposição R3 é equivalente a “O


servidor atesta o recebimento dos bens/serviços e
Considere, ainda, que duas proposições são ordena seu pagamento”.
equivalentes quando possuem valores lógicos iguais e
que uma proposição P implica Q quando Q é verdade 2 Um servidor que tenha participado da elaboração das
sempre que P o for. Com base nas informações acima, especificações técnicas para a aquisição de
julgue os itens que se seguem. determinado produto e posteriormente tenha ordenado
seu pagamento, não tendo participado de outras etapas,
1 Considere que a proposição “Aquele funcionário terá quebrado as regras estabelecidas pela repartição.
trabalha sob pressão” seja incerta e que a proposição
“Aquele funcionário não comete erros” seja verdadeira. 3 A proposição “Se um servidor participa da elaboração
Então, é correto afirmar que a proposição “Mesmo que das especificações técnicas, então não atesta o
trabalhe sob pressão, aquele funcionário não comete recebimento dos bens/serviços” é uma conclusão válida
erros” é incerta. a partir das premissas R1 e R2.

2 A lógica trivalente apresentada não obedece ao 4 Supondo-se que cada etapa deva ser realizada por
princípio do terceiro excluído. apenas um servidor, então o número mínimo de
servidores que a repartição deve ter de modo a cumprir
3 Se a proposição P ∧ Q é incerta, então as proposições as regras estabelecidas é igual a 4.
P e Q são ambas incertas. 5 Se P e Q representam, respectivamente, as
proposições “O servidor participa da elaboração das
4 Na lógica trivalente, as proposições P→Qe especificações técnicas” e “O servidor participa do
¬P ∨ Q são equivalentes. julgamento das propostas”, então a regra R1 pode ser
representada por P→ (¬Q).
5 A tabela de valores da proposição P → Q ∧ R possui
menos de 30 linhas.

IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 17


RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

124. (CESPE/INSPETOR POLICIA CIVIL-CE) Estudo 126. (CESPE/CEBRASP/MPENAP)


divulgado pelo Instituto de Pesquisas Econômicas
Aplicadas (IPEA) revela que, no Brasil, a desigualdade
social está entre as maiores causas da violência entre
jovens.

Um dos fatores que evidenciam a desigualdade social e


expõem a população jovem à violência é a condição de
extrema pobreza, que atinge 12,2% dos 34 milhões de
jovens brasileiros, membros de famílias com renda per
capita de até um quarto do salário mínimo, afirma a
pesquisa.
A partir dos argumentos apresentados pelo personagem
Como a violência afeta mais os pobres, é usual fazer Calvin na tirinha acima mostrada, julgue os seguintes
um raciocínio simplista de que a pobreza é a principal itens.
causadora da violência entre os jovens, mas isso não é
verdade. O fato de ser pobre não significa que a pessoa 1 Considerando o sentido da proposição “Os ignorantes
será violenta. Existem inúmeros exemplos de atos é que são felizes”, utilizada por Calvin no segundo
violentos praticados por jovens de classe média. quadrinho, é correto afirmar que a negação dessa
Internet: http://amaivos.uol.com.br (com adaptações). proposição pode ser expressa por “Não só os ignorantes
são felizes”.
Tendo como referência o texto acima, julgue os itens
seguintes. 2 Considere que o argumento enunciado por Calvin na
tirinha seja representado na forma:
1 Se a proposição “João é pobre” for falsa e se a
proposição “João pratica atos violentos” for verdadeira, “P: Se for ignorante, serei feliz;
então a proposição “João não é pobre, mas pratica atos Q: Se assistir à aula, não serei ignorante;
violentos” será falsa. R: Serei feliz;
S: Logo, não assistirei à aula”,
2 A negação da proposição “Toda pessoa pobre é
violenta” é equivalente a “Existe alguma pessoa pobre em que P, Q e R sejam as premissas e S seja a
que não é violenta”. conclusão, é correto afirmar que essa representação
constitui um argumento válido.
3 A negação da proposição “Se houver corrupção, os
níveis de violência crescerão” é equivalente a “Se não 127. (ESAF/MPOG) As seguintes afirmações, todas elas
houver corrupção, os níveis de violência não crescerão”. verdadeiras, foram feitas sobre a ordem de chegada dos
participantes de uma prova de ciclismo.
125. (CESPE/CEBRASP/MPENAP) Considerando a
proposição P: “Se João se esforçar o bastante, então 1 Guto chegou antes de Aires e depois de Dada.
João conseguirá o que desejar”, julgue os itens a seguir.
2 Guto chegou antes de Juba e Juba chegou antes de
1 A proposição “João não se esforça o bastante ou João Aires, se e somente se Aires chegou depois de Dada.
conseguirá o que desejar” é logicamente equivalente à
proposição P. 3 Cacau não chegou junto com Juba, se e somente se
Aires chegou junto com Guto.
2 A proposição “Se João não conseguiu o que desejava,
então João não se esforçou o bastante” é logicamente Logo:
equivalente à proposição P.
a) Cacau chegou antes de Aires, depois de Dada e junto
3 Se a proposição “João desejava ir à Lua, mas não com Juba;
conseguiu” for verdadeira, então a proposição P será b) Guto chegou antes de Cacau, depois de Dada e junto
necessariamente falsa. com Aires;
c) Aires chegou antes de Dada, depois de Juba e antes
4 A negação da proposição P pode ser corretamente de Guto;
expressa por “João não se esforçou o bastante, mas, d) Aires chegou depois de Juba, depois de Cacau e
mesmo assim, conseguiu o que desejava”. junto com Dada;
e) Juba chegou antes de Dada, depois de Guto e junto
com Cacau.

IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 18


RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

128. (ESAF/AFC) Perguntado sobre as notas de cinco GABARITO


alunas (Alice, Beatriz , Claúdia, Denise e Elenise), um
1. D
professor de Matemática respondeu com as seguintes
2. B
afirmações:
3. E
4. D
1 “A nota de Alice é maior do que a de Beatriz e menor
5. E C
do que a de Claúdia”
6. A
7. B
2 “ A nota de Alice é maior do que a de Denise e a nota
8. A
de Denise é maior do que a de Beatriz, se e somente se
9. E
a nota de Beatriz é menor do que a de Claúdia”.
10. E
3 “Elenise e Denise não têm a mesma nota, se e
11. E
somente se a nota de Beatriz é igual à de Alice”.
12. E
13. D
Sabendo-se que todas as afirmações do professor são
14. A
verdadeiras, conclui-se corretamente que a nota de:
15. D
a) Alice é maior do que a de Elenise, menor do que a de
16. E C E E C E C
Claúdia e igual à de Beatriz
17. D
b) Elenise é maior do que a de Beatriz, menor do que a
18. E
de Claúdia e igual à de Denise
19. E
c) Beatriz é maior do que a de Claúdia, menor do que a
de Denise e menor do que a de Alice
20. C
d) Beatriz é menor do que a de Denise, menor do que a
21. E
de Elenise e igual à de Claúdia
22. C
e) Denise é maior do que a de Claúdia, maior do que a
23. C
de Alice e igual à de Elenise.
24. E
25. E
26. C
27. A
28. C
29. D

30. E
31. B
32. E
33. C
34. E
35. C
36. D
37. B
38. E
39. A

40. A
41. C
42. C
43. E
44. A
45. E
46. D
47. A
48. B
49. C C E

50. C C E
51. C E E
52. E C C E C
53. A
54. B
55. E
56. E
57. B
58. C
59. A

IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 19


RACIOCÍNIO LÓGICO - José Carlos

60. D 120. E E E C
61. A 121. E C E C C
62. B 122. E E C C
63. C 123. C E E E C
64. D 124. E C E
65. C 125. C C E E
66. D 126. C E
67. D 127. A
68. C 128. B
69. B

70. D
71. B
72. A
73. C
74. D
75. A
76. D
77. C
78. B
79. C

80. E
81. A
82. B
83. B
84. B
85. A
86. C
87. C
88. A
89. B

90. A
91. E
92. E
93. B
94. E
95. C
96. A
97. D
98. D
99. C

100. B
101. A
102. E
103. E
104. B
105. D
106. C
107. B
108. D
109. D

110. D
111. B
112. B
113. B
114. C
115. A
116. C
117. E
118. C E E C C E
119. C E

IGEPP – PROJETO SENADO - LISTA 2 20