Anda di halaman 1dari 14

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI

COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA CIVIL

CIÊNCIAS DO AMBIENTE
PROFª CLAUDENY SIMONE ALVES DE SANTANA

ALYSSON BRUNO SARAIVA DELGADO – MATRÍCULA: 14223034

EURIELBER CESAR DA CUNHA LIMA – MATRÍCULA: 14223002

JOÃO TERTO – MATRICULA:

PEDRO PAULO SOARES CARDOSO JUNIOR – 14223086

TERESINA – PI – 2016
RIMA
RELATÓRIO DE IMPACTO AMBIENTAL

Teresina | Junho | 2018

PÁGINA 1
APRESENTAÇÃO

O assunto que iremos tratar neste Relatório se refere ao estudo de


impacto ambiental e medidas mitigadoras no processo de
implantação da Avenida Ulisses Marques, trecho entre as Avenidas
Raul Lopes e Presidente Kennedy – com extensão de 4.686,03m, na
Zona Leste de Teresina – PI.

O presente Relatório de Impacto Ambiental - RIMA, apresenta um


resumo dos estudos técnicos que compõem o Estudo de Impacto
Ambiental (EIA), em linguagem mais acessível e objetiva, visando sua
ampla divulgação. Compõe-se da descrição das principais
características do empreendimento e de seu processo de
implantação; da caracterização da região onde ele será implantado;
da indicação de seus prováveis impactos ambientais e das medidas
mitigadoras a serem adotadas.

PÁGINA 2
O EMPREENDIMENTO

Tratando-se da 1 fase de uma avenida que interliga duas avenidas


importantes na capital, com a implantação haverá uma grande
melhora nos fluxos de carros que circulam na região, diminuindo
ainda o transito em alguns pontos da cidades que era considerados
volumosos. Outro fator importante de contribuição será a redução do
tempo de viagem, diminuição dos custos de transporte e melhorando
o acesso das pessoas que estão indo ao centro da capital.

O objetivo desta obra é a melhoria do tráfego na região. Essa melhoria


se fará através da implantação da avenida, associando-a ainda à
incorporação de dispositivos objetivando a segurança viária. Inclui
também medidas necessárias ao ordenamento do tráfego local
(veículos e pedestres), buscando minimizar os conflitos que possam
existir. Dentre os benefícios podemos citar o aumento da capacidade
da frota de transporte, condições operacionais ideais em termos de
custos e de segurança, atendimento às demandas decorrentes do uso
do solo na região, e constituindo uma excelente alternativa para
diminuição do confestionamento na região.

PÁGINA 3
PROCESSOS OPERACIONAIS
Terraplenagem

Os trabalhos preliminares de terraplenagem compreendem a limpeza


e desmatamento de áreas adjacentes à rodovia, onde serão
executados os alargamentos de aterro, cortes, caminhos de serviço e
eventuais desvios.

Drenagem Superficial

O sistema de drenagem superficial foi projetado de forma a propiciar


um rápido escoamento das águas pluviais que incidam sobre a pista
e terrenos marginais, bem como disciplinar o escoamento de
pequenos cursos d’água e conduzilos para locais de deságüe seguros.

PÁGINA 4
Sinalização

A sinalização é realizada através dos sinais de trânsito, cuja finalidade


essencial é transmitir na via pública normas específicas, mediante
símbolos e legendas padronizadas, com o objetivo de advertir (sinais
de advertência), regulamentar (sinais de regulamentação) e indicar
(sinais de indicação) a forma correta e segura para movimentação de
veículos e pedestres.

Pavimentação

A Pavimentação é a camada constituída por um ou mais materiais


que se coloca sobre o terreno natural ou terraplenado, para aumentar
sua resistência e servir para a circulação de pessoas ou veículos, faixas
de rolamento.

PÁGINA 5
CARACTERÍSTICAS AMBIENTAIS

Nessa etapa são estudados todos os aspectos ambientais de uma


determinada área para a caracterização da sua qualidade ambiental -
estado ou condição do meio ambiente.

PÁGINA 6
IMPACTOS AMBIENTAIS E MEDIDAS
MITIGADORAS
Agora iremos tratar da identificação e avaliação dos impactos
ambientais potenciais decorrentes dessa obra, bem como a
proposição de medidas para prevenir, mitigar, compensar os
impactos negativos ou potencializar os impactos positivos
decorrentes do empreendimento.

Com a implantação da avenida, toda a área da região está sujeita às


ações diretas e indiretas da construção, tanto na fase de implantação
como na de operação.

Abaixo será listado alguns impactos que podem ser causados, e


algumas medidas metigadoras com o intuido de fazer uma
compensação contra os impactos da construção sobre o meio físico e
sobre a fauna presente na área do empreendimento.

IMPACTO FASE MEDIDAS


MITIGADORAS
Afugentamento de Implantação - Fazer o manejo da fauna
fauna durante a realização a
supressão vegetal.

- Proibir os trabalhadores
de quaisquer atividades
relacionadas à caça furtiva.

Alteração da Camada Operção Realizar a supressão


Superficial do Solo vegetal somente quando
estiver próximo do início
das obras de
terraplenagem, evitando
que o terreno fique
exposto aos agentes
intempéricos por longo
período.

PÁGINA 7
Aumento dos Níveis de Instalação - A supressão da vegetação
Ruído deverá ser realizada em
período diurno, em
horário comercial, devido
aos altos níveis de pressão
sonora, inerentes à
atividade;

-Os trabalhadores deverão


utilizar equipamentos de
proteçãoindividual - EPI’s,
incluindo proteção
auricular;

Redução do Conforto Instalação Sugere-se que as


Acústico atividades de transporte de
material terrígeno e de
terraplenagem sejam
executadas em período
diurno, em horário
comercial. Os
equipamentos envolvidos
deverão ser verificados
quanto à integridade dos
sistemas de controle de
emissões de ruídos
(abafadores e
silenciadores) e regulagem
das bombas injetoras,
através de manutenções
periódicas

Evasão da Fauna Instalação e Operação - Com o intuito de reduzir


Terrestre e Redução da o número de insetos ao
Abundância e redor dos pontos de
Diversidade de Espécies iluminação, utilizar
da Fauna sistemas de iluminação
que possuam menor poder
de atração de insetos.
- Utilizar fluxos luminosos
mínimos compatíveis com
às necessidades das tarefas
a serem realizadas, e
limitar, ao máximo, a
propagação da radiação
luminosa em áreas nas
quais ela não é necessária;

PÁGINA 8
Desconforto e Instalação - Estabelecer um canal de
Ansiedade na População comunicação direto com a
comunidade, através de
um Representante Oficial
do Empreendimento,
sendo o Ouvidor das
demandas comunitárias;

- Divulgar o
empreendimento e seus
controles ambientais por
meio de mídia local;

Transtornos aos Operação - Os trabalhadores deverão


Colaboradores do utilizar equipamentos de
Empreendimento e proteção individual –
Comunidade do Entorno EPI’s, incluindo proteção
auricular.
- Recomenda-se ainda a
instalação, ao longo das
vias de acesso ao
empreendimento, de
placas de sinalização
restringindo a velocidade,
indicando curvas
acentuadas e pistas de
conversão;

Geração de resíduos Implantação e operação - O acondicionamento


sólidos temporário de resíduos
sólidos deverá ser feito em
recipientes ou coletores
fechados e identificados.

- Deverá ser feita a


manutenção e inspeção de
rotina dos pontos de coleta
de resíduos e depósitos
intermediários de
resíduos.
- Os resíduos sólidos
deverão ser dispostos em
locais adequados, quais
sejam: aterros sanitários
urbanos, estabelecimentos
de reciclagem, etc.

PÁGINA 9
Mudança da paisagem Implantação - A limpeza da área deverá
ser restrita às áreas
previstas e estritamente
necessárias, de forma a
impedir o aumento das
áreas desmatadas.
- Em hipótese alguma se
deve proceder a queima do
material vegetal gerado,
por constituir extremo
perigo a vegetação
circundante.
- Deverão ser implantados
dispositivos provisórios de
controle de erosão.

PÁGINA 10
CONCLUSÃO
Este Relatório de Impacto Ambiental apresentou informações sobre
o Estudo de Impacto Ambiental para implantação da Avenida Ulisses
Marques. Essa avenida tem papel fundamental para consolidar a
integração da região na qual a avenida está inserida, através do
crescimento das relações comerciais e do conforto populacional.

É fato que haverão diversos impactos positivos e adversos


decorrentes, tanto das atividades de instalação como de operação do
empreendimento. Assim, o EIA apresenta os mecanismos a serem
adotados pelo empreendedor para minimizar ao máximo os impactos
negativos e potencializar os impactos positivos, subsidiando assim a
tomada de decisão por parte do órgão ambiental licenciador.
Destaca-se, assim, que é de fundamental importância a adoção de
medidas mitigadoras, bem como a execução de planos e programas
ambientais que visam, além de reduzir a magnitude dos impactos
negativos, monitorar as alterações ambientais com o objetivo de
identificar os possíveis efeitos adversos, possibilitando assim, a
adoção de ações eficientes na conservação da biota local, bem como
respostas rápidas às alterações das características físicas da região.
Tais ações certamente irão reduzir possíveis prejuízos financeiros e,
principalmente, irão manter o equilíbrio das características
ambientais da região direta e indiretamente afetada.

PÁGINA 11
FOTOS

Figura 1

Figura 2

Figura 3

PÁGINA 12
Figura 4

Figura 5

Figura 6

PÁGINA 13