Anda di halaman 1dari 4

Fátima frade

Processo de enfermagem

tomada de
resolução de
prestação de

As 5 etapas do processo de enfermagem:


5 etapas:
Apreciação    

1ªetapa- apreciação inicial


recolha de( )sobre o( ),( )e dificuldades relacionados com o( ),
dentro da 1ª etapa temos( )fases. A 1ªfase é a( ) para descobrir as
( ), os( ), os ( )pessoais do paciente e planificar( )
, perguntar sobre as ( ). Temos os dados ( ) – tudo os k nos dizem (sintomas e
) e temos os dados ( ) (o que eu e )
2ªfase que é (identificação de ), tomada de ( ),
formulação do ( ). Podemos fazer a validação (pessoas/ eo
processo ) e interpretação de (subjetivos- ).
3ªfase são registos (registar todos os dados com e , claros e o mais
( ) possível, documentar de forma e ).

2ªetapa- diagnósticos de enfermagem


A identificação de diagnósticos de enfermagem permite o de um
plano de cuidados, de modo a que a pessoa e família se possam
adaptar a que resultam do . A formulação de
( )pode ser realizada com ( ) (diagnostico segundo o formato PES-
( - - ) ou pelo CIPE (diagnostico segundo o formato e
).
Temos 3 tipos de diagnósticos, os (a reação á condição de saúde que
existem verdadeiramente), os (consiste numa que uma pessoa
família ou comunidade é mais vulnerável ao desenvolvimento de um determinado
problema que os outros) (papel do enfermeiro na e
definidos como uma acerca de uma pessoa que
esta em transição de um nível especifico para outro superior)

3ªetapa- planeamento
Elaboração de um para resolver os problemas ou necessidades
identificados anteriormente através do e
esperados e da escolha de , temos de estabelecer .
1ª-diagnostico de enfermagem em que se a pessoa não for tratada pode resultar

2ª- diz respeito as pessoa


3ª-diz respeito a uma que pode não estar diretamente ligada a uma
, mas pode afetar o bem-estar futuro da pessoa. O planeamento de
( orienta a escolha de , da eficácia
das e da .
Estas 3 prioridades orientam a escolha servindo de
critério de , da eficácia das e da resolução do
diagnostico de .
O planeamento dos cuidados de enfermagem inclui:
orientados para a prestação de cuidados personalizados, a
idade, a situação, problema da pessoa e têm uma ,e
devem ser baseados em , serem , serem
formulados de forma e visar a . As intervenções de
enfermagem podem ser (ação realizada pelo enfermeiro, iniciativa e
responsabilidade de acordo com as e
(ações realizadas pelos enfermeiros em conjunto com para atingir um
objetivo comum)

planos de cuidados
é um documento que confere dando visibilidade
ao processo de enfermagem, os objetivos do plano de cuidados são: suportar a
, ,assegurar a ,
ser utilizado . Antes de implementar os
o mesmo deve ser e deve assegurar a . Os diagnósticos de
enfermagem devem refletir as , as intervenções devem
estando estruturadas numa .

4ª etapa implementação
acontece quando são e ações planeadas no plano de
com o objetivo de resolver o . A implementação inclui
intervenções de , ou orientação nas , aconselhamento e ,
prestação de cuidados , delegação supervisão e a outros
profissionais, registo e troca de informações

5ªetapa- avaliação final


É a reação da pessoa aos e se as expetativas da pessoa foram atingidas. Esta
fase mede a ás e o progresso da pessoa no
sentido de , comparação dos comportamentos e reações
avaliados antes e depois das , inclui ,a
avaliação reorienta continuamente os , podemos ter uma avaliação
(resultados ) avaliação (as intervenções planeadas
não foram ou existem ).
Medidas e fontes de avaliação (competências e técnicas utilizadas para avaliação da
pessoa- - -outros -registos de enfermagem,
processo , planos ).

5 etapas
Apreciação    
Objetivos do processo de enfermagem:
Assegurar a , personalizar , maximizar os
da pessoa, conhecer a e da pessoa, planear as
, coordenar e assegurar .

Características do processo de enfermagem


Sistemático –
Dinâmico -
Interativo –

Flexível

Quadro de Referência –
(Modelos, Teorias, Taxonomias);
Objetivo –

Segundo NANDA

Eixo I – Foco ou Conceito de Diagnóstico Eixo 4 – Localização


 
 
 
 Combinação de e 

Exemplo de Diagnóstico
(Espiritual) e
(Sofrimento) Diagnóstico: Eixo 5 – Idade

   
Eixo 2 – Sujeito de Diagnóstico  

Eixo 6 – Tempo
  

Eixo 3 – Julgamento 
 

 
 

 Eixo 7 – Situação do Diagnóstico
 
 
 
Diagnósticos NANDA I
Para realizarmos um diagnóstico NANDA:
1. Escolhemos o à necessidade afetada da pessoa Ex: Pessoa com
diarreia: escolhemos o – );
2. Escolhemos que corresponde ao problema da pessoa (Ex: – Função
);
3. Com o domínio e a classe selecionadas, escolhemos o /
(Ex: Diarreia 00019

Desenvolvemos o Diagnóstico segundo o PES:


P–  Corresponde ao conceito de diagnóstico;
E–

S- Corresponde as .
Diagnóstico Real:
+ com (r/c) + + por (m/p) + e
Ex:

Diagnóstico de Risco:
+ (r/c) +

Diagnósticos de Enfermagem

NIC

NOC

Segundo um diagnostico de NANDA ( ) vamos ao NIC(ver as e


para resolver esse ) e NOC ( )