Anda di halaman 1dari 44

FACULDADE METROPOLITANA DE MANAUS

CURSO DE BACHARELADO EM ENGENHARIA CIVIL


TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO DO TRABALHO DE
CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DE
GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL
2

MANAUS - 2018

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE


GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL

Capítulo I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES


Artigo 1º. É finalidade de o presente Regulamento normatizar as atividades de
elaboração, apresentação e avaliação do Trabalho de Conclusão do Curso de Graduação
em Engenharia Civil da Faculdade Metropolitana de Manaus - FAMETRO.
Artigo 2º. O TCC é uma atividade de caráter didático-pedagógico obrigatório como parte
integrante das atividades curriculares do Curso de Engenharia Civil da FAMETRO, de
acordo as Diretrizes Curriculares Nacionais:
I. Para conclusão do Curso de Graduação em Engenharia Civil, o aluno deverá elaborar
um trabalho como atividade de síntese e integração de conhecimento, sob orientação
docente.

Artigo 3º. O Trabalho de Conclusão de Curso será proposto e desenvolvido de modo a


referendar, aprofundar, enriquecer, recriar ou avançar a cultura acadêmica que está
representada no currículo de formação do profissional de Engenharia Civil.
Artigo 4º. O TCC é uma produção científica INDIVIDUAL.
I. O TCC será ofertado no último período do curso (10º período), e terá carga horária total
de 80 horas para o desenvolvimento dessa atividade;
II. Para elaboração e defesa do trabalho de conclusão de curso, o aluno deve estar
regularmente matriculado na disciplina de TCC;
III. O aluno NÃO poderá se matricular na disciplina de TCC se estiver com pendências em
disciplinas de períodos anteriores que ultrapassem a carga horária máxima permitida de
80 horas, podendo se matricular em TCC apenas os alunos que tiverem pendência
somente em uma disciplina de 80 horas ou duas disciplinas de 40 horas;
IV. O aluno que no último período do curso (10º período) apresentar pendências em
disciplinas de períodos anteriores que ultrapassem a carga horária máxima permitida de
80 horas, poderá se matricular apenas nas disciplinas pendentes, sendo vetada sua
matrícula na disciplina de TCC.
Artigo 5º. O tema do Trabalho de Conclusão de Curso deverá estar relacionado ao
campo da Engenharia Civil e suas áreas afins e/ou ao universo das ciências básicas dos
3

cursos da engenharia, desde que acadêmica e profissionalmente relevantes, a juízo dos


Orientadores e do professor do TCC. (Conforme Anexo I).

Capítulo II - DOS OBJETIVOS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO


CURSO
Artigo 6º. As atividades relacionadas ao Trabalho de Conclusão de Curso serão
desenvolvidas com a finalidade de contribuir para diferenciar a formação teórico-prática
dos alunos do Curso de Engenharia Civil, comprometendo-se com o avanço na formação
de profissionais engenheiros civis que sejam:
I. Capazes de integrar, numa visão ampla e global da Engenharia Civil, os desempenhos
especializados que são próprios de diferentes áreas e níveis de atuação do profissional
da engenharia;
II. Voltados ao desenvolvimento científico e/ou técnico da profissão;
III. Conhecedores das demandas sociais da população.
Artigo 7º. São objetivos do Trabalho de Conclusão de Curso:
I. Atender às exigências das Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de
Graduação em Engenharia, Resolução CNE/CES 11, de março de 2002;
Parágrafo único – É obrigatório o trabalho final de curso como atividade de síntese e
integração de conhecimento.
II. Proporcionar ao aluno a oportunidade de desenvolver um trabalho de natureza
acadêmico-profissional, que possa traduzir a articulação dos conhecimentos aprendidos
na sequência curricular, seja sob a forma da sistematização de conhecimentos, seja sob a
de problematização e encaminhamento de soluções para temas e questões relevantes à
profissão.
III. Aprimorar o processo de formação dos alunos contribuindo para o desenvolvimento de
competências pessoais e para a formação permanente.

Capítulo III - DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO


Artigo 8º. O Trabalho deverá ser proposto, desenvolvido e entregue sob a forma de
Monografia com base em pesquisa original ou de base bibliográfica (formato impresso
e digital), e apresentado em formato de slides para defesa oral.
Parágrafo único - Para os fins deste Regulamento, entenda-se por:
I. Monografia: divulgação dos resultados de um projeto de pesquisa descritiva ou
experimental. A ABNT classifica as Monografias:
4

a) O estilo adotado para a monografia será diante do relatório técnico científico que visa
aproximar o acadêmico da profissão para analisar, verificar, discutir e apresentar novas
perspectivas para as soluções dos problemas.
b) O modelo segue a rigor as normas vigentes para a produção do TCC e, ainda consta
neste documento a estrutura a ser seguida conforme o ANEXO II.
Artigo 9º. Serão duas as etapas de realização do Trabalho de Conclusão de Curso,
sendo todas realizadas no 10° período na disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso.

Parágrafo 1º. Alunos e turmas elegíveis a realização do Exame Nacional de Desempenho


de Estudantes (ENADE) participarão de cronograma diferenciado preparado
especificamente para os semestres cujo exame ocorrer. Para estes alunos ou turmas as
etapas do TCC a serem desenvolvidas ocorrerão conforme modelo na Tabela 1 e cujas
datas são estabelecido pela Comissão do TCC.
O aluno deverá optar se deseja realizar a apresentação e defesa do TCC, e com base
nesta escolha obedecerá o cronograma, conforme mostra a tabela 3. A opção escolhida
deverá ser comunicada formalmente ao professor orientador da disciplina via e-mail em
até 20 dias corridos antes da data marcada para a entrega do trabalho final escrito, para
que a formação da banca examinadora e outras providências cabíveis sejam tomadas de
acordo com a opção desejada.
A não comunicação da opção desejada pelo aluno até a data prevista para tal, resultará
na anuência automática da opção “SEM DEFESA ORAL”, sendo que o trabalho escrito
concorrerá a nota 10,0 integralmente e deverá ser avaliado por uma banca com 2 (dois)
integrantes. A nota final do TCC será a média aritmética entre as notas dos dois
avaliadores.
Somente nos casos em que a opção do aluno for “sem defesa oral”, e caso a nota final
gere o resultado “REPROVADO”, o aluno poderá requerer junto a SECAD e a
Coordenação do Curso de Eng. Civil a reavaliação do seu TCC. Se a nota final gerar a
situação “APROVADO” este recurso não será válido.

Tabela 1: Cronograma das Atividades N1 e N2 – ALUNOS ENADE


Data ETAPA Penalidade
5

05/02 Início das aulas


2/03 Apresentação do Título e do Co-orientador (opcional) - 0,3
9/03 Apresentação da Bibliografia + Objetivos (geral e específicos) -0,2 / - 0,3
30/03 Apresentação da Fundamentação Teórica - 0,3
20/04 Apresentação da Metodologia (preliminar) - 0,5
4/05 Apresentação da Metodologia (final) - 0,5
18/05 Apresentação da Introdução - 0,2
08/06 Apresentação dos Resultados e Discussões -0,5
15/06 Apresentação da Conclusão + Resumo - 0,3 / - 0,2
22/06 Entrega do Trabalho escrito final + mídia (CD) - 0,5 / - 0,2
13/07 (previsão) Apresentação dos slides e defesa do trabalho final (opcional)
20/07 (previsão) Entrega da Versão Final (corrigida) em capa dura

Parágrafo 2º. É requisito obrigatório para o aluno defender o Trabalho de Conclusão de


Curso:
I. O encaminhamento dos alunos cujos trabalhos estiverem finalizados pelo professor
orientador da disciplina, via carta de encaminhamento (Anexo IX);
II. A comprovação por meio de fichas de orientação devidamente assinada pelo professor
orientador da disciplina com no mínimo 8 (dez) orientações individuais, estando a sua
aprovação condicionada a comprovação dessas orientações, bem como do percentual
mínimo de 75% de frequência conforme as normas da IES (Anexo X);
III. Nos casos excepcionais de impedimento devidamente justificado e registrado na
SECAD, o presidente da Banca Examinadora fixará nova data de apresentação,
observando o prazo determinado pela Coordenação;
IV. No caso de ocorrências excepcionais no decorrer da apresentação do trabalho, o
presidente da Banca Examinadora poderá suspender a sessão, fixando, se necessário,
nova data para a apresentação, observando o prazo determinado pela Coordenação;
V. Caso o aluno não entregue a versão final do TCC encadernada em 3 vias e/ou não
realize a apresentação com slides e a defesa oral na data definida pela Coordenação do
Curso, este aluno será considerado reprovado na disciplina e deverá cursar novamente a
disciplina nos períodos seguintes, de acordo com disponibilizada pela instituição. Para
estar apto a defesa do TCC, o aluno obrigatoriamente deverá entregar antecipadamente a
versão final encadernada. A não apresentação da parte escrita do trabalho torna inválida a
defesa.
A mesma regra acima descrita aplica-se ao aluno cujo TCC tenha sido apresentado e
defendido junto Banca Examinadora, e após a defesa for constatada que a média
aritmética entre o trabalho escrito e a defesa seja inferior a média requerida para
aprovação na instituição.
6

VI. Não há sob nenhuma hipótese a opção de solicitação de segunda chamada para a
apresentação ou defesa do TCC. Casos fortuitos tais como falta de energia ou quaisquer
outras ocorrências serão verificadas pela Coordenação do Curso e comunicadas aos
interessados diretos.

Artigo 10º. A estrutura do TCC escrito deve estar em consonância com as normas da
ABNT, que primam por uma padronização com relação à redação empregada e à
disposição textual no papel, incluindo componentes pré-textuais, textuais e pós-textuais
opcionais e obrigatórios, além de outros quesitos referentes à elaboração e redação de
um trabalho acadêmico. As monografias originais ou de revisão deverão ter no mínimo 30
laudas, e no mínimo 20 referências para os artigos de revisão.

Parágrafo único - Todo Trabalho de Conclusão de Curso deverá versar sobre


temas, questões e problemas abordados no curso, relativos a área da Engenharia
Civil e prioritariamente que tenham relevância acadêmica e social na formação em
Engenharia.

Artigo 11º. Os projetos de pesquisa propostos e desenvolvidos como Trabalhos de


Conclusão de Curso, uma vez concluídos deverão ser entregues ao professor da
disciplina de TCC, devidamente organizado, segundo as normas e instruções deste
regulamento, em 03 (três) vias impressas e uma via em mídia (cd-room), respeitando
cronograma estabelecido pelo professor orientador da disciplina.

Artigo 12º. Os projetos de pesquisa e os resultados do desenvolvimento dos projetos de


pesquisa apresentados como Trabalhos de Conclusão de Curso serão submetidos à
avaliação por Comissão Examinadora nomeada pelo Coordenador de Curso juntamente
com o professor do TCC, que se pronunciarão sobre a adequação formal e mérito
acadêmico.

Artigo 13º. A mudança de título do TCC preferencialmente deverá ocorrer dentro da


mesma linha de pesquisa e devidamente aprovado pelo orientador da disciplina. A
apresentação de um nome título ou tema proposto pelo aluno não reiniciará um novo
cronograma para apresentação das etapas. As datas previamente estabelecidas para as
etapas seguintes deverão seguir seu curso normal.
7

Artigo 14º. Caso o aluno desenvolva e publique os resultados de um projeto de pesquisa


em uma revista indexada, este poderá ser isento da apresentação da monografia e da
apresentação oral do TCC. Para isso, deverá apresentar comprovante do aceite da revista
ou mesmo o próprio artigo publicado.

Capítulo IV - DO PROFESSOR ORIENTADOR DE TCC


Artigo 14º. O aluno matriculado na disciplina TCC deverá ser orientado pelo professor da
disciplina designado no período. Somente o professor da disciplina TCC poderá ser o
orientador do aluno legalmente matriculado. Em hipótese alguma será considerado um
outro orientador para o aluno. O professor orientador da disciplina deverá assinar a carta
oficial de orientação do TCC (Anexo III).

Artigo 15º. Poderão ser Professores Orientadores de Trabalhos de Conclusão do Curso


de Engenharia Civil os professores da Faculdade Metropolitana de Manaus – FAMETRO
com no mínimo título de especialista da área de formação acadêmica.

Parágrafo 1º. A figura do co-orientador poderá ser aceita, podendo ele pertencer a outros
Cursos e Instituições de Ensino, públicas ou privadas, nacionais ou internacionais e a
juízo do professor do TCC e do Coordenador do Curso de Engenharia Civil.

Parágrafo 2º. Quando houver a participação do co-orientador, deverá ser apresentada a


carta de aceite de co-orientação, devidamente preenchida e assinada (ANEXO IV).

Parágrafo 3º. Em casos excepcionais de monografias desenvolvidas sob co-orientação


de profissionais não integrantes do corpo docente da Faculdade Metropolitana de Manaus
- FAMETRO, a aprovação da orientação do TCC, por estes profissionais, estará sob a
condição de aprovação do Núcleo Docente Estruturante (NDE) do curso de Engenharia
Civil. Após a aprovação e estando de acordo, o referido profissional deverá assinar carta
de orientação voluntária sem vinculo institucional com a FAMETRO (ANEXO V).

Parágrafo 4º. Na condição citada no parágrafo 3º do artigo 15º, o acadêmico deverá


apresentar, ao professor da disciplina, a carta oficial de co-orientação do TCC
devidamente preenchida e assinada pelo orientador para o Curso de Engenharia Civil de
acordo com cronograma previsto.
8

Capítulo V - DAS COMPETÊNCIAS


Artigo 17 º. Compete ao professor da disciplina:
I. Tomar as decisões administrativas necessárias ao desenvolvimento do processo do
TCC;
II. Apresentar aos alunos o plano de ensino com o cronograma das atividades propostas
para a disciplina de TCC;
III. Sugerir medidas que visem ao aprimoramento das atividades do TCC;
IV. Convocar e dirigir reuniões com os orientandos, com vistas à melhoria do processo do
TCC;
V. Programar dia, hora e local da apresentação do TCC, perante banca examinadora, que
será composta por 03 (três) membros.
VI. Orientar os alunos na escolha do tema e elaboração do trabalho de conclusão de
curso (TCC), em sua versão final;
VII. Participar de reuniões, convocadas pela Coordenação do Curso, para análise do
processo do TCC;

Parágrafo único - Não será permitida a orientação de TCC com o mesmo título
ou objetivos, por um mesmo orientador, no mesmo ou em períodos subsequentes.

Artigo 18°. Compete ao Acadêmico:


I. Apresentar a carta oficial de co-orientação (quando for o caso), atendendo ao disposto
no artigo 15º, parágrafo 2º, deste regulamento;
II. Frequentar as reuniões convocadas pela Coordenação do Curso e pelo professor da
disciplina TCC;
III. Manter contatos semanais com o seu professor-orientador, para construção do
trabalho acadêmico em desenvolvimento, conforme carga horária da disciplina de TCC.
IV. Cumprir o calendário divulgado pela Coordenação de Curso para as disciplinas TCC;
V. Elaborar as diversas etapas do TCC, sob a orientação do professor-orientador,
obedecendo às normas e instruções deste regulamento e a outras, aprovadas pelos
órgãos colegiados.
VI. Cumprir o horário de atendimento estabelecido com o professor de TCC;
VII. Apresentar o trabalho desenvolvido no prazo estabelecido;
VIII. Realizar a impressão da Versão Final do TCC e suas cópias;
9

Artigo 19°. Compete ao Co-orientador:


I. Colaborar com o professor da disciplina na elaboração e no desenvolvimento do plano
de atividades;
II. Auxiliar na orientação do discente, conforme especificado no plano de trabalho;
III. Orientar o aluno quanto à adequação do trabalho às normas deste regimento;
IV. Proceder a verificação de plágio durante o processo de orientação, utilizando os
recursos disponíveis nas tecnologias de informação para validação da autoria do texto.
Capítulo VI - DA AVALIAÇÃO DISCENTE
Artigo 20°. O aluno será aprovado na disciplina TCC:
I. Por média - quando obtiver média final (MF) igual ou superior a 5,0 (cinco) e frequência
igual ou superior a setenta e cinco por cento da carga horária total da disciplina;

Artigo 21°. O aluno deverá entregar ao professor da disciplina a versão final, para a
análise e atribuição de nota pela banca examinadora, dentro do cronograma estabelecido
pela Comissão do TCC.

Artigo 22°. Na avaliação da disciplina TCC serão consideradas as etapas estabelecidas


no artigo 9 deste regulamento.

Parágrafo 1º. O aluno que não entregar a versão final do TCC (impresso e digital) e/ou
não realizar a apresentação final do trabalho de conclusão de curso, de acordo com o
cronograma previsto, estará automaticamente REPROVADO na disciplina de TCC. Os
casos omissos serão resolvidos pela Coordenação do Curso de Engenharia Civil.

Parágrafo 2º. A média do TCC constará da média aritmética das notas referentes a
N1+N2. O aluno para estar aprovado deverá ter média igual ou superior à 5,0.

Parágrafo 1º. Os acadêmicos serão avaliados conforme os critérios estabelecidos no


Anexo VI.

Parágrafo 4º. Ao Final da avaliação do discente será preenchida uma ata de defesa de
TCC, conforme anexo VII
10

Artigo 23°. O aluno quando reprovado na disciplina TCC, não poderá colar grau e deverá
refazer a disciplina de TCC nos períodos seguintes, de acordo com a disponibilidade da
mesma.

Parágrafo único - O aluno aprovado em todas as demais disciplinas da matriz


curricular obrigatória e reprovado na disciplina TCC, poderá se matricular em curso
de férias ou como aluno especial, em disciplina isolada, de TCC, se houver oferta
pela IES.
Capítulo VII – PLÁGIO
Artigo 24°. É vedado ao aluno a inclusão de citações ou trechos de obras sem a
respectiva indicação do autor, conforme a lei 9.610/98. Os trabalhos literários ou não, de
quaisquer natureza inclusive os TCCs, desenvolvidos e identificados como produto de
plágio total ou plágio parcial receberão nota 0,0 (zero) pelos avaliadores e serão
automaticamente reprovados, sem recurso de reavaliação.

Artigo 25°. Os casos de suspeita de plágio serão encaminhados ao Conselho Superior


para julgar e encaminhar os trabalhos suspeitos de tal prática à Procuradoria Jurídica,
para as medidas cabíveis.

Artigo 26°. Será considerado plágio a redação de frases, parágrafos, citações que
abranjam linhas contínuas ou interruptas, bem como a inclusão de gráficos, tabelas e
outras ilustrações sem a devida indicação de autoria ou com autoria sem mérito
(apropriação indevida) nos TCCs e outros produtos literários.

Artigo 27°. É pré-requisito para apresentação e defesa do trabalho de conclusão de curso


e sua versão final escrita à entrega do TERMO DE CESSÃO DE DIREITOS AUTORAIS E
AUTORIZAÇÃO PARA INSERÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO NOS
MEIOS ELETRÔNICOS E, OU, IMPRESSOS DE DIVULGAÇÃO DISPONIBILIZADOS E
UTILIZADOS PELA FAMETRO (ANEXO VIII).

Capítulo VIII – DAS DISPOSIÇÕES FINAIS


Artigo 28°. Os casos omissos e as interpretações deste regulamento devem ser
resolvidos pela Direção Acadêmica e, em grau de recurso a Direção Geral e em instância
final, ao Conselho Superior da Faculdade.
11

Artigo 29°. Este regulamento entra em vigor na data de sua aprovação pelo Conselho
Superior da Faculdade Metropolitana de Manaus – FAMETRO, revogando-se as
disposições em contrário.
12

ANEXO I
TEMAS GERAIS
1: CONSTRUÇÃO CIVIL:
1.1: INSTALAÇÕES PREDIAIS (HIDRÁULICAS, SANITÁRIAS, ÁGUAS PLUVIAIS, ELÉTRICAS);
1.2: MATERIAIS E COMPONENTES DE CONSTRUÇÃO;
1.3: PROCESSOS CONSTRUTIVOS;
1.4: PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO.

2: ENGENHARIA HIDRÁULICA:
2.1: HIDRÁULICA;
2.2: HIDROLOGIA;
2.3: INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS

3. ESTRUTURAS:
3.1: ESTRUTURAS DE CONCRETO;
3.2: ESTRUTURAS DE MADEIRA;
3.3: ESTRUTURAS METÁLICAS;
3.4: MECÂNICA DAS ESTRUTURAS;
3.5: ALVENARIA ESTRUTURAL (BLOCO DE CIMENTO E BLOCO CERÂMICO);
3.6: CONTENÇÃO E TALUDES.

4. INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES:
4.1: AEROPORTOS: PROJETO E CONSTRUÇÃO;
4.2: PORTOS E HIDROVIAS: PROJETO E CONSTRUÇÃO;
4.3: RODOVIAS: PROJETO E CONSTRUÇÃO.

5. GEOTÉCNICA:
5.1: FUNDAÇOES E ESCAVAÇÕES;
5.2: MECÂNICA DE SOLOS;
5.3: OBRAS DE TERRA E ENROCAMENTO;
5.4: PAVIMENTOS.

6. ENGENHARIA DE SEGURANÇA.
7. TOPOGRAFIA.
8. SUSTENTABILIDADE.
9. ENGENHARIA ECONÔMICA E FINANÇAS
9.1. INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA
13

ANEXO II
MODELO DE TCC

CADERNO TÉCNICO PARA


FORMATAÇÃO DE TRABALHOS
ACADÊMICOS DO CURSO DE
ENGENHARIA CIVIL

MANAUS - 2017
14

Apresentação

O caderno técnico de formatação para trabalhos acadêmicos do curso de


Engenharia Civil apresenta uma descrição para a normatização da via escrita dos
trabalhos de conclusão de curso (TCC), nas modalidades monografia e projeto de
engenharia. Ressalta-se que os procedimentos e regras necessárias a serem observadas
no desenvolvimento destas atividades estão detalhados no regimento do trabalho de
conclusão de curso (TCC) e normas de formatação da Associação Brasileira de Normas
Técnicas (ABNT).

1. OBJETIVO
15

O caderno consiste em apresentar o aspecto gráfico para o documento escrito e versão


digital definitiva do trabalho de conclusão de curso (TCC) da Engenharia Civil. Este
documento foi elaborado com base nas NBRs: 6023:2002, Referências – Elaboração;
6024:2012 Numeração progressiva das seções de um documento escrito – Apresentação;
6027:2003 Sumário – Apresentação; 6028:2003: Resumo – Apresentação; 10520:2002
Citações em documentos – Apresentação; 12225:2004: Lombada – Apresentação;
14724:2011 Trabalhos acadêmicos – Apresentação; 15287:2011 Projeto de pesquisa –
Apresentação; e, 15437:2006 Pôsteres técnicos e científicos – Apresentação. Neste
contexto, para qualquer situação não prevista nas seções do caderno deve-se adotar o
procedimento descrito na ABNT.

2. O QUE É monografia?
A Monografia é um estudo particularizado que se faz de um determinado assunto ou
tema, ou um conjunto de aspectos de determinado assunto ou tema (NBR 6023:2002,
item 3.7). O foco deste trabalho é a produção de resultados que posteriormente deverão
ser discutidos amplamente.

2.1 Quanto a formatação da monografia


As seções abaixo descrevem os aspectos gráficos que serão avaliados quanto à
formatação da monografia.
2.1.1 Disposição de texto, tamanhos e fontes
a) Digitação: a digitação deve ser feita em espaço 1,5 e deve-se remover quaisquer
espaçamentos antes ou depois dos parágrafos. A impressão deve ser feita em preto e
branco, com a possibilidade de se utilizar cores nas ilustrações de gráficos, fotos,
imagens, infógrafos e fluxogramas. Tabelas e quadros devem respeitar a formatação
específica solicitada no item 2.5. As logomarcas institucionais são obrigatórias no
cabeçalho de todas as páginas do trabalho, bem como a paginação deve figurar no canto
superior direito a 2,0cm da borda da folha (NBR 14724:2011).
b) Tamanho das folhas: deve-se utilizar o padrão de folha tamanho A4. Quando não for
possível (uso em mapas, croquis, projetos entre outros) utilizar a técnica de dobradura de
projetos arquitetônicos para que seja alcançado o tamanho A4.
c) Tipo de letra (fonte): deve-se utilizar a fonte ARIAL para todo o corpo de texto do
TCC, inclusive a capa (seções, subseções, tabelas, legenda e dados de gráficos,
fluxogramas, texto em imagens, entre outros).
16

d) Tamanho da letra: deve-se utilizar tamanho 12 para o corpo de texto, inclusive a capa,
tamanho 10 para citações com mais de 3 linhas, notas de rodapé, paginação, legendas e
fontes de ilustrações, tabelas e quadros.
IMPORTANTE: aos títulos de seções e subseções não se deve dar qualquer tipo de
destaque que se relacione com o tamanho da letra, isto é, não se deve aumentar o seu
tamanho.
e) Siglas: quando se fizer necessário o uso de siglas para amenizar o texto, deve-se
colocar a forma completa do nome em questão e a sigla correspondente, entre
parênteses na primeira aparição. Nas aparições seguintes, pode-se fazer uso somente da
sigla. Exemplo:
O trabalho deve ser digitado conforme as normas da Associação Brasileira de
Normas Técnicas (ABNT) para ser considerado oficial. Se o trabalho não estiver
formatado dentro das normas da ABNT, não estará dentro do que foi solicitado.
f) Margens: superior – 3,0 cm; inferior – 2,0 cm; direita – 2,0 cm; esquerda – 3,0 cm; de
acordo com a NBR 14724:2011. Vide figura 1.
g) Paginação: de acordo com a NBR 14724:2011 a paginação deve figurar, a partir da
primeira folha da parte textual, em algarismos arábicos, no canto superior direito da folha,
a 2 cm da borda superior, fonte Arial 10 negritada. As folhas ou páginas pré-textuais
devem ser contadas, mas não numeradas. Havendo apêndice e anexo, as suas folhas ou
páginas devem ser numeradas de maneira contínua e sua paginação deve dar
seguimento à do texto principal.
h) Numeração: Conforme a NBR 6024:2012 e a NBR 14724:2011, o título das
seções deve ser colocado após o indicativo de seção, alinhado à
margem esquerda, separado por um espaço, o texto deve iniciar em
outra linha. Ponto, hífen, travessão, parênteses ou qualquer sinal não
podem ser utilizados entre o indicativo da seção e seu título. Errata,
agradecimentos, lista de ilustrações, lista de tabelas, lista de
abreviaturas e siglas, lista de símbolos, resumos, sumário, referências,
glossário, apêndices, anexos e resumos, índice devem ser centralizados
e não numerados.

FRENTE (ANVERSO)
17

Figura 1 - Layout da disposição das margens

3 cm

3 cm

2 cm

2 cm
18

As páginas de início de seção devem apresentar os espaçamentos e margens conforme


visto na figura 2.

Figura 2 - Layout para margens e espaçamentos adotados

TÍTULO DA SEÇÃO

Observação: entre as logomarcas e o título deve-se inserir uma linha em branco com
espaçamento de 1,5 (sem espaços entre os parágrafos).
h) Fonte e tamanho de títulos: Arial 12, caixa alta, negritada e alinhada à esquerda.
As seções: referências, apêndices e anexos não são numeradas.
Exemplo: 1 INTRODUÇÃO
i) Fonte e tamanho de subtítulos (nível 1 ): arial 12 negritada e alinhado à esquerda.
Primeira letra de cada palavra em maiúscula.
Exemplo: 2.1 Objetivos Específicos
j) Fonte e tamanho de subtítulos (nível 2): arial 12 negritada e em itálico e alinhado à
esquerda. Primeira letra de cada palavra em maiúscula.
19

Exemplo: 3.1.1 Pesquisa de campo


l) Fonte e tamanho de subtítulos (nível 3): arial 12 normal, itálico e sublinhado. Deve
ser alinhado à esquerda. Primeira letra de cada palavra em maiúscula.
Exemplo: 3.1.1.1 Realização de Entrevistas
m) Tempo verbal: O trabalho deve ser escrito na voz ativa da terceira pessoa do
singular (forma impessoal). Um relatório ou trabalho científico deve ter uma linguagem
técnica, de tal maneira que seja a característica fundamental do texto. Deve-se evitar ao
máximo o uso de termos imprecisos, vagos e ambíguos, ainda que tenha que utilizar a
linguagem natural.
Uma dúvida corrente: o estudante deve produzir seu texto na primeira pessoa do
singular ("eu acredito que...") ou na primeira pessoa do plural ("nós pensamos que...") ?
O trabalho científico deve ter um caráter formal e impessoal. Por conta disso, deve-se
evitar a construção da oração na primeira ou terceira pessoa do singular. Assim, por
exemplo, deve-se utilizar as seguintes expressões: "conclui-se que", "percebe-se pela leitura
do equipamento", "é válido supor", "ter-se-ia de dizer", "verificar-se-á" etc. Não é adequado,
portanto, dizer: "conforme vimos no item anterior". Diz-se: "conforme visto no item anterior",
ou, em vez de "dissemos que", "foi dito que" etc.

2.2 Seções da monografia


A monografia a ser apresentada ao curso de Engenharia Civil como trabalho de
conclusão de curso deve seguir a hierarquização dos tópicos listados abaixo. (As seções
listadas são todas obrigatórias e ordenadas conforme a apresentação abaixo):

2.2.1 Elementos pré-textuais – apêndice 2 - (ordem hierárquica do início para o fim)


As folhas ou páginas pré-textuais devem ser contadas, mas não numeradas.
a) Capa: proteção externa do trabalho que contém informações indispensáveis para sua
identificação. Vide exemplo na figura 3.

Figura 3 – Capa do TCC Fametro


20

Fonte: Autoria própria (2017)

b) Folha de Rosto: contém os elementos essenciais que identificam e caracterizam o


trabalho. Na figura 4, podem ser observadas as informações indispensáveis nesta seção.

c) Folha de Aprovação: colocada logo após a folha de rosto, constituído pela instituição a
que é submetida nome do autor do trabalho, título do trabalho e subtítulo (se houver),
natureza, objetivo, nome da instituição a que é submetida, área de concentração, data da
aprovação, nome titulação e assinatura dos componentes da banca examinadora e
instituições a que pertencem. A data de aprovação dos membros da banca examinadora é
colocada após a aprovação do trabalho.

d) Dedicatória: é a homenagem que o autor do trabalho faz para alguém da família ou ente
querido; ele dedica o seu trabalho a uma determinada pessoa ou a familiares.

Figura 4 – Folha de rosto


21

Fonte: Autoria própria (2017)

e) Agradecimentos: parte em que o autor agradece àqueles que contribuíram direta ou


indiretamente para a realização de seu trabalho.

f) Resumo: em língua nativa deve apresentar introdução, objetivo, metodologia, resultados e


conclusões do trabalho. Utilizar no máximo 250 palavras em parágrafo único. Ao final da
página se cita obrigatoriamente três palavras-chave. Deve seguir a normatização da ABNT
6028:2003.

g) Abstracts: Análogo ao resumo, o abstracts é o resumo em língua estrangeira, inglês ou


espanhol, preferencialmente o inglês. Deve seguir a mesma a normatização da ABNT
6028:2003.

h) Lista de ilustrações, quadros e tabelas: correspondem aos elementos complementares


utilizados no corpo do trabalho, como ilustrações, tabelas, abreviaturas e siglas, símbolos.
As listas de ilustrações, quadros e tabelas devem seguir a ordem em que aparecem no
texto. É uma lista única organizada em ordem alfabética. Quanto ao layout, os quadros e
tabelas citados no corpo de texto do trabalho devem seguir formatação específica: fonte
Arial, tamanho 10, espaçamento simples para os conteúdos internos. Legenda e nome em
Arial 10, espaçamento simples.
22

i) Lista de abreviaturas e símbolos: a lista de abreviaturas e siglas deve ser apresentada


em ordem alfabética.

j) Sumário: deve oferecer uma visão global do estudo realizado. Inclui todos os títulos
principais e suas subdivisões e recebem numeração progressiva.
De acordo com a NBR 6027:2012, os elementos pré-textuais não podem
constar no sumário. Na figura 5, um modelo de sumário pode ser
observado.

2.2.2 Corpo do trabalho – Ordem hierárquica do início para o fim


a) Introdução: título numerado. Consiste em seção de apresentação detalhada do tema
proposto, no qual deve ser explicado assunto baseado em referências bibliográficas, de
maneira contextualizada e concisa. Apresenta a justificativa de escolha do tema trabalhado,
destacando sua relevância para o progresso tecnológico e social, e como o mesmo
contribuirá com a evolução da ciência na área de engenharia. O objetivo geral deve ser
inserido nesta seção corpo de texto, bem como as perspectivas esperadas para o projeto de
pesquisa. As citações são obrigatórias e podem ser tanto diretas quanto indiretas.

b) Localização da área de estudo (quando aplicável): título numerado. Deve mostrar


a localização da área de estudo em croqui ou mapa ao qual deve apresentar norte
geográfico e coordenadas geográficas. Quando aplicável o perímetro deve ser inserido
também. Deve mostrar uma descrição da área conforme o contexto do tema que foi
abordado.

Figura 5 – Modelo de sumário


23

Fonte: Slideshare (2017)

c) Objetivos: título numerado. Devem iniciar o texto da seção no tempo infinitivo


impessoal.
Exemplo: Avaliar a capacidade hídrica da Bacia do Igarapé do Quarenta.
O objetivo geral refere-se a uma visão global e abrangente do tema de pesquisa. Ele
está relacionado com o conteúdo intrínseco dos fenômenos, dos eventos ou das ideias
estudadas (LAKATOS & MARCONI, 1992). Cervo & Bervian (2002, p. 83) complementam
afirmam que, no objetivo geral, “[...] procura-se determinar com clareza e objetividade, o
propósito do estudante com a realização da pesquisa”.
Os objetivos específicos são um desdobramento do objetivo geral. Devem ser inseridos
obrigatoriamente e servem de base para nortear o desenvolvimento da metodologia, dos
resultados apresentados, da discussão e da conclusão do trabalho.
A figura 6 abaixo sugere verbos, utilizados para a composição do objetivo geral e dos
objetivos específicos.

Figura 6 – Exemplos de verbos utilizados em TCCs


24

Fonte: Innovacreatech, Métodos Qualitativos (2017)

d) Fundamentação Teórica: título numerado. Abordagem das teorias e/ou conceitos


que fundamentam o tema do trabalho como uma revisão de literatura, pode constituir um ou
vários capítulos, conforme a NBR 15287:2011 – Projeto de pesquisa.

e) Metodologia: título numerado. É o estudo dos métodos ou dos instrumentos


necessários para a elaboração de um trabalho científico. É o conjunto de técnicas e
processos empregados para a pesquisa e a formulação de uma produção científica. Por
exemplo: Quais os procedimentos utilizados para a pesquisa? Quais são os caminhos para
se chegar aos objetivos propostos? Qual o universo da pesquisa? Quais os instrumentos
escolhidos para a coleta de dados da pesquisa? Será utilizada alguma técnica por
amostragem? Quais técnicas foram aplicadas? Como foram definidos ou elaborados os
instrumentos de pesquisa? Como será realizada a tabulação de dados? Como os dados e
procedimentos serão interpretados e analisados?

A explicação da metodologia de pesquisa, como os dados foram coletados e tratados,


como foram realizados os cálculos, ensaios de laboratório, observações em campo e
quaisquer outros elementos necessários ao desenvolvimento da pesquisa, e/ou que facilitem
a compreensão desta é indispensável neste item.
A metodologia empregada na pesquisa deve ser desenvolvida de forma a validar os
objetivos gerais e específicos previamente escolhidos. Ela é o canal que evidenciará os
caminhos percorridos para alcançar os objetivos definidos no TCC, objetivos esses que
perderão a validade caso não sejam comprovados através da metodologia.

f) Resultados obtidos: título numerado. É a descrição resumida dos dados tratados e


sintetizados e finalizados na metodologia. Nesta seção se apresentam textos adicionais que
25

tornem clara a compreensão dos resultados alcançados ao final da pesquisa. Desta forma
tabelas, gráficos, resultados de cálculos, resultados de ensaios, e qualquer outro tipo de
ilustração devem ser explorados para demonstrar os resultados finais obtidos.
A busca dos resultados deve ser norteada nos objetivos específicos desejadas.

g) Discussão dos resultados: título numerado. Os resultados obtidos devem ser


comentados utilizando-se o embasamento técnico-teórico adquirido no desenvolvimento do
trabalho e obrigatoriamente deve-se aludir ao conteúdo dos resultados nesta seção. É
PROIBIDO nesta seção, a inserção de qualquer tipo de gráficos, tabelas e outras
ilustrações, bem como a inserção de citações diretas e/ou outros assuntos que não estejam
diretamente relacionados ao título do trabalho. Não pode vir em tópicos.

OBS: É facultado ao autor do trabalho a inserção associada dos dois itens “RESULTADOS E
DISCUSSÕES”, sendo obrigatória neste caso a aplicação dos itens f e g acima descritos
numa única pauta de descrição.

h) Conclusão: título numerado. Equivale ao resumo sintetizado da finalização do


trabalho. Nesta seção, o autor avalia os se resultados obtidos foram alcançados, se foram
satisfatórios ou não, quais as perspectivas para aplicações e soluções práticas da pesquisa
realizada. DEVE VIR EM TÓPICOS.

2.2.3 Parte referencial – Ordem hierárquica do início para o fim


a) Referências bibliográficas: título não numerado. É elemento obrigatório e constitui-
se de uma lista dos documentos obrigatórios citados no trabalho, deve ser elaborada de
acordo com a norma da ABNT NBR 6023:2002. Constar em folha distinta. Deve ser
apresentada em ordem alfabética.
b) Apêndices (quando aplicável): corresponde aos textos ou documentos produzidos
pelo autor da pesquisa, a fim de complementar a pesquisa, como um arquivo em PDF, um
questionário investigativo, entre outros.
c) Anexos (quando aplicável): corresponde aos textos ou documentos não produzidos
pelo autor da pesquisa, a fim de complementar a pesquisa, como um arquivo em pdf, um
questionário investigativo, entre outros.
A seguir, pode-se observar na figura 4 a estrutura organizacional de um trabalho
padronizada pelas normas ABNT.

2.3 Formatação para citações e referencias (baseada nas NBRs 6023:2002 e


10520:2002)
2.3.1 Formatação para citações bibliográficas
26

A citação é a menção, no texto, de uma informação extraída de outra fonte, que tenha
relação direta com o tema, auxiliando o desenvolvimento ou aprofundamento do trabalho de
natureza técnica científica (NBR 10520: 2002). As principais formas de citação são: direta,
indireta e citação de citação. Ao fazer a citação, deve-se usar somente o sobrenome do
autor ou, em caso de artigos sem autor, o início do título do artigo.
Exemplos de citação:
Citação de um autor
Segundo Boente (2006), a técnica de Modularização implica em utilizar [...];

Citação de artigo sem autor


A tecnologia mudou o homem. (A TECNOLOGIA NO SÉCULO XX..., 2007);
No meio científico, o que marca a autoridade e o reconhecimento de um autor é o seu
sobrenome, e não o seu nome.

Citação longa
Deve ser destacada, ou seja, não incorporada no texto;
 com recuo (4,0 cm) da margem esquerda;
 com corpo um (01) ponto menor que o tamanho da letra do trabalho fonte 10;
 sem aspas, sem negrito, sem itálico;
 com espaço simples.
Exemplo:
Um dos assuntos em evidência no meio empresarial é a motivação dos funcionários, para
que a empresa obtenha o sucesso desejado. Sobre este importante assunto, Bazerman
(2002) afirma:
A motivação é uma força que se encontra no interior de cada pessoa e que pode estar ligada
a um desejo. Uma pessoa não pode jamais motivar outra, o que ela pode fazer é estimular a
outra. A probabilidade de que uma pessoa siga a orientação de ação desejável está
diretamente ligada à força de um desejo. (p. 51).

Figura 7 – Estrutura de trabalho conforme a ABNT


27

Fonte: Biblioteca digital – Unicamp (2015)

Citação Curta
 Incorporada ao texto;
 Letra com o mesmo tamanho da letra do corpo do trabalho;
 Entre aspas;
 Sem negrito e sem itálico;
 Com referência imediata.
Exemplo: Segundo Demo (1987, p. 38), “[...] objetivação significa o processo inacabável,
mas necessário, de depuração ideológica da ciência, na busca de uma análise que seja a
mais realista possível”.

Citação com três autores


28

Exemplo:
“[...] que oferecem uma melhor relação custo X benefício observada por seus alunos,
seja pelo tempo reduzido do curso e/ou pelo menor valor de mensalidade para obter um
diploma de curso superior” (SILVA; BORTOLOZZI; SANTIN, 2004, p.13).

Citação com mais de três autores


Inclui-se somente o sobrenome do primeiro autor, seguido pela expressão et al. (que
significa “e outros”).
“Inúmeras pesquisas já foram realizadas com o intuito de detectar o efeito que o
comportamento do professor exerce sobre os alunos e sobre o próprio processo de
aprendizagem” (SOUZA et al., 2001, p.76).

Citação direta
Nas citações diretas, a indicação será feita pela chamada, seguida de vírgula, ano,
vírgula e página da citação. Usa-se a abreviação de p. para página. Nas citações indiretas, é
facultativo o uso da página.
Exemplo:
Autor apresentado no início da citação:
Foucault (1979, p. 189).
Autor apresentado no final da citação:
(FOUCAULT, 1979, p. 189).

Citação indireta e paráfrase


São as citações em que são apresentadas as ideias do autor consultado, sem haver
uma transcrição idêntica à contida na obra. Neste caso, não se deve apresentar o texto entre
aspas duplas, porém deverá ser informado o nome do autor e o ano de publicação.
Exemplo:
Portanto, método é um conjunto de etapas, ordenadamente dispostas, a serem
vencidas na investigação da verdade, no estudo de uma ciência ou para alcançar
determinado fim (GALLIANO, 1979).

Citação de citação
É a citação de um texto que se teve acesso a partir de outra fonte.
29

Exemplo: o texto encontrado na página 57 do livro Metodologia Científica, escrito por


Cervo e Bervian em 2002, foi escrito outrora por Kerlinger em 1973. Assim sendo, ao fazer a
citação devem ser indicados o autor original e o autor do texto ao qual se teve acesso. Para
isso, é usada a expressão – apud (que significa “citado por”). O ano e a página, indicados ao
final da citação, sempre estão relacionados com o autor do livro ao qual se teve acesso.
Exemplo:
A teoria é um conjunto de constructos (conceitos) inter-relacionados, definições e
proposições que apresenta uma concepção sistemática dos fenômenos mediante a
especificação de relações entre variáveis, com o propósito de explicá-los e prevê-los
(KERLINGER apud CERVO; BERVIAN, 2002, p. 57).
O quadro 1 abaixo sugere algumas formas para evitar a repetição da citação.

Quadro 1 - Formas para evitar citação de citação


Formas para evitar a repetição da citação
Apud - citado por, conforme, segundo;
Ibidem ou ibid. - na mesma obra;
Idem ou id – referência ao mesmo autor anterior;
Opus citatum ou op. cit. - obra citada;
Passim - aqui e ali;
Sequentia ou seq. - seguinte ou que se segue;
Loc. Cit; seguinte (ou que se segue);
Et seq; seguinte (ou que se segue);
Cf; contura.
Fonte: Slideshare – Citações em trabalho acadêmicos (2016)

2.3.2 Formatação para Referências Bibliográficas


Referências são conjunto de obras (livros, artigos, revistas, software, entre outros) lidos
e utilizados na elaboração do trabalho.
Devem se seguir as seguintes instruções:
a) colocar os autores em ordem alfabética, por sobrenome;
b) em caso de dois livros do mesmo autor, citar em ordem crescente de publicação;
c) título do livro, revista, site, entre outros, em negrito;
d) sobrenome idêntico dos autores e mesmo ano de publicação de suas obras,
diferenciá-los com o acréscimo de uma letra minúscula próxima ao ano.
Exemplo: SOUZA, A. Título. Local: Editora, 2007a.
SOUZA, M. Título. Local: Editora, 2007b.
30

Capítulo de livro
BOENTE, A.; BRAGA, G. P. Metodologia Científica Contemporânea – para universitários e
pesquisadores. Rio de Janeiro: Brasport, 2004. p. 79-98.

Artigo de revista/jornal
BARRETO, A. Depressão e cultura no Brasil. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, v.42, n.1, p.13-
16, 1993.

Diversos autores
(mais que três): CRYSTAL, M. et al. Os jogos eletrônicos. Porto Alegre: Art Med, 2005.
RIBEIRO, E.; RASAN, H.; SILVA, H.N. A cybercultura. São Paulo: Atlas, 2006.
LIMA, S.; MARCONI, R. A sala de aula e a Internet. Campinas: Pontes, 2005.

Organizador
SOUZA, H. (Org.). Ciência hoje e amanhã: como seguir o futuro. Campinas, SP: Alínea,
1990. Manual Resumido de TCC - Universidade Estácio de Sá – 2011. Anais
SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 9, 1996, Curitiba.

Anais
PEREIRA, A. O projeto Eureka. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO, 10. 1979,
Balneário Camburiú. Anais... Florianópolis: CBE,1979. (Publicado em CD Room).

Trabalhos científicos (Dissertação/Tese/Monografia)


ROSA, J. L. A. Classificação de Dados Através da Otimização do Método KNN-Fuzzy em
Ambiente de Computação Paralela. 2003, 97 f. Tese (Doutorado em Ciências em Engenharia
Civil / Sistemas Computacionais) - UFRJ/COPPE, Rio de Janeiro, 2003.

Quando uma entidade publica é tratada como seu autor


INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo demográfico: dados
distritais. Rio de Janeiro: IBGE, 1982. v.1.
BRASIL. Ministério da Justiça. Relatório de atividades. Brasília, DF, 1993. 28p.

Documentos Eletrônicos
O PORQUÊ DA INTERNET. Biblioteca Virtual. Disponível em: <http://www.ulbra.br>. Acesso
em: 20/janeiro/2011.
31

RESENDE, P. A tecnologia e o etanol. Disponível em: <http://www.google.com.br/news>.


Acesso em: 03/fevereiro/2011.

2.4 REGRAS PARA ILUSTRAÇÕES


As ilustrações devem ser na fonte Arial 10, centralizada, sem negrito. Legendas devem
ser acrescentadas se for necessário. As ilustrações no texto desenvolvido servem para
demonstrar algum aspecto a ser descrito ou discutido. Obrigatoriamente deve-se fazer a
citação da ilustração no texto antes dela aparecer.
Conforme a NBR 14724:2011, qualquer que seja o tipo de ilustração, sua identificação
deve aparecer na parte superior, precedida da palavra designativa (desenho, esquema,
fluxograma, figura, gráfico, mapa, organograma, planta, quadro, entre outros), seguida de
seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, travessão e do
respectivo título. Após a ilustração, na parte inferior, deve-se indicar a fonte consultada
(elemento obrigatório, mesmo que seja produção do próprio autor), legenda, notas e outras
informações necessárias à sua compreensão (se houver).

Exemplos:

Gráfico 1 – Acompanhamento das atividades em execução através do Cronograma de Gantt

Fonte: Autoria própria, 2015

Figura 8 – Planta estrutural: armação das vigas baldrame


32

Fonte: Há Solução Engenharia, 2015

2.5 REGRAS PARA QUADROS E TABELAS

Os quadros e tabelas, quando aplicáveis, devem estar na fonte arial 10, para o
conteúdo, títulos, fontes e nome. O espaçamento entre linhas deve ser simples. Os títulos
centralizados e negritados. No caso da tabela ou do quadro não ser de autoria do acadêmico
deve ser indicada a fonte, conforme exemplo do quadro 1.

Tabela 1 - Quantidade de poços estudados versus parâmetros físicos


Item Poços Quantidade de intervalos estudados (m)
01 chapada 20
02 terra 12
03 Manôa 34
04 Mutirão 26
Total 92
Fonte: Autoria própria (2017)

Quadro 2 - Localização dos pontos amostrais


Item Poços Endereço
33

01 Beija – Flor Rua das Pérolas, 12


02 Texaco Av. Sharp, Distrito I
03 Eucatur Rua Timbiras, 24
04 Mutirão Beco São Osvaldo, 34
05 Mutirão II Rua Jeferson Peres, 56
Fonte: FAMETRO (2017)

2.6 REGRAS PARA A FORMATAÇÃO DA VERSÃO DIGITAL


A versão digital da monografia deve vir gravada em CD ou DVD não editáveis, inserido
em case específico devidamente identificado com os dados do autor do TCC: nome
completo, matrícula, turma, turno, curso, e deve conter uma versão do trabalho em pdf não
editável e uma versão doc (protegida com senha).
A senha deve ser colocada no verso do interior da capa do CD/DVD.

2.7 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

______ ABNT NBR 6023: Informação e documentação, Referências, elaboração. Rio de


Janeiro, 2002.

______ ABNT NBR 6024: Informação e documentação – Numeração progressiva das


seções de um documento escrito – Apresentação. Rio de Janeiro, 2012.

______ ABNT NBR 6027: Informação e documentação – Sumário – Apresentação. Rio de


Janeiro, 2012.

______ ABNT NBR 6028: Informação e documentação – Resumo – apresentação. Rio de


Janeiro, 2003.

______ ABNT NBR 10520: Apresentação de citação em documentos – Apresentação. Rio de


Janeiro, 2002.

______ ABNT NBR 12225: Informação e documentação – lombada – apresentação. Rio de


Janeiro, 2004.

______ ABNT NBR 14724: Informação e documentação – Trabalhos acadêmicos –


Apresentação. Rio de Janeiro, 2011.

______ ABNT NBR 15287: Informação e documentação – Projeto de Pesquisa –


Apresentação. Rio de Janeiro, 2011

______ ABNT NBR 15437: Informação e documentação – Pôsteres técnicos e científicos –


Apresentação. Rio de Janeiro, 2006.

______ ABNT NBR 15575-1: Edifícios habitacionais – Desempenho - Requisitos gerais, Rio
de Janeiro, 2013.
34

______ ABNT NBR15575-2: Requisitos para os sistemas estruturais, Rio de Janeiro, 2013.

______ ABNT NBR 15575-3: Requisitos para os sistemas de pisos internos, Rio de Janeiro,
2013.

______ ABNT NBR 15575-4: Requisitos para os sistemas de vedações verticais externas e
internas, Rio de Janeiro, 2013.

______ ABNT NBR 15575-5: Requisitos para os sistemas de cobertura, Rio de Janeiro,
2013.

______ ABNT NBR 15575-6: Requisitos para sistemas hidrossanitários. Rio de Janeiro,
2013.

ALBERTIN, Alberto Luiz. Comércio eletrônico: eletrônico: modelo, aspectos e contribuições


de sua aplicação. São Paulo: Atlas, 1999.

DEMO, Pedro. Introdução à metodologia da ciência. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1987.

MARCONI, Marina de Andrade, LAKATOS, Eva Maria. Metodologia do trabalho científico.


São Paulo: Atlas, 2015.

SILVA, José Maria da; SILVEIRA, Emerson Sena da. Apresentação de trabalhos
acadêmicos: normas e técnicas. Petrópolis RJ: Vozes, 2007.

ANEXO III

TERMO DE CIÊNCIA E RESPONSABILIDADE DO PROFESSOR ORIENTADOR

Eu, ___________________________________________________docente da Faculdade


Metropolitana de Ensino – FAMETRO, portador do CPF: _______________ me comprometo
35

como professor orientador voluntário do aluno_____________________________________


na disciplina Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) cujo projeto (título da monografia do
TCC) é: ________________________________________________________
Declaro estar ciente do regulamento que rege o TCC do curso de Engenharia Civil da
FAMETRO, que as horas destinadas para orientação não serão remuneradas por esta IES,
tendo em vista o aceite voluntário deste professor para orientação dos discentes vinculados
ao Trabalho de Conclusão de Curso - TCC.

Manaus, AM ___ de ______ de _____

____________________________________
Professor Orientador Voluntário

ANEXO IV

TERMO DE CIÊNCIA E RESPONSABILIDADE DO PROFESSOR CO-ORIENTADOR

Eu, _________________________docente da Faculdade Metropolitana de Ensino –


FAMETRO, portador do CPF: ____________ me comprometo como professor co-orientador
voluntário do aluno ____________________________________________ na pesquisa e
elaboração da monografia da disciplina Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) cujo título é:
________________________
36

Declaro estar ciente do regulamento que rege o TCC do curso de Engenharia Civil da
FAMETRO, que as horas destinadas para co-orientação não serão remuneradas por esta
IES, tendo em vista o aceite voluntário deste professor para orientação dos discentes
vinculados ao Trabalho de Conclusão de Curso - TCC.

Manaus, AM ___ de ______ de _____

___________________________________________
Professor Co-orientador Voluntário

ANEXO V

TERMO DE CIÊNCIA DE AUSÊNCIA DE VÍNCULO INSTITUCIONAL

Eu, ________________________________ profissional da área da Engenharia Civil,


portador do CPF: __________________ me comprometo como co-orientador sem vínculo
institucional com a FAMETRO a co-orientar voluntariamente o aluno
________________________________ na pesquisa e elaboração da monografia da
disciplina Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) sob o título: _______________________

Declaro estar ciente do regulamento que rege o TCC do curso de Engenharia Civil da
FAMETRO, e que as horas destinadas para orientação não serão remuneradas por esta IES,
37

assim como não tenho vínculo institucional com esta IES, tendo em vista o aceite voluntário
para orientação do discente vinculado ao Trabalho de Conclusão de Curso - TCC.

Manaus, AM ____ de ______de _____

________________________________________________
Co-orientador Voluntário

ANEXO VI
AVALIAÇÃO TCC (N1)

Aluno: ________________________________________________ Data: ___/___/___

TRABALHO ESCRITO – 5,0


ITEM AVALIADO VALOR NOTA
Relevância e Contribuição Acadêmica do Título 0,5
Redação clara e organizada e uso correto de termos técnicos. 0,5
Critérios básicos de formatação. 0,5
Introdução clara, objetivos e descrição dos capítulos. 0,5
Fundamentação teórica coerente, consistente e atual.
APRESENTAÇÃO ORAL – 5,0 1,0
Metodologia apropriada, explicitada e organizada.
ITEM AVALIADO 1,0
VALOR NOTA
Considerações finais coerentes com os objetivos. 0,5
Domínio do Conteúdo. 1,0
Referências e citações, adequadas e atuais. 0,5
Organização da Apresentação. 1,0
Total
Habilidade de Comunicação e Expressão. 1,0
Capacidade de Argumentação 1,0
Linguagem Corporal, Vestuário e Comportamento. 0,5
Uso Adequado do Tempo. 0,5
Total
38

PONTUAÇÃO TOTAL (Trabalho escrito + Apresentação oral)

_____________________________________ Assinatura: ______________________


Nome completo - Examinador(a)

ANEXO VII
AVALIAÇÃO TCC (N2)
Aluno: ________________________________________________ Data: ___/___/___

TRABALHO ESCRITO - 4,0


ITEM AVALIADO VALOR NOTA
Relevância e Contribuição Acadêmica do Título 0,3
Redação clara e organizada e uso correto de termos técnicos. 0,5
Critérios básicos de formatação. 0,4
Introdução clara, objetivos e descrição dos capítulos. 0,3
Fundamentação teórica coerente, consistente e atual. 0,5
Metodologia apropriada, explicitada e organizada. 0,5
Resultados e Conclusões coerentes com os objetivos. 1,0
Referências e citações, adequadas e atuais. 0,5
Total

PONTUAÇÃO TOTAL (Trabalho escrito + Apresentação oral)

________________________________________ Asinatura: _____________________


Nome completo - Examinador(a)

ANEXO VIII
AVALIAÇÃO TCC (N1 e N2) SEM DEFESA ORAL - ALUNOS ENADE

Aluno: ________________________________________________ Data: ___/___/___

TRABALHO ESCRITO - 10,0


ITEM AVALIADO VALOR NOTA
39

Relevância e Contribuição Acadêmica do Título. 0,5

Redação clara e organizada e uso correto de termos técnicos. 1,0


Critérios básicos de formatação (sumário, resumo, abstracts,
1,0
anexos, apêndices, etc.)
Introdução e objetivos claros. 1,0

Fundamentação teórica consistente e atual. 1,5

Metodologia apropriada, explícita e organizada. 2,0

Resultados coerentes com os objetivos. 1,5

Conclusões coerentes com o conteúdo exposto. 0,5

Referências e citações, adequadas e atuais. 1,0

Total

________________________________________ Asinatura: _____________________


Nome completo - Examinador(a)

ANEXO IX
AVALIAÇÃO TCC (N1 e N2) COM DEFESA ORAL - ALUNOS ENADE

Aluno: ________________________________________________ Data: ___/___/___

TRABALHO ESCRITO - 4,0


ITEM AVALIADO VALOR NOTA
Relevância e Contribuição Acadêmica do Título. 0,3
Redação clara e organizada e uso correto de termos
0,5
técnicos.
Critérios básicos de formatação (sumário, resumo,
0,5
abstracts, anexos, apêndices, etc.)
Introdução e objetivos claros. 0,4
Fundamentação teórica consistente e atual. 0,5
Metodologia apropriada, explícita e organizada. 0,7
40

Resultados e conclusões coerentes com os objetivos. 0,6


Referências e citações, adequadas e atuais. 0,5
TOTAL

PONTUAÇÃO TOTAL (Trabalho escrito + Apresentação oral)

________________________________________ Asinatura: _____________________


Nome completo - Examinador(a)

ANEXO X

ATA DE DEFESA DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE


ENGENHARIA CIVIL

Às_____horas do dia _____ do mês de _____________ do ano de ______, na sala ___,


compareceu para defesa pública do trabalho de conclusão de curso, como requisito
obrigatório à Colação de Grau no Curso de Engenharia Civil, o aluno(a):
_______________________________________________, tendo o trabalho o seguinte
título: ____________________________________________________________________.
Constituíram a Banca Examinadora os professores abaixo indicados. Após a apresentação e
as observações dos membros da banca avaliadora, ficou definido que o trabalho foi
considerado ______________ com nota ______, de acordo com os itens avaliados
constantes de formulário anexo, que integra a presente ata para todos os feitos legais.
Eu, ________________________________________ (Presidente da Banca Examinadora),
lavrei a presente ata que segue assinada por mim e pelos demais membros da Banca
Examinadora.

Membros da Banca Examinadora:

_________________________________ assinatura: _________________________


Nome completo - Examinador(a)
41

_________________________________ assinatura: _________________________


Nome completo - Examinador(a)

_________________________________ assinatura: _________________________


Nome completo - Examinador(a)

ANEXO XI

TERMO DE CESSÃO DE DIREITOS AUTORAIS E AUTORIZAÇÃO PARA INSERÇÃO DO


TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO NOS MEIOS ELETRÔNICOS E, OU,
IMPRESSOS DE DIVULGAÇÃO DISPONIBILIZADOS E UTILIZADOS PELA FAMETRO

Eu,________________________________, (RG)___________, (CPF) _____________,


aluno do Curso de Engenharia de Civil, matriculado sob número ___________, venho, por
meio do presente, AUTORIZAR, em caso de aprovação na respectiva disciplina, a inserção
do meu Trabalho de Conclusão do Curso intitulado “______________________________”
nos meios eletrônicos de divulgação disponibilizados e utilizados pela universidade, bem
como em qualquer outro meio eletrônico ou impresso de divulgação utilizado pela Instituição,
para os específicos fins educativos, técnicos e culturais de divulgação institucional e não-
comerciais.

DECLARO, dessa forma, que cedo, em caráter gratuito e por tempo indeterminado, o inteiro
teor do meu Trabalho de Conclusão do Curso acima identificado, cuja cópia, por mim
rubricada e firmada, segue em anexo, para que possa ser divulgada através do(s) meio(s)
acima referido(s). DECLARO, ainda, que sou autor e único e exclusivo responsável pelo
conteúdo do mencionado Trabalho de Conclusão do Curso. AUTORIZO, ainda, a FAMETRO
a remover o referido Trabalho do(s) local(is) acima referido(s), a qualquer tempo e
independentemente de motivo e/ou notificação prévia à minha pessoa.

Manaus, AM ____ de _____________ de ______


42

__________________________________________
Aluno do curso de Engenharia Civil

ANEXO XII

CARTA DE ENCAMINHAMENTO DE ALUNO PARA BANCA DE DEFESA DE TCC

Eu, ______________________________________ docente da Faculdade Metropolitana de


Ensino – FAMETRO e orientadora da disciplina Trabalho de Conclusão de Curso (TCC),
encaminho à Coordenação do Curso de Engenharia Civil e à Banca Examinadora, o aluno
(a) _________________________________, para defender o seu TCC de Engenharia Civil.

Manaus, AM ____ de _______ de _____

__________________________________
Professor Orientador
43

ANEXO XIII
FOLHA DE APROVAÇÃO

NOME DO ALUNO(A)

TÍTULO DO TRABALHO

Parte manuscrita do Trabalho de Conclusão de Curso do aluno(a) ..............................


apresentado à Coordenação do Curso de Engenharia Civil da Faculdade Metropolitana de
Manaus – FAMETRO e a Comissão Examinadora, como requisito para a obtenção do grau
de Engenheiro(a) Civil.

Submetido à aprovação em ___, de __________ de _____

Comissão examinadora:

___________________________________
Professor examinador
Faculdade Metropolitana de Manaus

___________________________________
Professor examinador
Faculdade Metropolitana de Manaus

___________________________________
Professor examinador
Faculdade Metropolitana de Manaus

Manaus/AM
2017
ANEXO XIV
44

FICHA DE ORIENTAÇÃO
1. IDENTIFICAÇÃO DO(A) ALUNO(A):

Curso: Engenharia Civil


Disciplina: TCC – Monografia
Nome do Aluno(a):
Professor(a):
Carga horária: 80h Período: 10º Ano/Semestre: Turno:
Assinatura do aluno
confirmando a presença
na orientação. Em caso
Data Conteúdo ministrado na orientação de ausência, constará
somente a assinatura do
professor.
Aluno
/ /
Orientador

/ /

/ /

/ /

/ /

/ /

/ /