Anda di halaman 1dari 5

Tema: Aqueles que choram

Texto: Mateus 5:4

Matthew 5:4 Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados.

Matthew 5:4 ¶ Μακάριοι οἱ πενθοῦντες· ὅτι αὐτοὶ παρακληθήσονται.


Makarios pentheo hoti autos parakaleo

Introdução

O sermão do monte é a declaração mais completa de toda a leitura mundial em


todos os tempos, sobre ética, moral, relacionamento interpessoal, integridade,
dignidade, fidelidade e solidariedade humana, além de seu amplo e profundo
simbolismo religioso e revelação espiritual.

O divino e o humano se confundem em uma simbiose perfeita. Humano por se


tratar de uma pregação feita pelo Jesus de Nazaré. Pelo homem da Galiléia, pelo filho
do homem que prega a simples pescadores do lago de Genezaré. Divino por ser o verbo
de Deus, o Messias esperado, o Cristo, Palavra de Deus que se fez carne, que se
humanou para proferir o ensino do Caminho, da Verdade e da Vida.

Domingo apresentamos uma introdução do Sermão do Monte, analisamos o


versículo 3. “Bem-aventurados os pobres”. O termo usado para designar “pobre” nesse
versículo tem o sentido de alguém privado de todas as coisas, alguém que não possui
absolutamente nada. Assim, para que o discípulo seja admitido nesse Reino é necessário
não ter nada, ou estar desprovido de todas as coisas. πτωχός = ptokhos (pobres,
indigentes). A igreja católica, e alguns padres interpretaram erroneamente esse
versículo como pobreza de material.

Dessa forma, ser pobre em espírito significa que quando estamos diante de Deus,
nós nos reconhecemos vazios e sem nada para oferecer. Jesus pede que os seus
discípulos admitam seu vazio interior, sua fraqueza e sua dependência da graça de Deus.

Um discurso proferido numa colina, às margens de um lago. Uma mensagem


paradoxisal para o mundo. Uma mensagem de vida e paz verdadeira. O tema central do
Sermão do monte é a felicidade do homem - Μακάριοι (makarios) |Bem-aventurados| =
mais abençoado, mais feliz, melhor, felicidade transcendente ou alegria. Muito Feliz!

Tendo sido expulso da cidade onde fora criado Lucas 4:29-30, e vivera até
então, Jesus caminha 47 km que separam Nazaré da cidade de Cafarnaum ao norte do
Mar da Galiléia e começou a pregar o arrependimento e a chagada do reino dos céus
(Mateus 4:17).

Jesus, ensina os mais valiosos preceitos para quem quer aprender a viver bem e
ser feliz. Não como o mundo pensa (Vaidades, Riquezas e etc). Após tratar sobre os
pobres de espirito, ele continua a inverter a ordem natural do pensamento do mundo,
pois este tenta evitar a todo o custo o choro e as lagrimas.
Somos sempre aconselhados a esquecer dos nossos problemas e as nossas
preocupações, pois a proposta é sempre a mesma: “seja o mais feliz possível
esquecendo-se seus problemas”.

Isso é o Paradoxo!

Jesus afirma que Felizes são os que choram e que são pobres. Qual a razão das
lagrimas? Pobre de Coração?

A pobreza de espírito é a disposição de viver segundo normas espirituais


apresentadas pelo Senhor Deus, e não viver tendo uma atitude de arrogância e de
prepotência, bastando-se a si mesmo.

O versículo 3 diz: “bem-aventurados os que choram” -


πενθοῦντες· = Pentheo (ficar triste, ou lamentar).

Infelizmente, se você não reconheceu que é pobre não tem como você chora.
Para continuar a recuperação se faz necessário reconhecer que é pobre e chorar. O que
Mateus quer nos ensinar e que diante de Deus você chora a sua morte, a sua culpa.

Exemplo de Isaiah: 6:5 “Então disse eu: Ai de mim! Pois


estou perdido; porque sou um homem de lábios impuros, e
habito no meio de um povo de impuros lábios; os meus
olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos”. (Isa. 6:5
ACF)

1. Feliz quem chora de arrependimento

O choro pode ser a expressão de um sentimento, de uma emoção, de uma


necessidade ou de uma dor. Feliz é o homem que chora, tendo descoberto que é pecador
e que precisa se arrepender de seus pecados, pedir perdão e se reconciliar com Deus.

Feliz é quem percebe que a humanidade está distante dos propósitos divinos.
Feliz é quem chora um pranto de arrependimento e percebe que foi perdoado pelo
sacrifício de Cristo na cruz do Calvário.

2 Co 7:9-10 “Agora folgo, não porque fostes contristados,


mas porque fostes contristados para arrependimento; pois
fostes contristados segundo Deus; de maneira que por nós
não padecestes dano em coisa alguma. (2 Cor. 7:9 ACF)
Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para
a salvação, da qual ninguém se arrepende; mas a tristeza
do mundo opera a morte”.

Tudo isso, é um exame constante de si mesmo. 1º Você é pobre em espirito. Que


reconhece o seu vazio e fraqueza. 2º Agora choramos por isso.
"É por isso que eu choro; as lágrimas inundam os meus
olhos. Ninguém está por perto para consolar, não há
ninguém que restaure o meu espírito. Meus filhos estão
desamparados porque o inimigo prevaleceu"
(Lamentações 1.16).

2. Feliz quem chora do vazio do pecado

Em nosso coração há apenas o vazio do pecado. E nós não sabemos mais o que é
pecado.

Preposição: qualquer coisa que, mediante a evasão das


dificuldades, meramente torne feliz por curto prazo, só
tende por intensificar a miséria do homem, diante dos
problemas que ele enfrenta. Gerando um vazio nas
pessoas.

Show, Alcoolismo, drogas, pornografia, adultério. Será que você se satisfaz


com isso? Qual o motivo que muitos não estão frequentando a EBD pela manhã? Nas
noites de sábado vocês estão aonde? Será que estão guardando o sábado?

Leia: Mateus 5:16

“Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para


que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai,
que está nos céus”.

Odiscípulo é luz. Aonde ele chega às trevas é discipada. Na faculdade, no seu trabalho,
no quartel, academia de ginaistica, em caldas novas, na India. Em qualquer lugar e
resplandece a Luz.

Lucas 17:21 “Nem dirão: Ei-lo aqui! Ou: Lá está! Porque


o reino de Deus está dentro de vós|.

Lloyd Jones diz: “Sim, o reino de Deus está em todo verdadeiro crente, está no seio da
Igreja. Assim o reino já veio, o reino está vindo, o reino ainda virá”.

O reino está dentro de Vós! Jesus Crsito morreu a fim de capacitar-nos a viver o sermão
do monte.

Tito 2:14 “O qual se deu a si mesmo por nós para nos


remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo seu
especial, zeloso de boas obras”.

O que é pecado para você?

Pecado significa ‘errar’ o alvo estabelecido por Deus na Sua Palavra desde o Éden. Os
nossos pais resolveram obedecer à serpente, o Maligno, e desobedecer a Deus é errar o
alvo.
|Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para
que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai,
que está nos céus|. (Matt. 5:16 ACF)

O Pecado nos afasta de Deus. Assim, é necessário mudarmos o sentido que nós damos
ao pecado. O pecado está tão latente que não se chora mais. Não há arrependimento
verdadeiro, contrição.

Preposição: Fazer x Não fazer

Talves você não chore mais, pois no fundo crer que está
tudo correto. Diga-me uam coisa quem é você realmente
nessa noite? Como está a sua situação de vida nessa noite,
diante do Criador.

Eu e você só seremos felizes somente quando nós compreendermos a nossa


pobreza espiritual. Com esse reconhecimento nos levarar a chorar a miseria da nossa
condição. Quando isso acontece ai está a nossa salvação.

A cura para a nossa alma – Leia comigo o salmo 51

“Tem misericórdia de mim, ó Deus, por causa do teu amor. Por causa da tua grande
compaixão, apaga as manchas de minha rebeldia. 2Lava-me de toda a minha culpa,
purifica-me do meu pecado. 3Pois reconheço minha rebeldia; meu pecado me persegue
todo o tempo. 4Pequei contra ti, somente contra ti; fiz o que é mau aos teus olhos. Por
isso, tens razão no que dizes, e é justo teu julgamento contra mim. 5Pois sou pecador
desde que nasci, sim, desde que minha mãe me concebeu. 6Tu, porém, desejas a
verdade no íntimo e no coração me mostras a sabedoria. 7Purifica-me de minha
impureza, e ficarei limpo; lava-me, e ficarei mais branco que a neve”

Ao regente do coral: salmo de Davi, sobre a ocasião em que o profeta Natã veio
falar com Davi após o adultério com Bate-Seba.

Davi, quebrantado, confessou o pecado e recebeu o perdão


do SENHOR (2Sm 12.13-14):

13Então Davi confessou a Natã: “Pequei contra o


SENHOR”. Natã respondeu: “Sim, mas o SENHOR o
perdoou, e você não morrerá por causa do seu pecado.
14Contudo, uma vez que você demonstrou o mais
absoluto desprezo pela palavra do SENHOR ao agir desse
modo, seu filho morrerá”.

Nessa noite olhe para si mesmo e reconheça sua pobreza e miséria em relação a
Deus. Essa atitude nos levará a chorar. Peça perdão! Seja curado.
3. Feliz quem chora porque é consolado

“porque eles serão consolados” = παρακληθήσονται


(parakaleo). Significado: chamar ou para, exortar, encorajar.
Lado a lado. No caminho recebera o conforto, instrução,
encorajamento, será fortalecido.

Esse consolo aparece em Lucas 8: 40-42 – quando Jairo faz um pedido para Jesus:

“E eis que chegou um homem de nome Jairo, que era


príncipe da sinagoga; e, prostrando-se aos pés de Jesus,
rogava-lhe que entrasse em sua casa”

Jairo pede ajuda e é consolado. Jesus está ao seu lado nessa noite para aliviar,
para dar o conforto da tristeza ou aflição, animar a nossa vida (animar), para encorajar.
Nesse momento eu e você somos felizes, pois somos consolados pelo E. Santo.

Assim, quando reconhecemos o nosso estado de pobreza somos consolados pelo


Senhor, pois ele nos enche com seu Espirito Santo. O discípulo está seguro quando
chora. Ele é consolado.
Conclusão

A resposta para o nosso vazio e Jesus. Reconhecer nossa pobreza e chorar pelas
nossas culpas. Como fez Davi.

O sermão do monte é para nós! Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido,
com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado
pelos homens. (Matt. 5:13 ACF).

O evangelho é uma realidade viva. Se isso acontecer “ser sal” o mundo verá um
individuo que é crente autentico.

O que aprendemos? Qualquer que seja o pecado, quem quer que seja o pecador,
“o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado”(1Jo 1.7). Basta que se
arrependa do pecado e se creia na obra de Cristo no lugar do pecador. João disse assim
(1Jo 1.8-9): 8 Se afirmamos que não temos pecados, enganamos a nós mesmos e não
vivemos na verdade. 9Mas, se confessamos nossos pecados, ele é fiel e justo para
perdoar nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.

Graças ao Pai que a benignidade da obra de Cristo na cruz e na ressurreição se


manifestou para destruir a malignidade do pecado de Adão em nós. A nossa velha
natureza, maligna, foi substituída pela nova natureza, a divina (Rm 6.1-11). Por causa
da obra de Cristo na cruz e na ressurreição, podemos cantar o cântico de Paulo: “Mas
em todas essas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou”
(Rm 8.37).

“O mundo atual está aguardando o aparecimento de crentes autênticos, e deles precisa


desesperadamente. Nunca me canso de dizer que aquilo de que a igreja mais necessita
não é organizar campanhas de evangelização, a fim de atrair as pessoas que ainda estão
do lado de fora, mas começar, ela mesma, a viver a vida cristã". (D. M. L. Jones)