Anda di halaman 1dari 14

POSTED

O Martelo De Nietzsche

T E X T O T C
E R
X ÍT TO I S C O
P A R A R E F L E X Ã O

7 Textos de Schopenhauer

POSTED
que farão você repensar a
sua vida
D E Z E M B R 1O 2 2 C0 O, M 2 M0 E1 N7 T S
Compartilhe

A prosa e loso a de Arthur Schopenhauer está entre as mais elogiadas na língua


alemã, no entanto todos nós sabemos que ele é conhecido como o pai do pessimismo.
Para Schopenhauer a vida é um processo de contínuo sofrimento no qual o único
meio para o alívio momentâneo seria por meio da arte.
Ele viveu sua infância em Hamburgo (Alemanha), em Paris, e num internato inglês. No
ano de 1806, após o falecimento do seu pai, ao que tudo indica, foi causado por
suicídio, ele mudou-se com a mãe para Weimar. Um notório romancista,
constantemente promovia saraus literários na casa da família.
Doutorou-se na Universidade de Iena e iniciou uma carreira acadêmica que veio a ser
bem sucedida bem depois. Assumiu um cargo na Universidade de Berlim noque
ensinou ali ao mesmo tempo que Hegel, a quem ele desprezava, rotulando-o como
charlatão. Logo depois Schopenhauer acabou deixando a universidade. Viveu o resto
de seus dias com o dinheiro de sua herança. Ele viveu uma vida solitária, sua fama só
veio bem mais tarde na vida.
Separamos 7 textos profundos fará você re etir sobre muitos aspectos em sua
vida.

Publicidade

Viver Apesar dos Pesares.


As cenas de nossa vida são como imagens em um mosaico tosco; vistas de perto, não
produzem efeitos – devem ser vistas à distância para ser possível discernir sua
beleza. Assim, conquistar algo que desejamos signi ca descobrir quão vazio e inútil
este algo é; estamos sempre vivendo na expectativa de coisas melhores, enquanto, ao
mesmo tempo, comumente nos arrependemos e desejamos aquilo que pertence ao
passado. Aceitamos o presente como algo que é apenas temporário e o consideramos
como um meio para atingir nosso objetivo. […] carão surpresas ao descobrir que
aquilo que deixaram passar despercebido e sem proveito era precisamente sua vida –
isto é, a vida na expectativa da qual passaram todo o seu tempo. Então se pode dizer
isto é, a vida na expectativa da qual passaram todo o seu tempo. Então se pode dizer
que o homem, via de regra, é enganado pela esperança até dançar nos braços da
morte!

Publicidade

Novamente, há a insaciabilidade de cada vontade individual; toda vez que é


satisfeita um novo desejo é engendrado, e não há m para seus desejos eternamente
insaciáveis.

Isso acontece porque a Vontade, tomada em si mesma, é a soberana de todos os


mundos: como tudo lhe pertence, não se satisfaz com uma parcela de qualquer coisa,
mas apenas como o todo, o qual, entretanto, é in nito. Devemos elevar nossa
compaixão quando consideramos quão minúscula a Vontade – essa soberana do
mundo – torna-se quando toma a forma de um indivíduo; normalmente apenas o
que basta para manter o corpo. Por isso o homem é tão miserável.

Publicidade

A Intuição é mais forte que a Razão


Devemos sempre dominar a nossa impressão perante o que é presente e intuitivo.
Tal impressão, comparada ao mero pensamento e ao mero conhecimento, é
incomparavelmente mais forte; não devido à sua matéria e ao seu conteúdo, amiúde
bastante limitados, mas à sua forma, ou seja, à sua clareza e ao seu imediatismo, que
penetram na mente e perturbam a sua tranquilidade ou atrapalham os seus
propósitos. Pois o que é presente e intuitivo, enquanto facilmente apreensível pelo
olhar, faz efeito sempre de um só golpe e com todo o seu vigor.
Ao contrário, pensamentos e razões requerem tempo e tranquilidade para serem
meditados parte por parte, logo, não se pode tê-los a todo o momento e
integralmente diante de nós. Em virtude disso, deve-se notar que a visão de uma
coisa agradável, à qual renunciamos pela ponderação, ainda nos atrai. Do mesmo
modo, somos feridos por um juízo cuja inteira incompetência conhecemos; somos
irritados por uma ofensa de carácter reconhecidamente desprezível; e, do mesmo
modo, dez razões contra a existência de um perigo caem por terra perante a falsa
aparência da sua presença real, e assim por diante.
Em tudo se faz valer a irracionalidade originária do nosso ser.
O mundo em que vivemos
Num mundo como este, onde nada é estável e nada perdura, mas é arremessado em
um incansável turbilhão de mudanças, onde tudo se apressa, voa, e mantém-se em
equilíbrio avançando e movendo-se continuamente, como um acrobata em uma
corda – em tal mundo, a felicidade é inconcebível. Como poderia haver onde, como
Platão diz, tornar-se continuamente e nunca ser é a única forma de existência?
Primeiramente, nenhum homem é feliz; luta sua vida toda em busca de uma
felicidade imaginária, a qual raramente alcança, e, quando alcança, é apenas para
sua desilusão; e, via de regra, no m, é um náufrago, chegando ao porto com mastros
e velas faltando. Então dá no mesmo se foi feliz ou infeliz, pois sua vida nunca foi
mais que um presente sempre passageiro, que agora já acabou.

O Jogo da Morte
Cada vez que respiramos, afastamos a morte que nos ameaça.(…) No nal, ela vence,
pois desde o nascimento esse é o nosso destino e ela brinca um pouco com sua presa
antes de comê-la. Mas continuamos vivendo com grande interesse e inquietação
pelo maior tempo possível, da mesma forma que sopramos uma bolha de sabão até
car bem grande, embora tenhamos absoluta certeza de que vai estourar.

A procura pela felicidade


O homem nunca é feliz, passa a vida inteira lutando por algo que acha que vai fazê-
lo feliz. Não consegue e, quando consegue, ca desapontado: ele é um náufrago e
chega ao porto de destino sem mastros nem cordâmes. Não interessa mais se ele foi
feliz ou infeliz, pois a vida foi sempre apenas o presente, que estava sempre sumindo
e agora terminou.

Amar a solidão
Quem, portanto, não ama a solidão, também não ama a liberdade: apenas quando se
está só é que se está livre (…) Cada um fugirá, suportará ou amará a solidão na
está só é que se está livre (…) Cada um fugirá, suportará ou amará a solidão na
proporção exata do valor da sua personalidade. Pois, na solidão, o indivíduo
mesquinho sente toda a sua mesquinhez, o grande espírito, toda a sua grandeza;
numa palavra: cada um sente o que é.

Amor próprio
Ter em si mesmo o bastante para não precisar da sociedade já é uma grande
felicidade, porque quase todo o sofrimento provém justamente da sociedade, e a
tranquilidade espiritual, que, depois da saúde, constitui o elemento mais essencial
da nossa felicidade, é ameaçada por ela e, portanto, não pode subsistir sem uma dose
signi cativa de solidão.

Referência: Livro: Aforismo para Sabedoria da Vida, editora Saraiva, edição 2013 .

Por: O Martelo de Nietzsche

Compartilhe

Comments
32 comments

32 Comments Sort by Top

Add a comment...

A D M I N


1 2 C O M M E N T S

F Á B I OD I AZ L: V E S

Os dois últimos (Amar a Solidão e Amor Próprio) me tocaram especialmente.

N E L S O DN I ZL : O P E S

É no que dá car sonhando e fantasiando uma vida sem pé nem cabeça, tentando
impingir aos menos avisados um ar de sabedoria etérea. Este senhor fugiu dos
objetivos que Deus deu ao ser humano e obviamente nao alcançará a sabedoria
com que Deus nos aperfeiçoa com o seu AMOR,
para alcançarmos uma vida plena de felicidade, paz e amor ao proximo. Nós
somos: corpo, alma e espírito, guiados por Jesus Cristo para alcançar a vida
eterna. A razão ao qual se refere o lósofo em questão, nada mais é do que o
espírito, pois é ele que nos diferencia dos denais seres viventes. Só a razão nos
conduzirá para alcançar a justiça Divina.

C A S SD I I OZ : J R

o que é(são) deus(es) se não rédeas para os de caráter e espírito fracos?


ou como diria Nietzche, a moral dos fracos.
nem deus, nem religião, oferecem e nem jamais ofereceram sabedoria,
mas sim imposição de uma “verdade absoluta”, à qual toma-se como
pilar para quaisquer argumentos e como resposta à quaisquer
perguntas.
deuses, em última instância, são a personi cação da preguiça mental, do
não-índividuo e da soberba e arrogância humana, além de apresentar
um objetivo e sentido de vida para aqueles que precisam da cenoura,
amarrada rmemente em uma vara diante de si, através de um
barbante.
em outras palavras, ninguém quer ouvir sobre mitologias – sobretudo
em outras palavras, ninguém quer ouvir sobre mitologias – sobretudo
tratando-as como verdades – em um artigo sobre Schopenhauer.

F A B D
I AI Z
N :O

Não coloque nas mãos de Jesus, Buda, Maomé etc, a responsabilidade de sua vida,
até pq se vier a colocar o resultado será o mesmo de não ter colocada, mas a
viajem é bem mais confortável e aprazível sem o cabresto!!!

L U C DI A
I ZN : A

Simplesmente encantada

L I D
L I Z
A :

“Aceitamos o presente como algo que é apenas temporário e o consideramos


como um meio para atingir nosso objetivo. […] carão surpresas ao descobrir que
aquilo que deixaram passar despercebido e sem proveito era precisamente sua
vida – isto é, a vida na expectativa da qual passaram todo o seu tempo. ”
O tempo que gastamos vivendo um sonhado futuro, que por sua vez pode não
chegar, é a vida que se tem para se gastar, o dia de hoje.
Profundamente óbvio, mas mesmo assim nos esquecemos disso, saltitando nos
pensamentos de um futuro, e remoendo os desamores de um passado, e o
presente, o que realmente nos resta, quando daremos a real importância? !?!?!

R O S Â DN I G Z E : L A

Perfeita colocação!

R O B E R T O
D I AZ N: D R A D E

Estes textos são “depremidores”, mas também são altamente provocadores da


nossa eterna condição de insatisfeitos. Condição que, muitas das vezes, nos torna
escravos do capitalismo, consumindo cada vez mais; buscando cada vez mais
satisfazer algum vazio.
Acredito que a simplicidade seja uma boa maneira de se criar bons momentos com
as pequenas coisas, de criar uma vida mais “feliz” e aliviar as constates incertezas
das vida!
L I N D A D M I AZ R: Q U E S

Cássio Jr, nunca li tantas verdades de uma forma sincera, simples é sensata “o que
é a religião, senão amarras”

L Ú C I A V D
A IS ZC : O N C E L O S

É muito bom encontrar de vez em quando um oásis de sabedoria nessa multidāo


de mentes ansiosas na web. Nem todos se refazem neste oásis, no entanto. Tem os
que precisam sempre estar atrelados a algo que não lhes permita serem livres…

L E O N D A I RZ D: O

Até onde sei, a Editora Saraiva não publicou esse livro. Martins Fontes, LPM e
Folha sim.

D E ND I I ZZ E:

O mundo precisa, saber a verdade. Passado não volta, futuro não temos e o hoje
não acabou.
“Por isso, ame mais, fale mais, abrace mais, pois não sabemos quanto tempo
temos pra respirar”

D E I X E U M A R E S P O S T A

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comentário
Nome * Email * Site

P U B L I C A R C O M E N T Á R I O

P E S Q U I S A R

Pesquisar … 

O Martelo de Nie…
740K likes

Like Page

Be the first of your friends to like this

Dezembro 2017

S T Q Q S S D

1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

« NOV JAN »

C A T E G O R I A S

acervo gratuito
acervo gratuito

Análise Filosófica

Arte Visual

Bolsa de Estudo

Cérebro e Mente

Ciência e filosofia

ciência e tecnologia

crítica ácida

curso filosofia

Cursos gratuitos

Dica de Filme

Dica de Leitura

Documentário de Nietzsche

ebooks

Escolas Online

Estudar no Exterior

Filmes clássicos

Filosofia Budista

filosofia e cinema

Filosofia existencial

Filosofia Védica

Inglês Online
Intercâmbio no Exterior

Legalidade e preconceito

Livros para baixar

Medo Líquido

Mente e Cérebro

Mudança de mentalidade

Notícia

online

política

Promoção Ebook

Sorteio de livro

Texto Crítico

Textos para reflexão

Trabalho voluntário

Voluntariado no Exterior

A R T I G O S R E C E N T E S

FAO oferece Curso Gratuito On-line de Inglês e Espanhol

Ministério do Trabalho abre inscrições para diversos cursos on-line gratuitos

Viajar de graça como voluntário é possível? Conheça programas para fazer isso.

Ministério da Fazenda abre inscrições para Cursos On-line com certificação

Santander abre inscrições para mais 1mil Bolsas de Estudo no Exterior


L E I T O R E S O N L I N E

P R E V I O U S A

5 Bons Motivos para ler Franz Kafka

N E X T A R T I C L E

Oxford Abre Novas Inscrições 2018 para Curso Online Gratuito

C A T E G O R I A S

acervo gratuito
Análise Filosófica
Arte Visual
Bolsa de Estudo
Cérebro e Mente
Ciência e filosofia
ciência e tecnologia
crítica ácida
curso filosofia
Cursos gratuitos
Dica de Filme
Dica de Leitura
Documentário de Nietzsche
ebooks
Escolas Online
Estudar no Exterior
Filmes clássicos
Filosofia Budista
filosofia e cinema
Filosofia existencial
Filosofia Védica
Inglês Online
Intercâmbio no Exterior
Legalidade e preconceito
Livros para baixar
Medo Líquido
Mente e Cérebro
Mudança de mentalidade
Notícia
online
política
Promoção Ebook
Sorteio de livro
Texto Crítico
Textos para reflexão
Trabalho voluntário
Voluntariado no Exterior

O Martelo de Nie…
740K likes

Like Page

Be the first of your friends to like this


J E F F ET RH SE OM NE B Y C R E A T E A N D