Anda di halaman 1dari 2
Cuidade com a inlinpctagap | 3 5 ei ’" Todo mundo fala assim Vem ai uma gramitica anistiando os principais desvios da linguagem oral.. Mas atengao: 0 portugués continua a merecer respeito Leonardo Coutinho ‘eu dez horas ou deram dez ho- ras? Hoje € quinze ou hoje s30 guinze? Assisti o filme ou as- sisti ao filme?* ‘A vida é cheia dessas dividas, prin- cipalmente quando se quer caprichar. Quem se angustia diante dessas ques- {Ges vai ter uma surpresa e um alivio: ‘vem af um habeas-corpus para uma in- finidade de pecados gramaticais, prin- cipalmente na lingua falada. Seré langa- da no segundo semestre a Gramdtica do Portugués Culto Falado no Brasil, dando um carimbo académico 20 verda- deiro portugués utilizado pelos brasi- leiros. Preparado por especialistas de doze universidades, o trabalho no re- ‘yoga as normas da boa sintaxe. Apenas identifica a légica gramatical praticada no dia-a-dia por pessoas instrufdas até © curso superior. Numa comparagio simples, as graméticas tradicionais ba- seiam suas regras nos textos dos me- Ihores autores do idioma, enquanto es- ‘se novo trabalho desvenda o portugues {que as pessoas de fato andam falando por af. Pela tradicional lei da graméti- ca, trata-se de um compéndio que ana- lisa a estrutura da fala coloquial. Dito & maneira do estudo: é um livro que mos- tra o jeito como a gente conversa. “O objetivo era descobrir como se fala corretamente no Brasil”, diz 0 ‘coordenador do projeto, Ataliba de Cas- tilho, presidente da Associagao de Lin- slifstica ¢ Filologia da América Latina, Isso deu um trabalho. Em quase trin- ta anos de pesquisa, 32 estudiosos dis- secaram mais de 1 $00 horas de grava- {G0es feitas em cinco capitais brasileras. Foram entrevistadas 2 356 pessoas com formagao superior, cujos pais também nasceram nas capitais escolhidas para pesquisa: Salvador, Porto Alegre, Recife, Rio de Ja- neiro ¢ Sio Paulo. A esco- Tha nfo se deu porque se su- ppunha que nessas cidades se fale mais corretamente, mas, sim, porque elas foram con- sideradas as que tém as caracteristicas claramente identificdveis. “Da para di- zer: € assim que se fala em {al lugar”, exemplifica Ata- liba de Castilho. As grava- es serviram para encon- trar os desvios mais freqiientes, em re- lagdo & norma culta, e depois destrin- char a I6gica que rege essas constru- (es. Gragas a essa andlise, os brasi ros se tomnario o primeiro povo, entre (9s que falam linguas derivadas do Ia- tim, a ter sua linguagem oral debu- Inada e sistematizada, No ano passado, a profes- sora Maria Helena de ‘Moura Neves, da Uni- versidade Estadual Paulista, langou sua Gramética de Usos do Portugués (Edito- ra Unesp, 1 037 pé- ginas, RS 70,00), que analisa as estru- turas mais correntes, usadas nos jornai na dramaturgia € na aa ‘0S MANIFESTANTES' CHEGARAM EM BRASILIA. Voce FEZ 0 QUE EU TE FALEI? Este 6 um caso *De acordo com a gramatica tradicional, 0 certo em cada caso & "assist ao filme” (o verbo assstr,no sentido de presencia, pede a preposicio 2}; “deram dez horas” e “hoje sioquinze” (na auséacia de sueto, o verbo de- ve concordar com a palava seguinte), 70 25.dejuiho, 2001 voja Na gramética tradicional, 56 0 acelta aonde mando expresso existe a idéia de destino, direcao ‘AMANHA YOU FAZER O ONDE voce vate 0 QUE FAGO SE A MAQUINA RETER OCARTAO DO BANCO? literatura moder- na. Ela integra-o ‘grupo que preparou o novo projeto e diz que avirmde dessas iniciati- xvas éadmitirque a lingua vive em transformagio, 20 contrério do que se vé na maioria das graméticas tradicionais. “Ninguém tem autoridade para dizer ‘que € certo ou noe um idioma”, afirma Maria He- lena. Isso cutuca 0 vespei- ro dos beletrstas, professor Evanildo Bechara, membro da ‘Academia Brasileira de Letras e considerado um os maiores graméticos brasileiros em atividade, dé sua apreciagio sobre o re- sultado do projeto Norma Urbana Cul- “Desde a Antiguidade, a gramética foi sempre 0 registro dos fatos da lingua ‘observado no uso das pessoas, princi- palmente daquelas que podiam servir de modelo. O trabalho vem ratificar uuma realidade ja antes intuda c até tra- balhada pelos estudiosos do passado. A, vverdadeira e saudével educagao da com- peténcia lingiifstica ¢ colocar ao alean- ‘ce das pessoas 0 maior ntimero de infor- mages para 0 uso do idioma. Repito sempre que a educacio linglistica tem de fazer de cada pessoa um poliglota em sua propria lingua”. Numa tradugo livre, o professor Bechara diz que nao bhi nenhuma novidade no trabalho sobre a lingua oral e que o melhor ensino do portugués continua senda o tradicional AA partir do ano que ver, no entanto, as cescolas poderio decidir se seguem ou do esse conselho. A primeira edigo da nova gramética apenas para professores e estu- diosos, mas dentro de alguns meses sai um subproduto, voltado para estudantes, bem nos moldes dos guias réticos utilizados atual- ‘mente para o ensino do Portugués. $6 € preciso avisar aos mais afoitos que © insuportavel uso que se vem fazendo do genindio (amanha estareifazendo ou ele vai estar falando, por exemplo) continua a ser ‘um crime inafiangavel con- tra 0 idioma, . veja 25 de julho. 2001 71